Aplicação promove palestra sobre Jornalismo nesta terça-feira

21/09/2015 13:09

O Colégio de Aplicação (CA) realiza nesta terça-feira, dia 22 de setembro a palestra “Ensino Médio e Jornalismo”, com os jornalistas e ex-alunos do colégio Ricardo Pessetti e Rodrigo Chagas, a partir das 14h no Auditório do Colégio. A conversa é para mostrar aos estudantes como o uso da Língua e da Literatura influencia na formação de jornalista. A ideia é resultado do projeto de pesquisa “O arquivo e a formação docente” e também das aulas de Língua Portuguesa; prioriza alunos de terceiro ano do ensino médio, por estarem em fase de escolha de uma área de estudo e trabalho.

 

Tags: Colégio de AplicaçãoRicardo PessettiRodrigo ChagasUFSC

UFSC promove campanha de doação de medula para estudante do CA

19/08/2015 08:30

João Pedro Aguiar tem 15 anos e é estudante do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2007.  O jovem foi diagnosticado com leucemia em 2013, fez quimioterapia e obteve efeitos positivos. No início de 2015, porém, novo diagnóstico detectou que as células cancerígenas voltaram a aparecer, e que seria necessário realizar o transplante de medula. Nesse ponto, começaram as campanhas para doação, pois a dificuldade de encontrar pessoas compatíveis é grande.

“João Pedro cursa o 9º ano do ensino fundamental e, desde julho, não tem frequentado as aulas porque está em tratamento quimioterápico”, relata George França, coordenador de Comunicação, Divulgação e Eventos do CA. “Estamos organizando mutirões, ao longo desta semana, para ir ao Hemosc (Av. Prof. Othon Gama d’Eça, 756, Centro) fazer testes e doações para ajudar o garoto em sua batalha”, acrescenta.

Conforme consta no site do Instituto Nacional de Câncer (Inca) e na página do Hemosc, os possíveis doadores de medula devem ter entre 18 e 55 anos e uma saúde boa. É coletada uma amostra de sangue que passa por identificação de compatibilidade genética e compõe um cadastro nacional chamado REDOME. Caso seja detectada compatibilidade, o doador é contatado para novos exames de saúde e, então, para efetivar a doação.

Há algumas campanhas buscando doadores para ajudar João em seu Facebook, através de compartilhamentos de amigos e familiares, além da torcida Mancha Azul do Avaí, time do menino. George reforça que “cumprindo os pré-requisitos, basta ter vontade para colaborar”.

Mais informações no site da UFSC, na página de notícias do Colégio de Aplicação.

Gisele Flôres/Estagiária de Jornalismo Agecom/DGC/UFSC

Tags: Colégio de AplicaçãoHemoscJoão Pedro AguiarUFSC

Alunos do Colégio de Aplicação promovem 4ª edição da Expressarte

05/08/2015 08:53

O Espaço Estético do Colégio de Aplicação (CA) inicia o segundo semestre com a 4ª edição da Expressarte, exposição com desenhos e pinturas dos alunos dos ensinos fundamental e médio. A abertura será na sexta-feira, 7 de agosto, às 9h45,  com a apresentação da banda Lemures, musical instrumental dos alunos do 1° ano.

A Expressarte foi idealizada por ex-alunos do Colégio, que há quatro anos auxiliam na difusão artística dentro do ambiente escolar.

Mais informações no site, pelo e-mail  e pelo telefone (48) 3721-2406.

expressarte trad

Tags: Colégio de AplicaçãoEspaço Estético do Colégio de AplicaçãExpressarteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Colégio de Aplicação promove palestra ‘O que é uma escola?’

13/07/2015 08:18

O Laboratório de Ensino de História do Colégio de Aplicação (LEHCA) promove a palestra ‘O que é uma escola?’, com o pesquisador, filósofo da educação e professor da Universidade de Barcelona Jorge Larrosa. Autor de vários livros (Pedagogia ProfanaEducação e Linguagem depois de Babel; e Tremores: escritos sobre experiência, entre outros), Larrosa vem ao CA a convite da professora Karen Christine Rechia.

O evento, gratuito e aberto à comunidade, será realizado na quarta-feira, 15 de julho, às 9h30, no auditório do Colégio de Aplicação.

Mais informações do evento no Facebook.

Tags: Colégio de AplicaçãoLaboratório de Ensino de História do Colégio de AplicaçãoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Projeto Life inaugura etapa de caminhada em busca de integração interdisciplinar

03/07/2015 18:43

“A data hoje não é inauguração de descerrar placa, é de inaugurar um novo modo de relação e novas parcerias”, explicou o professor Hamilton de Godoy Wielewicki, do Departamento de Metodologia de Ensino do Centro de Ciências da Educação, no início de sua fala no evento de apresentação do Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (Life – UFSC; pronuncia-se o i com som de i, não “láife”), na última quarta-feira, dia 1º de Julho, na sala do Laboratório, localizado no bloco B do Colégio de Aplicação da UFSC.

Inauguração LIFE - Foto Henrique Almeida-13O Life começou a funcionar no segundo semestre do ano passado, com o propósito de promover a integração entre Ensino Superior e Educação Básica e aprimorar a formação de educadores. “À medida em que começamos a trabalhar no mesmo espaço e nos esbarrar, surgem interfaces. Estamos criando uma espaço onde educação e superior e educação básica sentam juntas para trabalhar mais integradas, fisicamente falando”, diz Wielewicki.

Além de dois espaços físicos organizados nas dependências do Colégio de Aplicação (CA) e no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), o projeto oferece apoio logístico a projetos (de ensino, pesquisa e extensão) no campo da formação docente. As salas e os equipamentos educativos estão disponíveis para utilização conforme agendamento e as condições descritas no site do laboratório. Os recursos para a realização do projeto, no valor de R$ 477 mil, foram obtidos junto à Capes, no final do primeiro semestre do ano passado. Desde então, o Life já realiza diversas atividades, cursos e oficinas. “O projeto está de pé, agora é a hora de começar a caminhar”, resume Wielewicki.

A caminhada a que ele se refere é atrair mais projetos de diversas áreas de conhecimento. “A construção de laços e parcerias para que os professores possam atuar interdisciplinarmente é um grande desafio para a educação no Brasil e ainda é algo muito difícil na formação dos professores”, acrescena a diretora do Colégio de Aplicação, Josalba Ramalho Vieira. O objetivo da cerimônia de abertura, então, é divulgar o trabalho e potenciais do Life, assim como a possibilidade de efetivo acolhimento de projetos.

Inauguração LIFE - Foto Henrique Almeida-2A diretora ressalta ainda a presença de equipamentos que facilitam a educação inclusiva, com o acolhimento de alunos que têm doenças como paralisia cerebral e outras e podem aprimorar seu aprendizado. “Outro aspecto muito importante aqui é a presença dessas crianças que nos ensinam o que ainda não temos a oferecer”, observa.

Mais informações podem ser obtidas no endereço projetolife.paginas.ufsc.br .

Tags: Centro de Ciências da Educação (CED)Colégio de AplicaçãoLaboratório Interdisciplinar de Formação de EducadoresLIFEndiUFSC

Alunos do Colégio de Aplicação exibem curta de animação no 19º FAM

24/06/2015 10:36

A mostra infantojuvenil do Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM) busca trazer a visão da realidade da criança e do adolescente para as telonas a partir de suas produções autorais. O filme Tamu e seus amigos – navegue nesta aventura, produzido pelos estudantes do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi exibido pela primeira vez na manhã de terça-feira, 22 de junho, no auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos, e volta às telas nesta quarta e quinta-feira, 24 e 25 de junho, às 14h30. A mostra segue até o dia 25 de junho no FAM, com mais duas exibições desse curta, conforme a programação.

Tartaruga do projeto Tamar foi inspiração do curta.

Tartaruga foi inspiração do curta.

A animação conta a história de Tamu, uma tartaruga-verde que enfrenta uma série de obstáculos ao longo da vida, desde seus predadores até a ação humana sobre o meio ambiente e os seres que vivem nele. Tamu sobrevive graças à ajuda de pessoas preocupadas em cuidar dos animais, e esta é a mensagem principal do curta.

A ideia surgiu quando uma tartaruga marinha de pelúcia, Tamu, chegou à sala da turma para aprender a ler e escrever com os alunos. “Os alunos então começaram a pesquisar, ler e estudar sobre as tartarugas, para poder cuidar da Tamu”, conta Mariza Konradt de Campos, professora responsável pela turma. “A presença do colega de pelúcia na sala fez com que a turma desenvolvesse toda uma preocupação para com questões como a biodiversidade marinha, aquecimento global, poluição, extinção de espécies e o respeito às diferenças”, acrescenta.

Os personagens do filme foram pensados a partir de uma horta que os estudantes cultivam no projeto “No quintal da escola”. Daí veio a ideia de utilizar a técnica de stopmotion com elementos do quintal e assim desenvolver a narrativa sobre o cuidado com o meio ambiente. A turma teve aulas sobre pintores e artistas que criaram e utilizaram essa técnica de produção visual antes de iniciá-la.

A direção do curta ficou com a professora Mariza e contou com a parceria do artista plástico Diego de los Campos, na direção de fotografia, montagem e edição. A animação, feita com a técnica de stopmotion, foi elaborada em conjunto pelos dois diretores e tem 4min15s de duração. A trilha sonora é a música “Deixa a tartaruga nadar”, de Guy Marcovaldi e Moriel Costa, tocada pela banda Dazaranha, e foi escolhida pelos próprios alunos.

Fique por dentro da programação e, para mais informações, acesse o site do FAM.

Gisele Flôres/Estagiária de Jornalismo Agecom/DGC/UFSC

Tags: 19º FAMColégio de AplicaçãoFAMFlorianópolis Audiovisual MercosulUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Alunos do Colégio de Aplicação exibem curta de animação no 19º FAM

24/06/2015 08:08

O curta-metragem de animação Tamu e seus amigos: navegue nesta aventura, feito em 2014 pelos alunos do 1º ano A do ensino fundamental do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi um dos 39 filmes selecionados, dentre 385 trabalhos inscritos, para participar do 19º Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM). O curta será exibido nos dias 23 de junho, às 9h; 24, às 14h30; e 25, às 9 horas.

Sob a direção do cineasta uruguaio Diego de los Campos e da professora Mariza Konradt de Campos, o filme conta a história de Tamu, uma tartaruga-verde que sobrevive graças à ajuda de pessoas preocupadas em cuidar da natureza e preservar os animais, e ao trabalho de instituições como o projeto Tamar.

A ideia para a realização do projeto surgiu da chegada de uma tartaruga de pelúcia, trazida do Tamar de Aracaju (SE), utilizada para o ensino de leitura e escrita aos alunos. Como para cuidar do boneco era preciso conhecer as tartarugas marinhas, os estudantes começaram a pesquisar por meio de documentários, textos, palestras, registros, saídas de campo e questionamentos em sala.

Tartaruga do projeto Tamar foi inspiração do curta.

Tartaruga do projeto Tamar foi inspiração do curta.

A presença da tartaruga de pelúcia em sala permitiu, além do incentivo às produções oral e escrita, o estímulo para a turma explorar a biodiversidade marinha e questões como aquecimento global, poluição, extinção de espécies e o respeito às diferenças. Em seu projeto no quintal da escola, os alunos trabalharam o conceito de agrofloresta, plantando hortaliças e árvores frutíferas.

Arcimboldo usava vegetais para seus trabalhos.

Rudolf II of Habsburg, de Giuseppe Arcimboldo.

Surgiu, então, a ideia de fazer um filme usando a técnica do stopmotion e esculturas feitas de elementos do quintal, como frutas, legumes e vegetais, para representar a história. Para introduzir essa temática, foi estudado o pintor italiano Giuseppe Arcimboldo, o primeiro de que se tem conhecimento a utilizar em suas pinturas frutas, legumes e vegetais. Na literatura atual, trabalhou-se com o livro Tem planta que virou bicho, um projeto que une o trabalho da publicitária Alda de Miranda com o olhar do fotógrafo Cacio Murilo.

Os alunos também receberam o artista plástico Diego de los Campos, que explicou o que é stopmotion e deu orientações de como fazer um filme com essa técnica, estudando a vida de um dos grandes cineastas tchecos, Jan Svankmajer, considerado o “rei do stopmotion” e o primeiro a buscar inspiração para seu trabalho nas obras de Arcimboldo.

No final da preparação, os alunos criaram o enredo do filme, que deveria ter uma mensagem de cuidado para com a natureza. Escolheram como trilha sonora a música Deixa a tartaruga nadar, de Guy Marcovaldi e Moriel Costa, tocada pela banda Dazaranha.

A produção mostra que ser uma tartaruga marinha nos dias de hoje não é fácil: além de fugir dos predadores naturais, elas precisam, desde cedo, para sobreviver, superar diversos problemas causados pela ação humana, como a poluição dos mares, a pesca acidental e o aquecimento global. O filme acaba com um arco-íris cobrindo o Tamar, mostrando que existem pessoas e entidades que se preocupam em cuidar da natureza.

O artista Diego de los Campos auxiliou a gravação e fez a edição do filme. Os alunos contaram também com a colaboração das bolsistas Beatrice Noleto, Natália Oliveira e Michele Freitas.

O FAM será realizado de 19 e 26 de junho, no Centro de Eventos da UFSC, e exibe produções de vários países, entre eles Argentina, Chile, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Equador, Uruguai e Brasil. Para saber mais, acesse o site do evento.

Mais informações:

 

Texto: professora Mariza Konradt de Campos/Colégio de Aplicação/UFSC

Tags: 19º FAMColégio de AplicaçãoFAMFlorianópolis Audiovisual MercosulUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Seres fantásticos’: mostra revisita trabalhos produzidos em 1993

11/06/2015 17:02

Reencontrar e exibir trabalhos feitos por crianças de 7 e 8 anos após mais de duas décadas: esta é a proposta da exposição “Seres Fantásticos: Deixa-me que te conte…”. A mostra é promovida pelo Espaço Estético do Colégio de Aplicação (CA) da UFSC com desenhos de estudantes da 1ª série de 1993, a partir de 16 de junho, às 15h45, e fica aberta até 17 de julho – o horário de visitação é das 7h30 às 18h.

Os trabalhos fazem parte do acervo pessoal da professora de Artes Visuais Fabíola Cirimbelli Búrigo Costa, que idealizou a mostra e ministrou as aulas para os alunos-autores – eles foram convidados e devem comparecer ao Espaço Estético.

A mostra reúne representações de seres imaginários em desenhos, frotagens, recortes e pinturas. Estímulo gerador do processo ensino-aprendizagem, o mundo fantástico também será representado por poemas, histórias e reproduções de obras de artistas como Franklin Cascaes e Eli Heil, cujas obras dialogaram com os alunos no processo de criação. A exposição conta ainda com produções de ex-alunos que tiveram como referência os trabalhos elaborados pelos colegas autores de 1993.

Mais informações no Espaço Estético do CA, pelo telefone (48) 3721-2406.

Print

Tags: CAColégio de AplicaçãoEspaço EstéticoSeres fantásticosUFSC

Colégio de Aplicação da UFSC promove a Festa das Culturas e das Famílias

09/06/2015 08:40

No  dia 13 de junho, sábado, a partir das 13h, será realizada a tradicional Festa do Colégio de Aplicação (CA) da UFSC.

Nos anos anteriores, as festas, realizadas dentro do calendário do ciclo junino, se identificavam com a tradição dos arraiais. Este ano foi proposta uma festa das culturas, incentivando a diversidade cultural brasileira. As novidades aparecerão em algumas mudanças no cardápio e nas propostas de apresentações culturais – resultado de trabalhos pedagógicos ou atrações criadas a partir da proposta da Gincana Solidária.                                                                                   10841998_1118400358177466_5343670543279093288_o

Foi também pensada a valorização de todas as configurações familiares, nesse dia que é um grande encontro da comunidade, em que há confraternização, dança e divertimento.

Este ano a festa adota o o conceito “Lixo Zero”. O CA convida as pessoas a trazerem suas canecas e abolir o uso de copos descartáveis. Como alternativa, serão oferecidos para compra ou consignação Copos Eco personalizados, no próprio dia da Festa. Os participantes podem ficar com o copo ou devolvê-lo e receber seu dinheiro de volta. Haverá ponto de entrega voluntária de resíduos de difícil descarte, como pilhas, baterias e óleo usado.

Outra atração serão as oficinas para o público presente. As inscrições estão abertas, com a APP do Colégio de Aplicação. Haverá também uma feira de trocas, incentivando a economia solidária e a possibilidade de as pessoas trazerem itens que desejam trocar por outros. Neste ano, haverá também um risoto, servido a partir das 13h, que pode ser adquirido previamente ou no local.

As turmas estão preparando suas apresentações, e as famílias e a comunidade também estão convidadas a propor atrações para a festa, como teatro, dança, música, entre outras. As barracas estão sendo elaboradas, com muitas novidades esperando toda a comunidade.

Mais informações com a Coordenadoria de Comunicação, Divulgação e Eventos e com a Comissão de Eventos: professores George França () e Lia Alarcon (), orientadoras Camila da Costa Andrade () e Katarina Grubisic (), ou com o APP do Colégio de Aplicação () e o GECA (Grêmio Estudantil do CA) ().

Tags: Colégio de AplicaçãoFesta das culturas e das famíliasUFSC

Livro da EdUFSC organizado por professora do Colégio de Aplicação ganha prêmio

08/06/2015 17:19

O livro “Histórias na Ditadura: Santa Catarina (1964-1985)”, organizado por Reinaldo Lohn, professor da UDESC, e por Ana Lice Brancher, professora do Colégio de Aplicação da UFSC, e lançado pela Editora da UFSC venceu o prêmio da Academia Catarinense de Letras na categoria História para autores catarinenses em 2014.

Integraram a Comissão Julgadora os acadêmicos Péricles Medeiros Prade, Celestino Sachet e Amílcar Neves. O livro aborda várias facetas da vida catarinense depois do golpe de 1964. Entre os temas discutidos estão os efeitos da ditadura sobre o meio ambiente, a questão indígena e as populações afrodescendentes.

Mais informações no site da editora.

dit

Tags: Colégio de AplicaçãoEdUFSChistóriaUFSC

‘Violência Sexual contra crianças e adolescentes: o que temos a ver com isso?’

04/05/2015 17:22

Sem-título1“Violência Sexual contra crianças e adolescentes: o que temos a ver com isso?” é uma atividade formativa voltada para estudantes e profissionais do campo da Educação, Saúde, Assistência Social e Direito, de 18 a 21 de maio, às 13h30, no auditório do Colégio de Aplicação e do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), ambos na UFSC.

A problematização da violência sexual contra crianças e adolescentes contará com a participação de pesquisadores da área, bem como profissionais da rede especializada na prevenção e no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Haverá também cine debates e atividades culturais.
(mais…)

Tags: Colégio de AplicaçãondiUFSCViolência Sexual contra crianças e adolescentes

‘Minhocas’ é lançamento de professora e alunos do 1º ano do ensino fundamental do Colégio de Aplicação

17/04/2015 10:11

A turma do 1º ano A de 2013 do ensino fundamental do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), orientada pela professora Mariza Konradt de Campos, lança o livro Minhocas, na sexta-feira, 17 de abril, às 18h30, no auditório do CA.

Livro e Minhocario - Foto Henrique Almeida

Turma do 1º ano A de 2013 do ensino fundamental e a professora Mariza Konradt de Campos. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Segundo a professora Mariza, o interesse dos alunos surgiu a partir da observação de minhocas enquanto trabalhavam na horta. Mariza definiu que eles criariam um “minhocário”, por meio do qual poderiam acompanhar o desenvolvimento de minhocas e cuidar delas, devido ao grande entusiasmo que os 20 alunos da turma apresentaram.

Começaram, então, uma longa caminhada. Buscaram parcerias, pesquisaram, leram, registraram,  ouviram  palestras e descobriram muitas coisas sobre as minhocas. Com auxílio de Fausto Rodrigues Cardoso, aluno do curso de Agronomia da UFSC, montaram um terrário com minhocas comuns para poder observar as galerias que elas escavam.  Do engenheiro ambiental Gilberto Napoleão, da Organização Nosso Lixo, ganharam um minhocário da Califórnia. Gilberto também esclareceu as dúvidas da turma sobre minhocas e orientou os cuidados que os alunos deveriam ter com o minhocário.

Com tantas informações, a turma resolveu organizar um livro para que pudesse socializar com outras pessoas suas experiências, vivências pedagógicas e tudo o que aprenderam sobre as minhocas. A obra, com muitas ilustrações de tudo o que foi vivenciado durante os estudos sobre as minhocas, faz parte do trabalho pedagógico do projeto  “Um caminho diferente para aprender a ler e escrever”.

 

 

 

 

Assista à reportagem feita pelo Universidade Já/ TV UFSC

 

(mais…)

Tags: Colégio de AplicaçãominhocárioMinhocasUFSC

Lançamento do livro ‘Minhocas’, que relata trabalho pedagógico no Colégio de Aplicação

13/04/2015 10:05

001-invite-1Como resultado do trabalho pedagógico de pesquisa realizado pela turma do 1º ano A do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação – Séries Iniciais de 2013, sob a orientação da professora Mariza Konradt de Campos, o grupo produziu o livro “Minhocas”, que relata, com ilustrações, todo o aprendizado que foi desenvolvido no processo. O lançamento, aberto à comunidade, será no dia 17 de abril, às 18h30, no auditório do Colégio. A publicação contou com a parceria da Biblioteca Universitária.

Mais informações: http://www.ca.ufsc.br

Tags: Colégio de Aplicaçãolivro 'Minhocas'UFSC

Colégio de Aplicação promove reunião pedagógica sobre avaliação

09/04/2015 11:21

O Colégio de Aplicação (CA) promove reunião pedagógica sobre avaliação, em duas sessões, nesta sexta-feira, 10 de abril.  A primeira delas será das 8h30 às 12h, e a segunda, das 14h às 17h30. Toda a comunidade escolar está convidada a comparecer a um dos turnos e discutir o tema.

As aulas ocorrem normalmente nos turnos matutino e vespertino. Estão suspensas apenas as de Recuperação de Estudos, no contraturno.

A equipe pedagógica propõe lanche coletivo na sala de convivência, em que cada um pode contribuir com algo para comer ou beber.

Programação
(mais…)

Tags: avaliaçãoColégio de AplicaçãoUFSC

Colégio de Aplicação promove ações no Dia Mundial do Autismo

31/03/2015 15:13

Slide1No Dia Mundial de Conscientização do Autismo – 2 de abril – estão programadas algumas ações no Colégio de Aplicação (CA) da UFSC, campus de Florianópolis.

Neste ano, o CA fará parte do movimento mundial que tenta chamar a atenção para o transtorno. Assim, a primeira ação será a entrada das professoras de educação especial nas salas de aula, juntamente com o Núcleo de Acessibilidade Educacional (NAE), entre os dias 31 de março e 2 de abril, para explanação do tema. Ainda nesse momento, será  apresentado o cartaz de conscientização sobre o autismo, que será colocado nas paredes do Colégio. No dia 2 de abril, a comunidade escolar está convidada para vir à escola com uma roupa ou adereço azul.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o autismo atinge 1% da população mundial e é mais comum em meninos que em meninas, na proporção de cinco para um (por isso a cor azul foi reconhecida mundialmente como a cor do autismo).
(mais…)

Tags: Colégio de AplicaçãoDia Mundial do AutismoUFSC

‘Tecnologia Assistiva no Contexto Escolar’ é assunto de palestra nesta quinta

19/03/2015 08:00

tecassistA Tecnologia Assistiva é “[…] uma área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social” (BRASIL, 2008, p.11).

Pensando nas demandas que existem em torno dessa temática no Colégio de Aplicação, haverá uma palestra com o professor Vilson Batista, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), dia 19 de março às 18h30, na sala do Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (Life).

Mais informações: http://www.ca.ufsc.br/

Tags: Colégio de AplicaçãoTecnologia Assistiva no Contexto EscolarUFSC

UFSC abre 15 vagas de professor substituto com inscrições até esta sexta

04/03/2015 10:00

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abre processo seletivo para 15 vagas de professor substituto de ensino básico, no Colégio de Aplicação, e de ensino superior, nos campi de Florianópolis, Araranguá, Curitibanos e Joinville.

As inscrições vão de 2 a 6 de março, das 8h30min às 11h30min e  das 14h às 17h30min.

Para informações sobre a vaga no Colégio de Aplicação, acesse o  Edital 28/DDP/2015;

no campus de Florianópolis, o Edital 29/DDP/2015; e

nos demais campi, o Edital 30/DDP/2015.

Tags: Colégio de Aplicaçãoprocesso seletivoUFSC

Brinquedoteca do Colégio de Aplicação recebe novos jogos eletrônicos

04/03/2015 09:57

labrinca2O Laboratório de Brinquedos (Labrinca) do Colégio de Aplicação (CA) da UFSC recebeu 35 jogos físicos e 85 virtuais para 2015 e também contará com um Xbox 360, um Playstation 4 e um Nintendo Wii U. A Brinquedoteca do CA é a primeira do país com jogos eletrônicos.

Entre os 35 jogos físicos estão TetrisBejeweled e Angry Birds (os três surgiram depois em versões digitais), e sua compra visa criar uma relação entre os jogos físicos e os digitais. Os recursos para comprar os consoles e jogos vieram da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), por meio do Programa de Apoio a Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores (Life). Para 2016 está prevista a criação de jogos digitais com a ajuda das crianças do colégio, cujos pais foram favoráveis à implementação dos jogos eletrônicos, desde que eles tivessem relação com a educação e só fossem usados na brinquedoteca. “A gente sabe que não é o jogo em si que vai educar a criança, mas a mediação do seu uso com ela. Essa é a função do adulto. Isso muitas vezes isso não ocorre na família. Vamos tentar educar as crianças para o uso (dos jogos) com discernimento”, diz a professora Leila Lira Peters, coordenadora do laboratório.
(mais…)

Tags: brinquedotecaColégio de AplicaçãoLabrincaUFSC

Inscrições para concurso público para Colégio de Aplicação e Núcleo de Desenvolvimento Infantil terminam nesta terça

09/02/2015 16:41

O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP) da UFSC está com inscrições abertas, até o dia 10 de fevereiro, para concursos públicos para provimento de cargos no magistério dos ensinos básico, técnico e tecnológico, para o Colégio de Aplicação (CA) e Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), do Centro de Ciências da Educação (CED).

Estão sendo disponibilizadas duas vagas para a área de Educação Física, duas para a de Pedagogia/anos iniciais, e uma para Educação Infantil.

Mais informações acesse aqui.

Tags: Colégio de Aplicaçãoconcurso públicondiSEGESPUFSC

Colégio de Aplicação abre inscrições para sorteio de vagas na 3ª série do ensino médio

27/01/2015 13:05

O Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abriu inscrições para o sorteio público de vagas para a 3ª série do ensino médio – ano letivo de 2015 –, que será realizado no dia 5 de fevereiro, às 14h, no Colégio. As inscrições devem ser feitas na secretaria do CA, entre 6 de janeiro e 4 de fevereiro. Mais informações no edital.

Tags: Colégio de AplicaçãoSorteioUFSC

Brinquedoteca do Colégio de Aplicação da UFSC recebe novos jogos para 2015

09/12/2014 11:13
Labrinca. Foto: Wagner Behr/Agecom/UFSC

Labrinca. Foto: Wagner Behr/Agecom/UFSC

O Laboratório de Brinquedos (Labrinca) do Colégio de Aplicação (CA) da UFSC recebeu 35 jogos físicos e 85 virtuais para 2015. Para o próximo ano, o Labrinca também contará com um Xbox 360, um Playstation 4 e um Nintendo Wii U. A Brinquedoteca do CA é a primeira do país com jogos eletrônicos.

Entre os 35 jogos físicos estão Tetris, Bejeweled e Angry Birds (os três surgiram depois em versões digitais), e sua compra visa criar uma relação entre os jogos físicos e os digitais. Os recursos para comprar os consoles e jogos vieram da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), por meio do Programa de Apoio a Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores (Life). Para 2016 está prevista a criação de jogos digitais com a ajuda das crianças do colégio, cujos pais foram favoráveis à implementação dos jogos eletrônicos, desde que eles tivessem relação com a educação e só fossem usados na brinquedoteca. “A gente sabe que não é o jogo em si que vai educar a criança, mas a mediação do seu uso com ela. Essa é a função do adulto. Isso muitas vezes isso não ocorre na família. Vamos tentar educar as crianças para o uso (dos jogos) com discernimento”, diz a professora Leila Lira Peters, coordenadora do laboratório.
(mais…)

Tags: brinquedotecaColégio de AplicaçãoLabrincaLIFE

Agenda Cultural: Grupo de Teatro do Colégio de Aplicação apresenta ‘O Auto da Compadecida’

04/12/2014 18:30

cartaz-teatro-menor-724x1024O Grupo de Teatro do Colégio de Aplicação apresenta O Auto da Compadecida, nos dias 5, 6 e 7 de dezembro, sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h30min, no Teatro da UFSC.

Sinopse

A peça, inspirada na obra homônima de Ariano Suassuna, conta a história de João Grilo e Chicó, que vivem no interior do Nordeste brasileiro e têm que enfrentar a fome, o cangaço e as agruras do céu e da terra. O espetáculo é uma comédia que conta ainda com personagens como o padeiro e sua infiel mulher, que, depois de mortos, ainda serão julgados e disputados entre Jesus (também conhecido como Manuel) e o Diabo.
(mais…)

Tags: Colégio de AplicaçãoO Auto da CompadecidaUFSCUm computador por aluno; Colégio de Aplicação

Pibic Ensino Médio no 4º SIC: a teimosia para enfrentar os estereótipos

24/10/2014 19:52
Carol Gomez falou sobre a objetificação da mulher - Foto Henrique Almeida

Carol Gomez falou sobre a objetificação da mulher – Foto Henrique Almeida

O tema escolhido por Carol Gómez, 18 anos, está relacionado a um assunto que a interessa desde o final do Ensino Fundamental: o feminismo e relações de gênero. Com o chamativo nome “A mulher não precisa do homem, precisa de Bombril!”, ela analisou a representação da mulher nos comerciais apresentados no Horário Nobre da Rede Globo. Para isso, além de observar os comerciais exibidos no horário durante três dias, ela utilizou questionários com jovens, entrevistas e análise de discurso. “A gente queria observar como as diferenças de idades, de ser meninou ou menina fariam as pessoas responder diferente”, diz.

Na sua apresentação, Carol observou como o discurso publicitário comumente coloca a mulher na posição de objeto sexual a ser vendido com o produto ou como produto, como conquista que o símbolo de status a ser vendido ajudará a obter, como mãe e como dona de casa. Ela também destaca a impressão nas entrevistas de que muitos enxergam essa situação como algo que se tornou natural ou, mesmo que indesejável, ajuda a atingir os objetivos da publicidade. “Ver como meus colegas reagem a essas coisas me faz refletir não só sobre o que eu vejo, mas também sobre o que eu quero fazer para mudar isso”, pondera.

A estudante do Colégio de Aplicação da UFSC coloca uma viagem de estudos a Minas Gerais na 7ª série como ponto inicial para a atenção que dedica à observação dos tratamentos de gênero. Na ocasião, foram estudar a Inconfidência Mineira e ela fez o vídeo “As Faces Desconhecidas das Inconfidentes”, sobre a atuação das mulheres no evento histórico, que nunca foi reconhecida e não aparece nos livros escolares. “Mas também eu sempre fui teimosa, sempre discuti muito essas coisas em casa, com todo mundo. E acho importante que no Aplicação a gente sempre tenha espaço para esses debates”.

Conheça outros trabalhos:

Pibic Ensino Médio no 4º SIC: sonho de voar faz estudante colocar os pés no chão

Pibic Ensino Médio no 4º SIC: estudo das águas de Sombrio desperta para a pesquisa científica

Pibic Ensino Médio no 4º SIC: demonstração das Leis de Newton ajuda na reação contra timidez

Pibic Ensino Médio no 4º SIC: da corrida espacial à engenharia naval

Fabio Bianchini/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC

Tags: 4º Seminário de Iniciação Científica do Ensino MédioColégio de AplicaçãoPibicPrograma Institucional de Bolsas de Iniciação CientíficaUFSC