Centro de Cultura e Eventos recebe duas novas exposições em outubro

02/10/2018 14:27

Durante o mês de outubro o Hall e o Espaço Expositivo do Centro de Cultura e Eventos recebem as exposições “Floripa: Magia, Cores e Encantos!”, do fótografo Marcos Felipe Ravazzoli, e as pinturas de Débora Raizer.  As fotografias de Marcos Felipe permanecem expostas até o dia 26 de outubro, e as obras de Débora Raizer até o dia 29 do mesmo mêsAs duas exposições podem ser visitadas gratuitamente de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h.

Sobre a Exposição Floripa: Magia, Cores e Encantos!

A natureza em sua exuberância é o tema da maioria das fotos de Marcos Felipe. Frequentador assíduo de trilhas, poucos são os locais ainda não explorados e registrados por suas lentes na Ilha. Como o próprio fotógrafo destaca, “cada retorno, a caminhos outrora explorados, traz sempre novos momentos, novas luzes, novos animais e, claro, novas inspirações; a riqueza natural e de cenários em Florianópolis parecem não esgotar as possibilidades de registros”.

Apaixonado pela natureza, o fotógrafo encontrou em Florianópolis algo além de um local para viver: aqui vive um vasto e inspirador cenário para os mais diversos registros tanto em terra, como no mar. Na exposição , o autor procurou, através da busca em seu arquivo pessoal, selecionar uma pequena amostra de suas saídas fotográficas na capital catarinense, tendo sempre a natureza como destaque.

Exposição “Débora Raizer”

A artista plástica Débora Raizer já rabiscava desde a sua adolescência desenhos que evoluíram para os trabalhos em tela. Muito por influência de sua mãe também artista plástica. Nascida em Rio do Sul (SC) e formada em Direito, a artista não relegou a pintura em telas, porcelanas e cerâmica, colecionando premiações em dois destes segmentos.

Na atual fase a artista plástica faz um resgate da beleza e poesia entre o urbano e a natureza, assim, com seus traços fortes como sua personalidade e um colorido vibrante como acredita que tenha de ser a vida, exterioriza com profundidade seus sentimentos. “Nesta fase retrato através de cores vivas o meio ambiente, enfim, tudo que nos rodeia e nos cerca nos fazendo sentir vivos, o urbano, a fauna, a flora, a água, o céu, passando poesia aos olhos de quem observa o movimento. A intuição leva a mistura de alguns estilos.”

A artista além de executar trabalhos sob a ótica dos 3Rs da sustentabilidade: Reduzir, Reutilizar e Reciclar utilizando garrafas e resíduos de madeiras, também desenvolve em outro segmento um trabalho personalizado junto a designers e decoradores que conforme o ambiente a ser trabalhado consegue com sua sensibilidade, elaborar em parceria com o cliente peça exclusiva para o mesmo.

Serviço 1

O quê: Exposição “Floripa: Magia, Cores e Encantos!”
Onde: Hall do Centro de Cultura e Eventos
Quando: do dia 02/10 ao dia 26/10
Informações: (48) 99970-2929 | 

Serviço 2

O quê: Exposição “Débora Raizer”
Onde: Espaço Expositivo do Centro de Cultura e Eventos
Quando: do dia 02/10 ao dia 29/10
Rede social: Atelier de Arte Débora Raizer
Informações: (48) 3721.8718 | 

Tags: artes plásticasCentro de Cultura de EventosDébora RaizerEspaço Expositivo do Centro de Cultura e EventosexposiçãofotografiaMarcos Felipe RavazzoliUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Centro de Cultura e Eventos recebe duas exposições fotográficas

25/10/2017 13:24

O Centro de Cultura e Eventos da UFSC recebe simultaneamente as exposições fotográficas “Mongólia, Terra Soberana”, de Ivan Pigozzo e “entre lá e cá”, de Tamiris Moraes. As fotografias ficam expostas até sexta-feira, dia 27.

Foto da exposição Mongólia, Terra Soberana

A exposição Mongólia, Terra Soberana, composta por uma série de imagens do fotógrafo Ivan Pigozzo, nos aproxima de um lugar pouco conhecido, mas tão fascinante e singular. A mostra revela uma experiência privilegiada percorrendo o país por penosas estradas, cruzando desertos e lagos, contemplando paisagens e admirando pessoas. Empenha-se em valorizar a cultura do povo mongol e enaltece a imensidão desse vasto território que mescla sentimentos de solidão e liberdade.

Foto da exposição Entre Lá e Cá

A exposição Entre Lá e Cá: sou memória e sonhos em fragmentos, da artista Tamiris Moraes, representa um tempo baseado na teoria de Henri Bergson, filósofo francês, que aborda a questão do tempo e a sua noção de duração. “É um trabalho bem pessoal. Eu sempre falo que é uma brincadeira, porque é, na verdade. E eu levo brincadeiras muito a sério. Uma brincadeira de misturar tempos que pretendo continuar. O responsável pelo impulso de tal jogo foi Bergson, que está presente comigo. Brinco, com ele, de misturar tempos. Com esse trabalho, carrego tudo e nada em mim, e transito por tempos meus, de outros “alguéns” e me monto no meio disso”, conta Moraes.

Serviço

O quê: Exposições fotográficas “Entre Lá e Cá” e “Mongólia, Terra Soberana”
Quando: até segunda-feira, dia 30 de outubro
Onde: Hall de Centro de Cultura e Eventos da UFSC – piso térreo

Tags: Centro de Cultura de EventosEntre Lá e Cá: sou memória e sonhos em fragmentosexposiçãofotografiaMongóliaTerra Soberana