Projeto UFSC com a Aldeia realiza 1° missão com o povo Laklãnõ/Xokleng

02/12/2022 11:04

Foto: Ariclenes Patté

O projeto UFSC com a Aldeia nasceu como uma forma de aproximação da Universidade Federal de Santa Catarina com as comunidades indígenas do estado. Idealizado por uma comissão de estudantes indígenas da UFSC, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), o projeto tem como objetivo trocar experiências e realizar missões em diversas aldeias, gerando diálogo e reciprocidade com o povo indígena. 

A primeira missão do projeto aconteceu entre 24 e 26 de novembro na terra indígena do povo Laklãnõ/Xokleng, localizada entre os municípios de José Boiteux, Vitor Meireles, Doutor Pedrinho e Itaiópolis. Na última quinta (24), dez estudantes da UFSC – nove indígenas e uma não indígena –, acompanhados de três professores, saíram do campus Trindade rumo ao território Laklãnõ/Xokleng. Nesta primeira viagem, foram realizadas diversas atividades, como visitas às aldeias da T.I Laklãnõ e antigas escolas das comunidades. Além disso, destacam-se as conversas com as lideranças e com os anciãos da Aldeia Palmeira e com os estudantes da escola Laklãnõ, localizada na Aldeia Plipatol. 

O estudante indígena Cristhian Roberto, graduando em Licenciatura em Educação do Campo e um dos pioneiros do projeto, dividiu com o amigo Eliton Weitcha, que cursa Antropologia, os primeiros passos do surgimento da ação. “Tivemos essa ideia, após observarmos uma demanda muito grande de estudantes indígenas que vêm para a universidade e, por não conhecerem os cursos, acabam tendo diversas dificuldades, fazendo dois ou três semestres e desistindo. Então a proposta principal é mostrar de fato a realidade dos cursos, da UFSC, e também a luta dos estudantes indígenas”, explica Cristhian.

Para um dos integrantes da delegação, Eliel Camlem, participar da missão também é uma forma de fazer uma ponte entre as comunidades indígenas do estado e a universidade. “É muito importante que nós, estudantes indígenas, levemos nosso conhecimento e visão da universidade aos alunos e à comunidade. E também que a gente traga para a universidade os conhecimentos adquiridos na aldeia. Assim, evitaremos um pouco o choque cultural e as dificuldades que temos ao ingressar na universidade”, acrescenta o estudante de Relações Internacionais.  

O professor Daniel Castelan, titular no departamento de Relações Internacionais da UFSC, foi escolhido no início da estruturação do projeto como coordenador responsável pelos estudantes indígenas participantes. Segundo Daniel, sua participação o motivou a aprender mais sobre os povos indígenas, aprimorando também seu desempenho lecionando em sala de aula. “Me sinto na missão de colocar a UFSC para reparar a história sofrida dos povos originários. Este contato foi muito importante para a permanência dos estudantes indígenas na universidade, pois percebi que quando os indígenas saem da aldeia, eles têm como dever levar adiante o trabalho do seu povo”, finaliza o docente.

Para a pró-reitora de Extensão, Olga Regina Zigelli Garcia, o projeto representa não só uma forma de levar a universidade para a aldeia, mas também um meio de troca e aprendizados para estudantes, coordenadores e gestão universitária. “Esse projeto vem ao encontro das diretrizes da extensão universitária, o que pressupõe a interação dialógica, pautada na interdisciplinaridade, com propósitos de transformação social, e na formação do estudante sempre em prol de um mundo melhor”, conta ela. O projeto prevê ainda mais viagens em 2023 para as demais comunidades indígenas de Santa Catarina. 


Ariclenes Patté/estudante de Jornalismo/UFSC
Giulia Rabello/estagiária de Jornalismo da Agecom/UFSC

Tags: estudantes indígenasLaklãnõ XoklengPROEXUFSCUFSC com a AldeiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Aulas desta sexta, 2 de dezembro, estão mantidas conforme os horários já divulgados

01/12/2022 19:33

Considerando a melhoria das condições meteorológicas na Região de Florianópolis e a ausência de alertas emitidos pela Defesa Civil, a Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) orienta:

– Que sejam mantidas as aulas e atividades administrativas no turno matutino do Campus de Florianópolis e demais campi, nesta sexta-feira, 2 de dezembro de 2022;

– Que cada unidade de ensino avalie as condições para manutenção das aulas no turno noturno, levando em conta o jogo do Brasil pela Copa do Mundo; e

– Que cada unidade administrativa avalie a flexibilização do expediente de trabalho, de acordo com as necessidades de cada setor.

Tags: UFSC

UFSC obtém autorização judicial para cultivar e produzir insumos de Cannabis em pesquisa científica

01/12/2022 14:00

Yara foi a “paciente zero” do professor Erik Amazonas. Aos oito meses de idade, a cachorrinha começou a usar o óleo de Cannabis, ou canabidiol, para tratar suas crises convulsivas. Foto: arquivo pessoal

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é a primeira instituição de ensino superior do País a obter uma medida judicial que lhe permite produzir todos os insumos para a pesquisa da aplicação da Cannabis na área da medicina veterinária. A 1ª Vara da Justiça Federal, em Florianópolis, concedeu um salvo-conduto que autoriza o pesquisador e professor Erik Amazonas, do Centro de Ciências Rurais (Campus de Curitibanos), a realizar o cultivo, preparo, produção, fabricação, depósito, porte e prescrição da Cannabis sativa.

Com isso, a Faculdade de Medicina Veterinária do Campus de Curitibanos, pioneira no ensino do uso veterinário da Cannabis no Brasil, conquistou o inédito direito de cultivar a planta para fins de pesquisa veterinária.

O professor Amazonas coordena a linha de pesquisa “Endocanabinologia e Cannabis Medicinal”, do Grupo de Estudos em Produção Animal e Saúde, que busca “traçar o perfil terpenofenólico de diferentes linhagens de Cannabis spp a fim de categorizar as diferentes linhagens quanto ao seu real conteúdo de canabinoides e terpenos” – existem centenas de variedades de Cannabis spp. A pesquisa também objetiva reunir conhecimento sobre os óleos derivados de diferentes linhagens e comparar métodos de extração de compostos.

Está no escopo do estudo avaliar o uso de medicação à base de terpenofenóis em animais não humanos. Formulações de uso tópico contendo Cannabis serão analisadas quanto ao seu potencial cicatrizante e anti-inflamatório, efeito inseticida, repelente, mosquicida e anti-helmíntico e efeito desinfetante. Até mesmo o uso alimentar em animais não humanos será pesquisado. O grupo reúne, além de Amazonas, outros seis professores, um servidor técnico-administrativo, alunos de graduação e pós-graduação do campus de Curitibanos e um consultor externo.
(mais…)

Tags: campus curitibanosCannabismaconha medicinalmedicina veterináriaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Administração da UFSC avalia estragos causados pelas chuvas

01/12/2022 13:43

Representantes da Administração Central visitaram diversos setores na manhã desta quinta

A Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) avaliou in loco os estragos causados nas instalações do campus  de Florianópolis em decorrência das chuvas registradas na região nos últimos dias. Na manhã desta quinta-feira, 1º de dezembro, o reitor, Irineu Manoel de Souza, o diretor do Gabinete da Reitoria,  João Martins, e o secretário de Segurança Institucional, Leandro Luiz de Oliveira, percorreram os setores mais impactados pelo temporal para verificar os prejuízos e as condições de retorno às atividades.

A Reitoria suspendeu as aulas no campus da Trindade nesta quinta, e as unidades administrativas trabalham em regime flexível (presencial e remoto), conforme as necessidades de cada setor. As mesmas orientações expedidas para Florianópolis se aplicam aos demais campi, caso as unidades vivenciem situação de risco semelhante nas próximas horas.

“Nossas equipes do plantão realizaram o monitoramento durante toda a noite. A orientação foi de manter a calma e proteger as pessoas e o patrimônio público. Tivemos danos materiais, mas nenhum incidente ou acidente envolvendo a comunidade universitária”, afirmou o secretário de Segurança Institucional.

Os representantes da Administração visitaram as dependências de diversos Centros que foram atingidos, entre eles o Centro de Ciências da Educação (CED), o Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), o Centro de Comunicação e Expressão (CCE), o Centro de Ciências Biológicas (CCB), o Centro de Desportos (CDS) e o Centro Tecnológico (CTC), além do Departamento Artístico e Cultural (DAC), da Igrejinha, da Maloca, do Restaurante Universitário (RU) e da Biblioteca Central (BU).

Prefeito do Campus destaca ocorrências

Sala de materiais no Centro de Desportos

O prefeito universitário, Hélio Rodak de Quadros Júnior, ressaltou as principais ocorrências apresentadas na instituição: “Tivemos diversos pontos de alagamentos, desde as imediações da Reitoria I até a parte do Centro Tecnológico, nos fundos do Departamento da Engenharia Mecânica. Ali a altura da água chegou às maçanetas dos veículos que foram impedidos de serem retirados ontem [quarta-feira] à noite. Registramos ainda ocorrências similares no RU, onde houve o alagamento da doca de abastecimento, e na BU, pois o forro cedeu em alguns pontos. A Igrejinha da UFSC e o Centro de Ciências Agrárias, no Itacorubi, também sofreram infiltrações”.

Ele destacou ainda que o campus da Trindade teve parte dos acessos comprometidos desde o fim da tarde de quarta até a manhã desta quinta-feira devido ao grande volume de chuva. Várias partes das ruas internas da instituição apresentaram problemas de deslocamento, e o rio que cruza o Campus transbordou.

De acordo com dados da Defesa Civil, cidades da Grande Florianópolis tiveram um acumulado de 300 mm nos últimos dias – mais do que o dobro previsto para todo o mês de novembro na região. As chuvas alagaram diversas ruas, interditaram rodovias e provocaram a suspensão de atividades.

Situação de alguns setores da Universidade:

> Devido à dificuldade de acesso de fornecedores e funcionários à UFSC, o Restaurante Universitário (RU), da Trindade, limitou o atendimento desta quinta aos estudantes com cadastro socioeconômico junto à Pró-Reitoria de Permanência e Assuntos Estudantis (PRAE).

> A Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC) se encontra em situação de alerta. Visando à prestação dos serviços de maneira ininterrupta, uma equipe de operação manterá um servidor presencialmente 24h para garantir a rápida ação, caso haja alguma infiltração ou vazamento no prédio. As demais equipes foram orientadas a atender de maneira remota.

> A Biblioteca Universitária (BU) comunicou que não há previsão de horário para abertura de suas Unidades. A abertura dependerá da chegada de servidores suficientes aos espaços de trabalho e da avaliação das condições de infraestrutura. A Biblioteca Central não abrirá nesta quinta-feira em função de reparos que precisam ser realizados. A sala de estudos individuais da Biblioteca Central, por sua vez, estará aberta até às 18h.

 

Tags: alagamentochuvaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Comunidade universitária pode responder autoavaliação institucional

01/12/2022 08:00

A partir desta quinta-feira, 1º de dezembro, a comunidade acadêmica pode preencher a autoavaliação institucional da UFSC referente ao ano de 2022. O processo é conduzido pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), que convida todos os segmentos da comunidade acadêmica a participar, clicando nos links abaixo.

Responda ao questionário de acordo com o seu segmento universitário:

Graduação

Pós-graduação

Docentes

Gestores

TAEs 

A CPA preocupa-se com a garantia da qualidade do ensino superior e, dessa maneira, atua para melhorar o ensino e gestão da universidade pública. A autoavaliação é uma estratégia para o autoconhecimento institucional e que também pode orientar as atividades acadêmicas e administrativas das Instituições de Ensino Superior.

Os questionários de autoavaliação institucional são facultativos e foram customizados para cada segmento da comunidade universitária e aprovados pela CPA. No total, há 18 questionamentos aos TAEs e aos Gestores, 15 aos Pós-graduandos e 28 aos Docentes. Ao final do instrumento, encontra-se ainda um campo dissertativo com a opção de discorrer o resultado da autoavaliação institucional anterior, questionando sobre quais ações foram tomadas para mitigar os pontos negativos apresentados. Dúvidas podem ser encaminhadas ao email cpa@contato.ufsc.br . Mais informações aqui.

Tags: autoavaliação institucionalComissão Própria de Avaliação (CPA)CPA

Grupo Pesquisa Teatro Novo apresenta nova temporada de ‘O Círculo de Giz’ no Teatro Carmen Fossari

30/11/2022 15:15

O espetáculo O Círculo de Giz, com o Grupo Pesquisa Teatro Novo (GPTN), está em nova temporada a partir desta sexta-feira, 2 de dezembro, no Teatro Carmen Fossari (ao lado da Igrejinha da UFSC). A peça é uma realização do Departamento Artístico Cultural (DAC) e da Secretaria de Cultura, Arte e Esporte (Secarte) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

As apresentações ocorrem nos dias 2, 3 e 4 de dezembro  sexta, sábado e domingo , às 20 horas. A entrada é gratuita, e os ingressos são limitados. O público deverá retirar os ingressos no local, uma hora antes do início do espetáculo.

A montagem da peça O Círculo de Giz é uma homenagem do GPTN à eterna diretora Carmen Fossari, que estava preparando a apresentação. Ao dar continuidade ao trabalho da diretora, o Grupo reafirma o compromisso com a arte engajada e comprometida com o tempo atual.
(mais…)

Tags: Carmen FossariDACGrupo Pesquisa Teatro NovoSeCArteteatroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC aprova Política de Enfrentamento ao Racismo Institucional

30/11/2022 11:57

Conselheiros aprovam por unanimidade política contra racismo. Foto: Salvador Gomes/Agecom

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) deu um passo determinante no combate à intolerância no ambiente universitário. O Conselho Universitário (CUn) aprovou por unanimidade, em sessão ordinária na terça-feira, 29 de novembro, a Política de Enfrentamento ao Racismo Institucional – um conjunto de normas, divididas em sete capítulos, que orienta desde a identificação de atos discriminatórios até a forma de denúncias, encaminhamentos e acolhimento das vítimas. O texto final é o resultado do empenho direto de um grupo de mais de 30 pessoas, que contou com representantes da UFSC, de movimentos sociais, entre outros; além de debate plural que promoveu audiência pública no início do mês.

A sessão que aprovou a Política de Enfrentamento ao Racismo Institucional teve a participação não apenas dos conselheiros do CUn. A leitura da minuta do texto e a votação foram acompanhadas por estudantes, servidores técnico-administrativos em educação, professores e representantes de movimentos sociais, como o Movimento Negro Unificado, que tem mais de 40 anos de atividade no Brasil.

(mais…)

Tags: AntirracismoCOEMAenfrentamento ao racismoNovembro Negropolítica públicaPROAFEracismoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Fórum global inédito no país, UR22 começa com parceria da UFSC

30/11/2022 11:56

Cosmo Bloco, de Porto Alegre, foi atração cultural na abertura do UR22. Foto: Camila Collato/Agecom

Representantes de diferentes países se reuniram na abertura do Fórum Global Understanding Risk (UR22), na noite de segunda-feira, 28 de novembro, no P12 Parador Internacional, em Jurerê Internacional, em Florianópolis. O evento é inédito no Brasil e conta com parceria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Durante cinco dias, até a sexta-feira, 2 de dezembro, haverá conferências, palestras e debates a respeito das inovações e do compartilhamento de conhecimento sobre gestão de risco de desastres. O UR22 é organizado pela Prefeitura de Florianópolis, Banco Mundial e Mecanismo Global para Redução e Recuperação de Desastres (GFDRR), com apoio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Veja a programação completa no site do evento.
(mais…)

Tags: evento internacionalfórum globalUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaUR22

Atleta da UFSC disputa campeonato mundial de surf adaptado

29/11/2022 13:55

A atleta Denise Siqueira, servidora técnico-administrativa do departamento de Cultura e Eventos da Secretaria de Cultura, Arte e Esportes da Universidade Federal de Santa Catarina, é a representante da Universidade e do Brasil no Campeonato Mundial de Surfe Adaptado, que ocorre no próximo mês entre os dias 4 a 14 de dezembro em Pismo Beach, Califórnia. Denise é filiada e representante da Federação Catarinense de Surf (Fecasurf) e foi campeã brasileira de sua categoria, o que lhe possibilitou participar da etapa internacional.

Foto: Arquivo Pessoal

Denise iniciou sua trajetória com esportes andando de skate, mas conta que sempre se interessou pelo surf que, por conta da distância que ela morava do litoral, não podia ser praticado. Em 2000, mudou-se para Florianópolis para fazer a graduação na UFSC e passou a praticar o esporte. Após sofrer um acidente causado por um atropelamento enquanto andava na rua, resultando na sua perda de mobilidade, Denise conta que teve problemas de acessibilidade não só para o surf, mas para tudo.

“Não tinha acesso. Ainda não tem”, comenta Denise, ao lembrar de quando começou a praticar o surf e se deparou com as diversas dificuldades de acessibilidade, não apenas nas praias, mas também em todo o percurso realizado por ela para chegar ao litoral. Depois de anos tentando conseguir melhorias nas condições oferecidas para pessoas com deficiência, Denise se tornou uma das figuras responsáveis pela criação do projeto Associação Surf Sem Fronteiras, em 2016, com a proposta de democratizar o acesso ao surf para todas as pessoas de forma inclusiva e gratuita.

Entre os dias 15 e 19 de setembro deste ano, Denise participou do Brasileiro de Surf Adaptado, em Pernambuco, e foi campeã na sua categoria. “Nem eu estava acreditando que sairia de lá campeã”, lembra ela, que é uma surfista ainda aprendiz e disputava com competidoras mais experientes. Ainda durante a competição, Denise passava por acompanhamento médico e fisioterapêutico por conta de uma forte inflamação em um dos seus braços, mas foi liberada a participar por conta das condições climáticas que proporcionavam a ela fortalecimento da sua musculatura em razão da temperatura da água.

Foto: Filipi Del Valle

Nesta nova etapa da competição, as expectativas são grandes para o destaque da atleta em sua categoria, que já é considerada favorita entre os outros competidores. Além da vontade de vencer, Denise afirma que essa é uma oportunidade de absorver conhecimento, técnica e troca de aprendizado. Ela acredita que, em breve, essa experiência possa se transformar em projetos e políticas públicas para fortalecer a prática do surf adaptado no país. “Eu quero trazer experiências e conhecimentos que possam agregar na produção acadêmica científica esportiva”, afirma, sabendo do peso e honra de carregar o nome da Universidade.

No ano passado, o Mundial de Surf Adaptado contou com a participação de 134 surfistas de 24 nações diferentes e bateu o recorde de maior participação feminina desde sua criação. O Surf Adaptado é uma adaptação do Surf convencional, com intuito de proporcionar a pessoas com deficiência  uma experiência similar à prática convencional do esporte, que pode oferecer aos praticantes benefícios físicos, psicomotores, mentais e sociais. A sua disponibilização, entretanto, depende de projetos e de adaptações de materiais, acessibilidade nas orlas e auxílio de outras pessoas.

 

Matheus Alves/estagiário de Jornalismo da Agecom/UFSC

 

Tags: competiçãointernacionalSeCArteservidorasurfSurfe

UFSC fortalece agenda com instituições do Japão e Singapura

29/11/2022 11:38

A Universidade Federal de Santa Catarina estuda parcerias em áreas especializadas com sete universidades, sendo três do Japão e quatro de Singapura. Os contatos começaram em missão internacional realizada ao longo de 15 dias e encerrada no último sábado, 26 de novembro.  O pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Jacques Mick, integrou o grupo liderado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e pela Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe). A viagem foi financiada pelo governo de Santa Catarina, interessado em ampliar os mecanismos de cooperação entre Estado, universidades e setor privado para promoção do desenvolvimento.

De acordo com o professor, tanto o Japão quanto Singapura têm prioridades semelhantes às que mobilizam grande parte da comunidade de cientistas da UFSC, com destaque para questões como a compreensão, mitigação e enfrentamento das mudanças climáticas; a sustentabilidade, comportando desenvolvimento de novos materiais, energias renováveis, economia circular etc.; a promoção de saúde, incluindo biomedicina e remédios; e também a redução de exposição a desastres. “Os países têm sistemas políticos bastante singulares e IDHs muito altos, então as agendas relacionadas à ascensão do autoritarismo, à qualidade na educação e o combate à fome e à pobreza não estão mais presentes”, reforçou.

Programas de colaboração acadêmica Brasil-Japão e Brasil-Singapura para intercâmbio de professores visitantes; divulgação dos portfólios de pesquisa avançada da UFSC e de outras universidades catarinenses naqueles países e a disseminação de fontes de financiamento à colaboração internacional de pesquisa disponíveis no Japão e em Singapura são alguns dos caminhos apontados por Mick como possíveis atuações em parceria, fortalecidas pelas embaixadas.  “No plano da cooperação bilateral, a missão teve contato com estruturas de pesquisa de seis universidades e um instituto politécnico. Das três instituições japonesas e quatro singapuranas, três estão entre as melhores do mundo”, disse.

O pró-reitor também apontou outros pontos positivos da missão internacional para a UFSC. A partir dos resultados, a Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) pretende colaborar com a Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) na elaboração de um portfólio da pesquisa avançada da UFSC, nas variadas áreas de conhecimento, a circular em inglês e em outros idiomas. Além disso, como a missão foi formada por várias instituições do estado, Mick também percebe um cenário de possível aproximação interinstitucional com a rede de universidades comunitárias de Santa Catarina.

A missão da Fapesc congregou as instituições do sistema federal (UFSC, UFFS, IFSC e IFC), as universidades comunitárias do sistema Acafe, uma privada sem fins lucrativos (a SATC) e a Unisenai, do sistema Fiesc. “O convívio prolongado dos gestores ao longo de 16 dias promoveu diálogos no sentido da aproximação interinstitucional. O tema é de interesse da UFSC”, reforça o professor.

O resultado dos contatos feitos, das informações trocadas e conhecimentos adquiridos, para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, já são visíveis na integração entre as lideranças acadêmicas catarinenses, nas discussões geradas, nas ideias que surgiram e, a médio e longo prazo, nas parcerias firmadas. “Pudemos ver de perto aquilo que até então era entrave para as parcerias internacionais e estudar as formas para viabilizar novas possibilidades de intercâmbio de conhecimento. Fomos recebidos com entusiasmo e em muitas das instituições pelas quais passamos já deixamos as sementes plantadas para o cultivo breve. Vamos chegar nos nossos espaços de atuação com muito trabalho a ser feito a partir dos contatos realizados na Ásia. Temos a convicção que o futuro dessas relações será muito próspero”, pontua.

Com informações da Propesq e da Fapesc

Tags: JapãoPró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq)PROPESQSingapuraSinter

UFSC distribui ingressos gratuitos para Mostra de Violão nesta quarta, dia 30

28/11/2022 11:04

A Secretaria de Cultura, Arte e Esporte da UFSC (SeCArteE) distribui, nesta quarta-feira, 30 de novembro, 100 ingressos gratuitos para estudantes da Universidade para o recital de violão que será realizado no dia 6 de dezembroterça-feira, às 20h, no Auditório Garapuvu, do Centro de Cultura e Eventos.

Os ingressos serão concedidos mediante entrega do atestado de matrícula impresso e atualizado referente ao segundo semestre de 2022, constando a matrícula regular, e apresentação de documento com foto. Os ingressos serão distribuídos por ordem de chegada, a partir das 10h, na entrada principal do Centro de Cultura e Eventos, piso térreo. Cada estudante tem direito a retirar dois ingresso. Não será permitida a retirada de ingresso com documentação de terceiros.

Contrapartida

Os shows pagos não são produzidos pela UFSC, havendo apenas a cobrança do aluguel referente ao espaço. A contrapartida para a UFSC se dá pela liberação dos 100 (cem) ingressos aos estudantes e da integralidade do valor do aluguel deste espaço que vem a ser utilizado em projetos culturais e manutenção do Centro de Cultura e Eventos, conforme o Edital nº06/DCEven/SeCArte/2022.

Sobre o espetáculo

A UFSC sediará a 1ª Mostra de Violão Anabá, nos dias 5 e 6 de dezembro. Serão dois eventos – atividades pedagógicas gratuitas de técnicas de violão na terça-feira, e um recital na quarta – ambos realizados no Auditório Garapuvu, do Centro de Cultura e Eventos Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo. Os eventos são promovidos pela Escola Waldorf Anabá e contam com o apoio do Acervo Digital do Violão Brasileiro.

A Mostra oferece um encontro com dois grandes violonistas brasileiros – Paulo Bellinati e Marco Pereira –, ao lado dos talentos catarinenses Felipe Coelho e Ângelo Lazzari. Nos dois dias do evento será possível conhecer técnicas de violão, em uma palestra e uma masterclass gratuitas, e assistir a um recital. As atividades pedagógicas e artísticas têm como objetivo arrecadar fundos para iniciar um projeto para futura implantação de uma Sala Multiartes na Escola Waldorf Anabá, que possibilitará o fortalecimento de ações artísticas e culturais para toda a comunidade. A Escola é mantida por uma associação sem fins lucrativos em Florianópolis há 42 anos.
(mais…)

Tags: oficinas de violãoSeCArteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Saiba como será o expediente e aulas nos dias de jogos do Brasil na Copa do Catar

28/11/2022 06:49

Em ofício, a Universidade Federal de Santa Catarina divulgou como será o expediente e como funcionarão as aulas dos seus cursos de graduação em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo do Catar, que começou nesta domingo, 2o de novembro. Seguindo orientações do Ministério da Economia, é facultado aos agentes públicos alterar, em caráter excepcional, o expediente nos dias de partidas da Seleção Brasileira.

A compensação de horário poderá ocorrer de 1 de dezembro de 2022 até 31 de maio de 2023, para o caso do expediente. Quanto às aulas, a decisão sobre a manutenção das atividades caberá ao professor, com orientação para que não faça atividades avaliativas e que compense o conteúdo. Os professores também são orientados a comunicarem os alunos previamente sobre a decisão de manterem ou não as atividades letivas.

Os encaminhamentos estão oficializados nos documentos OFÍCIO CIRCULAR Nº 27/2022/GR, de 11 de novembro, e OFÍCIO CIRCULAR Nº 027/2022/PROGRAD, de 18 de novembro.

Confira os horários de expediente na UFSC

Não haverá expediente no dia em que os jogos se realizarem às 12h;

O expediente se encerrará às 11h nos dias em que os jogos se realizarem às 13h;

O expediente se encerrará às 14h nos dias em que os jogos se realizarem às 16h.

Farmácia Escola manterá o funcionamento regular durante todo o expediente.

Confira como serão as atividades letivas

Nos dias em que os jogos do Brasil ocorrerem às 13 horas ou às 16 horas, as aulas dos turnos vespertino e noturno poderão ser dispensadas;

Nos dias em que os jogos do Brasil ocorrerem às 12 horas, as aulas de todos os turnos poderão ser dispensadas.

Tags: aulas na UFSCexpediente na Copaexpediente na UFSC

Prefeitura Universitária restabelece fornecimento de energia elétrica para o CCS e o CTC

26/11/2022 10:00

Energia elétrica no CTC e no CCS foi restabelecida no início da noite de sexta-feira (Foto: Helio Rodack)

A Prefeitura Universitária conseguiu restabelecer, no início da noite da sexta-feira, 25 de novembro, o fornecimento de energia elétrica para as edificações do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e do Centro Tecnológico (CTC). Com isso, dois concursos programados para este fim de semana poderão ser realizados normalmente, e as atividades acadêmicas e administrativas serão plenamente retomadas na segunda-feira. As duas unidades estavam sem energia desde o início da tarde de quinta-feira, devido ao rompimento de um cabo de média tensão.

No Centro Tecnológico, os blocos A, B e E serão utilizados no domingo para a realização de um concurso organizado pela Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas (Fepese) para a contratação de servidores para a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). No Centro de Ciências da Saúde será realizada a prova de Residência em Medicina de Família e Comunidades, da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis, também no domingo.

A falta de energia alterou a rotina nos dois centros atingidos. No CCS, as aulas previstas para a sexta-feira foram canceladas, os atendimentos em clínicas foram suspensos e remanejados e o trabalho administrativo pode ser realizado de maneira remota. Atividades realizadas no Hospital Universitário e em outros Centros de Ensino foram mantidas.

No CTC as aulas foram interrompidas na quinta-feira, pouco antes do jogo da Seleção Brasileira, e na sexta-feira em todos os períodos, mas retornam à normalidade na segunda-feira. “O prejuízo didático, que poderia se estender por vários dias, foi mínimo, dada a gravidade do acidente”, afirmou o diretor do CTC, Edson Roberto de Pieri.

Operação logística
No começo da tarde de quinta-feira ocorreu o rompimento de um cabo de média tensão elétrica, que causou falta de energia em diversas edificações e setores do campus da Trindade. A equipe técnica da Prefeitura conseguiu restabelecer o fornecimento de energia para a maior parte das edificações afetadas, no entanto verificou-se a ocorrência de um curto-circuito em um dos ramais de alimentação que abastece o CTC, o CCS e locais próximos.

A partir daí, teve início uma grande operação de logística para garantir o funcionamento de geradores e manter o suprimento de energia elétrica em setores essenciais ao funcionamento da Universidade, como a Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC), que mantém vários sistemas informatizados, a base de dados da UFSC e os serviços de rede e internet. E também dos geradores que alimentam equipamentos de refrigeração que preservam amostras utilizadas em pesquisas no CCS. Servidores do setor de Transportes da UFSC, da Segurança Institucional e da SeTIC colaboraram para a compra do combustível necessário ao funcionamento dos geradores.

De acordo com o Prefeito da UFSC, Hélio Rodak, vários servidores e departamentos da Prefeitura se envolveram em uma força-tarefa na busca de solução ao problema. No entanto, a substituição do cabo danificado representou um grande desafio. “Infelizmente, esses cabos só estavam disponíveis em São Paulo e Porto Alegre. Seria uma longa espera até a chegada e a substituição deles em dutos subterrâneos que já têm mais de 30 anos”, disse o diretor do CTC, professor Edson de Pieri.

A equipe técnica que estava avaliando as instalações constatou que cada conjunto de distribuição de energia é formado por quatro cabos, sendo três energizados e um de reserva, para ser utilizado justamente nestas situações de emergência. Após alguns testes para verificar a integridade dos condutos, os técnicos da PU se certificaram que três deles estavam em bom estado. A ligação do cabo danificado foi desativada e a conexão foi realizada por meio do cabo de reserva, restabelecendo a energia elétrica por volta das 19h15 da sexta-feira.

A partir de agora, a Prefeitura Universitária vai providenciar a avaliação das instalações para manutenção do sistema. A médio prazo, por meio de uma interrupção programada do fornecimento de energia, deverá ser feita a reinstalação do cabo de reserva do conjunto.

Tags: CCSCTCfalta de energia elétricaPrefeitura UniversitáriaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

MArquE abre exposição de obras de Franklin Cascaes nesta sexta, dia 25

25/11/2022 10:34

O Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abre as portas para a exposição Franklin Cascaes – Artista nesta sexta-feira, 25 de novembro, às 16h. A coleção Elizabeth Pavan Cascaes, criada por Franklin Cascaes e nomeada por ele para homenagear sua esposa, contém desenhos e esculturas. O objetivo é apresentar algumas das investigações artísticas do processo criativo do artista. Seus trabalhos partiam de uma coleta de histórias e tradições orais da cidade e seu entorno. 

Todo o acervo de Franklin Cascaes foi doado em vida pelo mesmo em 1981 e desde então está sob a guarda do museu. Com o intuito de respeitar o desejo do artista de se criar um espaço de memória para a totalidade de seu acervo, celebramos a abertura desta sala. Com a proposta de expandir e diversificar os olhares sobre a obra de Franklin Cascaes (Florianópolis, 1908-1983), esta exposição tem como foco apresentar algumas das investigações artísticas em seu processo criativo”, diz o resumo da exposição. 

Sala Cascaes faz parte do pavilhão Silvio Coelho dos Santos, no MArquE, e é destinado a abrigar exposições da coleção Professora Elizabeth Pavan Cascaes. As adequações necessárias, visando a conservação do acervo, foram realizadas por meio do “Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura ∕ Patrimônio e Paisagem Cultural – Edição 2021” da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

“Em seus próprios registros, Cascaes se autodefinia como artista. É este trabalho de exploração de técnicas e formas que buscamos destacar no recorte aqui apresentado. Sob este mesmo enfoque são propostas duas etapas de exposição com diferentes seleções de obras. Ao serem apresentados deslocados de seus conjuntos os personagens escultóricos tem as suas individualidades potencializadas, destacando assim suas expressividades e caracterizações únicas. Em contraposição, é através da aproximação dos desenhos selecionados, que estas mesmas experimentações estilísticas se apresentam no processo de dar vida aos seres que o habitam. É sob esta ótica que convidamos a todes a adentrar e conhecer uma pequena parcela deste universo, traduzido e construído por Cascaes, em toda sua complexidade de sentidos e significados”, evidencia a organização do evento.

Escolas e grupos que queiram agendar sua visita com mediação de especialistas do MArquE podem entrar em contato por meio do site.

 

Serviço:

Local: Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE/UFSC)
Abertura: sexta-feira, 25 de novembro, às 16h
Horários de visitação: de terça a sexta, das 9h às 17h
Contato: 48 3721-6472 / ufsc.mu.secretaria@gmail.com
Mais informações: museu.ufsc.br | Instagram (@marqueufsc) | Facebook (marqueufsc)

 

Tags: MArquEMuseu de Arqueologia e Etnologia Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE/UFSC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Medicina e Psicologia são os cursos mais concorridos; veja a relação candidato/vaga do vestibular UFSC/IFSC 2023

24/11/2022 09:56

O curso mais disputado do Vestibular Unificado UFSC/IFSC 2023 na UFSC é Medicina e no IFSC é Gastronomia, ambos em Florianópolis Os candidatos podem consultar nesta quinta-feira, 24 de novembro, com quantas pessoas disputarão uma vaga no curso escolhido. A relação candidato/vaga está disponível no site www.vestibularunificado2023.ufsc.br, onde também pode ser consultada, individualmente, a confirmação de inscrição definitiva do vestibular e o local onde as provas serão realizadas.

Na Universidade Federal de Santa Catarina entre os cinco cursos mais concorridos, três são da área da Saúde; veja a relação completa

Medicina (Florianópolis) – 76.11

Medicina (Araranguá) – 35.9

Psicologia (Florianópolis) – 18.10

Cinema (Florianópolis) – 15.33

Direito (Florianópolis/matutino) – 13.9

No Instituto Federal de Santa Catarina os cinco cursos mais procurados estão nos campi de Florianópolis e Joinville; veja a relação completa

Gastronomia (Florianópolis) – 7.0

Gestão da Tecnologia da Informação (Florianópolis) – 5.2

Engenharia Mecânica (Joinville) – 4.0

Engenharia Elétrica (Joinville) – 3.7

Design (Florianópolis) – 3.13

Vestibular Unificado UFSC/IFSC

O vestibular Unificado UFSC/IFSC será realizado das 14h às 19h, nos dias 10 e 11 de dezembro. O uso de máscara será obrigatório durante toda a realização das provas. Para ter acesso ao local das provas, os candidatos devem levar um documento com foto e o comprovante de vacinação da COVID-19 (no mínimo duas doses ou a dose única da vacina Janssen). Caso o candidato não tenha se vacinado, deverá apresentar um teste negativo para COVID-19 de até, no máximo, 72 horas antes do dia 10 de dezembro de 2022. A Coperve disponibiliza o telefone do plantão (48) 37219951 e o email coperve@coperve.ufsc.br para esclarecer dúvidas dos candidatos.

Tags: relação candidato/vagaVestibularVestibular Unificado UFSC/IFSC 2023

UFSC Explica: nazismo

23/11/2022 13:50

Recentes manifestações e discursos de ódio no Brasil, e particularmente em Santa Catarina, trouxeram novamente a apologia ao nazismo para o debate público. Por que essas ideias mundialmente condenáveis seguem existindo com adeptos na sociedade, em especial, no sul do país? Quais as origens desse fenômeno que abarca não só o preconceito racial, como a destruição do outro e das diferenças? Como o discurso e a estética nazista se transmutam com o passar o tempo de acordo com os diferentes contextos políticos, sociais e econômicos?

Essas e outras questões, como a necessidade de uma cultura educacional crítica e antirracista, são temas do novo episódio da série de vídeos UFSC Explica. Para esta edição, foram entrevistados os professores João Klug, do Departamento de História, Lia Vainer Schucman, do Departamento de Psicologia, e Rodrigo Alessandro Sartoti, do Departamento de Direito.

Confira abaixo o vídeo, também disponível no canal da UFSC no Youtube:

Tags: nazismoneonazismoUFSCUFSC ExplicaUniversidade Federal de Santa Catarina

Conselho Universitário aprova moção de enfrentamento ao nazismo e ao racismo

23/11/2022 11:20

Conselho Universitário aprovou por unanimidade moção de repúdio ao nazismo e ao racismo (Fotos: Vitórya Navegantes)

O Conselho Universitário (CUn) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aprovou por unanimidade uma moção de enfrentamento ao nazismo e ao racismo em sessão extraordinária, aberta ao público, na terça-feira, 22 de novembro. O documento é mais uma iniciativa para fortalecimento das ações de combate às agressões e da campanha que orienta a comunidade a denunciar tais atos de violência. A moção foi lida durante a sessão, no Auditório da Reitoria, no Campus Universitário Trindade, em Florianópolis, com aplauso dos presentes. Além dos conselheiros, participaram estudantes, professores, servidores e membros da comunidade.

A moção foi proposta pela professora Carmen Maria Olivera Müller, uma das conselheiras representantes do Centro de Ciências Agrárias (CCA), que a leu durante a sessão, às 16h20min. Após a leitura, o reitor da UFSC, Irineu Manoel de Souza, colocou a proposta em votação. A moção foi aprovada por unanimidade pelos conselheiros presentes e por aqueles que acompanhavam os trabalhos de forma remota. Antes do encerramento da sessão, a vice-reitora da UFSC, Joana Célia dos Passos, solicitou a palavra para lembrar: “O nazismo e o racismo nos desumanizam: não só as pessoas agredidas, mas também os agressores. E é de humanidade que nós precisamos”.
(mais…)

Tags: AntirracismonazismoneonazismoouvidoriaUFSCUFSC antinazista e antirracistaUniversidade Federal de Santa Catarina

Santa Catarina abriga espécie de árvore considerada “super rara” ainda pouco conhecida pela ciência

22/11/2022 11:21

Ecólogos da UFSC dizem que o Crinodendron brasiliense é uma espécie em perigo de extinção

 

Para ler a reportagem especial em formato multimídia, clique aqui

O fruto do Crinodendron brasiliense se parece com um pequeno abajur. Foto: Rafael Barbizan e Sophia Kusterko

 

Crinodendron brasiliense ou cinzeiro-pataguá é uma árvore considerada “super rara”, encontrada durante um estudo de campo numa pequena área localizada nas regiões montanhosas do Planalto Serrano Catarinense. “Estávamos fazendo a medição de árvores de um projeto de monitoramento no Parque Nacional de São Joaquim, onde acabamos encontrando 59 indivíduos da espécie, o que despertou a nossa atenção para investigá-la”, diz o ecólogo Eduardo Luís Hettwer Giehl.

Com esse objetivo em mente, Eduardo Giehl e Rafael Barbizan – pesquisadores no Departamento de Ecologia e Zoologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, lideram um estudo inédito, cuja proposta de pesquisa envolve o monitoramento do cinzeiro-pataguá com o objetivo de realizar um levantamento mais abrangente dessa espécie de árvore ameaçada de extinção e restrita à região. 

A extinção de populações e espécies é algo que afeta o ecossistema e a biodiversidade. Para o professor Eduardo e a equipe de pesquisadores, a dor da perda de uma única espécie é imensa, maior ainda quando pouco se sabe sobre ela. “Para nós é um abalo muito grande perder uma espécie, queremos preservar todas e o cinzeiro-pataguá está numa situação bem delicada”, explica o ecólogo.
(mais…)

Tags: Centro de Ciências Biológicas (CCB)Cinzeiro-pataguáCrinodendron BrasilienseDepartamento de Ecologia e ZoologiaNADCParque Nacional de São JoaquimPlantas rarasUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior produzem vídeo sobre o Dia da Consciência Negra

21/11/2022 11:08

“Reconhecer e reparar” é tema de campanha produzida pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) em alusão ao Dia da Consciência Negra. Foto: Reprodução/ Youtube UTFPR

Neste domingo, 20 de novembro, foi ao ar nos canais oficiais das universidades que integram a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), um vídeo produzido pela instituição, em alusão ao Dia da Consciência Negra. A ação foi pensada para dar voz aos gestores negros das universidades brasileiras e contou com a participação de 25 reitores, vice-reitores e pró-reitores de instituições de todo o país. 

No vídeo, os gestores falaram sobre o significado do Dia da Consciência Negra, comentaram de que forma suas vidas foram impactadas por ser uma pessoa negra e evidenciaram por quais ideais lutam na condição de dirigentes de uma instituição pública. Norteados pelo mote “Reconhecer e Reparar”, ao final de cada fala, todos propõem a seguinte reflexão: “O mundo está enegrecendo, e você?”.

A vice-reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Joana Célia dos Passos, colaborou com a iniciativa. Em seu discurso, destacou que o Dia da Consciência Negra é uma data para lembrar do legado da luta de Zumbi dos Palmares, em que negros e também brancos devem se engajar na luta antirracista. Joana ainda lembrou que a luta contra o racismo é diária e deve ser de todos.

“Sou mulher, professora, negra. Estou num lugar que pela primeira vez é ocupado por uma mulher negra. Ao longo de minha carreira encontrei muitos obstáculos colocados por uma sociedade que não me queria aqui. Mas eu cheguei até aqui e chegarei ainda mais longe. Esse discurso é para mim, é para outras mulheres negras, é para as crianças negras saberem que podem chegar onde quiserem”, afirmou.

Ao fim de sua contribuição, a gestora relembrou que leva consigo para a gestão da UFSC uma luta contra as desigualdades. E finalizou: “Queremos uma universidade plural, vibrante e engajada em promover a equidade. Isso vale para a UFSC e para todas as instituições brasileiras”

Assista o vídeo produzido pela Andifes aqui; 

O material com a mensagem da vice-reitora na íntegra pode ser conferido no canal do youtube da Universidade.

 

Robson Ribeiro/Estagiário da Secretaria de Comunicação/UFSC

Tags: Andifesdia da consciência negraJoana Célia dos PassosNovembro NegroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC lança campanha antirracista e antinazista e orienta comunidade a denunciar violências

18/11/2022 12:34

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) segue promovendo ampla visibilidade às ações de combate ao racismo e ao nazismo na instituição. Ao passo que promove o debate acadêmico, a UFSC se posiciona claramente antirracista e antinazista e estimula a participação de toda a comunidade universitária. 

Uma manifestação do Conselho Universitário (CUn) sobre o enfrentamento ao nazismo será debatida na próxima terça-feira, 22 de novembro, em uma sessão extraordinária aberta ao público, às 14h, no Auditório da Reitoria. A sessão terá transmissão ao vivo pelo canal do CUn no YouTube

“Denunciem, aprendam a denunciar. Não pode ser perigoso para o denunciante. Tem que ter perigo para quem faz as agressões”, disse a vice-reitora da UFSC, Joana Célia dos Passos. “Não é possível mais que a gente busque terceirizar as violências da Universidade. O combate a elas é responsabilidade de cada um de nós. É importante que a gente tenha protocolos de denúncia e isso está sendo consolidado. Nós queremos que todos e todas aqui, além de se posicionar contra as violências, denunciem.”
(mais…)

Tags: nazismoneonazismoouvidoriaPROAFEracismoUFSCUFSC antirracista e antinazistaUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisador defende pedagogia antifascista para combater nazismo e ascensão da extrema direita

18/11/2022 11:01

Plateia lotou auditório da Reitoria (Foto: Divulgação)

Pensar numa pedagogia antifascista é uma das chaves fundamentais para combater o nazismo e a ascensão da extrema-direita. Ao falar para um auditório cheio em meio à programação do Novembro Negro na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Michel Gherman, historiador e referência em estudos judaicos, sensibilizou a plateia para a importância de se discutir processos históricos para compreender um fenômeno que precisa ser combatido e derrotado. Gherman é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O evento foi oferecido pela Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Equidade (Proafe) e planejado em meio a denúncias de manifestações nazistas na UFSC, que estão sendo investigadas e mobilizam a comunidade universitária para responder de maneira firme a atos criminosos. As professoras Leslie Chaves, pró-reitora de Ações Afirmativas e Equidade, e Marilise Luiza Martins dos Reis Sayão, diretora de Ações Afirmativas e Equidade, conduziram os debates.
(mais…)

Tags: educação antifascitanazismoNovembro NegroPROAFEUFSCUFSC antinazista e antirracistaUniversidade Federal de Santa Catarina

Novo episódio do podcast UFSC Ciência discute futebol, política e poder

17/11/2022 15:15

A Agência de Comunicação da Universidade Federal de Santa Catarina (Agecom/UFSC) publicou nesta quinta-feira, 17 de novembro, um novo episódio do podcast UFSC Ciência, com o tema Futebol, política e poder. 

O podcast mostra que, diferente do que muita gente diz por aí, futebol e política se misturam, sim. E não é de hoje. Os megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas, têm sido palco de demonstrações de poder e vêm sendo utilizados como instrumento de política interna e externa por governos de todo o mundo. 

Além de apresentar exemplos históricos e atuais de usos políticos dos megaeventos, o episódio discute o que está por trás dos enormes investimentos que o Catar vem fazendo no futebol, as relações da modalidade com as ditaduras militares na América Latina e movimentos de resistência surgidos do esporte, como a Democracia Corinthiana. Aborda, ainda, projetos que buscam mostrar que um outro mundo esportivo é possível. 

Os entrevistados desta edição são os professores Paulo Capela, do Centro de Desportos, e Juliano Pizarro, doutor pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFSC.

Ouça o UFSC Ciência no site, pelo Spotify, pelo Apple Podcasts ou outras plataformas.

Tags: copa do mundocopa do mundo 2022futebolpodcastpodcast UFSC CiênciapolíticaUFSCUFSC CiênciaUniversidade Federal de Santa Catarina

Teletrabalho inicia pilotos em novembro na UFSC

17/11/2022 15:14

Reitoria da UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) iniciará projetos-piloto para teletrabalho no mês de novembro de 2022. O objetivo dos pilotos é avaliar a proposta de Resolução Normativa elaborada pela Comissão responsável pelo estudo e proposição de política para esta modalidade de trabalho.

Instituída em agosto deste ano, a comissão elaborou a primeira proposição de resolução no início do mês de novembro, após uma audiência pública. Antes de encaminhar a proposta às instâncias deliberativas, no entanto, a comissão optou por realizar experiências práticas para analisar a minuta que normatiza o teletrabalho na universidade.

Proposta própria será testada em Pró-reitoria e Centro de Ensino

A proposta de teletrabalho que está em fase de testes, antes da implementação, possui uma normatização própria, em respeito à legislação vigente e aos regramentos internos. Para isso, a proposta foi construída em consulta permanente à Procuradoria Federal junto à UFSC e se pautou na manutenção da jornada de trabalho regular dos participantes que tiverem interesse em aderir à modalidade.
(mais…)

Tags: teletrabalhoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC entrega prêmio a cientistas negras nesta segunda, 21 de novembro

16/11/2022 14:28

A Universidade Federal de Santa Catarina entrega nesta segunda-feira, 21 de novembro, o Prêmio Propesq – Mulheres na Ciência – Especial Cientistas Negras para cinco pesquisadoras de diferentes áreas do conhecimento que se destacam pela sua trajetória na instituição. O prêmio, iniciativa da  Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq), também marca um mês de programação intensa do Novembro Negro, cujas atividades começaram no dia 1 de novembro e seguem até o dia 30. A cerimônia ocorre às 16h, na Sala dos Conselhos da Reitoria.

O resultado do edital foi divulgado no início do mês, destacando que as premiadas  “promoveram excelentes contribuições para a ciência ao longo de suas trajetórias”. Apesar disso, o número de inscritas foi inferior ao das categorias disponíveis, indicativo da “pequena presença de mulheres negras no corpo docente da UFSC”, conforme sintetiza o documento. Com o objetivo de valorizar os trabalhos de todas as pesquisadoras e pensando em
uma politica de inclusão, a Propesq decidiu premiar todas as inscritas.
(mais…)

Tags: Mulheres na Ciência – Especial Cientistas NegrasNovembro NegroPró-Reitoria de Pesquisa e InovaçãoPROPESQ

Ônibus da vacinação está na UFSC até sexta-feira, dia 18 de novembro

16/11/2022 09:51

Ônibus está estacionado em frente à Reitoria. (Foto: Mayra Cajueiro Warren/Agecom/UFSC)

O ônibus da vacinação da Prefeitura Municipal de Florianópolis está no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no bairro Trindade, desta quarta, dia 16, até sexta-feira, dia 18 de novembro, das 10h às 17h, em frente à Reitoria. Qualquer pessoa pode se vacinar, e serão ofertadas todas as vacinas do calendário nacional, incluindo as vacinas contra gripe e covid-19.

A vinda do ônibus atende a pedido do Departamento de Atenção à Saúde (DAS) da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (Prodegesp). O Departamento reforça que servidores e alunos devem inserir os comprovantes de vacinação no site pessoa.sistemas.ufsc.br/vacina, conforme as Portarias Normativas n° 422/2022/GR, n° 429/2022/GR e a Resolução Normativa n° 01/2022/CPG/UFSC, que tornam obrigatória a comprovação de ciclo vacinal completo contra a covid-19.
(mais…)

Tags: coronavírusCovidCovid-19ônibusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinavacinação