Nota de pesar: falece Sarah Araujo de Sousa, aluna do curso de Jornalismo da UFSC

03/12/2022 12:54

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica, com pesar, o falecimento da aluna Sarah Araujo de Sousa, do curso de Jornalismo. A estudante faleceu na noite de sexta-feira, 2 de dezembro, vítima de um atropelamento na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, aos 19 anos.

Aluna dedicada, Sarah ingressou na UFSC no início deste semestre, colegas e professores ressaltaram a sua intensa participação no curso e interesse. Ainda caloura, ela já se envolvia em diversos projetos do curso de Jornalismo como a Rádio Ponto e o TJUFSC.

O velório está sendo realizado no Crematório e Memorial São Mateus, na rua Leonete Frontina Alves, nº 2650, em Capivari de Baixo, até as 17h deste sábado, 03 de dezembro. Em luto, a comunidade universitária solidariza-se com a família, os/as professores/as e amigos/as de Sarah Araujo de Sousa.

Tags: Nota de pesar

Estudantes da UFSC conquistam primeiras colocações de concurso do Goethe-Institut e Unesco

02/12/2022 12:59

Quatro estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), divididos em duas duplas, conquistaram as primeiras colocações no concurso Juntos por mais educação para o desenvolvimento sustentável, promovido pelo Goethe-Institut em cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O prêmio tem o objetivo de inspirar os alunos a promover um intercâmbio sobre novas propostas de ensino na América do Sul. No ano passado, estudantes da UFSC também foram contemplados.

Nesta edição, Rhuan Carlos Lopes Ferraz (Letras Alemão) e Luísa Lemr Peres (Ciências Biológicas) formaram a dupla que conquistou o primeiro lugar. Eles receberão uma bolsa integral para estudar na Alemanha em 2023. Na segunda colocação, ficou a dupla de estudantes Lucas Sousa Vianna (Letras Alemão) e Leticia Lidia Voltolini (Ciências Biológicas), também da UFSC, que receberá bolsa para estudar na América do Sul e computadores. Leticia também conquistou a primeira colocação em 2021.

Os participantes enviaram propostas pedagógicas que combinaram ensino do alemão como língua estrangeira e a educação para o desenvolvimento sustentável.  Os projetos desenvolvidos serão aplicados em escolas.

Para mais informações, acesse a página do Goethe-Institut.

Tags: Goethe-Institutlíngua alemãPrêmioUFSCunescoUniversidade Federal de Santa Catariana

Em último dia, fórum global sobre riscos de desastres reúne especialistas na UFSC

02/12/2022 12:26

Seminário de Boas Práticas trouxe exemplos de atuação da Defesa Civil

Fórum Global Understanding Risk (UR22), que reuniu durante a semana uma comunidade internacional de especialistas e profissionais da área de identificação de riscos de desastres, chegou ao último dia nesta sexta-feira, 2 de dezembro, com uma agenda de debates e de apresentação de boas práticas na Universidade Federal de Santa Catarina. O evento contou com atividades on-line e presenciais, em diferentes locais de Florianópolis, e incluiu mais de cem sessões técnicas com especialistas de todo o mundo, plenárias, palestras, demonstrações de tecnologia e performances artísticas.

A UFSC sediou a programação desta sexta-feira, realizada no Centro de Cultura e Eventos. A instituição também seria o palco das atividades de quinta, mas em virtude dos prejuízos causados pelas chuvas extremas na Grande Florianópolis, o evento foi reprogramado para a modalidade online. Uma das agendas do último dia de evento foi o painel Ciência Comportamental – A Chave para Desbloquear a Resiliência, em que especialistas de diferentes áreas e regiões do mundo falaram sobre comportamento diante do risco, aplicação das ciências sociais ao gerenciamento de riscos e desastres e governança a partir do diálogo com as comunidades.

O evento foi conduzido pela United Nations Office for Disaster Risk Reduction, entidade global que apoia os países na implementação, monitoramento e compartilhamento do que funciona na redução do risco existente e na prevenção de novos riscos. Uma das painelistas foi a ex-vice-ministra de Habitação, Ordenamento do Território e Meio Ambiente do Uruguai no governo de Pepe Mujica. Ela destacou a importância de se pensar nos riscos frente às anomalias e desigualdades que incidem de forma clara na América Latina.

A arquiteta questionou, por exemplo, como se pode planejar a gestão de riscos em modelos de desenvolvimentos em que há predominância de discriminação e exclusão, e apontou a necessidade de uma governança que reconheça a complexidade das dinâmicas das cidades. Ela reforçou, ainda, que é preciso pensar o ordenamento territorial e que a participação das pessoas nesse processo é um elemento chave.

Paralelamente, um workshop de boas práticas da Defesa Civil discutia, no auditório, exemplos eficientes de gestão, prevenção e controle de riscos. Exemplos de Minas Gerais foram apresentados ao público. Engenheiros de Caratinga, no interior do Estado, levaram ao público os processos que resultaram no aplicativo Proximidade, voltado a populações ribeirinhas em áreas próximas a barragens. Segundo Juscélio da Silva, o aplicativo é um instrumento de contato e de alerta para a população cadastrada, que pode também visualizar manchas de inundação utilizadas para a atuação da Defesa Civil.

Tags: Fórum Global Understanding RiskUR 22

UFSC renova com a Unimed contrato do plano de saúde dos servidores

02/12/2022 12:24

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) renovou o contrato do plano de saúde dos servidores com a Unimed Grande Florianópolis. A partir deste mês, as mensalidades do plano de saúde serão reajustadas em 19,5%. O índice ficou acima do pretendido pela Universidade, mas é quase um terço menor do que os 28,34% reivindicados inicialmente pela empresa. Desde o início da atual gestão, os administradores da UFSC têm se empenhado em discutir esse assunto e promover uma negociação para chegar a bom termo.

O acordo para renovação do contrato ocorreu após uma série de oito reuniões entre representantes da UFSC e da Unimed. Os encontros de negociação contaram com a presença de representantes da Apufsc e do Sintufsc e, pela Universidade, envolveram gestores do Departamento de Atenção à Saúde (DAS), da Pró-reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (Prodegesp); do Departamento de Projetos, Contratos e Convênios (DPC), da Pró-reitoria de Administração (Proad) e do Gabinete da Reitoria.

Durante as tratativas, a gestão da Universidade manifestou preocupação com o impacto do aumento do plano de saúde sobre a renda dos servidores, destacando que os servidores técnico-administrativos em educação (TAEs) estão há sete anos sem reajuste salarial e os docentes enfrentam a mesma situação há cinco anos. Essa questão foi levada ao debate em todas as reuniões e esteve presente nas contrapropostas apresentadas pela UFSC. No entanto, a empresa declarou que os índices de reajustes salariais não interferem nos reajustes de planos de saúde e que buscava preservar o equilíbrio financeiro do contrato.
(mais…)

Tags: Plano de Saúdereajusterenovação de contratoUFSCUnimedUniversidade Federal de Santa Catarina

Nota de pesar: falece o servidor aposentado Adilto Agenor Teixeira, o Parú

02/12/2022 11:23

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica, com pesar, o falecimento de Adilto Agenor Teixeira, servidor técnico-administrativo aposentado do Centro Tecnológico (CTC), ocorrido na última quinta-feira, 1º de dezembro, aos 69 anos. O sepultamento ocorreu na manhã desta sexta-feira (2), na casa mortuária do Cemitério de Biguaçu.

Parú, como era conhecido entre amigos e colegas, ingressou na UFSC em 22 de julho de 1975, no cargo de técnico de laboratório. Na nota de pesar publicada pelo Sindicato de Trabalhadores em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (Sintufsc), a jornalista Elaine Tavares destacou o companheirismo e o comprometimento de Parú, que nunca fugiu da luta pela universidade pública, gratuita e qualidade:

“Encantou o Parú – por Elaine Tavares. 

Fiquei sabendo agora que o querido amigo Parú deixou esse plano. E me vem aquela tristeza infinita, porque não vou mais vê-lo nem ouvir seu riso. Junto com a tristeza chega a saudade imensa de um tempo tão bonito quando nós assumimos a direção do Sintufsc, capitaneados pela grande Helena Dalri, lá nos anos 1990. O Parú era um parceiro dos mais comprometidos. Trabalhando no CTC ele nunca fugiu da luta, mesmo quando todos os colegas professores o pressionavam. Trabalhava num dos laboratórios do centro no qual fazia milagres. Era aquele que inventava, que construía, que fazia acontecer. Um desses trabalhadores que garantem a UFSC ser o que é. O Parú era divertido e sempre pronto a fazer o que fosse preciso para uma greve dar certo, uma mobilização acontecer, um trancamento de rua se fazer. O Parú, mesmo depois de aposentado vinha cumprir sua tarefa de ajudar o sindicato a estar no lado certo da história. Bastava a gente chamar e lá estava ele, sempre com seu riso largo. O Parú foi um desses companheiros imprescindíveis que garantiu, ao longo de cada luta, a universidade pública, gratuita e qualidade. Essa conquista tem sua pegada, sua marca. Seja bem-vindo na casa da beleza, meu amigo querido. Aqui seguiremos na batalha, até o reencontro. Obrigada por tudo. Até breve!”

Em luto, a comunidade universitária solidariza-se com a família, os colegas e os amigos de Parú.

Tags: nota de falecimentoNota de pesarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Profissionais do HU participam de mutirão em combate ao câncer de pele

01/12/2022 11:38

Profissionais do Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU) vão contribuir com a campanha do Dezembro Laranja em um mutirão sobre câncer de pele na Policlínica de Palhoça neste sábado, 3 de dezembro. A atividade é desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para marcar o mês dedicado ao tema. A previsão é de que oito profissionais do HU participem do evento.

O dermatologista Marcelo Rigatti, presidente da SBD em Santa Catarina e coordenador da campanha do Dezembro Laranja no Estado, disse que durante o mutirão os profissionais de saúde vão avaliar lesões que indicam suspeita de câncer de pele e os encaminhamentos necessários, dependendo de cada caso. O mutirão vai acontecer na Policlínica de Palhoça, das 9 às 15 horas, e o atendimento será por senha.

Segundo ele, os profissionais de saúde poderão realizar o procedimento cirúrgico no mesmo local ou encaminhar o paciente para exames. A equipe vai analisar a gravidade de cada caso e orientar os pacientes sobre os cuidados que devem tomar para prevenir o câncer de pele e prestar atenção aos principais sinais, já que o diagnóstico precoce aumenta consideravelmente as chances de cura e de melhor qualidade de vida.

Há alguns sinais que exigem mais atenção: a presença de uma ferida ou de uma mancha que não cicatriza com o tempo; o surgimento de uma lesão brilhante e elevada, que sangra com facilidade e tem uma crosta central; a manifestação de uma pinta com bordas irregulares.

O Dezembro Laranja é uma campanha realizada desde 2014, sendo que o mês de dezembro é significativo devido à chegada do verão, dia 21, e a exposição solar é o fator mais importante para o desenvolvimento do câncer da pele. Por isso, entre as recomendações dos profissionais estão cultivar hábitos de fotoproteção, que incluem o uso de óculos de sol e blusas com proteção UV, bonés ou chapéus; optar pela sombra; evitar a exposição ao sol entre 9h e 16h; e utilizar filtro solar com FPS igual ou superior a 30, reaplicando-o a cada duas horas ou sempre que houver contato com a água.

Unidade de Comunicação Social do HU

Tags: câncer de peleHospital UniversitárioHUmutirão

Programação de Fórum Global ‘Understanding Risk’ será online nesta quinta

01/12/2022 09:34

Em virtude da situação climática extrema, com forte volume de chuvas nos últimos dias em Florianópolis, a programação do Fórum Global Understanding Risk (UR22), que ocorreria na UFSC nesta quinta, 1 de dezembro, será apenas online. O evento mundial começou na segunda-feira e segue até sexta-feira, 2 de dezembro. Com patrocínio de instituições como Google e Nasa, o evento reúne uma comunidade internacional de especialistas e profissionais da área de identificação de riscos de desastres.

Na madrugada desta quinta, a equipe enviou e-mail aos participantes inscritos alertando a mudança na programação e indicando que disponibiliza duas salas de reunião, uma em Jurerê e outra em Canasvieiras, para que quem precisar de conexão para acompanhar as programações do dia. As transmissões ocorrerão no link.

A UFSC é parte da programação do Fórum, que tem atividades on-line e presenciais, em diferentes locais de Florianópolis, e mais de cem sessões técnicas com especialistas de todo o mundo, plenárias, palestras, demonstrações de tecnologia e performances artísticas.

Tags: Fórum Global Understanding RiskUnderstanding RiskUR22

Reportagem sobre povo Xokleng Konglui desenvolvida em projeto da UFSC é destaque em prêmio

01/12/2022 08:16

Retomada Xokleng Konglui fica na Floresta Nacional de São Francisco de Paula (RS) (Foto: Rodrigo Lino Nunc-Nfôonro)

A reportagem Retomada Xokleng Konglui: o renascimento de um povo, dos repórteres Rodrigo Barbosa e Rodrigo Lino Nunc-Nfôonro, publicada pelo Projeto Cotidiano UFSC, ficou em terceiro lugar no 39º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo,  na categoria Acadêmico. A matéria especial concorreu com outras 40 inscritas de todo país. Em 2022, o tema da premiação foi Intolerância.

Para escolher os melhores trabalhos, a comissão julgadora estabeleceu cinco critérios de avaliação: qualidade do texto ou da imagem; investigação original dos fatos; profundidade no tratamento da informação; abordagem de temas socialmente relevantes; valores éticos profissionais refletidos no trabalho.

A reportagem do Cotidiano UFSC conta a história da retomada de território tradicional indígena do povo Xokleng Konglui na região da Floresta Nacional de São Francisco de Paula, no nordeste do Rio Grande do Sul. No local, atualmente, cerca de 40 indígenas, incluindo crianças, vivem à beira da RS-484, em barracos improvisados feitos de lona e madeira, sem acesso à água potável e energia elétrica. As famílias são impedidas de ocupar a terra indígena que foi privatizada pelo Governo Federal.

O prêmio é promovido pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos, em a parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil – RS, desde 1984. A Regional Latino Americana da União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação, a Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul e a Caixa de Assistência dos Advogados  também apoiam a premiação.

O Cotidiano UFSC é um projeto de extensão para a experimentacão de formatos em jornalismo digital. Criado em 2006, tem como proposta utilizar os recursos multimídia, reunindo texto, áudio e vídeos para veiculação de informações de interesse de toda a comunidade, com foco especial em Florianópolis.

Tags: 39º Prêmio Direitos Humanos de JornalismoCotidiano UFSC

UFSC e MCTI lançam projetos de capacitação de professores

30/11/2022 17:16

Lançamento ocorreu em Brasília, na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto: divulgação

Foram lançados na tarde desta quarta-feira, 30 de novembro, dois programas voltados à capacitação de professores da Educação Básica, resultantes de uma parceria entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Secretaria de Articulação e Promoção da Ciência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Seapc/MCTI): o LabRemotos e o RAEscolas. A cerimônia de lançamento ocorreu em Brasília, no pavilhão de exposição do Parque da Cidade, e fez parte da programação da 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Os dois programas são frutos de projetos desenvolvidos no Campus de Araranguá da UFSC. O LabRemotos é baseado no InTecEdu, criado pelo Laboratório de Experimentação Remota da UFSC (Rexlab). Por meio dele, serão oferecidos cursos gratuitos, inéditos e com metodologia inovadora para professores de Educação Básica de todo o país. As atividades serão focadas em práticas inovadoras de materiais educacionais de robótica e utiliza ferramentas da chamada cultura maker – a cultura do “aprender fazendo” e do “faça você mesmo”.

Já o RAEscolas foi desenvolvido pelo Laboratório de Tecnologias Computacionais da UFSC (LabTeC) e envolve a produção de artefatos com realidade aumentada e a capacitação de professores da Educação Básica. O projeto visa disseminar o uso de novas tecnologias educacionais no ensino de ciências nas escolas e conta com um repositório on-line de artefatos de realidade aumentada.

Projetos da UFSC Araranguá buscam capacitar professores para uso de materiais educacionais inovadores. Foto: divulgação

Tags: Campus AraranguáInTecEduLabRemotosLabtecMCTIRAEscolasRexLabUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Inscrições em processos seletivos especiais da UFSC e do IFSC terminam nesta quinta

30/11/2022 16:43

Termina nesta quinta-feira, 1º de dezembro, o prazo para inscrições nos processos seletivos destinados a preencher vagas suplementares destinadas para indígenas, quilombolas e negros. Na mesma data, também encerra o prazo para os candidatos que pretendem concorrer aos cursos de Pedagogia Bilíngue (IFSC), Letras Libras (UFSC) e Educação do Campo – Área das Ciências da Natureza e Matemática. À exceção das vagas destinadas a negros e pardos, as demais serão preenchidas por meio de uma prova, marcada para 29 de janeiro, em uma única etapa.

Indígenas e quilombolas

Os indígenas, residentes no Brasil e territórios transfronteiriços, poderão concorrer a 22 vagas suplementares que serão preenchidas de acordo com a classificação geral desses candidatos. Há o limite máximo de três vagas por curso. Para os quilombolas, são destinadas nove vagas suplementares que serão preenchidas de acordo com a classificação geral desses candidatos, observado o limite máximo de uma vaga por curso.

As inscrições para os indígenas e quilombolas são gratuitas e poderão ser feitas até no site suplementares2023.ufsc.br. A prova desse processo será realizada em 29 de janeiro, das 14h às 18h, e envolverá 30 questões objetivas e uma redação. As provas serão aplicadas em Florianópolis, Palhoça (Grande Florianópolis),  Xanxerê (Região Oeste), José Boiteux (Vale do Itajaí) e Curitibanos (Região Serrana).

Letras Libras (UFSC) e Pedagogia Bilingue (IFSC)

Para os candidatos aos cursos de Pedagogia Bilíngue (IFSC) e Letras Libras (UFSC), a taxa de inscrição é de R$ 70,00 e deve ser feita nos sites ifsc.edu.br/pedagogiabilingue ou vestibularlibras2023.ufsc.br. Para o curso de Pedagogia Bilíngue, são ofertadas 20 vagas pelo Instituto Federal de Santa Catarina. Para Letras Libras, bacharelado e licenciatura, há 40 vagas na Universidade Federal de Santa Catarina.

Cada candidato terá direito a escolher apenas uma opção, independente da instituição. A prova, com 30 questões e uma redação escrita, ocorre em 29 de janeiro, das 14h e às 18 horas. As provas serão aplicadas em Florianópolis e Palhoça.

Educação do Campo

O processo seletivo para Licenciatura em Educação do Campo – Área das Ciências da Natureza e Matemática visa ao preenchimento de 50 vagas. O curso é presencial, com a metodologia da alternância. Isso significa que aluno terá aulas no campus da UFSC, no bairro Trindade, em Florianópolis, e atividades de vivência e estágio nas comunidades e escolas do campo, prioritariamente em um dos municípios da Grande Florianópolis ou nos municípios de Paulo Lopes, Garopaba e Angelina.

A taxa de inscrição é de R$ 70,00 e deve ser feita pelo site educacaodocampo2023.ufsc.br. As provas serão aplicadas em 29 de janeiro, das 14h às 18h, em Florianópolis e Palhoça. Serão 30 questões e uma redação.

Vagas suplementares para negros e pardos

As inscrições para este processo são gratuitas e estão disponíveis no site suplementaresnegros2023.ufsc.br. Podem concorrer negros e pardos que tenham participado de pelo menos uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos anos 2020, 2021 ou 2022 e que tenham obtido a pontuação mínima especificada no item 3.2 no edital, disponível no site suplementaresnegros2023.ufsc.br. Caso o candidato informe a participação em mais de uma edição do Enem, será considerada a edição em que ele satisfizer os requisitos mínimos e possuir melhor pontuação, de acordo com as regras do edital.

São oferecidas duas vagas em cada um dos cursos da UFSC. constantes no anexo “Quadro geral de cursos e vagas” do edital.  O resultado deste processo seletivo será divulgado no site suplementaresnegros2023.ufsc.br depois de o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizar os resultados do Enem 2022.

Cuidados sanitários e uso de máscara

O uso de máscara durante a prova será opcional. Será exigido o comprovante de vacinação contra a covid ou o teste negativo feito 72 horas antes do dia da prova.

A Comissão Permanente do Vestibular (Coperve) disponibiliza atendimento telefônico para esclarecer dúvidas pelo (48) 3721-9951 (9h às 17h) e pelo e-mail coperve@coperve.ufsc.br.

Tags: Processos seletivosUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Laboratório Bridge vence prêmio de excelência nacional por desenvolvimento do aplicativo Jornada do Estudante

30/11/2022 14:23

No último dia 25 de novembro, o aplicativo Jornada do Estudante, desenvolvido pelo Laboratório Bridge, ganhou o Prêmio Abep de Excelência em Governo Digital – Dig.Gov. O Laboratório, vinculado aos centros Tecnológico (CTC) e de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), desenvolveu o aplicativo em parceria com o Ministério da Educação.

Promovido pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep) e pelo Ministério da Economia, o prêmio busca reconhecer e incentivar iniciativas de governo digital que busquem a inovação da gestão pública brasileira em prol do bem social.

A premiação ocorreu no Seminário Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação para Gestão Pública (Secop), em Curitiba, Paraná, nos dias 24 e 25 de novembro. O evento é considerado o mais importante na área de tecnologia voltada ao setor público.

O coordenador do projeto no Laboratório Bridge, Lucas Postal, comemorou a conquista. “Certamente estamos fazendo a diferença na educação, desenvolvendo as melhores soluções e contribuindo para o bem-estar das pessoas com tecnologia e inovação.”

Jornada do Estudante

O aplicativo, lançado em junho deste ano, permite que estudantes brasileiros acompanhem os seus registros estudantis e acessem documentos digitais acadêmicos em uma única plataforma. Os dados vão desde o primeiro ingresso do estudante em um estabelecimento de ensino até os níveis superiores da educação. Além disso, o Jornada serve como canal direto de comunicação entre o MEC e o estudante brasileiro.

Laboratório Bridge

Com mais de 170 pessoas colaboradoras – entre bolsistas, profissionais e professores da UFSC – o Laboratório Bridge desenvolve sistemas e aplicações para a gestão informatizada da saúde pública desde 2013 e, para a educação, desde 2021. Em parceria com o Ministério da Saúde, atualmente desenvolve toda a estratégia e-SUS APS, que informatiza a Atenção Primária à Saúde no Brasil, incluindo os aplicativos mobile.

Conheça mais sobre a atuação do Laboratório Bridge.

Tags: Jornada do EstudanteLaboratório BridgeMECPrêmioUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Cartografias do Contemporâneo’ debate crises de governamentalidade

30/11/2022 11:07

Com o tema Crises de governamentalidade?, será realizada, entre 7 e 10 de dezembro, mais uma edição do evento Cartografias do Contemporâneo, resultado de uma parceria que reúne vários grupos de pesquisa que, no Brasil, se dedicam aos estudos de Foucault na área de Letras, notadamente no campo da Análise de Discurso. Organizado, neste 2022, pelo Grupo de Estudos no Campo Discursivo, o evento tem apoio do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFSC. As inscrições devem ser feitas no link.

Há duas modalidades para as inscrições: ouvinte e com apresentação de comunicação oral. O questionamento que tematiza o evento aparece a partir das reflexões de Maurizio Lazzarato, para quem a crise da Covid-19 materializou justamente o ocaso das modalidades de governo tais quais pensadas por Foucault. Diante desse suposto fracasso, pretende-se lançar questões acerca dos deslocamentos das formas de governo, do hibridismo das topologias governamentais e da relação entre governo. Discute-se, ainda, a vida e as tecnologias, do vértice entre governamentalidade , resistências e práticas de liberdade, das possibilidades de pensar gênero, raça e governo, das formas materiais constitutivas da governamentalidade – entre tantas outras problematizações que os dias atuais sugerem e exigem.

O evento terá transmissão on-line pelo canal do Grupo de Estudos no Campo Discursivo. Mais informações podem ser obtidas na página oficial da atividade. Confira também a programação completa.

Tags: Crises de governamentalidade?V Cartografias do Contemporâneo

Nota de Pesar: falece o professor Hamilton Carvalho de Abreu, do CTC

29/11/2022 15:45

A Universidade Federal de Santa Catarina, comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Hamilton Carvalho de Abreu, no último domingo, 27 de novembro. Abreu tinha 78 anos, e foi professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC, de onde se aposentou em 2001 após mais de 20 anos de vínculo como docente na Universidade. Durante sua carreira, foi chefe de Departamento, e chegou a presidir o Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc-Sindical) entre 1985 e 1986.

A Apufsc-Sindical publicou uma Nota, com homenagens de docentes que trabalharam e conviveram com o professor Abreu.

“O Hamilton foi um grande colega, companheiro, tanto na associação de professores, quando trabalhei com ele na Diretoria, quanto na assessoria política que prestamos ao reitor Diomário de Queiroz. Ele sempre estava atento aos grandes problemas do movimento docente, participando ativamente e contribuiu com o crescimento do movimento a partir da inserção do que dizia respeito à luta dos docentes, a defesa de verbas das instituições públicas. Hamilton era uma pessoa muito crítica e zelosa na defesa da universidade pública”, declarou o atual presidente da Apufsc, José Guadalupe Fletes.

“O professor Hamilton era uma pessoa muito dedicada ao movimento docente na UFSC, num período difícil de enfrentamento do regime autoritário, de construção do movimento nacional docente. Foi uma pessoa muito comprometida com a universidade, com uma visão de mundo sensível e humanitária. Enfim, uma pessoa que sempre esteve muito próxima da Apufsc, então é uma perda que deixa todo mundo muito triste e o movimento docente da UFSC vai sentir muito essa perda”, disse o ex-presidente da Apufsc, Carlos Alberto Marques.

“A partida de Hamilton Abreu é uma perda muito grande. Eu o conheci em 1982, quando ingressei no Departamento de Arquitetura e Urbanismo e guardo muitas recordações da convivência com ele nestes quarenta anos. Foi em vida uma pessoa sempre muito lúcida, engajada politicamente e, ao mesmo tempo, cuidadora do seu corpo, por meio da natação, artes marciais, ciclismo e outras práticas físicas. Foi um colega muito generoso. Minhas lembranças mais recentes são os encontros na porta do cinema, eventos artísticos e culturais, que foram frequentes nos últimos anos antes da pandemia, que ele comparecia com sua inseparável e sempre muito disposta companheira, Dionice, para quem enviamos um abraço fraterno”, declarou o professor aposentado do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Paulo M. B. Rizzo.

A UFSC presta sua solidariedade à família e aos amigos do professor Abreu neste momento de luto.

Tags: Apufsc-SindicalNota de pesarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Novo bloqueio de verbas tem impacto de R$ 7,9 milhões no Orçamento da UFSC

29/11/2022 14:43

Nesta segunda-feira, 28 de novembro, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sofreu um novo bloqueio de recursos orçamentários, no valor de R$ 7,9 milhões, e está impedida de assumir novas despesas, realizar compras e fazer qualquer pagamento que já não tenha sido empenhado anteriormente. O bloqueio dos recursos não atingirá as verbas para pagamento de bolsas e manutenção do Restaurante Universitário, graças à decisão da Administração Central de empenhar todos os recursos necessários até o final do ano. Caso tal decisão não fosse antecipada, as bolsas estudantis não seriam pagas e o Restaurante Universitário não poderia continuar funcionando.

Mesmo com a escassez de verbas para custeio e investimento, houve corte de R$ 12,6 milhões promovido em junho, obrigando a UFSC a replanejar a execução orçamentária, incluindo a suspensão do pagamento de três meses de energia elétrica e água, para viabilizar seu funcionamento até o final do ano. Com essa iniciativa da gestão, foi possível empenhar mais de 90% dos recursos do Orçamento da UFSC e garantir o funcionamento dos setores e serviços essenciais.

A indisponibilidade dos recursos compromete a realização da missão da UFSC em oferecer atividades de ensino, pesquisa e extensão – faltando ainda quase um mês para o encerramento do semestre letivo – e impede a concretização do planejamento realizado, dos contratos firmados e dos acordos com outros fornecedores.

 

Tags: bloqueio do orçamentobolsasRUUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC sedia encontro na semana internacional de Direitos Humanos

29/11/2022 12:25

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sediará, entre os dias 7 e 8 de dezembro, o II Encontro Memória e Direitos Humanos, no Centro de Cultura e Eventos do campus de Florianópolis. Organizado na semana internacional de direitos humanos, o evento contará com apresentação de trabalhos, debates e conferências sobre o tema em Santa Catarina, no Brasil e na América Latina, além de apresentações artísticas e feira do livro. Serão abordados os direitos linguísticos, indígenas e da comunidade LGBT, migrações, movimento negro, ditadura militar, educação, violências e arte na defesa dos direitos humanos.

Promovida pelo Instituto Memória e Direitos Humanos UFSC/UDESC, este segunda edição tem como tema geral Direitos humanos e democracia em Santa Catarina: lutas e protagonistas. De acordo com os organizadores, a programação foi pensada de modo a mesclar reflexões e avaliações de atores universitários, escolares, sociais, jurídicos e das artes sobre o estado das políticas públicas em direitos humanos em Santa Catarina e no Brasil.

“Compreendemos que a consideração das vivências das populações negras e indígenas, migrantes e refugiadas, mulheres, crianças, adolescentes e população LGBTQIAP+, pessoas com necessidades especiais, entre outros grupos vulneráveis, são essenciais na construção de um estado que respeite a diversidade, promova as culturas que o habitam e proteja plena e verdadeiramente os direitos humanos. Estimulamos o diálogo entre entidades acadêmicas, sociais e governamentais como forma de construir políticas públicas e organizar a memória sobre o passado e o presente político catarinense, que é parte da consolidação da democracia em toda a América Latina”, traz o texto de divulgação.

A programação está disponível neste link. A conferência de abertura será realizada em 7 de dezembro, às 18h10, com a participação de Deborah Duprat, procuradora federal dos direitos do cidadão do Ministério Público Federal entre 2016 e 2020, responsável por diversas ações junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) visando à proteção dos direitos humanos. O evento é presencial, aberto e gratuito. Não há taxa de inscrição. Para direito a certificado de 20 horas, o interessado deve participar de no mínimo 75% das atividades e se inscrever na página https://doity.com.br/encontro-imdh.

Mais informações no site imdh.ufsc.br/ii-encontro-memoria-e-direitos-humanos.

Tags: Instituto Memória e Direitos Humanos (IMDH)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC na mídia: professor participa de reportagem sobre os benefícios da água para a saúde

29/11/2022 11:49

Professor Fernando Hellmann, do Departamento de Saúde Pública da UFSC, foi entrevistado para o programa especial. Foto: Captura de tela/Divulgação

O professor Fernando Hellmann, do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), falou, em reportagem exibida no Globo Repórter, sobre como a água pode ajudar a tratar algumas doenças e promover a saúde e o bem-estar. O programa intitulado O poder das águas foi exibido na sexta-feira, dia 25 de novembro.

O programa se passa nas águas termais de Santa Catarina e fala sobre os benefícios da água para a saúde. Na entrevista, o professor conta que o uso terapêutico das águas termais é milenar e intuitivo: “ultrapassa as culturas, ultrapassa o tempo, o uso das águas, da água mineral, da água termal, ela é desde que a humanidade existe”, diz Fernando Hellmann. 

Além dele, também participaram da reportagem, o Laboratório de Neurociências Experimental (Lanex) da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), que pesquisa sobre como a água termomineral de Santo Amaro age no corpo, suavizando dores e inflamações. O doutor Áureo, do Vale do Capão, na Chapada Diamantina, ensinou aos moradores da região técnicas fáceis e acessíveis da hidroterapia, entre elas a da faixa úmida.

Veja reportagem completa aqui

Tags: Departamento de Saúde PúblicaUFSCUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Andifes divulga nota pública contra novo bloqueio orçamentário das universidades

29/11/2022 11:46

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) divulgou na segunda-feira, 28 de novembro, uma nota pública em que denuncia novo bloqueio de recursos para as universidades federais, feito “no apagar das luzes do exercício orçamentário”. De acordo com a Andifes, o novo corte – da ordem de R$ 244 milhões – pode inviabilizar a finança das instituições, comprometendo o pagamento de luz, funcionários terceirizados, bolsas, entre outros.

A nota pública da Andifes lembra ainda que, na metade do ano, foram bloqueados R$ 438 milhões. O órgão alerta para o dano à educação com sucessivos cortes orçamentários, impactando o funcionamento das universidades e institutos federais. A Andifes ainda pontua na nota que seguirá lutando pela recomposição orçamentária das instituições, buscando o “justo financiamento do ensino superior público”.

Leia a nota na íntegra.

NOTA PÚBLICA

Com surpresa e consternação, e praticamente no apagar das luzes do exercício orçamentário de 2022, as Universidades Federais brasileiras foram, mais uma vez, vitimadas com uma retirada de seus recursos, na tarde dessa segunda-feira (28). Enquanto o país inteiro assistia ao jogo da seleção brasileira, o orçamento para as nossas mais diversas despesas (luz, pagamentos de empregados terceirizados, contratos e serviços, bolsas, entre outros) era raspado das contas das universidades federais, com todos os compromissos em pleno andamento.

Após o bloqueio orçamentário de R$ 438 milhões ocorrido na metade do ano, essa nova retirada de recursos, estimada em R$ 244 milhões, praticamente inviabiliza as finanças de todas as instituições. Isso tudo se torna ainda mais grave em vista do fato de que um Decreto do próprio governo federal (Dec. 10.961, de 11/02/2022, art. 14) prevê que o último dia para empenhar as despesas seja 9 de dezembro. O governo parece “puxar o tapete” das suas próprias unidades com essa retirada de recursos, ofendendo suas próprias normas e inviabilizando planejamentos de despesas em andamento, seja com os integrantes de sua comunidade interna, seus terceirizados, fornecedores ou contratantes.

Como é de conhecimento público, em vista dos sucessivos cortes ocorridos nos últimos tempos, todo o sistema de universidades federais já vinha passando por imensas dificuldades para honrar os compromissos com as suas despesas mais básicas. Esperamos que essa inusitada medida de retirada de recursos, neste momento do ano, seja o mais brevemente revista, sob pena de se instalar o caos nas contas das universidades. É um enorme prejuízo à nação que as Universidades, Institutos Federais e a Educação, essenciais para o futuro do nosso país, mais uma vez, sejam tratados como a última prioridade.

A Andifes continuará sua incansável luta pela recomposição do orçamento das Universidades Federais, articulando com todos os atores necessários, Congresso Nacional, governo, sociedade civil e com a equipe de transição do governo eleito para a construção de orçamento e políticas necessárias para a manutenção e o justo financiamento do ensino superior público.

Brasília, 28 de novembro de 2022

 

 

Tags: Andifesbloqueio de orçamentoUFSCuniversidades federais

Nota de pesar: falece o professor aposentado Ailton João da Silva

29/11/2022 11:30

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica com pesar o falecimento do professor aposentado Ailton João da Silva, também conhecido como Bana, ocorrido na última segunda-feira, 28 de novembro, em Florianópolis, aos 77 anos.

Natural de Biguaçu, Ailton graduou-se pela UFSC em 1972 e fez estágio no Colégio de Aplicação. Em agosto de 1980, o professor Bana passou a trabalhar no Departamento de Matemática do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas da Universidade, onde posteriormente foi coordenador. Atuou ainda como tesoureiro da Comissão Permanente de Vestibular (Coperve) e integrou a equipe de elaboração de provas de Matemática do vestibular por alguns anos. Ailton João da Silva aposentou-se em março de 1992, como professor Adjunto do Departamento de Matemática.

O velório será realizado nesta terça-feira, dia 29, a partir das 12h, no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis.

A comunidade universitária, enlutada, solidariza-se com a família, colegas, amigos e alunos do professor Ailton João da Silva.

Tags: nota de falecimentoNota de pesarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Abertas as inscrições para Residência Multiprofissional da UFSC

29/11/2022 08:11

Estão abertas até o dia 4 de dezembro as inscrições para o o Processo Seletivo da Residência Multiprofissional em Saúde da Família, Residência Integrada Multiprofissional em Saúde e  Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial da Universidade Federal de Santa Catarina. O edital é voltado para profissionais das áreas de Educação Física, Enfermagem, Nutrição, Odontologia e Serviço Social;  Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Odontologia e Serviço Social, e Odontologia, respectivamente. Mais informações podem ser obtidas no documento. A seleção será feita com prova objetiva, na data provável de 17 de dezembro de 2022, no campus da UFSC na Trindade, em Florianópolis.

O processo seletivo é organizado pela Comissão de Residência Multiprofissional e Uniprofissional em Saúde (Coremu), e o ingresso é previsto para 2023. As inscrições devem ser feitas no site. Há 42 vagas disponíveis, com ações afirmativas assegurando até oito vagas para candidatos pretos e pardos e indígenas. Ainda serão asseguradas até três vagas para pessoas com deficiência. Cada uma das opções tem regras de distribuição própria, que devem ser conferidas no edital.

O resultado final da seleção será divulgado no dia 30 de janeiro de 2023, com ingresso dos selecionados previsto para ocorrer nos dias 1 e 2 de fevereiro. A Coremu tem atualmente três programas em funcionamento: o Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família, com 13 vagas, o Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, com 36 vagas, e o Programa de Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, com uma vaga. Também há dois programas aprovados aguardando bolsa do Ministério da Educação para iniciar o funcionamento: o Programa de Residência em Saúde Coletiva, do Campus Araranguá, e Programa de Residência em Medicina Veterinária, no Campus Curitibanos.

Tags: residência multiprofissional

Pós em Saúde Coletiva promove palestra sobre legalização da maconha no Canadá

28/11/2022 09:26

Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove a palestra Non-medical Cannabis legalization in Canadá, com o professor Benedikt Fischer, nesta quarta-feira, 30 de novembro, às 14h, no auditório de graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS/UFSC). A atividade será ministrada em inglês, e não haverá tradução. As inscrições devem ser feitas neste link.

A palestra dará certificado de uma hora e meia e tratará sobre a legalização da maconha no Canadá, com uma visão geral dos principais objetivos, desenvolvimentos e resultados para a saúde pública. Benedikt Fischer tem vínculo acadêmico com as universidades de Auckland, na Nova Zelândia, de Toronto, no Canadá, e com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Ele é pesquisador nas áreas de substâncias psicoativas, saúde pública e epidemiologia.

Tags: CannabisCCSmaconhaPrograma de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Novembro Negro: UFSC promove seminário sobre Áfricas, Diásporas, Educação Inclusiva e Libertadora

28/11/2022 08:53

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas da Universidade Federal de Santa Catarina promove o primeiro Seminário Kadila 2022: Áfricas, Diásporas, Educação Inclusiva e Libertadora na próxima quarta-feira, dia 30 de novembro e na quarta-feira seguinte, dia 7 de dezembro. O evento integra o calendário do Novembro Negro UFSC.

O Instituto Kadila reúne um grupo de docentes e pesquisadores da UFSC e de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pessoas que pesquisam em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica.

O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC, tais como: Núcleo de Estudos de Identidades e Relações Interénicas/NUER (CFH), Laboratório de História Social do Trabalho e da Cultura/LHSTC (CFH), Laboratório de Estudos do Espaço Rural/LabRural (CFH), Alteritas (CED), Núcleo de Políticas Linguísticas Críticas e Direitos Linguísticos/PoLiTicas (CCE),  LITERATUAL – Núcleo de Estudos de Literatura Atual (CCE), NECLA, Núcleo de Estudos Comparados de Literaturas Africanas (CCE) e o Eirenè (CCJ).
(mais…)

Tags: estudos africanos e DiasporasInstituto KadilaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Igrejinha Musical’ apresenta concerto em parceria com Departamento de Música da Udesc

25/11/2022 15:42

O projeto Igrejinha Musical apresenta um concerto com professores de Música da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) na próxima terça-feira, 29 de novembro, às 19h, na Igrejinha da UFSC. O espetáculo é realizado por João Titton, Hans Twitchell, Luís Cláudio Barros e Maurício Zamith – músicos experientes que exploram um repertório de música clássica e instrumental. O evento é gratuito e aberto à comunidade, com entrada liberada por ordem de chegada.

A ação é uma parceria entre o Departamento de Música da Udesc e o Departamento Artístico Cultural (DAC) da Secretaria de Cultura, Arte e Esporte (Secarte) da UFSC. O objetivo é levar ao público a produção artística do renomado corpo docente do Departamento de Música da Udesc, utilizando o espaço e a acústica privilegiados da recém-reformada Igrejinha da UFSC. A programação tem curadoria do professor Luiz Mantovani (Udesc) e apresenta grandes obras do repertório brasileiro e mundial, nas mais diversas formações instrumentais e vocais, e deve contar com mais uma apresentação com novos músicos no dia 8 de dezembro.

(mais…)

Tags: DACIgrejinha MusicalSeCArteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Fórum global sobre riscos de desastres começa nesta segunda (28)

25/11/2022 14:00

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sediará parte da programação do Fórum Global Understanding Risk (UR22), que ocorre de 28 de novembro a 2 de dezembro. Com patrocínio de instituições como Google e Nasa, o evento reunirá uma comunidade internacional de especialistas e profissionais da área de identificação de riscos de desastres. A programação conta com atividades on-line e presenciais, em diferentes locais de Florianópolis, e inclui mais de cem sessões técnicas com especialistas de todo o mundo, plenárias, palestras, demonstrações de tecnologia e performances artísticas.

Esta é primeira vez que o Brasil receberá o Fórum Global, voltado a acadêmicos, políticos, representantes do setor privado e de organizações comunitárias. Durante cinco dias, a conferência apresentará os mais recentes conhecimentos e inovações na área de gestão de risco de desastres, abrangendo tópicos que vão desde sistemas de alerta precoce até resiliência urbana, comunicação e financiamento do risco. Realizada em 2020, a última edição registrou cerca de 2,6 mil participantes de 179 países e, ao longo de três dias, contabilizou 138 horas de conteúdo, distribuídas em 120 sessões com 534 palestrantes.

Faça sua inscrição no site do evento

O evento será organizado pela Prefeitura de Florianópolis, Banco Mundial e Mecanismo Global para Redução e Recuperação de Desastres (GFDRR), com apoio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). Entre os expositores do evento em Santa Catarina estão Google, Nasa, TikTok, Canada, Image Cat., Anticipation Hub, Programa de Resiliência de Cidades, Parceria Digital Earth, entre outros. Representantes da Google e da Nasa também participarão de sessões com a apresentação de temas técnicos com foco em gestão de risco.
(mais…)

Tags: UFSCUnderstanding Risk Global ForumUniversidade Federal de Santa CatarinaUR22

UFSC promove roda de conversa sobre abordagens policiais com lideranças comunitárias

25/11/2022 08:54

O Instituto Memória e Direitos Humanos (IMDH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), em conjunto com o Serviço de Assessoria Jurídica Universitária Popular (SAJU) da UFSC, promovem uma roda conversa com lideranças comunitárias da Grande Florianópolis sobre abordagens policiais, violências, território, moradia e direitos humanos. O encontro reunirá representantes das comunidades Chico Mendes, Costeira e Marighella.

O evento será realizado no dia 1º dezembro 2022, quinta-feira, a partir das 16h, no mini-auditório do Departamento de Economia e Relações Internacionais no Centro Socioeconomico (CSE), bloco D, 2º andar – o prédio ao lado do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ). A atividade é presencial, aberta e gratuita, sem necessidade de inscrição prévia.

Mais informações pelo email imdh@contato.ufsc.br ou pelas redes sociais @imdh.ufsc.

Tags: Roda de ConversaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Exposição audiovisual mostra lutas e mobilizações de estudantes indígenas da UFSC

24/11/2022 10:35

De 29 de novembro a 2 de dezembro, alunos indígenas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promovem a exposição audiovisual que conta a trajetória de lutas e mobilizações dos estudantes da Ocupação Maloca – UFSC contra o marco temporal e por mais ações de permanência estudantil ao longo de 2022. O evento, que é gratuito, é realizado no Hall da Reitoria, em Florianópolis.

A programação conta com mostra fotográfica, lançamento de documentário, palestras com lideranças indígenas, debates e apresentações culturais. A exposição é realizada pelo curso de Jornalismo da UFSC e pelos alunos indígenas de diversas graduações da Universidade.

“Somos estudantes indígenas, estamos aqui na Universidade porque nossas lideranças lutaram para que isso acontecesse, e hoje nós temos a missão de continuar lutando, ocupando esses espaços que são nossos por direito. A exposição tem uma grande importância para a visibilidade dessa luta, para conscientizar as pessoas do quão benéfico é proteger e garantir que o preconceito e o racismo não seja tolerado, e ressaltar que a permanência indígena é fundamental para a inclusão nesses espaços, além de reforçar que proteger terras indígenas é proteger os nossos biomas”, afirma João Voia, estudante indígena do povo Xokleng, do curso de Jornalismo e membro da Ocupação Maloca.

A professora Isabel Colucci, do curso de Jornalismo, explica que a parceria com a Ocupação Maloca surgiu do seu trabalho como supervisora da monitoria indígena na graduação. “Eu percebi o quanto a Maloca, o coletivo de luta dos estudantes indígenas, faziam muita coisa. Eu fiquei impressionada com o quanto eles estavam inseridos em uma série de frentes de luta pelos direitos dos povos indígenas e também por permanência estudantil, e aí a nossa ideia foi criar um espaço junto a eles para mostrar à comunidade universitária toda essa mobilização que eles estão desempenhando ao longo do ano”, conta.

Para Laura Parintintin, aluna do curso de Ciências Sociais e membro da Ocupação Maloca, o projeto oportuniza que estudantes indígenas protagonizem suas próprias histórias. “Nós, estudantes indígenas da UFSC e também moradores da Ocupação Maloca, estamos muito ansiosos com esses dias de atividade. Vai ser um momento histórico para nós, porque pela primeira vez vai ser feita uma exposição onde nós vamos ser os protagonistas [para falar] das nossas lutas dentro e fora da Universidade”.

O evento conta com o apoio da Secretaria de Cultura, Arte e Esporte (Secarte/UFSC), do Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc), do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC) e do Departamento de Jornalismo/UFSC.

Programação

Terça-feira dia 29/11/2022
Dia – 08h – no Hall da Reitoria
➢ Abertura da Exposição Fotográfica (aberta ao público)
Noite – 18:00 no Auditório da Reitoria
➢ Canto Sagrado do Povo Xokleng/Laklãnõ
➢ Apresentação do rapper Fernando Xokleng (Estudantes Indigena do
Curso de Jornalismo)
➢ Mesa de abertura com autoridades institucionais da UFSC
➢ Mesa Redonda com os fotógrafos da Exposição
➢ Mediadores
● Estefany Padilha – Estudante Indígena de Psicologia do Povo Baré
● Eliel Camlem – Estudante Indígena de Relações Internacionais do Povo
Xokleng

Quarta-feira dia 30/11/2022
Dia – 08h – no Hall da Reitoria
➢ Exposição Fotográfica (aberta ao público)
Noite – 18:00 no Auditório da Reitoria
➢ Mesa de Lideranças Indígenas dos povos, Xokleng, Guarani, Kaingang
e Tukano, com o tema: A Luta Indígena em Múltiplos Espaços
➢ Palestrantes
● Brasílio Priprá (Liderança Xokleng/Laklãnõ)
● Setembrino Camlem (Liderança Xokleng/Laklãnõ)
● Cacica Presidente Jussara Djakuy Caxias Reis dos Santos (Povo
Xokleng/Laklãnõ)
● Cacica Elizete Antunes (Povo Guarani)
● Cacique Kretã (Povo Kaingang)
● Isabel Tucano (Liderança do Povo Tucano)
➢ Mediadores
João Voia (Estudante Indígena de Jornalismo do povo Xokleng/Laklãnõ)
Valéria Silva (Estudante Indígena de Nutrição do povo Kaingang)

Quinta-feira dia 01/12/2022
Dia- 08h – no Hall da Reitoria
➢ Exposição Fotográfica aberta ao público (Hall da Reitoria)
Noite – 18:00 no Auditório da Reitoria
➢ Apresentação do rapper Fernando Xokleng (Estudantes Indígena do
Curso de Jornalismo)
➢ Mesa de Estudantes Indígenas da Maloca com o tema: Protagonismo
dos Estudantes indígenas nas lutas que produzem conhecimentos.
➢ Palestrantantes:
● Thaira e Simoniel do Povo Xokleng
● Gesi e Marcelo do Povo Kaingang
● Geny e Serginho do Povo Guarani
● Laura do Povo Parintintin
● Mariri do Povo Yawalapiti
➢ Mediadores
● Vanessa Kaingang e Juscelino Xokleng
➢ Lançamento do videodocumentário sobre a Luta da Ocupação
Maloca-UFSC

Sexta-feira dia 02/12/2022
Dia – 08h – no Hall da Reitoria
➢ Exposição Fotográfica (aberta ao público)
10h – Exibição de documentários no Auditório da Reitoria
➢ “Laklãnõ/Xokleng: os órfãos do Vale”, de Andressa Santa Cruz e Clara
Comandolli.
➢ “Vanh gõ to Laklanõ” dirigido por Bárbara Prettes, Flávia Person e
Walderes Coctá Priprá, com produção de Jucelino Filho e produção
executiva Gabi Bresola e Carol Marins.

Para mais informações, acesse a página do evento no Instagram: @luta_dos_estudantes_indigenas.

 

Tags: departamento de Jornalismoestudantes indígenasOcupação Maloca