Livro Desloucar-se é publicado em dois volumes pela Revista ClimaCom

02/05/2018 11:36

O professor do Departamento de Metodologia de Ensino (CED/UFSC), Leandro Belinaso Guimarães, é um dos organizadores do livro Desloucar-se, publicado pela Revista ClimaCom Cultura Científica – pesquisa, jornalismo e arte (Unicamp). Os dois volumes estão disponíveis para download gratuito no endereço eletrônico http://climacom.mudancasclimaticas.net.br/?page_id=4402. A publicação é resultado de uma chamada pública coordenada pelo Grupo de Pesquisa Tecendo e tem por objetivo pensar, através da ficção e da arte, os deslocamentos contemporâneos em tempos de mudanças climáticas.
(mais…)

Tags: CEDDepartamento de Metodologia de EnsinoDesloucar-seLivro Desloucar-seRevista ClimaComUFSC

Filmes legendados contribuem para melhora em desempenho de leitura

13/07/2015 08:53

De acordo com pesquisa do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), disponibilizada no QEdu – portal que reúne dados sobre a qualidade de aprendizado dos estudantes da rede pública –, apenas 40% dos alunos de 5º ano e 23% dos de 9º ano apresentam nível proficiente ou avançado no estudo de Língua Portuguesa, considerando-se suas pontuações na Prova Brasil de 2013. Santa Catarina – estado com o maior indicador de aprendizado adequado – apresenta índice acima da média nacional: 56% dos alunos de 5º ano e 27% dos de 9º ano possuem nível proficiente ou avançado na disciplina. A dificuldade das crianças e adolescentes com a leitura motivou a tese de Silvane Daminelli, defendida em 2014, do Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), orientada pela professora Ana Cláudia de Souza, do Departamento de Metodologia de Ensino. A pesquisadora apresentou quatro curtas-metragens legendados para melhorar a leitura dos alunos da Escola de Educação Básica Pedro Simon, de Ermo, sul de Santa Catarina.

A pesquisa foi realizada em 2012, em duas turmas de 5ª série, atual 6º ano. Dos 56 alunos, 21 foram considerados como de baixo desempenho e maior dificuldade de aprendizagem, de acordo com o corpo docente da instituição. Os estudantes, entre 11 e 16 anos, apresentavam problemas referentes à escrita, leitura, produção de textos e cálculo. Focando a dificuldade dessas crianças em ler, Silvane Daminelli propôs uma nova forma de leitura, usando filmes estrangeiros legendados como maneira de ensinar Língua Portuguesa. O resultado foi positivo: dos 21 alunos iniciais com baixo desempenho apenas sete continuaram apresentando dificuldades, e 60% deles compreenderam os textos fílmicos por meio da leitura das legendas. Com isso, a pesquisadora demonstrou que mesmo os alunos que apresentam histórico de desempenho abaixo do esperado podem evoluir com atividades diferenciadas.

Ana Cláudia de Souza explica que a opção pelos curtas-metragens foi tomada, pois ela e Silvane Daminelli tinham “um universo de não leitores e precisavam operar de modo que [a atividade] tocasse afetivamente e despertasse o interesse dos alunos”. “A legenda tem um tempo de leitura predeterminado, o que exige muito da capacidade do leitor”, completa a orientadora. Os curtas-metragens tornaram possível trabalhar com um texto completo. Se tivesse sido exibido um longa-metragem, a atividade teria de ser feita em partes, o que  poderia causar fadiga aos alunos.

O curta-metragem O monge e o macaco foi o segundo a ser apresentado. Foto: Jair Quint/Agecom/DGC/UFSC

Os quatro filmes foram escolhidos com base na faixa etária da turma, gostos, dados obtidos pela aplicação de um questionário socioeconômico, tempo de duração e capacidade leitora dos alunos. O primeiro curta, Os fantásticos livros voadores do senhor Morris Lessmore (The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore / William Joyce e Brandon Oldenburg / EUA, 2011), não possui falas nem legendas, mas serviu de preparação para os outros. O segundo foi O monge e o macaco (The Monk and the Monkey / Brendan Carroll, Francesco Giroldini e Shant Ergeninan / EUA, 2010), seguido de Batman, sem saída (Batman Dead End / Sandy Collora / EUA, 2003), o mais atrativo aos estudantes, mas também o que exigia maior atenção às legendas. O último, A lenda do espantalho (La Leyenda del  Espantapájaros / Marco Besas / Espanha,  2005), foi o mais complexo. Cada filme foi exibido duas vezes.

Além da exibição dos filmes, a pesquisa contou com mais três etapas: um questionário para testar a compreensão da obra, um processo devolutivo e protocolos verbais. O questionário foi composto de um número variado de questões sobre cada curta, que exigiram respostas discursivas quanto à sua mensagem principal e ao enredo. O processo devolutivo, feito após a segunda exibição, permitiu aos alunos alterarem as respostas caso o quisessem. Por último, os protocolos verbais foram discussões em classe, que possibilitaram aos alunos discutirem verbalmente o filme, sem fazer uso da escrita. Silvane conta que, entre a exibição do segundo e do terceiro curta-metragem, alguns alunos começaram a frequentar a biblioteca pedindo orientações e indicações de leitura, e a se dirigirem diretamente ao auditório onde eram exibidos os filmes, para que conseguissem sentar nos melhores lugares. Para a pesquisadora, isso demonstra o aumento do interesse dos alunos e a familiaridade que desenvolveram com o que antes era uma grande dificuldade, a leitura.

Após os resultados da pesquisa, a professora de História da Escola de Educação Básica Pedro Simon também aderiu à proposta e apresentou filmes durante as aulas para melhorar o desempenho dos alunos. No entanto, Ana Cláudia de Souza aponta que “a proposta não é de que a escola fique em filmes legendados, mas sim de que ela ofereça, cada vez mais, o texto escrito – que, naquele momento, ainda estava muito distante dos alunos”.

 

Para assistir aos curtas-metragens, clique nos links:

Os fantásticos livros voadores do senhor Morris Lessmore: https://www.youtube.com/watch?v=Ad3CMri3hOs

O monge e o macaco: https://www.youtube.com/watch?v=0twYQY7H7nU#t=14

Batman, sem saída: https://www.youtube.com/watch?v=9x1smZmYkbo

A lenda do espantalho: https://www.youtube.com/watch?v=46ZMXOV7OhU

 

Mais informações:

Pós-graduação em Estudos de Tradução: (48) 3721-6647

Silvane Daminelli:

 

Laura Fuchs e Tamy Dassoler/Estagiárias de Jornalismo/DGC/UFSC
/

Claudio Borrelli/Revisor de Textos da Agecom/DGC/UFSC

Jair Quint/Fotógrafo da Agecom/DGC/UFSC

Tags: Departamento de Metodologia de Ensinodificuldade em leituraensinoFilmesleituramelhora em desempenho de leituraPós-graduação em Estudos de Tradução

Lançado segundo número de Pesquisar – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia

16/06/2015 13:13

O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia (NEPEGeo) lançou o número 2 de Pesquisar – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia, veículo de comunicação cultural e científica do Departamento de Metodologia de Ensino, do Centro de Ciências da Educação; do Departamento de Geociências, do Centro de Filosofia e Ciências Humanas e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina.

A proposta é reunir periodicamente contribuições de pesquisas e experiências metodológicas da Geografia Escolar, fomentando a construção coletiva dos estudos geoeducacionais e se destina a publicar artigos, notas, relatos de pesquisa e outras contribuições de professores e pesquisadores da Geografia e áreas afins.

A revista está disponível na Incubadora de Periódicos Científicos.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-4508.

 

 

Tags: Centro de Ciências da EducaçãoCentro de Filosofia e Ciências HumanasDepartamento de GeociênciasDepartamento de Metodologia de EnsinoIncubadora de Periódicos CientíficosNEPEGeoNúcleo de Estudos e Pesquisas em Ensino de GeografiaPesquisar – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de GeografiaPrograma de Pós-Graduação em Geografia

Seminário de Estágios e Encontro de Práticas Pedagógicas discutem experiências de alunos de História

01/12/2014 09:58

O V Seminário de Estágios em História e o I Encontro de Práticas Pedagógicas em História – ambos resultado da parceria entre os departamentos de Metodologia de Ensino, do Centro de Ciências da Educação (CED), e o de História, do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) – têm por objetivo divulgar e discutir as experiências formativas e a produção de saberes dos estudantes do curso de História da UFSC realizadas no âmbito de estágios e demais práticas pedagógicas (PCCs, Pibid etc), propiciando um espaço de reflexão a respeito das práticas de ensino de História. O evento vai de 1º a 3 de dezembro, no auditório do CFH. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até segunda-feira. O Seminário dá direito a certificado de 22 horas.
(mais…)

Tags: Centro de Ciências da EducaçãoCentro de Filosofia e Ciências HumanasDepartamento de HistóriaDepartamento de Metodologia de EnsinoUFSCV Seminário de Estágios em História e I Encontro de Práticas Pedagógicas em História