Pesquisadores da UFSC recriam perfume de Cleópatra

18/07/2023 13:56

Exposição do laboratório Quimidex traz curiosidades sobre o mundo das fragrâncias

Para ler a reportagem especial em formato multimídia, clique aqui.

Material de trabalho de um perfumista. Foto: Crizan Izauro.

Letra imortalizada pelo grupo de axé É O Tchan, a famosa “mistura do Brasil com Egito”, se resultasse em um insumo, não seria outro senão o perfume. Isso porque Cleópatra e a população brasileira compartilham da mesma paixão. O apreço por aromas tornou o país o segundo maior mercado consumidor de fragrâncias, atrás apenas dos Estados Unidos, conforme divulgado pela empresa de consultoria Euromonitor International. Já a rainha, conhecida pelo fascínio por essências aromáticas, elegeu o perfume mendesiano como um de seus preferidos – o nome remete à cidade de Mendes, no Antigo Egito.

Mais de 3 mil anos depois, cientistas alemães recriaram e divulgaram os ingredientes da loção de Cleópatra. Composta por canela, óleo de balanos, resinas e mirra, a fórmula também foi replicada pela equipe do laboratório Quimidex, grupo de extensão e pesquisa vinculado ao Departamento de Química da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O perfume da rainha do Egito é apenas uma das curiosidades que você pode conhecer (e sentir!) na exposição permanente “A química dos perfumes”, localizada no térreo do bloco Espaço Físico Integrado (EFI) e aberta à comunidade acadêmica e geral. Na visita interativa, integrantes do laboratório explicam desde a história das fragrâncias até processos químicos que levam à extração de óleos essenciais. E prepare-se para sair de lá com o olfato aguçado: visitantes são convidados a experimentar os diversos odores que compõem as famílias aromáticas.

Para agendar a sua visita, entre em contato com o Quimidex pelo e-mail quimidex.visitas@gmail.com ou no telefone (48) 3271-4460. O laboratório também oferta oficinas temporárias sobre tingimento, história do fogo e ensino de química, entre outros temas. Mais informações no site.

A seguir, você conhece um pouco sobre os cinco módulos da exposição.

De Cleópatra a inteligência artificial

Com origem no latim, a palavra perfume significa fumaça e está associada à descoberta do fogo, quando deuses eram homenageados através da queima de vegetais perfumados. No entanto, os aromas não ficaram restritos aos rituais religiosos. Já no Egito, há cerca de 3 mil anos antes de Cristo, fragrâncias se popularizaram para uso pessoal na forma de águas perfumadas, óleos essenciais e incensos.

Aperfeiçoada por novas técnicas de extração desde os gregos, a arte da perfumaria chega aos dias atuais contando até mesmo com o uso de inteligência artificial. “Empresas têm usado essa ferramenta para encontrar tendências e novas combinações de notas que perfumistas às vezes não pensam”, explica Anelise Regiani, professora do curso de Química da UFSC e uma das coordenadoras do Quimidex. Mas, embora seja de uso constante nas casas de perfumaria, a inteligência artificial não substitui o trabalho humano. “No final, tudo passa pelo nariz do perfumista”.

Paixão nacional

O Brasil é o segundo maior mercado consumidor de perfumes em termos de valores monetários, afirma Regiani. “Mas quem é da área acredita que, em termos de unidade comercializada, a gente bate o primeiro lugar”. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o setor movimentou US$ 1,5 bilhão em 2022, com alta nas importações e exportações.

Diversidade de fragrâncias brasileiras são reflexo de um mercado em expansão. Foto: Dairan Paul

É a formação cultural do país que explica tamanha paixão pelos aromas. O hábito do banho, por exemplo, é uma herança dos povos originários indígenas, detentores de amplo conhecimento sobre o uso de ervas na higiene pessoal. Já a cultura africana advinda dos negros escravizados utilizava plantas aromáticas em ritos religiosos, com fins de purificação e cura de doenças.

Desse cruzamento histórico resulta o fascínio brasileiro por borrifar o corpo, a roupa e a casa com os mais diversos aromas. “Gostamos de pôr perfume em tudo, até no inseticida”, ri a coordenadora do Quimidex. O costume mantém pujante a indústria, já que 90% dos consumidores brasileiros compram perfumes nacionais, indica o Sebrae.

Quem se aventurar pela exposição do Quimidex também poderá sentir o cheiro de diferentes matérias-primas da Amazônia. Que tal provar a fragrância amadeirada da priprioca? O adocicado do cumaru, conhecida como a baunilha brasileira? Ou então o óleo essencial de pau-rosa, que serve de ingrediente para o famoso perfume francês Chanel Nº 5?

Cheiro de vó

Além de conhecer a história do perfume no Brasil, visitantes serão apresentados a fragrâncias internacionais e vão ter uma prova das notas que compõem nossas famílias olfativas – como a cítrica e a floral. Também entenderão de que forma a gordura pode ser utilizada para extrair os óleos essenciais de pétalas de rosa, a partir da técnica de enfleurage.

Outro módulo dedica-se a explicar os processos bioquímicos do olfato. Quem nunca ouviu que certos odores têm “cheiro de vó”? Alguns aromas trazem lembranças de pessoas ou lugares por conta da memória olfativa, resultado da poderosa conexão entre cérebro e olfato.

Sobre o Quimidex

A equipe do Quimidex está pronta para receber visitantes e contar a história dos perfumes. Foto: Crizan Izauro.

Em atividade há mais de 20 anos, o Quimidex atua como um laboratório de divulgação científica. Alunos de graduação do curso de Química da UFSC, entre bolsistas e voluntários, são responsáveis por conduzir visitantes durante a exposição “A química dos perfumes”. O projeto também oferece oficinas e exposições temporárias, todas abertas a qualquer pessoa interessada, com visitas agendadas.

 

Contato:

Universidade Federal de Santa Catarina,
Espaço Físico Integrado,
Trindade, Florianópolis, SC, CEP 88040-900.
quimidex.visitas@gmail.com
Tel: (48) 3271-4460

 

Dairan Paul | Estagiário de jornalismo / Núcleo de Apoio à Divulgação Científica

Edição: Denise Becker / Núcleo de Apoio à Divulgação Científica

Tags: Anelise RegianiaromaCentro de Ciências Físicas e MatemáticascheirocleópatraDepartamento de QuímicaDivulgação Científicaé o tchanEgitoenfleurageexposiçãomemória olfativaNúcleo de Apoio a Divulgação CientíficaperfumariaperfumeUFSCUFSC CiênciaUniversidade Federal de Santa Catarina

Evento discute desafios científicos e políticos das mudanças climáticas

14/03/2023 17:22

O Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove a aula inaugural Desafios científicos e políticos no enfrentamento da mudança climática global, com o professor Paulo Artaxo, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP). O evento ocorre nesta sexta-feira, 17 de março, às 10h30, no Auditório do EFI, no Campus Universitário Trindade, em Florianópolis. Os participante irão receber certificado de duas horas complementares.

Paulo Artaxo é membro titular da Academia Brasileira de Ciências e pesquisa física aplicada a impactos ambientais, com foco na Amazônia, nas questões de mudanças climáticas globais, na física de aerossóis atmosféricos e na poluição do ar, entre outros assuntos. Além disso, é membro do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) e de sete outros painéis científicos internacionais.

O professor recebeu voto de aplauso do Senado Brasileiro pelo trabalho científico em meio ambiente na Amazônia em 2004 e foi participante da equipe do IPCC que foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz de 2007. No mesmo ano, recebeu o prêmio de Ciências da Terra da Academia de Ciências dos Países em Desenvolvimento (TWAS) e o Prêmio Dorothy Stang, outorgado pela Câmara Municipal de São Paulo.

 

Com informações da Fapesp

Tags: Centro de Ciências Físicas e Matemáticasmudanças climáticaspalestraUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Inscrições abertas para oficina de hidromel no Departamento de Química

09/12/2019 13:12

O projeto Divulgando a Química por Meio da Cerveja Artesanal (Cerveja “comCiência”) do Departamento de Química da UFSC promove a Oficina de Hidromel para Iniciantes, neste sábado, dia 14. A atividade será realizada no próprio Departamento, no Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM), com inscrições gratuitas pelo e-mail do grupo. A oficina será ministrada pelo bolsista do projeto, Gabriel Laus de Oliveira, graduando em Química.

As inscrições podem ser feitas no e-mail: cervejacomciencia@gmail.com ou no site.

Mais informações na página.

Tags: Centro de Ciências Físicas e MatemáticasCFMDepartamento de QuímicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Matemática abre vagas para monitoria em sete disciplinas

09/08/2019 12:45

O Departamento de Matemática do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou nesta sexta-feira, dia 9, a abertura de vagas de monitoria para sete disciplinas. Os estudantes interessados devem comparecer à secretaria do departamento para se inscreverem na avaliação de admissão. O horário de expediente da secretaria é das 8h às 12h e das 13h às 18h.

A data de avaliação será na próxima terça-feira, dia 13, a partir das 18h, no auditório Airton Silva, no Departamento de Matemática. As disciplinas que terão vagas de monitoria são: MTM3100 – Pré Cálculo; MTM3101 – Cálculo 1; MTM3102 – Cálculo 2; MTM3103 – Cálculo 3; MTM3104 – Cálculo 4; MTM3111 – Geometria Analítica; e MTM3112 – Álgebra Linear.

Mais informações no site do departamento.

Tags: Centro de Ciências Físicas e MatemáticasCFMmatemáticamonitoria

Pós-graduação em Matemática Pura e Aplicada da UFSC ganha destaque em publicação

01/12/2018 09:18

O Programa de Pós-Graduação em Matemática Pura e Aplicada (PPGMPA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) recebeu destaque em newsletter da Sociedade Brasileira de Matemática. A aprovação do projeto “Internacionalização da Matemática e interação com Física e Engenharias” do PPGMPA, como subprojeto da UFSC no âmbito do edital Print Capes foi o assunto principal abordado.

Segundo o coordenador, professor Daniel Gonçalves, a implementação do projeto permitirá ao programa ampliar a forte internacionalização efetivada em anos recentes, garantindo bolsas de doutorado sanduíche, pós-doutorado, atração de jovens talentos e professores sênior do exterior, além de ampliar as verbas para missões de trabalho e estudo internacionais.

A newsletter completa está disponível no link.

Tags: Centro de Ciências Físicas e MatemáticasCFMPPGMPAPrograma de Pós-Graduação em Matemática Pura e AplicadaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Oceanografia 10 anos: curso reúne importantes projetos na área de Ciências do Mar

19/09/2018 17:09

A criação de uma comissão para elaborar o projeto pedagógico de um curso na área de Ciências do Mar na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) surgiu como uma resposta da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) ao movimento de divulgação da área, iniciado pelo único grupo local especializado no campo, o MarUFSC, em agosto de 2006. 

O MarUFSC uniu cerca de 50 professores e técnicos-administrativos de diferentes departamentos com o objetivo de fomentar o estudo e pesquisa na área. O grupo funcionou entre 2003 e 2005 e promoveu debates e ações de integração entre os pesquisadores que já estudavam o campo da Oceanografia. O crescimento da mobilização representou para a Universidade a necessidade de um curso específico para os estudos relacionados ao mar.
(mais…)

Tags: Centro de Ciências Físicas e MatemáticasCentro de Filosofia e Ciências HumanasCFHCFMCiências do MarDepartamento de GeociênciasMarUFSCoceanografiaPró Reitoria de Ensino de GraduaçãoVeleiro ECO

Palestra sobre padrões de circulação em águas rasas ocorre nesta sexta no CFM

11/06/2018 11:59

A palestra “Padrões de circulação em águas rasas – litoral norte do Rio Grande do Sul” organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Oceanografia (PPGOceano) será realizada nesta sexta-feira, dia 15 de junho, às 10h, no Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT), no Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) da UFSC. 

As inscrições podem ser feitas no site http://inscricoes.ufsc.br/palestra-ppgoceano-06-2018.

Tags: Centro de Ciências Físicas e MatemáticasCFMPPGECTPPGOceanoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Palestra ‘Modelos não-paramétricos e semi-paramétricos em Estatística: teoria e aplicações’ ocorre dia 27

22/03/2018 08:32

A palestra ‘Modelos não-paramétricos e semi-paramétricos em Estatística: teoria e aplicações’, ministrada pelo professor Carlos Brunet Martins-Filho da Universidade do Colorado, ocorre dia 27 de março, às 14h, no auditório da Química, no Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM).
(mais…)

Tags: Carlos Brunet Martins-FilhoCentro de Ciências Físicas e MatemáticasModelos não-paramétricos e semi-paramétricos em EstatísticapalestraUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

PET Matemática promove minicurso de LaTeX nos dias 28 e 29

22/06/2017 12:48

O Programa de Educação Tutorial (PET) Matemática da UFSC promove o minicurso de LaTeX. As aulas ocorrerão no laboratório de informática do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) em dois dias, das 18h30 às 20h. No dia 28 será abordado a inserção de tabelas, estruturas textuais e preâmbulos. No dia 29, os temas tratados serão: a criação de novos ambientes, ambientes matemáticos e beamer.

As inscrições custam 20 reais e devem ser feitas até o dia 28, às 12h, na sala do PET Matemática, corredor B, no CFM.

Mais informações por e-mail grupo@pet.mtm.ufsc.br ou por telefone (48)3721-4595.

Tags: Centro de Ciências Físicas e Matemáticasminicurso de LaTeXpet matemáticaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Novo bloco do Centro de Comunicação e Expressão é inaugurado nesta segunda

26/02/2016 12:28
Foto: Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC

Foto: Henrique Almeida/Agecom/DGC/UFSC

O novo prédio do Centro de Comunicação e Expressão (CCE), Bloco D, que começou a ser erguido em março de 2013, será inaugurado nesta segunda-feira, 29 de fevereiro, às 10h. Localizado atrás do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM), com 4.611,69 m² de área construída, o edifício de oito andares, orçado em cerca de R$ 13 milhões, atenderá, preferencialmente, os cursos de Artes Cênicas, Cinema e Design. Os recursos para a construção vieram do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que ampliou o acesso à educação superior e a permanência nela.

O Bloco D atenderá a demanda de mais espaço físico para os cursos de graduação e pós-graduação do centro. Os quatro primeiros andares contarão com laboratórios e salas de aula com isolamento acústico, para os cursos de Cinema e Artes Cênicas. O quinto será destinado ao curso de Design, com salas de aula, laboratório de informática e sala de projetos. O sexto andar será administrativo, e abrigará a Secretaria e as coordenações de curso, midiateca e sala de reuniões. Os dois últimos vão abrigar gabinetes para cerca de 66 professores.

Tags: Bloco DCCECentro de Ciências Físicas e MatemáticasCentro de Comunicação e ExpressãoCFMcinemanovo prédio