Projeto estuda o acervo arqueológico da Fortaleza de São José de Ponta Grossa

17/05/2021 16:23

Foto: divulgação/ MArquE

Um projeto de pesquisa desenvolvido pelo Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está esquadrinhando o acervo arqueológico da Fortaleza de São José de Ponta Grossa, localizada entre as praias do Forte e de Jurerê, no Norte da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. O trabalho tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu) e é viabilizado por recursos do prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura de 2019, financiado pelo Governo do Estado de SC por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

“A Fapeu atua como gestora dos recursos advindos da FCC e promove as condições para a concretização do projeto, apoiando a equipe nos trâmites burocráticos atendendo as legislações específicas”, explica o arqueólogo Bruno Labrador Rodrigues da Silva, que é o coordenador do projeto Fortalezas para além as muralhas: dos fragmentos aos monumentos. As atividades começaram em janeiro de 2020 e serão finalizadas em junho deste ano. A elaboração e o desenvolvimento são realizados em uma parceria entre o setor de arqueologia do MarquE e a arqueóloga Ana Cristina de Oliveira Sampaio, que possui atuação profissional no campo da arqueologia histórica.

A publicação de um catálogo digital a ser disponibilizado gratuitamente a pesquisadores e ao público em geral é o objetivo final do projeto. A ideia é contextualizar artefatos e fragmentos descobertos, como faiança, grés, vidro e cerâmica, fivelas de cintos e sapatos, botões, munições de chumbo e pederneiras, estabelecendo origens, cronologias e contextos de produção.
(mais…)

Tags: arqueologiafapeuFortaleza de São José da Ponta GrossafortalezasMArquEUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Museu apresenta exposição virtual sobre arqueologia do litoral catarinense

05/05/2021 10:19

O Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC (MArquE) lançou o projeto MArquE Virtual, com os objetivos de criar canais de divulgação do acervo da instituição e de preencher uma lacuna exposta pela impossibilidade de visitas presenciais às exposições. A partir de postagens nas redes sociais e no site do museu, são apresentadas informações sobre o acervo da exposição de longa-duração Arqueologia em questão: percorrendo o litoral catarinense. O projeto é desenvolvido pela equipe do museu em parceria com a Secretaria de Educação a Distância da UFSC.

Novos textos e imagens são divulgados todas as terças e sextas-feiras. Os primeiros posts sobre os sambaquis já podem ser conferidos no Instagram, no Facebook e no site do MArquE.

Tags: arqueologiaMArquEsambaquisUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto do MArquE participa do Fórum Acervos Arqueológicos nas Redes

16/07/2020 09:31

O Projeto de Arqueologia “Fortalezas para Além das Muralhas: dos fragmentos aos monumentos”, realizado pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal de Santa Catarina (MArquE/UFSC), participou com um vídeo do IV Fórum Acervos Arqueológicos nas Redes.

O MarquE possui a guarda do material arqueológico, proveniente das escavações realizadas nas Fortalezas de São José da Ponta Grossa, Santa Cruz de Anhatomirim e de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba. O material está sendo estudado pela arqueóloga Ana Cristina Sampaio, especialista em coleções de cerâmicas históricas, consultora do projeto.

O vídeo está disponível no Facebook do Fórum Acervos Arqueológicos.

 

Tags: arqueologiaMArquEMuseu de Arqueologia e EtnologiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC oferece curso EaD gratuito de Introdução a Arqueologia para docentes da rede básica

17/04/2020 15:44

O Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Cabral da Universidade Federal de Santa Catarina (MArquE/UFSC) em parceria com a Secretaria de Educação à Distância (SEaD/UFSC) oferta aos docentes da Educação Básica de Santa Catarina e estudantes de licenciatura o Curso de Introdução à Arqueologia. Oferecido na modalidade EaD, o curso é gratuito e tem como objetivo ampliar os repertórios teóricos e práticos de docentes catarinenses contribuindo com conhecimentos e recursos pedagógicos relacionados à ciência arqueológica e ao passado do estado.
(mais…)

Tags: arqueologiacoronavírusMuseu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Cabral (MArquE)Secretaria de Educação a Distância (Sead)UFSC

Povos de Lagoa Santa são tema de palestras no Centro de Filosofia e Ciências Humanas

03/12/2019 10:19

O Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE/UFSC) e o Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (Leia/CFH/UFSC) promovem as palestras “Morte e vida na Lapa do Santo: uma biografia arqueológica dos povos de Luzia” ministrada pelo professor Rodrigo Elias de Oliveira (Instituto de Biociências – USP)  e  “Arqueogenética do Brasil pré-colonial: de Lagoa Santa aos Sambaquis do sul do Brasil”, pelo professor André Menezes Strauss (Instituto de Biociências –  USP). 

O evento será realizado no dia 10 de dezembro, às 18 horas, no auditório do bloco E do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH)

A região de Lagoa Santa é internacionalmente famosa pela enorme quantidade de sítios arqueológicos do Holoceno Inicial (11.500 a 8.000 anos antes do presente), estudados desde o início do século XIX. A equipe dos professores Rodrigo Elias de Oliveira e André Menezes Strauss trabalha na região desde 2005 com o objetivo de descobrir e entender quem eram esses brasileiros, de onde vieram, quais suas doenças, o que caçavam, pescavam e coletavam no cerrado mineiro e por fim, como enterravam seus mortos 10 mil anos atrás.

Mais informações na página do MArquE.

Tags: arqueologiaLagoa SantaLEIAMArquEUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Museu e Secretaria de Educação a Distância criam curso de introdução à Arqueologia

19/08/2019 12:07

O Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE) da UFSC e a Secretaria de Educação a Distância (SEAD/UFSC) elaboraram um curso de extensão para docentes da educação básica sobre arqueologia. O curso é na modalidade educação a distância, com o objetivo de ampliar o repertório teórico e de recursos pedagógicos para o trabalho educativo com conteúdos da Arqueologia. A primeira turma inicia no dia 1º de setembro e suas vagas já foram preenchidas e foram destinadas a professores de educação infantil e de ensino fundamental (1º a 6º ano) de escolas públicas catarinenses. 

Maiores informações pelo e-mail eadarqueologia@gmail.com  ou pelo telefone 3721-6421.

Tags: arqueologiaMuseu de Arqueologia e EtnologiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

MArquE pesquisa esqueleto encontrado em sambaqui no Rio Tavares

18/12/2018 11:11

Esqueleto no Laboratório do MArquE. Foto: Pipo Quint/Agecom

Ele tinha baixa estatura, possivelmente circulava na região do Rio Tavares e áreas adjacentes, comia bastante peixe e suas atividades diárias deveriam estar voltadas muito mais para o mar. É possível que não sentisse dor ou incômodo por conta de dois de seus caninos permanentes que permaneceram inclusos. Quando morreu, ao que tudo indica, com mais de 25 anos, teve o corpo pintado com pigmento vermelho, o ocre, e enterrado estendido de barriga para baixo e com a face voltada para o chão, presumivelmente antes de Cristo, e talvez um dos primeiros a ser sepultado no sítio arqueológico chamado Sambaqui do Rio Tavares III.

Estas são algumas informações das análises preliminares do esqueleto encontrado em agosto, durante as obras para construção do elevado do Rio Tavares, no entroncamento das rodovias SC-405 e SC-406. O relatório final, com todos os dados de análises sobre este esqueleto e outros dois encontrados na primeira etapa das escavações, será enviado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2019, explica a arqueóloga da UFSC Luciane Zanenga Scherer.

O documento incluirá todas as metodologias utilizadas para estimativa de sexo, idade, e estatura, bem como a descrição de patologias ósseas e dentárias, caso constatadas, e análises de marcadores de estresse ocupacional. Além disso, os materiais associados ao sepultamento, incluindo os artefatos e ecofatos evidenciados e coletados durante a escavação, serão analisados pela empresa Geoarqueologia Pesquisa Científica, responsável pela pesquisa arqueológica. Uma amostra de osso será separada para a realização de datação por radiocarbono.
(mais…)

Tags: arqueologiaEsqueletoMArquEMuseu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues CabralossadaRio TavaressambaquiUFSC

17ª Sepex: exposição de objetos e histórias do passado ajudam a entender o presente

18/10/2018 23:17

Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (Leia/UFSC) leva a “caixa de escavação” para a 17ª Sepex. (Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC)

Uma pequena caixa de areia com alguns instrumentos –  como pincel, colher, pá, peneira – além de rochas e outros objetos chamavam a atenção de quem visitava o estande do Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (Leia/UFSC) na Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (SEPEX). A “caixa de escavação” é uma réplica que tenta reproduzir o que seria uma escavação ao ar livre, com utensílios geralmente utilizados pelos pesquisadores na busca por objetos com valor histórico. “Com essa representação é possível ter uma ideia de como é o trabalho do arqueólogo, do que esse profissional faz na prática”, explica Felipe Terra, estudante da 8ª fase do curso de Geografia da UFSC, que é membro do Leia, bolsista do Museu de Arqueologia da UFSC (MArquE) e voluntário no programa PIBID.

(mais…)

Tags: arqueologiaLaboratório de Estudos Interdisciplinares em ArqueologialatimNEPINúcleo de Estudos de Populações IndígenasO Latim não morreupesquisa e extensãoSemana de EnsinosepexUFSC

UFSC expressa tristeza e indignação pela destruição do Museu Nacional

04/09/2018 10:50

Foto: Guilherme Laprado/Mídia Ninja.

O Reitor Ubaldo Cesar Balthazar, em nome da comunidade universitária da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), se junta à comunidade e gestores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na tristeza e indignação pela irreparável tragédia que representou a destruição do Museu Nacional.

É inadmissível que as constantes restrições e os recentes cortes nos recursos destinados à Educação, à Cultura, à Ciência e à Tecnologia, impliquem no impedimento de ações preventivas e na guarda adequada dos espaços de memória e pesquisa da história do Brasil e da Ciência Nacional.

Juntamo-nos, assim, aos milhares de cidadãos e cidadãs que defendem, de maneira intransigente e inarredável, a urgência do necessário investimento que permita a conservação e funcionamento adequado de instituições com a dimensão do Museu Nacional, e que garantam o pleno exercício das atividades essenciais de nossas instituições.

Florianópolis, 03 de setembro de 2018.

*Confira também a a nota Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) sobre o incêndio no Museu Nacional.

Tags: arqueologiaCiênciaIncêndioMuseu NacionalnotareitortragédiaUbaldo César BalthazarUFSC

Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia promove minicursos e mesa-redonda

22/05/2017 08:06

O Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (Leia) promove, entre os dias 29 de maio e 02 de junho, dois minicursos e uma mesa-redonda como parte do workshop em estudos líticos: “Materiais, superfícies e movimentos”. Todas as atividades serão no Auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia (MARquE) da UFSC.

• Minicurso – Estudos atuais de artefatos de abrasão e/ou picoteamentoDra. Alejandra Matarrese. Dias 29 e 30/05, entre 8h e 18h. 25 vagas. Detalhes sobre o minicurso aqui.

• Minicurso – Geoarqueologia das matérias e substâncias mineraisDr. Laércio Brochier. Dias 31/05 e 01/06, entre 8h e 18h. 25 vagas. Detalhes sobre o minicurso aqui.

• Mesa-redonda – Líticos, territórios e movimentos. Dr. Lucas Bueno, Dra. Juliana Machado, Dr. Alejandra Matarrese, Dr. Laércio Brochier. Dia 02/06, 14h.

Acesse a programação completa no site.

Tags: arqueologiaGeoarqueologiaLaboratório de Estudos Interdisciplinares em ArqueologiaMArquEMuseu de Arqueologia e Etnologia – MArquEUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ciclo de palestras sobre Arqueologia reinicia nesta sexta

05/09/2016 15:55

cartaz leia na sexta 09.09Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (Leia/UFSC) reinicia, nesta sexta-feira, 9 de setembro, o projeto “Leia na Sexta”. O evento consiste em um ciclo de palestras sobre Arqueologia, com o objetivo de aproximar pesquisadores e alunos com formações e perspectivas distintas.

A primeira palestra, com o tema “Mas afinal o que é potencial arqueológico? Redundância, informação e incerteza nas práticas arqueológicas”, será ministrada por Laercio Loiola Brochier, pós-doutorando do programa de pós-graduação em História da UFSC.

Os encontros serão sempre às sextas-feiras, no auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE/UFSC), às 14h. As palestras são gratuitas e abertas ao público.

Mais informações no site do Leia, pelo e-mail leiarqueologia@gmail.com ou telefone (48) 3721-6438.

Tags: arqueologiaLaboratório de Estudos Interdisciplinares em ArqueologiaLEIALeia na sextaMuseu de Arqueologia e EtnologiaUFSC

‘Museu em Curso’ recebe palestra sobre acervos arqueológicos na segunda

30/06/2016 08:02

Museu em curso_04 julho-3O ciclo de palestras “Museu em Curso”, promovido pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC (MArquE), promove, na próxima segunda-feira, 4 de julho, a palestra “Guarda e conservação de acervos arqueológicos”, com a especialista cultural do Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville (MASJ), Adriana Maria Pereira dos Santos. O evento ocorre no auditório do MArquE, a partir das 16h.

Mais informações: (48) 3721-9325.

Tags: arqueologiaMArquEmuseuUFSC

‘Neandertais: quem são eles? Quem somos nós?’ é tema de série de palestras

01/06/2016 09:59

O Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (LEIA) promove, entre os dias 8 e 10 de junho, uma série de palestras com o tema “Neandertais: quem são eles? Quem somos nós?”. Os pesquisadores  Marylène Patou-Mathis  e Antoine Lourdeau, do Muséum national d’Histoire Naturelle, farão as apresentações. Todas as palestras serão no auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia (MArque/UFSC), às 14h. As inscrições para o evento podem ser feitas online, pelo formulário. Serão emitidos certificados de participação.

Sobre os convidados:

Marylène Patou-Mathis: Diretora de Pesquisa do CNRS e responsável pela unidade de Zooarqueologia do Laboratório de Pré-história do MNHN e responsável pelas coleções osteológicas do Instituto de Paloeontologia Humana. Dirige a equipe de pesquisa ” Comportements des Néandertaliens et des Hommes anatomiquement modernes replacés dans leur contexte paléoécologique” de l’’UMR 7194 do CNRS. Durante o processo de renovação do Musée de l’Homme participou como membro do Comitê de Orientação, do Conselho Científico e da Comissão de Exposições Permanentes. Tem dezenas de livros publicados sobre evolução humana, com ênfase na discussão relativa aos Neandertais.

Antoine Lourdeau: É Maître de Conférences (Professor adjunto) no Departamento de Pré-História do Muséum National d´Histoire Naturelle (Paris, França) e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da Universidade Federal de Sergipe. Possui  doutorado em Pré-história (2010) pela Université Paris-Ouest Nanterre la Défense. Tem experiência na área de Arqueologia, com ênfase em Pré-história, atuando principalmente nos seguintes temas: Tecnologia lítica, Pré-história brasileira, Tradição Itaparica, Tradição Umbu, Povoamento do Brasil e Povoamento pré-histórico.

Mais informações na página do LEIA, pelo telefone: (48) 3721-6438 ou e-mail: leiarqueologia@gmail.com.

cartaz neandertais

Tags: arqueologiaLaboratório de Estudos Interdisciplinares em ArqueologiaLEIAMArquEMuseu de Arqueologia e EtnologianeandertaispalestraUFSC

Ciclo de palestras abordará relação entre Arqueologia e Biologia

30/10/2013 15:23
O PET Biologia da Universidade Federal de Santa Catarina promove o “Ciclo de Palestras: Pegadas da humanidade – Interfaces entre Arqueologia e Biologia”. O Ciclo será realizado nos dias 5 e 6 de novembro, das 18h30min às 21h30min, no Museu de Arqueologia e Etnologia Oswald Rodrigues Cabral (MArquE/UFSC).
Serão ministradas duas palestras por noite, pelos professores Lucas de Melo Reis Bueno, Pedro Volkmer de Castilho, Dione da Rocha Bandeira e Luciane Zanenga Scherer.
(mais…)
Tags: arqueologiabiologiaPETBiologiaUFSC

Pesquisa em Arqueologia é tema de palestra nesta sexta

04/10/2013 09:30

Nesta sexta-feira, 4 de outubro, às 14h, será realizada a palestra “Formação e itinerários de pesquisa em Arqueologia”, com as as professoras Maria José Reis e Teresa Fossari. O evento, que faz parte do projeto “Leia na Sexta”, será no auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE) da Universidade Federal de Santa Catarina.

O “Leia na Sexta” é um ciclo de palestras sobre Arqueologia, focando dois eixos: História da Arqueologia em Santa Catarina e Arqueologia e Interdisciplinaridade. O objetivo é aproximar pesquisadores e alunos com formações e perspectivas distintas, mas que compartilhem o interesse acadêmico por temas relacionados à Arqueologia.

Os próximos encontros já estão agendados:
11/10 –  João José Bigarella
18/10 –Andrea Rita Marrero

Mais informações:
http://leia.ufsc.br/LEIAnaSexta/

 

 

Tags: arqueologiaLeia na sextaUFSC

Pesquisador André Colonese ministra palestra no MArquE

05/09/2013 16:42

O pesquisador André Colonese, da Universidade de York (UK), ministra a palestra “Pescadores, ceramistas e…pescadores no litoral sul do Brasil entre 6 e 1 ka BP: uma abordagem isotópica molecular”, nesta sexta-feira, 6 de setembro, às 14h, no auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia/UFSC – Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE). O evento é gratuito e aberto ao público.
(mais…)

Tags: André ColonesearqueologiaLeia na sextaMArquEpalestraUFSC

Arqueologia, Memória e História Indígena

23/08/2012 11:01

O  Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (LEIA) da UFSC organiza o simpósio “Arqueologia, Memória e História Indígena”, que será realizado na UFSC de 7 a 9 de novembro no auditório do Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral (MARquE).  As vagas são limitadas.

O evento é fruto de uma parceria  entre o recém- criado LEIA da UFSC, o Laboratório Interdisciplinar de Estudos sobre Tecnologia e Território (LINTT), sediado no Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP e o  Laboratório de Tecnologias Tradicionais (LTT), da UFRGS. O  simpósio dá continuidade aos seminários do LINTT,  na sua terceira edição, sendo que a primeira fora do estado de São Paulo e  unindo-se à VI Semana de Arqueologia e Patrimônio da UFSC. Nesta edição, o seminário será promovido pelo LEIA, reforçando o vinculo deste novo centro no grupo de pesquisa CNPq sobre Tecnologia e Território, no qual os outros dois laboratórios  já fazem parte.

Informações e inscrições: http://leia.ufsc.br/simposio e leiarqueologia@gmail.com

Tags: arqueologiaHistória IndígenaLEIAMArquEmemória

Simpósio discute relação arqueólogo-comunidade

05/09/2011 17:43

A XVI edição do Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, que está acontecendo desde domingo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), contou nesta segunda-feira com debates sobre a relação entre arqueólogo e comunidade. Este foi o tema do Simpósio “Arqueologia, Comunidade e Patrimônio” que teve início durante a manhã e terminou pouco depois das 15h, na Sala das Laranjeiras do Centro de Cultura e Eventos.

Cerca de 50 pessoas discutiram o tombamentos de patrimônios arqueológicos sem a participação de arqueólogos profissionais. Adriana Fraga da Silva, doutora em História pela PUC-RS, critica esse tipo de atitude principalmente em relação a latifúndios históricos. “Nós arqueólogos temos o direito de ter acesso à história e estudá-la para a sua preservação”.

Os arqueólogos Frederic Pouget, Camila Azevedo e Nanci Oliveira estavam presentes e debateram sobre o papel do arqueólogo e o impacto do seu trabalho dentro das comunidades. “Se trabalharmos em conjunto com a população, os objetivos serão atingidos de maneira bem mais fácil”, afirmou Nanci Oliveira, doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas.

Representantes de 50 países estão participando do evento e os interessados ainda podem se inscrever.  Mais informações http://xviuispp.webnode.com/

Rafaela Blacutt / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: arqueologia

UFSC recebe Congresso de Arqueologia durante toda a semana

05/09/2011 12:06

A XVI edição do Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira começou ontem, 4 de setembro, com o objetivo de discutir e divulgar o trabalho de arqueólogos pelo mundo. A programação conta com simpósios, mesas de discussão, minicursos e conferências nos períodos da manhã, tarde e noite. Mais de 50 países estão participando do evento, que acontece nas salas e auditórios da Reitoria e Centro de Eventos da UFSC, Eletrosul e CFH. O Congresso vai até sexta-feira, dia 9, e os interessados podem se inscrever a qualquer momento no auditório do Centro de Eventos.

O valor das inscrições varia de acordo com as categorias em que os participantes são divididos: estudantes (da graduação ou pós-graduação) e ouvintes pagam R$ 50,00; mestrandos e doutorandos pagam R$ 160,00; e o preço para profissionais da área e professores é de R$ 240,00. O evento é bianual e até agora conta com 1.391 inscritos. O idioma oficial do evento é o inglês e as conferências contam com a presença de tradutores para outros idiomas.

A Arqueologia é uma área que está em expansão no Brasil e no mundo. De acordo com o presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira, Eduardo Neves, o Brasil passa por uma boa fase. “O país está crescendo muito na área. Hoje contamos com muito mais investimento e incentivo do que há alguns anos”, explica. “É muito bom o evento acontecer em Santa Catarina, o Estado tem muito potencial nesse campo”, complementa Neves.

Mais informações em http://xviuispp.webnode.com/

Por Nayara Batschke – bolsista em Jornalismo na Agecom

Fotos: Brenda Thomé/bolsista em Jornalismo na Agecom

Congresso Internacional de Arqueologia

Congresso Internacional de Arquelogia na UFSC

Arqueologia: expansão e muitos projetos

Tags: arqueologiacongressoUFSC