Departamento de Física promove workshop sobre escrita científica

05/10/2016 10:33

É professor do Instituto de Física de São Carlos, Universidade de São Paulo. Publicou cerca de 480 artigos em periódicos especializados, 15 capítulos de livros, 2 livros de divulgação científica, 1 livro sobre escrita científica em inglês, tendo submetido 7 pedidos de patentes.

O Departamento de Física da UFSC irá promover um workshop sobre a escrita científica na língua inglesa no dia 10 de outubro. O “Workshop on Scientific Writing” também irá apresentar procedimentos, quais os pontos mais relevantes a serem abordados e qual a contribuição científica do trabalho quando se escreve um artigo científico. O encontro será conduzido por Osvaldo Novais de Oliveira Júnior, do Instituto de Física São Carlos, da USP, a partir das 8h30, na sala 212, no Departamento de Física – 2º andar.

A participação dá direito a certificado de cinco horas.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-2308.

Tags: artigo científicodepartamento de FísicafísicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinaworkshop on scientific writing

Estudante de doutorado da UFSC é premiado em evento internacional de Física

15/09/2016 14:37
David Velasco Villamizar, estudante de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Física da UFSC. (Foto: Divulgação)

David Velasco Villamizar, estudante de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Física da UFSC. (Foto: Divulgação)

O estudante de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Física da UFSC, David Velasco Villamizar, foi um dos premiados durante o evento internacional 619. Wilhelm und Else Heraeus-Seminar – Quantum Speed Limits, realizado no Centro de Física de Bad Honnef, na Alemanha, pelo melhor poster científico. O evento foi realizado entre 8 e 10 de junho. David foi o único pesquisador da América do Sul presente ao evento.

David recebeu, pela premiação, um diploma, uma premiação de 100 euros, e a oportunidade de apresentar o seu trabalho oralmente. O vídeo da apresentação do estudante está disponível no link. A pesquisa de David tem a orientação do professor Eduardo Inacio Duzzioni, com o objetivo de determinar o quão rápido os processos físicos podem ocorrer e conhecer as limitações impostas pela natureza sobre estes. “É uma aplicação importante, que depende da resposta a essa pergunta, e consiste na construção de processadores de informação baseados na física quântica, os chamados computadores quânticos. Caso se tornem realidade, os computadores quânticos processarão informação muito mais rapidamente que os nossos computadores atuais, podendo ser até bilhões de vezes mais rápidos”, informa o professor Eduardo.

O artigo resultante dessa pesquisa foi publicado no periódico internacional Physical Review A, da American Physical Society e pode ser lido através do link.

Tags: físicapesquisaUFSC

Pós em Física divulga chamada para bolsa de pós-doutorado

18/08/2016 09:11

O Programa de Pós-Graduação em Física (PPGFSC) da Universidade Federal de Santa Catarina anuncia a disponibilidade de uma bolsa de pós-doutorado do Programa Nacional de Pós-doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PNPD/CAPES), para o período de dois anos.

A mensalidade da bolsa é de R$ 4,1 mil, além de valores destinados ao custeio.

O candidato deve atuar em linhas de pesquisa teóricas ou experimentais, em uma das seguintes áreas de pesquisa: Astrofísica, Física Atômica e Molecular, Física da Matéria Condensada e Mecânica Estatística, Física Nuclear e de Hádrons, Física Matemática e Teoria de Campos.

O regulamento completo do Programa Nacional de Pós-Doutorado – PNPD está descrito na Portaria nº 086, de 03 de julho de 2013.

As inscrições podem ser feitas aqui.

 

Tags: capesfísicaPós em Físicapós-doutoradoPrograma Nacional de Pós-doutoradoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Seminário apresenta versão da história da luz dia 24

09/08/2016 11:17

O Seminário Luz, Ondas e Fótons será realizado no dia dia 24 de agosto, às 18h30, com o professor de Física da UFSC, Paulo Henrique Souto Ribeiro, no auditório do departamento.

Nesta palestra será apresentada uma versão da história da luz, começando pelos primórdios do universo, passando pelas primeiras teorias sobre a natureza da luz e chegando na atual concepção em que a luz é compreendida como uma onda eletromagnética contendo excitações energéticas quantizadas. Com uma breve introdução à Óptica Quântica através de experimentos recentes em que o papel da teoria Quântica é indispensável.

Tags: físicaOndas e FótonsPaulo Henrique Souto RibeiroSeminário LuzUFSC

Semana de Física inova na programação e torna acessível o conhecimento para alunos de outros cursos

04/08/2016 15:00

A IV Semana Acadêmica da Física (SAF) será realizada de 15 a 19 de agosto, no campus Florianópolis da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), bairro Trindade. Professores cientistas e graduandos de iniciação científica de Santa Catarina, São Paulo e outros estados, abordarão temas pesquisados em Física por meio de palestras, minicursos, seminários, e discussões referentes à evolução do conhecimento cientifico, com uma linguagem acessível para alunos do curso de Física e de outros cursos.
(mais…)

Tags: físicasemana acadêmica de FísicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Vídeo apresenta aluna de escola itinerante aprovada em primeiro lugar no curso de Física da UFSC

12/04/2016 16:40

O Projeto Imagine divulgou, em seu canal no Youtube, um vídeo sobre a caloura Geovana Antonia Lins, que tem 17 anos e sempre estudou em escola itinerante. Ela foi aprovada em primeiro lugar, entre alunos das escolas públicas, para o curso de Física-Licenciatura da UFSC.

Tags: escola itineranteescola públicafísicaprimeiro lugarProjeto ImagineVestibularvideo

Nota de pesar: falece professor aposentado Paulo Roberto Hauser

11/02/2016 11:09

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Paulo Roberto Hauser. Ele ingressou na UFSC em 1975, foi chefe do Departamento de Física, e aposentou-se em 2009. A cerimônia de corpo presente será realizada nesta quinta-feira, 11 de fevereiro, às 17h, no Crematório Vaticano, em Balneário Camboriú.

Tags: falecimentofísicaPaulo Roberto HauserUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Vestibular UFSC 2016: candidatos confiantes após segundo dia de provas

14/12/2015 11:12
Gustavo Lameirão  veio de Duque de Caxias (RJ), para prestar vestibular na UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Gustavo Lameirão, de Duque de Caxias (RJ). Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Isadora Guiron, de Londrina (PR). Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Isadora Guiron, de Londrina (PR). Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Amanda e Yuri, de Porto Alegre (RS).

Amanda e Yuri, de Porto Alegre (RS). Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

No segundo dia de provas do vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a sensação entre os candidatos era de confiança. Gustavo Lameirão, 19 anos, veio de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, para tentar uma vaga no curso de Engenharia Mecânica: “Ouvi falar muito bem da UFSC, por isso decidi prestar vestibular aqui”. Este já é o quinto vestibular de Gustavo, que afirma estar otimista. “A prova de hoje estava bem mais fácil do que a de ontem, fiquei mais tranquilo. Ainda falta redação, que acho difícil, mas acredito que vou conseguir.”

Outra candidata que também está prestando vestibular pela quinta vez é Isadora Grion, 20 anos, que se inscreveu para o curso de Medicina. “Estudei muito o ano todo, então fui bem, mas não sei se fui bem para Medicina”. Em anos anteriores, Isadora tentou outros curso e chegou a ser aprovada para Arquitetura e também para Jornalismo, mas desistiu de ambos. “Meu problema é que sou muito indecisa, sempre mudo de ideia e então faço vestibular novamente”. A questão sobre a Revolução Mexicana, na prova de História, foi uma das que considerou mais complicadas: “Não sabia muito sobre esse tema”. Isadora é de Londrina, no Paraná, mas mora em Florianópolis desde 2014.

Os amigos Yuri Daniel, 18, e Helena Andrade Ew, 15, vieram de Porto Alegre para tentar o curso de Arquitetura. Daniel faz a prova pela segunda vez; já Helena, que ainda não concluiu o Ensino Médio, faz apenas para treinar. “Achei a prova difícil, mas rápida. Para amanhã, minha sensação é de tranquilidade, pois tenho mais habilidade com redação”, afirma Yuri. Helena, por outro lado, está mais ansiosa para o último dia de provas: “As questões discursivas me deixam nervosa, criam mais expectativa”. Após os três dias do vestibular, os amigos vão estender a estadia em Florianópolis para aproveitar as férias na cidade.

Também de Porto Alegre, Gabriel Dorneles Soares, 19, tenta uma vaga no curso de Design. O candidato tem boas expectativas: “Para quem estudou, a prova de hoje estava bem tranquila, bem acessível. Espero que tudo ocorra bem.”

Amanda, com sua mãe Patrícia e seu filho Olavo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Amanda, com sua mãe, Patrícia, e seu filho, Olavo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Gabriel Dorneles Soares, de Porto Alegre (RS). Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Amanda Fagundes, 19, pretende ingressar em Engenharia Civil. Diferente de outros candidatos, ela teve que fazer um intervalo na prova para amamentar Olavo, de apenas 3 meses. Sua mãe, Patrícia Fagundes, cuidou de Olavo e permaneceu no campus a tarde toda, até Amanda concluir a prova. “Achei a prova tranquila, só não consegui fazer duas questões de Física”, afirma.

Segundo dia registra 7.650 abstenções

Até o segundo dia de provas, o índice de abstenções chegou a 7.650, equivalente a 20,82% dos 36.739 inscritos. O Vestibular UFSC 2016 encerra nesta segunda-feira, 14 de dezembro, com a prova de redação e quatro questões discursivas.

Acesso ao local de prova: das 13h às 13h45­­­

Para ter acesso ao local de prova, o candidato deve portar:

– Confirmação de Inscrição Definitiva;

– Original do Documento de Identidade, legalmente válido, informado no Requerimento de Inscrição; *

– Caneta esferográfica de tinta preta (preferencialmente) ou azul, fabricada em material transparente.

O candidato que não apresentar o original do Documento de Identidade informado no Requerimento de Inscrição por motivo de perda, roubo ou extravio deve apresentar Boletim de Ocorrência emitido por autoridade policial competente, expedido há, no máximo, noventa dias. Neste caso, o candidato será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, assinatura e impressão digital em formulário próprio.

Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Índice de abstenção e gabaritos

O índice de abstenção é divulgado diariamente, ao final das provas. Os gabaritos serão divulgados a partir das 20h desta segunda-feira no site www.vestibular2016.ufsc.br

Cuidado com eletrônicos

Durante a realização das provas não pode ocorrer: comunicação de qualquer tipo entre candidatos, porte/uso de material didático-pedagógico, de telefone celular, relógio (qualquer tipo), controle remoto, armas, boné, óculos escuros, calculadora, tablet, pen drive, MP-player, iPod, iPad ou qualquer tipo de aparelho eletrônico. A Coperve/UFSC recomenda que o candidato evite levar para o local de prova esses objetos ou seus similares. Caso compareça portando algum desses objetos, eles devem ser envelopados, identificados e deixados à frente na sala, antes do início da prova. Os equipamentos eletrônicos devem ficar desligados.

Mais informações:  www.vestibular2016.ufsc.br

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC

Fotos: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

Tags: físicageografiahistóriaprovasquímicaUFSCVestibularVestibular UFSC 2016

Primeiro mestrado do campus de Blumenau estimula interesse em ciências exatas

20/11/2015 14:05

A coordenadora do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF) do Pólo UFSC – Blumenau, professora Lara Fernandes dos Santos Lavelli, informa que 53 candidatos se inscreveram para concorrer às dez vagas ofertadas no campus. O número superou suas expectativas: “Ficamos muito contentes. Tivemos o maior número de inscritos de todo o sul do país”. Ela acredita que essa ampla procura se deve ao ineditismo do programa, uma vez que se trata do primeiro programa de pós-graduação gratuito da região, e também às carências do ensino de Física nas escolas locais. “Havia uma demanda por essa formação. O mestrado será importante para estimular o interesse das novas gerações para as ciências exatas. Atualmente, os alunos da educação básica não sentem muita afinidade com a área.” O objetivo do mestrado é estimular práticas renovadas entre os professores, o que se reflitirá no aprendizado dos estudantes. “Quem sabe as novas gerações se sintam mais motivadas pela Física, Matemática e áreas afins”, afirma Lara.

O MNPEF é voltado a professores de ensino médio e fundamental com ênfase em aspectos de conteúdos na area de Física. É uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Física (SBF), que funciona em rede nacional, com o objetivo de capacitar professores da Educação Básica quanto ao domínio de conteúdos de Física e de técnicas atuais de ensino para aplicação em sala de aula como, por exemplo, estratégias que utilizam recursos de mídia eletrônica, tecnológicos e/ou computacionais para motivação, informação, experimentação e demonstrações de diferentes fenômenos físicos. O campus de Blumenau ofertou dez vagas e a primeira etapa do processo seletivo ocorre neste domingo, dia 22, às 13h.

Campus Blumenau

Atualmente, o campus de Blumenau oferta cinco cursos de graduação: Licenciatura em Matemática; Licenciatura em Química; Engenharia Têxtil; Engenharia de Materiais; Engenharia de Controle e Automação. Em breve também deve ofertar a graduação em Física. O projeto pedagógico do novo curso já foi elaborado e apenas aguarda a aprovação do Ministério da Educação para iniciar suas atividades.

Mais informações:

Página do programa.

Site da SBF.

E-mail:

Telefones: (47) 3232-5101/ (47) 3232-5186

Tags: Campus BlumenauCiências ExatasfísicaMestrado Nacional Profissional em Ensino de FísicaMNPEFSBFSociedade Brasileira de FísicaUFSC

Abertas inscrições para apoio a estudantes em Leitura, Produção Textual, Física, Química e Cálculo

26/05/2015 13:46

O Programa Institucional de Apoio Pedagógico (Piape) abre inscrições para os novos módulos de apoio pedagógico em Leitura e Produção Textual. Continuam abertas as inscrições para apoio em Física, Química e Cálculo para todos os estudantes da graduação da UFSC. Para se inscrever acesse a página: http://apoiopedagogico.prograd.ufsc.br/florianopolis/

Tags: cálculofísicaleituraPiapeProdução textualquímicaUFSC

Palestra sobre ‘El Niño’ e mudanças climáticas no Sul do Brasil nesta sexta

11/05/2015 13:59

Folder-AliceO Departamento de Física da UFSC promove palestra sobre as recentes descobertas sobre o fenômeno El Niño e mudanças climáticas no Sul do Brasil, com a professora Alice Grimm, membro da Comissão de Ciências Atmosféricas da Organização Meteorológica Mundial – dia 15 de maio, das 10h às 12h, no auditório da Reitoria. Certificado de duas horas.

Mais informações na página do curso de graduação em Meteorologia e pelo telefone (48) 3721-3749.

 

 

Tags: El Niñofísicamudanças climáticas no Sul do BrasilUFSC

A partir de 11 de março, Piape promove palestras para estudantes de graduação

09/03/2015 18:33

O Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape/UFSC) promove, de 11 a 20 de março, diversas palestras para os estudantes de graduação da UFSC: Leitura e Produção Textual, Física, Química, Matemática e Orientação Educacional e Pedagógica.

Palestras Dia, horário e local
Leitura e produção textual
A escrita acadêmica I 11/03/201510h às 12hAuditório do bloco Espaço Físico Integrado (EFI)
A escrita acadêmica II 18/03/201510h às 12hAnfiteatro do bloco EFI
Física
Os 5 mandamentos para aprender física 12/03/201516h às 18hAuditório do bloco EFI
Os 5 mandamentos para aprender física 17/03/201510h às 12hAnfiteatro do bloco EFI
Química
Introdução aos conceitos da Química I 13/03/201510h às 12hAuditório do bloco EFI
Introdução aos conceitos da Química II 20/03/201510h às 12hAnfiteatro do bloco EFI
Orientação Educacional e Pedagógica
Organização e técnicas de estudos  17/03/201518h às 20hAnfiteatro do bloco EFI
Diferença e Diversidade 19/03/201517h30min às 19h30minAnfiteatro do bloco EFI
Matemática
Como passar em Cálculo 11/03/201514h às 16hAnfiteatro do bloco EFI
Como passar em Cálculo 18/03/201514h às 16hAnfiteatro do bloco EFI

As atividades regulares do Piape iniciam no dia 24 de março em todos os campi, nas áreas de Cálculo I e II, Geometria Analítica, Física, Química Geral, Leitura e Produção Textual, Leitura e Interpretação de Textos e Orientação Pedagógica e Educacional.

Para conhecer as atividades do Piape, acesse: http://apoiopedagogico.prograd.ufsc.br/

Mais informações nos telefones (48) 3721-8307 e 3721-6229.

Tags: físicamatemáticaOrientaçãopalestrasPiapequímicaUFSC

Inscrições para pós em Engenharia Ambiental e Educação Física se encerram sexta-feira

27/01/2015 13:27

As inscrições para as pós-graduações em Engenharia Ambiental e Educação Física terminam na próxima sexta-feira, 30 de janeiro.

Os interessados no doutorado em Engenharia Ambiental devem se inscrever na secretaria do Programa, localizada no primeiro andar do prédio do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, das 10h às 12h e das 14h às 17h (observar o horário de verão definido para a UFSC: de segunda a quinta-feira, das 13h às 19h; sexta-feira, das 7h às 13h).

As inscrições para o mestrado e o doutorado em Educação Física devem ser realizadas durante o horário de atendimento externo da secretaria do Programa, no bloco 4 do Centro de Desportos (CDS), ou via Sedex, com data de postagem até 30 de janeiro de 2015 (Campus Universitário – Universidade Federal de Santa Catarina – Centro de Desportos – Coordenadoria de Pós-Graduação em Educação Física – Trindade – Florianópolis (SC), CEP 88040-900). A inscrição só será homologada mediante a entrega (envio) de todos os documentos (fotocópias) exigidos.

Outros quatro programas de pós-graduação ainda estão com inscrições abertas.

Para mais informações, clique no link de cada curso.

 

Curso Fim das inscrições
 Engenharia Ambiental (doutorado) 30/01
 Educação Física (mestrado e doutorado) 30/01
 Interdisciplinar em Ciências Humanas (doutorado) 04/02
 Agroecossistemas (doutorado) 06/02
Bioquímica (mestrado e doutorado) 06/02
Ciência da Computação (estágio pós-doutorado) 06/02
Tags: doutoradoeducaçãofísicamestradopós-graduação

Revista ‘Motrivivência’ publica estudo que propõe inovação curricular para formação de professores de Educação Física

09/12/2014 18:21

A revista Motrivivência, editada pelo LaboMidia, do Centro de Desportos (CDS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), publicou uma nova edição, em cuja sessão temática promove-se uma reflexão sobre os dez anos de diretrizes curriculares para a formação de professores de Educação Física.

O destaque fica por conta do artigo “Uma nova concepção do currículo na formação de professores de Educação Física em Salvador-BA“, do professor  Reiner Hildebrandt-Stramann, doutor em Ciência do Esporte pela Universidade de Kassel (Alemanha). Atualmente professor visitante na Universidade Federal da Bahia (UFBA), desenvolve um projeto financiado pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) e UFBA, apoiado pela Capes e CNPq, com o objetivo de discutir as modificações do currículo dos cursos de licenciatura em Ciência do Esporte da universidade.
(mais…)

Tags: curriculareducaçãofísicainovaçãoMotrivivênciaProfessores

SIC 2014: pesquisa estuda parâmetros para melhor rendimento de células solares poliméricas

24/10/2014 13:56
A pesquisa do estudante de Física, Matheus de Mello, foi apresentada pela primeira vez no SIC da UFSC. Foto: Wagner Behr/Agecom/UFSC

A pesquisa do estudante de Física, Matheus de Mello, foi apresentada, pela primeira vez, no 24º SIC da UFSC. Foto: Wagner Behr/Agecom/UFSC

Matheus de Mello, estudante da quarta fase do curso de Física da Universidade Federal de Santa Catarina, abriu as apresentações orais da 24ª edição do Seminário de Iniciação Científica (SIC) da UFSC na última quinta-feira, 23. Orientado pela professora Marta Elisa Rosso Dotto, do Departamento de Física, a pesquisa “Estudo da dinâmica de formação de filmes poliméricos” teve como objetivo analisar características como morfologia, espessura e condutividade elétrica para a elaboração de células solares poliméricas com o melhor desempenho possível.

O estudante analisou os dados coletados no Laboratório de Optoeletrônica Orgânica e Sistemas Ansiotrópicos (LOOSA), espaço que se dedica ao estudo de sistemas orgânicos – como polímeros e cristais líquidos – para sua aplicação em dispositivos que transformam energia captada pela luz solar em energia elétrica.As células solares poliméricas são uma variedade de células fotovoltaicas que produzem eletricidade a partir da luz solar usando polímeros semicondutores – compostos químicos que possuem grande massa molecular e são formados a partir da repetição de pequenas unidades estruturais, os monômeros.
(mais…)

Tags: 24ª ediçãofísicaLOOSAMarta Elisa Rosso DottoMatheus de MellopolímerosSIC

Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes disponibiliza vagas em todos os campi

15/10/2014 12:21

O Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (PIAPE) disponibiliza vagas para as atividades de apoio pedagógico em todos os campi da UFSC nas áreas de Química, Bioquímica, Matemática, Física, Leitura e Produção Textual e Orientação Pedagógica e Educacional. As orientações são gratuitas e voltadas para os conteúdos de base, necessários às áreas relacionadas. Para saber os horários de cada turma acesse apoiopedagogico.prograd.ufsc.br.

Tags: bioquímicacampifísicaLeitura e Produção TextualmatemáticaOrientação Pedagógica e EducacionalPiapequímicaUFSC

Minicursos gratuitos de Física e Cálculo nos dias 11 e 12 de julho

09/07/2014 09:28

O Programa de Pós-Graduação em Física oferece, nos dias 11 e 12 de julho, minicursos gratuitos de Física I (Trabalho, Energia e Conservação da Energia) e Cálculo I/A (Aplicação de Derivadas), ministrados por Luiza Ferreira, mestranda em Física, sob supervisão do professor Marcelo Tragtenberg. O objetivo é aumentar o aproveitamento dos alunos nessas disciplinas e reduzir a reprovação nelas. Há certificado de participação.

Datas e locais:
– Física I: dia 11 de julho, sexta-feira, das 9h às 12h, na sala 204 do bloco G1 do prédio novo do Departamento de Física;
– Calculo I/A: dia 12 de julho, sábado, das 9h às 12h, na sala 113 do CTC.
Inscrição: 
Para inscrever-se, o aluno deve apenas preencher a lista de presença no dia do curso com o número do seu CPF, que será utilizado como senha de acesso à pagina on-line para impressão do certificado.

Mais informações:
Luiza Ferreira:  

Claudio Borrelli / Revisor de Textos da Agecom / Diretoria-Geral de Comunicação/ UFSC

Tags: cálculofísicaMinicursos gratuitosMinicursos gratuitos de Física I e Cálculo IUFSC

Inscrições abertas para seleção de mestrado e doutorado em Física na UFSC

16/05/2014 11:06

Estão abertas as inscrições para o exame de seleção do curso de pós-graduação (mestrado e doutorado) em Física da UFSC – Florianópolis, para ingresso no segundo semestre de 2014. As inscrições se encerram no dia 26 de maio de 2014. A prova será realizada em 9 de junho, podendo ser aplicada na instituição de origem do candidato.

Mais informações: http://ppgfsc.posgrad.ufsc.br/processo-seletivo/

Coordenadoria do Programa de Pós-Graduação em Física: (48) 3721-2308

Tags: doutoradofísicamestradoUFSC

CNPq apoia UFSC em projeto que insere Astronomia e Física nas escolas e comunidade

18/02/2014 14:30

Esfera Armilar é um dos instrumentos que fará parte das exposições itinerantes previstas no projeto. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está entre 40 instituições brasileiras contempladas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) na Chamada 85/2013 – “Apoio à criação e ao desenvolvimento de Centros e Museus de Ciência e Tecnologia”. O projeto selecionado, “A Astronomia e a Física vão à Escola e à Comunidade”, teve início em 2012 e tem como principal meta “fomentar o interesse da comunidade escolar e local pela Astronomia e ciências afins”.

A proposta será executada em articulação direta com o Planetário e o Observatório da UFSC – espaços tradicionais de disseminação do conhecimento dessas áreas no estado de Santa Catarina – e conta com a parceria do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), de grupos de astronomia amadores – Grupo de Estudos de Astronomia (GEA) e Núcleo de Estudos e Observação Astronômica José Brazilício de Souza (NEOA) – e da Oficina do Aprendiz.

(mais…)

Tags: astronomiaCFHCNPqEverton da SilvafísicaGEAplanetárioUFSC

Pesquisador fala sobre processo de adesão do Brasil ao observatório astronômico ESO

10/12/2013 09:34

Andreas Kaufer durante a palestra no Larim/2013. Foto: Laura Tuyama / Agecom / UFSC

Um dos destaques do Encontro da Regional Latino-Americana da União Astronômica Internacional (Larim/2013), organizado pela Pós-Graduação em Física da UFSC, foi a palestra de Andreas Kaufer, do Observatório Europeu do Sul (European Southern Observatory, ESO). Trata-se do consórcio formado por 14 países europeus – que operam no Chile dois dos maiores observatórios astronômicos do mundo, o de La Silla e Paranal.

Na palestra, Kaufer abordou a atual estrutura do ESO e o alto impacto da produção científica, feita a partir dos dados coletados e analisados: 25% dos papers produzidos pelos cientistas do ESO têm mais de 100 citações. Falou também sobre os projetos em construção, entre eles o European Extremely Large Telescope (E-ELT), que irá analisar espectroscopicamente a atmosfera, a fim de descobrir indícios de vida fora da Terra.

Foi este mesmo projeto que atraiu o Brasil para fazer parte do ESO. Em 2009 começaram as primeiras negociações, e por se tratar de um acordo entre países, a adesão depende da aprovação do Congresso Nacional, processo que está tramitando desde maio deste ano na Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado, o Brasil irá arcar com um custo de 255 milhões de euros, quase 700 milhões de reais em 10 anos, e será o 15º Estado Membro do ESO – o primeiro não europeu.

A adesão do Brasil ao ESO tem gerado debate na comunidade científica brasileira. A Sociedade Brasileira de Física estima que 75% da comunidade astronômica brasileira apoiem o ingresso, enquanto 10% estejam contra. Os argumentos em contrário afirmam que o Brasil não terá como arcar com tamanho investimento, que a contribuição financeira ao ESO, calculada sobre do PIB de cada país, seria desproporcional em relação ao número de astrônomos do Brasil que poderiam se beneficiar da parceria, que os pesquisadores brasileiros terão que disputar pelo tempo de observação nos equipamentos e, sobretudo, que existem alternativas para desenvolver a Astronomia brasileira a um custo muito menor.

Nesta entrevista, Andreas Kaufer fala sobre o ESO, o que pode representar para o Brasil o ingresso neste consórcio e também sobre as ações em divulgação científica:

Como os cientistas e a sociedade brasileiros podem se beneficiar com a parceria no ESO?

Andreas Kaufer – Tornar-se um membro do ESO pode ter muitos significados. O mais óbvio é a colaboração científica. O Brasil já tem uma comunidade de pesquisadores muito forte, com cerca de 600 astrônomos e 60 institutos. Existem muitas ligações tradicionais com a Europa e os países membros do ESO no campo científico. Desse ponto de vista, a abertura para cientistas brasileiros é uma extensão quase natural dessa  colaboração, não apenas para a capacidade de observação, que o ESO pode prover com os telescópios, o acesso ao observatório ALMA  (sigla de Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), além de tempo de observação. Também permite mais trabalho com institutos da Europa, na elaboração conjunta de papers de pesquisa. O Brasil também pode começar a construir instrumentos para os telescópios que já existem e para os novos projetos, poderá enfocar na ciência que quer fazer, e também influenciar, como membro do ESO, no futuro programa da instrumentação dos observatórios.  Um exemplo do que a adesão ira permitir será a participação de institutos brasileiros na construção de instrumentos para o novo espectrógrafo CUBES. Outro aspecto é que no ESO, os grandes projetos e os telescópios são muito caros, na ordem de bilhões de euros. Mas é importante observar que não estamos gastando esse dinheiro em nós mesmos, e sim em indústrias e institutos dos estados membros. Ou seja, o dinheiro retorna para o país. Estamos cientes de que o Brasil é um país muito avançado em relação a alta tecnologia, como por exemplo na construção de aviões e em seu programa aeroespacial. Então, esperamos que com isso o Brasil seja capaz, rapidamente, de contribuir para o seu desenvolvimento industrial e técnico.

Como está o andamento do projeto da adesão do Brasil ao ESO junto à Câmara dos Deputados?

Andreas Kaufer – Estamos acompanhando cuidadosamente as informações publicadas no site do Congresso, e muito felizes que as duas primeiras comissões tenham sido positivas em relação à adesão do Brasil ao ESO. As esperanças continuam para as próximas duas comissões. Embora não exista previsão de data, esperamos que este processo termine logo, especialmente antes das próximas eleições. Sabemos que no período eleitoral não sobra tempo para esse tipo de debate, o que é normal. Estamos otimistas agora, pois a segunda comissão foi a científica, que estava observando o valor científico da entrada do Brasil no ESO, e eles foram positivos. Esse é o tom da mensagem, na nossa opinião, de que há uma base científica para o ingresso.

Existe uma crítica de parte dos cientistas brasileiros em relação à participação na ESO, com o argumento de que o país faria um investimento muito alto que beneficiaria poucos cientistas. Como você comenta essas críticas?

Andreas Kaufer- Certamente é um grande investimento. Existem outras opções para investir o dinheiro em ciência. Neste sentido, não cabe ao ESO ou a mim comentar a decisão de integrar o consórcio. Mas posso apenas dizer que o Brasil é um país grande e que se desenvolve de forma extremamente rápida. Todos no mundo estão olhando para o Brasil e para a China atualmente. No caso da Ciência, diria que é preciso olhar para o futuro e para onde serão realizados os grandes desenvolvimentos. Na minha palestra mostrei alguns exemplos do que o ESO já tem a oferecer e no que está trabalhando para o futuro. Isso abre um caminho para o Brasil que não está acessível em nenhum outro lugar. A pergunta que os cientistas têm que se fazer é: o que o Brasil deixará de ganhar caso perca esta oportunidade de integrar o ESO, uma vez que esta chance não ocorrerá mais muitas vezes? Entendo as preocupações. Não há nada ruim em uma boa discussão. Mas, ao final, caso a decisão pelo ingresso do Brasil seja positiva, posso ver vários benefícios, incluindo ganhos às indústrias do país.

Em sua palestra, o professor afirmou considerar a comunicação como algo crítico para o futuro da Astronomia. O senhor poderia destacar algumas ações realizadas pelo ESO para popularizar a ciência?

Andreas Kaufer – No passado, a Europa não foi muito bem-sucedida em tornar públicas as suas descobertas cientificas. Quer dizer, não havia uma cultura de se dirigir ao público para explicar o seu trabalho. Os colegas norte-americanos são mais fortes neste campo. A Europa e o ESO, em particular, têm despendido muitos esforços nos últimos anos em falar com o público em diferentes mídias, não apenas nos jornais. Atualmente você tem que ir às mídias sociais, estar no Facebook, no Twitter, para se comunicar particularmente com a geração jovem. É esse público que queremos que esteja interessado na ciência. Em particular, em Astronomia, que tem uma grande vantagem, pois podemos utilizar imagens muito legais, que despertam emoções e sentimentos. Podemos usa-las para transmitir explicações mais científicas e provocar as pessoas a pensar “Por que isso é assim?”.  Existem muitas formas de popularizar a Ciência, como filmes, animações, notícias e também transmissões ao vivo do observatório.  O ESO tem investido em todos esses recursos. Temos feito um pouco menos em educação científica para escolas, pois este é um domínio de outras pessoas que podem fazer melhor do que nós. Os professores podem obviamente obter nossas publicações. Outro aspecto importante é que na Europa somos 50 Estados-Membros, que falam diferentes línguas. O ESO tem feito um grande esforço em traduzir toda essa mídia e materiais para o maior número de línguas possível, incluindo o português. Claro que sabemos que a língua da ciência é o inglês, mas não podemos esperar que o público de diferentes países fale esta língua. Acho que este esforço de tradução é muito importante e é feito por voluntários em seus países, para que seus compatriotas possam compreender.

O que a adesão ao ESO pode significar para a sociedade brasileira?

Andreas Kaufer – Acho que em todos os países da Europa, América Latina incluindo o Brasil, ainda precisamos realizar um grande trabalho para fazer o público entender a importância da ciência. De modo geral, queremos que as crianças nas escolas fiquem empolgadas com a ciência: que elas estudem, contatem os cientistas, sejam capazes de explicar ciência para seus pais e mais tarde para seus próprios filhos. Isso representa um desenvolvimento cultural muito grande. A ciência tem muito a ver com a cultura, nosso entendimento do mundo e do universo. É um desenvolvimento muito importante para a sociedade em qualquer lugar. Se a parceria com a ESO puder ajudar o Brasil nesse aspecto, já terá sido um grande sucesso.

Laura Tuyama / Jornalista da Agecom / UFSC

Revisão: Alita Diana e Claudio Borrelli/ Agecom/UFSC

Tags: astronomiaCFMESOfísicaUFSC

Encontro latino-americano reunirá cerca de 500 especialistas em Astronomia

27/11/2013 09:45

Clique na imagem para fazer download da programação

Entre os dias 25 e 30 de novembro, Florianópolis sediará pela primeira vez um dos mais tradicionais eventos na América Latina sobre Astronomia, o Larim/2013, sigla para Encontro da Regional Latino-americana da União Astronômica Internacional. São aguardados cerca de 500 pesquisadores de 20 países. O evento será no Hotel Oceania, na praia dos Ingleses.

O Larim teve início há 35 anos em Santiago (Chile) e desde então tem se caracterizado por debater os mais diversos temas em Astronomia, como sistemas planetários e estelares, galáxias, cosmologia, astrofísica, história, e ensino, entre outros. Esta edição é coordenada pelo professor Roberto Cid Fernandes, do Departamento de Física da Universidade Federal de Santa Catarina. Fazem parte da programação sessões plenárias, apresentação de pesquisas e palestras voltadas ao público não especializado.
(mais…)

Tags: astronomiafísicaLarimUFSC

Inscrições para programa de apoio pedagógico prorrogadas até esta terça-feira

09/07/2013 07:31

Com o intuito de implementar o apoio pedagógico aos estudantes de graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) lançou editais para a contratação temporária de monitores de grupos de aprendizagem para o Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape). As inscrições foram prorrogadas até 9 de julho, terça-feira, e o resultado final será divulgado no dia 25 de julho. A ficha de inscrição está disponível no site: http://apoiopedagogico.prograd.ufsc.br/
(mais…)

Tags: Bioquímica e Leitura e Produção TextualfísicamatemáticamonitoresprogradPrograma Institucional de Apoio Pedagógico aos EstudantesquímicaUFSC

Inscrições para programa de apoio pedagógico até 5 de julho

04/07/2013 17:10

Com o intuito de implementar o apoio pedagógico aos estudantes de graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) lança editais para a contratação temporária de monitores de grupos de aprendizagem para o Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape).

“A proposta do Programa é fortalecer ações de ensino-aprendizagem por meio do reforço de conteúdos de base do Ensino Médio, inicialmente dispostos em cinco campos do conhecimento: Matemática, Física, Química, Bioquímica e Leitura e Produção Textual”, explica a coordenadora de Avaliação e Apoio Pedagógico da UFSC, Janaína Santos. O apoio pedagógico poderá ser ofertado em grupo ou individualmente.http://noticias.paginas.ufsc.br/wp-includes/js/tinymce/plugins/wordpress/img/trans.gif
(mais…)

Tags: Bioquímica e Leitura e Produção TextualfísicamatemáticamonitoresprogradPrograma Institucional de Apoio Pedagógico aos EstudantesquímicaUFSC

Programa de apoio pedagógico da UFSC abre inscrições para monitores

28/06/2013 11:02

Com o intuito de implementar o apoio pedagógico aos estudantes de graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) lança editais para a contratação temporária de monitores de grupos de aprendizagem para o Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (Piape).

“A proposta do Programa é fortalecer ações de ensino-aprendizagem por meio do reforço de conteúdos de base do Ensino Médio, inicialmente dispostos em cinco campos do conhecimento: Matemática, Física, Química, Bioquímica e Leitura e Produção Textual”, explica a coordenadora de Avaliação e Apoio Pedagógico da UFSC, Janaína Santos. O apoio pedagógico poderá ser ofertado em grupo ou individualmente.
(mais…)

Tags: Bioquímica e Leitura e Produção TextualfísicamatemáticamonitoresprogradPrograma Institucional de Apoio Pedagógico aos EstudantesquímicaUFSC

Projeto-piloto de apoio pedagógico a estudantes em Física e Matemática

11/06/2013 09:50

O Programa de Pós-Graduação em Física (PPGFSC) da UFSC está desenvolvendo um projeto-piloto de apoio pedagógico, via tutoria, destinado a estudantes com dificuldades em Física e Matemática. O projeto é coordenado pelo professor Marcelo Tragtenberg e pelo mestrando Ariel Werle, ambos do PPGFSC. Os inscritos serão acompanhados por mestrandos e doutorandos em Física através de grupos de estudo, com reuniões regulares até o final do primeiro semestre 2013, com possível extensão até o final do segundo semestre letivo.
(mais…)

Tags: apoio pedagógicofísicamatemáticaPrograma de Pós-Graduação em FísicaUFSC
  • Página 2 de 3
  • 1
  • 2
  • 3