Ações Afirmativas e Permanência Estudantil são temas de Fórum na UFSC

12/11/2018 18:13

Na manhã desta segunda-feira, 12 de novembro, foi realizada a abertura do “I Fórum de Ações Afirmativas e Permanência Estudantil da UFSC”. O evento, organizado pelo Comitê Institucional de Ações Afirmativas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), propõe-se a promover um espaço de debate sobre questões centrais de acesso e permanência dos estudantes da UFSC e construir propostas de consolidação de uma política institucional que agregue as ações afirmativas e a permanência, mais aproximada da realidade dos estudantes.

A mesa de abertura do evento contou com a participação do reitor Ubaldo Cesar Balthazar, dos pró-reitores, Pedro Luiz Manique Barreto (PRAE) e Alexandre Marino Costa (Prograd), da secretária, Francis Solange Vieira Tourinho (SAAD), da presidente do Comitê Institucional de Ações Afirmativas UFSC, Claudia Priscila Chupel, e da representante dos estudantes indígenas, Débora Priprá. “Estamos passando do momento de discutir essas políticas, precisamos institucionalizá-las. Temos que trabalhar na universidade com uma política que não dependa do governo”, ressaltou o reitor. Para Ubaldo, essas políticas não podem estar atreladas a um governo, elas devem ser ações de Estado.

Reitor, Ubaldo Cesar Balthazar, participou da mesa de abertura do Fórum. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC

O pró-reitor Pedro Luiz Manique Barreto (PRAE) também enalteceu a necessidade de institucionalização da assistência estudantil, que atualmente é regulada por decreto e precisa de uma regulação mais sólida. Barreto destacou os quatro objetivos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) (I – democratizar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal; II – minimizar os efeitos das desigualdades sociais e regionais na permanência e conclusão da educação superior; III – reduzir as taxas de retenção e evasão; IV – contribuir para a promoção da inclusão social pela educação;) e 10 ações para consolidá-los (I – moradia estudantil; II – alimentação; III – transporte; IV – atenção à saúde; V – inclusão digital; VI – cultura; VII – esporte; VIII – creche; IX – apoio pedagógico; X – acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação;).
(mais…)

Tags: ações afirmativasações de permanênciacotascotas raciais