Administração Central apresenta nos centros de ensino relatório dos 120 dias de gestão

27/09/2012 11:19

As reitoras da UFSC, juntamente com os pró-reitores, estão participando de reuniões dos Conselhos de Centro apresentando o relatório dos primeiros 120 dias da gestão. Os encontros já aconteceram no CFH, CCB, CTC, CDS, CSE e CCA. As datas no CCJ e no CED ainda serão confirmadas. A próxima agenda contempla hoje, 27/9, às 14h, o CCA (Auditório); dia 4/10, às 10h, o CFM (Auditório do Departamento de Química) e dia 4/10, às 14h, o CCE (Auditório).

Tags: administraçãoRelatórioUFSC

Seminário Esverdeando a Economia

27/08/2012 17:42

O Observatório da Realidade Organizacional da UFSC organiza nesta terça-feira, 28 de agosto, o Seminário “Esverdeando a economia? Reflexões sobre o modelo extrativo de desenvolvimento na América Latina”, com o professor Steffen Böhm, da Universidade de Essex, Reino Unido. O evento é voltado aos alunos do Programa de Pós-Graduação em Administração (CPGA-UFSC) e acontece às 14h30min, na Sala 207 do CPGA.

Steffen Böhm é professor de Gestão e Sustentabilidade e diretor do Instituto Essex de Sustentabilidade. Seus temas de interesse são economia política da organização, gestão e ambiente. É autor dos livros Repositioning Organization Theory, Against Automobility e Upsetting the Offset: The Political Economy of Carbon Markets.

O professor já esteve no Brasil em 2006. Desde essa época já desenvolve projetos com a pós-graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com a prof. Maria Ceci Misoscky. Em 2009 iniciou uma  parceria com o Observatório da Realidade Organizacional da UFSC para realização de pesquisa sobre movimentos de resistência. De acordo com a professora Eloise Delagnello, coordenadora do Observatório, o objetivo é entender a organizaçao da resistência, usando como base a Teoria Política do Discurso de Laclau e Mouffe.

O Observatório da Realidade Organizacional é um grupo ligado ao CPGA que estuda organizações e busca  identificar práticas e perspectivas sobre desenvolvimento e sustentabilidade no contexto brasileiro.

:: Mais informações:

Sobre Steffen Böhm:
http://steffenboehm.net
http://www.essex.ac.uk/ebs/staff/profile.aspx?ID=727
http://essex.academia.edu/SteffenBoehm
http://uk.linkedin.com/pub/steffen-boehm/28/378/733
https://twitter.com/#!/steffenboehm

Observatório da Realidade Organizacional – CPGA/UFSC:
Fones: (48) 3721-9365 ou 3721-2571.


Tags: administraçãoCPGAObservatório da Realidade OrganizacionalUFSCUniversidade de Essex

Restaurante Universitário

19/06/2012 19:24

A Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, tendo em vista a paralisação das atividades do Restaurante Universitário, faz os seguintes esclarecimentos à comunidade universitária, a partir de questões recorrentes que nos têm sido dirigidas:

1.  O RU pode funcionar só com os funcionários terceirizados ?
Não, somente em um curto período de tempo, em caráter excepcional, e, ainda assim, de forma precária. Há funções específicas que somente podem ser executadas por servidores efetivos, treinados e especializados, portanto, a Reitoria não contratará novos trabalhadores terceirizados.
2. Como ficará a situação dos alunos que têm direito a isenção no RU ?
Haverá o repasse financeiro do auxílio alimentação, diretamente na conta bancária dos estudantes que possuem isenção do RU  aprovada no COSS/PRAE, pelo critério sócioeconomico.
3. Os demais alunos da UFSC podem receber este mesmo benefício ?
Há óbice jurídico, uma vez que eles não estão amparados pela Política Nacional de Assistência Estudantil.
4. Qual a diretriz que pauta as ações da Administração Central neste momento ?
A Reitoria compreende a legitimidade das reivindicações do movimento dos servidores da UFSC e tem se orientado pela busca e a manutenção do diálogo permanente com a comunidade, com a ANDIFEs e o MEC. Do mesmo modo, está atenta para garantir a integridade física dos servidores e estudantes, bem como a integridade do patrimônio público.
Florianópolis, 19 de junho de 2012.
Administração Central da UFSC
Tags: administraçãoGrevereitoriaUFSC

Departamento de Serviços Gerais tem novo diretor

23/05/2012 11:02
.

Na foto de cima, da esq p/ dir, Eduardo Antônio Angeloni e Reinoldo Domingos Ramos; Roselane enfatizou o compromisso de administrar aproximando as gerações (clique para ampliar)

Tomou posse na manhã desta quarta-feira (23/5) o novo diretor do Departamento de Serviços Gerais (DSG). Eduardo Antônio Angeloni assume no lugar de Reinoldo Domingos Ramos, que esteve na função nos últimos quatro anos e também no período de 2000 a 2004.

 

Angeloni é graduado em Administração pela UFSC e ingressou como técnico-administrativo em agosto de 2011 no cargo de Assistente em Administração, exercendo atividades no Departamento de Planejamento da Seplan.  Assume o DSG com a responsabilidade de administrar mais 100 contratos de prestação de serviços, que movimentam em torno de R$ 50 milhões por ano do orçamento da universidade. Somente os serviços terceirizados de limpeza envolvem cerca de 400 trabalhadores com despesa anual de R$ 10 milhões. O Departamento também é responsável pelos serviços de malote, transporte e protocolo, atividades exercidas por 35 servidores efetivos.

 

Na cerimônia de posse, a reitora Roselane Neckel destacou a importância deste setor estratégico para a universidade, manifestando a intenção de melhorar a integração do DSG com a Superintendência de Compras e Gestão Patrimonial – SCGP. Enfatizou seu compromisso de administrar a universidade mesclando a sapiência dos antigos trabalhadores com interlocução com os novos concursados, aproximando as duas gerações que fazem parte da UFSC.

 

Com expressiva presença dos trabalhadores do DSG, também participaram da posse a Vice-Reitora Lúcia Pacheco, o Chefe de Gabinete Carlos Vieira, o Pró-Reitor de Administração Antônio Carlos Montezuma Brito e seu adjunto Irvando Speranzini.

Tags: administraçãoDepartamento de Serviços Gerais

Nova reitora da UFSC assume nesta quinta

09/05/2012 09:08
.

No discuso da cerimônia de posse em Brasília, Roselane Neckel disse que irá priorizar a extensão. Foto: João Neto (MEC)

Está marcada para esta quinta, 10 de maio, às 19h, no auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos, a posse das novas reitora, Roselane Neckel, e vice-reitora da Universidade Federal de Santa Catarina, Lúcia Helena Martins Pacheco. A transmissão dos cargos será feita pelo atual reitor da UFSC, Alvaro Toubes Prata, à frente da UFSC desde 2008 e que assumirá, ainda este mês, o comando da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A cerimônia será acompanhada ao vivo pela TV UFSC.
(mais…)

Tags: administraçãoreitoraRoselane

Fóruns da nova gestão começam a discutir o futuro da UFSC na próxima semana

24/04/2012 11:21
Professoras Roselane Neckel e Lúcia Pacheco
Professoras Roselane Neckel e Lúcia Pacheco tomam posse no dia 10 de maio

O futuro da UFSC começa a ser discutido na próxima semana.  Nos dias 2, 3 e 4 de maio acontecem no auditório do Centro de Eventos os Fóruns de Planejamento para a Nova Administração,  gestão 2012-2016, com nove sessões temáticas.

Houve uma inversão na discussão do tema Políticas para Graduação que passa para a noite de sexta-feira, antecipando para o dia de abertura o debate sobre “Políticas de Cultura e Comunicação”.

(mais…)

Tags: administraçãoFórunsUFSC

Livro que fala da administração patrimonial foi lançado na Reitoria

05/04/2012 10:21

Num concorrido coquetel, o professor José Francisco Bernardes lançou dia 30, na ante-sala da Reitoria da UFSC, o livro “Administração patrimonial”, editado pela Imprensa Universitária. O evento foi prestigiado por colegas e por servidores de vários setores da Universidade. Na obra, ele publica os resultados de sua tese de doutorado sobre o tema e das pesquisas que fez visando à unificação dos setores de patrimônios das instituições públicas federais, assunto que também abordou no livro anterior, “Gestão patrimonial: materiais permanentes e bens móveis”, de 2008.

Na abordagem do tema, Bernardes volta a enfocar, com mais profundidade, as estratégias de gestão patrimonial, tentando suprir as lacunas que a literatura especializada ainda apresenta. Ele diz que as organizações despendem elevados recursos financeiros na aquisição de bens móveis e imóveis, para fornecer serviços ou realizar projetos e pesquisas, mas a gestão de controle patrimonial continua sendo vista como um serviço meio.

“As inovações nos setores de patrimônio públicos e privados acontecem lentamente e identifica-se pouca literatura a respeito da temática”, afirma o autor na introdução do livro. Além de suprir essa demanda, ele quis, coma obra, apresentar detalhes técnicos que podem ajudar aos gestores no desenvolvimento de estratégias e políticas de controle patrimonial em suas organizações.

“Administração patrimonial” contém conceitos e definições acerca do tema patrimônio e se detém em aspectos como gestão do conhecimento, procedimentos metodológicos de pesquisa, análise de dados e resultados em cases como a UFSC e o Tribunal de Justiça Federal de Santa Catarina. Também traz diretrizes e modelos que podem nortear a administração patrimonial nas instituições e uma série de apêndices que servem de suporte para os conteúdos apresentados ao longo da obra.

Na conclusão, ao falar do modelo de comunicação, em especial no âmbito do serviço público, Bernardes constata que “a área de administração patrimonial carece de dados e informações institucionais atualizados” e que “a divulgação das leis, normas e regulamentos não acontece por toda a instituição”. Assim, “na hora da execução das tarefas e rotinas patrimoniais não existe um entendimento claro de como as coisas deveriam acontecer”.

José Francisco Bernardes é graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina, fez especialização em Gestão de Pessoas nas Organizações, mestrado em Administração e doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento, sempre na UFSC. Desde 1979 é servidor técnico-administrativo na Universidade, onde também atuou como professor colaborador/voluntário em disciplinas ligadas às áreas de administração e recursos humanos. Suas linhas de pesquisa são administração, gestão do conhecimento, gestão de pessoas, gestão universitária, sistemas de informação e empreendedorismo, entre outras.

Por Paulo Clóvis Schmitz/jornalista na Agecom

Tags: administraçãogestãolivroUFSC

Livro sobre administração patrimonial nas instituições públicas será lançado hoje

30/03/2012 11:35
José Bernardes lança livro sobre administração patrimonial

Bernardes: tentando suprir lacunas

O professor José Francisco Bernardes lança hoje, 30, às 15 horas, no Hall da Reitoria da UFSC, o livro “Administração Patrimonial”. Na obra, ele publica os resultados de sua tese de doutorado sobre o tema e das pesquisas que fez visando à unificação dos setores de patrimônios das instituições públicas federais, assunto que também abordou no livro anterior, “Gestão patrimonial: materiais permanentes e bens móveis”, de 2008. O presente volume foi editado pela Imprensa Universitária da UFSC.

Na abordagem do tema, Bernardes volta a enfocar, com mais profundidade, as estratégias de gestão patrimonial, tentando suprir as lacunas que a literatura especializada ainda apresenta. Ele diz que as organizações despendem elevados recursos financeiros na aquisição de bens móveis e imóveis, para fornecer serviços ou realizar projetos e pesquisas, mas a gestão de controle patrimonial continua sendo vista como um serviço meio.

“As inovações nos setores de patrimônio públicos e privados acontecem lentamente e identifica-se pouca literatura a respeito da temática”, afirma o autor na introdução do livro. Além de suprir essa demanda, ele quis, com a obra, apresentar detalhes técnicos que podem ajudar aos gestores no desenvolvimento de estratégias e políticas de controle patrimonial em suas organizações.

“Administração Patrimonial” contém conceitos e definições acerca do tema patrimônio e se detém em aspectos como gestão do conhecimento, procedimentos metodológicos de pesquisa, análise de dados e resultados em cases como a UFSC e o Tribunal de Justiça Federal de Santa Catarina. Também traz diretrizes e modelos que podem nortear a administração patrimonial nas instituições e uma série de apêndices que servem de suporte para os conteúdos apresentados ao longo da obra.

Na conclusão, ao falar do modelo de comunicação, em especial no âmbito do serviço público, Bernardes constata que “a área de administração patrimonial carece de dados e informações institucionais atualizados” e que “a divulgação das leis, normas e regulamentos não acontece por toda a instituição”. Assim, “na hora da execução das tarefas e rotinas patrimoniais não existe um entendimento claro de como as coisas deveriam acontecer”.

José Francisco Bernardes é graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina, fez especialização em Gestão de Pessoas nas Organizações, mestrado em Administração e doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento, sempre na UFSC. Desde 1979 é servidor técnico-administrativo na Universidade, onde também atuou como professor colaborador/voluntário em disciplinas ligadas às áreas de administração e recursos humanos. Suas linhas de pesquisa são administração, gestão do conhecimento, gestão de pessoas, gestão universitária, sistemas de informação e empreendedorismo, entre outras.

Mais informações podem ser obtidas com o professor José Bernardes pelos fones 3721-8321 e 9962-0584 e pelo e-mail .

Por Paulo Clóvis Schmitz/ Jornalista na Agecom
Foto: Wagner Behr/ Agecom

 

Tags: administraçãogestãolivroUFSC

Livro sobre administração patrimonial nas instituições públicas será lançado nesta sexta

29/03/2012 10:36
.

José Francisco: “As inovações nos setores de patrimônio públicos e privados acontecem lentamente e identifica-se pouca literatura a respeito da temática”

O professor José Francisco Bernardes lança às 15h de sexta-feira, dia 30, no Hall da Reitoria da UFSC, o livro “Administração Patrimonial”. Na obra, ele publica os resultados de sua tese de doutorado sobre o tema e das pesquisas que fez visando à unificação dos setores de patrimônios das instituições públicas federais, assunto que também abordou no livro anterior, “Gestão patrimonial: materiais permanentes e bens móveis”, de 2008. O presente volume foi editado pela Imprensa Universitária da UFSC.

 

Na abordagem do tema, Bernardes volta a enfocar, com mais profundidade, as estratégias de gestão patrimonial, tentando suprir as lacunas que a literatura especializada ainda apresenta. Ele diz que as organizações despendem elevados recursos financeiros na aquisição de bens móveis e imóveis, para fornecer serviços ou realizar projetos e pesquisas, mas a gestão de controle patrimonial continua sendo vista como um serviço meio.

 

“As inovações nos setores de patrimônio públicos e privados acontecem lentamente e identifica-se pouca literatura a respeito da temática”, afirma o autor na introdução do livro. Além de suprir essa demanda, ele quis, com a obra, apresentar detalhes técnicos que podem ajudar aos gestores no desenvolvimento de estratégias e políticas de controle patrimonial em suas organizações.

 

“Administração Patrimonial” contém conceitos e definições acerca do tema patrimônio e se detém em aspectos como gestão do conhecimento, procedimentos metodológicos de pesquisa, análise de dados e resultados em cases como a UFSC e o Tribunal de Justiça Federal de Santa Catarina. Também traz diretrizes e modelos que podem nortear a administração patrimonial nas instituições e uma série de apêndices que servem de suporte para os conteúdos apresentados ao longo da obra.

 

Na conclusão, ao falar do modelo de comunicação, em especial no âmbito do serviço público, Bernardes constata que “a área de administração patrimonial carece de dados e informações institucionais atualizados” e que “a divulgação das leis, normas e regulamentos não acontece por toda a instituição”. Assim, “na hora da execução das tarefas e rotinas patrimoniais não existe um entendimento claro de como as coisas deveriam acontecer”.

 

José Francisco Bernardes é graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina, fez especialização em Gestão de Pessoas nas Organizações, mestrado em Administração e doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento, sempre na UFSC. Desde 1979 é servidor técnico-administrativo na Universidade, onde também atuou como professor colaborador/voluntário em disciplinas ligadas às áreas de administração e recursos humanos. Suas linhas de pesquisa são administração, gestão do conhecimento, gestão de pessoas, gestão universitária, sistemas de informação e empreendedorismo, entre outras.

 

Mais informações podem ser obtidas com o professor José Bernardes pelos fones 3721-8321 e 9962-0584 e pelo e-mail .

Por Paulo Clóvis Schmitz/ Jornalista na Agecom
Foto: Wagner Behr/ Agecom

Tags: administração

Diplomacia e novas mídias

09/09/2011 09:21

O Instituto de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os EUA (INCT-INEU) promove no próximo dia 19, às 14 horas, no miniauditório de Administração, o curso de extensão “The new Media and its role in U.S diplomacy”, com a Adida Cultural do Consulado dos EUA em São Paulo, Katherine Caro. Inscrições pelo e-mail: ; informações: .

Tags: administraçãotecnologia
  • Página 2 de 2
  • 1
  • 2