Programa de Pós-Graduação em Física divulga chamada para bolsa de pós-doutorado

12/11/2018 10:13

O Programa de Pós-Graduação em Física da Universidade Federal de Santa Catarina  (PPGFSC/UFSC) anuncia a disponibilidade de uma bolsa de pós-doutorado do Programa Nacional de Pós-doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PNPD/CAPES), para o período de dois anos, a partir de 2019/1. A mensalidade da bolsa é de R$ 4.100,00, além de valores destinados ao custeio.

O candidato deve atuar em linhas de pesquisa teóricas ou experimentais em uma das seguintes áreas de pesquisa: Astrofísica, Física Atômica e Molecular, Física da Matéria Condensada e Mecânica Estatística, Física Nuclear e de Hádrons, Física Matemática e Teoria de Campos.

A inscrição pode ser realizada no link, até o dia 26 de novembro de 2018.

O regulamento completo do Programa Nacional de Pós-Doutorado – PNPD está descrito na Portaria nº 086, de 03 de julho de 2013.

 

Tags: astrofísicabolsa PNPD/CAPESFísica Atômica e MolecularFísica da Matéria CondensadaFísica MatemáticaFísica nuclearMecânica EstatísticaPrograma de Pós-Graduação em FísicaTeoria de CamposUFSC

Pesquisas desenvolvidas na UFSC conquistam o prêmio The Newton Advanced Fellowship

16/10/2018 13:09

As pesquisas científicas realizadas na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) pelos professores e pesquisadores Natalia Vale Asari e Jean Everson Martina, a primeira vinculada ao Departamento de Física e o segundo ao Departamento de Informática e Estatística, foram reconhecidas mundialmente por meio da conquista do prêmio The Newton Advanced Fellowship, da The Royal Society. A instituição é sediada em Londres e foi fundada em 1660, sendo uma das mais antigas e renomadas do mundo.

A iniciativa visa fomentar, entre os pesquisadores em início de carreira, a parceria com instituições de ensino internacionais como forma de desenvolver pontos fortes e capacidades de pesquisa por meio de treinamento, colaboração e visitas recíprocas com um parceiro no Reino Unido.

Natalia realiza pesquisa básica sobre Astrofísica, principalmente sobre a evolução das galáxias. Jean desenvolve pesquisa aplicada sobre Segurança da Informação, em especial relacionada à certificação digital. Para ambos, o prêmio reconhece e fortalece a carreira, como também permite a colaboração entre pesquisadores, aporte financeiro, relação com o Reino Unido e o prestígio acadêmico.

Natalia Vale Asari. Foto: Ítalo Padilha

“O prêmio permite que enviemos estudantes para colaboração e experiência no exterior, a troca de conhecimento entre a UFSC e a universidade de St Andrews, além de incentivar que o pesquisador em início de carreira desenvolva a sua característica de líder. Eu, por exemplo, participarei de treinamento de liderança por meio do Programa Aurora”, revela Natalia, complementando que a conquista do prêmio representa a oportunidade da sua pesquisa ser reconhecida internacionalmente.

“É importante ter o reconhecimento deste prêmio, pois ajuda a fortalecer um laço já existente com a Inglaterra, como também proporcionar que os estudantes e o Grupo de Pesquisa tenham experiência como as que eu tive”, diz Jean, acrescentando que para a UFSC a conquista é mais uma oportunidade de projeto bilateral. “O resultado reforça o prestígio nacional que a universidade possui sobre certificação digital, agora reconhecido em nível externo”.

A parceria de Natalia começa em novembro deste ano envolvendo a pesquisadora Vivienne Wild, da Universidade de St Andrews, na Escócia. Para Jean as visitas iniciaram este ano e serão feitas em 2019 e 2020, principalmente durante o Summer School, na Universidade de Essex – Campus Colchester, na Inglaterra.

(mais…)

Tags: astrofísicacertificação digitalCiência da Computaçãodepartamento de FísicaDepartamento de Informática e EstatísticagaláxiaspesquisaSegurança da InformaçãoThe Newton Advanced FellowshipUFSC

Encontro internacional na UFSC debate últimos resultados sobre mapeamento da Via Láctea

04/04/2018 17:43

De 4 a 6 de abril a Universidade Federal de Santa Catarina recebe a 9ª edição do VVV Science Meeting. O evento reúne pesquisadores envolvidos no mapeamento da Via Láctea,  exibe os últimos resultados científicos do projeto VVV e debate a nova etapa, denominada VVVX e iniciada em 2017.

O que é o VVV

Em 2009 o ESO (European Southern Observatory) divulgou edital público para observação com o telescópio VISTA (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy), em funcionamento no Chile.

Dentre os candidatos, o projeto VISTA Variables in the Vía Láctea (VVV), composto por pesquisadores de diversos países, foi o selecionado pelo ESO para coordenar as observações com o telescópio.

Assim, desde 2010, o VVV tem mapeado a galáxia em que se encontra nosso sistema solar, a Via Láctea. Os dados coletados são públicos e de acesso livre, o que tem potencializado o mapeamento de centenas de milhões de estrelas em nossa galáxia.

A Via Láctea é particularmente difícil de ser observada em decorrência do fato de as observações partirem de dentro da própria galáxia. A partir do telescópio VISTA, no entanto, o mapeamento se tornou possível, devido ao sistema de filtros infravermelhos presentes no telescópio que permitem a localização de corpos mesmo quando encobertos.

O projeto foi realizado de 2010 e 2016 e em 2017 entrou em uma nova etapa, denominada VVVX (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy eXtended Survey), que implica na extensão do projeto original, com o mapeamento de outras regiões da galáxia e atividades até 2020.

Sobre 9º VVV science meeting

No 9º VVV science meeting são exibidos os últimos resultados científicos obtidos pelos dados coletados pelo VVV. Com início às 9h desta quarta-feira, 4 de abril, o encontro iniciou com a fala de abertura do professor da UFSC e integrante do VVV, Roberto Kalbusch Saito.

O evento possui ampla programação, com apresentação de trabalhos, pôsteres e o andamento de pesquisas realizadas a partir dos dados coletados pela equipe do VVV, além das discussões acerca do andamento e estratégias para o VVVX

A programação completa está disponível aqui.

Mais informações

Programação

Página do evento (em inglês)

Divulgação VVVX survey (em inglês)

 

Gabriel Martins/Agecom/UFSC

Foto em destaque: Região central a Via Láctea. Créditos: ESO/VVV Survey/D. Minniti. Acknowledgement: Ignacio Toledo, Martin Kornmesser

Tags: astrofísicaEncontro internacionalMapeamento Via LácteaUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVVV science meeting

O universo em expansão de Hawking: influências do cientista são avaliadas por professores da UFSC

03/04/2018 13:03

Neste sábado, 30 de março, foi realizado o velório de um dos mais renomados cientistas contemporâneos, Stephen Hawking. Falecido em 14 de março, o físico terá suas cinzas sepultadas na Abadia de Westminster e ficará ao lado de Isaac Newton e Charles Darwin, dois dos mais proeminentes cientistas britânicos de todos os tempos.

A deferência a Hawking não é sem motivos. Sua influência extrapolou seu campo de atuação científica e para buscar sintetizá-la, a Agência de Comunicação da UFSC (Agecom) entrevistou dois professores do Departamento de Física (FSC/CFM/UFSC), Débora Peres Menezes e Roberto Kalbusch Saito, para que ambos analisassem o impacto do trabalho de Hawking.

A singularidade de Hawking

Notório e notável, Stephen Hawking, trouxe originais avanços teóricos à cosmologia e astrofísica. Débora é explícita em dizer: “para o campo da cosmologia, Hawking era o maior cientista vivo”. Além de sua grande contribuição à área, no entanto, o físico inglês ganhou relevo por sua incrível capacidade de divulgação de temas complexos como singularidade, universo primordial, buracos negros e horizonte de eventos, por exemplo. Em best-sellers mundiais, ele disseminou para iniciantes em ciências conceitos até então herméticos.

Débora afirma que “a ciência normalmente se desenvolve assim: cada um vai contribuindo com uma migalhinha. Revendo aqui e ali e, de repente, alguém aparece e dá um salto. É difícil avaliar o quanto de migalha e quanto de salto tem Hawking, mas que ele possui uma contribuição relevante é indiscutível”.

Segundo Roberto, “além de um trabalho científico de excelência, o físico teve verdadeiro brilhantismo em divulgação”. O professor ainda acrescenta que “Hawking conseguiu explicar ao público em geral o que mesmo os astrofísicos tinham dificuldade em entender”.
(mais…)

Tags: Agecomastrofísicaburacos negrosCFMcosmologiaDébora Peres Menezesdepartamento de FísicaRoberto Kalbush SaitoStephen HawkingUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC realiza curso gratuito presencial e EaD em Astrofísica Geral

16/02/2018 09:04

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realiza a partir de março o curso gratuito em Astrofísica Geral. As inscrições estão abertas e devem ser feitas no endereço eletrônico zabot.paginas.ufsc.br/astro/. A oferta se dá por modalidade a distância (EaD) e também presencial, porém esta somente na unidade de Joinville.

A estrutura do curso conta com 30 aulas em que serão abordadas as principais áreas da Astrofísica: Noções de Astronomia, Instrumentos astrofísicos, Sistema solar, Estrelas, Exoplanetas, Via Láctea, Galáxias, Universo em larga escala, Big bang, Modelos cosmológicos, Astrobiologia. O pré-requisito para o participante é ter conhecimento em física e matemática básicas, nível Ensino Médio.

Faça a inscrição de acordo com a modalidade do curso:

Inscrição no curso a Distância, totalmente online.

Inscrição no curso Presencial, em Joinville.

Tags: astrofísicaastrofísica geralcurso gratuitojoinvilleUFSC

Departamento de Física realiza seminário de astrofísica nesta quarta

16/03/2016 15:59

O Departamento de Física organiza, nesta quarta-feira, 16 de março, o seminário “Pitadas de Astrofísica Moderna”, ministrado pelo professor Roberto Cid Fernandes. O evento ocorrerá as 18h30 no auditório do Departamento de Química, no Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM).

Nesta palestra será feito um passeio por descobertas da astrofísica contemporânea, de planetas fora do sistema solar e de galáxias nos confins do universo, com ênfase em como isso ocorre, além de explicar como astrofísicos se atrevem a divulgar resultados incríveis sobre objetos distantes no tempo e espaço.

As inscrições são abertas para quem quiser participar.

Tags: astrofísicadepartamento de FísicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina