Um ano após Operação Ouvidos Moucos, UFSC recebe professor afastado

14/09/2018 15:55

Reitor Ubaldo apresenta ofício do TRF-4 ao professor Marcos Dalmau, que retorna à UFSC após um ano da Operação ‘Ouvidos Moucos’. (Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC)

O professor Marcos Dalmau, do Departamento de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), recebeu, na manhã desta sexta-feira, 14 de setembro, das mãos do reitor Ubaldo Cesar Balthazar o ofício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que dá ciência à Universidade da liberação do professor para retornar às atividades de docente. Há um ano, em 14 de setembro de 2017, Dalmau e outros seis professores, incluindo o ex-reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, foram presos pela Polícia Federal na Operação ‘Ouvidos Moucos’, liberados no dia seguinte, mas permaneceram impedidos de retornar à Universidade.

A entrega do documento ocorreu em um ato no Gabinete da Reitoria, reunindo, além do reitor, o chefe de Gabinete Aureo Mafra de Moraes; o irmão do ex-reitor Cancellier, Acioli de Olivo; o chefe do Departamento de Administração, Pedro Antônio de Melo; o diretor do Centro Socioeconômico, Irineu Manoel de Souza e a vice-diretora Maria Denize Henrique Casagrande; pró-reitores, secretários e demais membros da Administração Central da UFSC.

Nos olhares e nas falas havia um misto de alegria e tristeza, comoção e indignação. Dalmau foi abraçado por cada pessoa com tapas nas costas e afirmações de encorajamento e de boas-vindas. Dispostos em um círculo no gabinete do reitor, cada um dos presentes foi estimulado a dizer algumas palavras de acolhimento ao professor.
(mais…)

Tags: Acioli de OlivoAureo Mafra de MoraesCristiane DeraniIrineu Manoel de SouzaMarcos DalmauOperação 'Ouvidos Moucos'Pedro Antônio de Meloreitor Ubaldo Cesar BalthazarRogério Cid BastosUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVladimir Arthur Fey

Comunidade universitária escolhe Ubaldo para reitor da UFSC

12/04/2018 00:24

Após a apuração, eleitores de Ubaldo lotaram o auditório da reitoria. (Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC).

Após 82 dias de campanha, a comunidade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) conclui seu processo de consulta para novo reitor. Ubaldo César Balthazar foi o candidato mais votado no segundo turno. Com 54,67% dos votos, Ubaldo (52) ficou à frente de Irineu Manoel de Souza (80), que obteve 42,65% dos votos. Foram ainda computados 0,88% de votos brancos e 1,79% de votos nulos.

A apuração iniciou por volta das 21h30 e foi projetada em transmissão ao vivo em telão instalado no Auditório da Reitoria e pela página da UFSC no Facebook. O resultado final foi anunciado pela Comissão Eleitoral da UFSC (Comeleufsc) às 22h35.

A votação

A disposição dos votos entre as categorias teve os seguintes resultados:

Estudantes de graduação e pós-graduação: 18,24% de votos para Ubaldo e 14,61% para Irineu.

Técnicos-administrativos em Educação: 15,51% para Ubaldo e 16,82% para Irineu.

Docentes: 20,91% para Ubaldo e 11,21% para Irineu.

37,81% dos eleitores aptos compareceram às urnas, em um total de 15.236 votantes. Desses 11.180 foram estudantes (34,70% dos estudantes), 3.134 técnicos-administrativos (71,86%) e 1.804 docentes (73,21%).

A comemoração

Assim que os votos terminaram de ser apurados, Ubaldo se deslocou do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), onde se encontrava seu comitê de campanha, rumo à reitoria. No hall do Centro Socioeconômico (CSE) os dois candidatos se encontraram e cumprimentaram-se mutuamente. Em seguida, os apoiadores e eleitores de Ubaldo o acompanharam ao auditório da reitoria, onde discursou por cerca de dez minutos para seus apoiadores presentes.

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Manifestações dos candidatos

Ubaldo, no trajeto à reitoria, se manifestou sobre sua candidatura, as eleições e seu projeto de gestão. “Cinco meses atrás eu não imaginava esse momento de forma alguma, porque eu não tinha a menor pretensão de ser reitor. Fui escolhido pelo Conselho Universitário para ser reitor pro tempore e no meio do caminho surgiu o pedido de vários colegas para que eu me candidatasse, considerando principalmente a forma como eu estava conduzindo o processo de recuperação da autoestima e equilíbrio da universidade. Isso pela minha forma característica de ser, que é de saber ouvir, de forma tranquila e serena, procurando sempre conversar. Temos um plano de gestão que é factível, com mais de 400 ações para serem realizadas na universidade. Nosso grande projeto é continuar o legado de Cancellier e Alacoque, que foram eleitos em 2015.”

Para esse início de gestão, Ubaldo afirmou que as prioridades serão o Hospital Universitário e a moradia estudantil. “Temos problemas no HU que devem ser retomados imediatamente. E temos também um problema sério na moradia estudantil. As reformas imediatas já estão sendo feitas, mas ainda são poucos quartos para muitos estudantes. Temos muitos alunos carentes que precisariam estar na moradia. Essa é uma questão séria que temos que enfrentar imediatamente e da melhor maneira possível.”

Irineu agradeceu aos eleitores e apoiadores, e ressaltou que, com o fim da campanha, suas atividades como diretor do CSE seguem normalmente: “Fizemos um bom trabalho, mas faltaram os votos. Esperávamos uma votação mais expressiva em todas as categorias, mas não ocorreu. Continuarei na direção do Centro Socioeconômico, dando continuidade ao nosso trabalho, que também é uma atividade bastante nobre dentro da universidade. E desejo ao professor Ubaldo um excelente mandato, uma excelente gestão, e que ele consiga cumprir as propostas e oferecer para a comunidade universitária o que prometeu.”

Próximas etapas

Ainda não há previsão de posse do novo reitor. Após a conclusão do processo de consulta à comunidade universitária, o Conselho Universitário (CUn) indica uma lista tríplice com três candidatos hierarquicamente elencados para escolha da Presidência de República, que é responsável por nomear os dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior.

No primeiro debate entre os candidatos, todos manifestaram que não aceitariam ser indicados pela Presidência da República se não fossem os mais votados na consulta à comunidade universitária.

 

Gabriel Martins e Daniela Caniçali/Agecom/UFSC

Fotos: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

 

Tags: Consulta reitor 2018Consulta reitor UFSCIrineu Manoel de SouzaUbaldo César BalthazarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Candidatos a Reitor participam de debate na TV UFSC

04/04/2018 09:00

Irineu Manoel de Souza e Ubaldo Cesar Balthazar, candidatos a reitor da UFSC no segundo turno da consulta à comunidade universitária, debaterão nesta quarta-feira, 4 de abril, às 18h30. O debate será realizado nos estúdios da TV UFSC e será transmitido no canal 63.1 da TV aberta e 15 da NET. Além de ser transmitido pela página do Facebook do TJ UFSC.

O debate ocorre uma semana antes da votação do segundo turno, que ocorrerá dia 11 de abril, e é promovido pelo TJ UFSC em parceria com a TV UFSC, o Jornal Laboratório Zero e Cotidiano, Laboratório de Narrativas Digitais.

Tags: Consulta reitor 2018eleições reitor 2018Irineu Manoel de SouzaTV UFSCUbaldo César BalthazarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Consulta Reitor 2018: candidatos abordam moradia estudantil e expectativa para o dia da votação

22/03/2018 20:27

Ao final do debate desta quinta-feira, 22 de março, os candidatos à reitoria da UFSC concederam entrevista à TV UFSC e à Agecom sobre suas expectativas para a votação do dia 28 e sobre a manifestação realizada no princípio do evento pelo Movimento em Luta pela Moradia.

Os três candidatos, Edson De Pieri, Irineu de Souza e Ubaldo Balthazar responderam a duas questões: (a) o que pensam sobre a manifestação e a pauta do Movimento em Luta pela Moradia e (b) como avaliaram o debate e a repercussão do evento para a consulta do dia 28 de março.

De Pieri:

Irineu:

Ubaldo:

Entrevista: Gabriel Martins/Agecom/UFSC

Cinegrafista: Jonatan Santos/TV UFSC

Tags: Agecomconsulta para reitorconsulta para reitoria 2018Consulta para Reitoria da UFSCdebateEdson Roberto De PierientrevistaIrineu Manoel de SouzaMoradia EstudantilMovimento em Luta pela MoradiaTV UFSCUbaldo César BalthazarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Consulta Reitor 2018: comunidade universitária manifesta-se sobre seus candidatos

22/03/2018 17:22

Nas últimas semanas, é possível observar no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, muitos estudantes, técnicos-administrativos em Educação (TAEs) e docentes vestidos com camisetas com as cores dos três candidatos a reitor — verde, azul e laranja — panfletando e apresentando as propostas dos candidatos para as três categorias. Momentos antes de iniciar o debate promovido pela Comissão Eleitoral da UFSC (ComeleUFSC), nesta quinta-feira, 22 de março, coletamos alguns depoimentos no campus. Conheça um pouco do que diz a comunidade universitária sobre cada candidato.

Eu apoio … Ubaldo Cesar Balthazar, Número 52

Ubaldo Cesar Balthazar. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

“Eu escolhi o Ubaldo porque ele apoia as iniciativas estudantis. Por exemplo, ele apoia as Atléticas, promete uma conversa mais direta com a Fejesc, a Federação das Empresas Juniores de Santa Catarina e também apoia as equipes de competição. Então, entre os candidatos ele é o que mais se importa com a vida do estudante, das iniciativas estudantis. Eu não vi muito isso da parte dos outros candidatos.”

Douglas Perotoni, Estudante de Economia

“Eu acredito ser o candidato que tem condições de dar continuidade ao trabalho que já vinha sendo desenvolvido pela gestão do professor Cancellier e que tinha retornado à Universidade um clima de tranquilidade. Pudemos continuar nossos projetos, nossas aulas, ajudando os nossos estudantes. Então, eu vejo no professor Ubaldo essa possibilidade de continuarmos com esse trabalho já iniciado.”

Lia Caetano Bastos, Professora do Departamento de Engenharia Civil

“Estou apoiando o professor Ubaldo porque eu vejo nele a possibilidade da Universidade seguir com a tranquilidade que estamos alcançando no momento. Estamos há quase cinco meses com ele e as coisas estão se normalizando, se tranquilizando. Um novo candidato começaria tudo do zero, e a Universidade ficaria mais um ano parada. Por isso eu apoio a continuidade do professor Ubaldo.”

Sueli Soares de Moraes, Técnica-Administrativa em Educação da Prefeitura Universitária

Eu apoio … Edson Roberto De Pieri, Número 57

Edson De Pieri. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

“Eu escolhi apoiar o professor De Pieri porque a candidatura dele não está associada a nenhum partido político, e porque, dos três candidatos, ele tem o perfil acadêmico mais forte: mais publicações, participações em congressos internacionais. Por isso acho que ele é o mais adequado atualmente para assumir a posição de reitor.”

Marina Baldissera de Souza, Estudante de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica

“O professor Edson é o mais preparado dos três que estão concorrendo nessas eleições. Ele tem uma visão bem consistente do que é e de como deve ser uma universidade, do que é gerir uma universidade. Também porque já faz muito tempo que ele trabalha na Universidade, a vida dele é a Universidade, ele tem o amor pela UFSC. E eu o conheço, independente das eleições e sei da sua capacidade de gestão, como professor, como pesquisador, e como pessoa.”

Luiz Antonio Zeni, Técnico-Administrativo em Educação, Arquiteto do Departamento de Projetos de Estudos de Engenharia

“Sou professor desde 1980 nesta Universidade. Já fui diretor do CCA duas vezes, fui chefe de departamento duas vezes, fui secretário de Relações Internacionais na gestão do professor Prata, então eu acho que conheço um pouco a Universidade. E conheço suficiente para tomar decisões em favor de um candidato que representa os docentes de uma forma geral. Ele é pesquisador do CNPq, então, ele entende o que é a Pesquisa, e precisa entender. Precisa entender de ensino, e ele é professor há muitos anos. Precisa entender da administração, e ele é diretor do CTC, um dos maiores centros da Universidade, com 400 professores, seis mil alunos… Neste momento que a Universidade vive uma crise imensa, alguém de um perfil mais acadêmico e menos político pode ajudar a UFSC a sair dessa crise.”

Enio Pedrotti, professor do Departamento de Fitotecnia

Eu apoio … Irineu Manoel de Souza, Número 80

Irineu Manoel de Souza. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

“O Irineu tem as propostas que mais atingem os estudantes, as questões de permanência, como o RU, a Moradia Estudantil. Ele fala sobre a questão do FI [reprovação por Frequência Insuficiente], por exemplo. Ele é o que mais se preocupou em fazer propostas para os estudantes. O Irineu vai tirar o FI como critério para o aluno não poder pegar bolsa, porque o critério do FI também passa pela questão de permanência. E as propostas para os estudantes foram construídas com os estudantes, foram várias reuniões abertas, ele se preocupou em escutar os estudantes. As propostas foram montadas pela gente mesmo.”

Victoria Vivian, Estudante de Ciências Sociais

“Eu já acompanho a trajetória do Irineu há alguns anos. A proposta dele foi construída coletivamente, não foi fechada em um gabinete, numa salinha reunida só com alguns. Todo mundo que pôde e quis participar teve essa oportunidade. É uma proposta construída diretamente da comunidade universitária para o candidato a reitor. Isso, já de cara, está de acordo com o que eu acredito. E a proposta em si, analisando a dos três, é a que mais se adéqua ao que eu vejo como necessário para uma universidade. Em especial o que diz respeito aos técnicos.”

Brenda Morelli Piazza, Técnica-Administrativa em Educação da Pró-Reitoria de Pós-Graduação

“É a única candidatura realmente democrática, que tem um projeto central de orçamento participativo, revisão de toda a estrutura democrática da Universidade, e está totalmente compromissada com o fortalecimento da inclusão social. Incluindo todos os grupos que se sintam de alguma forma prejudicados. Estamos em contato com o movimento africano, movimento negro, a questão de gênero, cotas – que têm dificuldades bem grandes por aqui, por isso projetos bem fortes com relação ao RU, a Moradia Estudantil, Bolsas de Permanência – e um processo onde realmente o estudante seja incluído, não apenas do ponto de vista socioeconômico, mas também psicológico e social, de uma maneira ampla.

Douglas Francisco Kovaleski, Professor do Departamento de Saúde Pública

Mais informações sobre o processo de escolha do novo reitor da UFSC na página da Comissão Eleitoral.

Mayra Cajueiro Warren/Jornalista/Agecom/UFSC

Tags: consulta para reitorConsulta para Reitoria da UFSCEdson Roberto De PieriIrineu Manoel de SouzaUbaldo César BalthazarUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Palestra aberta ao público ‘Reformas e Contrarreformas da Previdência Social no Brasil’

16/08/2016 11:33

post-facebookNesta quinta-feira, 18 de agosto, às 14h, o professor da UFSC Irineu Manoel de Souza ministrará palestra “Reformas e Contrarreformas da Previdência Social no Brasil”, no Auditório do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Neti), ao lado da Igrejinha da UFSC. Aberta ao público.

Realização e apoio:

CAD/CSE e Neti;
Projeto de Extensão Previdência e Cidadania;
Projeto de Extensão Ciclo de Palestras em Gestão Pública; e
Grupo de Pesquisa e Extensão em Gestão Social e Administração Pública

Tags: Irineu Manoel de SouzaReformas e Contrarreformas da Previdência Social no BrasilUFSC