‘Brasil adotou a política do esquecimento’, afirma presidente de Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos

17/05/2018 16:37

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Presidente da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP) vítimas da Ditadura Militar (1964-1985) desde 2014, a procuradora do Ministério Público Federal Eugênia Gonzaga atua na área desde 2002, quando começou a trabalhar no processo de identificação das mais de mil ossadas encontradas em uma vala clandestina no bairro Perus, localizado na zona norte da cidade de São Paulo. A procuradora esteve na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na última segunda-feira, 14 de maio, quando fez uma palestra na cerimônia de apresentação do Relatório Final da Comissão Memória e Verdade da UFSC (CMV-UFSC).
(mais…)

Tags: CMV-UFSCComissão Especial de Mortos e Desaparecidos PolíticosComissão Memória e Verdadeditadura civil-militarditadura militarEugênia GonzagaMinistério Público FederalRelatório FinalUFSC

Comissão Memória e Verdade promove audiência sobre mobilização dos professores durante a ditadura

05/09/2016 14:30

1A Comissão Memória e Verdade (CMV-UFSC) promove na próxima semana sua última sessão pública de depoimentos, desta vez com o tema “Movimento Docente na UFSC: de 1975 a 1984”.

O evento será na quarta-feira, 5 de outubro, às 19h, no Auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH).

O objetivo é resgatar a história da organização e mobilização dos professores universitários durante o período da ditadura civil-militar: mostrar suas lutas para a defesa dos direitos salariais e de carreira dos professores, a defesa da Universidade Pública e a redemocratização do país.

Para falar sobre o assunto, os convidados são os professores Hamilton Schaefer, Célio Espíndola, Tanira Piacentini e Marli Auras.

Esta será a terceira audiência pública promovida pela CMV-UFSC. As duas primeiras foram sobre o movimento estudantil nas décadas de 1960/1970 e 1970/1980.

Sobre a CMV-UFSC

A Comissão Memória e Verdade (CMV-UFSC) foi criada em dezembro de 2014 pelo Conselho Universitário com o objetivo de apurar e identificar atos arbitrários, violentos e de cerceamento das liberdades individuais e dos direitos humanos que atingiram a comunidade da UFSC no período de 1º de abril de 1964 a 5 de outubro de 1988. As atividades da CMV-UFSC encerram-se este ano, com a apresentação de um relatório final ao CUn.

:: Serviço

O quê: sessão pública de depoimentos “Movimento docente na UFSC: de 1975 a 1984”

Quando: 5 de outubro, quarta-feira, às 19h

Onde: Auditório do CFH (Centro de Filosofia e Ciências Humanas/UFSC)

Mais informações:

Site da Comissão Memória e Verdade

Evento no Facebook

 

Tags: Comissão Memória e Verdadeditaduraditadura civil-militarmovimento docenteProfessoresredemocratizaçãoUFSCuniversidade pública

Comissão Memória e Verdade convida ex-estudantes da UFSC para falar da resistência à ditadura

31/08/2016 11:39

CMV_segunda_audienciaA Comissão Memória e Verdade da Universidade Federal de Santa Catarina (CMV-UFSC) promove a segunda sessão de depoimentos públicos sobre “Movimento estudantil e resistência à ditadura na UFSC – anos 1970/1980”.

O evento ocorre nesta quarta-feira, 31 de agosto, às 19h, no Auditório da Reitoria.

Os convidados são cinco ex-estudantes da UFSC do período: Elineide Martins, Rosângela de Souza, Marize Lippel, Margareth Grando e Marcos Neves.

Os estudantes foram protagonistas e testemunhas de episódios como a Operação Barriga Verde, a Novembrada e a reorganização do movimento estudantil no período mais violento da ditadura civil-militar.

Faz parte da programação uma exposição fotográfica do jornalista e historiador Celso Martins. A exposição estará montada no hall do auditório da reitoria. Autor do livro “Os quatro cantos do sol”, Celso também é o principal fotógrafo das ações do movimento estudantil de Florianópolis nesse período.

Esta é a segunda audiência pública promovida pela CMV-UFSC. A primeira foi no dia 2 de maio de 2016, com os ex-estudantes Ana Maria Beck, Heitor Bittencourt Filho, João Tadeu Soccas e Ronaldo Andrade. Os participantes falaram sobre as lutas e a ação repressiva durante a ditadura, especialmente nas décadas de 1960 a 1970 na UFSC.
(mais…)

Tags: CMVComissão da Memória e Verdadeditaduraditadura civil-militarmovimento estudantilUFSC

Comissão Memória e Verdade convida ex-estudantes da UFSC para falar sobre resistência à ditadura

24/08/2016 15:32

CMV_segunda_audienciaA Comissão Memória e Verdade da Universidade Federal de Santa Catarina (CMV-UFSC) promove a segunda sessão de depoimentos públicos sobre “Movimento estudantil e resistência à ditadura na UFSC – anos 1970/1980”.

O evento será na quarta-feira, 31 de agosto, às 19h, no Auditório da Reitoria.

Os convidados são cinco ex-estudantes da UFSC do período: Elineide Martins (a confirmar); Rosângela de Souza; Marize Lippel, Margareth Grando e Marcos Neves.

Os estudantes foram protagonistas e testemunhas de episódios como a Operação Barriga Verde, a Novembrada e a reorganização do movimento estudantil no período mais violento da ditadura civil-militar.

Faz parte da programação uma exposição fotográfica do jornalista e historiador Celso Martins. A exposição estará montada no hall do auditório da reitoria. Autor do livro “Os quatro cantos do sol”, Celso também é o principal fotógrafo das ações do movimento estudantil de Florianópolis nesse período.

Esta é a segunda audiência pública promovida pela CMV-UFSC. A primeira foi no dia 2 de maio de 2016, com os ex-estudantes Ana Maria Beck, Heitor Bittencourt Filho, João Tadeu Soccas e Ronaldo Andrade. Os participantes falaram sobre as lutas e a ação repressiva durante a ditadura, especialmente nas décadas de 1960 a 1970 na UFSC.
(mais…)

Tags: CMVComissão da Memória e Verdadeditaduraditadura civil-militarmovimento estudantilNovembradaOperação Barriga VerdeUFSC