Aluno da UFSC pesquisa modelo de detector da Covid-19 por meio de radiografias e tomografias

24/03/2020 09:01

Em um cenário de enfrentamento à pandemia da Covid-19, um estudante da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está usando a Inteligência Artificial (IA) para ajudar a comunidade científica – e especialmente a rede pública de saúde – a ter resultados mais rápidos dos exames de detecção do novo coronavírus.

“A ideia básica é descentralizar os testes de laboratório para testes rápidos e simples que podem ser feitos em qualquer computador, com resultados em menos de 30 segundos”, explica Matheus Tosta (foto), pesquisador do Laboratório de Robótica Aplicada Raul Guenther (LAR) do Departamento de Engenharia Mecânica (EMC).

A pesquisa iniciou com a análise de imagens de raio-X, mas está sendo aperfeiçoada com tomografias. Sua proposta é classificar imagens de tomografias e de raio-X da região toráxica de pacientes com suspeita de infecção, para ver as chances de eles serem portadores do Covid-19. “É importante deixar bem claro que não quero substituir diagnósticos médicos, mas sim fornecer uma alternativa rápida e relativamente confiável para que eles confirmem ou não os casos suspeitos”, pondera o graduando em Engenharia Eletrônica. “Os resultados tem 70% de acurácia em termos de classificação correta”.
(mais…)

Tags: Departamento de Engenharia Mecânica (EMC)IAinteligência artificial

Palestra ‘Inteligência artificial para um projeto de logística’ será transmitida a distância dia 4 de novembro

31/10/2019 13:15

O Grupo de Estudos em Aprendizagem de Máquina (GEAM) da UFSC realiza a palestra “Inteligência artificial para um projeto de logística”, com Martin Weilandt (mi Solutions & Consulting GmbH – Alemanha). O evento será proferido a distância, podendo os participantes assistirem no auditório Airton Silva, Departamento de Matemática, Sala 007 (Térreo), ou pelo link da conferência, na segunda-feira, 4 de novembro de 2019, a partir das 9h20.

O mercado de cargas nas estradas europeias atualmente é dominado por negociações manuais de preços e uma análise combinatória de cargas compatíveis que podem levar horas. Uma startup alemã pretende automatizar esses processos para reduzir custos e o número de caminhões  necessários. Na ocasião serão explicadas quais os problemas nesse trabalho de consultoria e como abordá-los por meio de análise de dados, aprendizagem de máquina e otimização.

A palestra não exige conhecimentos avançados de matemática.

Participantes que estiverem presentes no auditório terão prioridade para perguntas.

Link da conferência

Tags: CFMGeaminteligência artificialMartin WeilandtmatemáticaUFSC

Equipe da UFSC Araranguá desenvolve projeto de futebol de robôs

10/05/2012 15:30

Equipe Araranguá Intruders participa da Expen 2012 em Chapecó (SC)

Com apenas dez meses de existência, a equipe Araranguá Intruders já coleciona uma série de conquistas com seu projeto de futebol de robôs. No ano passado ficou em 6º lugar em uma competição nacional. Recentemente foi uma das principais atrações de Expen 2012, feira de negócios em Chapecó (SC). O grupo foi também o ponto de partida para a criação do Laboratório de Automação e Robótica Móvel (LARM) no Campus da UFSC em Araranguá, que reune estudantes e professores interessados em robótica, automação residencial e eficiência energética.

Os robôs têm 18 centímetros de diâmetro por aproximadamente 15 centímetros de altura. Eles fazem parte da categoria F180 Small-Size, definida pela Robocup, uma entidade internacional responsável por estabelecer as regras e organizar os campeonatos de robótica. Uma equipe de futebol de robôs é constituída por cinco robôs, que recebem sinais de um computador. Este é o responsável por processar as imagens do jogo e traçar as estratégias, que determinam os movimentos dos robôs em campo.

Com menos de um ano de existência, equipe ficou em 6º lugar na Competição Brasileira de Robótica de São João Del Rei (MG).

Desenvolver um robô envolve a coordenação de diversas disciplinas. Os alunos têm contato com conteúdos tanto de áreas técnicas como projeto mecânico e programação quanto disciplinas em administração de pessoal e marketing. “Para os alunos a principal lição é o trabalho em equipe e principalmente acreditar que todos são capazes, basta estabelecer metas para alcançar os objetivos”, explica o professor Anderson Luiz Fernandes Perez, que coordena o grupo no campus da UFSC em Araranguá. Ele conta que a equipe já revelou vários talentos em diferentes áreas como programação de computadores, projeto e desenvolvimento de hardware, programação de sistemas embarcados, gerência de projetos e marketing.

Os resultados têm sido promissores. No ano passado a equipe participou da IX Competição Brasileira de Robótica em São João Del Rei (MG) e ficou em 6º lugar de 15 times inscritos. Este ano a meta do grupo é melhorar o software e o hardware dos robôs para participar da X Competição Brasileira de Robótica que será realizada em outubro em Fortaleza (CE). Nos próximos três anos, a Araranguá Intruders pretende montar uma equipe competitiva para participar do mundial de Futebol de Robôs.

O projeto de futebol de robôs deu origem ao Laboratório de Automação e Robótica Móvel (LARM), que integra grupos que atuam nas linhas de pesquisa em Automação Residencial (Domótica), Eficiência Energética, Inteligência Computacional, Robótica Móvel e Sistemas Embarcados e Microcontrolados. Um dos grupos está trabalhando na construção de um Veículo Elétrico Inteligente para disputar em julho deste ano a Maratona Universitária da Eficiência Energética em São Paulo.

O grupo também desenvolve ações para divulgar o tema. Uma delas foi o curso de mecatrônica, oferecido aos alunos do Campus Araranguá na primeira semana acadêmica. Outra iniciativa é o blog Robótica Popular http://roboticapopular.blogspot.com.br/), que divulga os trabalhos realizados nas áreas de robótica e automação.

Confira a participação da equipe na IX Competição Brasileira de Robótica em São João Del Rei (MG):

Sobre a Araranguá Intruders

O grupo Araranguá Intruders surgiu em junho de 2011 e é formado por alunos dos cursos de Tecnologias da Informação, Engenharia de Computação e Engenharia de Energia. Fazem parte também os professores Anderson Luiz Fernandes Perez, que atua na área técnica, e o professor Paulo Esteves, que cuida da área administrativa.

Mais informações:

:: Araranguá Intruders: http://www.araranguaintruders.ufsc.br

:: Blog Robótica Popular http://roboticapopular.blogspot.com.br/

:: Site do Laboratório: http://larm.ufsc.br/

:: Professor Anderson Luiz Fernandes Perez (anderson.perez@ararangua.ufsc.br)

Por Laura Tuyama, jornalista na Agecom/UFSC.

Tags: campus araranguáfutebol de robôsinteligência artificialrobóticaUFSC