UFSC promove curso de extensão sobre ética animal

08/07/2019 17:10

O curso de extensão “Uma introdução ao debate sobre a consideração moral dos animais não humanos”, oferecido pela primeira vez na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), recebe inscrições até 30 de julho. A atividade é gratuita, aberta a todos, e será fornecido certificado de participação. As aulas são presenciais e ocorrem de 6 de agosto a 3 de dezembro, às terças-feiras, das 9h10 às 11h. As inscrições devem ser feitas aqui.

“A maior parte de nossas decisões afeta, direta ou indiretamente, os animais não humanos. O objetivo é discutir as implicações disso e introduzir os conceitos centrais sobre ética animal, tanto as abordagens clássicas, quanto as mais atuais”, explica Carlos Roberto Zanetti, um dos coordenadores do curso e professor do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia (MIP/CCB/UFSC). A atividade está sendo organizada em parceria com o pesquisador Luciano Cunha, da ONG Ética Animal, que ministrará as aulas.

Ao longo do semestre serão apresentados os conceitos de especismo e senciência; argumentos a favor da consideração moral dos animais; diferentes perspectivas teóricas éticas em relação aos animais; diferenças entre a consideração pelos animais e o ambientalismo, entre outros tópicos.

As inscrições devem ser feitas aqui.

Mais informações pelo e-mail ou pelo Facebook.

Tags: animaiscurso de extensãoDireitos animaiséticaextensãomoralUFSC

Disciplina da UFSC apresenta perspectiva inovadora sobre uso de animais na ciência

28/06/2019 17:28

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

No segundo semestre de 2019, o departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina (MIP/CCB/UFSC) oferecerá, pela terceira vez, uma disciplina inédita na maioria das instituições de ensino brasileiras: “Aspectos Éticos em Pesquisa e Ensino com Animais”. O professor responsável, Carlos Roberto Zanetti, decidiu ofertá-la como matéria optativa do curso de Ciências Biológicas por considerar fundamental proporcionar aos estudantes da graduação uma reflexão crítica sobre questões éticas envolvendo o uso de animais no meio acadêmico. “Esse tema diz respeito a todos nós, mas sobretudo aos estudantes cujas profissões lidam diretamente com animais não-humanos. É um debate que vem crescendo nos últimos tempos em nível mundial, mas ainda é raramente abordado em nossas universidades”, afirma o docente.

A disciplina teve boa receptividade desde quando foi oferecida pela primeira vez, no segundo semestre de 2017. Os 30 estudantes matriculados tiveram 36 horas de aula com a participação de convidados de diferentes áreas do conhecimento, como Filosofia e Direito. A primeira versão da ementa apresentava uma perspectiva abolicionista – com argumentos pela extinção do uso de animais para qualquer finalidade – e alguns alunos chegaram a solicitar que o professor incluísse no programa uma perspectiva pró-vivisseccionista – isto é, favorável à dissecação de animais vivos. Zanetti se contrapôs: “Isso eu não vou fazer. Vocês já têm isso durante toda a graduação. Aqui vocês terão contato com uma visão contrária a essa visão hegemônica. Meu objetivo é apresentar-lhes outras possibilidades. Essa disciplina é uma oportunidade incrível de conhecerem um outro ponto de vista.”
(more…)

Tags: animaisCarlos ZanettidisciplinaensinoéticapesquisaUFSCvivissecção

2º Ciclo de Debates sobre Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca ocorre no dia 16

01/10/2018 11:08

O Observatório de Justiça Ecológica (OJE) promove o II Ciclo de Debates sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca, no dia 16 de outubro, das 19 às 22h. Com o tema “A defesa ética, biológica e jurídica do direito das baleias franca à maternidade”, o evento será realizado no auditório do Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal de Santa Catarina (CCJ/UFSC).

Os palestrantes serão Paula Bruggër, do Departamento de Ecologia e Zoologia (ECZ); Luiz Augusto Farnetani, biólogo estudioso do berçário há vinte anos;  Renata Fortes, advogada; e Letícia Albuquerque, do Departamento de Direito (CCJ). A atividade ainda conta com a participação da ACAPRA – Associação Catarinense de Proteção aos Animais e da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais.

O evento é gratuito e aberto à comunidade. Serão arrecadadas doações de um quilo de ração para cães.

(more…)

Tags: Baleia FrancabiologiaCCJCentro de Ciências Jurídicas (CCJ)direito das baleiasDireitos animaiséticaII CICLO DE DEBATES SOBRE APA DA BALEIA FRANCAmaternidadeObservatório da Justiça EcológicaUFSC

UFSC recebe seminário ‘Ética Profissional na Atuação do Biólogo’

31/10/2017 11:15

Semináro ocorre na manhã desta terça-feira. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC

A Universidade Federal de Santa Catarina recebe, na manhã desta terça-feira, 31 de outubro, o seminário “Ética Profissional na Atuação do Biólogo”, uma parceria do Conselho Regional de Biologia da 3ª Região (CRBio-03) com a coordenação dos cursos de Ciências Biológicas da UFSC. O encontro ocorre no auditório do Espaço Físico Integrado (EFI). 
(more…)

Tags: biólogoéticaÉtica Profissional na Atuação do BiólogoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Seminário na UFSC irá discutir ética profissional na atuação do biólogo

30/10/2017 14:40

A coordenação dos cursos de Ciências Biológicas da UFSC irá promover o seminário “Ética Profissional na Atuação do Biólogo”, em parceria com o Conselho Regional de Biologia da 3ª Região. O evento será realizado no dia 31 de outubro, terça-feira, a partir das 8h, no Espaço Físico Integrado (EFI). 

Os painelistas irão discutir a Ética Profissional e a Resolução CFBio 227/2010 nas três áreas de atuação do biólogo: Saúde; Meio Ambiente e Biodiversidade; Biotecnologia e Produção. O evento é gratuito, mas as vagas são limitadas.

Mais informações e inscrições no site.

Tags: biologiaéticaÉtica Profissional na Atuação do BiólogoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Observatório de Ética Jornalística faz 8 anos e lança livro gratuito

11/10/2017 09:08

O Observatório da Ética Jornalística (objETHOS), projeto do Departamento de Jornalismo da UFSC, completa oito anos de existência lançando o e-book Ética, Mídia e Tecnologia: entrevistas internacionais. Com download gratuito, o volume reúne 15 entrevistas com alguns dos maiores especialistas em ética e jornalismo no mundo: Charles Ess, Stephen Ward, Elena Real Rodrigues, Javier Darío Restrepo, Carlos Camponez, Adriana Amado, Rafael Capurro, entre outros.

As entrevistas foram feitas pela equipe do objETHOS ao longo deste ano e tratam dos temas mais atuais da ética da comunicação.

Baixe o livro em: https://goo.gl/XaWH15

 

Tags: éticajornalismoobjETHOSobservatórioUFSC

UFSC sedia seminário ‘Ética, Ciência e Direitos: por uma sociedade civil soberana’

25/09/2017 10:55

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFSC promove o seminário “Ética, Ciência e Direitos: por uma sociedade civil soberana”, no dia 27 de setembro, quarta-feira. O evento será realizado no Auditório da Reitoria, a partir das 13h15, e envolve representantes de instituições científicas e governamentais, indígenas, quilombolas, antropólogos, juristas, jornalistas e outros profissionais e ativistas de diversas organizações.

Mais informações pelo Facebook

Tags: direitoséticaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Pesquisadoras da UFSC participam de evento internacional na Universidade de Oxford

25/07/2017 18:13

Três pesquisadoras representaram a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na quarta edição da Escola de Verão do instituto Oxford Center of Animal Ethics, na Universidade de Oxford, Inglaterra. As professoras Letícia Albuquerque (CCJ) e Paula Brügger (CCB), e a mestranda Gabriela Carvalho, apresentaram o trabalho “Fur trade in Brazil: changing legislation” (Comércio de pele no Brasil: mudanças na legislação).

O tema do evento, que ocorreu entre os dias 23 e 26 de julho, foi “The ethics of fur” (A ética da pele). Pesquisadores de dez países participaram das atividades e toda a alimentação servida era vegana — sem nenhum ingrediente de origem animal.

Sobre o evento

A cada ano, mais de 60 milhões de animais são mortos e vendidos pela indústria internacional de pele. Isso representa um dos maiores usos de animais na atualidade. Nesse contexto, a Escola de Verão teve por objetivo debater a ética no tratamento de animais mortos por suas peles ao redor do mundo.

Durante os quatro dias do evento, diversas abordagens sobre o tema foram apresentadas: o sofrimento animal na produção de peles; métodos de abate; o comércio internacional de pele de animais; as consequências ambientais da indústria de pele internacional; o uso de peles na moda; o papel do comércio internacional; a divulgação midiática do uso de peles etc.

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC

 

Tags: animaléticainternacionalOxfordUFSC

Debate sobre ética e direitos animais inaugura atividades do Observatório de Justiça Ecológica

14/08/2016 13:30
Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC

Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC.

A palestra de lançamento do livro “Ética e Direitos dos Animais”, ocorrida na quarta-feira, 10 de agosto, inaugurou as atividades do Observatório da Justiça Ecológica (OJE) e marcou os três anos da disciplina Direitos Animais, ministrada pela professora Letícia Albuquerque no curso de Direito. Para o evento, foram convidados três autores e professores do departamento de Filosofia da UFSC: Delamar José Volpato Dutra, Maria Alice da Silva e Sônia T. Felipe.

Delamar fez uma breve introdução da obra, contextualizando historicamente a ética animal que, segundo o professor, caminha de uma “versão bem-estarista” para uma “versão dos direitos”: “Não faz muita diferença, para a argumentação dos direitos, dizermos ‘você é um animal humano’ ou ‘você é um animal não-humano’. O problema para a concessão, atribuição ou declaração de direitos vai existir do mesmo modo.”

Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC.

Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC.

Maria Alice prosseguiu na mesma linha de raciocínio, ressaltando os avanços no campo jurídico em relação aos direitos animais: “Antes, era considerado estranho dizer que os animais têm direitos. Dizia-se que o direito é sempre correlato, isto é, só é possível conceder direitos àqueles que têm obrigações. Como os animais não têm obrigações, não deveriam ter direitos. Hoje, ouve-se muito menos esse argumento pois se reconhece que o conceito de direitos não é tão estreito. Apenas uma parte desse dispositivo que o sistema jurídico oferece funciona assim. Mas existe outra parte, onde os animais podem ser incluídos, assim como os humanos incapazes de escolha.”

A seguir, Sônia abordou a importância de alguns pensadores ingleses para o desenvolvimento dos direitos animais: “Por toda a história, os animais sempre foram sujeitados aos direitos dos seus donos, jamais eram considerados sujeitos de direitos. A filosofia acadêmica era avessa a tudo que não fosse antropocentrismo elitista. Somente os filósofos livres em seu pensar é que puderam, pela primeira vez, considerar os animais. Eles colocaram em pauta uma nova filosofia, uma nova ética.” A professora argumentou que todas as grandes teologias são “hierarquizantes, antropomorfizantes, antropocentristas e, consequentemente, também especistas”. O especismo é a discriminação de um indivíduo por conta de sua espécie. Não conceder direitos aos animais que não pertencem à espécie humana é, portanto, especismo: um ato tão discriminatório quanto o racismo ou o machismo.

Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC.

Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC.

“Os direitos são declarados universais, mas são pautados sobre os interesses de poucos humanos”, afirma Sônia. A professora defende que a atribuição de direitos deve estar fundada nos conceitos de vulnerabilidade e singularidade. “Aí não importa a aparência externa. Esse argumento questiona toda a moral tradicional, a igreja, a jurisprudência, a arte. Questiona todos que pautam a ética na aparência externa do sujeito. Precisamos de um parâmetro que não seja religioso e hierarquizante. Se realmente queremos defender os direitos dos animais, precisamos de conceitos novos.”

Mais informações pelo e-mail , pelo site ou pelo Facebook do OJE.

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: Direitos animaiséticaÉtica e Direitos Animaislançamento de livroObservatório de Justiça EcológicaOJEUFSC

Lançamento do livro ‘Ética e Direitos Animais’ ocorre nesta quarta-feira

08/08/2016 16:10

imageNesta quarta-feira, 10 de agosto, ocorre o lançamento do livro Ética e Direitos dos Animais, publicado pela Editora da UFSC. O evento, promovido pelo Observatório da Justiça Ecológica (OJE), começa às 10h, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ). A obra reúne uma coletânea de artigos de diferentes pesquisadores brasileiros, com diversas abordagens sobre o tema. Três autores, professores do departamento de Filosofia da UFSC, ministrarão a palestra de lançamento: Delamar José Volpato DutraMaria Alice da Silva e Sônia T. Felipe. A atividade é gratuita e aberta ao público.

Sobre a obra

“Este livro não visa, primariamente, oferecer uma exposição histórico-sistemática de teorias da ética animal. Ainda que se refira à obra de autores hoje considerados clássicos no campo, a finalidade dos textos que integram esta coletânea é abordar os problemas contemporaneamente discutidos por pesquisadores da filosofia moral quando se debruçam sobre questões éticas que se originam das relações entre humanos e não humanos.”

Etica-Direitos-AnimaisServiço

O que: Lançamento do livro “Ética e Direitos Animais”.

Quando: 10 de agosto, quarta-feira.

Onde: Auditório do CCJ.

Mais informações pelo e-mail  ou pelo Facebook.

Tags: CCJDireitos animaiséticalançamento de livroObservatório da Justiça EcológicaOJEUFSC

Palestra aborda importância dos comitês de ética na pesquisa com humanos

17/03/2014 15:56

Pesquisadores que realizam estudos envolvendo seres humanos devem ficar atentos: cada vez mais as agências de fomento de pesquisa e as revistas científicas devem exigir a documentação que comprova que a pesquisa passou pela avaliação de um comitê de ética. Esse é o principal alerta da professora Lêda Maria Braga Tomitch, do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e membro do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFSC.  A professora foi convidada pelo Programa de Pós-Graduação em Inglês para proferir a palestra “Pesquisa Envolvendo Seres Humanos: O Sistema CEP/CONEP”.


(more…)

Tags: CEP/CONEPCEPSHComitê de Ética em Pesquisa com Seres HumanoséticaUFSC

Ética na pesquisa em cibercultura é tema de palestra nesta sexta-feira

25/11/2013 15:41

O Laboratório de Novas Tecnologias (Lantec) da UFSC promove na sexta-feira, 29 de novembro, às 8h30min, a palestra Ética na Pesquisa na Cibercultura, com Eugênio Trivinho, professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo.

O evento será no auditório do Programa de Pós Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT), localizado no prédio do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM), Blocos Modulares, campus Trindade da UFSC.

(more…)

Tags: CiberculturaéticaUFSC

Jornada Internacional do NIGS terá palestra com Claudia Lee Fonseca nesta sexta

13/09/2013 10:00

O Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividade (NIGS) promove nos dias 12 e 13 de setembro, a Jornada Internacional NIGS: Trabalho de Campo, Ética e Sexualidades, pré-evento do Seminário Internacional Fazendo Gênero 10.

O evento será realizado em dois locais, no Hotel Maria do Mar, localizado no bairro Saco Grande, em Florianópolis, e no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A recepção dos participantes e abertura da Jornada ocorrerá a partir das 15h30min.

Além de palestrantes da UFSC, a Jornada trará representantes de outras instituições brasileiras, e de mais sete países, Argentina, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, México, Moçambique e Uruguai. Serão realizadas rodas de conversa, palestras, e apresentação de trabalhos realizados na área.
(more…)

Tags: éticaFazendo Gênero 10Jornada InternacionalNIGSsexualidadeTrabalho de CampoUFSC

Encaminhamento de novos projetos marca lançamento do PRO-UFSC

20/08/2013 09:41

PRO-UFSC se destina a resguardar a ética e a transparência na Universidade. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O PRO-UFSC, programa destinado a resguardar a ética e a transparência na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi lançado na tarde da segunda-feira, 19 de agosto, com a presença de autoridades da Universidade, da Secretaria da Educação de Florianópolis e de órgãos reguladores federais. O PRO-UFSC nasce com o objetivo de dificultar favorecimentos, desvios, desperdícios e atos de corrupção no âmbito da UFSC.

Durante a solenidade, a reitora Roselane Neckel assinou despachos de dois primeiros projetos de resolução do PRO-UFSC, que ainda serão discutidos pelo Conselho Universitário (CUn). O primeiro deles sugere a criação da Corregedoria-Geral da UFSC e o segundo visa à proteção do patrimônio público e da transparência nas doações realizadas pela UFSC.

(more…)

Tags: éticalançamento de programaPRO-UFSCSeaitransparênciaUFSC

Apufsc-Sindical promove palestra sobre ética pessoal e política nesta quinta

14/05/2013 17:22

O Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc-Sindical) promove a palestra “Ética Pessoal e Ética Política”, com Wesley Collyer, juiz aposentado, escritor e professor universitário, no dia 16 de maio, às 14h, no Auditório da Apufsc-Sindical, Campus Universitário.

Os temas abordados serão: Ética: um paralelo com Liberdade; A ética do cidadão é diferente da ética do político?; Ética da convicção (ou pessoal) x ética política (ou da responsabilidade); Crise ética e corrupção: orgulho de ser brasileiro?; O nosso papel político.
(more…)

Tags: Apufsc-SindicaléticapalestraUFSCWesley Collyer

Livro da EdUFSC sobre seleção de embriões é a melhor tese do País

27/07/2012 16:16
.

Lincoln: "a questão é saber se as obrigações devidas a fetos, crianças e adultos também são devidas a embriões"

Pesquisa sobre uso e seleção de embriões, publicada em livro pela EdUFSC, venceu Grande Prêmio Capes de Teses

O embrião humano não é um de nós, portanto, pode ser criteriosamente usado para pesquisas, finalidades terapêuticas ou simplesmente ser eliminado.  A tese do pesquisador Lincoln Frias, defendida na Universidade Federal de Minais Gerais (UFMG), foi transformada no polêmico livro A ética do uso e da seleção de embriões, lançado pela Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC), dentro da Série Ethica. A obra, viabilizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), agregou novo valor aos leitores: além de vencer o “Grande Prêmio UFMG de Teses de 2011”, a pesquisa que concebeu o livro acaba de ser anunciada como ganhadora do “Grande Prêmio Capes de Teses 2010”, o que significa que a prestigiada Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (Capes), agência de fomento do Ministério da Educação (MECV), considerou o trabalho de Lincoln a melhor tese de toda a área das ciências humanas, sociais e artes do País.

O autor, atualmente professor da Universidade de Alfenas (MG), trata, sem rodeios, de temas caros para a sociedade e a comunidade científica: as pesquisas com células-tronco embrionárias humanas (CTEHs) e com o diagnóstico genético pré-implantação (DGPI), que acontecem no começo da vida humana, ou seja, com o próprio embrião.

– Poucos defenderiam que é aceitável matar seres humanos adultos para beneficiar outros ou que não é imoral matar crianças com problemas de saúde para que apenas os saudáveis sobrevivam. O que une os dois temas, portanto, é que tratam do embrião humano em laboratório, surgido da fertilização artificial, que tem menos de 14 dias e que nunca esteve em um útero. O que interessa saber é que obrigações morais existem em relação a ele. Dito de outra forma, a questão é saber se as obrigações devidas a fetos, crianças e adultos também são devidas a embriões.

O livro analisa, de forma contextualizada, os principais argumentos empregados no debate, superando as opiniões sólidas das supostamente insustentáveis. Ao contrário dos “concepcionistas”, que acreditam que o embrião é um de nós, o pesquisador pensa que, “por reduzir significativamente a incidência de doenças hereditárias e anomalias cromossômicas”, a seleção de embriões é boa para todos (“pais, filhos, e sociedade em geral”). Embora deixe o debate na roda, Lincoln Frias não enxerga nenhuma razão consistente para acreditar que um embrião de até 14 dias goze do direito à vida. A tese confronta aqueles que defendem que embriões humanos adquirem “situação moral (status) igual aos seres humanos adultos”. O cientista reforça a sua tese lembrando que os embriões depois de 14 dias “não são de grande utilidade nem para a derivação de células-tronco nem para fertilização in vitro”.

O livro, contudo, parte do pressuposto de que o respeito à pessoa precisa prevalecer diante da maximização da utilidade. “A morte de embriões não deve ser vista como uma ofensa a um direito porque o embrião, assim como o esperma e o óvulo, não pode ser considerado um sujeito de direito, um de nós, mas sim uma condição para que um de nós exista e, embora seja errado matar um de nós, não é errado impedir que um de nós exista”.

.

Lincoln (branco) conversando com leitores durante a Feira de Livros da UFSC, ocorrida em março deste ano

A tese, em resumo, mostra que a seleção de embriões é moralmente aceitável, cientificamente defensável e humanamente desejável. Tudo, segundo o autor, respeitando critérios, princípios e limites éticos.

A capacidade de autocontrole, a racionalidade e autoconsciência são características que definem uma pessoa. “O problema é que o embrião está incrivelmente longe de possuía-las. Afinal de contas, ele não possui um único neurônio que seja”.Para validar sua tese, Lincoln apresentou, em artigo recente, um dilema aos leitores:

-Se há um incêndio em uma clínica de fertilização e você precisa decidir entre salvar dois embriões ou uma criança de três anos, quem você escolheria? Nunca encontrei alguém que salvasse os embriões, mesmo que fossem cem ou mil. Se você também pensa assim, o leitor não acredita realmente que eles tenham direito à vida.

Faltou perguntar, talvez, ao concepcionista!.

Doutor em Filosofia pela UFMG e docente da Universidade de Alfenas (Unifenas), Lincoln Frias integra o Grupo de Trabalho de Ética da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (Anpof). Especialista em ética prática (aborto, genética, direitos dos animais) o autor esclarece que o seu livro “não é exaustivo nem definitivo; seu objetivo foi apenas dar uma contribuição para a discussão sobre o uso e a seleção de embriões”, um debate controverso e certamente, interminável. Lincoln, embora convicto e convincente, não quer parecer o dono da verdade.

 

Moacir Loth / Jornalista da Agecom / UFSC

 

Obra: A ética do uso e da seleção de embriões
Autor:
Lincoln Frias
Editora:
EdUFSC – Fapemig
Série
Ethica
266 p.
R$ 36,00

Contatos: , www.editora.ufsc.br ou (48) 3721-9408.
Contato com o autor:

Tags: células-troncoEdUFSCéticaGrande Prêmio Capes de Teses

Ética e estética em junho no CCE

20/04/2012 11:44

Já começaram pelo site http://fluxosliterarios.blogspot.com.br/ as inscrições como ouvinte ou com apresentação de trabalho para o “Congresso Internacional Fluxos Literários: ética e estética”, a ser realizado nos dias 12 e 13 de junho de 2012 no Centro de Comunicação e Expressão pelo programa de Pós-Graduação em Literatura da UFSC. Mais informações pelo fone (48) 3721-9288.

Tags: congressoEstéticaéticaUFSC

Comissão de Ética dos jornalistas

12/12/2011 11:02

Empossada a nova direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa, a categoria elegeu a Comissão de Ética: Moacir Loth (Agecom/UFSC)), Marcos Antônio Bedin (Chapecó), Eumar Francisco da Silva (Blumenau) e Oldemar Olsen Júnior (Rio Negrinho) e Mylene Margarida (Florianópolis). Não houve indicação de suplentes. Os cinco integrantes foram eleitos por aclamação. O mandato é de três anos. Mais informações no site do http://www.sjsc.org.br.

Tags: éticajornalistas

1º Seminário Brasil-Argentina de Pesquisa e Investigação em Jornalismo

11/05/2011 08:12

Estão abertas a partir de hoje, 11 de maio, as inscrições para o 1º Seminário Brasil-Argentina de Pesquisa e Investigação em Jornalismo. O evento será nos dias 09 e 10 de junho na Universidade Federal de Santa Catarina. As inscrições, gratuitas e limitadas a 150 vagas, podem ser feitas através do site www.bapijor.ufsc.br, onde também estão disponíveis mais informações e a programação completa.
(more…)

Tags: éticajornalismoseminário