Exposição Bonson revisitado aberta ao público até fevereiro

19/01/2018 09:07

A exposição Bonson revisitado: percursos permanece aberta ao público até 4 de fevereiro, no Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC). Com entrada franca, são exibidas obras

Rua Deodoro. Aquarela (2003)

do artista plástico florianopolitano Sérgio Bonson (1949-2005), notório cartunista de diversos jornais catarinenses, além de contribuições aos jornais Estado de São Paulo e Folha de São Paulo. As obras expostas retratam o cotidiano e as paisagens da região central de Florianópolis, em técnicas como o desenho, a aquarela e a sanguínea.

 

A exposição foi premiada no Edital de Exposições de Curta Duração, da Fundação Catarinense de Cultura, e possui como base o estudo desenvolvido em dissertação de mestrado realizada junto ao Programa de Pós-Graduação em História da UFSC por Michele Bete Petry, organizadora do evento.

O museu localiza-se no tradicional Palácio Cruz e Sousa, na Praça XV de Novembro, no centro de Florianópolis, e recebe a exposição desde 14 de dezembro, com atividades relacionadas à vida e obra do artista.

Mais informações

https://projetobonson.wixsite.com/bonsonrevisitado

www.facebook.com/projetobonson/

Gabriel Martins/Agecom/UFSC

 

 

Tags: aquarelaartes plásticasdesenhoEdital de Exposições de Curta DuraçãoexposiçãoExposição BonsonFundação Catarinense de CulturaMuseu Histórico de Santa CatarinaPalácio Cruz e SousaPPGHPPGHistoriasaguíneaSérgio BonsonUFSC

Grupo de pesquisa apresenta performances de ‘live cinema’ no Museu da Imagem e do Som

05/08/2015 18:01

Composto por três apresentações de live cinema ligadas ao grupo de pesquisa em Performance, Artes Cênicas e Tecnologia (PACT) da UFSC, o evento “Live Flux – Audiovisual ao Vivo” será realizado no dia 7 de agosto, às 19h, no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC). O apoio é da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Entrada franca.

O PACT é coordenado pelo professor da UFSC, Rodrigo Garcez.  A primeira apresentação é intitulada “Innersive”, um projeto investigativo do artista Maolli. Por intermédio da manipulação audiovisual em tempo real, busca-se no ato ao vivo um estado de presença que possa ser expandido aos espectadores participantes. Os corpos presentes e a flexibilidade tecnológica como via de experimentação, coordenadas pelo improviso da performance, são as condições catalisadoras desse momento único e sem possibilidade de repetição.

Lucas Coimbra apresenta “Paris Repeat”, que nasce de dois cartuchos de filme Super 8 mm. A cidade foi registrada por dois moradores estrangeiros. Agora, as imagens visuais e sonoras trabalham como uma máquina de lembranças. São engrenagens de um brinquedo que se esforça para revisitar um espaço distante. A manipulação dessa máquina promove um encontro com eventos passados que se esbarram na sintaxe da repetição.

Paloma Gomide apresenta “W.E.”, um estudo sobre a materialidade do líquido, sua subjetividade e o preenchimento de espaços vazios com esse volume. Os elementos se fundem e formam novas imagens, que variam de acordo com o olhar do espectador. O movimento aquoso é ditado também pela música, composta originalmente para o projeto por Alexandre Lunardelli.

 

Serviço:

O quê: Live Flux.
Quando: 7 de agosto, às 19 horas.
Onde: Museu da Imagem e do Som (MIS), Centro Integrado de Cultura (CIC), avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica.
Quanto: entrada gratuita.

Mais informações: (48) 3664-2651.

Fonte: Assessoria de Imprensa da FCC

Tags: Fundação Catarinense de CulturaMuseu da Imagem e do SomPerformance Artes Cênicas e TecnologiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

7ª Primavera dos Museus tem vários eventos culturais gratuitos na UFSC

23/09/2013 18:30

O desafio do tema da 7ª Primavera dos Museus se afirma a partir da percepção das contribuições da África, dos africanos escravizados e dos afrodescendentes para a formação do Brasil e da brasilidade. Ao pensar Museus, memória e cultura afro-brasileira, questiona-se a ampliação dos olhares e das atitudes para a eliminação dos preconceitos e das discriminações raciais; a geração de conhecimentos para a eliminação do desconhecido; a contribuição da preservação da memória para a musealização da cultura afro, seja ela material ou imaterial.

Pensando nestes desafios, o Museu de Arqueologia e Etnologia/UFSC – Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE), o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), o Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) e o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) promovem parceria para propor uma semana repleta de atividades, que vão desde apresentações culturais a discussões críticas acerca dos desafios propostos pela 7ª Primavera dos Museus, que será realizada de 23 a 27 de setembro.

No dia 26 de setembro haverá apresentação cultural de alunos africanos da UFSC. Uma programação especial para estudantes da UFSC está disponível aquiTodas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

(mais…)

Tags: 7ª Primavera dos MuseusFundação Catarinense de CulturaMArquEUFSC