Aula inaugural da pós em Enfermagem

29/08/2011 10:18

O Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC promove nesta quarta-feira, dia 31, 16 horas, na Sala dos Conselhos da UFSC, aula inaugural com Jose Medina Moya, da Universidade de Barcelona. Moya vai falar sobre “A construção do saber na enfermagem e saúde: uma visão onto-epistemológica”. Para assistir: http://server.stream.ufsc.br/conselho. Informações: 3721-9399/ 3721-9480/ 3721-9787 – ramal 51, www.pen.ufsc.br.

Tags: aulaenfermagemsaúde

1º Fórum Catarinense de Enfermagem em Terapia Intensiva

19/08/2011 12:38

O 1º Fórum Catarinense de Enfermagem em Terapia Intensiva será realizado no dia 27 de agosto, no auditório do Hospital Universitário (HU) da UFSC, sobre o tema “A segurança do paciente grave”. No dia 26 de agosto, haverá um curso pré-fórum sobre “Atualizações em parada cardiorrespiratória no adulto, criança e neonatologia”, das 8h às 12h e 14h às 18h, com a enfermeira Lilian Behring (Rio de Janeiro).

Confira a programação no endereço http://www.hu.ufsc.br/enfermagem/Iforumsocatienfermagem.pdf.

Informações e inscrições pelo site www.socati.org.br.

Tags: enfermagemfórum catarinenseHU/UFSCterapia intensiva

Governo investe no combate à precarização do trabalho dos profissionais de saúde

30/06/2011 09:56

A diretora do Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho (Degerts) do Ministério da Saúde, Denise Motta Dao, apresentou na manhã de quarta-feira, dia 29, no auditório do CCS, um diagnóstico do trabalho profissional na área da saúde no país aos alunos do Departamento de Pós-graduação em Enfermagem da UFSC. Ela discorreu sobre a valorização dos trabalhadores da área da saúde, as discussões acerca de questões como jornada, descentralização da gestão e a precarização que ainda afeta parte dos profissionais do setor no país.

Na palestra “Trabalho e Educação Profissional em Saúde”, Denise Dao fez um diagnóstico da área da enfermagem e apresentou avanços e perspectivas em termos de gestão de trabalho em saúde, remuneração e condições de atuação desses profissionais. Atualmente, ainda existem 43 mil funcionários do Ministério da Saúde a serviço de estados e municípios. Em algumas cidades, ainda se contrata por meio de organizações sociais, Oscips, ONGs e cooperativas, o que “tende a impactar as condições de trabalho e as garantias aos direitos dos profissionais”, segundo a diretora.

Apesar dos problemas, Denise Dao afirma que houve avanços nos últimos anos, como a criação da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde e a negociação de sete protocolos nacionais com diretrizes gerais para a democratização das relações de trabalho e valorização dos trabalhadores do SUS. “O Estado deixou de ser um mero regulador e teve o seu papel fortalecido, em todos os sentidos”, afirma. As contratações são descentralizadas, feitas pelos estados e municípios, o que deve ocorrer também nas negociações com os trabalhadores do setor.

Ao enumerar as perspectivas para o setor da saúde, a técnica do Ministério destacou o estreitamento das relações com o Ministério do Trabalho e Emprego, permitindo o combate à precarização do trabalho, a implantação de uma agenda nacional e a divulgação dos instrumentos coletivos acordados no âmbito da saúde. Outra possibilidade é uma parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para a oferta de cursos de negociação, mapeamento da precarização e implantação de projetos pilotos da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP), do SUS.

Outro tema que está no centro dos debates é o projeto que define o piso de dois salários mínimos para os agentes comunitários de saúde e os agentes de controle de endemias, que trabalham para os municípios. Também é intenção reduzir o número de vínculos dos profissionais do setor, por meio da reorganização do Cadastro Nacional de Estudo de Saúde. “Há casos de profissionais que têm até oito vínculos diferentes”, contou. Um grande desafio será a negociação em torno da jornada de trabalho dos enfermeiros para 30 horas semanais, que tem a oposição ferrenha dos empregadores do setor privado.

O Ministério da Saúde também trabalha no sentido de incentivar o serviço civil voluntário, fazendo com que os profissionais devolvam à sociedade um pouco do que receberam nas universidades. Não menos importante será a discussão em torno do grande número de cursos de Enfermagem no país, muitas vezes em instituições privadas, e dos cursos a distância. “Precisamos discutir a qualidade desses cursos, assim como a criação de habilitações que ainda não são reconhecidas como profissões”, afirmou Denise.

Por Paulo Clóvis Schmitz/jornalista na Agecom

Tags: enfermagemsaúde

Enfermagem e Segurança do Paciente

05/05/2011 08:12

Será realizado no dia 13 de maio, próxima sexta-feira, o I Seminário de Cuidado de Enfermagem e Segurança do Paciente. O evento acontece no auditório do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago, entre 8h e 18h30min. Inscrições e informações: Centro de Educação e Pequisa em Enfermagem (CEPEn), fone (48) 3721-9188, e-mail:  Valor da inscrição: R$ 10,00. As vagas são limitadas.

Tags: cuidadoenfermagempaciente

Enfermagem discute laços de cooperação Brasil-Portugal

17/03/2011 09:29

O tema ´A enfermagem e os laços de cooperação Brasil-Portugal`  será debatido em seminário que será realizado no período de 21 a 25 de março na UFSC. A programação (veja abaixo) inclui no dia 24 de março a Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC, além de plenária sobre a política de ciência e tecnologia da Fapesc, com o presidente da Fundação, Sérgio Luiz Gargioni. A realização é da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, com promoção da Rede de Promoção ao Desenvolvimento da Enfermagem (Repensul).

Programação:
21 de março (segunda-feira)
Recepção aos visitantes

22 de março (terça-feira)
Local: Sala dos Conselhos CCS
14h30min: Unidade de investigação e sua articulação com as unidades científico-pedagógicas da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
– Manuel Rodrigues – Unidade de Investigação da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

16h30min – Mesa-redonda ´Linhas e prioridades de pesquisa da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra`
– Ainda Cruz Menezes / Vice-presidente da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e coordenadora da linha de investigação ´Bem-estar: saúde e doença`
– Manuela Frederico / Presidente do Conselho para a Qualidade e Avaliação

23 de março (quarta-feira)
– (Aniversário de Florianópolis – Feriado)
– Circuito Ilha de Santa Catarina com almoço típico

24 de março (quinta-feira)
– Local: Auditório do Centro de Ciências da Saúde
Aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC
16h: Abertura com a coordenadora do PEN/UFSC: Flávia Regina Souza Ramos

16h: Política de Ciência e Tecnologia da Fapesc
– Sérgio Luiz Gargioni / Presidente da Fapesc

17h: Política de pesquisa em enfermagem em Portugal
Maria da Conceição Bento / Presidente da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

15h45min: A estrutura organizacional da Enfermagem da UFSC e o Projeto Educativo da Graduação em Enfermagem
– Lúcia Amante / Chefe do Departamento de Enfermagem / UFSC
-Sayonara Barbosa / Coordenadora da Graduação em Enfermagem / UFSC

Tags: cooperaçãoenfermagemPortugal
  • Página 3 de 3
  • 1
  • 2
  • 3