UFSC firma termo de cooperação para oferta de mestrado em Educação no Timor-Leste

30/10/2023 16:15

Professor Irlan von Linsingen e o reitor Irineu. Fotos: Divulgação

O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Irineu Manoel de Souza, assinou em 23 de outubro um Acordo de Cooperação Técnica com a Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL), do Timor-Leste, para implementação de um curso regular de Mestrado em Educação na universidade timorense. O mestrado terá coordenação técnica das professoras Suzani Cassiani e Patrícia Giraldi, do Centro de Ciências de Educação (CED), e do professor Irlan von Linsingen, todos do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT).
O acordo é assinado pela Associação Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores (MRE), governo do Timor-Leste, UFSC e UNTL, sendo a UFSC a executora das atividades do projeto de cooperação, pelo lado brasileiro.

Além dos três coordenadores, outros oito professores da UFSC estão envolvidos na iniciativa. São cinco docentes do PPGECT e do PPG em Educação, que atuarão como professores orientadores, e três do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação (PPGCIN), que vão auxiliar na organização de bibliotecas e realização de oficinas.

A equipe pedagógica do curso é formada por 33 professores doutores, dos quais 13 são timorenses da UNTL e 20 são docentes brasileiros: além do grupo da UFSC, participam também professores de instituições públicas de ensino superior de Pernambuco, Goiás, Tocantins, Rio Grande do Norte, São Paulo e Paraná e outros que atuam na Austrália, Portugal e China.
(mais…)

Tags: cooperação técnicamestradoMestrado em Educaçãoreitor Irineu Manoel de Souzareitoriatermo de cooperaçãoTimor-LesteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto irá acolher demandas de saúde e jurídicas de trabalhadores com adoecimento ocupacional

14/09/2023 13:22

Investigar e mapear adoecimento ocupacional na Grande Florianópolis, além de combater sua ocultação, estão entre os objetivos de um acordo de cooperação técnica entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro). A assinatura do documento para oficialização do projeto “Caminhos do Trabalho” irá ocorrer no Auditório do Bloco Didático do HU no dia 18 de setembro, às 14 horas.

A proposta é pesquisar o efetivo nexo entre doença ou acidente e a ocupação exercida, conjugando acolhimento e orientação com investigação e produção acadêmica, de modo a reduzir a subnotificação dos agravos: “Realizaremos orientações e assistência semanalmente à população, e a equipe se dedicará a reunir dados e acionar acúmulo científico para estabelecer, caso exista, o nexo”, explica a coordenadora do projeto, Glaucia Fraccaro, também professora do Departamento de História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC.

Reduzir a subnotificação dos agravos, facilitar o exercício de direitos e combater a sonegação fiscal, tanto diretamente, quanto subsidiando a atuação de outras instituições, são resultados esperados do projeto de extensão e pesquisa “Caminhos do Trabalho”, que também irá colaborar para a formação de profissionais com capacidade de atuação consistente no campo da saúde laboral. “O projeto de extensão e pesquisa visa abordar trabalhadoras e trabalhadores formais ou informais, do setor privado ou público, de qualquer ocupação e doenças e acidentes que os atingem, prestando, simultaneamente, atendimento e orientações em demandas de saúde e jurídicas a esse público”, aponta Glaucia. Outras dez universidades do Brasil participam da rede formada a partir de acordo entre a Fundacentro e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), ainda em vigor e com fluxo de informação e dados estabelecidos.

Glaucia detalha importância do projeto para o conhecimento do problema do no Estado: Santa Catarina supera a média nacional de incidência dos acidentes laborais no mercado formal e é o quarto estado com maior número de notificações no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde. Contudo, nem sempre os trabalhadores que sofrem tais agravos têm registro das Comunicações de Acidentes de Trabalho (CATs) ou recebem o benefício previdenciário de forma adequada – podem, por exemplo, estar afastados por doença comum, quando acometidos de doença laboral.

O projeto, que visa incidir no problema subsidiando trabalhadores e trabalhadoras, inclusive, com a reunião de documentação pertinente a cada caso, para que possam utilizar este dossiê em tratativas com outras instituições públicas, tem capacidade para atender toda a Grande Florianópolis e estará alocado no Hospital Universitário. Isso significará uma ampliação da capacidade de dimensionar e enfrentar o problema, visto que atualmente, existe equipamento de Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT) apenas no âmbito do município de Florianópolis, que em geral atua mediante denúncias. Segundo o último relatório de ações da VISAT (2022), houve no ano passado 326 agravos que chegaram a ser notificados e investigados relacionados a acidentes de risco biológico entre profissionais de saúde; a ocupação prevalente dos 692 acidentes e doenças investigados entre homens autônomos entre 20 e 60 anos foi a de motoboys e trabalhadores da construção civil. De outro lado, entre os 238 acidentes e doenças que acometeram majoritariamente mulheres de 20 e 50 anos, a sua ocupação, no momento do registro, constou como ignorada.
(mais…)

Tags: Adoecimento ocupacionalCaminhos do Trabalhocooperação técnicaFundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do TrabalhoFundacentroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Curso gratuito de formação para o enfrentamento da emergência climática recebe inscrições

08/08/2023 14:48

O curso “Formação em ciência cidadã e cultura oceânica para o enfrentamento da emergência climática” recebe inscrições de interessados até 18 de agosto. A atividade, que é gratuita e aberta a todos, é organizada pela equipe do projeto Escolas à Beira Mar, que faz parte do programa Ecoando Sustentabilidade, formado por vários laboratórios e pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), além de parceiros externos. As inscrições devem ser feitas neste link.

As aulas começam no dia 16 de agosto e vão até 20 de setembro, e ocorrem na modalidade on-line, por meio da plataforma de ensino Moodle, das 19h às 21h. Os participantes receberão certificado de 30 horas. O curso é coordenado por Alessandra Larissa Fonseca, professora do curso de Oceanografia da UFSC, e Maya Ribeiro Baggio, da Agência de Gestão e da Educação Ambiental (AGEA). A ementa e o cronograma do curso estão disponíveis aqui.

(mais…)

Tags: AGEAAgência de Gestão e da Educação Ambientalcooperação técnicaCultura Oceânicacurso de formaçãoEcoando Sustentabilidadeemergência climáticaEscolas à Beira MarInstituto ÇarakuraOceanooceanografiaPrograma de Pós-Graduação em OceanografiaRaízes da CooperaçãoUFSC

UFSC e Secretaria de Segurança Pública assinam termo de cooperação técnica

12/07/2017 09:15

Foto: Marcus Vinícius/Estagiário de Jornalismo/GR/UFSC

O reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, da UFSC, e o secretário de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina, César Augusto Grubba, assinaram nesta terça-feira, 11 de julho, Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de incentivar o intercâmbio técnico, científico, cultural e administrativo entre as duas instituições.

“O acordo também abrange o uso das instalações físicas, equipamentos e de recursos humanos entre a UFSC e a SSP-SC para o desenvolvimento de pesquisas e extensão, cursos de pós-graduação, além de capacitação e treinamentos”, destacou Cancellier.
(mais…)

Tags: acordocooperação técnicaSecretaria de Segurança PúblicasspUFSC