Podcast descreve práticas de ensino da Nutrição na Atenção Básica

14/06/2021 14:45

Como uma ação do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde), a estudante de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Júlia Carolina Souza desenvolveu uma série de podcast que descreve as práticas de ensino na Atenção Básica. Intitulado Manual de Preceptoria Nutrição/UFSC, o projeto faz parte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da aluna, é orientado pelas professoras Francilene Gracieli Kunradi Vieira e Janaina das Neves e conta com a participação de bolsistas do PET-Saúde e convidados do Curso de Nutrição.

Os podcasts se baseiam no Manual de Preceptoria elaborado pelo Curso de Graduação em Nutrição da UFSC entre 2016 e 2018. O material foi criado com o objetivo de nortear as ações de profissionais que recebem os estudantes nos Centros de Saúde da primeira à décima fase do curso. Sua metodologia de construção está descrita no TCC das egressas Camila Gabriela Dziedzic dos Santos e Rayssa Weber da Silva. 

Os episódios têm o intuito de informar sobre a proposta pedagógica das práticas de ensino de maneira ainda mais acessível para o desempenho da preceptoria nos territórios pactuados entre o Curso e a Secretaria Municipal da Saúde. O primeiro programa apresenta o manual, e outros cinco contêm uma descrição detalhada das práticas de ensino da 1ª, 2ª, 3ª, 6ª e 10ª fases do curso. A proposta é que o material possa contribuir para a integração ensino-serviço do curso no retorno das aulas presenciais e das atividades práticas nos territórios. As bolsistas participantes são Gabriela Alencar Sinkoc, Júlia Carolina Souza, Larissa Fier Foti, Luana Silva dos Santos e Nicole Gonçalves Custódio.
(mais…)

Tags: Curso de NutriçãonutriçãoPET-SaúdepodcastUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Nutrição organiza curso sobre transtornos alimentares

31/05/2021 16:26

O Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove, nos dias 19 e 20 de junho, sábado e domingo, o curso de capacitação Transtornos alimentares na prática clínica do nutricionista. A atividade será em formato on-line e ao vivo, pelo Google Meet, com carga horária de 20 horas, e dá direito a certificado. As inscrições podem ser feitas até 15 de junho neste link

A ação é destinada a nutricionistas, estudantes de Nutrição e outros profissionais e estudantes da área da saúde que trabalhem com a temática ou que se interessem pelo assunto. Além da atualização e do aprofundamento do tema, haverá discussão de casos e serão disponibilizados materiais de suporte à prática clínica.  

O curso será ministrado pela professora Luciana C. Antunes. Nutricionista clínica com formação e ampla experiência em transtornos alimentares, Luciana coordena pesquisas clínicas na área de neurociência clínica com ênfase em comportamentos alimentares disfuncionais. Atualmente é professora adjunta na área de Nutrição Clínica do Departamento de Nutrição da UFSC e pesquisadora associada do Laboratório de Dor & Neuromodulação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA/CNPq). Possui mestrado e doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Medicina: Ciências Médicas da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Famed/UFRGS) e Pós-doutorado em Neurociência Clínica no Laboratório de Dor & Neuromodulação (HCPA/CNPq). É coordenadora do Ambulatório de Nutrição: Comportamento Alimentar no Hospital Universitário da UFSC, líder do Grupo de Pesquisa em Neurociência do Comportamento Alimentar (CNPq) e membro-fundadora do Grupo de Pesquisa em Neurociência Nutricional Translacional (CNPq).

A capacitação também contará com a presença do médico psiquiatra Tiago Cardinal, que participará no aprofundamento do conteúdo na visão da Medicina.

O cronograma completo, valores da inscrição e demais informações estão disponíveis em feesc.org.br/inscricoes/evento/iniciar_inscricao/85.

 

Tags: Departamento de Nutriçãonutriçãotranstornos alimentaresUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto da UFSC oferece atenção nutricional para paciente pós-Covid-19

28/05/2021 15:05

O Projeto de Extensão Ambulatório de atenção nutricional para paciente pós-Covid-19, do Departamento de Nutrição da UFSC, está oferecendo atendimento nutricional remoto e gratuito a pacientes maiores de 18 anos com sequelas geradas pela Covid-19. Serão oferecidas consultas para todos os pacientes que estiveram internados na rede hospitalar pública e privada da Grande Florianópolis. Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail nutricovidufsc@gmail.com ou pelo WhatsApp (48) 999 986 257.

Os atendimentos são conduzidos pelas professoras Júlia Dubois Moreira e Luciana da Conceição Antunes, com participação de alunos do Programa de Pós-graduação em Nutrição e bolsistas de extensão do curso de Nutrição da UFSC. O ambulatório foca nos cuidados nutricionais de pacientes que passaram por internação hospitalar para tratamento da Covid-19, de forma a possibilitar a recuperação do estado nutricional e o manejo de possíveis complicações relacionadas à síndrome pós-covid-19.

Tags: Ambulatório de atenção nutricional para paciente pós-Covid-19Covid-19nutrição

EdUFSC lança e-book sobre qualidade nutricional em parceria com a FGV

14/05/2021 11:32

A Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC) lançou, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o e-book Qualidade nutricional e sensorial na produção de refeições. O livro se tornou um clássico da ciência da Nutrição pelo seu ineditismo em unir os conceitos sobre a adequação nutricional, enfatizando o aspecto sensorial e o controle higiênico-sanitário e fornecendo informações para profissionais e estudantes se sensibilizarem quanto à qualidade dos alimentos e à satisfação do cliente.

A obra é de autoria de Rossana Pacheco Da Costa Proença, Anete Araújo De Sousa, Marcela Boro Veiros e Bethania Hering. O título está à venda por R$ 29, neste link. Além desse, estão à venda na plataforma mais 5 e-books: Meta-análise: metodologia, pesquisa e análise de dados; Visualização de dados, informação e conhecimento; As imagens do outro sobre a cultura surda; Fundamentos de aritmética e Sanidade na ranicultura.

 

Tags: Editora da UFSC (Edufsc)EdUFSCnutriçãoqualidade nutricionalUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Programa de Emagrecimento baseado em Nutrição Comportamental seleciona participantes

11/05/2021 10:04

O projeto de extensão Nutri.Com – Programa de Emagrecimento baseado em Nutrição Comportamental está selecionando participantes com sobrepeso ou obesidade, residentes na Grande Florianópolis e/ou pertencentes à comunidade acadêmica UFSC. Interessados em participar devem entrar em contato pelo e-mail nutri.com.ufsc@gmail.com até o dia 18 de junho. Os atendimentos serão realizados de forma remota.

O projeto é coordenado pela professora Brunna Boaventura, do Departamento de Nutrição. Ela explica que “a nutrição comportamental trabalha sobre aspectos relacionados ao comportamento alimentar. Desta maneira, em se tratando de comportamento alimentar no sobrepeso e na obesidade, na terapia de aconselhamento nutricional que será realizada, trabalharemos para modificar os pensamentos e comportamentos disfuncionais relacionados ao peso e à alimentação. Esse tipo de atendimento fundamenta-se em técnicas psicoeducativas e cognitivo-comportamentais, atuando diretamente sobre as atitudes alimentares disfuncionais”.

Mais informações https://nutricom.ufsc.br/ 

Tags: inscriçõesnutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisa investiga notificação de vitaminas e minerais em rótulos de alimentos para crianças

05/04/2021 10:03

A nutricionista e pesquisadora da UFSC Amanda Corrêa Martins avaliou em sua dissertação de mestrado a notificação de vitaminas e minerais em alimentos industrializados direcionados ao público infantil e a sua sinalização na parte principal do rótulo. Essa estratégia de marketing consiste em destacar, por meio da Informação Nutricional Complementar (INC), a presença de vitaminas e minerais na composição dos alimentos. Com isso, mesmo alimentos ultraprocessados podem ser vistos como saudáveis aos olhos das crianças.

Essas substâncias podem estar na composição de forma natural ou por seus ingredientes, e “é possível também que os fabricantes adicionem esses micronutrientes de forma assintética para fins comerciais”, destaca Amanda. De todo modo, essa informação é importante para auxiliar o cliente nas suas escolhas alimentares, visto que a INC corresponde a “qualquer representação que possa afirmar, sugerir ou implicar alguma propriedade nutricional do alimento”, como indica a nutricionista.

O problema surge com o uso isolado da Informação Nutricional Complementar, isto é, apenas para fins comerciais. É direito do consumidor ter acesso a informações adequadas e claras sobre os alimentos que consome. Para garantir isso, a rotulagem de alimentos contém lista de ingredientes, tabela nutricional e a Informação Nutricional Complementar (INC). Esses elementos têm a função de indicar e informar sua composição e a quantidade de cada nutriente.

Outro ponto levantado pela nutricionista é como isso pode interferir na alimentação da criança: “A ideia de ingerir vitaminas e minerais por meio de alimentos industrializados pode afetar negativamente a ingestão de frutas, verduras, legumes, carnes, leite e derivados, desestimulando uma alimentação saudável nessa fase da vida.” Durante a infância é papel dos pais contribuir com a formação dos hábitos alimentares dos seus filhos e evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, priorizando alimentos in natura, como vegetais, tubérculos, legumes, ou então, minimamente processados.

“Contém vitamina C” é um exemplo do uso da Informação Nutricional Complementar e pretende despertar o interesse no consumidor por conter essa vitamina. “Às vezes esse alimento pode de fato ser rico em vitamina C, mas quando a gente vai olhar no rótulo, na lista de ingredientes, na tabela de informação nutricional, a gente vê que tem características que tornam ele um alimento não indicado para o consumo da criança”, reforça a pesquisadora.

Compreender o uso da INC foi o objetivo da dissertação da nutricionista sob a orientação da professora Paula Lazzarin Uggioni e coorientação da professora Vanessa Mello Rodrigues. O trabalho faz parte de uma pesquisa mais ampla do Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (Nuppre) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sobre a rotulagem de alimentos. 
(mais…)

Tags: CiênciamestradoNúcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições divulga (Nuppre)NUPPREnutriçãopesquisaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professores da UFSC participam de pesquisa sobre nutrição de estudantes em comunidades quilombolas

18/03/2021 09:36

O projeto “Atividade física, consumo alimentar e estado nutricional de estudantes em áreas de comunidades remanescentes de Quilombos” irá utilizar o instrumento de pesquisa WebCaafe, desenvolvido na UFSC. A pesquisa da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, é coordenada pelo professor Gilmar Mercês de Jesus e conta com a participação de professores da UFSC – Maria Alice Altenburg de Assis (Programa de Pós-Graduação em Nutrição) e Emil Kupek (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva).

O Caafe é um instrumento ilustrado, delineado para que os próprios escolares indiquem os alimentos consumidos e as atividades físicas habitualmente realizadas, sob a orientação de um ou dois adultos, como tarefa coordenada em sala de aula.

O projeto foi contemplado no edital Fapesb nº 05/2019 – doenças e agravos prevalentes na população negra e dos povos de comunidades tradicionais, com ênfase em doença falciforme.

 

Tags: nutriçãoQuilombosUFSCUniversidade Estadual de Feira de SantanaUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Cozinhando com Ciência’: projeto de extensão divulga receitas e dicas culinárias pelo Instagram

08/03/2021 14:21

Estimular o desenvolvimento de habilidades culinárias para que as pessoas cozinhem mais em casa e tenham uma alimentação mais saudável é o principal objetivo do projeto de extensão Cozinhando com Ciência. Todas as semanas, são postados no Instagram (@cozinhandocomcienciaufsc) conteúdo teórico sobre culinária, receitas, dicas, indicação de sites, livros, séries, podcasts, entre outros.

A ação teve início no contexto da pandemia de Covid-19 e visa à divulgação de conteúdos de técnica dietética, uma disciplina prática do curso de graduação em Nutrição. O trabalho é coordenado pela professora do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Ana Paula Gines Geraldo e conta com a participação de quatro alunas voluntárias da graduação em Nutrição.

Tags: Habilidades culináriasnutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições da UFSC participa do curso EAD ‘Gordura Trans Não’

21/01/2021 11:38

O Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (NUPPRE) da UFSC participa do curso EAD “Gordura Trans Não”, promovido pela Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN) e o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) no âmbito do projeto “Um esforço coletivo para mudar o panorama da Gordura Trans no Brasil”.

O curso está disponível gratuitamente no YouTube e tem como objetivo ampliar o debate sobre a regulamentação da Gordura Trans no Brasil e no mundo. Além disso, pretende fomentar conhecimento científico para mobilização da implementação da RDC 332/2019; divulgar o trabalho desenvolvido pelo projeto “Pela saúde do coração, Gordura Trans Não”; e apontar a importância da atuação e o trabalho dos vários atores na construção de políticas públicas em saúde.

O curso EAD é dividido em quatro módulos e tem a participação da professora da UFSC e pesquisadora do NUPPRE Ana Carolina Fernandes, no módulo 3, com “Uma discussão sobre os substitutos da gordura trans industrial”.

Mais informações na página do NUPPRE.

Tags: gordura transNúcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de RefeiçõesnutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisa avalia impacto de intervenção culinária em pessoas com diabetes mellitus tipo 2

19/01/2021 14:15

Analisar o impacto de uma intervenção culinária, baseada no programa Nutrição e Culinária na Cozinha (NCC) e nas habilidades culinárias de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 (DM2) foi o objetivo de uma pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina. O estudo é resultado da dissertação defendida em outubro pela nutricionista Clarice Mariano Fernandes Elpo, sob a orientação da professora Paula Lazzarin Uggioni e coorientação da professora Greyce Luci Bernardo. O trabalho foi apoiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e realizado no âmbito no Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (NUPPRE) da UFSC.

A amostra foi composta por 44 pessoas com diabetes mellitus tipo 2, adultas e residentes na Grande Florianópolis. Elas se inscreveram voluntariamente por formulário on-line e distribuídas em dois grupos de igual tamanho: um de intervenção e outro de controle. O de intervenção participou do programa Nutrição e Culinária na Cozinha por um período de seis semanas, com três horas semanais, englobando duas oficinas culinárias práticas (Laboratório de Técnica Dietética do Departamento de Nutrição da UFSC), uma oficina de compra e seleção de alimentos e, três oficinas culinárias por meio de videoaulas demonstrativas (gravadas e adicionadas à plataforma YouTube). As videoaulas foram escolhidas em virtude do período de isolamento social visando medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19.

O diabetes mellitus tipo 2 é uma doença crônica caracterizada por açúcar elevado no sangue (hiperglicemia) e a adoção de uma alimentação saudável pode auxiliar no controle deste aumento e na preservação de complicações mais graves decorrentes do distúrbio. O desenvolvimento de habilidades de autonomia e autocuidado é importante para indivíduos com a doença e, dentre essas habilidades, destacam-se as culinárias. Clarice aponta que “as habilidades culinárias podem ser definidas, portanto, como a confiança, atitude e aplicação de conhecimentos individuais para executar funções culinárias, desde o planejamento dos cardápios e das compras até o preparo dos alimentos, sejam esses in natura, minimamente processados ou ultraprocessados. Além disso, vincula-se com a capacidade dos indivíduos em realizar combinações entre os ingredientes, julgando o sabor, cor e textura dos alimentos”. As habilidades culinárias  são capazes de contribuir para uma alimentação mais saudável e, podem ser incentivadas por meio de intervenções culinárias, pondera a pesquisadora.
(mais…)

Tags: diabetesdiabetes mellitus tipo 2Habilidades culináriasnutriçãoPrograma de Pós-Graduação em NutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Programa de Emagrecimento baseado em nutrição comportamental seleciona participantes com sobrepeso

12/11/2020 10:21

O projeto de extensão “Nutri.Com – Programa de Emagrecimento baseado em Nutrição Comportamental” está selecionando participantes com sobrepeso ou obesidade. Interessados em participar devem entrar em contato pelo e-mail nutri.com.ufsc@gmail.com até 21 de novembro.

Os atendimentos serão realizados de forma remota, de agora até 31 de março. Dependendo da demanda, nova seleção será realizada a partir de abril de 2021.

O projeto é  coordenado pela professora do Departamento de Nutrição Brunna Boaventura. Ela explica que “a nutrição comportamental trabalha sobre aspectos relacionados ao comportamento alimentar. Desta maneira, em se tratando de comportamento alimentar no sobrepeso e na obesidade, na terapia de aconselhamento nutricional que será realizada, trabalharemos para modificar os pensamentos e comportamentos disfuncionais relacionados ao peso e à alimentação. Esse tipo de atendimento fundamenta-se em técnicas psicoeducativas e cognitivo-comportamentais, atuando diretamente sobre as atitudes alimentares disfuncionais”.

Mais informações pelo e-mail nutri.com.ufsc@gmail.com

 

Tags: EmagrecimentonutriçãoNutrição ComportamentalUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Canal ‘Nutrição é na Cozinha!’ começa nova temporada nesta semana

10/11/2020 14:27

De 11 a 17 de novembro, o Projeto de Pesquisa e Extensão “Nutrição é na Cozinha!” Habilidades Culinárias e Alimentação Saudável na Universidade, coordenado pela professora Manuela Mika Jomori, do Departamento de Nutrição da UFSC, apresenta em seu perfil no Instagram e no canal no YouTube episódios da primeira temporada 1 “Não sei o que comer, não sei o que comprar”. O próximo episódio “Planejamento de Cardápios” será exibido a partir desta quarta-feira, neste link.

O projeto visa incentivar o desenvolvimento das habilidades culinárias na comunidade universitária para promover o uso e o consumo de frutas, legumes e verduras, promovendo a alimentação saudável.

Confira os episódios: www.instagram.com/nutricaoenacozinha

Tags: nutriçãoNutrição é na Cozinha!UFSC

UFSC participa da alteração na norma brasileira de Rotulagem Nutricional de Alimentos

10/11/2020 10:32

Auxiliar as escolhas alimentares dos consumidores brasileiros: com esta finalidade, a nova norma brasileira de Rotulagem Nutricional de Alimentos foi aprovada por unanimidade pela Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O processo de alteração das informações nutricionais presentes no rótulo dos alimentos para facilitar sua compreensão contou, desde o início, com a participação de membros do Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (NUPPRE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – muitos resultados de pesquisas realizadas na instituição serviram de evidências científicas para embasar a nova regra.

O processo de estruturação da nova norma está em andamento desde 2014, quando a Anvisa criou um grupo de discussão com pesquisadores, membros de ministérios, das indústrias de alimentos e consumidores. Esta equipe trabalhou sistematicamente até 2017, quando foi elaborado o relatório final e lançada a consulta pública, que contou com a participação da população. Após o alinhamento dos resultados dessa consulta, foi elaborada a diretriz.

“Nós temos uma participação bastante significativa, como representantes da área da saúde que fazem pesquisas para gerar as melhores evidências para amparar as decisões regulatórias”, ressalta a professora Rossana Pacheco da Costa Proença, líder do NUPPRE, que acrescenta: “Para nós isso é um reconhecimento marcante, é muito valoroso você trabalhar na área da saúde e seus estudos embasarem políticas públicas que vão melhorar a saúde da população. É o sonho de qualquer profissional”.

A professora destaca que algumas questões discutidas ainda não foram contempladas, como o destaque da presença de edulcorantes (uma das várias nomenclaturas para adoçante), nos rótulos dos alimentos, vista como uma tendência para substituir os açúcares. Ela aponta também que a nova norma é vista como um passo importante na busca por informações cada vez mais fidedignas sobre o conteúdo dos alimentos industrializados.  

A novidade estabelece mudanças na tabela de informação nutricional e nas alegações nutricionais, bem como inova ao adotar a rotulagem nutricional frontal. A modificação entrará em vigor 24 meses após a sua publicação, ocorrida em 9 de outubro de 2020. Os produtos que se encontrarem no mercado na data da entrada da norma em vigor terão, ainda, um prazo de adequação de 12 meses.

Rotulagem nutricional frontal  

Considerada a maior inovação da norma, a rotulagem nutricional frontal é um símbolo informativo na face da embalagem do alimento. A ideia é esclarecer o consumidor, de forma simples, sobre o alto conteúdo de alguns nutrientes que têm relevância para a saúde. Para isso, foi desenvolvido um design de lupa para identificar o alto teor de três nutrientes: açúcares adicionados, gorduras saturadas e sódio. O símbolo deverá ser aplicado na frente do produto, na parte superior, por ser uma área facilmente capturada pelo olhar.

Confira os modelos:    

Tabela de Informação Nutricional     

A Tabela de Informação Nutricional passará por mudanças significativas. A primeira delas é ter apenas letras pretas e fundo branco. O objetivo é diminuir a possibilidade do uso de contrastes que atrapalhem na legibilidade das informações. Outra alteração será nas informações disponibilizadas na tabela. Passará a ser obrigatória a identificação de açúcares totais e adicionais, a declaração do valor energético e nutricional por 100 g ou 100 ml, para ajudar na comparação de produtos e o número de porções por embalagem.

Além disso, a tabela deverá ficar, em regra, próxima da lista de ingredientes e em superfície contínua, não sendo aceitas quebras. Ela não poderá ser apresentada em áreas encobertas, locais deformados ou regiões de difícil visualização. A exceção fica para os produtos pequenos (com área de rotulagem inferior a 100 cm²), em que a tabela poderá ser apresentada em pontos encobertos, desde que acessíveis.     

Alegações  

Foram propostas, ainda alterações nas regras atuais para a declaração das alegações nutricionais, que são qualquer declarações, sugestões ou implicações da existência de uma relação entre um alimento e propriedades nutricionais benéficas associadas ao valor calórico e aos nutrientes, com o objetivo de evitar contradições com a rotulagem nutricional frontal. Confira as orientações:    

Prazos    

A nova regra entrará em vigor 24 meses após a sua publicação, em 9 de outubro de 2020. Os produtos que se encontrarem no mercado na data da entrada da norma em vigor terão, ainda, um prazo de adequação de 12 meses.

Além do prazo de 24 meses após a publicação da norma, os produtos que forem destinados exclusivamente ao processamento industrial ou aos serviços de alimentação deverão estar adequados já a partir da entrada em vigor do regulamento, de forma a garantir que os fabricantes tenham acesso às informações nutricionais das matérias-primas e ingredientes alimentares utilizados em seus produtos. 

Os alimentos fabricados por empresas de pequeno porte, como agricultores familiares e microempreendedores, também possuem um prazo de adequação, mas de 24 meses após a entrada em vigor, totalizando 48 meses no total. Para as bebidas não alcoólicas em embalagens retornáveis, a adequação não pode exceder 36 meses após a entrada em vigor da resolução. Os produtos fabricados até o final do prazo de adequação poderão ser comercializados até o fim do seu prazo de validade. 

Como os regulamentos se aplicam a praticamente todos os alimentos embalados, os prazos acima são necessários e adequados para as empresas de alimentos realizarem os ajustes em seus produtos, bem como para o setor público organizar ações orientativas e educativas, além de estruturar a fiscalização.   

NUPPRE

 O NUPPRE trabalha cientificamente no tema Rotulagem de Alimentos desde 2006. Em 2009, foi feita a primeira coleta de dados de rótulos em supermercados, em um trabalho com bolsa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC-CNPq). Este estudo serviu também para estruturar o método deste tipo de coleta, resultando no primeiro censo de rótulos de alimentos em supermercados realizado no país em 2010, como parte de dissertação de mestrado “Informação alimentar e nutricional da gordura trans em rótulos de produtos alimentícios industrializados” do Programa de Pós-graduação em Nutrição da UFSC. O censo de rótulos é o levantamento de informações dos rótulos de todos os alimentos que estão à venda no período da pesquisa, método utilizado em poucos países.  O NUPPRE-UFSC está iniciando a coleta de dados do Censo 2020, em  parceria com o mais importante consórcio de pesquisa deste tema no mundo, o FoodSwift, coordenado pelo The George Institute, da Austrália.

Confira a íntegra da apresentação. 

Leia também a Minuta da Resolução da Diretoria Colegiada e o Relatório de Consolidação das Consultas Públicas 707 e 708/2019.  

Mais informações na página do NUPPRE.

Mayrah Luiza/Estagiária de Jornalismo/Agecom/UFSC

 

 

Tags: informação nutricionalNUPPREnutriçãoPrograma de Pós-Graduação em Nutriçãorotulagem de alimentosUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Diálogos UFSC recebe cursos de Educação Física, Psicologia e Nutrição

09/11/2020 11:56

A Comissão Permanente do Vestibular (Coperve) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove a 11ª Edição do Diálogos UFSC a partir das 14h desta terça-feira, 10 de novembro. No evento, estarão presentes Jaison José Bassani, subcoordenador do curso de Educação Física, Marcela de Andrade Gomes, coordenadora do curso de Psicologia e Cristine Garcia Gabriel, subcoordenadora do curso de Nutrição.

O evento apresenta informações sobre cada curso, os campos de atuação e mercado de trabalho dos profissionais de cada área.

As lives do Diálogos UFSC: conversando sobre o futuro, são realizadas no canal da Coperve no YouTube e os participantes podem fazer perguntas no chat do canal.

Tags: coperveDiálogos UFSCEducação FísicanutriçãopsicologiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Aula aberta apresenta disciplina ‘Preparação ao doutorado sanduíche no exterior’

05/11/2020 10:01

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGN) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) irá realizar uma aula aberta para apresentar a proposta da disciplina Preparação ao Doutorado Sanduíche, no dia 17 de novembro, terça-feira, das 13h30 às 17h. Na disciplina, que será ministrada remotamente, poderão matricular-se  doutorandos externos ao PPGN e à UFSC, oriundos de todas as áreas do conhecimento. 

O objetivo da disciplina é discutir as diversas etapas do processo preparatório para realização do doutorado sanduíche no exterior.

A aula será realizada pelo Google Meet.

Mais informações pelo e-mail v.mellorodrigues@yahoo.com.br

Tags: Doutorado SanduíchenutriçãoPrograma de Pós-Graduação em NutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudo da UFSC analisa benefícios do açaí e da juçara para a saúde

21/10/2020 10:53

O açaí é proveniente da palmeira ‘Euterpe oleracea’ e nativo da mata amazônica. Foto: Louisa Lösing/Sociobio Amazônia/CC by-NC-ND 2.0

Um estudo desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pelo Grupo de Estudos em Nutrição e Estresse Oxidativo (GENEO), mostrou que o consumo diário de 200 mL de polpa de açaí ou de juçara durante 30 dias promoveu aumento do HDL-c (colesterol bom) e melhorou a defesa antioxidante de adultos saudáveis. O trabalho fez parte da tese de doutorado da nutricionista Sheyla de Liz Baptista, defendida em julho de 2020, sob orientação da professora Patricia Faria Di Pietro.

Nos últimos anos, houve um aumento na popularidade e no consumo do açaí, um fruto proveniente da palmeira Euterpe oleracea, nativo da mata amazônica, especialmente na região norte do Brasil. O fruto juçara é parecido com o açaí, porém produzido por uma espécie de palmeira diferente, a Euterpe edulis, cultivada nas áreas litorâneas de Mata Atlântica, principalmente nas regiões sul e sudeste do país. A palmeira juçara é mais conhecida por produzir um palmito comestível – o palmito juçara. Porém, com o corte da árvore para produção de palmito e devido à ação extrativista exacerbada, a palmeira juçara corre risco de extinção. Assim, a utilização de seus frutos é uma alternativa que vem sendo incentivada para a preservação da espécie.
(mais…)

Tags: Grupo de Estudos em Nutrição e Estresse OxidativoJuçaranutriçãoPrograma de Pós-Graduação em NutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

E-book gratuito compartilha receitas do projeto de extensão ‘Do campo à cozinha’

02/10/2020 10:00

Um e-book com receitas criadas a partir de cestas de alimentos orgânicos é um dos resultados do projeto de extensão “Do campo à cozinha: oficinas culinárias para promoção da alimentação saudável e sustentável para participantes do programa Células de Consumidores Responsáveis”. A iniciativa é desenvolvida pelo curso de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com o Laboratório de Comercialização da Agricultura Familiar (Lacaf) do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC.

O objetivo do projeto é realizar oficinas culinárias com consumidores que efetuam compra direta de alimentos orgânicos da agricultura familiar local por meio das Células de Consumidores Responsáveis (CCR).

Durante o período de isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, o projeto buscou iniciativas para adaptar as atividades à nova realidade, pela impossibilidade de realização das oficinas culinárias práticas e presenciais. “Nesse sentido, o grupo criou um perfil no Instagram onde são postadas informações sobre alimentação saudável e sustentável, receitas culinárias enviadas pelos consumidores das CCR utilizando os alimentos que vem em suas cestas, bem como ideias para uma alimentação mais saudável e diversificada”, explica Suellen Secchi Martinelli, uma das docentes da UFSC responsáveis pelo projeto.

Uma das ações foi a realização do I Concurso Culinário, em que se buscou estimular a alimentação saudável por meio do compartilhamento de receitas culinárias. “Dentre as exigências para participar, as preparações precisavam utilizar ao menos um ingrediente da cesta de alimentos orgânicos da CCR, bem como evitar margarina, gordura vegetal hidrogenada e caldos industrializados”, aponta Suellen.

Foram recebidas 41 receitas culinárias e após um processo de seleção da equipe do projeto, Daiani Borges ganhou uma cesta de alimentos com produtos doados pelos agricultores pela receita Risoto de carne desfiada com pinhão, abóbora e couve. Como resultado do concurso, a equipe do projeto elaborou um e-book com todas as receitas que disponibiliza gratuitamente para toda a população na página do projeto.
(mais…)

Tags: Do campo à cozinhae-booknutriçãoOficinas culináriasUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

A influência do prazer na alimentação é tema da próxima palestra do NEUROTalks

26/08/2020 08:54

O projeto NEUROTalks promove nesta quinta-feira, 27 de agosto, às 18h, a palestra Por que comemos? A influência do prazer na nossa alimentação. A ministrante é Anna Carolina Rego, nutricionista com doutorado em Neurobiologia da Alimentação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pela Universidade de Yale.

O NEUROTalks é um projeto que tem como objetivo oferecer, gratuitamente, palestras de neurocientistas em linguagem acessível. Todas são transmitidas ao vivo no canal do Youtube A culpa é do cérebro, do professor Andrei Mayer, do Departamento de Ciências Fisiológicas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Haverá certificado a todos que participarem da transmissão ao vivo. Mais informações sobre como obter o documento serão fornecidas no início da atividade.

Tags: liveneurociênciasNEUROTalksnutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Webinário aborda a dislipidemia em crianças e adolescentes

05/08/2020 09:57

Três professoras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) palestram neste sábado, 8 de agosto, no webinário Atualização em Dislipidemia na Criança e no Adolescente. Promovido pelo Departamento de Cardiopatias Congênitas e Cardiologia Pediátrica (DCC/CP) da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o evento tem início às 10h e será transmitido pela plataforma WebinarJam. As inscrições devem ser feitas pelo site Makadu.live.

A situação atual da dislipidemia na infância no brasil e o tratamento medicamentoso serão abordados por Isabela de Carlos Back, professora aposentada do Departamento de Pediatria e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFSC e presidente do Grupo de Estudos de Prevenção do DCC/CP. Marilza Leal Nascimento, professora do Departamento de Pediatria da UFSC e preceptora da Residência Médica em Endocrinologia Pediátrica do Hospital Infantil Joana de Gusmão, falará sobre prevenção e diagnóstico da dislipidemia na infância. Por fim, o tratamento não medicamentoso é tema da palestra de Yara Maria Franco Moreno, professora do Departamento de Nutrição da UFSC.

A moderação será feita por Verônica Câmara dos Santos, médica cardiologista pediátrica e ecocardiografista, coordenadora do Comitê de Cardio-Oncologia da Sociedade Brasileira Oncologia Pediátrica e membro do Grupo Interamericano de Cardio-Oncologia Pediátrica da Sociedade Interamericana de Cardiologia. O evento tem apoio do Departamento de Endocrinologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Tags: DislipidemiaslivemedicinanutriçãoPediatriaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisa avalia dificuldades que estudantes de graduação encaram no preparo de refeições

25/06/2020 11:30

Os desafios e barreiras que estudantes de graduação enfrentam para preparar suas próprias refeições, principalmente durante a pandemia da Covid-19, integram a pesquisa Nutrição é na cozinha! Habilidades Culinárias e Alimentação Saudável na universidade do Departamento de Nutrição, coordenado pela professora Manuela Mika Jomori.

A pesquisa pretende avaliar as habilidades de estudantes, que agora precisam ficar mais tempo em casa. Interessados podem responder a pesquisa aqui.

Mais informações na página do projeto.

Tags: coronavírushabilidades culinárias de estudantes universitáriosnutriçãopesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

PET Nutrição desenvolve projeto de divulgação científica pelo Instagram

22/06/2020 16:18

O Programa de Educação Tutorial (PET) Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) criou uma página no Instagram para divulgação de conteúdos de saúde baseados em evidências científicas. O perfil Café com Ciência reunirá, ainda, publicações de relevância para a construção de trabalhos de conclusão de curso (TCCs) e informações de qualidade na área da nutrição. Já estão disponíveis postagens sobre pirâmide de evidência para análise da credibilidade de informações científicas e sobre estudos observacionais descritivos e analíticos.

Tags: Divulgação CientíficanutriçãoPET NutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisa online avalia opinião de consumidores sobre alguns tipos de alimentos industrializados

11/05/2020 10:54

Uma pesquisa online do Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFSC investiga a opinião de consumidores brasileiros sobre alguns tipos de alimentos industrializados. A realização é de Tailane Scapin, doutoranda em Nutrição da UFSC orientada pelas professoras Rossana Pacheco da Costa Proença e Ana Carolina Fernandes.

O estudo conta com a parceria do The George Institute for Global Health (Austrália), onde a doutoranda realizando estágio de doutorado sanduíche com bolsa da Capes, sob supervisão dos professores Bruce Neal e Simone Pettigrew.

Adultos brasileiros com idade acima de 18 anos podem participar da pesquisa que é voluntária, não precisa de identificação e demora cerca de dez minutos para ser respondida.

Para participar basta clicar aqui.

Mais informações pelos e-mails tailane.ntr@gmail.com e rossana.costa@ufsc.br

Tags: nutriçãopós em nutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Dicas de compras de alimentos em época de Covid-19

24/03/2020 07:00

Uma cartilha para a compra de alimentos em época de Covid-19 foi divulgada pela Teia de Articulação pelo Fortalecimento da Segurança Alimentar e Nutricional (TearSAN), grupo de pesquisa do departamento de Nutrição da UFSC. São dicas de como planejar e armazenar um estoque de alimentos para uma nutrição saudável. Confira as dicas preparadas pelas alunas Luiza Pigozzi e Beatriz Vitorino (bolsistas do Pró-Bolsas), com orientação das professoras do curso de Nutrição Claudia Soar e Cristine Garcia Gabriel:

* Não é necessário estocar grandes quantidades de comida. Comprar demais gera desperdício, falta de alimentos e aumento de preços (limitando o acesso dos mais pobres à comida). Não estocar é uma forma de defender os mais vulneráveis.

* Planeje uma lista semanal. Isso evita um estoque excessivo e otimiza o armazenamento dos alimentos.  A compra desnecessária e injustificada só contribui com a escassez das prateleiras.

* Nenhum alimento específico tem o poder de proteger contra o contágio, mas uma boa alimentação contribui para o fortalecimento do sistema imunológico.

* Variedade, diversidade e equilíbrio: a alimentação saudável é colorida e inclui legumes, verduras da época (sempre bem lavados).

* Lembre-se de manter a hidratação: tome bastante água.

* Caso não esteja em grupos de risco, ofereça-se para fazer as compras de quem você conhece que esteja. Seja solidário.

* Adote as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde e proteja a saúde de todos.

Quais alimentos adquirir e como armazená-los?

Escolha de três a cinco tipos de frutas e verduras por semana.

* Prefira as frutas da estação: Laranja, banana, limão, goiaba, manga, uva, pêra, mamão e maçã. Laranjas, bananas e limão podem ficar fora da geladeira. Para as demais, a recomendação é armazenar na geladeira em recipiente plástico ou sacola higienizada.

* Vegetais de maior duração: Abóbora, batatas (inglesa, doce), mandioca e cebola. Conservar fora da geladeira, em lugar seco e arejada, sem exposição solar.

* As demais verduras podem ser acondicionadas na geladeira por não mais que sete a dez dias, dependendo do grau de maturidade.

Confira também as medidas de proteção para ida ao mercado.

Tags: coronavírusCovid-19nutriçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Nota de pesar: falece professor José Daladier Dias Ferreira

03/12/2019 16:11

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) lamenta com pesar o falecimento do professor José Daladier Dias Ferreira no último dia 3 de dezembro, em Brasília. Fundador dos cursos de Enfermagem e Nutrição da UFSC, Daladier estava aposentado e vivia na capital federal, para ficar mais próximo dos netos, e em Barra Grande, no Piauí, para estar perto do mar.

Formado em Engenharia Civil, foi professor do Departamento de Saúde Pública e desenvolveu diversos projetos de saneamento no Estado de Santa Catarina. Deixa três filhos e a mulher Circe Ferreira Ferreira, também professora aposentada da UFSC.

Tags: enfermagemJosé Daladier Dias FerreiranutriçãoUFSC

Aula inaugural da pós em Nutrição reflete sobre papel do profissional que fez pós-graduação

15/11/2018 14:30

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGN/UFSC) convida para a Aula Inaugural de 2018, no dia 30 de novembro de 2018, às 9h30, no Auditório da Graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFSC.

Na sequência da solenidade de abertura, a palestra “Desafios na atuação no mercado de trabalho: uma reflexão sobre o papel do profissional que fez pós-graduação”, ministrada pela professora Rosa Wanda Diez Garcia, nutricionista, mestre e doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente, Rosa Wanda é professora associada do Curso de Nutrição e Metabolismo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Inscrições no local. A participação no evento acarretará certificação de 2h30.

Mais informações: (48) 3721-8014

Tags: aula inauguralCCSnutriçãoRosa Wanda Diez GarciaUFSC
  • Página 1 de 4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4