Disciplina da UFSC apresenta perspectiva inovadora sobre uso de animais na ciência

28/06/2019 17:28

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

No segundo semestre de 2019, o departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina (MIP/CCB/UFSC) oferecerá, pela terceira vez, uma disciplina inédita na maioria das instituições de ensino brasileiras: “Aspectos Éticos em Pesquisa e Ensino com Animais”. O professor responsável, Carlos Roberto Zanetti, decidiu ofertá-la como matéria optativa do curso de Ciências Biológicas por considerar fundamental proporcionar aos estudantes da graduação uma reflexão crítica sobre questões éticas envolvendo o uso de animais no meio acadêmico. “Esse tema diz respeito a todos nós, mas sobretudo aos estudantes cujas profissões lidam diretamente com animais não-humanos. É um debate que vem crescendo nos últimos tempos em nível mundial, mas ainda é raramente abordado em nossas universidades”, afirma o docente.

A disciplina teve boa receptividade desde quando foi oferecida pela primeira vez, no segundo semestre de 2017. Os 30 estudantes matriculados tiveram 36 horas de aula com a participação de convidados de diferentes áreas do conhecimento, como Filosofia e Direito. A primeira versão da ementa apresentava uma perspectiva abolicionista – com argumentos pela extinção do uso de animais para qualquer finalidade – e alguns alunos chegaram a solicitar que o professor incluísse no programa uma perspectiva pró-vivisseccionista – isto é, favorável à dissecação de animais vivos. Zanetti se contrapôs: “Isso eu não vou fazer. Vocês já têm isso durante toda a graduação. Aqui vocês terão contato com uma visão contrária a essa visão hegemônica. Meu objetivo é apresentar-lhes outras possibilidades. Essa disciplina é uma oportunidade incrível de conhecerem um outro ponto de vista.”
(mais…)

Tags: animaisCarlos ZanettidisciplinaensinoéticapesquisaUFSCvivissecção

UFSC manifesta-se em defesa da universidade pública, gratuita, autônoma e plural

31/10/2018 18:06

Em defesa da Universidade Pública, Gratuita, Autônoma e Plural

A Administração da Universidade Federal de Santa Catarina, passado o processo das eleições em todos os níveis, reitera seu compromisso histórico e institucional em defesa das Instituições Públicas de Ensino – laicas, republicanas e autônomas – além do posicionamento intransigente no sentido do pleno respeito à Democracia. Superadas as questões político partidárias, a Universidade posiciona-se em favor da manutenção de um ambiente saudável, seguro, em que prevaleçam o respeito às diferenças e o convívio harmonioso e tolerante entre as pessoas. Ainda reiteramos o caráter intocável da Liberdade de Cátedra e da ampla autonomia no exercício da docência, em todas as esferas de Educação, a fim de que a formação cidadã se dê nas bases Legais, morais e éticas, sem admitir qualquer tipo de cerceamento ou ameaça à atuação de professoras e professores. Por fim, acreditamos firmemente no papel de cada cidadão e cidadã, das instituições, dos governos, e na força do ensino, da pesquisa e da extensão, como ferramentas essenciais na construção de uma nação livre, democrática e diversa.

Florianópolis, 31 de outubro de 2018

A Administração da UFSC

Tags: Administração CentraldemocraciaensinoextensãoLiberdade de CátedrapesquisaUFSCuniversidade pública

16ª Sepex apresenta projetos de ensino, pesquisa e extensão à comunidade

19/10/2017 10:41

16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) da UFSC. Créditos: Pipo Quint / Agecom / UFSC.

Às 9 horas em ponto os dois acessos para a 16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foram abertos. Por eles entraram membros da comunidade, na sua maioria crianças e adolescentes, que, com os olhos brilhantes, se surpreendiam com a gama de projetos apresentados logo nos primeiros estandes.

Nestes três dias de Sepex a UFSC apresenta cerca de 130 projetos de ensino, pesquisa e extensão e promove mais de 150 minicursos gratuitos à sociedade. Trata-se da maior mostra científica catarinense e visa mostrar uma parcela do que acontece na universidade.

Durante a abertura do evento, na manhã desta quinta-feira, 19 de outubro, a reitora em exercício Alacoque Lorenzini Erdmann demonstrou a satisfação em realizar mais uma edição da Sepex. “É uma honra abrir a 16ª Sepex, um evento que promove a oportunidade da comunidade verificar in loco as produções que são realizadas na nossa instituição e mostrar à sociedade o que caracteriza o ensino, a pesquisa e a extensão da universidade para o desenvolvimento humano, sociocultural, econômico e estratégico”.
(mais…)

Tags: 16ªSepexensinoextensãopesquisaUFSC

PET Pedagogia promove formação sobre Introdução aos Estudos de Gênero

21/08/2017 10:26

O Programa de Educação Tutorial (PET) de Pedagogia da UFSC irá realizar uma formação sobre Introdução aos Estudos de Gênero nesta quarta-feira, 23 de agosto, às 9h, com Samira Vigano. O encontro será na sala 603 do bloco A do CED e é aberto a toda comunidade. 

Mais informações na página do PET Pedagogia no Facebook.

Tags: ensinoEstudos de GêneroPet PedagogiaUFSC

Ciclo de Debates sobre Educação Infantil promove última palestra do semestre em julho

27/06/2017 09:02

O XXVII Ciclo de Debates sobre Educação Infantil, promovido pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas da Educação na Pequena Infância (Nupein), promove a palestra “Arquitetura, espaços, tempo e materiais: a Edução Infantil na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (1976-2012)”, a última do primeiro semestre, no dia 5 de julho. O debate será realizado no Centro de Ciências da Educação (CED), das 17h30 às 20 horas.

Mais informações na página do Nupein, pelo Facebook ou pelo telefone (48) 3721-2934.

 

Tags: arquiteturaCEDensinoNUPEINrede municipalXXVII Ciclo de Debates sobre Educação Infantil

Departamento de Matemática inicia mudanças na oferta de disciplinas para os cursos de graduação

10/05/2017 16:56

Professor Giuliano Boava, coordenador de ensino do departamento de Matemática. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC.

O departamento de Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina (MTM/UFSC) recebe, a cada semestre, uma demanda de disciplinas muito maior do que seu corpo docente comporta. Além de duas graduações, dois mestrados e um doutorado, o departamento oferece disciplinas para outros 32 cursos da UFSC. “Quase todo semestre, várias disciplinas ficam sem professor. Não conseguimos atender a toda essa demanda. Isso vem gerando um desgaste no departamento, um mal-estar que nos incomoda bastante”, explica o coordenador de ensino, Giuliano Boava.

Outra dificuldade enfrentada pelo departamento são as frequentes reprovações, o que aumenta ainda mais a procura por turmas adicionais. “Muitas vezes, o aluno reprovado não consegue vaga para cursar a mesma disciplina no semestre seguinte, pois não damos conta de suprir essa demanda extra”, afirma Giuliano. Com o objetivo de solucionar esses problemas, foi criado o “Projeto de Unificação da Matemática”, que já começou a implementar mudanças no ensino e na oferta de disciplinas em diversos cursos da UFSC.
(mais…)

Tags: cálculoensinograduaçãomatemáticamudançasPré-CálculoProjetoUFSCUnificação da Matemática

Empossados os novos diretores e vices dos Centros de Ensino da UFSC

15/12/2016 10:44

posse3Realizada na última sexta-feira, 16, no auditório da Reitoria, em sessão especial do Conselho Universitário, a posse dos novos diretores e vice-diretores dos Centros de Ensino – Gestão 2016-2020, eleitos recentemente.

Para o reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, esse compromisso que se renova a cada quatro anos com o processo eleitoral é reflexo de uma gestão descentralizada com os Centros de Ensino. “A universidade consegue dar um grande salto do ponto de vista político, administrativo e pedagógico no momento em que todas as decisões e  responsabilidades são compartilhadas.” Segundo Cancellier, o fato de essa legitimidade vir dos processos eleitorais aumenta a responsabilidade dos novos dirigentes, que assumem um compromisso com alunos, técnicos-administrativos e professores.

Milton Luiz Horn Vieira, presidente do Conselho de Curadores, torce para que os novos diretores continuem a fazer da Universidade um espaço mais justo, mais saudável em que realmente se possa continuar formando pensadores com qualidade para o país. “Se quisermos um país diferente, temos que investir nesse ponto. Isso é fundamental para que nossa nação não fique parada no tempo e no espaço.”

Já a vice-reitora Alacoque Erdmann entende que é vital projetar a instituição para as próximas décadas, dando atenção a todas as áreas de conhecimento com contribuições sociais relevantes.  Entendemos como vital projetar a nossa instituição para as próximas décadas.

“Cada unidade ou centro possui características muito peculiares, estruturas distintas. E essa diversidade exige maior compreensão, reconhecimento e respeito”, observou. “Precisamos vencer as barreiras e os gargalos burocráticos em prol da excelência acadêmica.”

Em nome dos ex-diretores e dos atuais falaram Isabela de Carlos Back, ex-diretora do Centro de Ciências da Saúde, e Eugênio Simão, diretor do Centro de Araranguá.

Confira os empossados:

Centro de Ensino Diretor (a) Vice-diretor (a)
Centro de Ciências Agrárias Walter Quadros Seiffert Cesar Damian
Centro de Ciências Biológicas Alexandre Verzani Nogueira Cristine Maria Bressan
Centro de Comunicação e Expressão Arnoldo Debatin Neto Silvana de Gaspari
Centro de Desportos Antônio Renato Pereira Moro Michel Angillo Saad
Centro de Ciências da Educação Nestor Manoel Habkost (pró tempore) Juares da Silva Thiesen (pró tempore)
Centro de Filosofia e Ciências Humanas Miriam Furtado Hartung Rogério Luiz de Souza
Centro de Ciências Físicas e Matemáticas Licio Hernanes Bezerra Nilton da Silva Branco
Centro de Ciências Jurídicas Ubaldo Cesar Balthazar José Issac Pilati
Centro de Ciências da Saúde Celso Spada Fabrício de Souza Neves
Centro Socioeconômico Irineu Manoel de Souza Maria Denize Henrique Casagrande
Centro Tecnológico Edson Roberto De Pieri Sergio Peters
Centro de Araranguá Eugênio Simão Anderson Luiz Fernandes Peres
Centro de Blumenau João Luiz Martins Ana Julia Dal Forno
Centro de Curitibanos Juliano Gil Nunes Wendt Kelen Cristina Basso
Centro de Joinville Cátia Regina Silva de Carvalho Pinto Lucas Weihmann
Tags: centros de ensinoconselho universitárioCUnensinoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Campanha ‘Pela escola sem mordaça’ debate intervenções no ensino

04/10/2016 15:10

campanhaA Coordenação Estadual em Defesa da Educação Pública e Gratuita – Santa Catarina, juntamente com diversas entidades, movimentos e coletivos, lançará nesta quarta-feira, 5 de outubro, a campanha “Pela escola sem mordaça”. O evento contará com a realização de uma aula pública em dois horários: às 9h30, na Escola Municipal Donícia Maria da Costa, e a outra às 14h, no Centro de Ciências da Educação (CED) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ambas serão abertas à comunidade.

A campanha marcará, inicialmente a construção de coordenações locais. A palestra no período da manhã contará com a presença da mestre em Educação Física e professora da UFSC, Astrid Baecker Avila, enquanto a do período da tarde terá a presença do Doutor em Geografia e professor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Paulo Henrique de Amorim. Ambas as seções contarão com a presença do professor da Rede Estadual de Santa Catarina, Carlos André. Os tema discutidos envolverão o avanço de movimentos conservadores no país, o Movimento Escola Sem Partido e a luta por uma escola democrática, plural e crítica.

Gabriel Daros Lourenço/Estagiário de Jornalismo/Agecom/UFSC

Tags: ensinoescola sem mordaçaUFSC

15ª Sepex: inscrições para apresentações artístico-culturais seguem até esta sexta

31/08/2016 17:30

site_infosA Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UFSC divulga as orientações e prazos para a 15ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex), que será realizada de 20 a 22 de outubro, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Confira as regras de inscrições para estandes, apresentações artístico-culturais e minicursos:

Inscrições para estandes: informações aos expositores

Estandes podem ser inscritos apenas por servidores docentes e técnico-administrativos da UFSC. Cada proponente poderá inscrever um único estande.

O responsável deverá acessar http://sg.sepex.ufsc.br e cadastrar as informações solicitadas, lembrando que:

  • A inscrição não garante a participação na Sepex. Os estandes serão avaliados por uma comissão levando em conta critérios como: descrição do estande, número de trabalhos inscritos, recursos visuais utilizados, número de colaboradores, interatividade e ligação com o tema da Sepex.
  • A descrição (resumo) deverá apresentar o objetivo do estande, atividades que serão desenvolvidas durante a Sepex, forma de participação dos colaboradores, abordagem dos participantes, etc.
  • Descrição do estande: 1 módulo 3m x 2m, uma mesa e duas cadeiras, iluminação, uma tomada.
  • Módulos adicionais: esta edição da Sepex não permite solicitação de módulos adicionais.

(mais…)

Tags: ensinoextensãominicursospesquisasepexUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Fazenda Experimental da Ressacada comercializa produção excedente de atividades acadêmicas

04/04/2016 11:25

A Fazenda Experimental da Ressacada, localizada no Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), torna pública a oferta para comercialização de excedentes produzidos nas suas unidades de ensino, pesquisa e extensão. A Portaria Normativa nº 68/2016/GR, de 23 de fevereiro de 2016, regulamenta essa atividade no âmbito da Universidade. O documenta caracteriza como produção excedente os bens perecíveis e não perecíveis que não foram aproveitados pelas unidades universitárias e pelos órgãos suplementares.

A orientação é de que a comercialização seja precedida de oferta pública no site oficial de notícias da UFSC, sob responsabilidade da unidade produtora, que pode ser um laboratório, setor ou projeto. Os valores arrecadados serão recolhidos à conta única do Tesouro Nacional. Semestralmente, a Pró-Reitoria de Administração (Proad) receberá a Ficha de Controle de Produção Excedente das unidades produtoras, juntamente com a previsão de arrecadação, para produção de relatório anual que deverá ser enviado à Auditoria Interna (Audin) da UFSC e publicado no site oficial.
(mais…)

Tags: audinCCAcomercializaçãoensinoexcedenteextensãoFazenda ExperimentalpesquisaPROADproduçãoRessacadaUFSC

Sepex da UFSC prioriza acessibilidade

20/08/2015 15:59

Os organizadores da 14ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estabeleceram metas para aumentar a acessibilidade no evento. A Coordenadoria de Acessibilidade Educacional (CAE) e o Ambiente de Acessibilidade Informacional (AAI) da Biblioteca Central são responsáveis por executar a novidade. A 14ª Sepex será realizada no campus da Trindade, dos dias 21 a 24 de outubro.

A fonoaudióloga Vivian Ferreira Dias, que faz parte da equipe técnica da CAE, no momento está cumprindo o cargo de chefia interina da Coordenadoria. Ela conta que na primeira reunião da Sepex foram trazidas as demandas do público das edições anteriores. “Pensamos em extrapolar a questão da acessibilidade puramente espacial, mas que o evento fosse acessível também na comunicação”, explica Vivian.

Para a Sepex 2015 está sendo pensada a presença de intérpretes nos estandes e apresentações para deficientes auditivos ao longo da feira, além de voluntários que ajudem no deslocamento de pessoas com dificuldade de mobilidade. “Participantes pessoas com dificuldade de visão não conseguem fazer um mapa mental do espaço, é bom ter essas pessoas que façam uma descrição de tudo para eles”, comenta Vivian.

Vivan conta que a CAE se instituiu como coordenadoria no final de 2013 e que, por isso, as edições anteriores da Sepex não tinham intérpretes, mas que, a partir desta edição, a ideia é colocar esses planos em prática. “Nós temos estagiários em acessibilidade que têm experiência em assessorar os estudantes da UFSC com deficiência, portanto poderão ajudá-los como intérpretes e auxiliares durante o evento”, acrescenta.

Serviço Sepex

Horários de visitação:

Dia 21/10: 13h30 às 19h

Dias 22 e 23/10: 9h às 19h

Dia 24/10: 9h às 12h

Mais informações na página da Sepex.

Gisele Flôres/Estagiária de Jornalismo Agecom/DGC/UFSC

Tags: 14ª SepexacessibilidadeCAEensinoextensãopesquisaUFSC

Filmes legendados contribuem para melhora em desempenho de leitura

13/07/2015 08:53

De acordo com pesquisa do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), disponibilizada no QEdu – portal que reúne dados sobre a qualidade de aprendizado dos estudantes da rede pública –, apenas 40% dos alunos de 5º ano e 23% dos de 9º ano apresentam nível proficiente ou avançado no estudo de Língua Portuguesa, considerando-se suas pontuações na Prova Brasil de 2013. Santa Catarina – estado com o maior indicador de aprendizado adequado – apresenta índice acima da média nacional: 56% dos alunos de 5º ano e 27% dos de 9º ano possuem nível proficiente ou avançado na disciplina. A dificuldade das crianças e adolescentes com a leitura motivou a tese de Silvane Daminelli, defendida em 2014, do Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), orientada pela professora Ana Cláudia de Souza, do Departamento de Metodologia de Ensino. A pesquisadora apresentou quatro curtas-metragens legendados para melhorar a leitura dos alunos da Escola de Educação Básica Pedro Simon, de Ermo, sul de Santa Catarina.

A pesquisa foi realizada em 2012, em duas turmas de 5ª série, atual 6º ano. Dos 56 alunos, 21 foram considerados como de baixo desempenho e maior dificuldade de aprendizagem, de acordo com o corpo docente da instituição. Os estudantes, entre 11 e 16 anos, apresentavam problemas referentes à escrita, leitura, produção de textos e cálculo. Focando a dificuldade dessas crianças em ler, Silvane Daminelli propôs uma nova forma de leitura, usando filmes estrangeiros legendados como maneira de ensinar Língua Portuguesa. O resultado foi positivo: dos 21 alunos iniciais com baixo desempenho apenas sete continuaram apresentando dificuldades, e 60% deles compreenderam os textos fílmicos por meio da leitura das legendas. Com isso, a pesquisadora demonstrou que mesmo os alunos que apresentam histórico de desempenho abaixo do esperado podem evoluir com atividades diferenciadas.

Ana Cláudia de Souza explica que a opção pelos curtas-metragens foi tomada, pois ela e Silvane Daminelli tinham “um universo de não leitores e precisavam operar de modo que [a atividade] tocasse afetivamente e despertasse o interesse dos alunos”. “A legenda tem um tempo de leitura predeterminado, o que exige muito da capacidade do leitor”, completa a orientadora. Os curtas-metragens tornaram possível trabalhar com um texto completo. Se tivesse sido exibido um longa-metragem, a atividade teria de ser feita em partes, o que  poderia causar fadiga aos alunos.

O curta-metragem O monge e o macaco foi o segundo a ser apresentado. Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Os quatro filmes foram escolhidos com base na faixa etária da turma, gostos, dados obtidos pela aplicação de um questionário socioeconômico, tempo de duração e capacidade leitora dos alunos. O primeiro curta, Os fantásticos livros voadores do senhor Morris Lessmore (The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore / William Joyce e Brandon Oldenburg / EUA, 2011), não possui falas nem legendas, mas serviu de preparação para os outros. O segundo foi O monge e o macaco (The Monk and the Monkey / Brendan Carroll, Francesco Giroldini e Shant Ergeninan / EUA, 2010), seguido de Batman, sem saída (Batman Dead End / Sandy Collora / EUA, 2003), o mais atrativo aos estudantes, mas também o que exigia maior atenção às legendas. O último, A lenda do espantalho (La Leyenda del  Espantapájaros / Marco Besas / Espanha,  2005), foi o mais complexo. Cada filme foi exibido duas vezes.

Além da exibição dos filmes, a pesquisa contou com mais três etapas: um questionário para testar a compreensão da obra, um processo devolutivo e protocolos verbais. O questionário foi composto de um número variado de questões sobre cada curta, que exigiram respostas discursivas quanto à sua mensagem principal e ao enredo. O processo devolutivo, feito após a segunda exibição, permitiu aos alunos alterarem as respostas caso o quisessem. Por último, os protocolos verbais foram discussões em classe, que possibilitaram aos alunos discutirem verbalmente o filme, sem fazer uso da escrita. Silvane conta que, entre a exibição do segundo e do terceiro curta-metragem, alguns alunos começaram a frequentar a biblioteca pedindo orientações e indicações de leitura, e a se dirigirem diretamente ao auditório onde eram exibidos os filmes, para que conseguissem sentar nos melhores lugares. Para a pesquisadora, isso demonstra o aumento do interesse dos alunos e a familiaridade que desenvolveram com o que antes era uma grande dificuldade, a leitura.

Após os resultados da pesquisa, a professora de História da Escola de Educação Básica Pedro Simon também aderiu à proposta e apresentou filmes durante as aulas para melhorar o desempenho dos alunos. No entanto, Ana Cláudia de Souza aponta que “a proposta não é de que a escola fique em filmes legendados, mas sim de que ela ofereça, cada vez mais, o texto escrito – que, naquele momento, ainda estava muito distante dos alunos”.

 

Para assistir aos curtas-metragens, clique nos links:

Os fantásticos livros voadores do senhor Morris Lessmore: https://www.youtube.com/watch?v=Ad3CMri3hOs

O monge e o macaco: https://www.youtube.com/watch?v=0twYQY7H7nU#t=14

Batman, sem saída: https://www.youtube.com/watch?v=9x1smZmYkbo

A lenda do espantalho: https://www.youtube.com/watch?v=46ZMXOV7OhU

 

Mais informações:

Pós-graduação em Estudos de Tradução: (48) 3721-6647

Silvane Daminelli:

 

Laura Fuchs e Tamy Dassoler/Estagiárias de Jornalismo/DGC/UFSC
/

Claudio Borrelli/Revisor de Textos da Agecom/DGC/UFSC

Jair Quint/Fotógrafo da Agecom/DGC/UFSC

Tags: Departamento de Metodologia de Ensinodificuldade em leituraensinoFilmesleituramelhora em desempenho de leituraPós-graduação em Estudos de Tradução

’44 anos de Ensino, Pesquisa e Cooperação Internacional’ é tema da semana da pós em Química

06/04/2015 16:12

semana_quimA IV Semana da Pós-Graduação em Química da UFSC, com o tema “44 anos de Ensino, Pesquisa e Cooperação Internacional”, será realizada entre os dias 15 e 19 de junho, no Departamento de Química, no Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM). Com a participação de 11 pesquisadores de destaque internacional, serão realizadas sete palestras, quatro minicursos e três sessões coordenadas. Nessas sessões coordenadas, haverá apresentações orais dos pós-graduandos, que abordarão os trabalhos científicos desenvolvidos nos diferentes grupos de pesquisa do Programa. A novidade será a participação de bolsistas do Programa de Iniciação Científica da UFSC, os quais terão uma sessão coordenada para apresentar suas pesquisas de forma oral e de pôster.

A programação científica e as inscrições gratuitas estão disponíveis neste link.

Tags: ensinoIV Semana da Pós-Graduação em QuímicaPesquisa e Cooperação InternacionalUFSC

UFSC é a quarta melhor federal no Ranking Universitário Folha 2013

09/09/2013 15:23

O jornal Folha de S. Paulo divulgou o Ranking Universitário Folha (RUF) 2013. Foram 192 instituições avaliadas em todas as regiões do país. A avaliação foi composta por cinco indicadores que, juntos, somavam 100 pontos. A Universidade Federal de Santa Catarina recebeu as seguintes pontuações:

Pesquisa: 37,4 (de um total de 40) – 8ª colocação geral

Ensino: 28,8 (de um total de 32) – 6ª colocação geral

Inovação: 3,68 (de um total de 4) – 9ª colocação geral

Internacionalização: 5,21(de um total de 6) – 8ª colocação geral

Mercado: (inserção no mercado de trabalho) 16,53 ( de um total de 18) – 16ª colocação geral

Nota final: 91,7 (de um total de 100) – 7ª colocação geral
(mais…)

Tags: ensinoinovaçãointernacionalizaçãomercadopesquisaquarta federalRanking Universitário Folha 2013RUFsétima posição nacionalUFSC

UFSC abre portas para formação e pesquisa da polícia militar de SC

10/03/2011 16:15

Foto: James Tavares / SECOM

O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Alvaro Prata e o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa do Cidadão César Augusto Grubba assinam convênio no final da tarde desta quinta-feira, no Teatro Pedro Ivo, com o objetivo de cooperação técnico-científica para aprimorar o ensino, a pesquisa e a extensão da Diretoria de Instrução e Ensino (DIE) da polícia militar de Santa Catarina.

Durante quatro anos, a UFSC irá ofertar aos integrantes da polícia militar e servidores da DIE-PM cursos de especialização, mestrado e doutorado nas áreas de interesse da PM-SC.

Outras informações pelo telefone (48) 3331-1902.

Tags: convênioDIE-PMensinopesquisa e extensãoUFSC

Inscrições de trabalhos para o IX Encontro Nacional dos Pesquisadores do Ensino de História terminam em dezembro

19/11/2010 08:41

Prosseguem até o dia 13 de dezembro as inscrições de trabalhos para o IX Encontro Nacional dos Pesquisadores do Ensino de História. O evento será realizado na Universidade Federal de Santa Catarina, entre os dias 18 e 20 de abril de 2011. O tema é América Latina em perspectiva: culturas, memórias e saberes. A nona edição é uma realização da Associação Brasileira de Ensino de História (ABEH) e da UFSC.

Serão aceitos trabalhos realizadas por estudantes, educadores, pesquisadores ou profissionais do Ensino de História, dentro dos 11 eixos temáticos propostos pela comissão organizadora. As inscrições e o envio devem ser feitos pela internet.

Pela primeira vez, o evento também apresenta uma proposta de atividade chamada Grupo de Pesquisa. Através da iniciativa, grupos, núcleos e integrantes de laboratórios podem trocar experiências, divulgar e debater estudos, relatórios científicos e vivências. Para estes encontros não há necessidade de inscrição.

Mais informações:  http://www.ixenpeh.ufsc.br/index.php / (48) 3721-8639, com a professora Maria de Fátima Sabino Dias, coordenadora do evento, ou com a professora Raquel Alvarenga Sena Venera, da comissão de comunicação do IX Enpeh

Por Claudia Mebs Nunes / Bolsista de Jornalista na Agecom

Tags: ensinohistóriapesquisa