Abertas as inscrições para Mostra Científica e Tecnológica da UFSC Curitibanos

21/09/2022 17:26

Estão abertas até 7 de outubro as inscrições para submissão de trabalhos para a II Mostra Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina em Curitibanos. O evento faz parte de diversas ações da Semana de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (Sepex). A submissão de trabalhos poderá ser realizada por meio do site oficial do evento. A programação ocorre nos dias 20 e 21 de outubro.

A II Mostra Científica e Tecnológica da UFSC do campus de Curitibanos terá como tema a Vida terrestre. Alinhados com os objetivos do desenvolvimento sustentável destacados pelas Nações Unidas, o evento pretende abordar a proteção, recuperação e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres. Também são propostas falar sobre gestão sustentável de florestas, combate a desertificação, degradação da Terra e perda da biodiversidade. A ideia é que o evento promova a integração de diferentes subáreas das ciências agrárias e da saúde na mesorregião Serrana de Santa Catarina.

A segunda edição da mostra terá a participação dos 15 grupos de pesquisa liderados por pesquisadores do Campus de Curitibanos da UFSC, dois programas de pós-graduação e três cursos de graduação com aderência à temática proposta. O número deve aumentar com a participação de estudantes e pesquisadores egressos dos programas de pós-graduação e instituições parceiras. Além disso, o evento é aberto ao público geral com objetivo de difundir a produção científica da UFSC e de seus parceiros para todo o mundo.

A proposta é que o evento ocorra na semana que antecede a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e que possa ser utilizado também para cumprir os objetivos relacionados ao bicentenário da Independência do Brasil, com o enfoque na temática-base “vida terrestre” e abordando as transformações ocorridas nas regiões e biomas brasileiros nesses últimos 200 anos.

Tags: campus curitibanosII Mostra Científica e Tecnológicasepex

SeTIC comunica manutenção de rede no campus da UFSC em Curitibanos

21/09/2022 09:33

A Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) informa que, na próxima quarta-feira, 28 de setembro, das 8h às 12h, haverá o serviço de migração da rede no Campus Curitibanos. Durante a atividade, poderão ocorrer breves oscilações na conectividade à internet.

Caso haja dificuldade em realizar alguma operação nos serviços afetados, além do horário previsto de manutenção, recomenda-se entrar em contato com a SeTIC pelo Portal de Chamados.

Tags: campus curitibanosSuperintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professor da UFSC recebe prêmio internacional por pesquisa sobre sensoriamento do solo

22/07/2022 16:41

O professor Alexandre ten Caten, do Programa de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Campus de Curitibanos, foi um dos contemplados com o prêmio internacional Bayer Crop Science 2022 Grants4Ag. A homenagem ocorre em reconhecimento à pesquisa sobre o uso das técnicas de sensoriamento proximal do solo para coleta de dados – um trabalho que poderá viabilizar formas de medir a disponibilidade de nutrientes para as plantas.

Seu grupo de pesquisa avalia o potencial de equipamentos capazes de coletar a radiação refletida pelo solo em comprimentos de onda do visível e infravermelho próximo, esta última invisível para os humanos. A ideia é gerar dados que possibilitem caracterizar os solos de forma rápida, sem utilizar reagentes químicos nocivos ao ambiente e de forma digital. 

Segundo o professor, os solos brasileiros são naturalmente pobres em fertilizantes, e, com a crise global de preços desses insumos, é fundamental que os agricultores adotem práticas como a amostragem de solo para conhecer as reais demandas de suas propriedades e possam usar os nutrientes de que as plantas precisam de forma assertiva. A amostragem do solo também pode ser útil, por exemplo, para que agricultores possam se inserir no Mercado de Créditos de Carbono, uma vez que ela é necessária para saber os teores de carbono orgânico já existentes no solo.

“Essa pesquisa permitirá ainda a geração de conhecimento importante para levar a tecnologia de amostragem de solos para todos os agricultores, independentemente do seu nível tecnológico ou tamanho de propriedade. Tornando esta prática mais barata, digital e totalmente integrada com as premissas da Agricultura 4.0”, afirma Alexandre.

A premiação é uma iniciativa da empresa Bayer Crop Science e viabiliza aos premiados recursos financeiros para pesquisa e contato com especialistas internacionais nas temáticas da Digitalização da Agricultura para a coleta, transformação e análise de dados agronômicos. 

Tags: campus curitibanosPrêmioPrograma de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e NaturaisUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Mestrado em Ecossistemas Agrícolas e Naturais da UFSC Curitibanos seleciona novos alunos

10/11/2021 11:50

Estão abertas, até 30 de novembro, as inscrições para o mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais (PPGEAN), do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). São ofertadas até 24 vagas para ingresso no primeiro semestre de 2022, sendo cinco vagas reservadas para candidatos negros, pretos, pardos ou indígenas e duas para pessoas com deficiência. Podem se inscrever graduados ou concluintes e profissionais das áreas de Ciências Agrárias, Ambientais, Biológicas, Geociências e afins.

O PPGEAN é reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no campo de Ciências Agrárias I, com a área de concentração Manejo e conservação de ecossistemas agrícolas e naturais. Os focos de suas pesquisas básicas e aplicadas são a manutenção da biodiversidade, a avaliação de impactos ambientais e a conservação do solo, recursos hídricos, vegetais, animais e microbianos. Também são abordadas as relações antrópicas e os processos da interação permanente entre o meio físico, os recursos genéticos e os sistemas de gestão e práticas utilizadas por populações culturalmente diversas. O programa reconhece a necessidade de formar profissionais capazes de avaliar, planejar e gerenciar os sistemas naturais e agrícolas no âmbito da conservação dos recursos como parte integrante da estratégia produtiva.

O edital e o link para inscrições estão disponíveis no site do PPGEAN.

Tags: campus curitibanosmestradoPrograma de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e NaturaisUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Inscrições para mestrado em Medicina Veterinária Convencional e Integrativa terminam dia 22 de outubro

19/10/2021 11:34

Termina no dia 22 de outubro o período para inscrições no processo de seleção e admissão ao Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária Convencional e Integrativa – nível Mestrado Acadêmico, do Centro de Ciências Rurais (CCR), no Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O Mestrado do PPGMVCI é um curso recomendado pela Capes, com duração de 24 meses, que concede ao concluinte o título de Mestre em Medicina Veterinária Convencional e Integrativa.

O mestrado conta com três linhas de pesquisa: Criações animais com ênfase em saúde, nutrição integrativa e bem-estar; Terapias convencionais, integrativas e inovadoras para saúde e Avaliação de parâmetros de saúde em medicina veterinária.

O programa, na sua concepção pioneira, tem uma abordagem inovadora de diferentes áreas da medicina veterinária, o que implica a existência de um vasto campo de pesquisa que associe técnicas convencionais e alternativas, que possam ser aplicadas ao diagnóstico, tratamento, controle e profilaxia de enfermidades dos animais domésticos.

O processo seletivo será totalmente on-line, e as aulas no próximo ano já serão na modalidade presencial. Para mais informações sobre o programa e o processo seletivo, acesse: https://ppgmvci.ufsc.br.

Tags: campus curitibanosCCRPrograma de Pós-Graduação em Medicina Veterinária Convencional e IntegrativaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC na mídia: projeto cataloga imbuias gigantes, árvore símbolo de SC em risco de extinção

22/09/2021 10:54

Imbuia em risco de extinção foi catalogada em Curitibanos, no Oeste catarinense. Foto: Marcelo C. Scipioni/arquivo pessoal

Neste 21 de setembro, Dia da Árvore no Brasil, o portal G1 SC reuniu uma lista com cinco imbuias gigantes identificadas na região Sul do país e mostra a importância da preservação dessas árvores. A matéria se baseia em uma iniciativa coordenada por Marcelo Callegari Scipioni, professor do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O projeto busca catalogar as imbuias e outras árvores gigantes de diferentes espécies.

Árvore símbolo de Santa Catarina, a Imbuia está em risco de extinção. Encontrada em maior concentração no Norte catarinense, a espécie de valor histórico concentra aspectos importantes para a fauna e a flora. Além de incríveis ao olhar, as árvores gigantes possuem aspectos ecológicos importantes, como a possibilidade de promover abrigo para outros animais e dar pistas sobre o ambiente em que estão localizadas há centenas de anos. 

“Como elas têm uma longevidade muito maior, então outras formas de vida acabam se estabelecendo nessas grandes árvores. Tem o aspecto também da biomassa, pois elas têm uma função de sequestro de carbono gigantesco. E tem uma questão do ciclo de nutrientes do solo, que são muito interessantes para a gente pesquisar”, explicou Scipioni.

Para ampliar seu projeto, o docente propôs, com ajuda de servidores da Assembleia Legislativa (Alesc), a criação de uma lei com ações permanentes com foco na sustentabilidade e na preservação do meio ambiente.

Leia a matéria completa no G1 SC.

Tags: árvores gigantescampus curitibanosUFSCUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Debate reúne representantes de comunidades nativas brasileiras e quilombolas

15/09/2021 12:11

O grupo Curitiblack, composto por estudantes e servidores do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), promove neste sábado, 18 de setembro, das 17h às 19h, o evento Entre Aldeias e Quilombos, um debate sobre comunidades nativas brasileiras e quilombolas. A atividade reunirá pessoas que representam a realidade desses diversificados grupos e terá transmissão pelo Canal do Curitiblack no YouTube.

“Em um contexto ainda fomentado por racismo, intolerâncias, preconceitos e apagamento de nossas raízes e culturas não brancas, faz se necessário o debate e busca por conhecimento nessas áreas. Partimos do princípio de que para cuidar, conservar e lutar por uma causa, precisamos conhecer e reconhecer essas pessoas e histórias não contadas ou forçadamente anuladas. Observa-se um aumento da marginalização dessas comunidades, impulsionadas por lideranças políticas, resultando na deterioração de um cenário, já nada favorável”, informa o resumo elaborado pelos organizadores. A proposta é evidenciar direitos, histórias e lutas diárias vividas. Participam do encontro Sônia Barbosa (Ara Mirim), Josimarcos Pankará, María Aparecida Machado Batista, Maurilio Machado e Mercedes Machado.

Curitiblack

O grupo Curitiblack tem como objetivo discutir a influência do racismo institucional na persistente ausência de pessoas pretas em diversos cargos e locais. Nesse sentido, busca refletir sobre a consequência da falta de representatividade que impede brasileiros, em sua maioria pessoas negras, de ocupar lugares de poder e conhecimento, como as Instituições de Ensino Superior, seja como alunos ou docentes.

Tags: campus curitibanosCuritiblackindígenaslivequilombolasUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Curitibanos prepara estruturas para semana de temperaturas abaixo de zero

30/07/2021 11:55

UFSC Curitibanos possui projetos de pesquisa relacionados às ciências rurais e ao cultivo em baixas temperaturas. Foto: Augusto Marques

A neve caiu na madrugada entre esta quarta e quinta-feira, 28 e 29 de julho, em 28 cidades de Santa Catarina e, dentre elas, Curitibanos, município onde a UFSC tem campus. A cidade, localizada na Serra Catarinense, a uma altitude de quase mil metros, costuma ter invernos rigorosos e abriga muitos projetos de pesquisa relacionados às ciências rurais e ao cultivo em baixas temperaturas.

Enfrentar temperaturas congelantes nos meses de inverno é rotina em Curitibanos, especialmente para a equipe da Divisão de Atividades Agropecuárias, chefiada pelo engenheiro agrônomo Gustavo Rufatto Comin. A equipe de técnicos-administrativos em Educação é formada, ainda, por uma engenheira florestal, um auxiliar rural, dois operadores de máquinas, dois técnicos agrícolas e um agrimensor, e conta ainda, com sete funcionários terceirizados, auxiliares rurais.

“Alguns experimentos coincidem com época de frio e realizamos algumas práticas de cobertura de plantas. Temos casas de vegetação com sistema de aquecimento, que é programado para ligar nesses dias. Também há práticas de proteção ao frio em plantas de café na fazenda agropecuária, projeto de pesquisa do professor Samuel Fioreze, com as mudas permanecendo em estufa e sendo protegidas com aquecedores domésticos”, explica Gustavo.

A proteção das plantas geralmente é feita com cobertura das mudas com matéria vegetal. Outra alternativa é plantar espécies resistentes junto às plantas mais frágeis, para bloquear parcialmente o frio. Gustavo ainda acrescenta que a equipe costuma construir abrigos para esses momentos.

O projeto PhenoGlad, coordenado pela professora Leosane Cristina Bosco, do Programa de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais (PPGEAN), trabalha desde 2017 com agricultores buscando diversificar a propriedade rural com a floricultura. Leosane leciona agrometeorologia e explica que, mesmo as plantas adaptadas para o frio, sofrem com as baixas temperaturas.
(mais…)

Tags: baixa temperaturacampus curitibanosCuritibanosfrioPhenogladUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto recebe manifestações artísticas da comunidade universitária

12/07/2021 18:31

O projeto de extensão A partilha do sensível: musicando e poetizando a Universidade está com inscrições abertas para interessados em compartilhar manifestações artísticas, como música, poesia, dança e performances. Os trabalhos serão divulgados por meio de postagens nas redes sociais da UFSC Curitibanos (Facebook e Instagram) e da Secretaria de Cultura e Arte da UFSC (Facebook e Instagram). Podem participar integrantes de todos os campi da Universidade. As instruções estão no site da atividade.

A ação visa promover um espaço e um tempo no cotidiano da UFSC para que as pessoas dividam os seus modos sensíveis e artísticos de manifestar e celebrar a vida. “Partilhar sensibilidades é abrir passagens para o pulso da vida. Ainda mais em tempos de pandemia, em que a vida tem sido continuamente destruída, a arte nos convida a resistir e a inventar outros mundos. Como uma semente, um pinhão, a arte carrega a esperança de encontrar um solo para germinar, para fazer nascer uma araucária que continue resistindo à ameaça de extinção, dando passagem ao pulso que nos anima. A arte, portanto, é um sim à vida!”, destaca Lucas Emmanoel, psicólogo educacional da UFSC Curitibanos e um dos coordenadores do projeto.

 

Tags: A partilha do sensívelartecampus curitibanosSeCArteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Obrigatoriedade da extensão em cursos de graduação deve ampliar interação da UFSC com a sociedade

29/06/2021 13:19

Atividade do projeto de extensão “Exposições itinerantes de Anatomia Animal”, do Laboratório de Anatomia Animal da UFSC Curitibanos com alunos da educação infantil. Foto: divulgação

Nove cursos de graduação da Universidades Federal de Santa Catarina (UFSC) começaram este semestre letivo com pelo menos uma novidade em seus currículos: a inserção de uma carga horária obrigatória de atividades de extensão – ações que deverão ser realizadas pelos estudantes junto à comunidade externa. A mudança curricular atende a uma determinação do Ministério da Educação (MEC) e, até dezembro de 2022, deve ser implementada por todos os cursos de graduação do país. Na UFSC, a expectativa é de que o processo amplie a interação da Universidade com a sociedade, bem como as possibilidades de aprendizado, com projetos que contemplam os mais variados públicos – oficinas para escolas, ações junto a agricultores e silvicultores, trabalhos com empresas de diferentes portes, atendimento em serviços de saúde humana e animal e muitos outros.

A inserção de uma carga horária mínima de atividades de extensão na graduação foi proposta no Plano Nacional de Educação, que determina diretrizes, metas e estratégias para a política educacional brasileira no período de 2014 a 2024. A regulamentação do tema veio em 2018, com a Resolução nº 7 MEC/CNE/CES, que estabelece que as atividades de extensão devem compor, no mínimo, 10% do total da carga horária dos cursos.

Mudar a grade curricular das 120 graduações que a UFSC oferece não é uma tarefa simples e demanda muito planejamento. O assunto é discutido na Universidade desde 2016, e, mais intensamente, a partir da criação da Comissão Mista de Curricularização, em agosto de 2018. O grupo vem trabalhando para promover a incorporação da extensão nos currículos dos cursos de graduação, com estudos, eventos, capacitações e reuniões, entre outras ações. Em março de 2020, foram aprovados os dois documentos que orientam o tema na instituição: a Resolução Normativa nº 1/2020/CGRAD/CEx e o Ofício Circular nº 2/2020/DEN/PROGRAD.
(mais…)

Tags: Campus Blumenaucampus curitibanosCurricularização da ExtensãoDivulgação CientíficaextensãoPROEXquímicaQuimidexUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Roda de conversa discute relacionamentos abusivos e o mal estar na cultura

09/06/2021 08:15

O projeto de extensão Ciranda Estudantil realiza na próxima quarta-feira, 16 de junho, a roda de conversa Relacionamento abusivo e o mal estar na cultura, com a professora Elizabeth Cristina Landi. O encontro é gratuito e ocorre às 20h pela plataforma Google Meet. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e receberão por e-mail o link para a videoconferência. Os participantes terão direito a certificado de duas horas.

Elizabeth Landi é psicanalista, doutora em Psicologia – Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília (UNB) e professora dos cursos de Psicologia da Universidade Federal de Goiás e da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

A Ciranda Estudantil é uma ação promovida pelo setor de Psicologia Educacional e por estudantes da UFSC Curitibanos. Seu objetivo é propiciar o debate sobre temas que constituem as realidades estudantis, de modo a suscitar a reflexão crítica e a qualificação da intervenção nessas realidades.

Tags: campus curitibanosCiranda EstudantilRoda de ConversaServiço de Psicologia EducacionalUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadores da UFSC Curitibanos analisam a capacidade da cereja-do-mato de combater tumores

13/04/2021 13:15

Pouco conhecida e explorada comercialmente, a Eugenia involucrata é uma árvore frutífera nativa do Sul do Brasil. Foto: Mauricio Mercadante/CC BY-NC-SA 2.0

A cereja-do-mato ou cereja-do-rio-grande, como também é conhecida, é uma fruta nativa do Sul do Brasil e especialmente abundante na região de Curitibanos. Apesar de muito saborosa, ótima para comer pura ou em geleias, ela ainda é pouco conhecida e explorada comercialmente. Foi com a intenção de investigar as propriedades da fruta e colaborar para sua valorização que um grupo interdisciplinar do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) deu início ao projeto de pesquisa que, atualmente, dedica-se a investigar o potencial dos extratos de Eugenia involucrata – nome científico do pé de cereja-do-mato – para combater tumores.

O estudo, que começou em 2016, envolveu a avaliação da composição e das propriedades antioxidantes de diferentes partes da planta – fruta, folhas e sementes – e confirmou que ela pode ser uma importante fonte de compostos bioativos (substâncias que não são essenciais para o funcionamento do corpo, mas trazem diversos benefícios para a saúde). O que chama mais atenção, contudo, são os experimentos relacionados à capacidade antitumoral da cerejeira. O trabalho, alerta a professora do Departamento de Agricultura, Biodiversidade e Florestas Evelyn Winter, ainda está em fase inicial – passou apenas por testes com culturas de células em laboratório –, mas os resultados preliminares são promissores. 

Os extratos da planta foram aplicados em células de câncer de pâncreas, um tipo bastante agressivo e com alta taxa de mortalidade, e os resultados foram comparados com o quimioterápico gencitabina, utilizado no tratamento da doença. Observou-se que o extrato de cerejeira matou mais células tumorais e foi menos tóxico para as células saudáveis que o medicamento padrão. Ele também diminuiu a multiplicação do tumor e, consequentemente, seu crescimento e propagação – o que pode indicar a capacidade de evitar a metástase do câncer. 
(mais…)

Tags: bioquímicacampus curitibanosfarmacologiaMostra Científica e Tecnológica da UFSC CuritibanosquímicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Evento debate o assédio na universidade

07/04/2021 09:28

O projeto de extensão Ciranda Estudantil, do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), promove na próxima quarta-feira, 14 de abril, um debate sobre assédio na universidade. O encontro ocorre a partir das 20h pela plataforma Google Meet e dá direito a certificado. Para participar, é necessário preencher o formulário de inscrições.

As debatedoras convidadas são Grazielly Baggenstoss, professora do Departamento de Direito da UFSC e doutoranda em Psicologia Social e Crítica com ênfase em Estudos de Gênero e Feminismos, e Larissa Regina Topanotti, engenheira florestal do Campus de Curitibanos e doutoranda no programa Forest Sciences and Forest Ecology da University of Göttingen, na Alemanha.

O projeto Ciranda Estudantil é uma iniciativa que se originou do movimento dos estudantes do Campus de Curitibanos e tem o apoio do setor de Psicologia Educacional. Seu objetivo é promover debates sobre temas que constituem as realidades estudantis, de modo a suscitar a reflexão crítica e a qualificação da intervenção nessas realidades.

Mais informações pelo e-mail cirandaestudantil.cbs@contato.ufsc.br ou pelo Instagram.

Tags: assédiocampus curitibanosCiranda EstudantilUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Clínica Veterinária Escola da UFSC Curitibanos realiza atendimentos presenciais

05/04/2021 17:10

A Clínica Veterinária Escola, vinculada ao Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), voltou a realizar, a partir desta segunda-feira, 5 de abril, atendimentos presenciais. O local oferece os seguintes serviços:

  • Clínica médica de cães e gatos (incluindo as especialidades de imunização, neurologia e medicina veterinária integrativa);
  • Clínica médica de animais selvagens e exóticos;
  • Clínica médica e cirúrgica de grandes animais;
  • Laboratório de patologia veterinária;
  • Laboratório de análises clínicas;
  • Laboratório de doenças parasitárias;
  • Laboratório de doenças infectocontagiosas dos animais;
  • Laboratório de virologia e imunologia;
  • Laboratório de fisiologia da reprodução.

A Clínica passou por adequações e acompanhamento, baseados no Guia de Biossegurança da UFSC, para possibilitar os atendimentos, que ocorrerão mediante agendamento, conforme explicado no site da Clínica. É obrigatório o uso de máscara e observância da higienização das mãos e distanciamento social. A Clínica também pede que só vá até o local o tutor e seu animal, para evitar a aglomeração de pessoas. Não haverá retorno de serviço de anestesia e cirurgia de pequenos animais.

“A Clínica seguiu todos os ritos previstos pelo Guia de Biossegurança, com acompanhamento da Direção do Campus e em conjunto com o Departamento de Atenção à Saúde da Prodegesp. Todos os materiais de segurança foram providenciados, para que pudéssemos retornar com esse serviço à comunidade”, salienta o diretor do Campus, Juliano Gil Nunes Wendt.

Para mais informações, acesse o site da clínica. Para marcar consultas, mande mensagem para (49) 9106-0348 (WhatsApp) ou um e-mail para clinica.veterinaria@contato.ufsc.br.

Tags: campus curitibanosClínica Veterinária EscolaUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVeterinária

Estudante do Campus de Curitibanos pesquisa germinação de sementes de butiá em larga escala

05/04/2021 13:34

O estudante da nona fase do curso de Engenharia Florestal Carlos Felipe Meuer, do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), desenvolveu uma pesquisa para estimular a germinação de sementes de butiá (Butia eriospatha). Fruto apreciado na Serra, no Planalto e no Sul catarinenses, o butiá é ingrediente para a produção de doces, cervejas, licores e aguardentes.

Além de fatores como a perda de habitat natural, o butiá apresenta uma taxa de germinação natural baixa (até 2 anos) e dormência das sementes. Por causa disso, a espécie se encontra na Lista Vermelha da International Union for Conservation of Nature (IUCN) e é considerada criticamente em perigo pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema).

Desta forma, a pesquisa de Carlos testou diferentes tratamentos para superar a dormência das sementes e acelerar a germinação, para que no futuro seja possível a produção de mudas de forma mais rápida. Vários estudos com essa espécie já foram desenvolvidos pela professora Andressa Vasconcelos Flores, desde 2014, no Campus Curitibanos.
(mais…)

Tags: butiácampus curitibanosEngenharia FlorestalgerminaçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC de Curitibanos realiza a 1ª Mostra Científica e Tecnológica

17/03/2021 10:20

A palestra “Pesquisa científica – A Interação entre Atores Envolvidos”, proferida pelo pró-reitor de Pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Sebastião Soares, marcou a abertura da Primeira Mostra Científica e Tecnológica da UFSC Curitibanos, nesta quarta-feira, 17 de março. O evento on line prossegue até esta quinta-feira, 18, com apresentações orais e em forma de banners, divulgando a produção científica e tecnológica do Centro de Ciências Rurais do Campus de Curitibanos.

Foram selecionados quatro trabalhos para apresentações orais e 16 apresentações em forma de banners. Os trabalhos selecionados para banners serão apresentados na plataforma ConTech, que também foi usada para submissão dos trabalhos. Por meio do chat, os apresentadores responderão às perguntas dos participantes inscritos. As datas e horários de todas as apresentações podem ser consultadas na agenda do evento.

As apresentações orais dos trabalhos premiados ocorrem a partir das 15 horas do dia 18 de março e serão transmitidas via YouTube. Foram premiados quatro trabalhos dos cursos de Agronomia, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária e do Programa de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais (PPGEAN).
(mais…)

Tags: 1ª Mostra Científica e Tecnológicacampus curitibanospesquisaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professores da UFSC Curitibanos colaboram com investigações sobre mortes de macacos na região

11/02/2021 15:35

Sandra Arenhart é uma das professoras da UFSC que participa das investigações. Foto: divulgação

Desde dezembro de 2020, 19 macacos do gênero Alouatta, também conhecidos como bugio-ruivo, foram encontrados mortos na região de Curitibanos. Acionados pela Secretaria de Saúde do município, professores de Medicina Veterinária do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vêm ajudando a investigar as causas dos óbitos. Os primeiros resultados dos testes, referentes a dois animais de Curitibanos e um de Frei Rogério, chegaram nesta quinta-feira, 11 de fevereiro, e confirmam a principal suspeita dos pesquisadores: a febre amarela.

O Alouatta, além de ser o macaco predominante da região, “é extremamente sensível ao vírus. Então, é muito fácil a gente encontrar ele morto, porque quando ele pega febre amarela, normalmente vai a óbito em poucos dias. É muito rápida a morte dele”, comenta a professora de Medicina Veterinária da UFSC Sandra Arenhart, que tem colaborado com as investigações. “Quando morrem vários macacos assim, a gente sempre suspeita de febre amarela. Claro que eventualmente podem ter outras causas, mas quando são vários macacos, como está acontecendo, normalmente é febre amarela. A primeira suspeita que temos é essa”, complementa a docente.

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus do gênero Flavivirus e transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Em ambientes de florestas, o vetor da doença são os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, enquanto no meio urbano a transmissão se dá pelo Aedes aegypti – o mesmo da dengue. Entre humanos e macacos a forma de contaminação é a mesma: ela acontece a partir da picada por um mosquito infectado. O período de dezembro a maio é justamente o de maior incidência da doença, e a única forma de evitá-la é a vacinação.
(mais…)

Tags: campus curitibanosCuritibanosfebre amarelamedicina veterináriaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

CCA lança Conexão livre, espaço de conexão com a comunidade

27/07/2020 10:54

O Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC lançou mais um espaço de conexão com a comunidade: o espaço Conexão Livre. Integrantes da comunidade do CCA que tenham interesse em realizar lives sobre temas relacionados com a temática das Ciências Agrárias, podem fazer a transmissão pelo canal do YouTube do CCA, às  terças-feiras, das 17 às 18h. 

Os interessados devem enviar antecipadamente a solicitação do espaço para o e-mail comunicacao.cca@contato.ufsc.br com as informações sobre o evento, como também a arte para a divulgação que deve contar logo do programa.

A divulgação será feita pelas mídias do CCA e o código de transmissão do stream será enviado para o responsável do evento, que poderá fazer a configuração na plataforma de sua escolha.

A primeira Live do Espaço Conexão Livre no canal do YouTube do CCA tem o tema “Biotecnologia Vegetal: novos horizontes na conservação e produção sustentável”, com a participação da professora Rosete Pescador e o professor Marcos Stefanon (do CCA) e dos professores Paulo C. Poeta Fermino Júnior e Lírio Luiz Dal Vesco (do Campus Curitibanos).

Mais informações pelo e-mail comunicacao.cca@contato.ufsc.br

 

Tags: campus curitibanosCCACentro de Ciências AgráriasConexão LivreCuritibanosliveUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Ciclo de Palestras aborda histologia e patologia veterinária

22/07/2020 10:13

Estão disponíveis no Youtube os vídeos do 1° Ciclo de Palestras do Grupo de Estudos de Histologia e Patologia (Gehispa), grupo ligado ao Laboratório de Patologia Veterinária (Labopave) do Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Realizado entre 29 de junho e 7 de julho, o evento abordou estudos da histologia e e da patologia veterinária por meio de palestras on-line feitas por profissionais da área. 

Ao todo foram cinco palestras com diferentes temáticas, transmitidas pela plataforma de videoconferências Zoom. Cada uma teve, na média, 320 participantes, de um total de 480 inscritos de 20 estados brasileiros, além do Distrito Federal, e cinco países diferentes (Brasil, Equador, Colômbia, Portugal e Canadá).  “Acima de tudo esse ciclo de palestras buscou melhorar a formação de acadêmicos e acrescentar conhecimentos de profissionais da área, mesmo em uma situação de quarentena e distanciamento, assim como propiciar uma nova experiência de aprendizado técnico, organizacional e de planejamento no modo remoto para os membros do GeHisPa, dentre do contexto do ‘novo normal’”, afirma Francielli Cordeiro Zimermann, professora do Campus Curitibanos e membro da equipe organizadora do evento.

Além de Francielli, fizeram parte da organização os professores Adriano Tony Ramos e Guilherme Carvalho Serena e 16 graduandos do curso de Medicina Veterinária. 

Tags: campus curitibanosGrupo de Estudos de Histologia e PatologiaLaboratório de Patologia Veterináriamedicina veterináriapalestraUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Curitibanos compartilha manifestações artísticas da comunidade

08/07/2020 12:44

Com a proposta de incentivar o compartilhamento das manifestações artísticas da comunidade acadêmica do Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e da população dos municípios da região, o projeto A partilha do sensível: musicando e poetizando a Universidade divulga a arte e cultura local produzida no período de isolamento social.

O projeto faz postagens nas redes sociais da UFSC Curitibanos (Facebook Instagram) todas as segundas, quartas e sextas-feiras às 20h. Quem desejar enviar sua manifestação artística deverá acessar a página Projeto Partilha do Sensível, onde estão todas as orientações, ou entrar em contato pelo e-mail lucas.emmanoel@ufsc.br.
(mais…)

Tags: artecampus curitibanoscoronavírusextensão coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

#QuarentenaArte: projeto de extensão promove cultura do Planalto Catarinense

22/06/2020 15:53

Coordenado pelo professor Daniel Granada da Silva Ferreira, do Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o projeto de extensão Culturas do Campo: as identidades de gerações tem por objetivo utilizar a arte e os meios de divulgação e comunicação a fim de expandir a cultura do campo. Trata-se de uma pesquisa exploratória multimétodos, realizada a partir de pesquisa bibliográfica e documentação e da realização de entrevistas, fotos e vídeos sobre as identidades culturais da região de Curitibanos e do Planalto Catarinense. A iniciativa visa à valorização das identidades regionais e ao resgate histórico da identidade social da região. O passado é levado em consideração para a compreensão do contexto atual e a construção de um futuro mais inclusivo e tolerante.

O projeto teve início no primeiro semestre de 2019 e, desde então, tem-se desenvolvido a realização e a transcrição de entrevistas, visitas a eventos, produção de textos e vídeos, pesquisa bibliográfica, confecção de banners e artigos, apresentações sobre o projeto e gestão do site. Uma das participais ações do projeto é a página Cultura e Identidade do Planalto Catarinense, que oferece vasto conteúdo multimídia.
(mais…)

Tags: #QuarentenaArtecampus curitibanosSeCArteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC Curitibanos oferecerá mestrado em Medicina Veterinária Convencional e Integrativa

16/06/2020 17:24

Curso será ministrado no Campus Curitibanos. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

A partir do próximo ano, o Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) contará com um novo programa de pós-graduação: Medicina Veterinária Convencional e Integrativa. O curso de mestrado acadêmico foi aprovado na 191ª reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em dezembro.

A proposta contempla 16 professores participantes, sendo 12 permanentes e quatro colaboradores, dos campi de Curitibanos e Florianópolis. As atividades terão início em março de 2021, com previsão de abertura de edital de seleção para o segundo semestre de 2020.

Tags: campus curitibanosmedicina veterináriaPrograma de Pós-Graduação em Medicina Veterinária Convencional e IntegrativaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Campus Curitibanos comercializa excedentes de grãos de milho

16/06/2020 09:46

A Fazenda Experimental Agropecuária do Centro de Ciências Rurais do Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulga a lista de excedentes produzidos em suas unidades de ensino, pesquisa e extensão para comercialização. Atendendo à Portaria Normativa n°68/2016, de 23 de fevereiro de 2016, prorrogada pela Portaria nº 94/2017 do Gabinete da Reitoria da UFSC, que regulamenta essa atividade no âmbito da Universidade, torna pública a oferta para comercialização do excedente. O documento caracteriza como produção excedente os bens perecíveis e não perecíveis que não foram aproveitados pelas unidades universitárias e pelos órgãos suplementares.

Estão sendo comercializados 482 sacos de milho (grãos), em lote fechado. O preço do saco de milho será R$ 41, com base nos preços praticados pelas cooperativas do município de Curitibanos. Interessados entrar em contato pelos e-mails larissa.topanotti@ufsc.br e clarice.antunes@ufsc.br até 19 de junho de 2020. O prazo para pagamento da GRU poderá ser de até 30 dias. Para retirada do produto deverão ser incluídos os encargos de depósito no valor de 10% sobre o total do produto.

Tags: campus curitibanosexcedentemilhoUFSC

Coronavírus: professor da UFSC auxilia na produção de álcool 70 em Curitibanos

25/03/2020 19:12

Uma parceria entre produtores rurais, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e prefeitura de Curitibanos iniciou a produção de álcool 70° INPM, que tem a capacidade de desinfecção contra o novo coronavírus.­­­ O processo foi realizado em uma destilaria artesanal da família Girotto, no Assentamento Primeiro de Maio, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), a partir de 76 litros de álcool 46° INPM, adquiridos pela prefeitura. A iniciativa foi possível pela participação da Epagri, que desenvolveu o destilador.

Professor de Química do Campus Curitibanos da UFSC, Cristian Soldi utilizou uma técnica de destilação para o aumento da eficácia de desinfecção do produto, em cooperação com Lulis, Antônio e Adriana Francisco, da família Girotto. “Foi um primeiro teste para ver se o equipamento conseguiria produzir o álcool 70°. É possível produzir até 200 litros por dia, se tiver álcool 46° disponível, que é a capacidade do destilador deles”, explica o professor.

O álcool 46° encontrado para comercialização nos estabelecimentos comerciais não tem eficácia para desinfetar ambientes e prevenir contra a contaminação pelo novo coronavírus. “A iniciativa surgiu da alta demanda por álcool 70 e o baixo estoque dos mercados e farmácias. A gente vê que sobra álcool 46 e pensou que poderia destilar para fazer o 70”, conta Soldi. “Esse processo tem um custo mais alto, mas que se justifica para um caso emergencial. Podemos realizar essa produção e manter os locais que necessitam abastecidos”, afirma o professor.

O álcool será utilizado pela prefeitura de Curitibanos, em centros de saúde e outros ambientes que precisam de higienização. “A expansão da produção depende de a prefeitura solicitar, eles teriam que fornecer os insumos”, diz Soldi.  “A participação dos produtores de cachaça do Assentamento Primeiro de Maio foi a mais importante, porque eles têm experiência na destilação. A Epagri também participou um pouco deste processo porque desenvolveu a tecnologia do destilador”, completa Soldi.

O álcool inicialmente é destilado numa concentração maior e depois é ajustado com um pouco de água, para finalizar o acerto. O professor alerta que somente empresas autorizadas pela Anvisa  podem comercializar produtos desinfetantes a base de álcool.

Confira dicas para desinfecção.

Com informações da prefeitura de Curitibanos.

Tags: campus curitibanoscoronavírusCovid-19CuritibanosUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadores do Campus Curitibanos publicam livro sobre o Planalto Catarinense

05/03/2020 12:51

Pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Análise Socioambiental no Planalto Catarinense (ASAM), do Campus Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), publicaram em fevereiro a obra “Estudos Ambientais sobre o Planalto Catarinense”.

O livro reúne trabalhos de perspectiva socioambiental do Planalto Catarinense, região cujas características permeiam condições históricas, sociopolíticas, geográficas e ambientais particulares. Os autores buscaram pautar as realidades encontradas na região, “as quais são o resultado das escolhas que as pessoas e/ou comunidades fizeram e ainda fazem na busca de orientar o seu devir”.

A publicação, no formato ebook, pode ser obtida sem custos pelas páginas eletrônicas do ASAM e da Editora Insular.

Tags: campus curitibanosGrupo de Pesquisa em Análise Socioambiental no Planalto Catarinense (ASAM)Planalto Catarinense
  • Página 1 de 3
  • 1
  • 2
  • 3