Palestra debate história e desafios da Pedagogia Social no Brasil

19/08/2019 09:45

O curso de Pedagogia da UFSC promove a palestra “Pedagogia Social no Brasil: polêmicas e desafios na formação de educadores”, com o professor Érico R. Machado (UEPG/PR), nesta quarta-feira, 21 de agosto, às 18h30, na sala 523, bloco A do CED. O evento abordará a Pedagogia Social no Brasil, sua história, seus desafios e seu compromisso com a formação de educadores. 

As inscrições são gratuitas, realizadas no local e a participação dá direito a certificado de três horas.

Mais informações pelo e-mail

Tags: pedagogiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Revista Motrivivência publica quarta edição do ano com número especial

21/12/2017 11:18

Próximo a comemorar seus 30 anos de publicações, a revista Motrivivência, de periodicidade quadrimestral, publica uma quarta edição, como número especial, neste mês de dezembro. Integram a edição dez artigos originais e cinco de revisão, além do editorial e de uma homenagem. A editoração surgiu em consequência do grande número de textos aprovados nos últimos 12 meses.
(mais…)

Tags: Axel HonnethEducação FísicapedagogiaRevista MotrivivênciaUFSC

Lançamento da EdUFSC narra trajetória de educador italiano e sua luta por justiça social

29/05/2017 12:36

Barbiana é um pequeno vilarejo localizado nos arredores de Florença, região montanhosa do norte da Itália, onde residiu, nos anos 1950 e 1960, o padre e educador Lorenzo Milani. Nesse período, o religioso fundou uma escola muito diferente das instituições tradicionais, que acabou se tornando modelo e inspiração para estudiosos da pedagogia crítica e da justiça social em diversos países. O método e a experiência de ensino desenvolvidos na que ficou conhecida como “Escola de Barbiana” são o tema central do novo livro lançado pela Editora da UFSC (Edufsc): “Lorenzo Milani: a escola de Barbiana e a luta por justiça social”.

A obra, escrita originalmente em língua inglesa e publicada em 2014, tem três autores: Federico Batini, Peter Mayo e Alessio Suria. A opção pela coautoria está inclusive em sintonia com as propostas educativas de Dom Milani, que incentivava a produção de saber coletivo. Um dos frutos da Escola de Barbiana foi o livro “Carta a uma professora”, escrito por oito adolescentes pobres, filhos de operários e camponeses, que não se adequaram ao sistema de ensino tradicional mas tiveram sucesso no processo coletivo de aprendizagem desenvolvido por Dom Lorenzo. Em “Carta…”, os jovens criticam o fato de os livros didáticos convencionais omitirem questões como “a fome, os monopólios, os sistemas políticos, o racismo”.

A tradução para o português é de André Cechinel e Rafael Rodrigo Mueller, ambos egressos de programas de pós-graduação da UFSC e, atualmente, professores da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). O livro está dividido em quatro capítulos: “Introdução: a relevância de Lorenzo Milani para os nossos tempos”; “Dom Milani e o seu tempo”; “Lorenzo Milani e a abordagem pedagógica da Escola de Barbiana”; “Escrita como alfabetização coletiva”. Há ainda dois prefácios – um à edição brasileira e outro à edição inglesa –, o posfácio e a apresentação, assinada por Nita Freire, viúva e estudiosa de Paulo Freire.

Nas palavras de Nita, Dom Lorenzo foi “um homem que foi viver, por deliberação de seus superiores, numa zona rural italiana sem conforto e sem educação. Em Barbiana, construiu uma escola amorosa, inovadora e ousada – a Escola de Barbiana. No ‘meio do nada’, nas montanhas da Toscana italiana, após a Segunda Guerra Mundial, identificado com a vida simples do povo, criou uma escola-modelo de educação humanista, a partir das experiências da vida cotidiana da pequena comunidade, que contava com apenas 49 almas. Nela cada estudante assumia o risco da responsabilidade pela própria aprendizagem e a de seus pares, sem serem inibidos pela questão do controle e avaliação do conhecimento.”

Apesar de sequer terem se conhecido, as aproximações entre a proposta de educação de Dom Lorenzo e a pedagogia crítica de Paulo Freire são amplamente reconhecidas por pesquisadores da área. No prefácio à edição brasileira, os autores afirmam: “Os dois são reconhecidos como figuras-chave e emblemáticas para um processo educativo conduzido como parte de uma luta maior por justiça social. Ambas são figuras icônicas no campo da educação — as ideias de Milani sendo hoje promovidas  dentro daquela mesma área que Paulo Freire tanto inspirou, a pedagogia crítico-libertadora.”

O círculo como metáfora para o processo de aprendizagem está presente nas duas propostas: “Para Milani, um grupo de alunos é, também, um grupo de professores, e ensinar constitui uma atividade circular; nos círculos de leitura de Freire, ‘ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo’. Os dois enfatizam a dimensão política da educação e sustentam uma ‘opção pelos oprimidos e explorados deste mundo’.”, explicam os autores.

Ao narrar a trajetória e o legado de um educador engajado e comprometido com a justiça social, o livro faz uma reflexão pertinente – e sempre atual – sobre o papel da educação na formação de cidadãos e construção de um mundo melhor. Trata-se de uma contribuição à ideia de que “o conhecimento não é algo a ser conquistado  como uma mera posse, mas sim algo a ser partilhado com os outros como parte de uma tentativa de gerar um ambiente mais democrático e socialmente justo”.

Mais informações na página da Editora da UFSC.

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: Editora da UFSCeducaçãoEdUFSCEscola de BarbianaJustiça SocialPaulo FreirepedagogiaPedagogia CríticaUFSC

UFSC na mídia: aluna com paralisia cerebral se forma em Pedagogia na UFSC

26/04/2017 15:40

Kamila Silva Pereira, de 29 anos, superou as dificuldades de locomoção e fala decorrentes de uma paralisia cerebral e formou-se em Pedagogia na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. Para chegar até a universidade, foram anos de dedicação e amor da mãe, como mostrou nesta terça-feira (25) o Jornal do Almoço.

Maria Jordelina da Silva sempre apoiou o desenvolvimento da filha. “Ela sempre desejou estudar e ser professora”, lembra. Maria acompanhou Kamilla em todas as etapas da vida, da reabilitação a escola. Elas chegaram a pegar seis ônibus por dia juntas.

“A minha mãe, com todo o amor, lutou por mim. E hoje eu tô aqui me formando”, conta Kamila. Na cerimônia de formatura, ela foi a primeira a entrar. “Eu quero dizer só uma coisa: é só acreditar e buscar o seu objetivo. Eu fui atrás e consegui”, disse emocionada, com o canudo na mão.

Fonte: G1

Tags: formaturaparalisia cerebralpedagogiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Palestra apresenta universidade alemã para comunidade acadêmica da UFSC

24/03/2017 16:37

O Curso de Letras – Alemão promove uma palestra de apresentação da Pädagogische Hochschule Weingarten, universidade alemã que mantém convênio de intercâmbio de estudantes com a UFSC. O encontro será na terça-feira, 28 de março, às 14h30,  no Auditório Teixeirão, do Centro Tecnológico (CTC).

A comitiva que irá proferir a palestra é formada pelo reitor Werner Knapp e pelos professores Marcia Schllinger e Christoph Lindenfelse. A instituição pedagógica será apresentada a professores, alunos e comunidade acadêmica em geral.

Mais informações pelo e-mail 

 

Tags: AlemanhaAlemãoCTCcurso de letras alemãoPädagogische Hochschule WeingartenpedagogiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinaweingarten

PEC 55: aulas públicas, palestras e rodas de conversa debatem a proposta na UFSC

07/11/2016 01:00
Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

Aula pública do curso de Pedagogia. Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que congela os investimentos públicos em saúde e educação pelos próximos 20 anos, vem sendo amplamente debatida por todo o campus. Aulas públicas, palestras e rodas de conversa têm sido organizadas desde meados de outubro para discutir a proposta. A PEC 55 – então PEC 241 – foi aprovada na Câmara dos Deputados em 25 de outubro e ficou conhecida como “PEC do teto”, “PEC dos gastos”, entre outras denominações. A proposta está prevista para ser votada no Senado Federal nos dias 29 de novembro (primeiro turno) e 13 de dezembro (segundo turno). O Conselho Universitário (CUn) aprovou, no dia 25 de outubro, manifestação contrária à PEC. Na segunda-feira, 31 de outubro, o curso de Pedagogia promoveu uma aula pública, no hall da reitoria, com a participação dos professores Nildo Ouriques, do departamento de Ciências Econômicas; Adir Valdemar Garcia, do departamento de Estudos Especializados em Educação; e Roselane Campos, do departamento de Metodologia de Ensino.

Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

Aula pública do curso de Pedagogia. Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

No evento, Nildo afirmou que a crise econômica existe, mas a PEC 55 não é a solução. “Ao contrário do discurso dominante, nem todos estão perdendo. A crise é desigual. Os bancos estão registrando o maior lucro na história do Brasil desde 2009. A crise é profunda, mas os bancos, os latifundiários e os exportadores de commodities estão ganhando horrores. E por maior que seja o corte do governo em saúde, educação, infraestrutura, segurança, urbanismo, saneamento etc. – que é o que a PEC vai fazer –, não vai ser possível economizar uma quantidade de recursos para pagar a dívida”, argumenta o professor. Segundo ele, o governo pagará uma parte da dívida e o restante será renegociado com os bancos. “Serão emitidos novos títulos com uma taxa muito mais lucrativa e prazos muito mais rentáveis. Então a dívida, para os banqueiros e para todos aqueles que detêm, não é negócio que se pague. É negócio que se renegocie permanentemente. Dessa forma, o governo consegue dizer: ‘a austeridade deve ser permanente, por isso 20 anos’.” O professor acredita que a PEC irá aprofundar ainda mais as desigualdades no país. Para Nildo, o momento demanda uma nova práxis política: “Educação é parte de um projeto de Estado. Não é a educação que muda tudo; é o tudo que muda a educação. O tempo nos pede uma consciência crítica, a sociedade  pede uma mudança. Deve haver um mega processo de transformação social, em que as massas participem da política. Partir para uma consciência crítica não é fácil, não é trivial, mas é decisivo.”

Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

Aula pública do curso de Pedagogia. Foto: Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

Adir destacou a contradição na proposta, ao congelar os investimentos públicos por 20 anos, mas não congelar os gastos no pagamento da dívida. “O que estamos escutando é que o aperto é uma necessidade para salvar o país. Muitas pessoas estão convencidas de que essa PEC é necessária, mas elas não se dão conta de suas consequências. Precisamos dizer que existe outra história, para além do discurso único que se ouve nos meios de comunicação”, afirmou. O “desmonte violento da escola pública” foi a principal preocupação apresentada pela professora Roselane: “As crianças que estão hoje no ensino fundamental vão cursar um ensino médio precário. Essa medida vai prejudicar enormemente nosso trabalho como docente. Por isso não podemos, de jeito nenhum, não nos engajarmos.”

Debates em diversos cursos

Ao longo da semana, outros cursos promoveram espaços para debater a proposta. Na terça-feira, 1º de novembro, o Centro Acadêmico Livre de Jornalismo (CALJ) organizou o encontro PEC 55: e os estudantes do Jornalismo/UFSC com isso?. Estiveram presentes alunos e professores do curso, representantes do Sindicato dos Jornalistas e da União Florianopolitana de Estudantes Secundaristas (Ufes).

Na quinta-feira, 3 de novembro, uma palestra com o professor Nildo Ouriques integrou a programação da Ocupação em Vigília dos estudantes de Psicologia. No mesmo dia, o curso de Serviço Social promoveu a aula pública PEC 55: o que é? Quais os reflexos na formação e exercício do Serviço Social?. O Centro Acadêmico de Educação Física (Caef) também organizou o debate A Educação Física, a PEC 55 e a Reforma no Ensino Médio. A maior parte dessas atividades estão ocorrendo em espaços abertos, fora dos edifícios e salas de aulas, com o objetivo de chamar a atenção e integrar a comunidade universitária nas discussões.

 

Próximos eventos

Novos espaços de discussão estão agendados para esta semana. Na segunda-feira, 7 de novembro, às 13h30, estudantes do curso de Relações Internacionais promovem um encontro entre docentes, discentes e técnicos para debater a PEC 55. No mesmo horário, o Centro Acadêmico Livre de Fonoaudiologia (CALIFono) e o Centro Acadêmico de Nutrição (CAN) convidam para um debate sobre as relações da PEC com a saúde. À noite, uma aula pública organizada por alunos de Direito irá discutir as perspectivas jurídica e econômica da proposta. A atividade terá a participação de Tamara Siemann Lopes, economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); e Samuel Martins dos Santos, professor de Direito da Faculdade Cesusc.

Na manhã de terça-feira, 8 de novembro, o Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc) promove um debate com especialistas contra e a favor da proposta. Estarão presentes João Rogério Sanson, professor do departamento de Economia da UFSC; Fernando de Holanda Barbosa Filho, professor da Fundação Getúlio Vargas; Luciano Wolffenbüttel Véras, coordenador do núcleo catarinense da Auditoria Cidadã da Dívida; e Afrânio Boppré, economista e vereador em Florianópolis. À tarde, o Diretório Central dos Estudantes organiza o debate PEC 55 e suas consequências, com a participação do estudante de Economia Bruno dos Santos Vieira; e Eduardo Soares de Lara, formado em Sociologia pela UFSC. À noite, estudantes de Direito promovem mais uma aula pública, dessa vez com o título Posso desobedecer? Implicações ao direito de greve e à ocupação.

Na quarta-feira, 9 de novembro, às 12h acontece a Assembleia Estudantil da UFSC, no Ginásio do Centro de Desportos (CDS), uma mobilização dos estudantes do Conselho de Entidades de Base (Centros Acadêmicos da UFSC e o Grêmio do Colégio de Aplicação). À tarde, às 18h30, a Assembleia Universitária da UFSC (com a participação de estudantes, técnicos e docentes), no Hall da Reitoria, promovida pela Comissão de Mobilização Unificada UFSC.

Na sexta-feira, 11 de novembro, a proposta é de Paralisação Geral Nacional, com diversas atividades programadas na Universidade.

O Diretório Central dos Estudantes – Luís Travassos (DCE) promove, concomitantemente, uma consulta pública, por meio do Sistema de Controle Acadêmico da Graduação (CAGR), sobre a PEC 55 e a greve. Todos os estudantes podem se manifestar por meio do link: https://goo.gl/XkfNgy

Confira a agenda de debates e eventos:

Dia Hora Evento Local Organização
07/11 Segunda-feira 13h30 Relações Internacionais e a PEC: debate aberto entre estudantes e docentes Entre o CSE e o CCJ Estudantes de Relações Internacionais
13h30 Debate CCS: PEC 55 e a Saúde Hall do CCS Centro Acadêmico de Nutrição
19h Aula Pública – PEC 55: Perspectivas Jurídica e Econômica Entre o CSE e o CCJ Estudantes de Direito
08/11 Terça-feira 8h30 PEC 55: debate com especialistas contrários e a favor Auditório do EFI Apufsc
14h20 Roda de conversa: como as atuais medidas políticas irão afetar o audiovisual? Varandão do CCE Estudantes de Cinema
17h PEC 55: debate Concha Acústica DCE
18h30 Posso desobedecer? Implicações ao direito de greve e à ocupação Entre o CSE e o CCJ Estudantes de Direito
09/11 Quarta-feira 12h Assembleia Estudantil da UFSC Ginásio do Centro de Desportos (CDS) Conselho de Entidades de Base
12h Assembleia Estudantil da Pós-Graduação da UFSC Hall do Centro de Convivência Associação de Pós-Graduandos da Universidade Federal de Santa Catarina
15h30 Assembleia Docente Hall da Reitoria Andes/UFSC
18h30 Assembleia Universitária da UFSC Hall da Reitoria Comissão de Mobilização Unificada UFSC
11/11 Sexta-feira

Paralisação Geral Nacional

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: Apufscaula públicaCCJCSEDCEdebateDireitoEFIPEC 241PEC 55pedagogiaUFSC

Curso de Pedagogia lança terceira edição da campanha ‘Março Verde’

01/03/2016 11:23

O Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Fórum de Educação de Jovens e Adultos de Santa Catarina lançam a terceira edição do “Março Verde”, campanha que incentiva o acesso à educação por quem ainda não 77f29133-4738-4342-8102-a481b4eb31fbconcluiu sua escolarização. O lema para 2016 é “Pelo direito constitucional à educação para jovens, adultos e idosos como obrigação da oferta das redes públicas de ensino”.

A inscrição se dá por contato com a Secretaria de Educação da cidade ou alguma escola, identificando-se para que seja possível formar turmas com esse viés. Para contemplar as reivindicações, existe financiamento para a educação de jovens e adultos previsto no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

No Brasil, atualmente, 8,3% da população é analfabeta, enquanto em Santa Catarina a taxa é de 4,1%. Por isso, o Ministério da Educação (MEC) lança, em 2016, uma chamada pública para a educação de jovens e adultos, buscando diminuir esse número.

Mais informações sobre a campanha podem ser conferidas na página do Facebook e pelo e-mail

Tags: Março verdepedagogiaPrograma de Educação TutorialUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Seleção de tutor para Programa de Educação Tutorial – Biologia e Pedagogia

15/05/2015 11:03

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e o Comitê Local de Avaliação e Acompanhamento do Programa de Educação Tutorial (PET) promovem até quarta-feira, 20 de maio, o processo de seleção de professor tutor para atuar no programa, entre o corpo docente do curso de Biologia.

E até 18 de maio, o processo de seleção de professor tutor para atuar no programa, entre o corpo docente do curso de Pedagogia.

As inscrições serão realizadas na Coordenadoria de Apoio Administrativo da Prograd (2º andar do prédio da Reitoria), das 8 às 12h e das 14 às 18h.

Mais informações:

Biologia

http://prograd.ufsc.br/2015/05/06/selecao-para-tutor-do-pet-biologia/

Pedagogia

http://prograd.ufsc.br/2015/05/06/selecao-para-tutor-do-pet-pedagogia/

Tags: biologiapedagogiaPETtutor professorUFSC

Aula inaugural do curso de Pedagogia será sobre ‘Leituras para a Educ(Ação) num mundo em mudanças’

31/03/2015 08:07

Convite Aula Inaugural Pedagogia - Semestre 2015.1 (1)O Curso de Pedagogia da UFSC convida a comunidade acadêmica para a aula inaugural do do primeiro semestre de 2015 intitulada “Leituras para a Educ(Ação) num mundo em mudanças: os conhecimentos biológicos, geográficos e linguísticos”, no dia 31 de março (terça-feira), às 13h30, no auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos. Inscrições no local. Certificação online.

Mais informações no site.
(mais…)

Tags: aula inauguralpedagogiaUFSC

Campanha Março Verde: jovens, adultos e idosos têm direito à Educação

25/02/2015 14:13

UFSC_PET_Pedagogia_Marco_verde_2015_01_folhaO Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Fórum de Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Santa Catarina lançam nova edição da campanha Março Verde: pelo direito constitucional à educação para jovens, adultos e idosos, como obrigação da oferta das redes públicas de ensino.

Se você não frequentou ou concluiu sua escolarização, ou conhece alguém que deseje frequentar a escola têm esse direito. Procure a Secretaria de Educação de sua cidade ou a escola mais próxima de seu bairro, no sentido de identificar e/ou formar turmas para esse atendimento. Para garantir seu direito existe financiamento para a EJA previsto no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Compartilhe e divulgue a ideia Março Verde exigindo a ampliação da oferta de turmas por parte das redes públicas de ensino. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) exigem um posicionamento político por parte da sociedade para a ampliação dessa oferta por parte das redes públicas de ensino.
(mais…)

Tags: direito à educaçãoMarço verdepedagogiaUFSC

Egressa da UFSC é premiada no México por tese sobre aprendizagem em cooperativa de reciclagem

11/06/2014 15:16

Gabriela Albanás Couto

Em 30 de maio de 2014, Gabriela Albanás Couto, pedagoga formada na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) , recebeu o Premio Crefal a las Mejores Tesis sobre Educación de Personas Jóvenes y Adultas, edição 2013, na sede da Crefal, na cidade de Pátzcuaro, província de Michoacán, México. A premiação, que é bienal,  reconheceu os melhores trabalhos acadêmicos em Educação de Jovens e Adultos da América Latina entre os anos de 2011 e 2013, nas categorias Licenciatura, Mestrado e Doutorado.

O Centro de Cooperación Regional para la Educación de Adultos en América Latina y el Caribe (Crefal) é uma organismo  internacional de ensino e pesquisa ligado à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
(mais…)

Tags: catadoresGabriela Albanás CoutopedagogiaPremio Crefal a las Mejores Tesis sobre Educación de Personas Jóvenes y AdultasreciclagemUFSC

Oficina da UFSC mostra importância do caderno escolar como identidade estudantil

05/05/2014 14:56

No Departamento de Estudos Especializados em Educação, do Centro de Ciências da Educação (CED) da UFSC, estão sendo realizadas oficinas e outras atividades que resgatam a importância histórica dos cadernos escolares dos estudantes. O projeto é coordenado pelo professor Ademir Valdir dos Santos, que atua no curso de Pedagogia, no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSC e no Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação e Instituições Escolares de Santa Catarina (GEPHIESC). A partir de pesquisas do grupo, pode-se perceber que os cadernos escolares não só serviram como forma de anotação, mas também como fonte documental que contam  a história da infância, da cultura e da escrita. Por ser o único artefato escolar “produzido” pelo próprio aluno, ele possui a identidade de quem o escreve. 
(mais…)

Tags: Ademir Valdir dos Santoscaderno escolarCEDpedagogiaUFSC

Estudantes de Pedagogia expõe livros artesanais na semana acadêmica

11/09/2013 14:20

Estudantes da UFSC produziram livros que estimulam os sentidos. Foto: Wagner Behr / Agecom / UFSC

Livros artesanais serão expostos nesta quarta-feira, 11 de setembro, das 9h às 17h, no Hall do Prédio C do Centro de Ciências da Educação (CED) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), durante a Semana Acadêmica de Pedagogia que ocorre até 13 de setembro. Essa é a segunda vez que a exposição é feita neste semestre.

As obras foram produzidas pelos alunos da quinta fase do Curso de Pedagogia da UFSC na disciplina de Literatura e Infância. Diversos materiais foram utilizados na fabricação, como madeira, tecido, papel, EVA, entre outros. Os livros são construídos de forma lúdica, com a intenção de explorar os sentidos humanos.
(mais…)

Tags: Feira de livros artesanaispedagogiaSemana Acadêmica de PedagogiaUFSC

Crianças do NDI pintam calouros em trote da Pedagogia

22/03/2013 17:40

Crianças do NDI e calouros do curso de Pedagogia brincam juntos no trote. Foto: Henrique Almeida/Agecom

O Centro Acadêmico Livre de Pedagogia (CALPe) em parceria com o Programa de Educação Tutorial (PET) Pedagogia realizaram nesta sexta-feira, 22, o trote dos calouros de Pedagogia no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
(mais…)

Tags: ndipedagogiatroteUFSC

Alunos de Pedagogia promovem Feira de Ciências no NDI

15/06/2012 18:16
.

O desafio é ensinar ciências aos pequenos

As crianças do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da UFSC receberam, nos dias 13 e 14 de junho, uma Feira de Ciências desenvolvida por alunos do curso de Pedagogia. O projeto integra as atividades da disciplina Ciências, Infância e Ensino, que é ministrada pela professora Mariana Brasil Ramos. O objetivo é proporcionar aos estudantes uma inserção prática em um núcleo formal de educação. A parceria firmada com o NDI é no sentido de oferecer este espaço para que os alunos tenham seus primeiros contatos com um dos públicos com que podem vir a trabalhar.

A Feira acontece uma vez por semestre e essa é a segunda edição. Crianças com idade entre dois e seis anos participaram de duas tardes, nos dias 13 e 14, cheias de atividades – todas relacionadas à ciência. “Esse é o desafio da disciplina, ensinar ciência aos pequenos”, afirmou Maria Paula de Azambuja, que é aluna de Biologia e orientanda da professora Mariana.

Os estudantes realizaram uma investigação temática em escolas e núcleos de desenvolvimento infantil para construir planejamentos de ensino que tomassem como ponto de partida as relações da escola com o cotidiano. As atividades envolveram oficinas sobre higienização (abordando a importância de lavar as mãos antes e após as refeições e de escovar os dentes, por exemplo), desenvolvimento dos cinco sentidos por meio de contato com alimentos, contação de histórias ligadas à ciência, apresentação das diferentes fases de crescimento das plantas e até a possibilidade de enxergar um piolho pelo microscópio. Tudo sempre mediado e observado pelas professoras e graduandos em Pedagogia responsáveis pelo trabalho. Para atrair a atenção dos pequenos, foram utilizados cartazes, aparelhos de som, tinta guache, vídeos, lápis de cor, massa de modelar, teatro de fantoches e brincadeiras.

“O NDI tem essa função, trabalhar tanto na formação de graduandos quanto no desenvolvimento das crianças. A feira de ciências tem sido um momento rico de aprendizado para todos nós”, disse Sônia Maria Jordão, coordenadora do NDI. “A ideia é que elas [alunas participantes do projeto] ajudem na formação das crianças e que aprendam também”, completou a professora Mariana.

Texto: Isadora Ruschel/ Bolsista de Jornalismo na Agecom
Fotos: Brenda Thome/
Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: CEDndipedagogia

Projeto “Conversas de Escola”

06/06/2011 08:46

O PET Pedagogia da UFSC oferece ao longo do mês de junho  mesas-redondas , palestra e cursos a licenciandos, docentes da UFSC e à comunidade em geral. O conjunto de atividades tem como objetivo a formação para o trabalho pedagógico e a gestão do atendimento escolar. Entre os temas estão “O Direito das Crianças e o Ensino Fundamental de nove anos”; “A educação de jovens e adultos  (EJA)” ;  ‘Teoria e prática de contar histórias” e “A experiência social e relações raciais na formação humana”. Informações no site www.ced.ufsc.br/petpedagogia OU (48) 3721.6783, das 8 às 11h30min.

Tags: educaçãopedagogia

Seminário discute práticas educacionais e comunicacionais

30/05/2011 12:41

A Revista Discente Expressões Geográficas (CFH/UFSC) promove no período 07 e 08  de junho de 2011, no auditório da reitoria da UFSC, o 3° Seminário Expressões Geográficas com o tema “Práticas Educacionais e Comunicacionais: Contribuições da Geografia para uma Pedagogia Cidadã”.

Durante dois dias serão debatidas questões quanto à divulgação de informações e conhecimentos científicos e o ensino relativos à Geografia e áreas afins, objetivando contribuir para as discussões acerca da liberdade, facilidade e alcance do conhecimento da humanidade. A inscrição no seminário é gratuita e pode ser realizada nos dias do evento.

Informações: http://seminarioexpressoesgeograficas.blogspot.com/
(mais…)

Tags: pedagogiaPráticas educacionais