Grupo de pesquisa lança e-book para fotografia de macrofungos

18/01/2022 10:20

Aegis luteocontexta é uma espécie de fungo considerado raro, descrito há cerca de 18 anos (Foto: Felipe Bittencourt)

Quem gosta de fazer caminhadas pelas florestas (ou até mesmo na cidade), e leva sempre o celular ou câmera fotográfica, poderá tornar-se colaborador de um projeto desenvolvido pelo grupo de pesquisa MIND.Funga, ligado ao Laboratório de Micologia (Micolab) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O grupo, como o nome indica, desenvolve projetos ligados ao inventário da comunidade de fungos, principalmente em Santa Catarina, para apoiar pesquisas, ações de extensão e de preservação dos fungos.

O MIND.Funga acaba de lançar um e-book gratuito chamado “Protocolo de Captura de Imagens de Macrofungos”. Este manual foi idealizado junto a um aplicativo de reconhecimento de espécies de macrofungos através de fotografias, que está sendo desenvolvido em parceria com o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Convergência Digital – INCoD/UFSC.
(mais…)

Tags: e-bookfotografiamacrofungosMind.FungaUniversidade Federal de Santa Catarina

Grupo MIND.Funga distribui livros infantis a escolas de Urubici

22/11/2021 14:59

Cerca de 500 cópias foram entregues a alunos das redes pública e privada de ensino. Foto: divulgação/MIND.Funga/UFSC

Integrantes do grupo de pesquisa MIND.Funga, ligado ao Departamento de Botânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), entregaram na última sexta-feira, 19 de novembro, cerca de 500 cópias de um livro infantil produzido pelo grupo a alunos de escolas públicas e particulares de Urubici, na Serra Catarinense. Proposta como um complemento de diversos projetos de pesquisa sobre monitoramento da diversidade de fungos no Parque Nacional de São Joaquim, a obra A descoberta nas pequenas coisas faz parte do projeto MIND.Funga Ciência Cidadã: a literatura infantil encontra a taxonomia de fungos nas escolas.

O encontro com os estudantes se dá após dois anos do primeiro contato com as escolas do município. O projeto teve início com um convite a professores de instituições próximas ao parque, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra a área. Nessa saída de campo, os professores puderam acompanhar, aprender e participar dos passos realizados nas pesquisas sobre o monitoramento da diversidade dos fungos da área de preservação.

Ao mesmo tempo, foi sugerido que os docentes levassem para as salas de aula um material paradidático que conta, de forma divertida e curiosa, a descoberta de uma nova espécie de fungo por uma menina. Com esse material, eles poderiam trabalhar habilidades do currículo do ensino fundamental como biodiversidade, organização da vida e nomenclatura científica. 
(mais…)

Tags: formigas zumbisFungoslivro infantilMicologiaMind.FungaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadores identificam fungos ameaçados e alertam para a necessidade de políticas de conservação

09/11/2021 15:10

Um fungo que transforma insetos em zumbis no Vale do Itajaí e um líquen que só é encontrado entre as dunas de uma praia de Imbituba são algumas das, pelo menos, 21 novas espécies de fungos e liquens brasileiros que serão incluídas na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), um dos principais inventários do mundo sobre estado de conservação de animais, fungos e plantas. A ação é resultado de um workshop organizado pelo grupo de pesquisa Mind.Funga, ligado ao Laboratório de Micologia (Micolab) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com a Comissão para a Sobrevivência de Espécies de Fungos da IUCN. Os encontros realizados ao longo de setembro e outubro reuniram, além das equipes do Mind.Funga e do Micolab, 18 pesquisadores de nove estados das cinco regiões do país. Até o fim do ano, o grupo segue em processo de avaliação para outras 30 propostas de inclusão de espécies na Lista Vermelha.

Rickiella edulis é uma espécie saprotrófica (absorve nutrientes de matéria orgânica em decomposição) que ocorre na Mata Atlântica, na Argentina e no Paraguai. É considerada em perigo pelos critérios da IUCN. Foto: Gerardo Robledo

O primeiro workshop brasileiro de avaliação de espécies de fungos para a Lista Vermelha Global da IUCN, além da formação de recursos humanos para a classificação das espécies nas categorias de ameaça e a aplicação dos critérios da IUCN, teve o intuito de engajar os pesquisadores no tema da conservação. As primeiras reuniões visaram à capacitação dos participantes na elaboração da documentação necessária. Posteriormente, as propostas elaboradas pelo grupo foram analisadas por dois avaliadores credenciados da IUCN: o cientista-chefe do Jardim Botânico de Chicago, Gregory M. Mueller, e a professora da Eastern Washington University Jessica Allen.

As 21 espécies já avaliadas são distribuídas em dois filos (Ascomycota e Basidiomycota) e oito ordens, e a maior parte está ameaçada de extinção em algum grau. São quatro criticamente em perigo (risco extremamente elevado de extinção na natureza); três em perigo (risco muito elevado de extinção na natureza); nove vulneráveis (risco elevado de extinção na natureza); quatro quase ameaçadas (categoria de baixo risco, mas com espécies perto de serem classificadas ou que provavelmente serão incluídas em uma das categorias de ameaça em um futuro próximo); e uma na categoria “Dados Deficientes” (faltam dados adequados sobre a sua distribuição e/ou abundância para fazer uma avaliação direta ou indireta do seu risco de extinção). 
(mais…)

Tags: BiodiversidadeconservaçãoFungosMicolabMicologiaMind.FungaUFSCUnião Internacional para Conservação da NaturezaUniversidade Federal de Santa Catarina