Festival Literário da UFSC segue até sábado com programação diversa

23/11/2023 12:39

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sediará o I Festival Literário da UFSC (FLUSC), promovido pela Secretaria de Cultura, Arte e Esporte (SeCArtE), de 29 de novembro a 2 de dezembro. O evento será realizado no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, no campus Trindade, em Florianópolis. A atividade proporcionará quatro dias de atividades culturais e literárias na Universidade.

O Festival contemplará palestras, mesas-redondas, roda de conversas, saraus, Feira de Livros com lançamentos e sessões de autógrafos. A ação é um convite para uma imersão no universo dos diferentes gêneros literários, com foco na promoção da leitura e na formação do leitor literário. Participarão do evento mais de 25 convidados, 70 autores, além de 20 editoras.

Entre os destaques do Festival está a participação do pesquisador e professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Eduardo Assis Duarte, marcada para o dia 30 de novembro (quinta-feira), às 9h. Eduardo conduzirá uma discussão sobre a literatura do século XIX, com foco especial no romance “Úrsula”, de Maria Firmina dos Reis, que compõe a lista de obras indicadas para o vestibular UFSC 2024.

A manhã de sábado (2 de dezembro) será especialmente dedicada ao público infantil, enriquecendo o evento com atividades como a contação de histórias e rodas de conversa com autores da literatura infantil e juvenil. Entre os convidados confirmados para esse momento, destacam-se Cristina Santos, Eliane Debus, Marta Novakoski Costa da Silva, Priscila Freitas, e Rosane Cordeiro.

Mais informações e programação completa na página do FLUSC.

>> Serviço
Quê:  I Festival Literário da UFSC (FLUSC)
Quando: 29/11 a 2/12
Quanto: gratuito e aberto para toda a comunidade
Onde: Centro de Cultura e Eventos da UFSC | Auditório Garapuvu
Mais informações: Secretaria de Cultura, Arte e Esporte da UFSC | secarte.ufsc.br | 48 3721-2376

Tags: culturaFLUSCI Festival Literário da UFSCliteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Laboratório Feminista de Literatura Atual debate livro ‘Sobre minha filha’ nesta sexta

22/11/2023 07:38

O projeto Laboratório Feminista de Literatura Atual (Lola) promove encontro presencial para ler e discutir o livro Sobre minha filha (2017), de Kim Hye-Jin. A atividade ocorre nesta sexta-feira, 24 de novembro, às 13h, na Sala 247, bloco A do Centro de Comunicação e Expressão (CCE). O encontro é aberto. Para fazer parte do grupo, entre em contato através do email.

O Lola é um grupo que se reúne para ler e discutir literatura contemporânea, sob um olhar feminista. São reuniões quinzenais, uma presencial na UFSC e outra em formato remoto. As propostas de leitura surgem de quem faz parte dos encontros: são esses livros que nos empolgam, inquietam, falam diretamente de nossas identidades ou fraturas e emoções. As obras são discutidas horizontalmente e a reflexão parte de um viés feminista que coloca a atenção sobre as múltiplas opressões da sociedade capitalista. Mais informações através do Instagram.

Em Sobre minha filha a protagonista, uma cuidadora de idosos, é uma mulher exemplar aos olhos da sociedade. Viúva de um casamento dentro dos padrões, criou a filha para seguir as tradições ― casar, formar uma família e desfrutar de uma casa própria e um bom salário ― e não perturbar seus planos de aposentadoria sem sobressaltos. Mas tudo sai do eixo quando Green se assume lésbica e, sem emprego fixo ou renda para pagar o aluguel, volta para a casa da mãe com a namorada.

 

Tags: CCECentro de Comunicação e Expressãoliteraturaprojeto Laboratório Feminista de Literatura AtualProjeto LolaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto Literar promove palestra on-line sobre Virginia Woolf nesta quarta

30/10/2023 13:44

O projeto de extensão Literar, grupo de estudos de Direito e Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), promove a palestra Virginia Woolf: uma apresentação. A atividade ocorre nesta quarta-feira, 1º de novembro, às 19h30, online pelo Google Meet. O evento é gratuito e não requer inscrição. A palestrante é a professora de Literatura Inglesa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Maria Aparecida de Oliveira.

Coordenado pela professora Luana Renostro Heinen, o Literar promove, neste semestre, uma série de debates sobre livros escrito por e sobre mulheres, em uma interseção entre literatura, direito e psicanálise.

Mais informações na página do Literar e pelo Instagram.

Tags: literaturaProjeto LiterarUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVirginia Woolf

Inscrições do processo seletivo para mestrado e doutorado na Pós em Literatura vão até 1º de outubro

15/09/2023 13:29

As inscrições para o Programa de Pós-Graduação em Literatura estão abertas de 18 de setembro a 1º de outubro. De acordo com o edital, são oferecidas 68 vagas, 41 de mestrado e 27 de doutorado. Caso haja inscritos, há vagas para ações afirmativas: 18 para pessoas negras, pelo menos uma vaga para pessoa indígena para cada nível, nove vagas para pessoas com deficiência, pessoas trans, refugiados e pessoas em vulnerabilidade socioeconômica, sendo assegurada pelo menos uma vaga para pessoa trans, independentemente do nível. 

As inscrições podem ser realizadas aqui

O processo seletivo será composto por três etapas: análise do projeto de pesquisa (caráter eliminatório e classificatório), com peso 4; análise do Currículo Lattes (prova de títulos, de caráter classificatório), com peso 2; arguição do projeto de pesquisa (caráter eliminatório e classificatório), com peso 4. As notas de todas as etapas do concurso serão atribuídas na escala de 0 a 10.

O resultado final será divulgado no dia 27 de novembro. Os selecionados poderão optar em iniciar o curso no primeiro ou no segundo semestre de 2024. A descrição dos princípios norteadores das Linhas de Pesquisa e a composição do corpo docente de cada uma delas estão disponíveis no site do curso.

Mais informações no edital.

Tags: doutoradoliteraturamestradoPrograma de Pós-Graduação em LiteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pós em Literatura e Colégio de Aplicação realizam aula inaugural com Alê Motta

11/08/2023 16:09

A escritora Alê Motta será a convidada da aula inaugural conjunta do Programa de Pós-Graduação em Literatura e do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no dia 24 de agosto, às 10h30, no auditório do Espaço Físico Integrado (EFI). Ela é autora de Velhos (editora Reformatório, 2020), leitura obrigatória do programa das disciplinas do Vestibular UFSC 2024. Após a fala da escritora, haverá uma conversa sobre a obra, mediada pelos professores George França (CA/CED) e Jorge Wolff (LLV/CCE). 

Os interessados em participar devem fazer sua inscrição entre os dias 10 e 23 de agosto, pelo link. O evento é voltado prioritariamente para os estudantes dos terceiros anos do Ensino Médio do Colégio de Aplicação e da Pós-Graduação em Literatura e aberto a servidores docentes e técnico-administrativos da UFSC e comunidade externa. As vagas são limitadas à capacidade do Auditório em que a atividade ocorrerá (180 lugares). As inscrições são gratuitas e a participação dá direito a certificado de duas horas.

Na seção “Por que ler as obras?” do programa das disciplinas do Vestibular UFSC 2024, assim é justificada a indicação do livro Velhos:

“Tendo estreado na ficção com Interrompidos (Reformatório, 2017), Alê Motta, na coletânea de contos Velhos, investe em dois elementos inovadores na literatura brasileira: a extensão dos contos e a temática abordada. Quanto ao primeiro aspecto, as narrativas que compõem o livro facilmente seriam classificadas como microcontos – uma categoria crítica ainda recente e bastante elástica, porque inclui histórias com extensão variando entre uma linha e duas páginas. Embora o termo seja relativamente novo, pode-se apontar uma certa ‘tradição microcontista’ constituída por experiências e projetos ficcionais como os de Oswald de Andrade, Elias José, Marina Colasanti, Dalton Trevisan, Rosa Amanda Strauz, João Gilberto Noll, Marcelino Freire, João Anzanello Carrascoza, dentre outros. O segundo aspecto que merece atenção é o trabalho com a temática da velhice, com corpos que costumam ser invisibilizados tanto na sociedade quanto na literatura – especialmente no papel de protagonistas. A concisão das narrativas de Alê Motta não impede um tratamento multifacetado acerca do envelhecer, com momentos perturbadores, divertidos e melancólicos. Estão ali presentes problematizações sobre o modo como as pessoas são postas à margem do mundo social com o passar do tempo, consideradas não mais funcionais ao capitalismo, segundo a expressão do preconceito etário. Os temas da deterioração da memória, de doenças incapacitantes, do medo da morte, da vida como jornada e das experiências acumuladas são pontos de destaque. Vale salientar que Velhos também ironiza estereótipos culturais do imaginário, por exemplo, o de que basta envelhecer para se tornar um velho sábio e bonzinho, pois há também a contraparte perversa e estúpida.”

Mais informações pelos e-mails franca.george@ufsc.br, jorge.wolff@ufsc.br e ppglit@contato.ufsc.br

Tags: Alê MottaliteraturamicrocontoPós em LiteraturaPrograma de Pós-Graduação em LiteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVelhos

Evento on-line discute temas ligados à língua, literatura e tradução

28/06/2023 13:26

O Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (Neclit) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o grupo Conectando Culturas (CNPq – Pró-Humanidades) realizam uma roda de conversa sobre questões relacionadas à língua, à literatura, à cultura e à tradução. O evento é on-line e ocorre nesta quinta-feira, 29 de junho, às 18h30, pelo canal do Neclit no Youtube

Esse é o primeiro encontro do ciclo Conversas do Conectando. O objetivo é democratizar a cultura e incentivar o acesso à literatura e a discussões sobre língua e ensino, com uma maior interação entre universidade e sociedade. 

Mais informações no site do Neclit.

Tags: Conectando CulturaslíngualiteraturaliveNúcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura ItalianatraduçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Professores da UFSC lançam coletânea do poeta Luiz Delfino

29/05/2023 16:22

O livro Canção do Parnaso, coletânea de sonetos de Luiz Delfino (1834-1910), será lançado nesta terça-feira, 30 de maio, das 18h às 20h, no espaço Delfino 146, localizado na rua Luiz Delfino, nº 146, no Centro de Florianópolis. A obra foi organizada pela professora Zilma Gesser Nunes e publicada pela Editora Caminho de Dentro, do poeta catarinense Alcides Buss. Ambos atuaram como docentes no Departamento de Língua e Literatura Vernáculas (DLLV) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O evento é gratuito e não requer inscrições.

A professora Luciana Rassier, do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras (DLLE), é responsável pelo texto de apresentação da obra, no qual destaca a rede intertextual de alusões e dedicatórias dos poemas selecionados, indicando o percurso de Delfino como leitor. Rassier ainda ressalta que a edição resgata parte importante do patrimônio imaterial catarinense e brasileiro, trazendo sonetos contemporâneos e clássicos aos leitores do século XXI.

O poeta Luiz Delfino, que também era médico, ensaísta, membro da Academia Catarinense de Letras (ACL) e tradutor de poetas como Charles Baudelaire, Victor Hugo, Lord Byron, Heinrich Heine e Petrarca, escreveu cerca de 1.200 sonetos. Sua produção e trajetória são abordados no texto de introdução da obra, proposto por Zilma Nunes.

Tags: lançamento de livroliteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

“A Literatura Catarinense vive um grande boom”, diz ‘imortal’ catarinense que faz palestra na UFSC

24/05/2023 19:45

Durante cerimônia de posse da ABL. Foto: Divulgação.

Em um mundo cercado pelo imediatismo das redes sociais, o espaço e o tempo manipulados por um romancista são as ferramentas para revelar o real, sem preconceitos ou clichês. Essa é a forma como o professor Godofredo de Oliveira Neto, único catarinense membro ativo da Academia Brasileira de Letras (ABL), explica a vantagem dos livros frente a outras formas de expressão. Natural de Blumenau, o professor ocupa uma cadeira na ABL desde junho de 2022, representando Santa Catarina no seleto grupo de ‘imortais’ – que conta hoje com nomes como Gilberto Gil, Fernanda Montenegro, Paulo Coelho, Ruy Castro e Fernando Henrique Cardoso.

O professor ministra, nesta quinta-feira, 25 de maio, a conferência O livro como testemunho da história, a partir das 19h, no Auditório da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. O evento, aberto ao público, é promovido pela reitoria e pela Editora da UFSC. Além da conferência, o professor Godofredo ministra palestra durante o lançamento do livro Guerra do Contestado Ilustrada, na Igrejinha da UFSC, nesta sexta-feira, a partir das 18h.

Por e-mail, o professor Godofredo – também membro da Academia Catarinense de Letras (ACL) – respondeu a algumas perguntas da Agência de Comunicação (Agecom) da UFSC:

Qual testemunho da história um livro ainda pode trazer que outros meios, como mídias sociais, não contemplam?
(mais…)

Tags: conferênciaEditora da UFSCEdUFSCliteraturaliteratura catarinenseUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Clube de Leitura da Apufsc recebe autor catarinense em lançamento de livro

22/05/2023 07:46

O autor catarinense Marcelo Labes lança seu novo livro, deus não dirige o destino dos povos, no Clube de Leitura da Apufsc-Sindical no mês de maio. O encontro, que será seguido de uma conversa, ocorre na sede do sindicato no campus da UFSC em Florianópolis, na quarta-feira, 24 de maio, às 18h. O escritor foi vencedor dos prêmios Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional em 2021 e São Paulo de Literatura em 2020.

No novo romance de Labes, lançado por meio de uma campanha de financiamento coletivo, é possível conhecer Tomás, um jornalista que se depara com uma caixa na frente da porta de seu apartamento. Ao abri-la, é enviado para uma história que lhe pertence e que ele ignora: dos campos de batalha da Segunda Guerra à perseguição dos “comunistas de Blumenau”, quando do golpe de 1964, e daí à gigantesca greve operária ocorrida naquela cidade em 1989.

O Clube de Leitura da Apufsc é uma iniciativa da Diretoria do sindicato e tem o objetivo de reunir professoras e professores, da ativa e aposentados, estudantes e pessoas interessadas em literatura, para dialogar sobre obras literárias contemporâneas.

 

Tags: Apufscclube de leituraliteratura

Nova edição da revista Qorpus aborda ética aplicada à literatura e à escrita

27/04/2023 15:27

Está no ar mais uma edição da revista Qorpus, desta vez trazendo discussões sobre a ética aplicada à leitura e à escrita, além de englobar temáticas sobre tradução e criatividade. Neste número, os leitores podem conferir textos de viajantes que percorreram a Floresta Amazônica, reflexões éticas inerentes ao ofício de escrever e ler e debates sobre a etnopoética, técnica que, no século passado, propôs um método inovador para coletar e traduzir textos ameríndios.

A Qorpus é uma revista digital vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGET/UFSC). O periódico publica três edições regulares anuais. Seu principal objetivo é divulgar trabalhos acadêmicos nas áreas de Estudos da Tradução, Literatura, Dramaturgia e Artes. Para mais informações, acesse a página da Qorpus.

 

Tags: EtnopoéticaFloresta AmazônicaliteraturaRevista QorpustraduçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Clube de Leitura da Apufsc-Sindical estreia com a presença de autora premiada

14/04/2023 15:03

A Apufsc-Sindical dá início neste mês de abril ao seu Clube de Leitura. A iniciativa do vice-presidente, Adriano Duarte, e da coordenadora de Comunicação, Stefani Ceolla, tem o objetivo de reunir pessoas interessadas em dialogar sobre obras literárias contemporâneas. A primeira edição será realizada nesta terça-feira, 18 de abril, às 18h30, na sede da Apufsc, no Campus de Florianópolis. O evento contará com a presença da escritora Taiane Santi Martins, que foi aluna UFSC e lançou no ano passado seu romance de estreia, Mikaia, livro vencedor do Prêmio Sesc de Literatura de 2022.

Taiane nasceu em Vacaria, no Rio Grande do Sul, em 1988. É doutora em Escrita Criativa pela PUC-RS, formada em História pela Udesc e em Letras pela UFSC. Tem poemas e contos em coletâneas e revistas. É editora da Travessa em Três Tempos, revista literária que fundou em 2010. Mikaia foi parcialmente escrito na Ilha de Moçambique, onde residiu.

O livro conta a história de uma dançarina de balé que sofre uma amnésia repentina, e trata de três gerações de mulheres que viveram e fugiram da guerra civil moçambicana. Narrado por múltiplas vozes, o livro joga com as diferentes maneiras de se lidar com um passado traumático. A obra transita por temas como o corpo, a dança, a violência contra a mulher, a guerra, a construção da memória e a identidade cultural, além de discutir o olhar do Brasil sobre a cultura moçambicana.

No texto de orelha do livro, Luciany Aparecida e Itamar Vieira Junior – autor do premiado Torto Arado – escrevem: “Ao trazer como protagonistas mulheres negras que desejamos amar e escutar, o romance recria na dimensão literária histórias que nos foram tiradas por tempos de brutal invisibilidade. Se à primeira leitura Mikaia parece apresentar uma história sobre silenciamentos, ao final se entende que este é um romance de fala e, portanto, uma história que deve ser ouvida. Que possamos parar e escutar Mikaia, sentir com o corpo e o coração seus movimentos de esperança.”

Os encontros do Clube de Leitura da Apufsc serão realizados mensalmente e mediados por Stefani Ceolla, jornalista, estudante de Letras – Língua Portuguesa e Literaturas na UFSC e uma das idealizadoras do Posfácio Podcast.

 

Texto da Imprensa Apufsc

Tags: Apufsc-SindicalClube de Leitura Apufsc-SindicalliteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pós-Graduação em Literatura realiza curso sobre poesia feminina contemporânea

05/04/2023 13:58

O Programa de Pós-Graduação em Literatura (PPGLIT) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove o curso Poesia feminina na Itália contemporânea, com a professora Erica Aparecida Salatini Maffia. A atividade vai de 12 de abril a 10 de maio, com encontros todas as quartas-feiras, das 15h30 às 17h30, na sala 431 do bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE), no Campus Universitário Trindade, em Florianópolis. As inscrições são realizadas pelo formulário.

O curso busca apresentar um olhar crítico e teórico sobre a produção poética feminina italiana do século XX, propondo um estudo sistemático das relações entre poesia, corpo histórico e resistência, bem como das formas de inquietude, de ruptura com o passado e de transformação na obra de escritoras como Amelia Rosselli, Alda Merini, Patrizia Cavalli, Antonella Anneda e Patrizia Valduga, entre outras. A discussão envolverá a participação delas no cenário cultural e na realidade política, histórica e social da Itália contemporânea. O curso pretende também dialogar com a produção de poetas brasileiras, como Ana Cristina César, Adélia Prado, Hilda Hist e Ana Martins Marques, discutindo semelhanças e diferenças, confrontando culturas e pensando a poesia feminina da contemporaneidade. Os participantes terão direito a certificado de 10 horas.

Mais informações em neclit.ufsc.br

Tags: literaturapoesiapoesia italianaPrograma de Pós-Graduação em LiteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pós-Graduação em Literatura promove aula inaugural com escritor argentino Carlos Ríos

13/03/2023 13:00

O Programa de Pós-Graduação em Literatura (PPGLIT) e o Núcleo Juan Carlos Onetti de Estudos Literários Latino-americanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promovem a aula inaugural Un candado en la boca, com o escritor e editor argentino Carlos Ríos. O evento será em espanhol e ocorre nesta quinta-feira, 16 de março, às 14h, no Auditório Henrique Fontes do Centro de Comunicação Expressão (CCE), bloco B, térreo, no Campus Universitário Trindade, em Florianópolis. Na sequência, o escritor irá lançar seu livro Caderno de Prypiat, com apresentação de um dos tradutores, Joca Wolff, na Sala Drummond, CCE, bloco B, térreo. Os participantes terão direito a certificado. 

O objetivo da conferência é estimular as relações entre diferentes países da América Latina e discutir temas fundamentais de seu contexto social, cultural e político. Além disso, promove a relação entre arte e sociedade, com reflexos nas esferas pedagógicas e de pesquisa, à medida que o trabalho literário e cultural de Carlos Ríos coloca os âmbitos artísticos e sociais em tensão e em conexão.

Carlos Ríos nasceu em Santa Teresita, estado de Buenos Aires. É escritor, editor e professor de História da Arte pela Universidade Nacional de La Plata (UNLP). Atualmente coordena a editora Oficina Perambulante, é membro do conselho editorial da revista Bazar Americano e criador, com Marjolaine David e Francisco Pourtalé, da Unidad Básica de Experimentación Editorial. Há mais de uma década coordena oficinas de leitura, escrita e produção editorial em prisões argentinas e diversos espaços culturais. No ano de 2005, foi declarado visitante distinguido pelo Ayuntamiento de Huejotzingo (México). Publicou mais de vinte livros, entre os quais os romances Manigua, El artista sanitario, Cuaderno de Pripyat, Cielo ácido, Hikikomori argentino e Falsa familia, o ensaio Ecosistema de los libros cartoneros e os livros de poemas Un shock póstumo, La recepción de una forma e Perder la cabeza. Parte de sua obra integra catálogos da França, Espanha, Brasil, Chile, Uruguai e México.

Tags: literaturaNúcleo Juan Carlos Onetti de Estudos Literários Latino-AmericanosPrograma de Pós-Graduação em LiteraturaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudante surda da UFSC assume cadeira na Academia de Letras de Biguaçu

18/11/2022 15:01

Foto: Arquivo Pessoal

Escritora e estudante do curso de Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Amanda Arruda se torna a primeira surda nomeada imortal da Academia de Letras de Biguaçu, em evento que ocorre na segunda-feira, 21 de novembro, as 19h, no Salão da Igreja Matriz de Biguaçu. A pedido da autora, a cerimônia contará com uma equipe de intérpretes de Libras, e o evento também marca o lançamento da Antologia 2022 da Academia de Letras e a posse de dois novos acadêmicos. A escritora também irá discursar em homenagem ao Patrono Nereu Ramos e declamará uma poesia em Libras em ode às mulheres, aos jovens e aos surdos.

Aos 21 anos, Amanda, que é escritora, romancista, poetisa e contista, possui três livros publicados: A Heroína Que Virou Lenda (2017), romance sobre uma menina assassinada na Terceira Guerra Mundial após protestar em campo de batalha por um mundo de mais livros e menos guerras, e também as obras As Chantagens de Monalisa (2020) e O Badalar do Sino (2021). A escritora convida a todos para comparecer ao evento de sua posse.

Amanda conta que havia se inscrito no edital lançado pela Academia de Letras de Biguaçu no fim do ano passado e que o resultado demorou alguns meses para sair. “Eu estava no expediente do estágio e fui avisada pelo Whatsapp por meio de uma mensagem do vice-presidente da Academia”, comenta. “No momento da notícia, eu fiquei extremamente feliz e já fui contar para a minha mãe, meu pai, namorado, familiares próximos e afins”, completa.

Foto: Arquivo Pessoal

Ela conta que seu processo de alfabetização se iniciou muito cedo e que sua mãe, que era dona de casa, tinha o costume de ler e contar histórias para ela ao longo do dia. “Desde cedo peguei gostinho pela leitura, e isso só foi crescendo”, lembra Amanda, que afirma que já sabia que queria ser escritora desde pequena. “Creio que a juventude precisa muito da literatura, a fim de incentivar a sua própria criatividade, inventividade e pensamento crítico, assim como a literatura também precisa da juventude: essa vitalidade, essa determinação, a vontade de fazer acontecer e trabalhar duro. Eu acredito que quando a gente une literatura e a juventude, essa junção se torna muito promissora”, diz a jovem escritora que está prestes a receber um cadeira na Academia de Letras de Biguaçu.

A autora ainda ressalta a importância da presença da comunidade surda e dos intérpretes de Libras: “É necessário esse rompimento da barreira comunicativa para a inclusão dos surdos. É a primeira vez em 26 anos que os surdos poderão participar de um evento aberto da Academia após a derrubada da barreira linguística. Por isso, convido a todos os surdos para comparecerem e se juntarem a nós nessa noite de prestígio e poesia”.

Mais informações no Instagram da escritora.

 

Matheus Alves/estagiário de Jornalismo da Agecom/UFSC

Tags: Academia de LetrasAcademia de Letras BiguaçualunaCurto de DireitoEscritoraEstadanteHonrarialiteraturaUFSC

Livro na Praça apresenta ‘Os milagres do cão Jerônimo’

13/10/2022 14:00

O Livro na Praça desta semana ocorre na sexta-feira, 14 de outubro, às 18h, na Igrejinha da UFSC. O livro da edição é Os milagres do cão Jerônimo, de Péricles Prade. O evento promove um encontro do público com o autor, e terá apresentação musical dos violinistas Duo Titton/Twitchell.

O livro foi lançado em 1971 e fez parte da lista de leitura para o vestibular da UFSC em 2020. São 15 contos que estão dentro de uma ótica cronológica e temática, de caráter surrealista.

“Um livro espicaçante. Os contos que o constituem situam-se, a meu ver, num ponto arbitrário do espaço-tempo, descrevendo elipses perturbadoras que põem em xeque a atenção normal do leitor, desafiando-o. Péricles Prade, acredito, entre os contistas atuais, cria o seu modern fairy tales e o faz invejavelmente, com alta dose de originalidade.” (Cassiano Ricardo)

“Péricles Prade é um escritor singular na literatura brasileira, sem que ninguém se lhe assemelhe quanto à elaboração de seus escritos, em prosa ou em verso. Que seus textos são fantásticos, não há nenhuma dúvida, mas inteiramente diferentes de outros transgressores do real em nossas letras.” (Almeida Fischer)
(mais…)

Tags: Editora da UFSCEdUFSCliteraturaLivro na PraçasurrealismoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Os Mortos de Abril: pequeno diário higiênico’ é a obra apresentada na nova edição do projeto Livro na Praça

06/10/2022 10:31

A próxima edição do projeto Livro na Praça ocorre na sexta-feira, 7 de outubro, às 18h, e apresenta o livro Os Mortos de Abril: pequeno diário higiênico, com Amilcar Neves, e apresentação musical de Roberto Carlos Alves. O evento é, novamente, sediado na Igrejinha da UFSC, com o objetivo de promover um encontro do escritor com o leitor.

Redigido à mão, entre 21 de abril de 2016 a 20 de abril de 2017, o pequeno diário narra mais do que a passagem de um ano na vida da personagem principal. Toda uma vida, que particulariza um tempo histórico, está inserida nessa trajetória. Passado, presente e futuro são expressos nos pequenos pedaços de papel disponíveis. A obra é apresentada em um formato de diário, no qual cada jornada é relatada em poucas palavras, por vezes um parágrafo, que exprime aquelas horas de um dia ou outro.

Vencedor do II Concurso Salim Miguel 2016-2017, promovido pela Editora da UFSC (EdUFSC), o pequeno grande texto de Amilcar Neves é um convite à reflexão sobre a vida e a morte no Brasil contemporâneo. Inovador na forma e instigante em seu atual tema, o premiado livro agora está disponível na livraria da Edufsc para vendas on-line.

>Programação do projeto Livro na Praça

OUTUBRO | Literatura em Santa Catarina

Dia 7 – Os mortos de abril – pequeno diário higiênico
Autor: Amilcar Neves

Dia 14 – Os milagres do cão Jerônimo
Autor: Péricles Prade

Dia 21 – Ao que minha vida veio
Autor: Alckmar dos Santos

Dia 28 – Não haverá evento – Dia do servidor público

NOVEMBRO | História do Brasil

Dia 4 – Literatura e Política no Estado Novo
Autor: Adriano Luiz Duarte

Dia 11 – As duas faces da moeda – as contribuições de JK e Gilberto Freyre ao colonialismo português
Autor: Waldir José Rampinelli

Dia 18 – A batalha de papel: a charge como arma na guerra contra o Paraguai
Autor: Mauro César Silveira
Expositor: Luiz Felipe Zimmermann

Dia 25 – Uma ilusão de desenvolvimento – nacionalismo e dominação burguesa nos anos JK
Autor: Lúcio Flávio de Almeida
Expositor: Nildo Ouriques

DEZEMBRO | Jornalismo Alternativo

Dia 2 – Líricas: a palavra amorosa do cotidiano

Autora: jornalista Elaine Tavares

Dia 9 – A rebelião do vivido no jornalismo independente de Florianópolis

Organizadora: Miriam Santini de Abreu

Expositora: jornalista Paula Guimarães

Dia 16 – Falsa compreensão do que seja mídia independente

Expositora: jornalista Rosângela Bion de Assis

Tags: autoreventoIgrejinha da UFSCliteraturalivroLivro na Praça

UFSC promove seminário de literatura infantil e juvenil

30/09/2022 14:58

O Grupo de Pesquisa em Literatura Infantil e Juvenil e Práticas de Mediação Literária (Literalise) e o Grupo de Estudos e Pesquisas Infância, Literatura e Educação (Gepiled) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promovem nas próximas segunda e terça-feira, 3 e 4 de outubro, o VI Seminário internacional de literatura infantil e juvenil e práticas de mediação literária (VI Selipram): mediação da leitura como arte dos (re)encontros.

O evento reunirá, nos auditórios da Reitoria e do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), pesquisadores envolvidos com o estudo da leitura, das práticas educativas construídas em diálogo com a literatura infantil e juvenil e da formação do leitor literário.

Serão apresentadas algumas ações desenvolvidas pelo projeto na mesa-redonda Mediação de literatura e pequena infância. Também ocorrerá a segunda edição dos Trajetos Literários, que convidam a comunidade a ampliar seus repertórios de literatura produzida para a infância em Santa Catarina. Alguns dos autores das histórias selecionadas para exposição realizarão a apresentação das mesmas em frente ao auditório do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI). Para conhecer a programação e para mais informações, acesse o site do evento ou entre em contato com a organização pelo e-mail literatura.ndi@contato.ufsc.br.

O evento conta com o apoio institucional do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização e Ensino da Língua Portuguesa (Nepalp), da Secretaria de Cultura, Arte e Esporte (Secarte/UFSC) e da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis (PMF).

Serviço

O quê: VI Seminário internacional de literatura infantil e juvenil e práticas de mediação literária (VI Selipram): mediação da leitura como arte dos (re)encontros
Quando: 3 e 4 de outubro
Onde: auditórios da Reitoria e do CFH – UFSC –  campus Trindade – Florianópolis – SC
Inscrições para ouvintes: even3.com.br/6selipram
Informações: literatura.ndi@contato.ufsc.br

 

 

Tags: GepiledLiteraliseliteraturaliteratura infantil e juvenilPrograma de Pós-Graduação em Literaturaseminário de literatura infantil e juvenilUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Seminário Memórias do Corpo abre inscrições para propostas de comunicação

31/08/2022 16:39

O Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura abre inscrições de propostas de comunicação para o III Seminário Memórias do Corpo, a ser realizado entre 28 a 30 de novembro na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A submissão das propostas pode ser feita de 30 de agosto a 30 de setembro, por formulário online na página do evento.

O seminário é realizado em parceria com o Departamento de Arte e o Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras, e deverá ocorrer no Auditório Henrique Fontes, Sala Hassis e Sala Drummond do Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão, em Florianópolis. O tema desta edição é de corpos em movimento.

A ideia de deslocamentos, selecionada para constituir a temática central desta edição, compreende diversas áreas de pesquisa, reforçando uma perspectiva multi e interdisciplinar do evento, com força poética e política na literatura, nas artes visuais, na comunicação e no cinema. 

Poderão apresentar trabalho sob a forma de comunicação oral professores e estudantes de pós-graduação, doutores, mestres, graduados, pesquisadores independentes e estudantes pesquisadores de Iniciação Científica (obrigatoriamente em coautoria com o orientador). Após o término das inscrições, a comissão organizadora designará a comissão científica para realizar a avaliação dos trabalhos, a qual considerará a consistência das propostas recebidas, sua relevância, aderência aos eixos temáticos e, posteriormente, organizará as sessões de apresentação.

Tags: CCEcomunicaçãodiásporaliteraturamigraçãoMigranteseminário

Últimos dias para inscrições em cursos de latim, grego e literaturas africanas

16/08/2022 17:37

Segue até o próximo domingo, 21 de agosto, o prazo para inscrições nos cursos de Introdução ao grego antigo, Literaturas africanas em língua portuguesa, Latim Básico e Latim Avançado. Abertas a todo o público, as aulas fazem parte do programa DLLV Comunidade, organizado pelo Departamento de Língua e Literatura Vernáculas (DLLV) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Os cursos serão oferecidos nas modalidades presencial e a distância, sendo que a modalidade presencial será convertida para remota caso o número de inscritos seja insuficiente para completar uma turma. Confira os dias, turnos, carga horária e número de vagas de cada atividade:

  • Introdução ao grego antigo (40 horas, com um encontro síncrono semanal às terças-feiras à noite, 20 vagas)
  • Latim básico (60 horas, com um encontro síncrono semanal às segundas-feiras à noite, 20 vagas)
  • Latim avançado (60 horas, com um encontro síncrono semanal às quartas-feiras à noite, 20 vagas)
  • Literaturas africanas em língua portuguesa: repertório de leitura (60 horas, com um encontro síncrono semanal às terças-feiras à noite, 20 vagas)

As atividades ocorrem de 29 de agosto a 23 de dezembro, e os estudantes terão direito a certificado. Para participar, é necessário preencher o formulário de inscrições e pagar uma parcela única, nos seguintes valores conforme a categoria do cursista:

  • Estudantes universitários de qualquer instituição, alunos do Colégio Aplicação da UFSC e servidores da UFSC: R$ 250
  • Servidores públicos de outras instituições: R$ 300 
  • Comunidade em geral: R$ 400 

Mais informações no site dllvcomunidade.paginas.ufsc.br, no Instagram ou pelo telefone 48 3721-3751.

Tags: curso de extensãocursos extracurriculares de línguasDLLVDLLV ComunidadeGregolatimliteraturaliteraturas africanas em língua portuguesaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudantes do Colégio de Aplicação expõem trabalhos inspirados em obra de Mário de Andrade

04/07/2022 16:09

O Espaço Estético do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sedia, de 5 a 15 de julho, a exposição Pauliceia desvairada no CA, com textos e imagens produzido pelas turmas do terceiro ano do Ensino Médio. A mostra decorre do trabalho dos estágios curriculares da graduação em Letras – Português com a leitura de Pauliceia desvairada, coleção de poemas de Mário de Andrade indicada como leitura obrigatória para o vestibular UFSC 2023.

Em diferentes abordagens, os estudantes do CA estudaram sobre o livro, sobre Mário de Andrade e o Modernismo brasileiro. Cada turma, de sua forma, deu sentido a essa experiência e produziu textos distintos. No 3A, a tônica foi a das ficções, e Mário de Andrade se metamorfoseia em personagem de várias narrativas, pulverizando seus “trezentos-e-cinquenta” eus pelo tempo e pelo espaço, transformando-se até mesmo em Youtuber e em personagem de sonho. 

Já no 3B, a turma produziu um jornal literário, em que Mário é entrevistado e biografado, Pauliceia é recriada visualmente e aparece, inclusive, uma receita. No 3C, reescrituras de alguns dos poemas da Pauliceia foram feitas na forma de paródias ou outras retextualizações. Por fim, no 3D, a tônica foram os manifestos, e os estudantes escreveram sobre as questões que mais os angustiam no momento presente. 

Num segundo momento, com o professor da turma, buscou-se recriar visualmente os poemas da Pauliceia que não haviam sido trabalhados antes. Dessa forma, a leitura de um texto pelo estudante foi sucedida de uma interpretação visual, ou seja, uma transcriação na forma de imagem. São apresentadas, ainda, reproduções de telas produzidas por artistas de vanguarda, brasileiros ou estrangeiros. 

A exposição é organizada pelos professores George França, do CA, e Isabela Melim Borges, do Departamento de Metodologia de Ensino, e pelos estudantes de Letras Bianca Maia Mello da Silva, Camila de Andrade, Raquel Ferreira da Rosa Oliveira, Juliana Maggio, Leandro Scarabelot, Gislene Aparecida Souza, Jéssica Simas Ivakovski, Maiara Casal Mendes e Thais Piloto da Silva.

Tags: Colégio de AplicaçãoLetras PortuguêsliteraturaPaulicéia DesvairadaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Evento reúne escritores da UFSC premiados pelo Jabuti em 2021

21/06/2022 10:56
O professor da UFSC, Daniel Martineschen, do curso de Letras Alemão, e a doutoranda  Monique Malcher de Carvalho, do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH), participam, na próxima segunda-feira, 27 de junho, do evento Jabutis da UFSC, que destaca os prêmios literários recebido por ambos em 2021. O evento será realizado no  Auditório Henrique Fontes, do Centro de Comunicação e Expressão, às 18h30. A mediação é das professoras Telma Scherer e Eleonora Frenkel Barreto. Haverá sessão de autógrafos, com uso de máscara obrigatório.

O livro Divã ocidento-oriental (editora Estação Liberdade, 460 p.), de Johann Wolfgang Goethe, traduzido por Daniel Martineschen, foi vencedor no na categoria Tradução. A obra foi publicada em março de 2020 como resultado do doutorado do professor. A tese, intitulada O lugar da tradução no West-östlicher Divan de Goethe, foi defendida em 2016 no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGLetras) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e trata de questões de tradução na poetologia do Divã.

Já Monique Malcher de Carvalho ganhou o prêmio com a obra Flor de Gume (editora Jandaíra, 112 p.), livro de estreia da autora paraense, contemplado na categoria Conto. O livro é composto por 37 contos que abordam a vida de mulheres de diferentes gerações, tendo como cenário paisagens de Santarém – cidade natal da autora. “Uma obra mística, que chama entidades e ancestralidades. Contos desenhados em cartas de taró, estética literária que roda junto com as saias. Uma riqueza de referências”, como descreveu Jarid Arraes, escritora e editora de Flor de Gume pelo selo Ferina, na apresentação da obra.

Tags: Daniel MartineschenJabuti 2021literaturaMonique Malcher de CarvalhoPrêmio Jabuti

Quarta edição do ‘Festival Pipa’ de literatura ocorre em Florianópolis

20/06/2022 10:05

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é um dos locais de realização do Festival Pela Ilha Palavra Amplificada (Festival Pipa) de literatura, que ocorre entre os dias 21 e 25 de junho, em Florianópolis. As atividades são realizadas na ilha e no continente, em 6 espaços, em 4 bairros e 3 regiões da cidade: além da UFSC, no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Espaço Manifesto Cultural, Centro Cultural Escrava Anastácia, Cervejaria Sambaqui e Instituto Arco-Íris de Direitos Humanos.

O festival é gratuito e tem a proposta de ser um evento descentralizado, plural e aberto à comunidade, oferecendo oficinas, mesas de debate, sarau, lançamento de livros, performances poéticas, shows de música e circulação de artistas em espaços acessíveis e que atendem a parcela da população em vulnerabilidade social.

A premissa do festival é atingir diferentes públicos: jovens (a partir de 15 anos), adultos e idosos de diferentes gêneros, origens étnico-raciais, nacionalidades, profissões e classes sociais. Alcançando tanto o leitor assíduo, o público que está iniciando o contato com a literatura, e também aquele que ainda não está próximo à produção literária, seja por falta de oportunidade, seja por não se identificar com um dado tipo de literatura.

O evento propõe estimular o diálogo entre os escritores e escritoras do Estado e em outras localidades do País, desmistificando a ideia em torno da literatura como algo exclusivo do espaço acadêmico. Assim, possibilitando aos artistas falarem sobre seus trabalhos para o público acadêmico e o público leitor; ao mesmo tempo, gera a possibilidade de os artistas também circularem em espaços que atendam a população em estado de vulnerabilidade social.

Programação do Evento

(mais…)

Tags: culturaeventoFestival PipaliteraturaLivrosoficinassarauUFSC

Nota de pesar: falece o professor aposentado José Curi

06/05/2022 11:14

Professor José Curi (Foto ACL/Divulgação)

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) lamenta o falecimento do professor aposentado José Curi, ocorrido no dia 29 de abril, em Florianópolis, aos 90 anos. José Curi foi professor da UFSC de 1962 a 1986, quando se aposentou. Ele lecionava Filologia Românica no Departamento de Letras e Literatura Vernáculas (DLLV) do Centro de Comunicação e Expressão. Era formado em Letras Neolatinas (bacharelado e licenciatura) e em Filosofia (bacharelado), pós-graduado em Linguística, doutor em Letras e Livre Docente em Linguística.

Desde abril de 1968 José Curi ocupava a Cadeira 18 da Academia Catarinense de Letras. A Academia emitiu uma nota de falecimento destacando que o professor “deixa um excepcional legado de excelentes serviços prestados no magistério superior de Santa Catarina, na formação de novas gerações nas últimas décadas e de uma rica contribuição à literatura estadual e nacional”.

O professor Celestino Sachet, colega do professor Curi na Academia Catarinense de Letras, prestou uma homenagem ao amigo e confrade. “José Curi cultivou seu compromisso estético-literário com o sorriso estampado nos lábios, tonando agradável seu trabalho não só de divulgar a cultura das letras catarinenses, mas e principalmente torná-la fraterna pelo maior número de cultivadores da saborosa atividade”, escreveu Sachet.

Além da Academia Catarinense de Letras, o professor José Curi pertencia à Academia Catarinense de Filosofia e ao Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina. Era académicien correspondant da Academia Belles-Lettres, Sciences et Arts de La Rochelle, França. Poliglota, falava e escrevia em várias línguas.

Natural de Rio dos Cedros, o professor José Curi escreveu várias obras ligadas à cultura italiana (Raconti de Rio Cedro (1984); Resta Quà Con Noaltri (1987); Da Terra da Cucanha (2007); El Talian – A Língua dos Imigrantes Italianos de Santa Catarina (2009); Curso de Italiano para Brasileiros (didático – 4ª. Edição, 2001). A Câmara Municipal de Rio dos Cedros emitiu um ofício de pesar pela morte do professor.

Em luto, a comunidade universitária presta solidariedade à família, colegas e amigos do professor José Curi.

(com informações da Academia Catarinense de Letras e do Circolo Trentino de Rio dos Cedros)

Tags: CCEDLLVJosé CuriletrasliteraturaNota de pesarprofessorUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Eventos celebram a Semana da Língua Portuguesa

02/05/2022 14:42

O Literalise, grupo de pesquisa em Literatura Infantil e Juvenil e Práticas de Mediação Literária da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é coorganizador de duas atividades comemorativas da Semana da Língua Portuguesa, celebrada de 2 a 6 de maio.

Nesta quarta-feira, 4 de maio, às 11h, a mesa Crianças leitoras, crianças escritoras contará com Cremilda de Lima (Angola) e Carlos Seabra (Brasil/Portugal), como oradores, e Eliane Debus, professora dos programas de Pós-Graduação em Educação e em Estudos da Tradução da UFSC, como moderadora. O evento será transmitido pelo canal da Frente Cultural da Língua Portuguesa no Youtube.

Já na sexta-feira, dia 6, a Embaixada do Brasil no Panamá organiza um bate-papo sobre a literatura para infância em Moçambique, entre Eliane Debus e o escritor e professor Pedro Pereira Lopes. A atividade tem início às 16h e transmissão pelo canal do Centro Cultural Brasil-Panamá no Youtube.
(mais…)

Tags: LiteraliseliteraturaliveSemana da Língua PortuguesaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC na mídia: Ricardo Hoffmann toma posse na Academia Catarinense de Letras

19/04/2022 08:39

Ricardo Hoffmann trabalhou como técnico em assuntos educacionais na UFSC. Foto: Acervo pessoal

O escritor Ricardo Hoffmann toma posse nesta terça-feira, 19 de abril, como imortal da Academia Catarinense de Letras (ACL), em cerimônia a ser realizada no Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis.  Uma reportagem no caderno Cultura & Comportamento, do grupo NSC Total, publicada no último sábado, traz a biografia do criciumense que vai suceder Silveira de Souza na cadeira 33 da ACL. Além do mundo infantil e dos romances, a trajetória de Hoffmann se estendeu ainda a outros temas contemporâneos relacionados à sociologia do desenvolvimento e gestão universitária, área em que fez mestrado e na qual trabalhou como técnico em assuntos educacionais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O escritor nasceu em outubro de 1937 e passou a infância em Blumenau. “A mãe Maria Mathilde escrevia poesias. O pai dedicou-se à música e à pintura. Hoffmann chegou a concluir a graduação em Direito, mas seguiu o caminho dos pais. Ao lado da esposa Marilza, com quem foi casado por 50 anos, também transmitiu às filhas desde pequenas o gosto pela literatura, acompanhando-as nos primeiros passos da leitura de clássicos, como Lewis Carroll”, descreve a reportagem.

Seu romance de estreia, A Superficie (1967), foi considerado pela crítica nacional como um dos melhores do gênero e o catarinense conquistou projeção nacional. Na comemoração dos 80 anos de vida, Hoffmann presenteou os leitores com o lançamento de Casa da Matéria (2018), coletânea de 14 poesias da década de 1970 e selecionadas para o 1º Concurso de Poesia de Florianópolis, em 1977. Por todo o conjunto da obra, foi homenageado com o Prêmio da Academia Catarinense de Letras, em 2020.

> Confira a íntegra da matéria neste link.

 

Tags: Academia Catarinense de LetrasliteraturaRicardo HoffmannUFSCUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina