Campus Blumenau sedia I Encontro de Tradutores e Intérpretes de Línguas de Sinais na esfera jurídica

19/07/2019 08:58

Evento será realizado no auditório do Campus Blumenau na próxima terça-feira. Foto: Julia Freeman-Woolpert

O auditório do Campus Blumenau da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) irá sediar o I Encontro do Programa de Extensão Tradutores e Intérpretes de Línguas de Sinais na esfera jurídica (TILSJUR), na próxima terça-feira, dia 23 de julho. O evento contará com a participação de docentes, servidores tradutores e intérpretes de Libras-Português, doutorandos e mestrandos da pós-graduação da Universidade, bem como representantes de comunidades surdas e operadores do Direito. As inscrições são gratuitas.

Promovido pelo Departamento de Libras, o encontro terá palestras ministradas por servidores da UFSC, da Universidade Regional de Blumenau (FURB) e do Comitê de Treinamento e Educação da National Association of Judiciary Interpreters and Translators (Najit).
(mais…)

Tags: Campus BlumenauDepartamento de LibrasDireitoI Encontro do Programa de Extensão Tradutores e Intérpretes de Línguas de Sinais na esfera jurídicaintérpretesLibrasTILSJURtradutores

UFSC Explica: confira as traduções dos vídeos para Libras

25/01/2019 10:22

As versões traduzidas para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) dos vídeos da série UFSC Explica estão disponíveis no canal da UFSC no YouTube. O objetivo da série é apresentar perspectivas acadêmicas, com a participação de pesquisadores da Universidade, sobre temas relevantes e em evidência na atualidade. Confira as matérias e os vídeos da série por meio do link. Todos os vídeos da série foram desenvolvidos a partir de entrevistas com três pesquisadores da UFSC, e as traduções para Libras foram realizadas pelos tradutores e intérpretes da Coordenadoria de Tradutores e Intérpretes da UFSC.
(mais…)

Tags: LibrasUFSCUFSCexplicaUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudantes de Letras Libras promovem evento para comemorar Dia Nacional dos Surdos

25/09/2018 08:35

Alunos da graduação em Letras Libras, juntamente com professores e coordenação do curso, realizarão uma programação em comemoração ao Dia Nacional dos Surdos, lembrado no dia 26 de setembro e ao Dia Internacional dos Surdos, celebrado dia 30 de setembro.  A celebração será realizada no Varandão do CCE, das 9h às 12h, no dia 26 de setembro. A comemoração contará com palestras, filmes, poesias, debates e difusão de informações relevantes sobre a comunidade surda.

Mais informações pelo YouTube, pelo e-mail ou pelo telefone (48) 3721-6586.

 

 

Tags: comunidade surdaLetras LibrasLibrassurdoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Programa de extensão lança cartilha ‘Violência Doméstica – Perguntas e Respostas’ em Libras

27/11/2017 11:25

Fruto de parceria estabelecida entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a cartilha “Violência Doméstica – Perguntas e Respostas”, elaborada no âmbito do Judiciário, acaba de ganhar versão em vídeo devidamente vertida para a Língua Brasileira de Sinais – Libras. Seu conteúdo apresenta orientações às mulheres sobre a violência doméstica e a importância de denunciar essa prática, com informações acerca de órgãos e canais de apoio e proteção.
(mais…)

Tags: #Vestibular UFSC2015extensãoLibrasUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Espaço Libras’ é criado na Biblioteca Universitária

04/07/2017 13:59

No intuito de deixar a Biblioteca Universitária cada vez mais democrática, foi criado o ‘Espaço Libras’, no ambiente de estudos do térreo. Consiste em um espaço para gravação de vídeos com o fundo verde. Enquanto os trabalhos em Português são realizados por alguns estudantes em documentos no formato de texto, os estudantes surdos podem realizá-los na segunda língua do país, a Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Tags: BULibrasUFSC

UFSC comemora Dia Internacional do Yoga com práticas gratuitas e abertas à comunidade na quarta

20/06/2017 10:58

O Departamento de Libras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove uma prática de yoga para iniciantes gratuita e aberta à comunidade na próxima quarta-feira, dia 21 de junho. A atividade em comemoração ao dia internacional do yoga será realizada no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) das 9h às 10h15. A recomendação é que os participantes cheguem ao local com 20 minutos de antecedência.

A equipe do Projeto Práticas Corporais, do Centro de Desportos (CDS), promoverá um Aulão de Yoga no mesmo dia, às 12h, em frente ao prédio da Reitoria. Os interessados devem levar tapete ou canga para a prática.

 

 

 

 

Tags: CDSCFHDepartamentoiniciantesLibraspráticapráticas corporaisProjetoUFSCYoga

Sarau de Poesia Surda inaugura apresentações artísticas da Sepex

21/10/2016 13:56

Gestos longos e estendidos num palco silencioso, enquanto ao lado, sentada, a tradução vinha do microfone: Pássaro pousou. Outro pássaro. Surdo como eu? Sim. Sim. No dia 20 de outubro, às 11h, a abertura da 15ª edição da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (Sepex) contou com a apresentação do Sarau de Poesia Surda, com composições e encenações de total autoria dos estudantes do curso de Letras-Libras/UFSC. As dez performances exploravam as relações entre imagens visuais e suas significações, todas saudadas com mãos abanando para cima – o equivalente à palmas na Língua de Sinais.

As produções são o resultado do projeto de extensão “Curso de Poesia em Libras”, criado pela Doutoranda em Estudos da Tradução e professora do curso de Letras-Libras, Fernanda de Araújo Machado. Sua tese consistia na reunião de uma antologia poética das produções em Libras. Constatando que as produções brasileiras eram pouquíssimo registradas, criou o curso, juntamente com sua orientadora, a Doutora em Estudos Surdos, Rachel Sutter-Spence. Com aulas a distância, por meio de um grupo no Facebook, o ensino foi disseminado entre a comunidade surda e contou com cerca de 50 participantes entre o início de 2014 até o final de 2015. E parte do resultado foi apresentado nos palcos da Sepex.

Embora as apresentações contassem com traduções simultâneas, os próprios gestos dos artistas permitiam uma compreensão maior das emoções e acontecimentos narrados – surdo ou não. Os temas variavam entre tópicos como amor, tristeza, chuva, solidão e sentimentos. Após as performances, os participantes demonstram euforia e nervosismo. “É como se eu me sentisse livre,” contou Daltro da Silva Jr., um dos poetas surdos, através de tradução simultânea. “Quando você apresenta seu texto, é como se você abrisse uma porta com ele, como se transcendesse.”

Cada uma das poesias apresentadas fará parte da antologia reunida por Fernanda. Seu curso hoje integra o Grupo de Literatura em Línguas de Sinais”, vinculado à UFSC, e pretende criar a próxima geração de poetas surdos brasileiros. As próximas apresentações ocorrerão no Festival de Folclore Surdo, nos dias 10 a 13 de dezembro.

Gabriel Daros Lourenço/Estagiário em Jornalismo/Agecom/UFSC

Tags: Libraspoesia surdasepexUFSC

Concurso para docentes Carreira do Magistério Superior: edital com versão em Libras

19/09/2016 11:00

A Coordenadoria de Concursos, Admissões e Contratações Temporárias do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP) da UFSC comunica que estão abertas, até a próxima quarta-feira, 21 de setembro, as inscrições para concursos públicos para docentes do quadro permanente da Universidade.

O Edital 033/DDP/2016, Carreira do Magistério Superior, apresenta uma versão traduzida para Libras: https://php.coperve.ufsc.br/cpdo/editais.php.

Mais informações pelo e-mail: 

 

 

Tags: concursoDDPdocenteseditalLibrasUFSCversão

Centro Acadêmico Livre de Letras promove debate: ‘Afinal, o que é língua de sinais?’

12/08/2016 11:08

maos_librasO Centro Acadêmico Livre de Letras promove, na quinta-feira, dia 18, o evento “Mãos nunca param: Afinal, o que é Lingua de Sinais?”, um encontro aberto à comunidade universitária para debater a Língua Brasileira de Sinais, com o objetivo de desmistificar e aproximar todos que queiram conhecer mais sobre o assunto.

O encontro tem apoio do professor André Reichert do curso de Letras Libras da UFSC e acontece em dois horários, às 10h e às 16h, no auditório Henrique Fontes, localizado no térreo do Centro de Comunicação e Expressão (CCE). A participação dá direito a certificado.

 

Mais informações:
Evento no Facebook

Tags: LibrasUFSC

UFSC é cenário de projeto piloto da série de TV ‘Crisálida’

01/12/2015 12:45
© Pipo Quint / Agecom / UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Ao longo da manhã desta terça-feira, 1º de dezembro, um grupo de atores, cinegrafista, diretor, produtora, entre outros voluntários e profissionais, chamava a atenção de quem passava em frente ao Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A equipe, com cerca de 30 pessoas, participava do último dia de filmagem do projeto piloto da série de televisão Crisálida, que conta a história do adolescente surdo Rubens, 12 anos, que transforma sua relação com o mundo ao fazer amizade com outros surdos e com um intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O projeto, proposto pela produtora Alessandra Rosa Pinho, ficou em primeiro lugar na categoria “Piloto Série de TV”, no “8º Prêmio Funcine de Produção Audiovisual Armando Carreirão”, em 2014. Para sua execução, o projeto foi contemplado com R$ 20 mil, mas conta também com muitas parcerias e voluntários. “O objetivo é divulgar Libras, criar uma aproximação entre ouvintes e surdos, desconstruir estereótipos sobre a surdez”, explica a produtora, que também é aluna da graduação em Libras da UFSC. Enquanto frequentava o curso, ela começou a se sensibilizar para o tema: “Aprender Libras não significa ajudar os surdos, mas sim ter a possibilidade de se comunicar com muitos surdos e conhecer o mundo deles”. Todos os personagens surdos são interpretados por atores surdos. O ator principal, Cleiton César Ribeiro, tem 14 anos e está atuando pela primeira vez.

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Além do Centro de Cultura e Eventos e da Reitoria, cenários das gravações desta terça-feira, o projeto também contou com o apoio da Clínica Escola de Fonoaudiologia da UFSC, onde parte das filmagens foram realizadas. “Escolhemos a UFSC por ser um centro de referência em ensino de Libras. Aqui é um reduto de surdos. A história é fictícia, mas eu me inspirei em situações reais”, afirma Alessandra, que pela primeira vez produz um projeto de sua autoria e de forma independente.

O programa será bilíngue: os personagens se comunicarão em português e em Libras – quando necessário, haverá o uso de legendas. A produtora explica que ela e o diretor Serginho Melo priorizaram mais ações do que diálogos. “A ideia é que todos compreendam as cenas.” Além do piloto para televisão, Alessandra também irá editar um curta-metragem para ser exibido em festivais de cinema, com previsão de lançamento para fevereiro de 2016.

Mais informações sobre o projeto estão disponíveis aqui e pelo telefone (48) 9967-2384.

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC

Tags: centro de Cultura e EventosFilmagemLibrasLíngua Brasileira de SinaisPiloto Série de TVreitoriaUFSC

Prazo de inscrição no Vestibular 2016 vai até semana que vem

09/10/2015 10:00

O prazo de inscrição no Vestibular UFSC/2016 vai até o dia 14 de outubro de 2015. O concurso oferece 4.576 vagas (70% do total, exceto para o curso de Libras, que oferece ingresso apenas pelo Vestibular – as demais vagas são pelo Sisu), distribuídas entre 100 opções de curso, nos cinco campi da instituição, localizados nas cidades de Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville.

A reserva de 30% do total de vagas oferecidas pela UFSC para ingresso via Sistema de Seleção Unificada (Sisu 2016/1), aprovada pelo Conselho Universitário (CUn) em sessão de 29 de maio de 2015, e a não utilização da nota do Enem na composição da nota final dos candidatos, uma vez que existe a possibilidade de ingresso via Sisu, são duas das mudanças introduzidas neste ano. Há também os novos cursos de Ciência da Informação (20 vagas) e de Animação (40 vagas), ambos no Campus Florianópolis, e o de Licenciatura em Matemática-Diurno (50 vagas), no Campus Blumenau;

As inscrições – cujo valor é  R$ 105 – podem ser feitas exclusivamente pela internet, no endereço www.vestibular2016.ufsc.br.

As vagas serão preenchidas, em cada curso e turno, observando-se a Política de Ações Afirmativas (PAA) da UFSC, conforme disposto nas resoluções n. 52/CUn/2015 e n. 24/CGRAD/2015, nas quais se estabelece que 50% das vagas de cada curso/turno são destinadas a candidatos que cursaram o ensino médio em escolas públicas (lei nº12.711/2012). Este percentual é então subdividido assim: 25% para candidatos com renda familiar bruta mensal igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita, das quais 32% são destinadas a candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, e 68% são destinadas aos demais candidatos; e os outros 25% para candidatos com renda familiar bruta mensal superior a 1,5 salário mínimo per capita, das quais 32% são destinadas a candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, e 68% são destinadas aos demais candidatos. Para os candidatos autodeclarados indígenas foram destinadas 22 vagas suplementares, limitadas a três por curso.

Para concorrer às vagas destinadas à Política de Ações Afirmativas (PAA/UFSC), o candidato deve fazer sua opção no requerimento de inscrição. Os optantes pela PAA concorrerão inicialmente às vagas destinadas à classificação geral; caso não sejam classificados para essas vagas, passam a concorrer na modalidade da PAA pela qual optaram.

O prazo para requerimento de isenção total do pagamento da taxa de inscrição – via CadÚnico (decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007) ou nos termos da lei nº 12.799, de 10 de abril de 2013 – encerrou-se no dia 5 de outubro, conforme o edital.

Provas 

As provas do Vestibular UFSC/2016 serão realizadas nos dias 12, 13 e 14 de dezembro de 2015, com início, impreterivelmente, às 14h, e duração de quatro horas, em 23 cidades do estado de Santa Catarina: Florianópolis, Araranguá, Blumenau, Brusque, Caçador, Balneário Camboriú, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Miguel do Oeste e Tubarão. Os candidatos que optarem realizar as provas em Florianópolis serão distribuídos nos municípios da região metropolitana (Florianópolis, Biguaçu, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz e São José).

Essa distribuição, dependendo de espaço físico, será realizada de acordo com o Código de Endereçamento Postal (CEP) indicado no requerimento de inscrição.

Mais informações no site do concurso, pelo e-mail e pelo telefone da Coperve, (48) 3721-9200.

A TV UFSC fez matéria sobre o Vestibular 2016:

 

 

Tags: animaçãocoperveLibrasLicenciatura em Matemáticapolítica de ações afirmativasSisuUFSCvestibular 2016

Administração Central une esforços com tradutores intérpretes de Libras por reconhecimento em Brasília

03/06/2014 09:47

As reitoras Roselane Neckel e Lucia Helena Martins Pacheco e o pró-reitor de Graduação, Julian Borba, reuniram-se com tradutores intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e docentes do curso de Letras-LIBRAS da UFSC, para tratar do reconhecimento da carreira de tradutor e intérprete em LIBRAS – que consta atualmente do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE) apenas como de nível médio – e também da pauta dos TAEs em greve.

Houve consenso entre a Administração Central e a categoria quanto à necessidade de mudanças, em especial o reconhecimento da carreira como de nível superior. As partes também concordaram em realizar um trabalho junto aos ministérios da Educação (MEC) e do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Os próximos encaminhamentos serão a elaboração de um termo de referência com argumentação técnica a ser entregue ao MEC e à Secretaria de Educação Superior (SESU), além do agendamento de uma reunião conjunta que envolva a Reitoria, os tradutores intérpretes de LIBRAS da UFSC e docentes da área.

Mayra Cajueiro Warren
Jornalista / Diretoria-Geral de Comunicação/ UFSC

Claudio Borrelli / Revisor de Textos da Agecom / Diretoria-Geral de Comunicação/ UFSC

Observação: Esta nota foi corrigida em 10 de junho de 2014 por conter um equívoco na redação ao citar a necessidade de alteração na legislação vigente. O erro foi apontado pelos tradutores intérpretes de LIBRAS da UFSC. Informamos, ainda, que na última quarta-feira, dia 4 de junho, os tradutores intérpretes Edgar Correa Veras e Tiago Coimbra Nogueira, juntamente com a professora Ronice Muller de Quadros e a reitora Roselane Neckel estiveram reunidos com a Coordenadora Geral de Recursos Humanos das Instituições Federais de Ensino da Sesu/MEC, Dulce Tristão.

Tags: Administração CentralintérpreteLibrasMECtradutorUFSC

Administração Central propõe contratação de funcionários terceirizados para atender demanda imediata do curso de Libras

22/05/2014 12:28

Cerca de 50 pessoas, entre alunos, técnicos-administrativos em Educação (TAEs) e professores, realizaram uma manifestação na manhã da última quarta-feira, 21, para reivindicar a contratação de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), com formação superior. A contratação de funcionários terceirizados e uma reunião com parlamentares para buscar apoio em negociações foram providências emergenciais propostas pela Gestão da UFSC. A intenção é viabilizar as aulas dos cursos de graduação, mestrado e doutorado na área.

Administração Central e manifestantes dialogam sobre questões relativas à contratação de intérpretes para o Curso de Libras. Foto: Wagner Behr / AGECOM / UFSC

A vice-reitora, Lúcia Helena Martins Pacheco, esclareceu que o tradutor intérprete de Libras é avaliado pelo Ministério da Educação (MEC) como um cargo de nível médio – disposto no Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE) –, pois Libras não é considerada, nessa interpretação, como uma língua estrangeira. Uma mudança na legislação federal seria necessária para contemplar o pedido. Os alunos entregaram à vice-reitora um manifesto com suas reivindicações.

“Nós reconhecemos a importância de ser nível E, de qualificar o profissional, mas a legislação não nos permite decidir. A autonomia universitária não chega até aí. O que podemos fazer é a investidura junto ao MEC, ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e ao Congresso Nacional para tentar sensibilizar para essa questão”, disse a vice-reitora.
(mais…)

Tags: Administração Centralcontratação funcionáriosestudantesLibras

Reitoras recebem proposta de TAEs para jornada de 30 horas

16/05/2014 09:14

Reitora Roselane Neckel e vice-reitora Lúcia Helena Martins Pacheco falam com técnicos-administrativos em Educação em greve nesta quinta-feira, 15 de maio. (Foto: Wagner Behr / Agecom / UFSC)

Técnicos-administrativos em Educação (TAEs) da UFSC que aderiram à greve nacional deflagrada em 17 de março de 2014 entregaram uma proposta de resolução normativa para implantação da jornada de 30h de trabalho às reitoras Roselane Neckel e Lúcia Helena Martins Pacheco na manhã desta quinta-feira (15). O documento foi recebido no hall da Reitoria. Alguns TAEs portavam cruzes de madeira enquanto um grupo encenou o enterro simbólico das 40 horas, em um ato organizado pelo Comando Local de Greve.

A reitora Roselane Neckel afirmou que apoia o movimento para melhorias na carreira e no salário dos funcionários e reiterou a proposta da Gestão da UFSC. “Esta Reitoria considera importante a redução progressiva da jornada de trabalho nos setores em que a legislação possibilita – naqueles onde há trabalho noturno – para um turno único após às 21h, conforme legislação”, disse. “A legislação não permite a redução da jornada em todas as áreas”, complementou.

A fala dos TAEs destacou a importância da manifestação, o histórico da jornada de trabalho, a organização das classes trabalhistas e a regulamentação de direitos. Os trabalhadores que participaram do ato aderiram à greve nacional da Federação dos Sindicato de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (FASUBRA), iniciada em março. Entre os tópicos em pauta, a redução da jornada e melhorias salariais. Após a entrega do documento, ficou acordado que haverá uma nova mesa de negociações envolvendo os TAEs e a Reitoria na próxima segunda-feira.

“Temos o compromisso institucional de dialogar sobre essas questões e fazer todos os encaminhamentos possíveis. É importante lembrar que essa não é uma pauta interna, mas externa”, explicou a reitora. O grupo foi convidado a definir, junto à Reitoria, uma programação de diálogos sobre o tema no início da próxima semana.
(mais…)

Tags: Grevegreve dos servidores técnico-administrativosLibrasTAEUFSC

EdUFSC reedita obra de referência que promove inclusão dos surdos

12/03/2014 13:20

A terceira edição revista do clássico As imagens do outro sobre a cultura surda, de Karin Strobel, atende a uma prioridade da atual gestão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): a inclusão social e o fortalecimento do Programa de Libras (Língua Brasileira de Sinais). O diretor da EdUFSC, Fábio Lopes, salienta  que a divulgação de pesquisas e a publicação de obras relacionadas à língua de sinais ocupam espaço especial no programa de ações e estratégias da editora  universitária.

Convidada a revisar o livro, a professora Sueli Fernandes constatou que o texto de Karin  Strobel “estava pronto, babélico, disperso, plural!” A revisora garantiu, assim, o direito da autora de “ser sujeito em sua própria língua, dissolvendo sua voz no caldo da língua majoritária oficial”.

A escritora sabe que não faltam belos livros e teses sobre os surdos. Mas as suas perguntas não deixam calar: será que “sabem sobre a cultura surda? Sentiram na própria pele como é ser surdo?”.

A obra narra experiências concretas vivenciadas pelos sujeitos surdos contra a opressão cultural e que permitiram, na luta, assegurar a sua sobrevivência e afirmar as suas identidades. Karin Strobel não defende somente o respeito à diferença cultural. Ao denunciar a realidade brasileira, que ainda não aceita nem compreende a cultura surda, a pesquisadora apela à sociedade para que reconheça as suas diferentes identidades, histórias, subjetividades, línguas e formas de viver e de se relacionar com o mundo.

A autora tem uma vida dedicada à causa dos surdos brasileiros. Formada em Pedagogia, é especialista na área de surdez e doutora em Educação Especial pela UFSC. Ex-presidente da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos, hoje é professora e coordenadora do Curso de Letras/Libras da UFSC.

Em todos esses anos de atuação, sintetiza no prefácio a professora Ronice Müller de Quadros, a autora “percebeu o quanto é importante ver o outro e perceber como o outro a percebe enquanto surda”. Desconstruindo o estranhamento do outro e da outra, Karin Strobel toma o “leitor pela mão e o faz perseguir as trilhas dos surdos de um jeito surdo”, afinal, como fica evidente, “os surdos constituem um povo”. A leitura do livro da EdUFSC assume o mérito de mudar o ouvido e a visão sobre esse povo e,  quem sabe, ajude a construir, a partir da Universidade, uma história de inclusão, livre de preconceitos e opressão. O Programa de Libras da UFSC parece ser um bom sinal: é referência nacional na língua de sinais. 

Mais informações: EdFUSC 

(48) 3721-9408
www.editora.ufsc.br
Diretor executivo: Fábio Lopes () / (48) 9933-8887

Moacir Loth /Jornalista na Agecom/UFSC
 

Tags: cultura surdaEdUFSCLibrassurdezUFSC

Tese da Antropologia da UFSC enfoca linguagem criada por surdos no interior do Piauí

03/07/2013 16:26

Várzea Queimada, comunidade rural do interior do Piauí, onde surdos e ouvintes comunicam-se por meio de uma linguagem gesto-visual denominada cena. Tema foi estudado pelo doutorando Éverton Luís Pereira. Foto: Éverton Luís Pereira.

O doutorando em Antropologia Social da UFSC Éverton Luís Pereira defende na próxima segunda-feira, 8 de julho, a tese “Fazendo cena na cidade dos mudos: surdez, práticas sociais e uso da língua em uma localidade no Sertão do Piauí”. Orientado pela professora Esther Jean Langdon, sua pesquisa enfoca uma linguagem gesto-visual nomeada localmente como cena, que é utilizada para a comunicação entre surdos e entre surdos e ouvintes de uma comunidade rural do município de Jaicós (PI). A defesa será às 14h na sala 110 do Departamento de Antropologia do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC. Haverá intérprete de Libras.

O trabalho de Éverton dá visibilidade a um tema pouco explorado: a existência de línguas de sinais não oficiais. É o caso da língua denominada cena. Para realizar sua pesquisa, o estudante passou um ano na comunidade de Várzea Queimada, formada por aproximadamente 900 habitantes, dos quais em torno de 40 são surdos. “Foi um contato intenso. Todos ali sabiam que eu tinha ido com o objetivo de aprender a cena. Então, os surdos me visitavam e eu cheguei a morar com famílias de surdos. E vi que todos ali conseguem se comunicar, ou seja, tanto os surdos quanto os ouvintes sabem ‘fazer a cena’”, explica. “É uma comunidade bilíngue”.

Sua tese chama atenção para a necessidade de documentar essa língua, que tem uma estrutura lexical muito diferente da Língua Brasileira de Sinais (Libras), esta reconhecida como uma das línguas oficiais do país. Outro alerta é para a necessidade de políticas públicas que respeitem a diversidade linguística. “Existem no Brasil outras línguas de sinais que não podem ser ignoradas”, explica Éverton. “Quantas já não foram extintas?”, questiona.

A tese mostra também o contexto onde esta língua de sinais surgiu, a comunidade de Várzea Queimada. Éverton relata como a comunidade vem lidando com a chegada da Libras, as dificuldades e barreiras entre as duas línguas bem como as políticas públicas voltadas para pessoas com deficiência neste local que possui um dos mais baixos IDHs (índice de desenvolvimento humano) do Brasil.

Além da orientadora Esther Jean Langdon, participam da banca examinadora os professores Emilia Pietrafesa de Godoi (UNICAMP/SP), Leland McCleary (USP/SP), Oscar Calávia Saez (PPGAS/UFSC), Vânia Zikán Cardoso (PPGAS/UFSC), Evelyn Martina Schuler Zea (PPGAS/UFSC) e os suplentes Márcia Grissoti (PPGSP/UFSC) e Tarcisio Leite (Departamento de Artes e Libras/UFSC). Para realizar sua pós-graduação, Éverton recebeu uma bolsa de doutorado da Capes, entidade que também financiou seu doutorado sanduíche na Universidade do Texas (EUA). A pesquisa teve apoio do INCT Brasil Plural.

Mais informações:
Éverton Luís Pereira –


Laura Tuyama / Jornalista da Agecom / UFSC

Foto: Éverton Luís Pereira

 

 

Tags: antropologiaLibrasPPGASsurdezUFSC

Estudantes de Jornalismo criam revista eletrônica para surdos

25/06/2013 14:01

As estudantes do curso de Jornalismo da UFSC Mariana Ciré de Toledo e Mariane Pires Ventura defendem nesta terça-feira, 25 de junho, o trabalho de conclusão de curso (TCC) “Revista Sinale: uma nova concepção de acessibilidade”. O projeto é uma revista para tablets especialmente desenvolvida e adaptada para surdos, e contou com a participação de professores e alunos do curso de Libras da UFSC.

A professora orientadora Rita Paulino acredita que esta seja uma primeira revistas para tablets direcionada a este público. A defesa do TCC será às 18h no Auditório do CCE, Bloco B.
(mais…)
Tags: CCEjornalismoLibrasrevista para tabletsurdosUFSC

Reflexão sobre a Língua de Sinais Brasileira e o Planejamento Linguístico na UFSC

22/04/2013 15:09

A Comunidade Surda da UFSC promove a manifestação aberta “Reflexão sobre a Língua de Sinais Brasileira e o Planejamento Linguístico na UFSC”. O evento, aberto ao público, será realizado em 24 de abril, a partir das 9h30, no espaço em frente ao Centro de Comunicação e Expressão (CCE), A e B.

Todos (alunos, professores, gestores, visitantes) podem participar discursando sobre os 11 anos da Lei de Libras no Brasil e os avanços que ela proporcionou, e também sobre o Planejamento Linguístico na UFSC para atender à demanda de alunos surdos sinalizantes da Língua de Sinais.
(mais…)

Tags: CCEComunidade Surda da UFSCLibras

Divulga UFSC – 20/03/2013 – Edição 135

20/03/2013 11:59

Matrícula dos recém-classificados na terceira chamada do Vestibular 2013

Matrícula dos recém-classificados do Vestibular 2013, listados na terceira chamada, divulgada na última segunda-feira, deve ser realizada entre quarta e sexta-feira, 20 a 22 das 8h às 12h e das 14h às 18h, nas respectivas Coordenadorias de Curso.
(mais…)

Tags: calourosDCEDivulga UFSCDivulgaUFSCLibrasndiPet PedagogiaProjeto AmanhecerRUUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinavestibular 2013

Curso extracurricular de Libras tem inscrições abertas até 22 de março

18/03/2013 16:21

Estão abertas até o dia 22 de março de 2013, sexta-feira, as inscrições para os cursos extracurriculares de Língua Brasileira de Sinais (Libras) da UFSC. Os cursos pretendem disseminar o ensino e a aprendizagem desta língua para alunos, professores, pesquisadores e técnico-administrativos em Educação da UFSC e também para a comunidade externa, capacitando-os para a comunicação geral, a instrumental e a preparação para exames de proficiência. As aulas iniciam no dia dia 25 de março.

As inscrições devem ser feitas no site da Fapeu: http://fap6.fapeu.org.br/scripts/fapeufap.pl/swfwfap176.p.
(mais…)

Tags: extracurricularfapeuinscriçõesLibrasUFSC

UFSC pesquisa comunicação de crianças com problemas de audição

15/01/2013 13:35

Os estudos são coordenados pela professora da UFSC, Ronice Müller de Quadros, e participam crianças entre 4 e 7 anos

Há anos estudando as formas de comunicação de pessoas surdas, a UFSC investe agora no entendimento de como se desenvolvem crianças que usam a língua falada e a língua de sinais simultaneamente. Famílias foram convidadas a participar da pesquisa que envolve crianças ouvintes, filhas de pais surdos, e crianças surdas, que crescem em meio a libras e português, e passaram pela cirurgia de implante coclear  − aparelho utilizado para restaurar a audição em pacientes portadores de perda auditiva profunda. Com crianças da faixa etária entre um ano e meio e quatro anos são realizadas filmagens que documentam seu convívio com os familiares − interagindo com os pais surdos, em Libras, e com pessoas ouvintes, em português.
(mais…)

Tags: comunicação de pessoas surdasfapeuLibrasRonice Müller de QuadrosUFSC

Inscrições abertas para prova de certificação em Libras

06/11/2012 16:27

Estão abertas até 5 de dezembro de 2012 as inscrições para o exame nacional para certificação de proficiência no uso e no ensino de língua brasileira de sinais (Libras) e para certificação de proficiência na tradução e interpretação da libras-português-libras (Prolibras), que certificará pessoas surdas ou ouvintes fluentes, com ensino superior ou ensino médio completo.

A certificação é organizada pelo Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por meio da Comissão Permanente do Vestibular (Coperve).

Os certificados obtidos pelo Prolibras asseguram a competência no uso e no ensino de libras ou na tradução e interpretação da língua, e são aceitos por instituições de educação superior ou básica. As provas serão realizadas nos dias 3 de março de 2013.

Para participar do exame, é necessário acessar a página do Prolibras  na internet, preencher o formulário de inscrição, imprimir o comprovante de requerimento de inscrição e o boleto bancário no valor de R$ 40,00, e pagá-lo até o dia 6 de dezembro de 2012.

O Prolibras será aplicado em instituições de ensino dos seguintes municípios: Belém(PA),  Belo Horizonte(MG), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Campo Grande(MS), Cuiabá(MT), Curitiba(PR), Dourados (MS), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia(GO), Itabuna(BA), João Pessoa(PB), Macapá(AP), Maceió(AL), Manaus(AM), Maringá(PR), Natal(RN), Palmas(TO), Porto Alegre(RS), Porto Velho(RO), Recife(PE), Rio Branco(AC), Rio de Janeiro(RJ), Salvador(BA), Santa Maria(RS), Santarém(PA), São Carlos(SP), São Cristovão(SE), São Luís(MA), São Paulo(SP), Teresina(PI), Uberlândia(MG), Vitória(ES) e Volta Redonda(RJ). Ao se inscrever, o participante deve optar por um desses municípios.

O Prolibras será realizado em duas etapas: uma prova objetiva e uma prova prática. A primeira é composta por 20 questões de múltipla escolha sobre a compreensão da linguagem de Libras, e ocorrerá às 14h (horário de Brasília) do dia 3 de março, com duração de duas horas. O portão de acesso estará aberto a partir das 13h e será fechado às13h45min. Os participantes com pontuação igual ou superior a 12 pontos na prova objetiva, em uma escala de zero a 20, estarão habilitados a participar da última etapa do processo, a prova prática. O resultado da prova objetiva e o cronograma para realização da prova prática serão divulgados no dia 5 de março.

Mais informações:

Site do Prolibras

Edital do Prolibras

Coperve UFSC: (48) 3721-9200 e

Tags: coperveLibrasprolibrasUFSC

Congresso discute ética relacionada à língua de sinais

15/08/2012 17:34

O 3º Congresso Nacional de Pesquisas em Tradução e Interpretação de Libras e Língua Portuguesa está reunindo em Florianópolis pesquisadores brasileiros e estrangeiros. O tema central é a ética relativa aos dois processos, já que o texto que resulta destas práticas pode ter desdobramentos científicos, políticos e sociais. O evento é destinado a intérpretes e tradutores da Língua Brasileira de Sinais, surdos e outros profissionais interessados. Promotora do encontro por meio do curso de licenciatura em Letras Libras a distância e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, a UFSC é referência no ensino e na pesquisa sobre a Língua Brasileira de Sinais.

Aberto quarta-feira, no hotel Maria do Mar, o evento prossegue até sexta, dia 17, com a apresentação de 68 trabalhos científicos, divididos entre comunicações e pôsteres. São mais de 300 participantes inscritos, vindos de todo o país. Os trabalhos são apresentados de acordo com dez eixos pré-estabelecidos e entre os palestrantes estão Steven Collins, da Gallaudet University (EUA), Robert Adam, da University College London, e Sandra Patrícia de Faria, da Universidade de Brasília.

A programação incluiu oito minicursos sendo oferecidos na UFSC para oportunizar formação de curta duração com pesquisadores e profissionais da área. “Fundamentos para a interpretação de língua de sinais”, “Linguagem cinevisual para tradutores e intérpretes de Libras” e “Exercícios práticos para aprimorar as competências básicas de interpretação simultânea” estão entre os cursos ministrados.

Mais informações com a professora Silvana Aguiar (48) 3721-6586

Isadora Ruschel / Estagiária de Jornalismo na Agecom

Tags: Estudos da traduçãoLibrasUFSC
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2