Secretaria de Inovação realiza oficina sobre registro e pesquisa de patentes

12/12/2018 10:00

A Secretaria de Inovação da Universidade Federal de Santa Catarina (Sinova/UFSC), em parceria com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), realizou nos dias 11 e 12 de dezembro, das 8h30 às 12h e das 13h às 17hno Centro Sócio Econômico (CSE), a “Oficina de Busca de Anterioridade”.

A oficina foi ministrada pela pesquisadora em propriedade industrial do INPI, Cristiane Gorgulho, e é destinada a professores e pesquisadores que possuem os pedidos de patentes junto à Sinova. O objetivo do curso foi, além de capacitar os pesquisadores da UFSC, agilizar o processo e diminuir a “fila” dos pedidos de patente. “O pesquisador brasileiro não tem como atuar sem conhecer o sistema de patentes, e por isso é muito importante ele saber como fazer buscas, etc”, avalia Cristiane.

A parceria foi firmada na ocasião em que o presidente do INPI, Luiz Otavio Pimental, esteve em Florianópolis acompanhando uma Comitiva da Rússia, chefiada por Grigory Ivliev, diretor-geral da ROSPATEN, órgão da administração de marcas, patentes e inovação da Rússia.

Cristiane Gorgulho ministrando oficina no dia 11. Foto: Divulgação Sinova/UFSC.

 

Tags: INPIInstituto Nacional da Propriedade Industrial -INPIOficina de Busca de AnterioridadeSecretaria de InovaçãoSinovaUFSC

Inscrições para curso on-line e gratuito de Propriedade Intelectual

15/05/2015 14:18

Estão abertas as inscrições para o Curso Geral de Propriedade Intelectual, que é on-line, gratuito e pré-requisito para uma série de outros cursos do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI); inclusive para a Oficina de de Redação de Patentes, que o Departamento de Inovação Tecnológica (DIT ) da UFSC irá ofertar no segundo semestre de 2015. As inscrições encerram-se no dia 12 de junho. Início do curso: 22 de junho. Vagas limitadas. Haverá certificado de participação.

Matrícula pelo link: https://welc.wipo.int/acc/index.jsf?page=courseCatalog.xhtml&lang=pt&cc=DL101PBR#plus_DL101PBR

 

 

Tags: DITINPIpropriedade intelectualUFSC

Palestra sobre uso de patentes no ensino e na pesquisa acadêmica nesta quinta

08/05/2013 13:32

Nesta quinta-feira, 9 de maio, às 17h, no Auditório do Departamento de Engenharia Mecânica da UFSC, será realizada a Palestra “O Uso do Sistema de Patentes no Ensino e na Pesquisa Acadêmica”, com o pesquisador do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), Jeziel Nunes.

Serão discutidos alguns aspectos da utilização do sistema de patentes pela Universidade, que na atividade de ensino que na atividade de pesquisa. Aspectos do processo inventivo, bem como algumas formas de utilização das informações contidas no sistema de patentes no auxílio ao processo criativo e da inovação tecnológica. Também, alguns temas polêmicos que têm ocorrido na academia.
(mais…)

Tags: EMCINPIJeziel NunesO Uso do Sistema de Patentes no Ensino e na Pesquisa AcadêmicaUFSC

Mecanismo para semeadura de precisão desenvolvido na UFSC conquista patente

21/05/2012 10:01

O mecanismo dosador patenteado tem princípio mecânico e é pensado para ser acoplado aos tratores

O projeto de um mecanismo para semeadura de precisão de sementes miúdas conquistou a terceira patente da UFSC junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A proposta teve como suporte a tese “Desenvolvimento de Concepções para a Dosagem e Deposição de Precisão para Sementes Miúdas”, desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica. Os autores do invento são Ângelo Vieira dos Reis, que defendeu sua tese em 2003, e o professor Fernando Antônio Forcellini, orientador do estudo. O processo de patenteamento, que teve apoio do Departamento de Inovação Tecnológica (DIT) da UFSC,  levou sete anos.

A cultura de arroz, trigo, sorgo, cevada, aveia e centeio, todos considerados grãos miúdos, representa aproximadamente 17% da produção nacional . O mecanismo dosador patenteado tem princípio mecânico e é pensado para ser acoplado aos tratores. Foi concebido para garantir a colocação das sementes dentro da linha de semeadura com distâncias pré-definidas, tornando possível quantificar o número de grãos distribuídos por metro linear. Essas máquinas possuem mecanismos dosadores que permitem a colocação de sementes espaçadas umas das outras, dentro da linha de semeadura, com distâncias definidas, gerando assim um potencial para a redução da quantidade utilizada por hectare.

“Ficou claro que com a tecnologia atual há uma limitação na quantidade mínima de sementes que pode ser utilizada numa área, um obstáculo à redução dos custos de produção, principalmente quando se considera o preço das sementes de qualidade”, destaca Ângelo, que observou no mercado brasileiro e mundial a inexistência de semeadoras de precisão para grãos miúdos. Para sementes grandes, como o milho, há equipamentos do gênero.

A tese, base para o processo de patenteamento, descreve o estudo, o projeto, a construção de protótipos e os testes de soluções para a dosagem e a deposição, com atenção especial ao arroz. Ângelo utilizou a metodologia de projeto desenvolvida pelo Núcleo de Desenvolvimento Integrado de Produtos, que trata o processo de projeto de forma sistemática. Os estudos serviram de base para duas concepções de produto ─ um mecanismo de dosagem e de posição de semente miúdas com funcionamento mecânico e outro com princípio mecânico-pneumático. A construção de protótipos e a realização dos testes teve apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), por meio da Rede Engenharia Agroindustrial de Alimentos.

“É uma invenção, não se tornou um produto, mas ficamos contentes, pois foi reconhecido pelo INPI que não há algo assim no mundo. É um exemplo que pode ser estímulo a outros projetos”, avalia o professor Fernando Forcellini, consciente de que a transferência do conhecimento para o setor produtivo é ainda um desafio para as universidades. “A universidade está cumprindo seu papel de gerar conhecimento e formar pessoas”, complementa, lembrando que além de possibilitar um doutorado, a pesquisa envolveu estudantes de graduação, que atuaram como bolsistas de iniciação científica.

“Muitos produtos esbarram na cultura, na falta de uma visão de cadeia”, lamenta o professor sobre a visão imediatista, a lógica de ganhar sem muito esforço e a dificuldade do mercado em assumir riscos. Integrante do Instituto Fábrica do Milênio e do Grupo de Engenharia de Produto e Processo, o professor participou do desenvolvimento de vários protótipos de equipamentos para agricultores. Entre eles, um Sistema Modular para o Preparo de Solos em Pequenas Propriedades; um Picador de Cobertura Vegetal Acoplável a Tratores de Rabiças; um Separador de Sólidos de Dejetos Suínos; uma Semeadora Adubadora por Covas Acoplável a Tratores de Rabiças; um  Rolo Facas para Manejo de Cobertura Vegetal e um Implemento para a Abertura e Adubação de Sulcos no Plantio Direto.

Saiba Mais:

Patentes conquistadas pela UFSC no Brasil
– Neutralizador dinâmico viscoelástico de vibrações para cabos e linhas aéreas. Inventores: José João de Espíndola, Carlos Alberto Bavastri, Paulo Henrique Teixeira, Eduardo Márcio de Oliveira Lopes. Titulares: UFSC/ Wetzel (PI9905252-0).
– Processo de soldagem MIG/MAG pulsado com pulsação térmica ou duplamente pulsado. Inventores: Jair Carlos Dutra, Raul Gohr Junior, Larry Fiori Ollé. Titular: UFSC (PI0004698-1).
– Mecanismo dosador mecânico para dosagem de precisão de sementes. Inventores: Ângelo Vieira dos Reis, Fernando Antônio Forcellini. Titular: UFSC (PI0406293-0).

Novos pedidos de patente
Atualmente o Departamento de Inovação Tecnológica gerencia os processos de 85 pedidos de patentes, de 50 registros de programa de computador, 23 registros de marca e seis registros de desenho industrial, além de acompanhar junto com a Epagri o depósito de quatro cultivares.

O DIT presta assistência na elaboração de convênios, contratos e acordos de parcerias de projetos desenvolvidos conjuntamente com empresas e outras instituições. Também auxilia em outros assuntos, como o Direito Autoral.

Mais informações:
– Fernando Forcellini / / (48) 3721-7041
– Ângelo Vieira dos Reis / / (53) 3275-7260
Departamento de Inovação Tecnológica / / (48) 3721-9628

Por Arley Reis / Jornalista na Agecom

Leia também:
Professores da UFSC lançam publicação sobre mudanças climáticas
Tese produz subsídios para aproveitamento sustentável de bromélia nativa da Mata Atlântica
Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha comprova redução de peixes no litoral
– Monografia sobre digestores anaeróbios para tratamento do lixo urbano é premiada
UFSC desenvolve sistema para monitorar alimentação e atividades físicas entre crianças de 7 a 10 anos
Pesquisa reforça indícios de que condições na infância afetam obesidade em adultos
UFSC abre inscrições para curso sobre células-tronco
Laboratórios do CDS avaliam atleta da patinação de velocidade
Presidente da Petrobras Biocombustível visita Laboratório de Remediação de Águas Subterrâneas
Prevenção do câncer é tema iniciação científica entre “pesquisadores mirins”
Universidade testa capsulas de erva-mate

 

Tags: Ângelo Vieira dos ReisFernando ForcelliniINPIPatenteUFSC