Professora da UnB lança livro e realiza conferência no CFH nesta segunda, dia 10

10/06/2019 11:08

O Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realiza nesta segunda-feira, 10 de junho, a partir das 19h30, no Auditório do CFH (Bloco B), uma conferência com a professora de História da Universidade de Brasília (UnB), Ana Flávia Magalhães Pinto.

A professora fará, um pouco antes, às 18 horas, o lançamento do livro Escritos de liberdade: literatos negros, racismo e cidadania no Brasil oitocentista, publicado pela Editora Unicamp, que “apresenta um estudo detalhado sobre as articulações diretas e indiretas realizadas por homens negros, livres e letrados atuantes no cenário político-cultural das cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro na segunda metade do século XIX”(disponível AQUI).
(mais…)

Tags: Ana Flávia Magalhães PintoCFHhistóriaracismoUFSCUnB

Racismo estrutural é tema de palestra nesta sexta-feira, 7 de junho

03/06/2019 08:00

O Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) promove conferência “O que é racismo estrutural?”, do professor Silvio Almeida (Direiro/Mackenzie), nesta sexta-feira, 7 de junho, às 19h30. O encontro será realizado no Auditório do CFH (Bloco B) e integra o Ciclo de Debates “13 de Maio: da Abolição inconclusa ao racismo estrutural”.

Mais informações na página do CFH.

 

Tags: Centro de Filosofia e Ciências Humanasracismoracismo estruturalUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Alunas de Serviço Social promovem debate sobre violências de gênero e étnico raciais

20/11/2017 08:54

A campanha “16 dias de Ativismo pelo fim da violência” irá promover a mesa redonda “Tramas interseccionais: violência de gênero e ético raciais” no dia 28 de novembro, às 18h30, no Auditório do Centro Socioeconômico (CSE) da UFSC. 
(mais…)

Tags: 16 dias de Ativismo pelo fim da violênciagêneroracismoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinaviolência

Conscientização do combate ao racismo é tema na UFSC nesta sexta e segunda

24/08/2017 10:35

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD), em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), trará ao campus de Florianópolis da UFSC profissionais da advocacia para intervenções nesta sexta-feira, 25 de agosto, e na segunda-feira, dia 28, para conscientizar estudantes sobre racismo. A ideia surgiu após a ocorrência de atos racistas no segundo semestre de 2016 no campus no bairro Trindade, em específico, após a agressão de uma aluna negra dentro do Restaurante Universitário (RU), no ano passado. O ato foi organizado por integrantes da Comissão de Igualdade Racial da OAB/SC com intuito de informar à comunidade universitária da legislação e órgãos de proteção existentes contra o racismo.

A ação contará com uma tenda em frente à Reitoria, onde a Comissão de Igualdade Racial estará disponível para tirar dúvidas e conversar com os interessados, além da distribuição de panfletos com informações legislativas sobre discriminação racial. A ideia central é poder conscientizar a comunidade sobre os locais para denúncias no âmbito estadual e local (UFSC), quais leis protegem a população contra atos de racismo e outras discriminações.
(mais…)

Tags: "Métodos para Análise da Produtividade e Impacto Científico: estudo de caso da UFSC"campus de FlorianópolisComissão de Igualdade RacialOABOAB/SCOrdem dos Advogados do BrasilracismoSaadsecretaria de ações afirmativas e diversidadesUFSC

Administração Central encaminha ações contra pichações nazistas no Centro de Convivência

07/10/2016 15:21

A Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) esteve reunida, na sexta-feira, 7 de outubro, com estudantes responsáveis por atividades culturais na Sala Quilombo, no Centro de Convivência. O grupo fez uma denúncia, por meio da Ouvidoria da Universidade, contra manifestações nazistas de cunho racista em pichações encontradas na sala. A Secretaria de Segurança Institucional (SSI) encaminhou ofício à Polícia Federal e, mediante identificação dos autores, tomou em conjunto as medidas cabíveis.

Centro de Convivência Noite - 2014 - Foto Henrique Almeida (3)

Centro de Convivência da UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

“Não vamos tolerar qualquer tipo de ação preconceituosa que busque intimidar qualquer grupo da UFSC. A Saad [Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades] foi criada para atender essas demandas e combater os preconceitos aqui dentro da Universidade”, salienta Áureo Moraes, chefe de gabinete da Reitoria. “Conversamos com os estudantes e tomamos as providências institucionais para chegar a uma solução. Nos preocupa esse tipo de manifestação, principalmente pela integridade e segurança dos estudantes”, explica.

Moraes informa que a denúncia chegou ao Gabinete da Reitoria na terça-feira, 4 de outubro, por meio da Ouvidoria. A SSI deu andamento, buscando a identificação dos autores por meio das câmeras de videomonitoramento no entorno do prédio. O secretário da SSI, Leandro Oliveira, entregou um ofício com fotos do local e informações à Polícia Federal – instituição responsável pela investigação criminal.

A secretária da Saad, Francis Tourinho, ressalta que a Secretaria tem autonomia para instaurar processos disciplinares, que já vêm sendo feitos com base em outras denúncias de grupos de estudantes, coletivos ou denunciantes individuais. A Saad já encaminhou processos em casos de ofensas feitas em redes sociais contra mulheres e contra estudantes indígenas. Se os autores são identificados como estudantes da UFSC, a Saad abre processos junto aos colegiados de curso, que procedem a punir os responsáveis.

“A Saad, desde o início, vem atuando em frentes contra inúmeros tipos de violências, fobias e racismo. Defenderemos as diversidades em todas as instâncias da Universidade, onde deve haver respeito a todas as expressões e manifestações de cunho pacífico. Qualquer tipo de manifestação que incite à violência não será tolerada pela UFSC. Esta prática criminosa, que ataca e menospreza os negros da comunidade acadêmica, atinge a todos e debocha das ações afirmativas, que é política e escolha da UFSC”, salienta Francis.

 

Mayra Cajueiro Warren
Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: Administração CentralCentro de ConvivênciapichaçõesracismoSaadUFSC

Racismo, manifestação e violência são destaques na revista da EdUFSC

15/05/2014 08:10

Em entrevista exclusiva ao escritor Dennis Radünz, publicada na edição nº 7 da revista Subtrópicos, o jornalista Uelinton Farias Alves denuncia “a grossa margem de racismo a que Cruz e Sousa está legado até hoje”. Autor da biografia Cruz e Sousa: Dante negro do Brasil, o autor sublinha que a invisibilidade do poeta de Desterro se dá pelo processo político-social brasileiro. “A sociedade o exclui como exclui todo negro brasileiro”, sentencia. Subtrópicos é a revista cultural da Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC), que tem entre os seus títulos o livro Exeus, de autoria de Dennis Radünz.

Além da entrevista, este número da revista apresenta artigos de professores e intelectuais locais, do país e do exterior. O carioca João Gabriel Almeida analisa as “jornadas de junho”, lançando uma questão intrigante: “Cabe agora, também, pensar em como disputar a juventude que foi para as ruas e que está sendo cativada pelo fascismo”. Músico e morador de Florianópolis, o argentino Alberto Andrés Heller contribui com o texto sobre “O mito do autoconhecimento através da arte”.Descrição: http://noticias.paginas.ufsc.br/wp-includes/js/tinymce/plugins/wordpress/img/trans.gif

Segundo ele, autor de John Cage e a poética do silêncio, “não devemos confundir expressão com autoexpressão, pois o que se expressa na arte supera em muito os limites do individual: o artista e a ‘sua’ criação são atravessados pelo mundo, pela história, pela cultura, pela energia, pelo espaço, pelo tempo.”.  Heller entende que “a técnica nunca confere o poder e o domínio sobre a obra”.
(mais…)

Tags: EdUFSCracismoSubtrópicosUFSC

Racismo, manifestação e violência são destaques na revista da EdUFSC

06/05/2014 13:38

Em entrevista exclusiva ao escritor Dennis Radünz, publicada na edição nº 7 da revista Subtrópicos, o jornalista Uelinton Farias Alves denuncia “a grossa margem de racismo a que Cruz e Sousa está legado até hoje”. Autor da biografia Cruz e Sousa: Dante negro do Brasil, o autor sublinha que a invisibilidade do poeta de Desterro se dá pelo processo político-social brasileiro. “A sociedade o exclui como exclui todo negro brasileiro”, sentencia. Subtrópicos é a revista cultural da Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC), que tem entre os seus títulos o livro Exeus, de autoria de Dennis Radünz.

Além da entrevista, este número da revista apresenta artigos de professores e intelectuais locais, do país e do exterior. O carioca João Gabriel Almeida analisa as “jornadas de junho”, lançando uma questão intrigante: “Cabe agora, também, pensar em como disputar a juventude que foi para as ruas e que está sendo cativada pelo fascismo”. Músico e morador de Florianópolis, o argentino Alberto Andrés Heller contribui com o texto sobre “O mito do autoconhecimento através da arte”.
(mais…)

Tags: EdUFSCracismoSubtrópicosUFSC

UFSC repudia racismo e informa sobre uso indevido do nome da instituição em sites e redes sociais

11/12/2013 16:30

Reitoras recebem a carta do grupo e repudiam racismo. Foto: Leonardo Reynaldo/DDPV/GR

Na manhã desta quarta-feira, 11 de dezembro, as reitoras Roselane Neckel e Lúcia Helena Martins Pacheco receberam um grupo integrado por estudantes negros da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), representantes de movimentos sociais, professores e o vereador Lino Peres (PT). Os alunos entregaram uma carta de repúdio a uma imagem veiculada em uma rede social.
(mais…)

Tags: internetracismoUFSCuso indevido do nome da instituição

Nota oficial da Administração Central: racismo e uso indevido do nome da instituição

11/12/2013 15:14

Nota oficial 

A Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vem a público manifestar o seu repúdio ao racismo e a qualquer outra forma de preconceito. A Reitoria informa a comunidade de que os sites e grupos de redes sociais que utilizam o nome da instituição de forma irregular já estão sendo notificados pela Procuradoria Federal.

É importante lembrar que a atuação da Procuradoria Federal junto à UFSC, em casos como os de uso do nome desta instituição em redes sociais e sites, dá-se em virtude de ordem institucional da Procuradoria-Geral Federal (PGF/AGU), por meio da Portaria nº 629, de 29 de julho de 2011 (D.O.U. de 1º/08/2011), como pode ser visto no Programa de Proteção do Nome e Imagem das Autarquias e Fundações Públicas Federais.

Este programa existe para promover estudos e propor medidas de caráter preventivo e repressivo, preservar e valorizar o patrimônio imaterial das autarquias e fundações públicas federais.

Para saber mais, verificar o site www.agu.gov.br/sistemas/site/TemplateImagemTexto.aspx?idConteudo=164956&id_site=1106.

Leia mais: http://noticias.ufsc.br/2013/12/ufsc-repudia-racismo-e-informa-sobre-uso-indevido-do-nome-da-instituicao-em-sites-e-redes-sociais/

Tags: nota oficialracismoUFSC