UFSC fortalece agenda com instituições do Japão e Singapura

29/11/2022 11:38

A Universidade Federal de Santa Catarina estuda parcerias em áreas especializadas com sete universidades, sendo três do Japão e quatro de Singapura. Os contatos começaram em missão internacional realizada ao longo de 15 dias e encerrada no último sábado, 26 de novembro.  O pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Jacques Mick, integrou o grupo liderado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e pela Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe). A viagem foi financiada pelo governo de Santa Catarina, interessado em ampliar os mecanismos de cooperação entre Estado, universidades e setor privado para promoção do desenvolvimento.

De acordo com o professor, tanto o Japão quanto Singapura têm prioridades semelhantes às que mobilizam grande parte da comunidade de cientistas da UFSC, com destaque para questões como a compreensão, mitigação e enfrentamento das mudanças climáticas; a sustentabilidade, comportando desenvolvimento de novos materiais, energias renováveis, economia circular etc.; a promoção de saúde, incluindo biomedicina e remédios; e também a redução de exposição a desastres. “Os países têm sistemas políticos bastante singulares e IDHs muito altos, então as agendas relacionadas à ascensão do autoritarismo, à qualidade na educação e o combate à fome e à pobreza não estão mais presentes”, reforçou.

Programas de colaboração acadêmica Brasil-Japão e Brasil-Singapura para intercâmbio de professores visitantes; divulgação dos portfólios de pesquisa avançada da UFSC e de outras universidades catarinenses naqueles países e a disseminação de fontes de financiamento à colaboração internacional de pesquisa disponíveis no Japão e em Singapura são alguns dos caminhos apontados por Mick como possíveis atuações em parceria, fortalecidas pelas embaixadas.  “No plano da cooperação bilateral, a missão teve contato com estruturas de pesquisa de seis universidades e um instituto politécnico. Das três instituições japonesas e quatro singapuranas, três estão entre as melhores do mundo”, disse.

O pró-reitor também apontou outros pontos positivos da missão internacional para a UFSC. A partir dos resultados, a Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) pretende colaborar com a Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) na elaboração de um portfólio da pesquisa avançada da UFSC, nas variadas áreas de conhecimento, a circular em inglês e em outros idiomas. Além disso, como a missão foi formada por várias instituições do estado, Mick também percebe um cenário de possível aproximação interinstitucional com a rede de universidades comunitárias de Santa Catarina.

A missão da Fapesc congregou as instituições do sistema federal (UFSC, UFFS, IFSC e IFC), as universidades comunitárias do sistema Acafe, uma privada sem fins lucrativos (a SATC) e a Unisenai, do sistema Fiesc. “O convívio prolongado dos gestores ao longo de 16 dias promoveu diálogos no sentido da aproximação interinstitucional. O tema é de interesse da UFSC”, reforça o professor.

O resultado dos contatos feitos, das informações trocadas e conhecimentos adquiridos, para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, já são visíveis na integração entre as lideranças acadêmicas catarinenses, nas discussões geradas, nas ideias que surgiram e, a médio e longo prazo, nas parcerias firmadas. “Pudemos ver de perto aquilo que até então era entrave para as parcerias internacionais e estudar as formas para viabilizar novas possibilidades de intercâmbio de conhecimento. Fomos recebidos com entusiasmo e em muitas das instituições pelas quais passamos já deixamos as sementes plantadas para o cultivo breve. Vamos chegar nos nossos espaços de atuação com muito trabalho a ser feito a partir dos contatos realizados na Ásia. Temos a convicção que o futuro dessas relações será muito próspero”, pontua.

Com informações da Propesq e da Fapesc

Tags: JapãoPró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq)PROPESQSingapuraSinter

Pró-reitoria lança edital para projetos de inovação e empreendedorismo em 2023

22/11/2022 09:50

A Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) lançou um Edital em parceria com a Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) e com a Secretaria de Planejamento e Orçamento  para promover projetos de extensão dentro da UFSC, voltados para o âmbito da Inovação e do Empreendedorismo Social.

Todos os docentes da UFSC em exercício de suas atividades podem se inscrever realizando as inscrições entre o período de 01/12/2022 a 21/02/2023 via portal de atendimento da SINOVA. O plano do projeto deverá conter no mínimo um curso de extensão, 120 horas de mentoria para inovadores e empreendedores sociais e 6 palestras ou workshops. O valor do financiamento para cada projeto está calculado em até R$ 14.580,00, na forma de bolsas de extensão para alunos de graduação e pós-graduação, contemplando o período de abril de 2023 a março de 2024. Para mais informações, acesse o site da ProEx.

 

Tags: PROEXPROPESQSeplanUFSC

UFSC entrega prêmio a cientistas negras nesta segunda, 21 de novembro

16/11/2022 14:28

A Universidade Federal de Santa Catarina entrega nesta segunda-feira, 21 de novembro, o Prêmio Propesq – Mulheres na Ciência – Especial Cientistas Negras para cinco pesquisadoras de diferentes áreas do conhecimento que se destacam pela sua trajetória na instituição. O prêmio, iniciativa da  Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq), também marca um mês de programação intensa do Novembro Negro, cujas atividades começaram no dia 1 de novembro e seguem até o dia 30. A cerimônia ocorre às 16h, na Sala dos Conselhos da Reitoria.

O resultado do edital foi divulgado no início do mês, destacando que as premiadas  “promoveram excelentes contribuições para a ciência ao longo de suas trajetórias”. Apesar disso, o número de inscritas foi inferior ao das categorias disponíveis, indicativo da “pequena presença de mulheres negras no corpo docente da UFSC”, conforme sintetiza o documento. Com o objetivo de valorizar os trabalhos de todas as pesquisadoras e pensando em
uma politica de inclusão, a Propesq decidiu premiar todas as inscritas.
(mais…)

Tags: Mulheres na Ciência – Especial Cientistas NegrasNovembro NegroPró-Reitoria de Pesquisa e InovaçãoPROPESQ

UFSC integra missão para conhecer instituições de ciência, tecnologia e inovação do Japão e de Singapura

11/11/2022 09:35

Comitiva catarinense embarcou para a Ásia no dia 10 de novembro (Foto: Fapesc/Divulgação)

O pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Jacques Mick, será o representante da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na missão internacional de 15 dias para conhecer algumas das principais instituições universitárias, de tecnologia e inovação do Japão e de Singapura. A missão é liderada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em cooperação com a Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais do Estado de Santa Catarina (SAI) e a Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe). A comitiva catarinense, formada por reitores e diretores de instituições de ensino superior de todo o estado, viajou na quinta-feira, dia 10 de novembro, e retornará no dia 25.

A missão, conforme o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, tem foco na difusão e o desenvolvimento do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) de Santa Catarina para o desenvolvimento de ações na área. “Iniciativas como esta, em especial após um período de natural afastamento por conta da pandemia, fazem parte do papel da Fapesc. Poderemos, junto das lideranças das Instituições de Ensino, conferir de perto os resultados e impactos das ações geradas no Japão e Singapura que tornaram estes países referências mundiais em inovação, ensino, pesquisa e tecnologia”, destaca.

Além de conhecer de perto os processos, as dinâmicas e os resultados obtidos nas iniciativas de cada uma das instituições que fazem parte do roteiro da missão, conforme o assessor de relações institucionais e governamentais da Acafe e coordenador da Plataforma ON, Adriano Rodrigues, será possível iniciar relações institucionais importantes. “As visitas e a apresentação daquilo que já é realizado em Santa Catarina certamente serão formas de abrir as portas dessas instituições internacionais para possíveis parcerias para intercâmbio, pesquisas em conjunto, eventos com participações internacionais, entre tantas outras oportunidades que o networking nos dá”, acrescenta.

Integram a comitiva representantes da UFSC, Católica SC, Furb, Ifsc, Satc, Senai, Udesc, UFFS, UNC, Unesc, Unibave, Unidavi, Unifebe, Uniplac, Univali, Univille, Unochapecó e Unoesc.
Entre os locais a serem visitados ao longo dos 13 dias de Missão Internacional estão a Universidade Tecnológica de Tokyo, a Embaixada do Brasil no Japão, o Instituto Tecnológico da JICA, o Ministério da Educação, da Cultura, dos Esportes, da Ciência e da Tecnologia do Japão, os dois campus da Universidade de Chukyo, Universidade de Quioto, a Universidade Tecnológica de Nanyang, a Universidade Nacional de Singapura, o Centro de Pesquisa em Agricultura Urbana Sustentável, entre outras instituições.

 

Tags: Fapescmissão internacionalPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Evento apresenta ações de inovação e empreendedorismo da UFSC

07/11/2022 17:10

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em conjunto com o Departamento de Inovação (Sinova), promove, nesta quarta-feira, 9 de novembro, o primeiro Inova UFSC – Rodada de Conexão Interna e Externa. O evento ocorre às 14h no Auditório da Reitoria e apresenta um panorama das atividades de inovação e empreendedorismo realizadas na Universidade. As inscrições podem ser realizadas pelo formulário online.

Após as falas institucionais, o Inova UFSC se divide em cinco momentos. Às 15h, serão apresentadas as práticas da UFSC na promoção de um ecossistema de inovação, passando por projetos desenvolvidos e eventos organizados regularmente. Depois, o foco passa para ambientes de inovação e empreendedorismo na Universidade, como laboratórios e centros de inovação. Na sequência, serão divulgados dados do Observatório UFSC e da Sinova.

Ao fim do panorama, será realizado um painel sobre os Ativos de Propriedade Intelectual (PI) da Universidade, no qual se busca apresentar oportunidades para a realização de pesquisas voltadas à inovação. A atividade é finalizada com a apresentação das estratégias do Programa Develop UFSC, que busca transformar Ativos PI em produtos com valor agregado e, com isso, criar modelos de negócios atrativos para licenciamento.

O evento integra a 19a Sepex (Semana de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação) da UFSC, que ocorre entre os 7 e 11 de novembro e conta com diversas outras atividades em formato virtual e presencial. A programação completa pode ser acessada em sepex.ufsc.br.

Tags: EmpreendedorismoinovaçãoPROPESQSinovaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Propesq mapeia projetos de pesquisa e extensão voltados à população de rua

04/11/2022 15:10

A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) e a Pró-reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em cooperação com o Movimento da População de Rua e a Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de Florianópolis, convidam servidores(as) docentes e técnico-administrativos que já realizam ou têm interesse em realizar projetos de extensão e pesquisa/inovação a respeito da população de rua a se manifestarem por meio deste formulário até o dia 25 de novembro.

O Movimento da População de Rua e a Pastoral do Povo de Rua querem conhecer melhor as pesquisas e 
ações de extensão já existentes na UFSC a respeito da população de rua e pretendem, em cooperação com a universidade, desenvolver um programa transdisciplinar de pesquisa e extensão com foco na região metropolitana de Florianópolis.

Estima-se que existam em torno de 2.500 pessoas em condição de rua nos quatro maiores municípios da 
região (Florianópolis, São José, Biguaçu e Palhoça). A investigação e a atenção ao povo da rua comportam múltiplas temáticas: habitação, saúde, políticas públicas, educação, segurança, entre outras. A realização de um censo da população de rua na região é uma necessidade apontada como relevante.

Os projetos da comunidade da UFSC apresentados nesta chamada serão discutidos e conectados numa 
oficina, com a participação do Movimento e da Pastoral, no dia 9 de dezembro de 2022. Questões relativas ao detalhamento e financiamento dos projetos serão encaminhadas na oficina.

Dúvidas podem ser esclarecidas na Pró-Reitoria de Extensão, por meio do portal de atendimento: 
https://proex.ufsc.br/.

Link para o formulário: clique aqui.

Tags: população de ruaPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadores da UFSC discutem cooperação regional e internacional na próxima semana

21/10/2022 09:31

A Pró-reitoria de Pesquisa da UFSC irá de Biguaçu à China em dois dias na próxima semana, com eventos diferentes que irão reunir pesquisadores para apresentar propostas de cooperação com a cidade da Grande Florianópolis, na quarta, 26, e docentes interessados em cooperação com universidades chinesas, na quinta, 27. “Isso mostra como a comunidade científica da UFSC pensa e age glocalmente, articulando desafios de Santa Catarina a conexões internacionais”, pontua o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Jacques Mick. As atividades envolverão mais de uma centena de pesquisadores.

Mick reforça que os dois eventos também são oportunidades de colaboração multidisciplinar com desdobramentos objetivos em dois termos de cooperação técnico-científica, um com a prefeitura e outro com uma importante universidade chinesa, a Zhejiang University.

No dia 26 de outubro, um workshop de conexão entre atores políticos da Prefeitura de Biguaçu  e pesquisadores com projetos de inovação será realizado a partir das 14h, Sala dos Conselhos. Ao todo, são nove apresentações, divididas em quatro dimensões: economia, educação, saúde e governança. Os temas dos projetos vão desde o empreendedorismo feminino até a saúde dos atletas do município. No início do evento, serão realizadas as solenidades e uma apresentação técnica sobre Biguaçu, suas necessidades e as oportunidades que a cidade oferece.

Após as apresentações, serão realizados encaminhamentos relacionados à organização geral do projeto e de cada uma das propostas específicas. O workshop está vinculado à chamada que convocou servidores, docentes e técnico-administrativos da UFSC com interesse em desenvolver projetos de inovação e pesquisa aplicada no município de Biguaçu.

Já no dia 27 de outubro, das 14 às 19 horas, a reunião é para debater os Estudos e cooperação UFSC/China: Diagnóstico e perspectivas. O evento é promovido pelo Instituto de Estudos sobre a China da UFSC (ICHIN), a Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) e a Propesq. A atividade foi concebida a partir dos resultados de uma enquete destinada a realizar um levantamento dos docentes interessados em participar na cooperação com a China. Os resultados da enquete, respondida por mais de cem professoras e professores da UFSC. A programação está disponível aqui.

 

Tags: Estudos e cooperação UFSC/ChinaPrefeitura de BiguaçuPró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq)PROPESQZhejiang University

UFSC recebe visita de professores e estudantes da Universidade Nacional de Assunção

19/10/2022 11:04

Estudantes e professores da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (Facen) da Universidade Nacional de Assunção (UNA), do Paraguai, visitaram a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Ecossistema de Inovação de Florianópolis. Quatro professores e 30 alunos dos cursos de licenciatura em Tecnologia de Produção e licenciatura em Logística e Gestão do Transporte conheceram laboratórios e centros de pesquisa e inovação.

Ao longo dos dois dias, 13 e 14 de outubro, acompanhados por Alex Zerbinatti e Kamila Vieira, do Departamento de Inovação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propesq) e com apoio institucional da Secretaria de Relações Internacionais (Sinter), os estudantes realizaram diversas visitas. Na quinta-feira, em atividade na Sala dos Conselhos, Guilherme Carlos da Costa (Sinter) e o pró-reitor de pesquisa e inovação Jacques Mick recepcionaram o grupo no campus da UFSC na Trindade, em Florianópolis. Os professores e estudantes também participaram de uma visita ao Laboratório de Pesquisa em Refrigeração e Termofísica (Polo) – Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), onde foram recepcionados pelo professor Jader Barbosa.

A visita institucional teve como principais interesses o conhecimento do ecossistema de inovação, tecnologia e empreendedorismo, gerenciamento de transporte e planejamento logístico. Para a professora e coordenadora do curso de Logística e Gestão de Transporte, Mirtha León, a experiência serviu para motivar a pesquisa nos cursos. “Essa abertura nos serve para nos relacionar e comparar o que já temos e o que podemos melhorar. Os estudantes voltam com uma mente mais aberta e com uma motivação diferente”, avalia León.

> Acesse a notícia completa no site da Sinova

Tags: alunoprofessorPROPESQSinovaUFSCvisita

Pesquisadores da UFSC apresentam projetos que beneficiarão a Lagoa da Conceição 

16/09/2022 14:03

(Foto: Divulgação/Casan)

Pesquisadores e gestores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estiveram na Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) nesta sexta-feira, 16 de setembro, em reunião sobre os projetos que serão desenvolvidos na região da Lagoa da Conceição e que foram contemplados no edital de pesquisa com apoio financeiro da CASAN, Fapesc e UFSC.

Entre os temas das pesquisas estão avaliação toxicológica de fontes de contaminação, drenagem urbana sustentável, diagnóstico utilizando biomarcadores de contaminação aquática, restauração de ambientes florestais, sensores para o monitoramento inteligente e gestão da sustentabilidade urbana na Lagoa da Conceição, e educomunicação, entre outros. 

>> Confira a lista dos projetos contemplados

Ao todo, 38 estudos foram selecionados e receberão investimento de R$ 3,2 milhões para desenvolvimento tecnológico e inovação em áreas do conhecimento relacionadas aos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). A Casan fez o repasse de R$ 2 milhões, e UFSC e Fapesc repassaram R$ 600 mil cada. 
(mais…)

Tags: CasanFapescPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Cerimônia homenageia vencedores dos prêmios Mulheres na Ciência e Pesquisa de Destaque

19/05/2022 07:04

A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove, nesta quinta-feira, 19 de maio, a cerimônia de entrega das edições de 2021 dos prêmios Mulheres na Ciência e Pesquisa de Destaque, com abertura da Orquestra de Câmara da UFSC, sob a regência de Miriam Moritz. O evento ocorre no Auditório do EFI a partir das 17h e será transmitido ao vivo pelo canal da TV UFSC. A participação presencial é condicionada à apresentação de comprovante de vacinação contra covid-19.

Segue a lista das pesquisadoras e das pesquisas premiadas:

Mulheres na Ciência 2021

Categoria Junior

Categoria Plena

Categoria Sênior

Pesquisa de Destaque 2021

Categoria Pesquisa Básica

Categoria Pesquisa Aplicada

Menção Honrosa

  • “Processos e Produtos Cerâmicos Sustentáveis” – Dachamir Hotza (Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos)
  • “Aquicultura integrada com uso da tecnologia de bioflocos: incrementando a produtividade com sustentabilidade” – Felipe do Nascimento Vieira (Departamento de Aquicultura)
Tags: prêmio mulheres na ciênciaPrêmio Mulheres na Ciência 2021Prêmio Pesquisa de DestaquePró-Reitoria de PesquisaPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pró-Reitoria de Pesquisa prorroga prazo para envio de propostas de edital em parceria com Fapesc e Casan

25/03/2022 15:31

A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) e a Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan), prorrogou até 30 de março o prazo de envio de propostas para o Edital nº 01/Propesq/2022 – a seleção interna da UFSC.

O edital tem o objetivo de apoiar pesquisadores, vinculados a grupos de pesquisa certificados pela Universidade, a desenvolver projetos de pesquisa voltados à superação de desafios ambientais e sociais em qualquer área do conhecimento. Os projetos devem estar enquadrados em um dos 17 objetivos para o desenvolvimento sustentável da ONU (ODS/ONU), contribuindo para atingir a Agenda 2030 em Santa Catarina.

O edital pode ser acessado através do link. Segue cronograma atualizado:

Atividades Datas
Lançamento da chamada pública 25/02/2022
Submissão das Propostas 30/03/2022
Homologação das submissões na página da Propesq 01/04/2022
Divulgação dos resultados preliminares na página da Propesq 22/04/2022
Prazo para apresentar pedidos de reconsideração 25/04/2022 – 27/04/2022
Divulgação dos resultados finais na página da Propesq 02/05/2022
Prazo para cadastramento e aprovação do projeto aprovado no Sigpex, e emissão do termo de anuência da Propesq Até 09/05/2022
Início da submissão das propostas na Plataforma de CTI da Fapesc (online) para celebração do Termo de Outorga 09/05/2022
Tags: CasaneditalFundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc)Pró-reitoria de Pesquisa (Propesq)PROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Mais de 150 professores da UFSC são selecionados em edital de Bolsas de Produtividade do CNPq

10/03/2022 17:36

No resultado final da Chamada de Bolsas de Produtividade em Pesquisa que o CNPq divulgou este ano constam os nomes de 153 pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A UFSC ficou posicionada em 7º lugar entre as 20 universidades brasileiras com maior número de bolsistas de produtividade.
(mais…)

Tags: Bolsas de Produtividade em PesquisaCNPqPROPESQUFSC

Encontro internacional marca o retorno dos eventos científicos presenciais na UFSC

21/02/2022 16:49

Cimpa Floripa ocorreu de 7 a 18 de fevereiro, no auditório do EFI. Foto: divulgação

Realizado entre 7 e 18 de fevereiro, no Espaço Físico Integrado (EFI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Cimpa Floripa –  from Dynamics to Algebra and Representation Theory and Back marcou a volta dos eventos científicos presenciais na UFSC, bem como o retorno presencial dos eventos apoiados pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). 

Durante duas semanas, os participantes aprenderam, discutiram e obtiveram avanços nas interações entre álgebra e sistemas dinâmicos. Em particular, na primeira semana, vários cursos foram ministrados com o objetivo de apresentar aos jovens estudantes as bases para chegar à fronteira do conhecimento. Na segunda semana, cursos mais avançados foram oferecidos, proporcionando discussões e aprendizados sobre os últimos resultados da área. Além dos cursos, durante todo o período do evento, professores apresentaram palestras avançadas, seguidas de discussões. Duas sessões de pôsteres permitiram aos jovens pesquisadores apresentarem seus resultados aos colegas e especialistas da área.  Com a presença de estudantes e pesquisadores do Brasil, Uruguai, Chile, Argentina, Colômbia, Filipinas, Austrália e Estados Unidos, o evento também teve transmissão on-line em tempo real. Notas e gravações dos minicursos e palestras estão disponíveis no site do Cimpa-Floripa.

Jovens pesquisadores apresentaram trabalhos em duas sessões de pôsteres. Foto: divulgação

A abertura do encontro contou com a presença da pró-reitora de Pós-Graduação, Cristiane Derani, da superintendente de projetos da Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), Maique Biavatti, do diretor do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM), Nilton Branco, do chefe do Departamento de Matemática, Raphael da Hora, e dos representantes do Centro Internacional de Matemática Pura e Aplicada (Cimpa) e da SBM, Juan Lario e Daniel Gonçalves, respectivamente. Na ocasião, foi destacada a importância do retorno às atividades presenciais observando os cuidados de saúde necessários, bem como do intercâmbio internacional presencial.

O evento teve apoio do Cimpa, da UFSC, da Universidad de Málaga, da SBM, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico  (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina  (Fapesc), da União Matemática Internacional e da Embaixada da Espanha.

Tags: CFMdepartamento de Matemáticaeventos científicosmatemáticaPROPESQPROPGUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Curso on-line ‘Consciência da ciência ou sociedade sem ciência?’ recebe inscrições de estudantes

10/02/2022 17:29

Com o objetivo de atender aos bolsistas de Iniciação Científica e Tecnológica, a Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina (Propesq/UFSC) está promovendo o curso “Consciência da ciência ou sociedade sem ciência?”. Os bolsistas PIBIC e PIBITI, conforme consta em edital, devem “realizar minicurso de 8 horas/aula sobre metodologia científica, combate a desinformação e divulgação científica”. Para se inscrever, acesse aqui.
(mais…)

Tags: Divulgação CientíficaIniciação Científica e Tecnológicametodologia científicaPibicPró-Reitoria de PesquisaPROPESQUFSC

Pró-Reitor de Pesquisa da UFSC recebe Medalha do Exército Brasileiro

07/12/2021 13:10

O professor Sebastião Roberto Soares, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental e pró-reitor de Pesquisa da UFSC recebeu a Medalha do Exército Brasileiro nesta segunda-feira, 6 de dezembro, como reconhecimento em prol da pesquisa na UFSC e sua interação com a sociedade. A honraria foi indicada pelo Sistema de Defesa, Indústria e Academia (SisDIA) de Inovação do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT).

“Acredito que seja um reconhecimento a toda a Universidade, que, com suas pesquisas, seus projetos de extensão e sua qualidade no Ensino tanto contribuem para que Santa Catarina e o Brasil continuem a avançar, a crescer e a disseminar o conhecimento”, pontuou o professor”.

A honraria destina-se a distinguir cidadãos e instituições civis que tenham praticado ação destacada ou serviço relevante em prol do interesse e do bom nome do Exército Brasileiro. A entrega da medalha ocorreu no quartel da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, em Florianópolis, e foi conduzida pelo General de Brigada Márcio Luis do Nascimento Abreu Pereira, Comandante da 14ª BIM, e pelo General da Reserva, Adhemar da Costa Machado Filho.

Tags: Medalha do Exército BrasileiroPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Propesq divulga resultado do Prêmio Pesquisa de Destaque

06/12/2021 11:36

A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 6 de dezembro, o resultado do Prêmio Pesquisa de Destaque. O vencedor na categoria Pesquisa Básica foi o estudo “Potenciais marcadores de prognóstico e alvos terapêuticos aplicáveis às doenças neurológicas e psiquiátricas”, coordenado pelo professor do Departamento de Clínica Médica Roger Walz. Já na categoria Pesquisa Aplicada, o contemplado foi o trabalho “Adequação climática e uso racional de água em edificações”, liderado por Enedir Ghisi, docente do Departamento de Engenharia Civil. 

A comissão avaliadora recomendou, também, a concessão do reconhecimento de Honra ao Mérito a duas propostas: “Processos e produtos cerâmicos sustentáveis”, do professor do Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos Dachamir Hotza; e “Aquicultura integrada com uso da tecnologia de bioflocos: incrementando a produtividade com sustentabilidade”, de Felipe do Nascimento Vieira, engenheiro agrônomo do Laboratório de Camarões Marinhos.

Foram recebidas 18 candidaturas – 15 para Pesquisa Aplicada e três para Pesquisa Básica. Entre os fatores considerados na avaliação, estão a produção científica associada, o impacto científico e social da pesquisa, a formação de recursos humanos qualificados, o recebimento de prêmios e o alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

A comissão julgadora foi composta pelos professores Armando Albertazzi Gonçalves Júnior, presidente indicado pela Propesq/UFSC; Amauri Bogo, diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da  Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc); Jan Schripsema, da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro; Margareth Maria de Carvalho Queiroz, do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz); e Marcelo José Braga, da Universidade Federal de Viçosa.

Mais informações no site da premiação e na Ata do Processo Seletivo.

Tags: PrêmioPrêmio Pesquisa de DestaquePROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Prêmio Mulheres na Ciência: Regina Peralta Muniz Moreira

26/11/2021 08:00

Em 08 de setembro de 2021, a professora Regina de Fátima Peralta Muniz Moreira participava como avaliadora de uma banca de defesa de doutorado em Engenharia Química da Universidade de São Paulo (USP). Enquanto conversava, ainda informalmente, com outro docente que também fora escalado como avaliador do trabalho, ele lhe disse: “Regina, você não vai se lembrar, mas você me deu aula particular.” Luiz Mário de Matos Jorge, atualmente professor do Departamento de Engenharia Química da Universidade Estadual de Maringá (UEM), havia sido um de seus alunos nas aulas particulares que ela começou a oferecer quando ainda era adolescente. 
(mais…)

Tags: Engenharia QuímicaPrêmio Mulheres na Ciência 2021Pró-Reitoria de PesquisaPROPESQRegina de Fátima Peralta Muniz Moreira

Último seminário do ciclo ‘Mulheres na Ciência’ discute políticas científicas

24/11/2021 12:19

O Espaço Cultural Gênero e Diversidades do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com o Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades e a Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), promove, na próxima segunda-feira, 29 de novembro, o último encontro do I Ciclo de Seminários Temáticos: Mulheres na Ciência. Com o tema Mulheres na política científica: associações científicas e agências de financiamento, o evento tem início às 18h30 e transmissão pelo Canal do IEG no YouTube.

Participam do seminário as pesquisadoras Bárbara Segal Ramos, docente do Departamento de Ecologia e Zoologia da UFSC e secretária adjunta da Secretaria Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência de Santa Catarina (SBPC-SC); Betina Stefanello Lima, analista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ); Deborah Bernett, gerente de Ciência e Pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc); e Débora Peres Menezes, professora do Departamento de Física da UFSC e presidente da Sociedade Brasileira de Física (SBF). A mediação do debate será feita pela professora do Departamento de Antropologia da UFSC Miriam Pillar Grossi.

Tags: Espaço Cultural Gênero e DiversidadesIEGliveMulheres na CiênciaNIGSPROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Prêmio Mulheres na Ciência: Cristina Scheibe Wolff

24/11/2021 08:00

Em 2022, a historiadora Cristina Scheibe Wolff completa 30 anos como professora do Departamento de História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC). Com uma trajetória acadêmica marcada por significativas contribuições ao debate sobre questões de gênero no campo da História, Cristina é uma das homenageadas pelo Prêmio Mulheres na Ciência 2021, promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq/UFSC). Ela foi a vencedora na área de Ciências Humanas da categoria Sênior, voltada a pesquisadoras que ingressaram na UFSC até o ano 2000.
(mais…)

Tags: categoria SêniorCentro de Filosofia e Ciências HumanasCristina Scheibe WolfffeminismogênerohistóriaPrêmio Mulheres na Ciência 2021PROPESQUFSC

Nota de Pesar: falece Américo Cruz Junior, técnico em Química da Pró-Reitoria de Pesquisa

20/11/2021 14:00

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica, com pesar, o falecimento do técnico em Química lotado na Pró-Reitoria de Pesquisa, Américo Cruz Júnior. O servidor, que atuava no Laboratório Central de Microscopia Eletrônica (LCME), faleceu neste sábado, 20 de novembro. Américo sofria de problemas cardíacos, foi submetido neste ano a uma substituição de válvula mitral, e mais recentemente foi hospitalizado com insuficiência respiratória, o que, segundo nota publicada no site do LCME, culminou em seu óbito.

Américo era servidor da UFSC desde 1986, e desde 2007 atuava no LCME. Era natural do estado do Rio de Janeiro e morava em Palhoça. Ele deixa dois filhos, já adultos.

Graduou-se em Química (Licenciatura e Bacharelado) pela UFSC, e foi na universidade onde trabalhava que também atuou como pesquisador, e concluiu seu mestrado e doutorado pelo Programa de Pós- Graduação em Engenharia Química. Durante o doutorado, Américo fez estágio sanduíche na Universidad Autónoma de Madrid, na Espanha. Suas pesquisas com a produção de biodiesel a partir da reutilização do óleo de soja do Restaurante Universitário rendeu uma matéria feita pela Agecom em 2007.

O Laboratório no qual Américo trabalhava lamentou sua partida em uma Nota de Falecimento. “Nosso amigo nos fará falta!” manifestou a equipe técnica que assina a nota.

A Pró-Reitoria de Pesquisa expressou pesar e votos de solidariedade com familiares, amigos e colegas de trabalho de Américo.

O velório ocorre no domingo, às 9h, no Cemitério Municipal Senhor Bom Jesus de Nazaré, em Palhoça.

A comunidade universitária expressa seu imenso pesar neste momento de luto, e oferece suas condolências à família e os amigos de Américo.

Tags: LCMENota de pesarPró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ/UFSC)PROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professor Aloísio Klein é um dos indicados de SC ao Prêmio Confap de Ciência, Tecnologia e Inovação

17/11/2021 14:00

Fórmulas matemáticas costumam fazer parte da carreira de um pesquisador com formação em Física e Engenharia, mas apesar da trajetória na área das Exatas, a fórmula que predomina na vida profissional do professor Aloisio Nelmo Klein vai muito além dos números. Pensar à frente, ensinar com motivação e acreditar na parceria – com os colegas e alunos e com organizações externas – são algumas das características que culminaram com a indicação ao Prêmio Confap de Ciência, Tecnologia e Inovação – Francisco Romeu Landi.  A iniciativa do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) reconhece aqueles que se destacaram em pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação com resultados positivos para o desenvolvimento e o bem-estar das populações brasileiras. A indicação foi feita pela UFSC à Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), representante catarinense na premiação.

Professor titular no Departamento de Engenharia Mecânica, Klein foi também um dos fundadores do curso de Engenharia de Materiais e do programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais e é um dos líderes do Laboratório de Materiais, centro científico pioneiro e um dos pólos do desenvolvimento científico e tecnológico na área, no Brasil. “O Brasil demanda a solução de problemas que já estão à prova. O que fiz, ao longo desses anos, foi pensar em fazer algo que pudesse contribuir com o mundo”, comenta.

Nesse processo, Klein acumulou parcerias que não deixa de mencionar quando cita pontos da sua biografia. O vínculo com a indústria, com quem construiu soluções ao longo de toda a sua trajetória, permitiu que as pesquisas tivessem um impacto direto na realidade. Já a proximidade com os alunos, de graduação e pós-graduação, possibilitou que formasse um grupo de profissionais e de cientistas motivados a buscarem respostas para grandes problemas tecnológicos. “Quando o aluno tem as condições adequadas de realizar o seu trabalho experimental e quando temos boas parcerias com as empresas o resultado tende a ser positivo”, resume.

A metalurgia do pó e a tecnologia de plasma foram duas das frentes de trabalho que o colocaram na vanguarda da inovação. Com a investigação de materiais sinterizados porosos, construiu dois produtos patenteados, com uma dessas patentes já concedida nos Estados Unidos. O pesquisador também investiga as novas técnicas de processamento assistidas por plasma e o desenvolvimento de reatores de plasma – área em que o Laboratório de Materiais da UFSC se destaca como centro de excelência. Essa tecnologia é responsável por uma série de processos físico-químicos que beneficiam diretamente a indústria de materiais.

Ao longo da sua carreira na UFSC e à frente do LabMat, Klein também coordenou uma série de projetos aprovados em concorrência para a obtenção de recursos nos editais das agências de fomento. A soma chega a R$ 70 milhões, somente nos últimos 20 anos. “A interação contínua entre os pesquisadores da universidade e os engenheiros e pesquisadores das empresas parceiras se mostrou ser a forma mais adequada para aquilo que frequentemente é chamado de ‘Interação Universidade/ICTs x Empresa’, pois permite correções de rumo em tempo real durante o desenvolvimento do projeto”, pontua.

Muitos desses parceiros foram formados por Klein, que revela um entusiasmo com sua atuação docente. “O registro na carteira de trabalho está lá: sou professor”, comenta. Olhar “frente a frente”, sem lançar mão da autoridade ou da superioridade acadêmica e trabalhar como um motivador de trabalhos que impactem à realidade são duas das suas práticas. “Minha prioridade é ser professor e orientador. É formar gente muito bem. O resultado disso é que conseguimos desenvolver bons estudos, que rendem inovação e patentes”.

O professor da UFSC foi responsável por um total de 142 cartas de patentes, no exterior e também no Brasil, que resultaram em 22 famílias de patentes de invenção, com os pedidos de deposição em 11 países distintos. Em torno de 40 % destes pedidos ainda estão em fase de análise e algumas dessas patentes já caíram em domínio público.

O início

A saga do pesquisador em busca da inovação tem um marco que ele recorda com saudosismo. Formado em Física, com mestrado em Engenharia Metalúrgica e dos Materiais, foi com um professor na Universidade de Karlsruhe, na Alemanha, durante o doutorado, que aprendeu a buscar problemas de pesquisa que resultassem em soluções inovadoras. “Quando apresentei minha primeira proposta ele me questionou: ‘para que isso vai servir? o que vamos fazer com isso depois?’ e me sugeriu buscar algo que servisse para melhorar algo no mundo”, lembra.

A tese, na área da metalurgia de pós, já resultou na primeira patente. “Tentei pensar em um tema que utilizasse os conceitos da área, mas que resultasse em produto mais barato e com melhores propriedades”. Em todo o percurso atuou com aquilo que chama, brincando, de “índice de viração própria”. “Fui atrás das coisas pessoalmente. Depois, quando voltei ao Brasil, encontrei na UFSC, no Departamento de Engenharia Mecânica, um ambiente muito maduro para seguir”.

Desde o começo da trajetória, Klein aposta em uma atuação multidisciplinar. Físicos, químicos e engenheiros trabalham de forma coletiva na busca por solucionar problemas que aumentem a competitividade da indústria. Essa perspectiva, de uma ciência aplicada e que congrega diversas áreas do conhecimento em torno de um problema, também é um atrativo para as empresas. Entre as organizações parceiras do Laboratório de Materiais, há indústrias multinacionais de ponta que investem nas pesquisas coordenadas por Klein há mais de 30 anos. “E há 30 anos nós não tínhamos tecnologia. Aprender era um grande desafio. Por isso hoje eu vejo que um aluno motivado é capaz de tudo”.

Essas parcerias na pesquisa resultaram em 395 artigos publicados, somando-se os artigos publicados em periódicos internacionais – 189 deles listados na base de dados Scopus, com citações, e 216 publicados em Anais de Congressos Nacionais e Internacionais. O professor também foi responsável pela orientação de 48 alunos de mestrado, 32 de doutorado, 20 supervisões de Pós-Doutorado e pelo registro de 89 alunos de iniciação científica. Hoje, é pesquisador 1A do CNPq, figurando em um grupo restrito de cientistas reconhecidos pela alta produtividade e impacto de seus estudos.

O agora

Em todo o seu discurso, Klein faz questão de lembrar e celebrar a importância do trabalho em equipe. Reverencia colegas de departamento, alunos e parceiros de iniciativas em pesquisa e desenvolvimento ciente de que o trabalho científico exige colaboração. “Temos muitas coisas a fazer e a construir na área de materiais, de novos materiais. A forma de fazer é uma das coisas mais importantes, por isso a parceria precisa ser contínua”, comenta.

Por conta do tempo escasso, o pesquisador já não atua mais na bancada, mas na liderança de grandes projetos e parcerias e na orientação de estudos com potencial de inovação. “A ideia é sempre pensar à frente”, sintetiza. Por isso, uma das iniciativas mais recentes ainda está sob sigilo: sua equipe está prospectando uma série de pesquisas junto a um instituto de tecnologia que está de olho no futuro. “É uma grande parceria que foi iniciada para desenvolvermos novos materiais e aperfeiçoarmos processos”, completa.

Como todo visionário, o professor da UFSC também se mostra entusiasmado e otimista com o futuro. Prestes a completar 71 anos, ele está confiante de que o volume de informações e a tecnologia disponíveis hoje vão formar cientistas cada vez mais bem preparados para enfrentar os problemas que ele sempre perseguiu, desde o primeiro contato com a ciência dos materiais. “Com esse fator e com as parcerias vai aumentar a capacidade de resolver os grandes problemas do futuro”, pontua. “Estou convencido de que a ciência e a tecnologia estão entre as principais forças motrizes para o desenvolvimento de uma nação, além da educação e escolas de qualidade”.

Amanda Miranda/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: FapescPrêmio CONFAP de Boas PráticasPró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ/UFSC)PROPESQ

Prêmio Mulheres na Ciência: Ione Ceola Schneider

10/11/2021 09:00

Com um exemplar currículo no ensino superior, construído em instituições públicas, a professora Ione Jayce Ceola Schneider destaca-se hoje na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e é uma das vencedoras do Prêmio Mulheres na Ciência 2021, concedido pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq). Filha de um pedreiro e de uma professora da educação infantil, seu Ivo Schneider e dona Leopoldina Ceola, a caçula de três irmãos recorda com orgulho da luta dos pais para garantir boas condições de estudo e um melhor futuro.

Professora Ione Schneider é natural de Presidente Getúlio, no Vale do Itajaí. Foto: Acervo pessoal

Ione deixou a cidade de Presidente Getúlio, localizada na região do Vale do Itajaí, em 1995, para cursar o ensino médio em Florianópolis. Três anos depois passou no vestibular do curso de Fisioterapia para Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). “Tudo isso [a possibilidade de sair da cidade natal para estudar] foi um sacrifício da minha família, pois não havia possibilidade de arcarmos com os custos de uma universidade privada”, relembra.

Depois da graduação, a fisioterapeuta começou a trabalhar em uma clínica oncológica. Nesse período, realizou um curso de coordenação da Sociedade Brasileira de Profissionais de Pesquisa Clínica e recebeu o prêmio de Profissional do Ano, em 2006. Paralelamente, tornou-se voluntária da Associação Brasileira de Portadores de Câncer, entre os anos 2003 e 2009, e participou de alguns cursos da American Cancer Society, que lhe ampliaram o conhecimento sobre gerência e gestão de projetos e controle do câncer.

A trajetória acadêmica

A carreira acadêmica iniciou-se com a graduação em Fisioterapia pela Udesc. Foto: Acervo pessoal

Em 2006, Ione Schneider decidiu dar continuidade à pesquisa e ingressou no mestrado em Saúde Pública da UFSC, com o objetivo de analisar a sobrevida de mulheres com diagnóstico de câncer de mama. “Nesse programa conheci a professora Eleonora d’Orsi, que me acolheu de forma acadêmica e maternal e me auxiliou no meu direcionamento. A Eleonora trabalhava com a linha de pesquisa de Epidemiologia do Câncer, área que eu me identificava totalmente e estava vinculada às minhas experiências anteriores”.

A pesquisadora conta que no período da pós-graduação iniciou a busca por novos cursos, aprendeu estatística e gerenciamento de banco de dados para, assim, “entender e saber fazer o que os artigos científicos mostravam”. Ela defendeu sua dissertação e enviou o resumo para dois importantes eventos: o Congresso Mundial de Epidemiologia, promovido em 2008 no Brasil, e o San Antonio Breast Cancer Symposium, no Texas, Estados Unidos. Os resultados de sua dissertação repercutiram na imprensa, uma vez que o trabalho relacionou o maior risco de óbitos em decorrência do câncer de mama a mulheres de baixa escolaridade, resultados que previamente não eram muito explorados, conforme explica Ione.

Pesquisadora auxiliou na organização e condução do estudo EpiFloripa. Foto: Acervo pessoal

Durante o doutorado, a pesquisadora auxiliou na organização e condução do estudo EpiFloripa – Condições de Saúde de Adultos e Idosos de Florianópolis. Em sua tese, defendida em 2013, na UFSC, a professora explorou o conhecimento e prática em relação à mamografia em mulheres adultas e idosas de Florianópolis. A partir do trabalho, publicou dois artigos científicos: um na Revista Brasileira de Epidemiologia e outro na Revista Cadernos de Saúde Pública. Dois anos após sua defesa, iniciou um estágio pós-doutoral no Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da University College London (UCL), no Reino Unido, com uma bolsa CNPq – Ciências sem Fronteiras. Na experiência, foi supervisionada pelo pesquisador brasileiro Cesar de Oliveira e teve contato com os dados do estudo sobre envelhecimento daquele país, o ELSA (English Longitudinal Study of Ageing).

Em uma declaração de apoio à candidatura da professora Ione, Cesar de Oliveira, principal research fellow no ELSA, ressaltou que a colega aprofundou seus conhecimentos científicos nas áreas dos determinantes sociais da saúde e do envelhecimento populacional. “Seu brilhante domínio na área estatística foi um dos destaques de seu período na UCL. A colaboração científica existente entre a UFSC e a UCL, liderada pela professora Ione, tem resultado em publicações importantes em revistas científicas internacionais de alto impacto. Além do aspecto científico de alto nível, a professora possui uma ética e profissionalismo que impressionaram os professores e equipes de pesquisa do Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da University College London”, escreveu.

A carreira docente

Ione é docente docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (Araranguá) e em Saúde Coletiva e em Neurociências (Florianópolis). Foto: Acervo pessoal

O ingresso como docente da UFSC ocorreu em outubro de 2015. Atualmente a professora integra o Departamento de Ciências da Saúde, do Centro de Ciências, Tecnologias e Saúde do Campus Araranguá. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, em Araranguá, e dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e em Neurociências, em Florianópolis, todos da UFSC. “Ao assumir como professora, cria-se o desafio de entender todos os processos que a instituição tem e que, como estudante, eram desconhecidos. Conciliar ensino, pesquisa, extensão e administração são tarefas, às vezes, desgastantes”, diz.

Ione revela que sempre procurou também participar ativamente das atividades administrativas. “Ainda durante o estágio probatório fui chefe de departamento, e atualmente sou coordenadora de ensino do Departamento de Ciências da Saúde. Nos programas de pós-graduação, oriento mestrado e doutorado. Já tive 6 orientações de mestrado concluídas e todas de estudantes mulheres”. Faz parte também do quadro de colaboradores do Global Burden of Disease (GBD), coordenado pelo Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, e do grupo de pesquisadores da Rede GBD Brasil. Desde 2014, Ione colaborou em mais de 30 artigos publicados pelo grupo, sendo que um desses trabalhos possui mais de 6 mil citações.

No ano passado, Ione Schneider foi citada na pesquisa conduzida por uma equipe da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, que utilizou as citações da base de dados Scopus até 2019. O estudo publicado no Journal Plos Biology, em 16 de outubro de 2020, identificou os cientistas mais influentes do mundo, e o nome da pesquisadora da UFSC figura entre os 2% melhores cientistas de sua área de subcampo principal, entre aqueles que publicaram pelo menos cinco artigos. Dos professores da Universidade listados na pesquisa, Ione é a única servidora de fora do Campus Florianópolis. A citação fez com que recebesse uma Moção de Aplausos da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) e uma Moção de Aplausos e Reconhecimento da Câmara de Vereadores de Presidente Getúlio, sua cidade natal.

A mais recente conquista da professora Ione foi o Prêmio Mulheres da Ciência, na área de conhecimento Ciências da Vida, na Categoria Júnior, voltada a pesquisadoras que ingressaram no quadro permanente da Universidade a partir de 2014. “Essa conquista me remete a relembrar todas as etapas da minha vida, todas as pessoas que passaram pelo meu caminho, que me auxiliaram, que estiveram ao meu lado. Não foram só momentos exitosos nesses anos. Assim, sou grata a todos que contribuíram para que eu tivesse a oportunidade de chegar até aqui. Também sei das responsabilidades que essa conquista traz: ser exemplo, especialmente às minhas orientandas. É um caminho árduo para muitas que têm filhos, trabalham, ficam longe das famílias, mas incentivo a seguirem e estarei aqui para ajudá-las a superar esses desafios”, diz a docente.

A pesquisadora destacou a importância da UFSC em toda sua formação após a graduação. “Aprendi muito aqui e ainda aprendo. Agradeço aos professores que me ajudaram na formação e aos meus colegas de Departamento, os quais fizeram a indicação do meu nome para o prêmio. Esses reconhecimentos são importantes para que os profissionais sejam lembrados. Atuamos em diversas atividades dentro da Universidade e, muitas vezes, somos pouco reconhecidos pela sociedade. Somos professores, ministramos aulas, compartilhamos, mas desenvolvemos pesquisas, vamos sempre em busca de novos conhecimentos”, finalizou.

Maykon Oliveira/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: Prêmio Mulheres na Ciência 2021Prêmio Propesq Mulheres na CiênciaPró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ/UFSC)PROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UFSC ocorre até sexta-feira

18/10/2021 10:17

A partir desta segunda-feira, 18 de outubro, até a sexta-feira, 22 de outubro, ocorre o Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica (SIC) da UFSC. O evento conta com apresentações orais selecionadas de pesquisas desenvolvidas por alunos de graduação e de ensino médio, orientados por pesquisadores da UFSC.

O 31° SIC e o 11° SIC-EM ocorrem de forma virtual em sala do ambiente Conferência Web e conta com a presença de avaliadores da instituição e externos. O cronograma completo das apresentações está disponível nas páginas do PIICT e do SIC.

Todos os trabalhos inscritos podem ser verificados neste link e os vídeos podem ser visualizados no Repositório Institucional. A programação completa está disponível aqui.

Mais informações na página da Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) ou pelo e-mail pibic@contato.ufsc.br

Tags: 11° SIC-EM31° SICPROPESQSeminário de Iniciação Científica e TecnológicaUFSC

Curso sobre gênero, diversidades e equidade está com inscrições abertas

13/10/2021 11:12

Estudantes de graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) podem se inscrever a partir desta quarta-feira, 13 de setembro, no curso Gênero, diversidades e equidade, pelo formulário on-line. São ofertadas duas turmas, uma nas quartas-feiras, das 18h30 às 21h, e outra aos sábados, das 9h30 às 12h. Os encontros iniciam em 30 de outubro para quem optar pela turma de sábado e no dia 3 de novembro para quem optar pela turma de quarta-feira, com duração de seis semanas. 

Promovida pelo Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape) em parceria com a Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), o Instituto de Estudos de Gênero (IEG) e a Comissão de Equidade da UFSC, a iniciativa dá continuidade ao curso Ciência, Gênero e Diversidades, oferecido em 2020.2, e tem o propósito de fomentar discussões e reflexões sobre questões relacionadas ao gênero e às diversidades, com foco na promoção de equidade. As ações são divididas em seis módulos:
(mais…)

Tags: Comissão de Equidade da UFSCdiversidadeEquidadegêneroIEGPiapePROPESQUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Propesq realiza live para lançamento externo do Portal de Ofertas e Demandas da UFSC

07/10/2021 13:38

A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizou uma live nesta quarta-feira, 6 de outubro, para fazer a divulgação externa do Portal de Ofertas e Demandas em Ciência e Tecnologia (PODe) da Universidade. O portal é uma ferramenta que tem o objetivo de conectar a sociedade com os produtos e serviços que a UFSC oferece. O evento é uma das atividades para marcar a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontece de 2 a 8 de outubro de 2021.

Participaram da transmissão a superintendente de Projetos da Propesq, Maique Weber Biavatti, o assessor da Propesq Armando Albertazzi, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot, o secretário de Inovação da UFSC, Alexandre Moraes Ramos, o representante da Fundação Stemmer para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (Feesc), Milton Pereira, o representante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-SC), Celso Albuquerque, o secretário regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Luiz Cláudio Miletti, e o representante da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi) Günther Pfeiffer, além de outros profissionais dessas instituições.
(mais…)

Tags: Portal de Ofertas e Demandas (PODe)PROPESQSinovaSNCTUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina