Simpósio discute o gótico na literatura, nas artes e na mídia

23/11/2018 18:23

Você conhece os escritores Anne Rice e Edgar Allan Poe? E as histórias de Drácula e Frankenstein? Ou quem sabe os filmes “A Rainha dos Condenados”, “Nosferatu” e a “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça”? Se reconhece qualquer um desses nomes, já teve contato com o gênero gótico, tema do evento promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Inglês (PPGI/UFSC) na última quarta-feira, 21 de novembro, no auditório do Centro de Comunicação e Expressão (CCE). Intitulado  “V Simpósio Gótico de Pós-Graduação: Literatura, Artes, Mídia“, o encontro reuniu pesquisadores para discutir diferentes teorias e métodos de pesquisa, com exemplos de filmes, romances e games para construir o significado de gótico. A atividade ocorreu das 9h às 19h30, com várias apresentações.
(mais…)

Tags: artesAuditório Henrique FontesCCEDepartamento de Língua e Literatura EstrangeirasGóticomídiaNúcleo de Estudos GóticosPós-LiteraturaUFSCV Simpósio Gótico de Pós-Graduação: LiteraturaVampiros

UFSC na mídia: Museu Nacional abrigava acervo de sambaquis do Sul de Santa Catarina

06/09/2018 10:13

O Museu Nacional, que queimou por cerca de seis horas, entre a noite de domingo (03) e a madrugada desta segunda-feira (04), no Rio de Janeiro, abrigava mais de 20 milhões de itens históricos do Brasil e de culturas estrangeiras como a coleção egípcia adquirida por Dom Pedro I. Além de ser a casa do fóssil humano mais antigo já encontrado no país, o Museu também hospedava história catarinense.

Museu Nacional, no Rio de Janeiro, foi tomado por um incêndio na noite deste domingo - Tânia Rego/Agência Brasil/Divulgação/ND

Museu Nacional, no Rio de Janeiro foi tomado por um incêndio na noite deste domingo. Foto: Tânia Rego/Agência Brasil/Divulgação/ND

De acordo com a arqueóloga Luciane Zanenga Scherer, do Museu de Arqueologia e Etnologia Oswaldo Rodrigues Cabral da Universidade Federal de Santa Catarina (MArquE/UFSC), a instituição abrigava o acervo Sambaqui de Cabeçuda oriundo de pesquisa do arqueólogo Luiz de Castro Faria. A descoberta dos esqueletos, fósseis e outros materiais ocorreu na década de 1960, em Laguna, no Sul do Estado.

Como na época não havia museu consolidado na região, o pesquisador decidiu levar os achados para o Rio de Janeiro, a fim de preservar a história contida no material encontrado.

“Não foi só esse (acervo) perdido, mas muito mais se foi. Não se sabe ainda se vai ser possível recuperar alguma coisa. Será preciso fazer uma escavação nos escombros. Mas o que estava na exposição queimou tudo”, lamentou Luciane.

A arqueóloga fez a pós-graduação e estava cursando o doutorado nas dependências do Museu Nacional, que é vinculado à UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

“Era uma tragédia anunciada, os órgãos públicos não estavam nem aí. Imagine os professores que tinham seus laboratórios lá, não é só pelo prédio, mas por tudo o que estava lá dentro. É muito triste que tantas outras instituições de patrimônio estejam nessa mesma situação, sendo negligenciadas pelo poder público”, criticou a professora.

Bombeiros controlaram incêndio no Museu Nacional por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira - Dhavid Normando/Futura Press/Folhapress

Bombeiros controlaram incêndio no Museu Nacional por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira. Foto: Dhavid Normando/Futura Press/Folhapress

Ao longo desta segunda-feira, as equipes dos bombeiros permaneceram no local fazendo trabalho de rescaldo. O Ministério da Cultura ventilou duas possibilidades para a causa do incêndio que ainda está sob investigação: queda de um balão no teto do edifício e curto-circuito em um laboratório. Profissionais que atuavam no espaço criticaram a falta de manutenção. Além disso, o trabalho dos bombeiros teria sido dificultado em função dos hidrantes do prédio estariam descarregados.

Fonte: Notícias do Dia, de 3/9/2018

 

Tags: Jornal Notícias do DialagunamídiaMuseu NacionalsambaquisSítio arqueológicoUFSC

Seminário da pós-graduação em Literatura recebe trabalhos até 15 de agosto

20/07/2016 12:54

Cartaz-LiteraturaO V Seminário dos alunos da pós-graduação em Literatura (PPGLit/UFSC) recebe submissões de resumos até 15 de agosto. O evento, com o tema “Mídia, mediação e estado de exceção”, será realizado entre os dias 27 e 29 de setembro, no Centro de Comunicação e Expressão (CCE). Estudantes de todas as áreas podem inscrever trabalhos. O seminário terá 14 sessões de comunicações, organizadas em eixos temáticos. Segundo os organizadores, o objetivo principal é promover a troca e discussão das pesquisas, sendo o tema central apenas uma provocação à qual os estudantes podem ou não responder diretamente.

​A proposta do evento é contemplar um debate sobre o estatuto político ambivalente dos meios massivos de mediação, sua configuração enquanto espetacularização e legitimação da violência urbana e ainda sua relação com noções como soberania e estado de exceção. Diversas vertentes de estudos das mediações socioculturais são convidadas a uma discussão comum. O seminário será uma oportunidade de estreitamento do diálogo entre a pós-graduação em Literatura e pesquisadores de demais áreas de conhecimento. O evento também é aberto a ouvintes, que não precisam fazer inscrição para participar.

Serviço

O queV Seminário dos alunos da pós-graduação em Literatura: Mídia, mediação e estado de exceção.

Onde: Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).

Quando: de 27 a 29 de setembro.

Submissões de trabalhos: até 15 de agosto.

A descrição do tema do evento está disponível aqui.

Mais informações no site do seminário ou pelo e-mail: 

Tags: literaturamídiaPPGLitSeminário dos alunos da pós-graduação em Literaturasubmissão de trabalhosUFSC

Programa ‘Jornalismo em Debate’ aborda cultura do estupro e representação da mulher na mídia

28/06/2016 08:51

A última edição deste semestre do programa Jornalismo em Debate, da Rádio Ponto UFSC, discute como a grande mídia cobriu os casos de estupro coletivo no Rio de Janeiro e no Piauí, observando também a repercussão do assédio do cantor MC Biel a uma jornalista do IG. Participam convidadas envolvidas na produção de um jornalismo feminista. O programa também traz reportagens especiais, incluindo entrevistas e análises de vários especialistas sobre o comportamento da mídia.

Intitulada Cultura do Estupro e Representação da Mulher na Mídia, esta edição já está disponível no MixCloud, assim como as anteriores que abordaram a cobertura midiática da crise política no país.

O Jornalismo em Debate contou com participação das debatedoras Cristina Scheibe Wolff, coordenadora do Laboratório de Estudos de Gênero e História, da Revista Estudos Feministas e organizadora do Fazendo Gênero; Gabriela Duarte, formada em Jornalismo pela UFSC e repórter de Comportamento da editoria de Estilo de Vida do Diário Catarinense; Paula Guimarães, formada em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), integrante da Frente Nacional pela Legalização do Aborto e idealizadora do Catarinas; Leila Haddad, graduanda no curso de Jornalismo da UFSC e integrante do Coletivo Jornalismo sem Machismo desde sua criação, em 2014.

O Jornalismo em Debate é um programa criado em 2011 pela Cátedra FENAJ/UFSC de Jornalismo para a Cidadania, uma parceria entre o Curso de Jornalismo da UFSC e a FENAJ. Sua proposta é discutir a atuação e cobertura da mídia e sua influência sobre acontecimentos de relevância nacional e internacional. Até 2013, fez parte da grade normal da Rádio Ponto, a webestação laboratório do Jornalismo da UFSC. Em 2016, voltou ao ar em edições especiais. É produzido pelos estudantes do Curso de graduação, em equipes formadas pelos bolsistas e voluntários da emissora.

Mais informações pelos telefones (48) 3721-9986/9898

 

 

Tags: feminismojornalismoJornalismo em DebatemachismomídiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Obras da EdUFSC ganham destaque na mídia nacional

22/09/2015 13:00

Duas obras da Editora da UFSC (EdUFSC) ganharam destaque em publicações de circulação nacional em setembro. Na revista Caros Amigos (edição 222, setembro/2015), o artigo Riverão vômito de Deus, de Gilberto Felisberto Vasconcellos, aborda o romance Riverão Sussuarana, de Glauber Rocha, publicado em 2012.

Na revista Cult (edição 205, setembro/2015), a reportagem de capa é dedicada à filósofa norte-americana Judith Butler e sua obra O Clamor de Antígona, lançada em 2014. O livro também é tema da entrevista Sem medo de fazer gênero: entrevista com a filósofa americana Judith Butlerpublicada na Folha de S. Paulo em 20 de setembro.

Este livro, originalmente publicado nos Estados Unidos há uma década e meia, é um marco na obra de Judith Butler. Nele, está desenvolvido um dos eixos centrais de sua reflexão teórica feminista: a tensão entre as regras - representadas pelas leis do Estado - e o desejo dos sujeitos, expresso e vivido através de práticas sociais inovadoras e transformadoras. Antígona, personagem que por muito tempo perdeu espaço para Édipo nas interpretações da obra de Sófocles, foi retomada por teóricas e militantes feministas contemporâneas como um exemplo da revolta das mulheres e da luta contra o Estado. Judith Butler aqui vai além das leituras tradicionais, a partir de um intenso diálogo com Hegel e Lacan.

Um marco na obra de Judith Butler, o livro desenvolve um dos eixos centrais de sua reflexão teórica feminista: a tensão entre as regras – representadas pelas leis do Estado – e o desejo dos sujeitos, expresso e vivido através de práticas sociais inovadoras e transformadoras. Antígona, personagem que por muito tempo perdeu espaço para Édipo nas interpretações da obra de Sófocles, foi retomada por teóricas e militantes feministas contemporâneas como um exemplo da revolta das mulheres e da luta contra o Estado. Judith Butler aqui vai além das leituras tradicionais, a partir de um intenso diálogo com Hegel e Lacan.

Com Glauber Rocha houve sempre um diálogo criativo, além do amor. Desenhei parte das ilustrações do livro "O Nascimento dos Deuses" (La nascita deglidei, ERI/Edizione RAI, 1981), realizei os figurinos de "A Idade da Terra", os cartazes dos filmes "Cabeças Cortadas" e "A Idade da Terra", além dos múltiplos desenhos, poemas, fotos e super-8 que fizemos em colaboração um com o outro, como é o caso desta capa. Aqui existem elementos criados também pelo próprio Glauber, como o desenho da figura central, esboço de linha contínua e fluida de um corpo feminino, anjo de asa quebrada. Riverão Sussuarana é o nosso Finnegans Wake, bem brasileiro, em que se reinventa uma escrita, um romance potente, belo, cheio de enigmas. Assim é um verdadeiro amor, cheio de possibilidades de vida, que transcende a história e fica perpetuado em imagem. (Paula Gaetan)

Com Glauber Rocha tive sempre um diálogo criativo, além do amor. Desenhei parte das ilustrações do livro “O Nascimento dos Deuses”, realizei os figurinos de “A Idade da Terra”, os cartazes dos filmes “Cabeças Cortadas” e “A Idade da Terra”, além dos desenhos, poemas, fotos e super-8 que fizemos em colaboração um com o outro, como é o caso desta capa. Riverão Sussuarana é o nosso Finnegans Wake, bem brasileiro, em que se reinventa uma escrita, um romance potente, belo, cheio de enigmas. Assim é um verdadeiro amor, cheio de possibilidades de vida, que transcende a história e perpetua em imagem. (Paula Gaetan)

Tags: Editora da UFSCEdUFSCGlauber RochaJudith ButlermídiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisador da UFSC lança livro sobre democratização da mídia

11/06/2014 09:49

A participação da sociedade civil no processo de democratização da comunicação está no centro dos debates do novo livro do professor Itamar Aguiar, do Departamento de Sociologia e Ciência Política da Universidade Federal de Santa Catarina. A obra 1ª Confecom: os interesses em jogo será lançada nesta quarta-feira, 11 de junho, às 14h, no SESC Cacupé, em Florianópolis, durante a abertura da plenária estadual da Federação dos Trabalhadores no Comércio do Estado de Santa Catarina (Fecesc).

Itamar Aguiar discute a importância histórica da primeira Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) para a consolidação da democracia no país, denuncia os interesses que movem a indústria midiática e aponta caminhos para a superação do modelo vigente.

Além de documentos, depoimentos e análises, o autor apresenta dados sobre os gastos com publicidade oficial pelos governos federal e dos estados de São Paulo e Santa Catarina, interpretando os interesses políticos e econômicos na distribuição das verbas aos veículos de comunicação. Revela-se, por exemplo, que, em Santa Catarina, os gastos com propaganda foram superiores aos investimentos em áreas sociais, e que, apesar do discurso da descentralização, a verba publicitária continuou concentrada nos grandes meios de comunicação.

Edição do autor, o livro é fruto de projeto de pesquisa aprovado pelo Departamento de Sociologia e Ciência Política em 2009.  “São três anos de pesquisa militante”, sublinha o autor, que defende políticas públicas para o setor.

Mais informações:

Professor Itamar Aguiar

Fone do autor: (48) 3721-9250 e 9172-4505

Moacir Loth / Jornalista da Agecom / UFSC
 

Claudio Borrelli / Revisor de Textos da Agecom / Diretoria-Geral de Comunicação/ UFSC

Tags: Confecommeios de comunicaçãomídiasociologiaUFSC

UFSC na mídia – Clipping: 18 de julho de 2012

18/07/2012 18:36
.

.

:: Confira o Clipping do dia 18 de julho clicando aqui.

Assuntos* que você encontrará no clipping de 18/07/2012:

– Leitura,  vestibular, Direito, Rio +20, Farc, Política Brasileira, Atualidades, Serviço Social, CSE,  Sociologia, Filosofia;
– G. K. Chesterton,  Engenharia de Controle e Automação, Karine de Oliveira Souza;
– Hospital Universitário, Centro de Pesquisa Clínica HPV;
– Cinco olhares sobre a cultura açoriana, Plínio Verani, Elias Andrade, Soli, Hassis, Neri Andrade, Núcleo de Estudos Açorianos (NEA);
– Arquitetura e Urbanismo, Portugal, José Antônio Barbosa, Pedra Branca,  Dilnei Bittencourt, Fernando Simon Westphal, Associação dos Escritórios de SC (AsBEA);
– Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), Cruz e Sousa, Salim Miguel, Lindolf Bell, Hino de Santa Catarina, Instituto Paulo Montenegro, Ação Educativa, leitura e escrita,  analfabetos;
– Aloízio Mercadante, Ministro da Educação, paralisação, saúde, Palácio do Planalto, Esplanada dos Ministérios;
– Formaturas, Centro de Cultura e Eventos, greve dos servidores, Enfermagem, Farmácia, Odontologia, Medicina;
– Vento Sul, Barcos Solares,  Holanda, Paraty
– Nildo Ouriques, Fernando Henrique Cardoso, Subdesenvolvimento e Revolução, Departamento de Economia e Relações Internacionais, Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA), Ruy Mauro Marini, Pátria Grande: Biblioteca do Pensamento Crítico Latino-Americano.

:: As reportagens anteriores podem ser acessadas no Repositório da UFSC. Clique AQUI.

*Para procurar por algum assunto pressione CTRL+F e digite a palavra a ser pesquisada, em seguida clique em ENTER.

Tags: clippingmídia

UFSC na mídia – Clipping: 17 de julho de 2012

17/07/2012 16:59

:: Confira o Clipping do dia 17 de julho clicando aqui.

Assuntos* que você encontrará no clipping de 17/07/2012:

– Colonização Açoriana, Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) da UFSC;
– Professores em greve,  Sindicato Nacional dos Docentes em Instituições de Ensino Superior, Reestruturação de carreira, Greve no serviço público, Eletrosul, reajuste salarial, Ensino Superior
– Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), Qualidade de ensino;
– Projeto de arquitetura da UFSC, Sérgio da Costa Ramos, Mauro Passos, Almiro Caldeira, Em busca de Terra Firme
– Ponte Hercílio Luz, mobilidade urbana, quarta travessia, Lenise Grando Goldner, Engenharia de Tráfego, Deinfra, BNDES
– Sílvio Coelho dos Santos, Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE),  Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte),  índios Ticuna, Antropologia, Teresa Fossari, Cristina Castellano, Viviane Wermelinger, Vanilde Ghizoni.

:: As reportagens anteriores podem ser acessadas no Repositório da UFSC. Clique AQUI.

*Para procurar por algum assunto pressione CTRL+F e digite a palavra a ser pesquisada, em seguida clique em ENTER.

Tags: clipagemclippingmídia

Lançamento do Movimento Docente Independente e Autônomo das Instituições Federais de Ensino

10/07/2012 17:25

A Apufsc-Sindical convida os professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para o lançamento do Movimento Docente Independente e Autônomo das Instituições Federais de Ensino (MDIA), nesta quarta-feira, dia 11 de julho, às 15h, no auditório do Sindicato, no campus Universitário.

O MDIA será criado com a finalidade de defender os interesses de seus filiados, tendo como objetivos a defesa da dignidade dos professores ativos, aposentados e pensionistas das Instituições Federais de Ensino; lutar por melhores condições profissionais e salariais; pela qualidade do ensino superior no país; pela transparência na gestão das IFES; representar e defender, em juízo e fora dele, todos os seus filiados e seus representantes, devidamente autorizados nos termos do inciso XXI, do art.5º da Constituição Federal; representar os seus filiados, junto à Administração Pública Federal, em processos de negociação coletiva; e defender a democracia, a liberdade e os direitos humanos.

Estão confirmadas as presenças de representantes da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb) e do Sindicato dos Professores de Universidade Federais de Belo Horizonte e Montes Claros (Apubh). Outros sindicatos e associações de docentes também foram convidados.

Mais informações: 3721 9425, com Clodoaldo Volpato.

Fonte: Comunicação da Apufsc-Sindical

Tags: Apufsc-SindicalmídiaUFSC

Jornalismo em Debate discute cobertura de casos de polícia

19/06/2012 09:03

A cobertura policial realizada pela mídia  – informação responsável ou sensacionalismo?  – é  o tema da próxima edição do Jornalismo em Debate, que vai ao ar nesta terça-feira, 19 de junho, pela Rádio Ponto UFSC. Nesta semana, excepcionalmente, o programa será transmitido às 18h30min, duas horas e meia mais tarde do que de costume, em razão da transmissão dos jogos da Eurocopa que está sendo realizada pela emissora. A rádio pode ser ouvida na frequência 106,1 FM dentro do campus universtário ou pelo site: www.radio.ufsc.br  Perguntas e colaborações podem ser enviadas, desde já, para o e-mail  ou pelo twitter @radioponto.

(mais…)

Tags: cobertura policialJornalismo em DebatemídiaRádio PontoUFSC

Na mídia: Aviões de papel levados a sério

30/03/2012 08:57

Os aviõezinhos de papel que fazem a alegria das crianças viraram motivo de competição séria entre universitários. O Red Bull Paper Wings está selecionando  estudantes de todo o mundo para a disputa final, na Áustria. Nesta sexta-feira, será a vez da Universidade Federal de Santa Catarina  descobrir quem são os melhores nas construções. O evento, que acontece no ginásio do Centro de Desportos da UFSC, tem três categorias: acrobacia, distância e tempo de voo. Alguns concorrentes apostam na teoria, outros na imaginação, para chegar mais longe. Leia mais na reportagem do Jornal Diário Catarinense.

 

 

Tags: aviõesmídiapapelUFSC

NAVI promove II Simpósio de Futebol

07/03/2012 12:05

O Núcleo de Antropologia Audiovisual (NAVI) da UFSC promove nos dias 2 e 3 de maio o II Simpósio de Futebol, que terá como temas centrais para discussão as mídias, os processos migratórios e as sociabilidades contemporâneas a partir do futebol pela perspectiva das ciências humanas e sociais. Ainda fazem parte da programação comunicações científicas e projeções e exposições audiovisuais. O documento com todas as informações está disponível no endereço: http://navi.paginas.ufsc.br/2012/02/28/ii-simposio-de-futebol-migracoes-midias-e-sociabilidades/.

Tags: futebolmídia

Na mídia – Jornais DC e Notícias do Dia publicam artigo sobre a greve na UFSC

04/07/2011 09:59

Tem greve na UFSC

Moacir Loth/jornalista na Agecom

A mídia, a classe política, o setor produtivo e a comunidade ainda não tomaram conhecimento da greve geral deflagrada no dia 6 de junho pelos trabalhadores técnico-administrativos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), hoje com mais de 30 mil alunos.

(mais…)

Tags: Grevemídia

Livro aborda novas formas de aprender na sociedade do conhecimento

27/05/2011 09:21

Lançado ontem (26) no Hall do Auditório da Reitoria o segundo volume do livro ”Mídia, Educação e Subjetividade: disseminando o conhecimento”, organizado por Edemir Costa, Júlio César da Costa Ribas e Sílvio Serafim da Luz. Publicada pela Editora Tribo da Ilha, a obra trata inicialmente dos aspectos conceituais e filosóficos do tema e nos capítulos finais aborda como as inovações tecnológicas buscam facilitar a inclusão de novas formas de aprender em uma sociedade determinada pelo conhecimento.
(mais…)

Tags: conhecimentoeducaçãomídia

Seminário “Mídia, Educação e Subjetividade” na UFSC

23/05/2011 11:47

Durante os dias 26 e 27 de maio o auditório da Reitoria vai sediar o I Seminário “Mídia, educação e subjetividade”. O evento é organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, PPGEGC, da UFSC. As inscrições para participação nas palestras são gratuitas, mas limitadas, e podem ser feitas pelo site http://www.egc.ufsc.br/seminario .
(mais…)

Tags: mídiasemináriosubjetividade