Equipe da UFSC Joinville fica em 1° lugar em categoria do 3º Summit Nacional de Robótica

20/12/2023 11:51

Botcem, equipe que é parte de projeto de extensão, venceu na categoria Seguidor de Linha. Foto: Divulgação/Botcem

A equipe de robótica Botcem, do Campos de Joinville da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ganhou, em novembro, a categoria Seguidor de Linha, do 3º Summit Nacional de Robótica, maior evento de robótica realizado em Santa Catarina. Essa edição contou com mais de 300 participantes, vindos de todo o Brasil e do México, que competiram em diferentes modalidades: desde desafios de robôs autônomos até batalhas entre eles.

A categoria de Seguidor de linha, vencida pela equipe de Joinville, é uma prova de corrida individual onde um robô, obrigatoriamente autônomo, precisa atravessar um percurso seguindo uma linha no chão. Ganha o robô que terminar o percurso em menor tempo.

A equipe Botcem, que faz parte de um projeto de extensão, é formado por 34 alunos dos cursos de Engenharia Mecatrônica, Bacharelado em Ciência e Tecnologia, Engenharia Automotiva, Engenharia Naval, Engenharia Ferroviária e Engenharia Aeroespacial.

Segundo os organizadores do evento, o Centro Universitário Católica SC, as categorias que envolveram combate entre dois robôs obrigatoriamente ocorreram em arenas completamente fechadas. A estrutura contou com paredes em policarbonato translúcido, não permitindo que partes dos robôs ou outros objetos saíssem para a parte externa das arenas. No entanto, as paredes permitiam uma visão clara para os pilotos, juízes e público presente ao evento. A iniciativa conta com parceria da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e apoio de empresas da região, como WEG e Becomex.

Categorias da competição: 
(mais…)

Tags: PrêmiorobóticaSummit Nacional de RobóticaUFSCUFSC JoinvilleUFSC Universidade Federal de Santa Catarina

Cultura, tecnologia e ciência: UFSC abre Rotas Temáticas à visitação com mais de 60 atividades

25/10/2023 15:00

Como parte da programação da 20ª Semana de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (Sepex), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vai oferecer mais de 60 atividades diferentes,  separadas em Rotas Temáticas no Campus de Florianópolis, a partir da próxima quarta-feira, 25 de outubro, e até o final do evento, na sexta-feira, 27 de outubro. Em cada um desses dias, diferentes locais estarão abertos para receber a comunidade em horários programados.

As atrações incluem exposições artísticas, visitas a laboratórios de ciências com experimentos reais, apresentações tecnológicas, visita ao laboratório de robótica, apresentação no Observatório da UFSC, entre outras atividades.

Nem todas os locais estarão abertos à visitação pública no mesmo dia. Por isso, os interessados devem consultar a lista completa e escolher os laboratórios ou setores que desejam visitar. Algumas atividades têm horário específico para ocorrer. Há possibilidade de receber grupos, em alguns casos. E há atividades que precisam de inscrição prévia.

>> Para conhecer as Rotas Temáticas, visite o site da 20ª Sepex.

 

Para localizar facilmente os laboratórios e os setores do Campus de Florianópolis da UFSC em que estão disponíveis as Rotas Temáticas, consulte o mapa abaixo, que também traz mais detalhes das ações. O recurso também está disponível no Google Maps.

 

(mais…)

Tags: 20ª SepexCiênciacomunidadelaboratóriospesquisarobóticaRotas TemáticasSepex 2023tecnologiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Joinville fica em segundo lugar em desafio inédito com robôs, drones e IA

19/09/2023 08:07

UFSC foi campeã no desafio com robôs (Fotos: Divulgação ABII)

Provas com drones, robôs móveis autônomos e inteligência artificial. Uma oportunidade para revelar o talento e a preparação dos estudantes para encarar cada uma das provas e para promover a aproximação da universidade com o setor produtivo. Estas foram as marcas do fim de semana que consagrou uma equipe da UFSC Joinville como vice-campeã de um desafio inédito que reuniu empresas e universidades em disputa de tecnologia em Joinville, no último sábado. A competição -intitulada ABII Challenge – foi organizada pela Associação Brasileira de Internet Industrial.

O professor Modesto Hurtado Ferrer, que liderou a equipe da UFSC, conta que, nos últimos três meses, os estudantes se prepararam, interagiram com os profissionais das empresas que apadrinharam o time e, finalmente, chegaram ao resultado. “No começo, não sabíamos como se daria essa parceria, pois era algo novo para todos, mas, no decorrer do tempo o time foi ganhando visão do propósito a ser alcançado e de forma muito orgânica as coisas foram ganhando forma”, ressalta o professor.

O UTM Team, como a equipe foi chamada, é formado por estudantes de engenharia da UFSC de Joinville e por profissionais das empresas Macnica DHW e TERMICA Solutions. O maior destaque do grupo ocorreu nas provas de Drone e de Robôs Móveis Autônomos. Para o estudante Valdomiro Botelho Junior, a competição foi uma grande oportunidade de aprendizado e de troca de experiência com os profissionais que já atuam no mercado e uma forma diferente de colocar a teoria em prática.

As provas

Drones autônomos

A primeira prova do ABII Challenge foi com os drones e envolvia programa-los para cumprirem uma missão de voo. Todos os times tinham o mesmo modelo de drone, que foi comprado pela ABII e doado para as universidades desenvolverem projetos. Foram adquiridos drones pequenos para atender as regras de segurança do espaço, com pessoas assistindo.

Os drone não eram pilotados, mas realizaram a prova de forma autônoma, lendo códigos que davam instruções sobre o que fazer no percurso. Todos os times tiveram pontuação. O UTM Team ficou com a vitória e o time Minerva, da Universidade de São Paulo, ficou com a segunda melhor pontuação. As equipes não conseguiram completar o circuito, que incluía aterrissar num robô em movimento no menor tempo.

Robôs móveis

A segunda prova foi a de robôs móveis autônomos. O grande desafio dos times foi programar os robôs, que foram emprestados pelas empresas Pollux Part of Accenture, Omron e Selettra Automação e Robótica, e fazer a prova com vários robôs juntos na arena. Os times receberam um mapa antes da prova. Era necessário que os robôs passassem por portais antes de cumprir o trajeto e só no dia as equipes puderam fazer o reconhecimento final do circuito.

O objetivo era completar o percurso no menor tempo possível, somando as cinco largadas. Segundo o professor Modesto, que conduziu a equipe da UFSC ao primeiro lugar na prova, foi um dos desafios em que o público mais vibrou. “Havia muitas famílias com crianças acompanhando a prova”, lembra.

Inteligência artificial

A última e decisiva prova do dia foi a de inteligência artificial. O desafio era criar uma inteligência para jogar o jogo de War, um tradicional jogo de tabuleiro criado em 1972, que envolve muita estratégia. As decisões eram tomadas pela inteligência artificial. Cada time sabia o seu objetivo, mas não sabia o objetivo dos concorrentes. Apenas o público teve acesso a todos os objetivos para conseguir entender o que estava acontecendo.

O jogo foi exibido num telão e foram duas horas emocionantes de partida. O jogo foi encerrado por tempo, após duas horas, e venceu o time com o maior número de territórios. Com a melhor pontuação na prova de IA, o time Minerva garantiu os pontos que precisava para a vitória do geral do ABII Challenge.

A competição

O objetivo da competição, conforme o presidente da ABII, José Rizzo Hahn Filho, foi mostrar que no Brasil há profissionais capazes, empresas de ponta e universidades com pesquisadores, professores e estudantes mobilizados pela tecnologia. “O evento foi um sucesso em termos de público, organização e participação dos times. Escolhemos tecnologias cruciais para o desenvolvimento da indústria do país. Precisamos de pessoas cada vez mais capazes para implementar projetos que envolvam drones, AMRs e inteligência artificial”, ressalta Rizzo.

“Queremos que este evento seja realizado anualmente e mobilize cada vez mais empresas e universidades do Brasil. O ABII Challenge é inovador sob vários aspectos e reforça a missão da ABII, de fortalecer e acelerar a indústria 4.0 e a internet industrial das coisas (IIoT) no Brasil. Uma das formas de fazer isso é justamente promovendo e fomentando o trabalho colaborativo de empresas e universidades na solução de desafios tecnológicos”, destaca Rizzo.

Resultado geral do ABII Challenge

1º – Time Minerva

(USP, Embraer, Dexco, Marelo e Omron)

2º – UTM Team

(UFSC, Macnica DHW, e TERMICA Solutions)

3º – Time Donatello

(UniSenai, I3C e Festo)

4º – Time PUCPR de Robótica Móvel

(PUCPR, Selettra Automação e Robótica e Pepperl+Fuchs)

5º – Time Synth

(Udesc, Pollux Part of Accenture, TOTVS e SMC)

Galeria de fotos

 

Tags: ABII ChallengeAssociação Brasileira de Internet Industrialdronesinteligência artificialrobôsrobóticaUFSC Joinville

UFSC na mídia: projeto do campus Joinville desperta interesse de meninas por áreas tecnológicas

12/05/2022 11:09

O Projeto Meninas na Tecnologia, do campus Joinville da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi tema do programa Balanço Geral, da NDTV. O projeto busca despertar o interesse de jovens mulheres para áreas da tecnologia, tais como robótica, programação e tecnologia da informação. Essas áreas estão em sintonia com as necessidades de empresas da região e também são responsáveis por muitas ofertas de vagas no mercado de trabalho.

O projeto de educação tecnológica teve início no ano passado e contou com a participação de alunas de cinco escolas públicas de nível fundamental ou de ensino médio de Joinville. A nova rodada do projeto está com inscrições abertas para escolas públicas até o dia 14 de maio. As aulas serão remotas, mas algumas atividades estão planejadas para ocorrer presencialmente.

Veja a reportagem completa: Mulheres na tecnologia: projeto da UFSC quer despertar interesse de alunas de escolas públicas | ND Mais

 

Tags: educação tecnológicameninasrobóticatecnologiaUFSCUFSC JoinvilleUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Robô móvel de baixo custo para desinfectar ambientes é desenvolvido em pesquisa na UFSC

19/08/2020 17:23

Em meados de março, quando a pandemia começava a afetar o Brasil com mais intensidade, Patricia Della Méa Plentz conversou com o irmão Rodrigo Della Méa Plentz,  coordenador do Serviço de Fisioterapia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, sobre as dificuldades e preocupações que os hospitais enfrentavam para atender pacientes com Covid-19 e que tipos de robôs poderiam ajudar os profissionais de saúde. Além de fraterno, o diálogo evoluiu para uma pesquisa de um robô móvel de baixo custo para desinfecção de ambientes, já que Patrícia é professora do Departamento de Informática e Estatística (INE) e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da UFSC e Rodrigo também é professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

“Quanto menos gente envolvida, melhor para evitar infecções. Como atuo na área de robótica móvel, comentei com ele: ‘precisamos pensar num robozinho, ou para atender pacientes ou para permitir uma televisita por um tablet’”, conta Patrícia. Nas conversas, Rodrigo lembrou que eram necessárias soluções para desinfecção de ambientes – num primeiro momento, hospitais, mas depois para outros pontos com grandes aglomerações, como escolas, postos de saúde e shopping centers. Eles aproveitaram um edital do CNPq, oferecendo bolsas para propostas envolvendo o combate ao SARS-CoV-2, e iniciaram o projeto – agora com a participação do doutorando Sergio Pfleger.

A pesquisa ainda é incipiente, mas algumas questões já foram definidas: um robô móvel e autônomo, que use lâmpadas de LED Far-UVC para a desinfecção. “O tamanho do robô vai ser determinado pelo ambiente que vai desinfectar, que ainda não definimos, e a quantidade de aglomeração neste ambiente – se ele vai usar mais ou menos luz. Isso implica em ter mais ou menos baterias para ele carregar”, explica a pesquisadora. É nisto que o bolsista Sergio trabalha atualmente: qual a quantidade de luz necessária para desinfectar um determinado ambiente e o quanto isto requer em bateria. “O ideal, e o que vamos perseguir neste projeto, é quanto menor o robô, melhor. Nós vamos ir ao limite do que for possível”, diz Patrícia. Ela lembra que nos Estados Unidos e Alemanha, há estruturas do gênero com até um metro e oitenta de altura usando este tipo de luz, com um custo proporcionalmente maior. São duas alternativas em estudo: uma com uma série de lâmpadas apenas na parte de baixo do robô (para desinfecção do piso) e outra com uma lâmpada também na parte de cima (para desinfecção de móveis e objetos que compõem um determinado ambiente).
(mais…)

Tags: coronavírusdesinfecçãopesquisa coronavírusrobóticarobótica móvelUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Joinville participa de projeto com oficina de robótica em escolas municipais

13/03/2020 10:26

O Campus de Joinville da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é um dos participantes do projeto JA tá aqui, do canal NSCTV. A emissora reuniu 15 parceiros para levar serviços a escolas municipais de Joinville. Nas reportagens, destacam-se a história do respectivo bairro e demandas feitas pelos moradores da localidade.

A UFSC integra a ação com a promoção de uma oficina de robótica, oferecida para alunos bolsistas por meio do Espaço Ciência e Tecnologia (ECT). O ECT visa fortalecer a interação entre a Universidade a e sociedade, buscando contribuir para popularização da ciência e tecnologia. O Espaço conta com atrações relacionadas com o meio ambiente, energias renováveis e tecnologia.
(mais…)

Tags: Campus de JoinvilleEspaço Ciência e Tecnologia (ECT)Fórmula CEMJA tá aquijoinvillerobótica

Palestra com pesquisador da University College London aborda robótica cirúrgica no Campus Blumenau

07/06/2019 08:54

O Campus Blumenau da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) receberá, na próxima segunda-feira, dia 10 de junho, o professor Helge Wurdemann, pesquisador do Departamento de Engenharia Mecânica do Instituto de Robótica da University College London (UCL), da Inglaterra, para uma palestra sobre robótica cirúrgica.

A iniciativa é do Departamento de Controle, Automação e Computação (CAC/BNU/UFSC). O evento gratuito e aberto ao público será realizado às 14h30min, no auditório do Bloco B da Sede Acadêmica, na rua João Pessoa, nº 2750, Velha. Antes da exposição, estudantes e professores de engenharia do Campus Blumenau também apresentarão alguns dos projetos desenvolvidos na área de biomecânica.
(mais…)

Tags: Automação e ComputaçãoCAC/BNUCampus BlumenauDepartamento de Controlerobóticarobótica cirúrgicaUFSC

Seminários de Robótica continuam nesta segunda e quinta-feira

26/09/2016 10:32

O coordenador do Laboratório de Robótica da UFSC, professor Daniel Martins, divulga a programação de seminários da disciplina Cinemática Avançada de Robôs. As apresentações ocorrem durante o mês de setembro e são abertas ao público.

Aluno Tema Data Horário Sala
Thaís Matroides aplicados a robôs por cabos 26/09 10h – 12h Sala de Informática**
Vinícius G. Robôs reconfiguráveis para reabilitação 29/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius A. Síntese de suspensão regenerativa

*Bloco B da Engenharia Mecânica.

**Bloco A da Engenharia Mecânica.

Mais informações pelo e-mail daniel@emc.ufsc.br

Tags: robóticaUFSC

Laboratório de Robótica continua programação de seminários em setembro

18/09/2016 10:05

O coordenador do Laboratório de Robótica da UFSC, professor Daniel Martins, divulga a programação de seminários da disciplina Cinemática Avançada de Robôs. As apresentações ocorrem durante o mês de setembro e são abertas ao público.

Aluno Tema Data Horário Sala
Fabíola Síntese dimensional para ergonomia 19/09 10h – 12h B9*
Marina Projeto de transmissão para turbina eólica 22/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Mateus Análise do espaço de trabalho e precisão de posicionamento de robôs por cabos
Marcel Influência de cabos frouxos no funcionamento de robôs por cabos (sagged cables)
Thaís Matroides aplicados a robôs por cabos 26/09 10h – 12h Sala de Informática**
Vinícius G. Robôs reconfiguráveis para reabilitação 29/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius A. Síntese de suspensão regenerativa

*Bloco B da Engenharia Mecânica.

**Bloco A da Engenharia Mecânica.

Mais informações pelo e-mail daniel@emc.ufsc.br

Tags: robóticaUFSC

Programação de Seminários de Robótica segue até dia 29

11/09/2016 10:03

O coordenador do Laboratório de Robótica da UFSC, professor Daniel Martins, divulga a programação de seminários da disciplina Cinemática Avançada de Robôs. As apresentações, abertas ao público, ocorrem durante o mês de setembro.

Aluno Tema Data Horário Sala
Marcel Desossa robotizada – Faca instrumentada 12/09 10h – 12h B9*
Thaís Matroides – Parte 2 15/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius G. Tendal (automação)
Vinícius A. Reconfigurabilidade de robôs
Fabíola Síntese dimensional para ergonomia 19/09 10h – 12h B9*
Marina Projeto de transmissão para turbina eólica 22/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Mateus Análise do espaço de trabalho e precisão de posicionamento de robôs por cabos
Marcel Influência de cabos frouxos no funcionamento de robôs por cabos (sagged cables)
Thaís Matroides aplicados a robôs por cabos 26/09 10h – 12h Sala de Informática**
Vinícius G. Robôs reconfiguráveis para reabilitação 29/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius A. Síntese de suspensão regenerativa

*Bloco B da Engenharia Mecânica

**Bloco A da Engenharia Mecânica

Mais informações pelo e-mail daniel@emc.ufsc.br

Tags: robóticaUFSC

Seminários de Robótica continuam nesta segunda e quinta-feira

04/09/2016 10:00

O coordenador do Laboratório de Robótica da UFSC, professor Daniel Martins, divulga a programação de seminários da disciplina Cinemática Avançada de Robôs. As apresentações ocorrem durante o mês de setembro e são abertas ao público.

Aluno Tema Data Horário Sala
Thaís Matroides – Parte 1 05/09 10h – 12h B9*
Fabíola Atuadores de rigidez variável (Modelagem com helicoides) 08/09 8h – 12h Sala de Informática**
Marina Mecanismos em turbinas eólicas
Mateus Modelagem de robôs por cabos
Marcel Desossa robotizada – Faca instrumentada 12/09 10h – 12h B9*
Thaís Matroides – Parte 2 15/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius G. Tendal (automação)
Vinícius A. Reconfigurabilidade de robôs
Fabíola Síntese dimensional para ergonomia 19/09 10h – 12h B9*
Marina Projeto de transmissão para turbina eólica 22/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Mateus Análise do espaço de trabalho e precisão de posicionamento de robôs por cabos
Marcel Influência de cabos frouxos no funcionamento de robôs por cabos (sagged cables)
Thaís Matroides aplicados a robôs por cabos 26/09 10h – 12h Sala de Informática**
Vinícius G. Robôs reconfiguráveis para reabilitação 29/09 8h – 12h Auditório do Posmec
Vinícius A. Síntese de suspensão regenerativa

*Bloco B da Engenharia Mecânica

**Bloco A da Engenharia Mecânica

Mais informações pelo e-mail daniel@emc.ufsc.br

Tags: robóticaUFSC

Seminário de Robótica

03/10/2012 15:12

O Grupo de Discussão em Robótica no Departamento de Automação e Sistemas (DAS) realiza nesta quinta-feira, 4 de outubro, das 14h às 15h, o seminário “Síntese convexa de controladores Fuzzy para sistemas Takagi-Sugeno discretos no tempo com atraso e limitação nos estados”, que será proferido por Luís Filipe Pereira Silva. O seminário acontece na Sala PGEAS1 (primeiro andar) do Departamento de Automação e Sistemas, CTC/UFC.

Mais informações:
Guilherme V. Raffo (raffo@das.ufsc.br)
Link do seminário: http://www.das.ufsc.br/~raffo/SeminariosRobotica_DAS/

Tags: CTCEngenharia de AutomaçãorobóticaUFSC

Seminários de Robótica nesta quarta-feira na UFSC

23/05/2012 10:29

Os Seminários do laboratório de Robótica professor Raul Guenther serão apresentados nesta quarta, 23, a partir das 13h30, no auditório EMC Bloco A do Departamento de Engenharia Mecânica. Informações com o professor Daniel Martins: danielemc@gmail.com.

 

Seminários: Mecanismos Auto-Alinhaveis;

Robôs Metamórficos e o problema de enumeração de suas configurações;
Especi ficação das Características de Sistemas Robóticos Subaquáticos;
Modelagem da articulação do joelho humano por Méodo de Davies para planejamento pré-operatório;
Síntese de um mecanismo de costura para acesso unilateral;
Introdução dos Quatérnios Duais ao Método de Davies;
Desenvolvimento de um controle de força baseado no modelo cineto-estático para robôss industriais;
Balanceamento de motores alternativos utilizando o Método de Davies.

Tags: robótica

Equipe da UFSC Araranguá desenvolve projeto de futebol de robôs

10/05/2012 15:30

Equipe Araranguá Intruders participa da Expen 2012 em Chapecó (SC)

Com apenas dez meses de existência, a equipe Araranguá Intruders já coleciona uma série de conquistas com seu projeto de futebol de robôs. No ano passado ficou em 6º lugar em uma competição nacional. Recentemente foi uma das principais atrações de Expen 2012, feira de negócios em Chapecó (SC). O grupo foi também o ponto de partida para a criação do Laboratório de Automação e Robótica Móvel (LARM) no Campus da UFSC em Araranguá, que reune estudantes e professores interessados em robótica, automação residencial e eficiência energética.

Os robôs têm 18 centímetros de diâmetro por aproximadamente 15 centímetros de altura. Eles fazem parte da categoria F180 Small-Size, definida pela Robocup, uma entidade internacional responsável por estabelecer as regras e organizar os campeonatos de robótica. Uma equipe de futebol de robôs é constituída por cinco robôs, que recebem sinais de um computador. Este é o responsável por processar as imagens do jogo e traçar as estratégias, que determinam os movimentos dos robôs em campo.

Com menos de um ano de existência, equipe ficou em 6º lugar na Competição Brasileira de Robótica de São João Del Rei (MG).

Desenvolver um robô envolve a coordenação de diversas disciplinas. Os alunos têm contato com conteúdos tanto de áreas técnicas como projeto mecânico e programação quanto disciplinas em administração de pessoal e marketing. “Para os alunos a principal lição é o trabalho em equipe e principalmente acreditar que todos são capazes, basta estabelecer metas para alcançar os objetivos”, explica o professor Anderson Luiz Fernandes Perez, que coordena o grupo no campus da UFSC em Araranguá. Ele conta que a equipe já revelou vários talentos em diferentes áreas como programação de computadores, projeto e desenvolvimento de hardware, programação de sistemas embarcados, gerência de projetos e marketing.

Os resultados têm sido promissores. No ano passado a equipe participou da IX Competição Brasileira de Robótica em São João Del Rei (MG) e ficou em 6º lugar de 15 times inscritos. Este ano a meta do grupo é melhorar o software e o hardware dos robôs para participar da X Competição Brasileira de Robótica que será realizada em outubro em Fortaleza (CE). Nos próximos três anos, a Araranguá Intruders pretende montar uma equipe competitiva para participar do mundial de Futebol de Robôs.

O projeto de futebol de robôs deu origem ao Laboratório de Automação e Robótica Móvel (LARM), que integra grupos que atuam nas linhas de pesquisa em Automação Residencial (Domótica), Eficiência Energética, Inteligência Computacional, Robótica Móvel e Sistemas Embarcados e Microcontrolados. Um dos grupos está trabalhando na construção de um Veículo Elétrico Inteligente para disputar em julho deste ano a Maratona Universitária da Eficiência Energética em São Paulo.

O grupo também desenvolve ações para divulgar o tema. Uma delas foi o curso de mecatrônica, oferecido aos alunos do Campus Araranguá na primeira semana acadêmica. Outra iniciativa é o blog Robótica Popular http://roboticapopular.blogspot.com.br/), que divulga os trabalhos realizados nas áreas de robótica e automação.

Confira a participação da equipe na IX Competição Brasileira de Robótica em São João Del Rei (MG):

Sobre a Araranguá Intruders

O grupo Araranguá Intruders surgiu em junho de 2011 e é formado por alunos dos cursos de Tecnologias da Informação, Engenharia de Computação e Engenharia de Energia. Fazem parte também os professores Anderson Luiz Fernandes Perez, que atua na área técnica, e o professor Paulo Esteves, que cuida da área administrativa.

Mais informações:

:: Araranguá Intruders: http://www.araranguaintruders.ufsc.br

:: Blog Robótica Popular http://roboticapopular.blogspot.com.br/

:: Site do Laboratório: http://larm.ufsc.br/

:: Professor Anderson Luiz Fernandes Perez (anderson.perez@ararangua.ufsc.br)

Por Laura Tuyama, jornalista na Agecom/UFSC.

Tags: Campus Araranguáfutebol de robôsinteligência artificialrobóticaUFSC