Professores da UFSC apresentam ‘SUS do meio ambiente’ para equipe de transição

07/12/2022 08:59

Em janeiro de 2021, vazamento de esgoto na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, gerou diversos impactos na fauna, na flora e na comunidade da região. Foto: Paulo Horta/arquivo pessoal

O grupo Ecoando Sustentabilidade, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), elaborou uma proposta de política pública inovadora para a gestão do meio ambiente: o Sistema Único de Saúde Ambiental (SUSA). Baseado no modelo de funcionamento do Sistema Único de Saúde, o SUSA prevê a execução de ações integradas entre instâncias municipais, estaduais e federais, bem como grupos de trabalho multidisciplinares organizados nos seis biomas brasileiros – similares às equipes de saúde da família do SUS. “O Brasil inovou criando o maior sistema público de saúde do planeta e poderá inovar novamente criando o primeiro Sistema Único de Saúde Ambiental, o SUSA”, informam os pesquisadores responsáveis pela iniciativa.

O projeto será apresentado na Plenária Sociedade Civil Socioambiental e Climática, organizada pelo Grupo Técnico de Meio Ambiente do Gabinete de Transição Presidencial do Governo Lula. Aberto a todos os interessados, o evento ocorre de forma híbrida (presencial e online), nesta quinta-feira, 8 de dezembro, das 9h às 12h, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília. Para participar e enviar propostas e perguntas para a equipe de transição, é necessário preencher o formulário.

O SUSA

“Acredito que o SUSA representa uma grande novidade mundialmente, que atende às demandas da Década da Restauração dos Ecossistemas e da busca planetária por economias regenerativas e distributivas”, ressalta Paulo Horta, professor do Departamento de Botânica da UFSC e um dos coordenadores da proposta.
(mais…)

Tags: Ecoando Sustentabilidadegestão ambientalpolítica ambientalSistema Único de Saúde AmbientalUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Programa da UFSC sugere aperfeiçoamento do Relatório de Impacto Ambiental de marina na Beira-Mar

08/11/2022 12:10

Projeto da marina na Beira-mar Norte, em Florianópolis. Foto: Divulgação/PMF

O Programa Ecoando Sustentabilidade, que reúne vários laboratórios e pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), elaborou uma nota técnica sobre o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) do empreendimento “Marina na Beira-mar Norte”, apresentado durante audiência pública realizada em 24 de outubro. A análise técnica constatou “carência de informações técnicas relevantes para assegurar o funcionamento do sistema costeiro saudável garantindo a segurança e o direito das demais atividades socioeconômicas na região”.

Os pesquisadores do programa consideram, de maneira geral, que é essencial aprofundar e incluir no Relatório de Impacto Ambiental da marina vários aspectos relacionados ao meio ambiente. Entre os estudos complementares necessários estão a inclusão de cenários relacionados às mudanças climáticas, e decorrente aumento do nível do mar; o impacto da navegação de 621 embarcações de 20 a 120 pés; as consequências de dragagens para manutenção do calado na marina e canal de navegação, revolvendo o lodo acumulado; caracterização do material a ser dragado, com atenção à concentração de contaminantes existentes nos sedimentos.

O documento também alerta para a necessidade de estudo da emissão de gases, uma vez que existem nas Baías da Ilha de Santa Catarina (BISC) reservatórios de gases como o metano, um dos mais importantes para o efeito estufa. E sugere a apresentação de mapas de dispersão de contaminantes como metais pesados, nutrientes e derivados de tintas anti-incrustantes; alerta para as possíveis consequências da retenção da matéria orgânica sobre atividades como maricultura e pesca; e solicita simulação do choque de embarcações com espécies marinhas que habitam a região, como o golfinho-cinza.

A nota técnica também pede “análise minuciosa das potenciais áreas locacionais do empreendimento, considerando o impacto da marina e da navegação, com destaque a outras regiões das BISC e entorno, como a margem dos bairros de Coqueiros e Itaguaçu”. A locação da marina, segundo os pesquisadores, precisa levar em consideração a diferença geomorfológica da Baía Norte, que é mais rasa e rica em lama, e a Baía Sul, mais profunda e arenosa.

Na conclusão, o estudo afirma que “o cenário teórico relacionado ao referido ambiente, a poluição crônica por metais, hidrocarbonetos, entre outros poluentes, a plausível presença de cistos de algas tóxicas (maré vermelha), com o avanço da eutrofização, expansão da zona morta, somado aos impactos descritos no próprio relatório, reforçam a necessidade de modelagem dos impactos do empreendimento na sociobiodiversidade associada, assim como nos diferentes setores da economia”.

Veja a íntegra da nota técnica:

 

Tags: Ecoando Sustentabilidademarina beira-mar norteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC sedia conferência popular sobre plano diretor de Florianópolis

16/09/2022 09:12

O Programa Ecoando Sustentabilidade, da Universidade Federal de Santa Catarina, e o Coletivo Tecendo Redes promovem a I Conferência Popular: A ciência que precisamos para a cidade que queremos na próxima sexta-feira, 23 de setembro, das 8h às 12h, no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis.

O evento que irá debater o Plano Diretor de Florianópolis tem como objetivo reforçar a necessidade de um planejamento que privilegie modelos de urbanização com vista à preservação da saúde dos ambientes naturais e da qualidade de vida da população, em um debate aberto ao público, envolvendo comunidade, movimentos sociais, UFSC, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

> Clique AQUI para se inscrever

A programação do evento prevê a apresentação do histórico do processo de discussão e construção do plano diretor e suas reivindicações para o município, do cenário atual e soluções técnicas para um planejamento resiliente, além da participação da comunidade em geral para debate e consolidação de documentos que já estão sendo produzidos.

“O avanço das discussões relacionados ao plano diretor na cidade de Florianópolis trazem para a UFSC a necessidade de ouvir as demandas da comunidade e de apresentarmos o atual estado da arte considerando as necessárias balizas socioambientais e urbanísticas impostas pelo nosso território que começa sua trajetória no século 21”, traz a apresentação.

Mais informações na página do Coletivo Tecendo Redes.

Tags: Coletivo Tecendo RedesEcoando SustentabilidadeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC realiza eventos sobre ameaças e desafios para sustentabilidade em florestas marinhas

09/09/2021 09:22

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove, entre os dias 13 e 15 de setembro, a segunda edição do Floripa Eco-School em Sustentabilidade (2nd Floripa Spring Eco-School in Sustainability) e a 4ª Escola da Primavera Austral de Fortaleza (4th Fortaleza’s Austral Spring School). Organizados em conjunto com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Universidade de Salento (Itália), e em cooperação com a Universidade do Algarve (Portugal), os eventos deste ano terão como tema Florestas marinhas: ameaças e desafios para a sustentabilidade (Marine forests sustainability drivers and threats).

Serão realizados de forma simultânea, de modo remoto, com transmissão aberta pelo canal do YouTube do programa parceiro Ecoando Sustentabilidade. Na UFSC, a ação está relacionada ao programa CAPES-PrInt e a organização está a cargo dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia e Oceanografia. Já na UFC, por conta do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Marinhas Tropicais (PPGCMT).

Floresta de algas chamadas de rodolitos da Reserva Marinha do Arvoredo. Foto: Carlina Muller, Divulgação

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas on-line (clique aqui). A organização esclarece que, para os que desejarem certificado de participação, é preciso se inscrever e acessar o canal através da plataforma oficial. Cabe ressaltar que o inglês é o idioma oficial de toda a programação.

“Considerando o momento atual de desafios impostos pelos retrocessos legislativos na área ambiental, e daqueles representados pelo avanço das mudanças no clima, da poluição e sobrepesca em nosso litoral, o evento trará informações chaves e oportunidades para pesquisadores, estudantes e sociedade em geral. Poderemos construir redes e fortalecer as relações interinstitucionais para viabilizarmos as alternativas para uma Década do Oceano vitoriosa e para o devido atendimento dos objetivos para o desenvolvimento sustentável (ODSs)”, traz o texto de apresentação das iniciativas.

O evento contará com a participação do professor visitante na UFSC Sergio Rossi, da Universidade de Salento. O docente esteve e estará atuando em pesquisas no litoral brasileiro reforçando as equipes dos Programas de Pós-Graduação de instituição, do Programa Ecoando Sustentabilidade e do Veleiro ECO.

Mais informações pelo e-mail fspringschool2021@gmail.com.

Tags: Ecoando Sustentabilidadeflorestas marinhasPrograma de Pós-Graduação em EcologiaPrograma de Pós-Graduação em OceanografiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Nota técnica alerta para a presença de metais em peixes da Lagoa da Conceição

03/09/2021 19:30

Pesquisadores cinco laboratórios da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) assinam uma nota técnica alertando para a presença de metais em peixes capturados na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. Alguns desses metais apresentam concentrações consideradas acima de valores aceitáveis e podem trazer risco para a saúde humana. Ao final da nota, os especialistas recomendam que seja iniciado um monitoramento sistematizado e permanente do pescado da Lagoa e das possíveis fontes de contaminação. A análise teve colaboração de laboratórios da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e da Universidade Federal do Rio Grande (Furg).

O estudo foi liderado pelo programa de extensão Ecoando Sustentabilidade, em parceria com os moradores da Costa da Lagoa e o Laboratório de Determinações II da Furg, e analisa a concentração de 11 metais/metalóides em carapevas e linguados da Lagoa da Conceição. Os níveis de alguns elementos ultrapassa o limite máximo permitido na legislação. A nota estima que o risco de doenças, inclusive câncer, é elevado para as concentrações registradas de zinco, arsênio e chumbo.
(mais…)

Tags: contaminação por metaisEcoando SustentabilidadeLagoa da ConceiçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Cidades Resilientes, o planejamento a partir das águas’ é tema de roda de conversa nesta sexta

15/07/2021 16:46

O projeto Ecoando e o Roda das Águas promovem a roda de conversa ‘Cidades Resilientes, o planejamento a partir das águas’ nesta sexta-feira, 16 de julho, às 19h. A atividade faz parte da série de diálogos sobre o planejamento territorial saudável e justo do território da Baixada do Massiambu e do litoral de Santa Catarina. O evento será transmitido ao vivo pelo canal do Youtube do projeto Ecoando.

A conversa abordará as estratégias para a sustentabilidade e a justiça social, econômica e ambiental no território catarinense. Também será tratada a importância do zoneamento como instrumento para salvaguardar as águas e os riscos que se corre quando o desenho natural não é respeitado.

(mais…)

Tags: águaEcoando SustentabilidadeoceanografiaRoda das ÁguasRoda de Conversasanta catarinaUFSC

Projeto Ecoando Sustentabilidade discute recategorização da Rebio do Arvoredo

06/05/2021 09:10

O projeto Ecoando Sustentabilidade irá discutir a recategorização da Reserva Biológica Marinha (Rebio) do Arvoredo, no dia 7 de maio, às 19h, pelo YouTube. Áreas marinhas protegidas são espaços fundamentais para a saúde dos ecossistemas e humana. A pesca, o turismo, a cultura, nosso cotidiano depende do estado de conservação de um ambiente preservado. Para contribuir para discussões mais amplas considerando a recategorização da Rebio do Arvoredo, a liver irá receber representantes do conselho da Unidade e o deputado federal Pedro Uczai, que poderá levar demandas ao parlamento. 

Mais informações no canal do YouTube.

Tags: ArvoredoEcoando SustentabilidadeREBIO ArvoredoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ecoando Sustentabilidade debate Reserva Biológica do Arvoredo nesta sexta

23/04/2021 16:05

O projeto Ecoando Sustentabilidade, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), irá promover nesta sexta-feira, 23 de abril, às 19h, a live Recategorização da REBIO-perdas e ganhos em discussãoO evento é online, às 19h, no Youtube. O evento contará com a participação do deputado federal Rodrigo Agostinho, o atual relator da proposta de recategorização da Rebio do Arvoredo, uma das principais unidades de conservação do Sul do Brasil.

 

Clique para ampliar

Tags: Ecoando Sustentabilidade

Nota técnica aborda estratégias para a recuperação da Lagoa da Conceição

08/03/2021 16:13

Fotografia tirada pela comunidade da Costa da Lagoa, na qual se observa a coloração marrom pelo excesso de microalgas

O Projeto Ecoando Sustentabilidade (PES) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 8 de março, sua Nota Técnica Nº 04, que trata da atualização das condições ambientais da Lagoa da Conceição após o rompimento da lagoa de evapoinfiltração da Estação de Tratamento de Esgoto da Casan e das chuvas intensas. O documento tem como assunto a descoloração da água e estratégias de recuperação da Lagoa. 

O estudo baseou-se em amostras coletadas na última semana. A primeira, de 2 de março, foi enviada por moradores da Costa da Lagoa da Conceição, que visualizaram água turva e manchas escuras. No dia 3, acompanhando a vistoria técnica da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram), a equipe do PES fez coletas ao longo de toda a laguna para identificar e quantificar a comunidade das microalgas (fitoplâncton) e avaliar a presença da alga nociva Fibrocapsa japonica. No dia 6 de março, em função de demandas de moradores e vídeos enviados pelas associações, foi realizado o levantamento das condições da água com formação de manchas de coloração marrom e verde e mortalidade de peixes.

Além da análise da condição atual da Lagoa, o documento traz uma série de ações emergenciais necessárias para reduzir os prejuízos socioambientais e sugestões para a recuperação do ecossistema. Também alerta para os riscos de tomar banho ou praticar esportes no local, bem como os relacionados à coleta e ao consumo de peixes e mariscos.

Leia a nota técnica completa.

Tags: CasanEcoando SustentabilidadeLagoa da Conceiçãonota técnicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadores da UFSC emitem relatório sobre desastre ecológico na Lagoa da Conceição

17/02/2021 17:42

O grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que está monitorando os efeitos do rompimento da barragem da lagoa de Evapoinfiltração (LEI) da Casan sobre o ecossistema da Lagoa da Conceição produziu o primeiro relatório. O documento apresenta a análise de oito amostragens coletadas ao longo de duas semanas após o desastre. A barragem da lagoa da Casan que armazenava esgoto tratado rompeu-se no dia 25 de janeiro, após dias de fortes chuvas, despejando na laguna toneladas de sedimentos (areia) e de matéria orgânica.

O sedimento arenoso transportado pela enxurrada depositou-se numa área às margens da lagoa, modificando a topografia do local. Este ponto, para efeitos de estudo, foi designado como Ponto zero pelos pesquisadores. As amostras estabelecem comparações entre o Ponto zero e outras áreas de controle da lagoa. Além de areia depositada no Ponto zero, “observou-se sedimento lamoso com elevada concentração de biodetritos (raízes, folhas, galhos em diferente estágio de decomposição)”. Esse material ficou concentrado na coluna da água marginal durante os primeiros dias do evento, mas acabou dissipado pelo sistema da laguna.

Considerando que 90% do volume da barragem da Casan tenha chegado à Lagoa, os pesquisadores estimaram a quantidade de Nitrogênio Inorgânico Dissolvido (NID) e Fósforo Total (PT) lançados na laguna pelo evento. “Esses valores representam 15 dias da carga emitida de N (nitrogênio) e 61 dias da carga emitida de P (fósforo) pela bacia hidrográfica via rios no sistema”, conforme o relatório. O documento cita como agravante da situação o fato de o ponto onde ocorreu a concentração dos detritos apresentar “uma característica hidrodinâmica de baixas velocidades médias, o que dificulta a dispersão, principalmente nas partes mais profundas da laguna”.

Até o momento foram sistematizados e analisados os dados parciais de pH, temperatura, salinidade e concentração de oxigênio dissolvido (OD), o que permite avaliar a extensão do desenvolvimento da zona morta promovida pelo lançamento do efluente tratado da Casan. “Os parâmetros físico-químicos da água revelaram efeito significativo do efluente sobre a disponibilidade de OD e valores de pH”. Nos ambientes relacionados ao Ponto zero, sob influência direta da lama, os valores de oxigênio dissolvido foram equivalentes aos observados nos ambientes mais profundos da lagoa, onde ocorre uma zona morta.

As análises permitem considerar que a alta carga de sólidos suspensos totais lançada nas águas da laguna (estimada em 5,08 toneladas) está comprometendo a vida da comunidade bêntica, organismos que vivem sobre e dentro do sedimento, como poliquetas e berbigão. “Isso ocorre pois o denso material rico em matéria orgânica se depositou no sedimento, sufocando-o, impedindo a oxigenação do sedimento e a circulação da água na interface sedimento-água, por onde esses organismos retiram seu alimento e efetuam as trocas gasosas para o seu metabolismo”.

Em conclusão, o relatório recomenda a continuidade do monitoramento em toda a laguna por mínimo seis meses, além do início imediato de ações de mitigação e restauração do ecossistema. Os pesquisadores caracterizam a Lagoa da Conceição como um ambiente altamente suscetível à entrada de matéria orgânica e nutrientes e ressaltam que a falta de ações imediatas de mitigação pode levar a laguna a ultrapassar o seu “limite ecológico”, amplificando a frequência de eventos com formação de zona morta.

“Reforçamos que o planejamento das ações deverá assegurar o equilíbrio ecológico e a sustentabilidade das diferentes formas de uso da região. É fundamental que o processo de restauração dos ambientes afetados pela LEI Casan contemple a revisão dos métodos de tratamento (para o sistema terciário) e de disposição dos efluentes da ETE em questão, até que alternativas mais robustas e seguras sejam discutidas e implantadas para garantir a saúde dos ambientes e a integridade das pessoas”.

O relatório é assinado por pesquisadoras e pesquisadores dos seguintes laboratórios e projetos: Projeto Ecoando Sustentabilidade; Laboratório de Biodiversidade e Conservação Marinha – LBCM; Laboratório de Ficologia – Lafic; Laboratório de Oceanografia Química e Biogeoquímica Marinha (Loqui), Núcleo de Estudos do Mar (Nemar) e Veleiro Eco.
Confira aqui a íntegra do relatório.

 

Tags: Desastre ecológicoEcoando SustentabilidadeecossistemasLagoa da ConceiçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC na mídia: Lagoa da Conceição tem “zona morta” após desastre ambiental, diz pesquisador da UFSC

29/01/2021 15:18

Rompimento da lagoa artificial de tratamento de efluentes da Casan causou danos ambientais na Lagoa da Conceição e materiais aos moradores – Foto: Leo Munhoz/ND

O rompimento de um reservatório de esgoto tratado da Casan lançou na Lagoa da Conceição uma grande quantidade de matéria orgânica, o que está provocando uma drástica redução dos níveis de oxigênio na água. O alerta foi feito pelo biólogo e professor dos cursos de pós-graduação em Ecologia e Oceanografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Paulo Horta. O deslizamento da lagoa de decantação aconteceu na última segunda-feira, dia 25 de janeiro.

“Fizemos a análise da água e constatamos que está com excesso de matéria orgânica, está eutrofizada, o que quer dizer que está fora de seu equilíbrio porque vem recebendo uma quantidade maior de nutrientes de matéria orgânica do que aquele sistema é capaz de absorver”, explica o biólogo na reportagem. A diminuição no oxigênio pode trazer problemas para os organismos que vivem no fundo da lagoa, como siris, camarões e linguados.

Veja íntegra da reportagem em: https://ndmais.com.br/meio-ambiente/lagoa-zona-morta-desastre-ambiental/?utm_source=whatsapp&utm_campaign=wp-florianopolis&utm_medium=wp-grupos

Tags: desastre ambientalEcoando SustentabilidadeLagoa da ConceiçãoUFSCUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Caminhos para conservação marinha no Brasil é tema de live nesta sexta-feira

12/11/2020 13:13

O projeto Ecoando Sustentabilidade, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), irá promover nesta sexta-feira, 13 de novembro, às 19h, a live Um mapa para os caminhos da conservação marinha no Brasil. O encontro irá debater os resultados de um estudo que identificou áreas prioritárias para proteção da biodiversidade em águas costeiras e oceânicas do País. 

> Acesse AQUI matéria sobre a pesquisa.

O evento contará com a participação de Rafael Magris, do ICMBio, que liderou o estudo, e dos professores da UFSC Paulo Horta e Sérgio Floeter, integrantes do projeto. A transmissão irá ocorrer por meio do canal do projeto no Youtube.

A iniciativa é uma ação dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais da UFSC.

 

 

Tags: conservação marinhaEcoando SustentabilidadeliveUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ecoando Sustentabilidade debate ‘Guia para cidades sustentáveis’ nesta sexta-feira

23/10/2020 13:31

O projeto Ecoando Sustentabilidade, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), irá promover nesta sexta-feira, 23 de outubro, às 19h, a live Guia para Cidades Sustentáveis – Eleições 2020. A proposta busca auxiliar a cobrança de melhorias mais sustentáveis nas cidades.

> Acesse AQUI a íntegra do Guia para Cidades Sustentáveis

O evento contará com a participação do professor Marcos Buckeridge, do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP). A transmissão irá ocorrer por meio do canal do projeto no Youtube.

A iniciativa é uma ação dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais da UFSC.

 

Tags: EcoanEcoando SustentabilidadeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Curso sobre bases para cultura oceânica em SC começa nesta quarta-feira

14/10/2020 12:21

Iniciam nesta quarta-feira, 14 de outubro, as aulas do curso Bases para cultura oceânica em Santa Catarina, desenvolvido pelo projeto Ecoando Sustentabilidade em parceria com a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram). O projeto tem finalidade de aproximar a comunidade do meio acadêmico, com abordagens de diferentes aspectos relacionados com as áreas de Biologia, Geografia, Ecologia e Oceanografia.

As aulas serão semanais e transmitidas pelo canal do Ecoando Sustentabilidade no YouTube, com um total de 10 encontros, que ocorrem até 16 de dezembro. Será fornecido certificado aos que tiverem, no mínimo, 75% de participação.

Inscrições e mais informações pelo formulário.

Tags: biologiaEcoando SustentabilidadeecologiaFloramgeografialiveoceanografiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto Ecoando sustentabilidade discute a epistemologia do retrocesso ambiental no Brasil

08/10/2020 12:14

O  projeto Ecoando sustentabilidade irá promover a live “A epistemologia do retrocesso ambiental no Brasil: bases para a resistência”, nesta sexta-feira, 9 de outubro, às 14 horas, pelo YouTube. Serão discutidos retrocessos ambientais impostos por governos que negam fatos e evidências científicas e como estas ações ameaçam o equilíbrio natural e a saúde do planeta. 

A live terá a participação do professor Chabel El-Hani (UFBA) e é uma realização dos programas de pós em Ecologia, Oceanografia, Geografia e Engenharia de Materiais da UFSC.

 

Tags: Ecoando Sustentabilidadeecologialivemeio ambienteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Canal Ecoando Sustentabilidade debate riscos aos ecossistemas costeiros em live nesta sexta, 2

02/10/2020 16:05

Nesta sexta-feira, 2 de outubro, às 19h, o canal Ecoando Sustentabilidade debate os riscos sobre aos ecossistemas costeiros advindos da revogação Resolução 303/2002 pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). A resolução revogada dispunha sobre parâmetros, definições e limites de Áreas de Preservação Permanente de ecossistemas costeiros, como dunas, restingas e manguezais. A live conta com a presença dos pesquisadores Alex Turra (USP), Margareth Copertino (FURG) e Cristiane Derani (UFSC), que analisam não somente os impactos da medida, como também suas possíveis soluções. A live está disponível no Canal Ecoando Sustentabilidade no YouTube, no link a seguir: Ecoando Sustentabilidade – retrocessos no Conama.
(mais…)

Tags: Ecoando SustentabilidadeliveUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Importância da Lei do Mar para gestão costeira e sustentabilidade do litoral brasileiro é tema de live

20/08/2020 08:18

A importância da Lei do Mar (PL 6969/2013) para a Gestão Costeira e Sustentabilidade do litoral brasileiro será tema de uma live do grupo Ecoando Sustentabilidade, às 20h desta quinta-feira, 20 de agosto. A conversa terá participação de Ana Paula Prates (Ministério do Meio Ambiente) e a professora da UFSC Marinez Scherer representando a Liga das Mulheres pelo Oceano. 

O Ecoando Sustentabilidade é um grupo formado na UFSC, com parceiros presentes em todo o mundo, que utiliza plataformas de mídia da internet para divulgar problemas socioambientais diversos, discutindo suas causas consequências e possíveis soluções.

Tags: Ecoando SustentabilidadeliveUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Canal Ecoando Sustentabilidade debate desafios da educação durante a pandemia

24/07/2020 09:49

O canal Ecoando Sustentabilidade terá como convidada nesta sexta-feira, 24 de julho, Eblin Joseph Farage, professora adjunta da Universidade Federal Fluminense (UFF) e secretária geral do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes). Entre as pautas da conversa estão os projetos de educação em tempo de pandemia, bem como os desafios para o cumprimento das metas do quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável – Educação de Qualidade.

A transmissão será pelo canal do Youtube do Ecoando Sustentabilidade, a partir das 19h. A iniciativa é uma ação das Pós-Graduações em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Há emissão de certificado para quem acompanhar a programação.

Tags: coronavírusEcoando Sustentabilidadeeducaçãoextensão coronavíruspandemiaUFSC

Ecoando Sustentabilidade debate projeto de lei que pode alterar Código do Meio Ambiente em SC

21/07/2020 09:05

A edição desta semana da live Ecoando Sustentabilidade irá debater o Projeto de Lei PL 0105.9/2020, que pode alterar o Código Estadual do Meio Ambiente, instituído pela Lei 14.675 de 13 de abril de 2009. O projeto foi apresentado à Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) no último dia 16 de junho, pelo deputado Valdir Cobalchini.

A live PL 0105.9/2020 – Riscos para sustentabilidade socioambiental em Santa Catarina está agendada para esta quarta-feira, 22 de julho, a partir das 17h, e terá transmissão pelo canal no Youtube do Ecoando Sustentabilidade. Os convidados desta semana são a ambientalista Miriam Prochnow, da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), e o biólogo João de Deus Medeiros, coordenador da Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA) e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

A iniciativa é uma ação das Pós-Graduações em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais da UFSC.

Tags: Ecoando SustentabilidadeMata AtlânticaUFSC

Ecologia de recifes é tema da live Ecoando Sustentabilidade nesta sexta-feira, dia 17

17/07/2020 10:39

A Ecologia de recifes em tempos de mudanças globais será o tema da edição desta semana da live Ecoando Sustentabilidade. O evento será nesta sexta-feira, 17 de julho, a partir das 19h, e terá transmissão pelo canal no Youtube do Ecoando Sustentabilidade.

O convidado desta semana é Guilherme Longo, professor adjunto do Departamento de Oceanografia e Limnografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), instituição na qual desenvolve atividades de pesquisa em Ecologia Marinha com foco nos efeitos das mudanças globais, padrões e processos em ambientes recifais.

A iniciativa é uma ação das Pós-Graduações em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Tags: Ecoando Sustentabilidadeecologia de recifesliveUFSC

Palestra online discute a construção de relações sustentáveis com oceanos e tartarugas marinhas

15/07/2020 10:15

O projeto Ecoando Sustentabilidade promove, nesta quarta-feira, 15 de julho, a live Como construir relações sustentáveis com os oceanos e as tartarugas marinhas?, com o professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) Robson Santos. A atividade tem início às 19h e será transmitida pelo canal do Ecoando Sustentabilidade no Youtube.

Robson trabalha principalmente com biologia de tartarugas marinhas e o estudo dos impactos antrópicos sobre os ecossistemas marinhos. Entre os pontos que serão debatidos, está a poluição dos oceanos por resíduos plásticos, que tem ganhado proporções gigantescas, comprometendo a vida marinha como nunca antes em nossa história. Entre as vítimas desse ecocídio, estão as tartarugas. Estudos recentes revelam que mais da metade das tartarugas marinhas do mundo já ingeriu plástico e outros detritos produzidos por humanos, e boa parte delas morre em função do comprometimento de sua saúde pela ingestão desses contaminantes. 
(mais…)

Tags: Biologia MarinhaEcoando SustentabilidadeliveUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ecoando Sustentabilidade promove live sobre ciclones nesta sexta-feira, dia 10

10/07/2020 11:40

A edição desta semana da live Ecoando Sustentabilidade irá discutir as causas e consequências dos ciclones que atingiram a região Sul do Brasil na última semana. A live Ciclones anunciam mudanças climáticas? está marcada para as 19h desta sexta-feira, dia 10 de julho, e terá transmissão pelo canal no Youtube do Ecoando Sustentabilidade.

A iniciativa é uma ação das Pós-Graduações em Ecologia, Oceanografia, Geografia e em Ciência e Engenharia de Materiais. Os convidados desta semana serão Marcelo Seluchi, coordenador geral de operações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), e Michel Nobre Muza, professor do curso técnico em meteorologia e no mestrado profissional em Clima e Ambiente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

O ciclone bomba que atingiu Santa Catarina na semana passada, além da dezena de mortos, causou um prejuízo estimado em R$ 300 milhões. Cerca de 1,5 milhão de residências ficaram sem energia elétrica.

Tags: cicloneEcoando SustentabilidadeUFSC

‘Cidades e Comunidades Sustentáveis’ é tema de debate nesta sexta-feira, 3

02/07/2020 13:58

Entre os desafios para a sustentabilidade indicadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) está a meta-11, das Cidades e Comunidades Sustentáveis. Para tratar desse tema, o canal Ecoando Sustentabilidade traz nesta sexta-feira, 3 de julho, a partir das 19h, mulheres dos movimentos Parque da Luz, Ponta do Coral 100% Pública e coletivo UC da Ilha para falar sobre seus movimentos e os desafios enfrentados para promover as áreas verdes de lazer e a saúde única em nossa cidade. Haverá chat para debate e certificado de participação como ouvinte.

Acesse o canal Ecoando sustentabilidade.

Tags: Ecoando SustentabilidadeONUUFSC