Histórias na Ditadura, da Editora da UFSC recebe, nesta quinta, prêmio da Academia Catarinense de Letras

28/10/2015 13:13

Nesta quinta-feira, dia 28, a Academia Catarinense de Letras (ACL) outorga o Prêmio Literário 2014. Na categoria História, o vencedor foi Histórias na Ditadura, organizado por Ana Brancher e Reinaldo L. Lohn e lançado pela Editora da UFSC. O evento acontece às 19h, na sede da ACL à Avenida Hercílio Luz,  nº 523.

12185278_460416847416320_7501215672243649627_o

 

Tags: Academia Catarinense de LetrasAna BrancherEditora da UFSCHistórias da Ditaduraprêmio literárioReinaldo L Lohn

Obras da EdUFSC ganham destaque na mídia nacional

22/09/2015 13:00

Duas obras da Editora da UFSC (EdUFSC) ganharam destaque em publicações de circulação nacional em setembro. Na revista Caros Amigos (edição 222, setembro/2015), o artigo Riverão vômito de Deus, de Gilberto Felisberto Vasconcellos, aborda o romance Riverão Sussuarana, de Glauber Rocha, publicado em 2012.

Na revista Cult (edição 205, setembro/2015), a reportagem de capa é dedicada à filósofa norte-americana Judith Butler e sua obra O Clamor de Antígona, lançada em 2014. O livro também é tema da entrevista Sem medo de fazer gênero: entrevista com a filósofa americana Judith Butlerpublicada na Folha de S. Paulo em 20 de setembro.

Este livro, originalmente publicado nos Estados Unidos há uma década e meia, é um marco na obra de Judith Butler. Nele, está desenvolvido um dos eixos centrais de sua reflexão teórica feminista: a tensão entre as regras - representadas pelas leis do Estado - e o desejo dos sujeitos, expresso e vivido através de práticas sociais inovadoras e transformadoras. Antígona, personagem que por muito tempo perdeu espaço para Édipo nas interpretações da obra de Sófocles, foi retomada por teóricas e militantes feministas contemporâneas como um exemplo da revolta das mulheres e da luta contra o Estado. Judith Butler aqui vai além das leituras tradicionais, a partir de um intenso diálogo com Hegel e Lacan.

Um marco na obra de Judith Butler, o livro desenvolve um dos eixos centrais de sua reflexão teórica feminista: a tensão entre as regras – representadas pelas leis do Estado – e o desejo dos sujeitos, expresso e vivido através de práticas sociais inovadoras e transformadoras. Antígona, personagem que por muito tempo perdeu espaço para Édipo nas interpretações da obra de Sófocles, foi retomada por teóricas e militantes feministas contemporâneas como um exemplo da revolta das mulheres e da luta contra o Estado. Judith Butler aqui vai além das leituras tradicionais, a partir de um intenso diálogo com Hegel e Lacan.

Com Glauber Rocha houve sempre um diálogo criativo, além do amor. Desenhei parte das ilustrações do livro "O Nascimento dos Deuses" (La nascita deglidei, ERI/Edizione RAI, 1981), realizei os figurinos de "A Idade da Terra", os cartazes dos filmes "Cabeças Cortadas" e "A Idade da Terra", além dos múltiplos desenhos, poemas, fotos e super-8 que fizemos em colaboração um com o outro, como é o caso desta capa. Aqui existem elementos criados também pelo próprio Glauber, como o desenho da figura central, esboço de linha contínua e fluida de um corpo feminino, anjo de asa quebrada. Riverão Sussuarana é o nosso Finnegans Wake, bem brasileiro, em que se reinventa uma escrita, um romance potente, belo, cheio de enigmas. Assim é um verdadeiro amor, cheio de possibilidades de vida, que transcende a história e fica perpetuado em imagem. (Paula Gaetan)

Com Glauber Rocha tive sempre um diálogo criativo, além do amor. Desenhei parte das ilustrações do livro “O Nascimento dos Deuses”, realizei os figurinos de “A Idade da Terra”, os cartazes dos filmes “Cabeças Cortadas” e “A Idade da Terra”, além dos desenhos, poemas, fotos e super-8 que fizemos em colaboração um com o outro, como é o caso desta capa. Riverão Sussuarana é o nosso Finnegans Wake, bem brasileiro, em que se reinventa uma escrita, um romance potente, belo, cheio de enigmas. Assim é um verdadeiro amor, cheio de possibilidades de vida, que transcende a história e perpetua em imagem. (Paula Gaetan)

Tags: Editora da UFSCEdUFSCGlauber RochaJudith ButlermídiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Cantora Maria Creuza é a convidada do projeto ‘ O livro da minha vida’

18/09/2015 09:26

 A cantora Maria Creuza, a intérprete preferida de Vinicius de Moraes, um verdadeiro ícone da MPB,  foi a convidada do projeto  ” O livro da minha vida’. O projeto  é  desenvolvido pela Editora da UFSC em parceria com o Laboratório de Telejornalismo do Curso de Jornalismo da UFSC.

Assista ao vídeo:

Tags: Editora da UFSCLaboratório de TelejornalismoMaria Creuzaprojeto O livro da Minha VidaUFSC

Feira do Livro: últimos dias da promoção relâmpago

09/09/2015 11:16

A Feira do Livro da Editora de UFSC (EdUFSC) segue até sexta-feira, 11 de setembro, na Galeria de Arte do Centro de Convivência da Universidade, das 8h30 às 19h. A cada semana, dez títulos importantes do catálogo da Editora estarão em oferta. A última leva dessa promoção especial já está valendo, com os preços indicados nos anexos.

Livros da própria Editora da UFSC e de vários outros selos importantes estão em exposição com excelentes descontos, que chegam a 70%.

Mais informações: EdUFSC.

CARTAZFEIRA-f (1)CARTAZFEIRA-ff

Tags: Centro de ConvivênciaEditora da UFSCFeira do Livro da EdUFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Feira do Livro da EdUFSC apresenta ofertas de promoção relâmpago

24/08/2015 17:14

A Feira do Livro da Editora de UFSC (EdUFSC) segue até o dia 10 de setembro, na Galeria de Arte do Centro de Convivência da Universidade, das 8h30 às 19h. A cada semana, dez títulos importantes do catálogo da Editora estarão em oferta. A primeira leva dessa promoção especial já está valendo. Os preços indicados (ver anexo) valem até sexta, dia 28 de agosto.

Livros da própria Editora da UFSC e de vários outros selos importantes estão em exposição com excelentes descontos, que chegam a 70%.

Mais informações: EdUFSC.

CARTAZFEIRA24-28a

CARTAZFEIRA24-28b

Tags: Editora da UFSCEdUFSCFeira de Livros da EdUFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Agenda Cultural: Cine Paredão apresenta ‘Threads’ e sorteia livro da EdUFSC

19/08/2015 16:35

Threads, um falso documentário britânico de 1984 dirigido por Mick Jackson, é a atração desta semana do Cine Paredão, sexta-feira, 21 de agosto, às 19 horas, na sala 316 do Bloco B do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH). Após a sessão, haverá o sorteio de um livro, cortesia da Editora da UFSC (EdUFSC).

Sinopse: O filme narra o cotidiano de duas famílias no interior da Inglaterra durante uma guerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética. A trama foi uma das primeiras do gênero a apresentar um inverno nuclear.

Mais informações página do Cine Paredão no Facebook.

 

 

Tags: Centro de Filosofia e Ciências Humanascine paredãoEditora da UFSCEdUFSCThreads

Descontos de até 70% na Feira do Livro da Editora da UFSC

17/08/2015 08:33

SganzerlaObras da Editora da UFSC (EdUFSC) têm até 70% de desconto na Feira do Livro, que ocorre de segunda a sexta, das 9h às 19h, no Centro de Convivência da UFSC. Edifício Rogério, do consagrado cineasta catarinense Rogério Sganzerla, de R$69, sai por R$30. Escultura Negra, clássico de 1915 sobre arte africana, de autoria do alemão Carl Einstein, também está em oferta: de R$ 61 por R$ 20.

Livros de outras editoras são comercializados com descontos de até 30%. Entre elas, destacam-se: Companhia da Letras, Editora da USP (EdUSP), Editora da Unicamp (EdUnicamp), Vozes, FGV.

A Feira do Livro da Editora da UFSC ocorre até 10 de setembro.

Mais informações: (48) 3721.9408 |

Tags: Editora da UFSCEdUFSCFeira do LivroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

EdUFSC lança livro sobre Roberto Arlt e Francisco Goya nesta quinta-feira

06/08/2015 11:06

O Projeto Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles lança o livro Roberto Arlt & Goya: crônicas e gravuras à água-forte, de Eleonora Frenkel, no dia 6 de agosto, às 19h. A publicação sai pela Editora da UFSC (EdUFSC). Na ocasião, a autora fará uma palestra sobre Roberto Arlt e o grupo Artistas do Povo, de Buenos Aires, e a sua ligação com as imagens de Francisco Goya. Convite-Arlt&Goya

Filho de imigrantes alemães e italianos, Roberto Arlt (1900-1942) nasceu e morreu em Buenos Aires. Sua obra como cronista, dramaturgo e romancista influenciou decisivamente a literatura latino-americana e está na origem do trabalho de autores como Gabriel García Márquez, Ricardo Piglia e César Aira. Francisco Goya (1746-1828) é considerado o mais importante pintor espanhol dos séculos 18 e 19. Ao longo de sua extensa e produtiva carreira, o artista abandonou a leveza e o otimismo dos primeiros anos para abraçar o mais profundo pessimismo, sempre com um caráter ácido.

É esse aspecto que aproxima a obra de Arlt e de Goya. Não por acaso, o portenho chamava suas crônicas de “águas-fortes” (ele chegou a escrever “águas-fortes cariocas” durante sua passagem pelo Rio de Janeiro, entre abril e maio de 1930), termo que vem das artes plásticas e que remete a uma técnica que utiliza o ácido como agente corrosivo. Arlt também se relacionava com artistas plásticos modernistas de Buenos Aires, com destaque para o grupo conhecido como Artistas do Povo (Facio Hebequer, Adolfo Bellocq, entre outros). Em suas gravuras, esses artistas também se utilizavam do expediente goyesco, produzindo uma leitura sarcástica e grotesca da modernidade.

O livro tem três partes: na última, encontra-se uma seleção dessas imagens, pesquisadas pela autora na Coleção do Museu de Artes Plásticas Eduardo Sívori, de Buenos Aires. As outras duas partes são um ensaio de Eleonora Frenkel que discute a articulação entre as crônicas de Roberto Arlt escritas entre as décadas de 1930-40 em Buenos Aires, e as gravuras de Francisco de Goya. Além disso, o livro traz um conjunto de 20 crônicas de Arlt traduzidas pela autora, dentre elas: “Ruas terríveis”, “Ladeira abaixo”, “O prazer de vadiar”, “Elogio da vagância” e “Dias de neblina”.

 

A autora

Eleonora Frenkel é doutora em Literatura pela UFSC (2011), com pesquisa sobre as crônicas de Arlt e as gravuras de Goya; mestre em Estudos da Tradução pela mesma Universidade (2007), com trabalho sobre as traduções brasileiras de Los siete locos (1929). Autora de diversos artigos sobre o Arlt, publicados em revistas como Machado de Assis em linha, Travessias, Eutomia, Scientia Traductionis, Fragmentos e no livro de G. Badenes e J. Coisson (org.): Traducción Periodística y Literaria (Córdoba: Comunicarte, 2007); contribui para a divulgação do escritor com comunicações em eventos em Florianópolis, São Paulo, Niterói, Buenos Aires e Rosário. Foi professora substituta de Teoria Literária no DLLV/UFSC (2011-2013) e atualmente é bolsista de pós-doutorado da Capes/PNPD, pela Unioeste.

 

Serviço

O quê: palestra e lançamento de livro da Editora da UFSC Roberto Arlt & Goya: crônicas e gravuras à água-forte, de Eleonora Frenkel.

Quando: 6 de agosto, às 19 horas.

Onde: museu Victor Meirelles – rua Victor Meirelles, 59, Centro, Florianópolis.

Mais informações:  e (48) 3222-0692.

Tags: Editora da UFSCEdUFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Livro ‘As defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786’ será lançado nesta quarta

13/07/2015 11:14

As Defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786, manuscrito do século XVIII do engenheiro militar José Correia Rangel contextualizado por Roberto Tonera e Mário Mendonça de Oliveira, ganha nova edição, revisada e ampliada, da Editora da UFSC (EdUFSC). A obra será lançada em Florianópolis, nesta quarta-feira, 15 de julho, às 19h, no hall da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com presença dos organizadores.

A Editora da UFSC  oferece o livro a preço de custo, R$ 30, enquanto durar a tiragem subsidiada pelo Ministério da Cultura (MEC).

EdUFSC oferece livro com preço subsidiado: R$ 30

EdUFSC oferece livro com preço subsidiado: R$ 30

Um dos documentos mais antigos e importantes da história das fortificações de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, o manuscrito de Rangel traz em detalhes imagens e dados sobre esses locais, e os homens que neles viviam, desempenhando o papel de guarnecê-los.

As 76 páginas do original são reproduzidas em fac-símile, com todas as informações necessárias à contextualização das informações contidas em textos introdutórios e notas explicativas de Tonera e Mendonça.

Hoje depositado no Arquivo Histórico Militar de Lisboa, o documento contribui para a pesquisa do cotidiano da vida militar na segunda metade do século XVIII, para o estudo das fortificações portuguesas no Brasil, e para a compreensão das origens de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Fotografias das fortificações ainda existentes, outras iconografias da época, glossário técnico ilustrado e bibliografia de referência complementam o livro, que também traz encartado CD-ROM com o conteúdo integral da obra impressa, acrescido de outros recursos virtuais. A realização da obra teve apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, patrocínio do programa Mecenas, além de suporte cultural da Exército brasileiro.

A obra também será lançada no Rio de Janeiro, no dia 23 de julho, na Livraria da Travessa, e em Salvador, no dia 11 de setembro, na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia.

Até 30 de julho, interessados em saber mais sobre as fortalezas mantidas pela UFSC podem visitar a exposição “O sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina”, no hall da Reitoria. Composta de fotografias e maquetes das fortificações de Santa Cruz de Anhatomirim, Santo Antônio de Ratones e São José da Ponta Grossa, a mostra inclui réplicas de canhões e trajes militares e civis do século XVIII, além de painéis informativos com textos, mapas e imagens.

 

Os organizadores

Roberto Tonera é natural de Florianópolis e arquiteto da UFSC desde 1989. Graduado em março de 1985, com especialização em Engenharia Civil,  é responsável pelas obras de conservação e restauração das fortalezas da Ilha de Santa Catarina mantidas e gerenciadas pela Universidade. Entre 1992 e 1996 foi também responsável pela Divisão Técnica do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN/SC).

Criador e coordenador do projeto “Fortalezas Multimídia”, é também autor do CD-ROM, homônimo, lançado em 2001. Também foi o produtor e diretor das multimídias: Museu Victor Meirelles, 2003; De Portugal ao Sul do Brasil, 2005; Cantigas do povo dos Açores, 2005 – lançado somente em Portugal – e Conservação e manutenção da fortaleza de Anhatomirim, desenvolvido para o IPHAN/SC em 2005/2006. Atualmente é chefe da Divisão de Projetos da Coordenadoria do Projeto Fortalezas – Secretaria de Cultura da UFSC (SeCult) –, e coordenador do projeto do Banco de Dados Internacional Sobre Fortificações: www.fortalezas.org.

 

Mário Mendonça de Oliveira nasceu no sertão da Bahia, na cidade de Itiúba. Em 1961, diplomou-se em Arquitetura na Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo ingressado no seu quadro docente no ano imediato, como professor de História da Arquitetura. Mesmo aposentado, continua ensinando, no Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado) da mesma faculdade, e investigando, na qualidade de pesquisador 1-A do CNPq. Por meio da UFBA recebeu o reconhecimento de Notório Saber e foi recentemente agraciado com o título de Professor Emérito.

Dirigiu diversas instituições, entre as quais se destacam a própria Faculdade de Arquitetura e a então Fundação do Pelourinho. Na sua atividade, primordialmente direcionada para a conservação do patrimônio e da memória, recebeu algumas honrarias, como o Grau de Comendador de Ordem do Mérito do Estado da Bahia e a Medalha do Mérito Militar do Exército Brasileiro, pela sua obra no resgate da memória militar do Brasil e restauro de fortificações.

Fez diversos cursos e publicou mais de uma centena de trabalhos no Brasil e no exterior sob a forma de livros, artigos em revistas, comunicações em congressos, conferências e similares. Na qualidade de arquiteto restaurador, cujo título foi obtido em Florença, Itália, tem prestado inúmeras consultorias no Brasil e no exterior, estando à frente do Núcleo de Tecnologia da Preservação e da Restauração, do qual é criador e coordenador.

 

Serviço

Mais informações sobre o lançamento do livro no Facebook ou com Roberto Tonera, pelo telefone (48) 9963-6324.

Outras informações sobre as fortalezas mantidas pela UFSC disponíveis em www.fortalezas.ufsc.br.

Para conhecer melhor as demais fortificações de Santa Catarina, do Brasil e de diversos outros países, acesse o Banco de Dados Internacional Sobre Fortificações, plataforma digital também desenvolvida na UFSC e disponível em www.fortalezas.org.

Tags: As Defesa da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786Editora da UFSChall da ReitoriaRoberto ToneraUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Livro sobre a ditadura em Santa Catarina premiado pela Academia Catarinense de Letras

29/06/2015 08:00

Foto: Divulgação

O livro Histórias na Ditadura – Santa Catarina (1964-1985), organizado pelos professores Ana Lice Brancher (UFSC) e Reinaldo Lindolfo Lohn (Udesc), venceu a edição de 2015 do prêmio da Academia Catarinense de Letras na categoria História, para autores catarinenses. A obra conta a vida de grupos sociais durante diferentes períodos da ditadura militar no estado, e desenvolve tópicos ligados à política, economia, costumes e problemas regionais.

De acordo com os pesquisadores, o livro é importante para a história de Santa Catarina porque reúne diversas informações e análises que se encontravam dispersas na produção acadêmica do estado. A ideia da obra é fazer os leitores perceberem que a ditadura militar interferiu em diferentes aspectos da vida não só de militantes contra o regime, mas também de “pessoas comuns”. “O livro enfoca, entre variadas temáticas, grupos sociais pouco abordados pela historiografia, como os negros, as populações indígenas, a infância e a juventude carentes”, explica Ana Lice.

Montado durante um ano e meio, a partir da identificação de temas significativos para as sociedades brasileira e catarinense no âmbito da ditadura militar, o livro reúne 15 artigos de diversos pesquisadores do país. Embora tenham delimitado uma estrutura básica para os textos, os organizadores deram liberdade para que cada autor trabalhasse seus temas de interesse. “Não se tratava da escolha de abordagens consagradas e cristalizadas. O objetivo estava em trazer ao público uma obra inovadora”, explica Reinaldo Lohn.

O livro também traz uma abordagem mais ampla da influência da Igreja Católica no período. Embora não apresente um artigo específico a respeito do tema, a produção, diversas vezes, versa sobre o papel da instituição no contexto histórico. Segundo os pesquisadores, “a cúpula da igreja teve uma participação bastante clara e objetiva na arregimentação de forças políticas que derrubaram o governo Jango no golpe de 64”, mobilizando-se inúmeras vezes para dar legitimidade ao regime autoritário da época.

Para saber mais sobre a obra, acesse o site da Editora UFSC.

Mais informações:

Wagner Reis/Estagiário de Jornalismo da Agecom/UFSC

Tags: Academia Catarinense de LetrasEditora da UFSCEdUFSCHistórias na Ditadura – Santa CatarinalivroPremioUFSC

Série ‘O livro da minha vida’ apresenta escritor Fernando Morais

19/06/2015 13:22

Desde outubro de 2013, a Editora da UFSC (EdUFSC) produz semanalmente vídeos para uma série chamada O livro da minha vida. São depoimentos curtos, de cerca de um minuto, em que personalidades catarinenses e brasileiras falam sobre o livro que mais as marcou. Os programetes são publicados no canal da EdUFSC no Youtube  e em seu perfil no Facebook. Além disso, são exibidos entre os programas da TV UFSC.

A série chegou à 70ª edição e, para comemorar o feito, foi escolhido um entrevistado muito especial: o consagrado jornalista e escritor Fernando Morais, autor de campeões de vendas como A ilhaOlga Chatô, o Rei do Brasil, sugere Uma diário do ano da peste, de Daniel Defoe.

Os vídeos, em conjunto, já acumulam quase 15 mil visualizações. O depoimento mais visto foi o do professor de Economia da UFSC Nildo Ouriques, assistido por 1,3 mil pessoas. Entre os convidados mais importantes, estão o jornalista Geneton de Moraes Neto, o ator Marcos Veras, o paisagista José Tabacow, o pianista Alberto Heller e os escritores Fábio Brüggemann e Péricles Prade.

O material é produzido em um convênio com o Departamento de Jornalismo da UFSC. Sob a supervisão de Cárlida Emerim e Fábio Lopes da Silva, diretor da EdUFSC, os depoimentos são atualmente gravados e editados pelos alunos de Jornalismo Gabriel Neves e Ana Carolina Vaz.

Mais informações: EdUFSC.

Tags: departamento de JornalismoEditora da UFSCEdUFSCO Livro da minha vidaTV UFSCUFSC

Editora da UFSC lança mais um número da revista Subtrópicos

01/06/2015 11:07

Saiu mais uma edição da Subtrópicos, revista mensal de cultura da Editora da UFSC. Destaque para a entrevista com Berthold Zilly, o tradutor alemão de Euclides da Cunha e Lima Barreto, que agora prepara uma versão de Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa. Outro ponto alto da revista é um artigo de Luiz Costa Lima, um dos maiores críticos literários brasileiros, que escreve a respeito dos efeitos do golpe de 1964 na cultura brasileira.  Na página dedicada à fotografia, o artista homenageado é Scott MacLeay, um canadense com brilhante carreira internacional, que escolheu Florianópolis para viver.

Subtrópicos é gratuitamente distribuída a professores da UFSC e em vários pontos culturais da cidade: Fundação Badesc, SESC Prainha, Cinema do CIC, lojas da Livros & Livros e livraria da Editora da UFSC. Também está disponível no campus Blumenau da UFSC e em centros de cultura de Joinville.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            Subtrópicos_n18_capa

A versão digital da revista pode ser acessada em http://issuu.com/ayrtonsilveira/docs/subtropicos_n18/1

Tags: Editora da UFSCrevista SubtrópicosUFSC

Editora da UFSC divulga resultado do concurso de contos Silveira de Souza

22/05/2015 15:55
Escritor Silveira de Souza - que dá nome ao concurso

Escritor Silveira de Souza – que dá nome ao concurso

Em sessão pública realizada na sede da Editora da UFSC (EdUFSC), foi divulgado o resultado do concurso de contos Silveira de Souza. Mais de 30 originais foram inscritos. O vencedor – cujo prêmio é a publicação de seu livro – é Caléu Nilson Moraes, doutorando em Estudos da Tradução da UFSC, com a obra Guia literário para machos. Mereceram menções honrosas Márcio Markendorf, por Amores, pavores e outras coisas de canto de olho, e Marco Antônio F. Arantes, por Biographias de Pessoas Inexistentes.

A comissão julgadora foi composta por Andréia Guerini, professora do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da UFSC e membro do Conselho da Editora da UFSC, e pelos escritores Heron Moura e Carlos Henrique Schroeder.

Neste sábado, 23 de maio, às 16h, durante o Festival Nacional do Conto, Caléu Nilson Moraes e Silveira de Souza, que dá nome ao concurso, serão homenageados. O evento será realizado no Teatro do Sesc-Prainha (travessa Siryaco Atherino, 100, Centro, Florianópolis, SC).

 

Tags: Caléu Nilson Moraesconcurso de contos Silveira de SouzaEditora da UFSCUFSC

Agenda Cultural: lançamento de ‘Curral’, livro vencedor do Concurso Cruz e Sousa

21/05/2015 09:28

curralA Editora da UFSC convida os apreciadores de poesia para o lançamento de Curral, de Rubens da Cunha, livro vencedor do Concurso Cruz e Sousa. O evento será no dia 26 de maio (terça-feira), na Chopperia Kibelândia (Rua Victor Meirelles, 98, Centro, Florianópolis). Na ocasião, também será lançado o primeiro número do jornal especializado em teatro Caixa de Pont[o], iniciativa do escritor Marco Vasques e do próprio Rubens da Cunha. A publicação conta com apoio cultural da Editora da UFSC.

convitecaixa

Tags: Concurso Cruz e Sousa de PoesiaCurralEditora da UFSCRubens da CunhaUFSC

Editora da UFSC divulga na sexta o resultado do concurso de contos Silveira de Souza

19/05/2015 09:37

Nesta sexta-feira, 22 de maio, às 14h, na sede da Editora da UFSC, será realizada  a sessão pública de divulgação do resultado do concurso de contos Silveira de Souza. Mais de vinte autores nascidos em Santa Catarina ou residentes no Estado inscreveram-se. A comissão julgadora foi composta por Andréia Guerini, membro do Conselho Editorial da EdUFSC e professora do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras; Heron Moura, poeta e professor do Departamento de Língua e Literatura Vernáculas, e o escritor Carlos Henrique Schroeder. O livro vencedor será publicado pela Editora da UFSC.

Escritor Silveira de Souza - que dá nome ao concurso

Escritor Silveira de Souza – que dá nome ao concurso

O próximo concurso, cujo edital será lançado em junho, contemplará traduções literárias.

Informações: editora.ufsc.br

Tags: concurso de contos Silveira de SouzaEditora da UFSC

EdUFSC dá descontos especiais na 8ª Feira Catarinense do Livro

11/05/2015 14:30

A Editora da UFSC (EdUFSC) marca presença na 8ª Feira Catarinense do Livro. Como nas edições anteriores, a EdUFSC traz descontos de até 50% no preço dos livros do catálogo. O estande da editora também expõe títulos de outros selos universitários importantes, como a Editora da Unicamp, da UFMG e da USP.

O evento segue até 16 de maio, das 9h às 20h, no Largo da Alfândega, Centro de Florianópolis.

Mais informações no site da EdUFSC.

Estande da EdUFSC na Feira Catarinense do Livro. Foto: Divulgação/UFSC

Estande da EdUFSC na Feira Catarinense do Livro. Foto: Divulgação/UFSC

Tags: Editora da UFSCEdUFSCFeira Catarinense do LivroUFSC

Subtrópicos #17 disponível nos pontos de distribuição

07/05/2015 10:42

A revista de cultura da Editora da UFSC (EdUFSC) Subtrópicos #17 já pode ser gratuitamente obtida nos seguintes pontos de distribuição: Livraria da Editora da UFSC (Centro de Comunicação e Expressão – CCE), Cinema do CIC, Sesc Prainha, Fundação Badesc, e lojas da Livros&Livros.

Mensalmente, em formato impresso e eletrônico, a revista traz textos sobre um amplo espectro de temas no campo das artes, educação, cultura, política, ciência e tecnologia.

Mais informações na página da Editora da UFSC.

Tags: Editora da UFSCEdUFSCSubtrópicosUFSC

Editora da UFSC programa lançamentos das próximas obras

17/04/2015 11:38

A Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC) programou os lançamentos que serão disponibilizados ao longo do ano. A lista inclui, por enquanto, dez livros, sobre diferentes assuntos, de autores de dentro e fora da UFSC. As obras vão desde o clássico Macbeth, de William Shakspeare, com tradução do professor da UFSC, Rafael Rafaelli, passando por filosofia e poemas até teoria política.

O lançamento mais recente da editora é Kinopoems: o cinema vai ao poema, do cineasta e poeta Sylvio Back, constituído de três poemas em prosa, cada um sobre um grande personagem que já foi tema de filmes do autor – o poeta Cruz e Souza, o pintor Miguel Bakun e o escritor Paulo Leminski.

Fábio Lopes da Silva, diretor-executivo e presidente do Conselho Editorial da EdUFSC, relata que a obra Passagem para o prosaico, do professor de Filosofia da UFSC, Luiz Hebeche, “acaba de chegar à editora”. Veio da gráfica também a obra O político, de Azorín (1873-1967), com tradução do professor de Filosofia da UFSC, Jaimir Conte.
(mais…)

Tags: Editora da UFSCKinopoemsSylvio BackUFSCWilliam Shakespeare

Dois lançamentos marcam início do ano na Editora da UFSC

04/03/2015 09:30

Dois lançamentos marcam o início do ano na Editora da UFSC: um deles é A estrutura do conto de magia, um clássico da crítica literária internacional que, originalmente publicado em 1960, reúne ensaios de vários autores russos a respeito de narrativas folclóricas de seu país. Os textos retomam e desenvolvem as ideias de Vladimir Propp em seu conhecido trabalho Morfologia do conto maravilhoso, de 1928. A tradução é da professora da Universidade de São Paulo (USP) Aurora Bernardini.

bazzo 2Outro livro recentemente publicado pela Editora da UFSC é Do técnico ao humano – questões contemporâneas, de Walter Bazzo. Em ensaios curtos, propostos em linguagem ágil e acessível, o autor discute a relação entre a tecnologia, a sociedade e o processo civilizatório. Bazzo tem vários títulos pela EdUFSC. Entre eles, Introdução à Engenharia, escrito em parceria com Luiz Teixeira, o mais vendido do catálogo.

 

(mais…)

Tags: A estrutura do conto de magiaDo técnico ao humano - questões contemporâneasEditora da UFSCUFSC

Lançamento do livro ‘Patrimônio Cultural e seus campos’ nesta terça na UFSC

09/09/2014 10:14

image001O livro “Patrimônio Cultural e seus campos”, publicado pela Editora da UFSC e organizado pelas professoras Alicia Castells, antrópologa do Departamento de Antropologia da UFSC e do Núcleo Dinâmicas Urbanas e Patrimônio Cultural (NAUI) e Jeana Santos, jornalista, pós-doutoranda do Posjor/UFSC e pesquisadora do NAUI, foi lançado na terça, 9 de setembro, após aula magna do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGAS) , com o  professor e pesquisador Roque Laraia (UnB), no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH).

Patrimônio cultural e seus campos proporciona uma imersão nos distintos tópicos que conformam a problemática patrimonial, tanto no Brasil quanto fora dele. Reunindo importantes pesquisadores da área, aprofunda questões como o papel social do patrimônio arqueológico, experiências museológicas, nuanças do patrimônio imaterial, novos desafios da cidade contemporânea sob as políticas patrimoniais, o patrimônio cultural numa perspectiva comparativas latino-americana, entre outras. Uma excelente oportunidade para conferir o que de mais relevante os estudiosos do campo têm debatido na atualidade.
(mais…)

Tags: Alicia Castellsde Jeana Laura da Cunha SantosEditora da UFSClançamento de livroPatrimônio Cultural e seus campos

Editora da UFSC lança terceira edição de Desenho Técnico Mecânico

25/08/2014 12:03

65b6267898687a61749f999951f2052fA Editora da UFSC lança a terceira edição revisada e com novo projeto gráfico de ‘Desenho Técnico Mecânico’. O livro integra a Coleção Didática da UFSC e seus autores são engenheiros e professores do Departamento de Expressão Gráfica, do Centro de Comunicação e Expressão da UFSC, com larga experiência na área de Desenho Técnico e CAD. Os professores José Arno Scheidt e Edison Rohleder estão aposentados.

Informações: professor Júlio César da Silva, autor e organizador do livro e (48) 3721-6613

Resenha:

Um livro é um ser vivo. Nasce de um sonho e de uma necessidade: o sonho de contribuir para uma melhor formação e a necessidade de construir aulas em que a excelência sempre aponte para um patamar mais alto, cujo destino é jamais ser alcançado. Trata-se de um livro adulto, apresentado em nova edição, testado na interação entre professores e alunos. Nas veias e artérias deste livro-ser circulam as palavras, os discursos, as queixas de alunos e professores que, por mais de duas décadas, frequentaram as salas de aula do prédio do Básico, o mais antigo da UFSC. Apostilas que crescem ano a ano com a introdução de muitos materiais traduzem uma obra coletiva feita por centenas de mãos. Organizar um livro como este é como resgatar obras históricas, cuidando para se preservarem as tintas originais com que se construíram as catedrais góticas do conhecimento, com elementos de todos os que peregrinaram pelas salas dessas escolas eternas em busca do saber, seguindo uma tradição que se insinua desde a pré-história, quando os construtores se ergueram das cavernas para transformar o mundo. O destino das apostilas, neste ir e vir, entre acréscimos e subtrações, é o de se transformarem em livros, bons livros, costurados pelo tempo, testados e retesados pelo seu uso em centenas de ocasiões. Nada como a têmpera do tempo para aperfeiçoar uma obra. (professor Francisco A. P. Fialho)

Fonte: http://www.editora.ufsc.br/publicacao/detalhe/id/610

Tags: Desenho Técnico MecânicoEditora da UFSCprofessores Departamento Expressão GráficaUFSC

Futebol, xiitas, arte, jornalismo e química na revista da EdUFSC

05/08/2014 07:21

a689d87813daf8fe18792bdcb452dba3

A nova edição da revista cultural Subtrópicos, publicada mensalmente pela Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC), ajuda a entender duas crises de identidade: a da Seleção Brasileira e a do governo xiita do Iraque. O economista Maurício Mulinari “explica” o “Desastre do Mineirão”: Alemanha 7 x 1 Brasil. “É preciso criar o novo e atacar interesses consolidados; não podemos aceitar passivamente a mediocridade do Campeonato Brasileiro e a dilapidação da nossa identidade nacional”, adverte.

O diplomata brasileiro Bernardo Azevedo Brito acredita que a Constituição iraquiana de 2005 garantirá aos xiitas a manutenção do seu poder em Bagdá, apesar da “ofensiva” das minorias sunita e curda. Autor pela EdUFSC do livro Iraque, dos primórdios à procura de um destino, o ex-embaixador torce para que o parceiro comercial do Brasil recupere a sua liderança regional e sua unidade nacional. 
(mais…)

Tags: Editora da UFSCrevista SubtrópicosUFSC

Filme sobre Getúlio deturpa História, denuncia revista da EdUFSC

17/07/2014 09:42

Cinema, literatura, copa do mundo, relação Brasil-Argentina, Angola, arte, meio ambiente, poesia e fotografia são os temas debatidos na nona edição da revista Subtrópicos, publicada mensalmente, nas versões eletrônica 7aee530ecdf64feb24447295f58a5dc8e impressa, pela Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC).

No seu terceiro artigo na revista, o presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA), Nildo Ouriques, denuncia a deturpação histórica de Getúlio, o filme, de Carla Carmurati e João Jardim. Em prejuízo da biografia do ex-presidente Getúlio Vargas, os cineastas apresentam a versão de Carlos Lacerda, conhecido como O Corvo. “Eu bem sei que a ficção tem lá suas liberdades, exceto a de falsificar a História. É isso que o filme faz. Não é um filme deprimente apenas, é falso”, desabafa o professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais da UFSC.

(mais…)

Tags: Editora da UFSCnona ediçãorevista SubtrópicosUFSC
  • Página 3 de 4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4