Ensaio fotográfico Beleza de Nossos Corpos Negros pode ser visitada até dia 5, na UFSC

03/04/2019 09:47

A Mostra 8M/2019 – Kurima Bantu Mulheres da Exposição Ensaio Fotográfico: A Beleza de Nossos Corpos Negros, do coletivo Kurima Estudantes Negras e negros da UFSC, foi prorrogada para visitação até o dia 5 de abril, na entrada do Bloco D do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).

Na noite desta terça-feira, 2 de abril, foi realizada, como parte da Mostra 8M/2019, a Roda de Conversa “Tradução Cultural e Artes: os corpos e as práticas coloniais contemporâneas contra artistas e atrizes negras e suas (re)existências”, com a participação da cantora Roberta Lira, mestranda do Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução (PPGET/UFSC).

Ficha Técnica da exposição

Realização: Kurima Mulheres Bantu MUDEMPODIRO e Coletivo Kurima – Estudantes Negras e Negros da UFSC

Fotografia: Diana Souza

Concepção, Coordenação Geral e Curadoria: Roberta Lira

Montagem: Ricardo Murdock e CAAC

 Assistentes de Produção: Amanda Duarte, Ma Lisboa, Lua Negra e Renata Moraes

 Filmagem e edição: Luna Vanzella

Parceria: Coordenação do Curso de Artes Cênicas.

Apoio: LabCine, SINTUFSC, Coletivo Vozes de Zambi, CCE.

Tags: Beleza de Nossos Corpos Negrosmostra fotográficaUFSC

Carnaval nos Açores: Espaço Cultural NEA recebe mostra fotográfica

07/02/2018 11:00

De 8 de fevereiro a 30 de março o Espaço Cultural do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) recebe a mostra fotográfica Carnaval nos Açores. A mostra retrata a festa popular na Ilha portuguesa de onde veio grande contingente de imigrantes para colonização do Brasil meridional.

Sobre a mostra

A mostra fotográfica é comemorativa os 270 anos do povoamento açoriano em Santa Catarina que comemoramos no ano 2018. Foi um grande projeto da Coroa Portuguesa de transferência em massa de gente do arquipélago dos Açores para ocupar o Brasil Meridional, os primeiros imigrantes chegaram a Ilha de Santa Catarina, vila de Nossa Senhora Desterro em 06 de janeiro der 1748, após terem realizado uma viagem de quase três meses embarcados.

Esta exposição é o resultado de uma maratona de fotográfica chamada “Gestos e Gente no Carnaval Terceirense” que aconteceu no carnaval dos Açores e foi organizado pela Presidência do Governo Regional dos Açores através da Direcção Regional das Comunidades. A proposta era fotografar o carnaval da Ilha Terceira nos Açores, que é uma coisa atípica. Convidaram para participar deste projeto fotógrafos do Brasil, Canadá e EUA onde encontramos imigração açoriana muito forte. Do Brasil foram fotógrafos do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul e o terceiro foi Joi Cletison, trabalhador da UFSC, representando Santa Catarina.

A proposta foi fotografar durante os quatro dias de carnaval os “Bailinhos” que acontecem somente na Ilha Terceira nos Açores. Na Ilha Terceira temos duas cidades Angra do Heroísmo e Praia da Victoria.

O que são os bailinhos?

Cada freguesia (bairro) organiza o seu próprio grupo que compõe uma música (letra e arranjos), montam uma coreografia, criam um figurino próprio e depois ensaiam. Nas noites de carnaval se apresentam em sua localidade e depois percorrem as diversas comunidades da Ilha fazendo apresentações.

O fotógrafo Joi Cletison viveu intensamente esta experiência nos quatro dias de carnaval de 2006, fotografando tarde, noite e nas madrugadas de sábado a terça feira de carnaval, tem mais de 900 imagens deste grande festival. Para Joi “é impressionante em todos os aspectos […] funciona perfeitamente sem que ninguém seja responsável pela organização sai um Grupo e entra outro, o público é fiel permanece ali o tempo todo mantendo os teatros lotados. Cada grupo cuida do tema, letra, música, figurino, transporte e recursos financeiros para montagem. A comunidade oferece apenas o espaço para apresentação e um lanche depois da apresentação. Cada grupo chega a fazer 8 apresentações durante a noite em locais diferentes. Usam como tema os acontecimentos corriqueiros do dia a dia como a política e outros ”.

A apresentação da exposição é do escritor e poeta açoriano Álamo de Oliveira, compositor de diversas marchas para este carnaval e também responsável por várias montagens teatrais e diversos bailinhos de carnaval.

Serviço:

Local: Espaço Cultural do NEA, campus Trindade da Universidade Federal de Santa Catarina

Período: 05/02 a 30/03/2018

Visitação: Segunda à sexta feira das 9h as 12h e das 14h às 17h

Promoção da exposição:

Universidade Federal de Santa Catarina – SECARTE

Governo Regional dos Açores – DRC

Realização: Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC

Contato:

(48)3721.8605

E mail   

Tags: mostra fotográficaNúcleo de Estudos Açorianos (NEA)UFSC

UFSC sedia mostras audiovisual e fotográfica de Antropologia

13/10/2015 13:53

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) organiza de 13 a 16 de outubro as Jornadas Antropológicas com o tema “Antropologia através das Antropologias”. O evento é composto por duas mostras – uma audiovisual, que será realizada no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), e uma fotográfica no Museu de Arqueologia de Etnologia Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE). Além das exposições também serão realizadas apresentações de trabalhos dos pesquisadores participantes. Esta é a 15ª edição das jornadas que acontecem a cada dois anos e buscam reunir pesquisadores da área de Antropologia para um debate acadêmico sobre as diferentes áreas de interesse da disciplina.  Todas as atividades são abertas ao público e gratuitas.
(mais…)

Tags: Jornadas AntropológicasMostra audiovisualmostra fotográficaPPGASUFSC

Mostra fotográfica sobre sentidos da maternidade dia 27

12/02/2015 17:00

chamada-mostra-2-A mostra “Madonnas contemporâneas em série fotográfica: relações estéticas e produção de sentidos sobre a maternidade”, de Ana Sabiá, será realizada no dia 27 de fevereiro, das 13h às 17h, no térreo do prédio de salas de aula do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC. O trabalho é resultado visual da pesquisa de mestrado em Psicologia Social, desenvolvida entre 2013 e 2015, que se propôs investigar alguns dos muitos sentidos da maternidade na contemporaneidade, utilizando, como principal método para elaboração e problematização do material estético-analítico, a construção de retratos fotográficos de nove mulheres-mães, que vivenciavam os primeiros 12 meses subsequentes ao parto.

Os retratos das mães, junto a seus filhos, foram realizados nas casas das participantes e contêm um elemento comum a todas: um varal de roupas. Neste foram colocados objetos, especialmente selecionados pelas mulheres retratadas, que servem como signos de comunicação visual/plástica a respeito de suas experiências maternas. Tais objetos são aqui assumidos como transmissores de sentidos, e arquitetam discursos visuais e comunicam sua biografia, tanto utilitária quanto afetiva, amalgamadas às das retratadas.
(mais…)

Tags: CFHmaternidademostra fotográficaUFSC

Exposição recupera imagens do trabalho em Santa Catarina

26/03/2012 08:04

Supermercado

Mostra fotográfica abre no dia 27 de março, apresentando acervo de Waldemar Anacleto, com imagens do ambiente de trabalho em Santa Catarina nas décadas de 50 a 70

O que mudou na vida dos trabalhadores e no trabalho desde a década de 60? A exposição “Imagens da mudança: trabalhadores de Santa Catarina no acervo de Waldemar Anacleto” permite compreender a conversão de artesãos em operários, a implantação das linhas de produção e o surgimento de uma sociedade de massasem Santa Catarina. Amostra fotográfica, que abre no dia 27 de março, às 19h30 na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, é fruto da união de esforços entre o Serviço Social do Comércio de Santa Catarina (SESC-SC), em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que cedeu recursos através do recém-criado Programa Bolsa Cultura.

A sequência de imagens em preto e branco foi selecionada de um acervo de mais de 4 mil fotos e filmes doados pela família de Waldemar Anacleto ao Núcleo de Estudos sobre Transformações no Mundo do Trabalho (TMT), da UFSC. Falecido em 2003, Waldemar Anacleto foi assessor de imprensa do Governo do Estado de Santa Catarina durante 17 anos. Nesse período, dedicou-se a registrar momentos históricos da vida cotidiana catarinense, entre ações governamentais e pessoas em situações públicas e privadas. Como a imagem em que retrata um vendedor informal, um camelô, nas esquinas das ruas Trajano e Felipe Schmidt.

Aberta até o dia 20 de abril, das 8 às 19 horas, a exposição está organizada em três conjuntos de imagens. O primeiro mostra o trabalhador em si, isolado em sua atividade, em pleno exercício do seu trabalho. A seguir o trabalhador é mostrado no seu âmbito de trabalho, muitas vezes junto a outras pessoas. No último conjunto, um grupo de imagens representa o contexto em que o trabalho se dava. “O que é aparentemente uma simples coletânea de fotografias é transcendência. Melhor seria dizer que é inscrever trabalhadores numa determinada história”, resume Bernardete Wrublevski Aued,  professora aposentada do Departamento de Sociologia e Ciência Política da UFSC e Criadora do Núcleo de Estudos sobre as Transformações no Mundo do Trabalho.

“Imagens da mudança: trabalhadores de Santa Catarina no acervo de Waldemar Anacleto” é parte de um projeto de extensão que visa ampliar o acesso público a esse registro histórico, que também estará disponível pela internet, no endereço anacleto.ufsc.br, a partir da abertura da mostra. Coordenado pelo professor de Sociologia e jornalista Jacques Mick, o projeto envolveu dois alunos de graduação remunerados pelo Projeto Bolsa Cultura, implementado no início do ano passado pela Secretaria de Cultura e Arte da UFSC. “A mostra é um dos  primeiros resultados desse investimento em bolsas para projetos de cultura”, destaca a secretária Maria de Lourdes Borges.

Serviço:
O que:
exposição “Imagens da mudança: trabalhadores de Santa Catarina no acervo de Waldemar Anacleto”
Quando:  abertura 27/03 – 19h30 | exposição de 28/03 a 20/04
Onde:  Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Quanto: Gratuito

Informações: anacleto.ufsc.br (sítio do acervo Waldemar Anacleto) – (48) 3721 9250 e  48-9982-8495 (prof. Jacques Mick, coordenador da mostra)

Jacques Mick Ielusc <> e o do Álvaro Diaz, curador da exposição: 48-9151-9899.

Jornalistas: Denise Ferreira <>;

Links para downloads de fotos

Camelô http://dl.dropbox.com/u/8475728/Programa%C3%A7%C3%A3o%20Cultural/foto19.jpg
Supermercado http://dl.dropbox.com/u/8475728/Programa%C3%A7%C3%A3o%20Cultural/foto15_.jpg
Paineis http://dl.dropbox.com/u/8475728/Programa%C3%A7%C3%A3o%20Cultural/foto%205.jpg
Impressão http://dl.dropbox.com/u/8475728/Programa%C3%A7%C3%A3o%20Cultural/foto%2010.jpg

Raquel Wandelli/Jornalista da SeCArte

Tags: mostra fotográficaSeCArteUFSCWaldemar Anacleto