Projeto Aprendizagem da Docência promove palestra sobre relações étnico-raciais no cotidiano

05/11/2018 08:49

O Projeto Aprendizagem da Docência (PAD) irá oferecer a palestra “Relações étnico-raciais no nosso cotidiano: Avanços e desafios”, com Edimara Gonçalves Soares, no dia 1º de dezembro, das 9 às 12h, em local a ser determinado.

A palestra tem como objetivo as relações étnico-raciais, que estão presentes no nosso dia a dia, em todos os espaços sociais, nas nossas relações familiares e afetivas mais amplas.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site. A participação dá direito a certificado.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-8586.

Tags: Projeto Aprendizagem da DocênciaRelações étnico-raciaisUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC distribui ‘Selos da Diversidade’

16/03/2018 16:21

Espalhar pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) selos que identifiquem pessoas que possam acolher, conversar ou mesmo buscar ajuda para uma série de questões de gênero é o objetivo principal de uma ação da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad). Chamados de “Selos da Diversidade” essas identificações começam a ser distribuídas na Saad a partir desta semana.

Segundo a secretária da Saad, Francis Tourinho, “qualquer pessoa que deseje identificar-se com um ou mais selos pode utilizá-los para mostrar à comunidade universitária sua afinidade com os temas e colocar-se como uma referência no assunto”. Francis esclarece que não se trata de substituir o trabalho da Secretaria, e sim, que haja pessoas próximas que possam acolher as questões que a Saad acolhe. “Muitas vezes pessoas nos procuram apenas para conversar, e vem um aluno lá de longe nos procurar quando às vezes alguém próximo a ele poderia ouvi-lo, acolhê-lo, até mesmo ajudá-lo”, informa.

Adotar um ou mais selos representa que o estudante ou servidor docente ou técnico-administrativo em Educação atua e defende a causa da diversidade nas frentes: Gênero e Violência; Raça ou Etnia; Inclusão Digital; Acessibilidade; Equidade.

Conheça os Selos da Diversidade

Selo Catavento
Faz referência ao respeito às diversidades e a luta contra a violência contra as mulheres e a LGTBFobia na UFSC. A pauta é foco da Coordenaria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero (CDGen), da Saad. A escolha do catavento está relacionada à simbologia do movimento. As diferentes cores representam a diversidade sexual humana: o círculo rosa e azul que repousa sobre um fundo branco representa a transexualidade; o rostinho no centro do catavento representa a pessoa humana e o coração traduz a amorosidade e o respeito que se deve buscar nas relações humanas.

Selo Global/Etnia
Criado pela Coordenadoria de Relações Étnico-raciais (Crer), simboliza um espaço no qual as diversas raças e etnias estão abraçadas, representando a diversidade acadêmica e o respeito a cada pessoa na produção de uma universidade orgulhosamente harmônica e para todos. Quem a utilizar estará demonstrando apoio e resistência contra o preconceito, o racismo e as discriminações relativas à raça e etnia!

Selo Equidade
Representativo da Coordenadoria de Ações de Equidade (Caeq), corresponde ao foco das ações da equidade, de reconhecer e colocar em prática os direitos de igualdade, justiça e ampliação de possibilidades de acesso a todos. O símbolo da igualdade, no centro do selo, demonstra a busca pela equidade em todos os espaços e locais. Ao adotar o selo, a pessoa será uma referência nas questões envolvendo as políticas e processos de inclusão e permanência na UFSC.

Selo I-Digital
Faz alusão ao acesso e à inclusão digital à comunidade da UFSC, especificamente voltado para a missão da Coordenadoria de Inclusão Digital (Coid) que é: facilitar a vida cotidiana do acadêmico ao proporcionar condições e estrutura acessíveis as tecnologias da informação, num ambiente inclusivo. A representatividade deste selo será uma referência à acessibilidade digital e orientação aos alunos nesse quesito.

Selo Acessibilidade
A imagem cumpre um dos princípios estabelecidos pela Coordenadoria de Acessibilidade Educacional (CAE), na promoção de uma cultura inclusiva em toda a UFSC, ao respeitar a singularidade e atuar na execução da política institucional de acessibilidade e inclusão de estudantes com deficiência e/ou com necessidades educacionais especiais da UFSC. Assim, o selo representará uma referência aos assuntos relacionados à acessibilidade de pessoas com deficiência no ambiente acadêmico.

Inspiração

A ideia para a iniciativa partiu da troca de experiências entre a Saad e o diretor da unidade de Apoio à Diversidade e Inclusão da Universidad Complutense de Madrid (UCM), José Ignacio Pichardo Galán, que esteve na UFSC durante o 13º Mundo de Mulheres, em agosto de 2017.

Os selos são parte de um projeto da UCM que identifica membros da comunidade universitária que apoiam e podem ser escuta para as questões de diversidade e inclusão.

 

Mais informações:
Site da Campanha
Site da Saad

 

Mayra Cajueiro Warren
Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: BadgeCoordenadoria de Acessibilidade EducacionalCoordenadoria de Inclusão DigitalCoordenaria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de GêneroEquidadeRelações étnico-raciaisSaadsecretaria de ações afirmativas e diversidadesSeloSelos da DiversidadeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professor da UFSCar profere palestra ‘Relações étnico-raciais e o ensino de ciências’

23/06/2017 15:24

A palestra “Relações étnico-raciais e o ensino de ciências” será realizada no dia 29 de junho, às 19h, na sala 003, bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da UFSC. O palestrante será o professor Douglas Verrangia, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Realização: Licenciatura em Educação do Campo, Geca e Escola da Terra

Apoiadores: CaleCampo

 

 

Tags: bloco D do Centro de Comunicação e Expressão (CCE)CCERelações étnico-raciaisUFSC

18 de maio – Dia de combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

12/05/2016 16:30

LOGO-18-DE-MAIOO Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre as Violências (Nuvic) e o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Diferença, Arte e Educação (Alteritas), do Centro de Ciências da Educação (CED), promoverão, de maio a dezembro, ciclos de apresentações e discussões de pesquisas sobre as temáticas: Infâncias, Relações étnico-raciais, Gênero e Violências. O primeiro encontro será realizado 18 de maio, Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, a partir das 17h no hall e no auditório do CED e no Colégio de Aplicação.

A programação do dia 18 contará com uma apresentação de cirandas infantis com as crianças do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da UFSC, uma mesa de conversa que discutirá os conceitos de vulnerabilidade e risco na infância e uma aula de biodança. As atividades são destinadas à comunidade universitária, a docentes e servidores das escolas municipais e atuantes de movimentos sociais.

As apresentações promovidas pelo Nuvic e Alteritas até dezembro buscam incentivar o compartilhamento das pesquisas que estão sendo realizadas por professoras, estudantes de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado) destes grupos.

Inscrições para participar da mesa Vulnerabilidade, Risco e Infâncias podem ser realizadas até 18 de maio através deste link. A inscrição garante certificado de 2h/A.

(mais…)

Tags: "Pelo Dia Internacional de Combate às Violências Contra as Mulheres"AlteritasCEDgêneroInfânciasNúcleo de Estudos e Pesquisas sobre as violênciasRelações étnico-raciaisUFSC