Dupla Diplomação na UFSC: ‘para a enfermagem brasileira, uma ação pioneira’

18/09/2018 07:50

Geovana Pfleger e Mayara da Ventura Barbosa, alunas da oitava fase de Enfermagem da UFSC, estão de malas prontas para Portugal e serão as primeiras estudantes a participarem do acordo de Dupla Diplomação entre a Universidade e a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC). Para atravessar o Atlântico, ambas dizem e demonstram estar ansiosas, surpresas e felizes por terem esta oportunidade única, que surgiu após seleção por edital em julho deste ano. E desejam, no período de um ano, absorver ao máximo a cultura, o idioma, a convivência acadêmica, a prática profissional e o conhecimento.

Geovana e Mayara, os professores da UFSC Jeferson Rodrigues – coordenador do curso -, Rosani Ramos Machado, Ana Izabel Jatobá de Souza, e da ESEnfC Teresa Barroso foram recebidos nesta sexta-feira, 14 de setembro de 2018, pelo reitor Ubaldo Cesar Balthazar, pelo pró-reitor de Graduação, Alexandre Marino e pelo assessor institucional, Gelson Luiz de Albuquerque.

O encontro foi o desfecho de um ciclo que, apesar da sua complexidade, deu-se de forma rápida devido ao empenho da Reitoria e também do Centro de Ciências da Saúde (CCS), da Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) e da Procuradoria, ressalta o coordenador do curso. Jeferson também contextualizou que os primeiros passos da Dupla Diplomação em Enfermagem da UFSC começaram em março deste ano, a abertura do edital ocorreu em julho e, neste mês, as alunas já estão a caminho de Coimbra. Mayara viaja na próxima segunda-feira e Geovana, na quinta.

O reitor parabenizou as acadêmicas e pediu para aproveitarem bastante. “Ir para o exterior, claro que tem o aspecto profissional que é muito importante para o currículo e para o aprendizado, mas digo sempre que passar um tempo fora é um banho de cultura, nos transforma, em regra geral passamos a ser mais tolerantes, pacientes, e até a entender melhor o mundo e suas questões”.

“É uma conquista para nós também”, enfatiza a professora portuguesa Teresa Barroso, pois “além da proximidade da língua, temos uma história em comum e, culturalmente, muitas semelhanças”. A docente, que atualmente realiza o pós-doutorado na UFSC, afirma que “a relação entre as instituições é mais ampla e abrange a graduação e a pós-graduação” e este é um vínculo “forte”, promovido e enriquecido pela internacionalização. “É um privilégio estar aqui como também será um privilégio receber as alunas em Portugal. Nós somos enfermeiros do mundo e já não há mais a questão da localidade” e a aposta na dupla diplomação proporcionará aos estudantes desenvolvimento pessoal e profissional.

“Em nome do curso de Enfermagem, muito obrigado pelo apoio; para nós é motivo de orgulho e felicidade e para a enfermagem brasileira, uma ação pioneira. O nosso aluno terá dois diplomas e poderá trabalhar em todo o Brasil e nos países da União Europeia. Este processo de internacionalização só está sendo possível com o trabalho em equipe, de poder contar com as pessoas quando se faz necessário”, acrescenta Jeferson.

A Dupla Diplomação entre os cursos de graduação de Enfermagem da UFSC e da ESEnfC foi aprovada pela Câmara de Graduação em maio deste ano. O acordo, que é pioneiro no Brasil, permite que os estudantes tenham o diploma expedido pelas duas instituições, oportunizando ao profissional a abertura do mercado de trabalho em toda a Europa e na América Latina. A proposta conta com a participação da Prograd, da Sinter e do Instituto Rede de Promoção ao Desenvolvimento da Enfermagem (Repensul).

O Programa Internacional de Dupla Diplomação em cursos de graduação foi normatizado por meio da Resolução n° 37, de 5 de novembro de 2013, e “permite aos estudantes da UFSC e os de instituições de ensino superior estrangeiras, regularmente matriculados, a obtenção de duplo diploma, reconhecido pela Universidade e pela universidade conveniada”.

Atualmente, a UFSC possui convênios de Dupla Diplomação para os cursos de graduação em Engenharia de Alimentos (França), Engenharia de Controle e Automação (Bélgica e França) e Engenharia Elétrica (França).

Leia mais:

Proposta pioneira no Brasil de Dupla Diplomação entre UFSC e Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Câmara de Graduação aprova proposta de Dupla Diplomação em Enfermagem

 

Rosiani Bion de Almeida/Agecom/UFSC

Fotos: Henrique Almeida/Agecom/UFSC