Estudantes debatem Ações Afirmativas na UFSC: ‘uma luta que não acabou’

21/08/2019 17:03

“As lutas do movimento negro brasileiro pela implementação da política de cotas raciais e sua ampliação” foi tema de mesa-redonda no início da noite desta terça-feira, 20 de agosto, no auditório Henrique Fontes, Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Alunos e alunas compuseram a mesa e o público em um espaço para dar voz aos movimentos e coletivos de estudantes sobre a implantação da Política de Ações Afirmativas, que segundo os organizadores do evento foi “conquistada tão arduamente por uma luta que ainda não terminou”.

Para colocar em evidência as conquistas e os retrocessos das Ações Afirmativas no âmbito da Universidade e no país, foram chamados os ativistas e acadêmicos Lucas Anhaia, do curso de História e integrante do Núcleo de Estudos Negros; Delza da Hora, das Ciências Sociais e membra do Educafro; Mathaus Caricate, do Serviço Social e membro do Coletivo Negro de Serviço Social “Magali da Silva Almeida”; e Akin Reis, da Psicologia e membro do Movimento Negro em Defesa das Cotas.

O evento faz parte de uma Agenda Coletiva, com atividades entre os dias 20 e 23 de agosto, de terça a sexta-feira desta semana, articulada por coletivos e estudantes negros e negras da Universidade com o intuito de compartilhar temas importantes, atividades culturais e formativas com os calouros e calouras, organizações negras e indígenas.
(mais…)

Tags: ações afirmativasDCEUFSC

Conselho Universitário discute mudanças na resolução da Política de Ações Afirmativas da UFSC

25/06/2019 17:33

O Conselho Universitário (CUn) da UFSC, em sessão ordinária nesta terça-feira, 25 de junho, discutiu entre outros pontos de pauta, a proposta de alteração da Resolução Normativa nº 52/2015/CUn, que dispõe sobre a Política de Ações Afirmativas (PAA) no âmbito da Universidade para os processos seletivos de 2016 a 2022.

O relator e conselheiro Juliano Gil Nunes Wendt fez a leitura dos pontos a serem modificados para atualização do referido documento, conforme novo percentual do SiSU/MEC, que é de 30%, e da não implantação do Bônus Regional para o curso de Medicina em Araranguá, do programa do governo federal “Mais Médicos”, além de outros enquadramentos legais.

O pedido de atualização, segundo ofício encaminhado à presidência do CUn, se dá por uma série de motivos, entre eles a extensão do prazo da Lei de Cotas para 2026 pela Lei 13.409/2018 e a mudança do percentual de pessoas com deficiência em Santa Catarina, devido à Portaria 1.117/2108/MEC. Também foi sugerido que a RN 52 seja utilizada como texto base e, com as modificações propostas, assuma uma nova numeração.

Confira as alterações propostas 
(mais…)

Tags: ações afirmativasconselho universitárioUFSC

Documentário discute ações afirmativas na UFSC após uma década de implantação

17/05/2019 16:00

O documentário “Revolução Silenciosa: 10 anos de cotas raciais na UFSC”, produzido pelo estudante Lucas Krupacz, em parceria com a TV UFSC, discute os resultados das ações afirmativas para negros dentro da Universidade Federal de Santa Catarina após uma década de sua implantação.

A Lei de Cotas foi sancionada em 2012 e garante a reserva de 50% das vagas (por curso e turno) nas instituições públicas de ensino a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos. Deste número, um percentual mínimo de vagas correspondente ao da soma de pretos, pardos e indígenas no estado é reservado para estudantes destes grupos.
(mais…)

Tags: ações afirmativascotas raciaisTV UFSCUFSC

Coordenadoria de Inclusão Digital estará fechada nesta quinta e sexta-feira

03/04/2019 15:07

A Coordenadoria de Inclusão Digital (Coid/UFSC) informa que estará fechada nesta quinta e sexta-feira, dias 4 (o dia todo) e 5 de abril (até as 12 horas), para atendimento aos candidatos aprovados pelo Programa de Ações Afirmativas do Vestibular UFSC 2019 que precisam apresentar a documentação comprobatória de renda e de deficiências à Comissão Institucional da universidade.

A Coid está localizada ao lado da entrada da Biblioteca Central (BU), no Campus Trindade da UFSC. Mais informações por meio do telefone (48) 3721-4632.

Tags: ações afirmativasCoordenadoria de Inclusão DigitalUFSC

UFSC recebe calouros para matrícula presencial, que se encerra nesta sexta-feira

07/02/2019 12:51

Pedro Henrique Teodoro e a mãe Fabiane.

Às 8 horas e trinta minutos de quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019, Pedro Henrique Teodoro circulava pela primeira vez no Campus Florianópolis da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Os olhos brilharam a cada nova descoberta: ‘aqui fica a Reitoria, aqui o Centro de Comunicação e Expressão (CCE), aqui a Biblioteca Universitária (BU), mais a frente o Hospital Universitário (HU)’, dizia eu ao guiar o calouro, um amigo e a mãe Fabiane Justino Teodoro até o Centro de Ciências da Saúde (CCS).

O futuro estudante de Educação Física vem de uma família simples, é o primeiro a ingressar no Ensino Superior e espera ser exemplo para o irmão de três anos que ficou em casa com o pai, pescador em Laguna. “Não me vejo em outro curso. O campus é bem diferente de tudo que estou acostumado, é grande e muito legal”, relata ela.

Pedro é um dos mais de 4.600 candidatos aprovados no Vestibular 2019, ou Sisu 2019, ou na Reopção de vagas ociosas do Vestibular 2019 ou, ainda, no edital de Vagas Suplementares Negros que devem comparecer nos campi de Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville para realizar a matrícula presencial de 5 a 8 de fevereiro, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Ana Victória de Camargo tem 18 anos e cursará Ciências Contábeis. Acompanhada da mãe, Sandra de Camargo e Silva, aguardava ser chamada pela Comissão de Validação da Autodeclaração para a ação afirmativa Negros. Depois da matrícula, Ana fica e Sandra volta para São José dos Campos (SP). “O meu coração está apertado um pouco, por causa da distância, mas estou muito feliz porque é o primeiro vestibular dela e, se é isso que ela quer, eu dou apoio”.

Para a jovem estudante, a Política de Ações Afirmativas nas universidades federais é muito importante para dar espaço e voz ao negro. “Inserir o negro na universidade é possibilitar que o seu colega, branco e privilegiado, conheça o negro desprivilegiado, que sofreu preconceito. Assim, podemos disseminar a diversidade, ou seja, a cultura de ser negro e ser brasileiro”.

(mais…)

Tags: ações afirmativasmatrícula 2019matrícula ufscReopção 2019Sisu 2019UFSCvagas suplementares para indígenasvagas suplementares para negrosvagas suplementares para quilombolasVestibular 2019

Pessoa com Deficiência: calouros devem enviar documentação de validação até segunda, dia 4

02/02/2019 14:50

Ingrid Kertelen Franco Medina e seu cão-guia no campus da UFSC. Ingrid foi aprovada no Vestibular 2016 e é caloura do curso de Serviço Social, período noturno.

Os candidatos classificados para as vagas de Pessoa com Deficiência devem entregar a documentação exigida para validação de autodeclaração até segunda-feira, 4 de fevereiro, no Departamento de Administração Escolar (DAE) pessoalmente ou enviá-la por meio do endereço eletrônico . Os candidatos dos campi de Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville poderão, ainda, entregar os documentos na Secretaria Acadêmica do seu respectivo campus. Veja mais no site da SAAD e na Portaria n° 10 que trata das normas, do período e do local de realização da matrícula inicial.

Os documentos exigidos são os seguintes: laudo médico atestando a espécie e o grau da deficiência, nos termos do art. 4º do Decreto no º 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID). Este laudo será analisado por comissão especificamente constituída pela Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD) para esse fim.  A documentação dos candidatos classificados para as vagas de pessoas com deficiência será analisada pela Comissão de Validação da Autodeclaração de Pessoa com Deficiência designada pela SAAD. A comissão poderá, caso necessário, solicitar aos candidatos que entreguem documentação adicional.

Caso haja necessidade, o candidato poderá ser convocado para comparecer presencialmente à Comissão de Validação da Autodeclaração de Pessoa com Deficiência entre os dias 5 a 8 de fevereiro no Bloco H, piso térreo, Sala 004, do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

“A UFSC, para definir o que é deficiência, segue o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência n° 13.146/15), conforme está previsto no edital do Vestibular 2019”, salienta Francis. Desta forma, considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, intelectual e/ou sensorial que, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

Ainda, conforme o item 4.3.4.2. e 4.3.4.3. do edital do Vestibular 2019, não poderão se candidatar às vagas reservadas a pessoas com deficiência “indivíduos que apresentem apenas deformidades estéticas e/ou deficiências sensoriais que não configurem impedimento e/ou restrição ao seu desempenho no processo de aprendizagem pregresso”, como também “indivíduos que apresentem transtornos funcionais específicos (dislexia, discalculia, disgrafia, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade)”. Verifique a íntegra do Edital AQUI.
(mais…)

Tags: ações afirmativasmatrícula 2019Pessoa com deficiênciaReopção 2019Sisu 2019UFSCvagas suplementaresvagas suplementares para indígenasvagas suplementares para negrosvagas suplementares para quilombolasVestibular 2019

Calouros de Ações Afirmativas: fiquem atentos à documentação exigida para a validação e matrícula

02/02/2019 14:46

Os candidatos que optaram por Ações Afirmativas (cotas) no momento da inscrição dos processos de ingresso da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) precisam ficar atentos a uma série de documentos a serem entregues no período de matrícula, que acontecem de 5 a 8 de fevereiro.

Os que se inscreveram para a Ação Afirmativa Pessoa com Deficiência devem entregar a documentação exigida até segunda-feira, 4 de fevereiro, no Departamento de Administração Escolar (DAE) pessoalmente ou enviá-la por meio do endereço eletrônico . Os candidatos dos campi de Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville poderão, ainda, entregar os documentos na Secretaria Acadêmica do seu respectivo campus. Veja mais detalhes na reportagem Pessoa com Deficiência: calouros devem enviar documentação até segunda, dia 4.

As validações das autodeclarações realizadas no processo do Vestibular 2019, Sisu 2019, Reopção, Vagas Suplementares Negros e Vagas Suplementares Indígenas e Quilombolas seguem um cronograma específico e exigem dos candidatos, no ato da matrícula, uma série de documentos. Para isso, foram montadas comissões de validação para cada uma das cotas, sendo elas: Pessoa com Deficiência, Preto, Pardo e Negro ou Indígena/Quilombola, e Renda.
(mais…)

Tags: ações afirmativasIngresso UFSC 2019matrícula 2019matrícula ufscReopção 2019Sisu 2019UFSCvagas suplementares para indígenasvagas suplementares para negrosvagas suplementares para quilombolasVestibular 2019

Vestibular UFSC 2019: entenda a distribuição de vagas em ações afirmativas

10/01/2019 10:21

O vestibular 2019 da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) visa ocupar 4.555 vagas totais disponíveis em 101 cursos de graduação em cinco campi: Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville, o que representa 70% das vagas. Desde o Vestibular 2008, por meio da aprovação da Resolução Normativa n° 008, a UFSC disponibiliza uma parcela de suas vagas para serem preenchidas por meio de ações afirmativas. Ao longo desses anos diversos aperfeiçoamentos foram realizados, tanto internamente como em nível nacional, principalmente após a aprovação da Lei 12.711 em agosto de 2012, chamada popularmente de Lei de Cotas.

Das 4.555 vagas do vestibular, 2.260 são para ampla concorrência e as demais, 2.295, são destinadas a estudantes que cursaram o Ensino Médio integralmente em escolas públicas, o que representa 50% do total de vagas ofertadas. Esse recorte atende ainda aspectos de renda, autodeclarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiências (conforme previsto pelas Leis n° 12.711/2012 e n° 13.409/2016). Ao todo são oito opções de cotas em que o candidato oriundo de escola pública optou no momento da inscrição, sendo elas:

Ampla Concorrência PAA – Escola Pública
2260 Renda até 1,5 salário mínimo Renda superior a 1,5 salário mínimo
PPI Outros PPI Outros
deficientes Não deficientes deficientes Não deficientes deficientes Não deficientes deficientes Não deficientes
144 282 201 544 141 279 199 505

*PPI: autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Informações completas estão disponíveis no item 4 do Edital.

A outra metade, que compreende 2.260 vagas, é de livre inscrição e os candidatos concorrerão na modalidade Classificação Geral. Francis Tourinho, secretária de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC, esclarece que o número de vagas disponíveis para as cotas é diferente em cada curso. “Por isso, é fundamental que o candidato verifique o Anexo I do edital para saber quantas vagas estão disponíveis no curso e na modalidade que ele quer cursar”.
(mais…)

Tags: #Vestibular UFSC2019ações afirmativasAções Afirmativas na universidadecotas UFSCUFSCVestibular UFSCvestibular2019

Documentário sobre os 10 anos das ações afirmativas para estudantes negros na UFSC será exibido nesta terça

19/11/2018 09:23

Em 2018, completa-se uma década da implantação da política de ações afirmativas para negros na Universidade Federal de Santa Catarina. Este é o tema do documentário “Revolução Silenciosa: 10 anos de cotas raciais na UFSC”, que será apresentado no dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra, às 18h, no auditório Henrique Fontes, bloco B do Centro de Comunicação e Expressão da UFSC. 

Trata-se da defesa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do estudante de Jornalismo Lucas Krupacz. Para contar esta história de desafios e transformações, o vídeo traz depoimentos de protagonistas, estudantes negros e negras cotistas, professores, pesquisadores e representantes de órgãos institucionais.

A narrativa é contada num passo-a-passo de uma revolução possibilitada pelo acesso à educação e mostra os desdobramentos da luta histórica pela conquista de cotas nas universidades. O documentário aborda a desigualdade racial brasileira, o surgimento da política de cotas no país e a importância das ações afirmativas para estudantes e comunidade. Mostra como é a realidade na UFSC: desde a verificação de quem se declara pretos e pardos, os desafios em permanecer na UFSC e os impactos na Universidade. O TCC foi realizado em parceria com a TV UFSC.
(mais…)

Tags: ações afirmativasdocumentárioUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ações Afirmativas e Permanência Estudantil são temas de Fórum na UFSC

12/11/2018 18:13

Na manhã desta segunda-feira, 12 de novembro, foi realizada a abertura do “I Fórum de Ações Afirmativas e Permanência Estudantil da UFSC”. O evento, organizado pelo Comitê Institucional de Ações Afirmativas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), propõe-se a promover um espaço de debate sobre questões centrais de acesso e permanência dos estudantes da UFSC e construir propostas de consolidação de uma política institucional que agregue as ações afirmativas e a permanência, mais aproximada da realidade dos estudantes.

A mesa de abertura do evento contou com a participação do reitor Ubaldo Cesar Balthazar, dos pró-reitores, Pedro Luiz Manique Barreto (PRAE) e Alexandre Marino Costa (Prograd), da secretária, Francis Solange Vieira Tourinho (SAAD), da presidente do Comitê Institucional de Ações Afirmativas UFSC, Claudia Priscila Chupel, e da representante dos estudantes indígenas, Débora Priprá. “Estamos passando do momento de discutir essas políticas, precisamos institucionalizá-las. Temos que trabalhar na universidade com uma política que não dependa do governo”, ressaltou o reitor. Para Ubaldo, essas políticas não podem estar atreladas a um governo, elas devem ser ações de Estado.

Reitor, Ubaldo Cesar Balthazar, participou da mesa de abertura do Fórum. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC

O pró-reitor Pedro Luiz Manique Barreto (PRAE) também enalteceu a necessidade de institucionalização da assistência estudantil, que atualmente é regulada por decreto e precisa de uma regulação mais sólida. Barreto destacou os quatro objetivos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) (I – democratizar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal; II – minimizar os efeitos das desigualdades sociais e regionais na permanência e conclusão da educação superior; III – reduzir as taxas de retenção e evasão; IV – contribuir para a promoção da inclusão social pela educação;) e 10 ações para consolidá-los (I – moradia estudantil; II – alimentação; III – transporte; IV – atenção à saúde; V – inclusão digital; VI – cultura; VII – esporte; VIII – creche; IX – apoio pedagógico; X – acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação;).
(mais…)

Tags: ações afirmativasações de permanênciacotascotas raciais

1º Fórum de Ações Afirmativas e Permanência Estudantil nos dias 12 e 13

09/11/2018 14:00

O Comitê Institucional de Ações Afirmativas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) convida toda a comunidade universitária a participar do “I Fórum de Ações Afirmativas e Permanência Estudantil da UFSC”. A atividade ocorre nos dias 12 e 13 de novembro de 2018 e tem como objetivo promover espaço de debate sobre questões centrais sobre acesso e permanência dos estudantes da UFSC, bem como de construção de propostas de consolidação de uma política institucional que agregue as ações afirmativas e a permanência, mais aproximada da realidade dos estudantes.

As inscrições para a participação no Fórum devem ser realizadas através do link até o dia 8 de novembro de 2018.

(mais…)

Tags: ações afirmativasComitê Institucional de Ações Afirmativas da UFSCI Fórum de Ações Afirmativas e Permanência Estudantil da UFSCUFSC

Pós em Antropologia Social realiza seminário sobre os desafios das ações afirmativas

31/10/2018 15:39

O I Seminário de Ações Afirmativas do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGAS/UFSC) ocorre nos dias 6 e 7 de novembro. O evento ocorre nos auditórios da UFSC, do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e do Espaço Físico Integrado (EFI). A atividade nasce com o intuito de ser um espaço de diálogo, articulação e mobilização de agentes modificadores da realidade da produção científica e acadêmica, no âmbito das ações afirmativas. Também visa incentivar o pensar e repensar as políticas que estão sendo implementadas, alocadas e construídas dentro do próprio programa, da universidade e de outras instituições de ensino do Brasil.

(mais…)

Tags: Ações afirmativa na pós-graduaçãoações afirmativasI Seminário de Ações AfirmativasPrograma de Pós-Graduação em Antropologia SocialUFSC

Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades abre inscrições para servidores participarem de processo de validação de renda

22/10/2018 10:35

Servidores da UFSC interessados compor a comissão de validação de renda dos estudantes que optam pelo ingresso via Política de Ações Afirmativas devem se inscrever e participar do curso de capacitação “Política de Ações Afirmativas da UFSC: Aspectos Gerais sobre o Processo de Validação de Renda” ou terem participado do curso nos anos anteriores (2016 e 2017).

Anualmente, a UFSC realiza o processo de validação da autodeclaração de renda dos estudantes que optam pelo ingresso via Política de Ações Afirmativas. A análise de renda é feita por servidores nomeados pela Secretária de Ações Afirmativas e Diversidades. Os interessados em participar das comissões de análise de renda de 2019 deverão preencher o formulário até o dia 31 de outubro.

As inscrições para o curso de capacitação podem ser feitas através do Sistema Gestor de Capacitação (SGCA), pelo link: http://sgca.sistemas.ufsc.br até o dia 31 de outubro.

Maiores informações pelo e-mail  ou pelo ramal 5943.

Tags: ações afirmativasUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Vestibular 2019 UFSC: 2.295 vagas disponíveis em ações afirmativas

08/10/2018 10:59

As inscrições para o Vestibular 2019 da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) se encerram nesta segunda-feira, dia 8 de outubro, e visam ocupar 70% das vagas totais disponíveis em cursos de graduação (4.555 vagas), sendo que as outras 1.930 vagas (30%) serão preenchidas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu/Enem) em janeiro de 2019.

Desde o Vestibular 2008, por meio da aprovação da Resolução Normativa n° 008, a UFSC disponibiliza uma parcela de suas vagas para serem preenchidas por meio de ações afirmativas. Ao longo desses anos diversos aperfeiçoamentos foram realizados, tanto internamente como em nível nacional, principalmente após a aprovação da Lei 12.711 em agosto de 2012, chamada popularmente de Lei de Cotas.

Para o Vestibular UFSC 2019 o candidato precisa ficar atento às opções de como participar do processo de ingresso. No momento da inscrição é preciso definir se a concorrência se dará pela ampla concorrência ou pelas vagas definidas pela Política de Ações Afirmativas (cotas).

A UFSC destina 50% do total de vagas para estudantes que fizeram todo o Ensino Médio em escolas públicas com recorte de renda, autodeclarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiências (conforme previsto pelas Leis n° 12.711/2012 e n° 13.409/2016). Ao todo são oito opções de cotas em que o candidato oriundo de escola pública pode optar no momento da inscrição, sendo elas:

  1. até1,5 salário mínimo + *PPI + deficiente (144 vagas);
  2. até1,5 salário mínimo + *PPI (282 vagas);
  3. até1,5 salário mínimo + deficiente (201 vagas);
  4. até1,5 salário mínimo (544 vagas)
  5. maior 1,5 salário mínimo + *PPI + deficiente (141 vagas);
  6. maior 1,5 salário mínimo + *PPI (279 vagas)
  7. maior 1,5 salário mínimo + deficientes (199 vagas);
  8. maior 1,5 salário mínimo (505 vagas).

*PPI: autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Informações completas estão disponíveis no item 4 do Edital.

Esses números representam 2.295 vagas em ações afirmativas. A outra metade, que compreende 2.260 vagas, é de livre inscrição e os candidatos concorrerão na modalidade Classificação Geral.

Francis Tourinho, secretária de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC, esclarece que o número de vagas disponíveis para as cotas é diferente em cada curso. “Por isso, é fundamental que o candidato verifique o Anexo I do edital e verifique quantas vagas estão disponíveis no curso e na modalidade que ele quer cursar”.
(mais…)

Tags: ações afirmativascotasUFSCVestibular 2019Vestibular UFSC

Pesquisa inédita faz diagnóstico nacional de avanços e desafios no sistema de cotas brasileiro

14/05/2018 14:49

Joana Celia dos Passos, professora da UFSC. Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC

‘Enquanto o couro do chicote cortava a carne

A dor metabolizada fortificava o caráter

A colônia produziu muito mais que cativos

Fez heroínas que pra não gerar escravos, matavam os filhos

Não fomos vencidas pela anulação social

Sobrevivemos à ausência na novela, e no comercial

O sistema pode até me transformar em empregada

Mas não pode me fazer raciocinar como criada’

A música ‘Mulheres Negras’ de Yzalú foi recitada pela professora da UFSC Joana Celia dos Passos, na abertura do seminário de socialização da pesquisa nacional ‘Trajetórias de cotistas no ensino superior’.
(mais…)

Tags: ações afirmativascotasindígenasMECnegrospardospesquisa nacionaltrajetória cotas no ensino superiorUFSC

O papel da linguagem no combate ao racismo: ciclo de debates aborda ações afirmativas na UFSC

17/04/2018 16:21

O Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada (NELA/CCE/UFSC) promove o VI Ciclo de debates NELA. O evento ocorre no dia 24 de abril, terça-feira.

Nesta sexta edição do ciclo, o tema é ” Políticas de Ações Afirmativas da UFSC: um convite ao debate sobre o papel da linguagem no combate ao racismo”. São duas mesas de debate e uma palestra, com programação das 9h às 18h, na Sala Drummond, no térreo do Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE).

As inscrições são gratuitas e há certificação das participação.

Programação

9h – MESA 1: Ações afirmativas, branquitude e o professor de línguas
Prof. Dr. Marcelo Tragtenberg (SAAD-UFSC): Ação afirmativa melhora
a Universidade: o caso do Português.
Profª. Doutoranda Danielle Sousa (PPGLg-UFSC/IFMA): Professores de
línguas negros nas instituições federais: O caso da UFSC e do IFMA.
Profª. Dra. Lia Vainer Schucman: Branquitude e letramento racial: o
lugar do branco nas relações raciais brasileiras.
Mediador: Prof. Dr. Adair Bonini (NELA-UFSC)
Debate
(mais…)

Tags: ações afirmativasciclo de debatesCiclo de debates NELANELANúcleo de Estudos em Linguística AplicadaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Secretaria de Ações Afirmativas recepciona estudantes negros, quilombolas e indígenas

02/08/2017 17:46

Na noite de terça-feira, 1º de agosto, a Secretaria de Ações Afirmativas (Saad) da UFSC promoveu uma recepção aos calouros indígenas, negros e quilombolas que ingressaram por vagas suplementares. Além de receber os estudantes, o encontro teve como objetivo divulgar e esclarecer dúvidas em relação a alguns serviços e ações da universidade, como o acesso às bolsas de auxílio, moradia estudantil, uso do Restaurante Universitário e da Biblioteca.

A cerimônia foi realizada no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) e teve início com a fala do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que deu as boas vindas aos estudantes e lembrou da importância da implementação das ações afirmativas na UFSC, desde 2008, e da criação da Saad. O reitor reconhece que o programa tem alguns problemas, mas avalia de maneira positiva o desenvolvimento da Saad. “Estamos aprendendo ainda a fazer a execução da política pública, só existimos há um ano, mas a experiência tem sido boa”, defende Cancellier.

Graziela de Souza ao lado da filha que a acompanhou na recepção. Foto: Henrique Almeida

A estudante de Administração Graziela Salete de Souza comemora a entrada na universidade pelas vagas suplementares para negros. Ela e os dois filhos mais velhos ingressaram juntos no ensino superior neste ano. Um de seus filhos também entrou na UFSC por meio das vagas suplementares. “Eu tenho 41 anos e há pelo menos 15 anos eu tento entrar na faculdade. Se não fosse dessa forma eu nunca teria entrado”. Graziela trabalha como auxiliar administrativa e acredita que o ingresso no curso de Administração vai auxiliar muito na sua carreira. “Quero agarrar essa oportunidade com unhas e dentes”, ela conclui.

O evento contou ainda com a presença do diretor de Assuntos Estudantis da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), Ruy Tadeu Mambrini Ribas; da Coordenadora de Avaliação e Apoio Pedagógico, Soraia Selva da Luz; da secretária de Ações Afirmativas, Francis Tourinho; e dos coordenadores dos cursos de Medicina, Pedagogia, Licenciatura Intercultural Indígena, Administração e Relações Internacionais.

Os estudantes receberam materiais com instruções sobre os serviços da Coordenadoria de Avaliação e Apoio Pedagógico, como as bolsas monitorias e o Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape). Aqueles que ingressaram agora podem ser monitores das disciplinas a partir da segunda fase, pois o pré-requisito é ter cursado a disciplina da qual será monitor. O Piape oferece aulas de conteúdo básico nos quais os estudantes demonstram mais dificuldade, como elaboração de textos e matemática básica.

Além dessas orientações, os alunos receberam a cartilha “Rede de Atenção e Serviços – Município de Florianópolis” que traz um guia de lugares que oferecem serviços de saúde, assistência social, lazer, cultura, arte, educação, direitos humanos, oportunidades de estágio e de emprego.

Giovanna Olivo/Estagiária de Jornalismo/Agecom/UFSC

Tags: ações afirmativasindígenasnegrosPRAEquilombolasSaadUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Matrícula presencial de aprovados no Sisu/UFSC entre 14 e 17 de fevereiro

13/02/2017 09:11

A primeira etapa de matrícula dos candidatos aprovados pelo Sisu para a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi realizada entre os dias 3 e 7 de fevereiro. A segunda etapa, presencial, será entre 14 e 17 de fevereiro. Confira as informações necessárias na portaria que regula as matrículas do Sisu 2017.

Para efetuar a matrícula em on-line, o candidato deve acessar o site www.sisu2017.ufsc.br e gerar uma senha de acesso ao sistema de matrícula. Ao acessar o sistema de matrícula o candidato deve preencher as autodeclarações e os formulários específicos de cada categoria de ingresso, imprimindo-os e assinando-os para entrega nas coordenadorias dos respectivos cursos, juntamente com os demais documentos exigidos, necessários para a etapa presencial de matrícula.

As vagas que não forem ocupadas nesta etapa on-line da matrícula serão remanejadas ao candidato da classificação subsequente e imediata da lista de espera do Processo Seletivo Sisu/UFSC/2017.

Matrícula presencial

A etapa presencial pode ser efetivada pessoalmente ou mediante procuração. O candidato classificado que não realizar a matrícula na etapa on-line, no prazo estabelecido, estará impedido de realizar a etapa presencial. Da mesma forma, aquele que, tendo feito a etapa on-line, não realizar a etapa presencial, perderá o direito à vaga e será substituído pelo candidato da classificação subsequente e imediata da lista de espera.

Todos os classificados – pela classificação geral ou por uma das modalidades de cotas do Programa de Ações Afirmativas – que efetuaram a matrícula on-line deverão confirmá-la na etapa presencial, pessoalmente ou mediante procuração particular, munidos da documentação completa exigida, conforme data, horário e local previstos no cronograma a seguir:

Candidatos Data, horário e local para matrícula presencial
Candidatos classificados de todos os cursos, em 1ª, 2ª e 3ª chamadas, seja pela classificação geral, seja por uma das modalidades de cotas da Política de Ações Afirmativas. Dias: 14, 15, 16 e 17 de fevereiro.Horário: das 8h às 12h e das 14 às 18h. Local: Coordenadoria dos cursos.

Ações Afirmativas

Todos os candidatos classificados nas categorias “escola pública, renda familiar bruta mensal igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita” e “escola pública, renda familiar bruta mensal igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita”/PPI (autodeclarados pretos, pardos ou indígenas), que efetuaram a matrícula na Etapa On-line, deverão apresentar-se primeiramente nas respectivas comissões de validação de autodeclaração de renda. Os mesmos devem estar munidos da documentação exigida num dos anexos da portaria que regula as matrículas, pessoalmente ou mediante procuração particular, para validação da sua autodeclaração para a posterior confirmação da matrícula na Etapa Presencial junto à coordenadoria do seu curso, conforme horário, data e local previstos no cronograma definido pela portaria.

Confira o vídeo da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD) com as dicas:

Documentação

Todos os calouros deverão apresentar, na matrícula presencial, a seguinte documentação, em cópia simples juntamente com os originais ou em cópia autenticada para conferência nas coordenadorias de cursos:

I. Documentos de identificação (RG e CPF) com os quais se inscreveu no concurso Vestibular UFSC/2016. Os candidatos estrangeiros deverão apresentar também visto permanente ou temporário válido emitido pela Polícia Federal;

II. Comprovante de quitação eleitoral (para maiores de 18 anos);

III. Certificado militar (para candidatos do sexo masculino);

IV. Atestado de vacinação contra rubéola (para candidatas do sexo feminino de até 40 anos – Lei nº 10.196/1996/SC)

V. Declaração negativa, assinada, de matrícula simultânea em outro curso de graduação da UFSC ou em outra instituição pública de ensino superior (impressa pelo candidato na etapa on-line da matrícula);

VI. Certificado e histórico escolar do ensino médio ou equivalente ou diploma de ensino superior, observando-se as especificidades das exigências dos artigos 4º e 5º da portaria que regula as matrículas do Sisu/UFSC/2017. Caso o candidato tenha concluído o ensino médio no exterior deverá apresentar documento comprobatório de equivalência ao ensino médio, expedido pelo Conselho Estadual de Educação.

Mais informações no site do Sisu/UFSC/2017.

Tags: ações afirmativasmatrículaSisuSisu/UFSCSisu/UFSC/2017UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Conselho Universitário se reúne em sessão ordinária nesta sexta-feira

14/12/2016 08:42

O Conselho Universitário (CUn) da UFSC se reúne em sessão ordinária nesta sexta-feira, 16 de dezembro, às 14h, na sala Professor Ayrton Roberto de Oliveira (Sala dos Conselhos), com transmissão ao vivo.

Ordens do dia:

1. Processo nº 23080.078771/2016-31

Requerente: Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD)

Assunto: Apreciação da proposta de alteração da Resolução Normativa nº 65/2015/CUn, a qual trata da criação do Comitê Institucional de Ações Afirmativas da UFSC.

Relator: Luciano Lazzaris Fernandez

2. Processo nº 23080.078538/2016-58

Requerente: Wilson Knoner Campos e outros.

Assunto: Apreciação de Recursos Administrativos relativos ao Concurso público para Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico para o campo de conhecimento: “Educação Infantil” do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), objeto do Edital nº 062/DDP/2016.

Relator: Rogério Silva Portanova

3. Informes gerais

 

Tags: ações afirmativasconselho universitárioCUnUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC mostra preocupação com os desafios da gestão em ações afirmativas

10/11/2016 15:20
Foto: Caetano Machado/Agecom/UFSC

Foto: Caetano Machado/Agecom/UFSC

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sedia, desde quarta-feira, 9 de novembro, o I Seminário Nacional de Gestão em Ações Afirmativas no Ensino Superior. O objetivo do encontro é socializar experiências aplicadas em universidades e elaborar propostas para o aprimoramento deste tipo de política.

A primeira mesa-redonda do evento, organizado pela Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) da UFSC e pela Associação Brasileira de Pesquisadores (as) Negros e Negras (ABPN), Gestão e AA: institucionalização e transversalidades, contou com a participação de representantes de três instituições: da própria UFSC, da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Francis Tourinho, titular da Saad, apresentou a estrutura do órgão, ressaltando que conta com 51 envolvidos, entre docentes, técnicos-administrativos e estagiários, e que um dos desafios da gestão em ações afirmativas é “ser acolhido por quem quer acolher”. Ela também lembrou que a universidade “é um reflexo de nossa sociedade, com racismo, machismo, homofobia” e que tenta acelerar a resolução destes casos. Ela relatou que um aluno denunciado por fazer apologia ao estupro foi obrigado a comparecer a uma disciplina de igualdade de gênero (e ser aprovado). Francis reforçou que a agressão vista nas redes sociais deve ser denunciada aos órgãos da UFSC para providências serem tomadas.
(mais…)

Tags: ações afirmativasSaadsecretaria de ações afirmativas e diversidadesUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Vestibular UFSC 2017: Angela Medeiros

05/10/2016 08:02

ANGELA_Vestibular_2017

Angela Medeiros, estudante de Psicologia

“Eu escolhi a UFSC por causa das ações afirmativas, e porque já tinha como foco entrar numa universidade federal. Sou de São Bernardo, São Paulo. Eu vim estudar em Florianópolis. Trouxe um dos meus filhos, enquanto o outro ficou em São Paulo, e durante a faculdade tive a minha filha Ísis.

Eu sempre gostei muito do campo da Psicologia, achava muito interessante o trabalho da psicologia social. A importância de entender como o funcionamento da sociedade influencia as pessoas. Eu gosto muito do currículo do meu curso, porque é um currículo generalista e é possível escolher a abordagem que você vai querer na psicologia. Mas ao mesmo tempo é muito pesado, porque são mais de 4500 horas de curso. São oito disciplinas obrigatórias por semestre, e, às vezes, é preciso fazer mais duas optativas para fechar essas milhares de horas. É muito puxado pra mim, que sou mãe, por isso não consegui terminar o curso em 10 semestres. Eu não vinha só estudar, tinha que estudar e trabalhar.

Ser mãe na Universidade sempre foi muito tranquilo. As pessoas da minha turma geralmente entendem a situação, e eu me sinto muito bem. Alguns professores tiveram um pouco mais de dificuldade de entender, e ainda têm. Eu tive que trazer o Pedro algumas vezes para as aulas, porque quando eu comecei a graduação, ele tinha nove meses.É difícil para os professores entender a realidade das pessoas que estão entrando agora. O perfil do aluno é totalmente diferente do perfil de antes: agora são várias mães, vários pais. Mas também há aqueles que ajudam, entendem o perfil do estudante e aproveitam da experiência enquanto mãe para as aulas. Ajuda bastante quando você já tem um conhecimento de desenvolvimento infantil, e eu estou passando por isso em várias etapas.

Sempre trabalhei aqui na UFSC, fazendo estágio. Eu saía da aula e ia para o estágio. O estágio ajuda bastante, muitos professores te levam para o lado profissional mesmo. Eu sou bolsista do Núcleo de Pesquisa em Movimentos Sociais (NMPS), trabalho na área de ações afirmativas, pesquiso sobre as ações afirmativas na UFSC, como elas se implementaram, como os estudantes estão permanecendo.

Eu tenho um perfil diferente de outros alunos, que entram na universidade sem se perceber como negro, eu já sabia que era negra. Então eu cheguei me impondo, algumas pessoas ficam com medo disso. Às vezes eu sinto o racismo nos olhares, ou nas atitudes, como ignorar as coisas que eu falo. É uma coisa sutil, um racismo à brasileira. Mas ao mesmo tempo eu me sinto muito fortalecida porque existem os grupos de estudantes negros, LGBT, que eu participo. Isso fortalece, porque você divide as suas experiências e um vai ajudando o outro. O que me manteve na universidade foi a relação com esses grupos. Ajudei a construir o Coletivo 4P, e tem várias atividades das quais a gente participa, como a recepção de calouros, pra eles poderem se ambientar com o local. Nós batalhamos muito por essas coisas.

Quando eu cheguei aqui me falaram que eu ia sofrer muito, que seria muito difícil. ‘Tem várias pessoas que não querem vocês aqui’, foi o que eu ouvi, era de assustar. Então para quem está querendo entrar é importante entender que esse é um espaço seu, um direito. Nunca deve se preocupar com nada que possa vir a dizer que esse espaço não é seu. Aproveite o máximo e traga o seu conhecimento para dentro da universidade, não é só a universidade que dá conhecimento, a gente também tem conhecimento pra passar.

Eu amadureci muito depois que entrei na UFSC. Aprendi muito do funcionamento da ciência, o que a ciência trabalha e como trabalhar com essas questões. Aprendi a lidar também como esse ritmo frenético que são oito disciplinas obrigatórias e o trabalho. Essa coisa da vida de adulto, de ser responsável por várias coisas. Agora que eu estou saindo percebo o quanto aprendi.”

Tags: ações afirmativasUFSCVestibular UFSC 2017

Associação de Pós-Graduandos promove debate sobre ações afirmativas

24/08/2016 10:42

A Associação de Pós-Graduandos da UFSC (APG) irá promover uma mesa de debate sobre ações afirmativas e a atual conjuntura educacional no país. O encontro “Retrocessos da Educação e as Ações Afirmativas na Pós” será no dia 30 de agosto, às 18h30, no auditório da Biblioteca Central.

O debate será conduzido por Davi Perez, Joziléia Daniza Jagso Inácio Jacodsen e Larisse Pontes .

Mais informações no Facebook e no site.

Tags: ações afirmativasAPGpós-graduaçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Grupo de pesquisa promove oficina ‘Repensando as diferenças no mundo do direito’

22/08/2016 09:46

O grupo de pesquisa Observatório de Justiça Ecológica irá realizar a oficina de direitos humanos “Repensando as diferenças no mundo do direito” no dia 29 de agosto, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas.

A Oficina funcionará em dois momentos: na primeira parte (das 9h30 às 12h), haverá a apresentação da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD), pela professora Francis Tourinho. Em seguida, ocorre a participação do Pesquisador do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) Maurício Pereira Gomes, que irá abordar o tema central da oficina.

No segundo momento da oficina, que terá inicio às 19h, também no auditório do CCJ, haverá a exibição de um documentário sobre a questão dos direitos LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais), seguido de debate conduzido pelos professores Mikhail Vieira de Lorenzi Cancelier e Rodrigo Otavio Moretti Pires.

A atividade é gratuita e aberta à comunidade.

Será fornecido certificado de horas complementares.

13995492_587730058076597_6475417789299689797_o

Tags: ações afirmativasObservatório de Justiça EcológicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Explica: Ações Afirmativas

20/07/2016 10:02

AÇÕES-AFIRMATIVAS_facebook

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) instituiu seu Programa de Ações Afirmativas em 2008, por meio do Conselho Universitário (CUn), antes mesmo que o Congresso Nacional aprovasse a Lei nº 12.711/2012, que torna obrigatória a reserva de vagas para estudantes de escolas públicas em todas as instituições de ensino federais (escolas técnicas, institutos e universidades). Atualmente, mais de 50% das vagas de graduação da UFSC são reservadas para políticas de ações afirmativas. Mais recentemente, em 2014, foi aprovada a Lei nº 12.990/2014, que reserva aos negros 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos federais. Ainda assim, as ações afirmativas continuam sendo objeto de polêmicas e debates.

Perguntamos à coordenadora de Relações Étnico-Raciais da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC (Saad), Célia Passos, e ao diretor de Ações Afirmativas da Saad, Marcelo Tragtenberg uma série de questões a respeito. Confira.
(mais…)

Tags: ações afirmativascotas raciaisUFSCUFSC ExplicaUniversidade Federal de Santa Catarina

Nova administração da UFSC realiza vistoria na Moradia Estudantil

13/05/2016 12:27

Representantes da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), da Secretaria de Ações Afirmativas e da Secretaria de Obras, Manutenção e Meio Ambiente vistoriaram os prédios da Moradia Estudantil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na tarde desta quinta-feira, 12 de maio. O encontro foi acertado pelo novo reitor, Luis Carlos Cancellier de Olivo, que visitou o local na última quarta-feira. Dois membros do Conselho de Moradores apresentaram os espaços comuns e alguns quartos, e relataram os principais problemas nas unidades.
(mais…)

Tags: ações afirmativasMoradia EstudantilPRAEPró-Reitoria de Assuntos EstudantisUniversidade Federal de Santa Catarina
  • Página 1 de 3
  • 1
  • 2
  • 3