Pesquisa da UFSC sobre a representação dos arquivos e do arquivista no cinema vira livro

17/10/2023 19:03

Luz, Câmera, Arquivos: o arquivista representado no cinema é nome da adaptação da dissertação de mestrado do aluno Iuri Ianiski de Moura, realizada no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina (PGCIN/UFSC) com orientação da professora Eliana Maria dos Santos Bahia.

Defendida no final de fevereiro de 2023, a pesquisa passou por algumas adaptações e agora é publicada em formato de livro pela Editora Appris. A obra também conta com prefácio escrito pela professora Fernanda Kieling Pedrazzi, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

A obra identifica como são representados os profissionais de arquivo e os seus ambientes de trabalho em obras cinematográficas de ficção. O pesquisador e sua orientadora também caracterizam o arquivista como profissional da informação, identificando suas atribuições, habilidades e competências. Ao explorar os elementos cinematográficos utilizados para representar o arquivista e as unidades de informação, a obra faz uso de filmes nacionais e internacionais, que são não somente objetos de cultura e entretenimento, como também instrumentos de informação, representando formas de agir e sentir da sociedade.

(mais…)

Tags: alunoArquivistacinemadissertação de mestradofilmelivroPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCin)RepresentatividadeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Competições de slam reúnem estudantes em eventos com poesia e representatividade

04/09/2023 16:53

“A Universidade é esse ambiente aberto que vai além da graduação. É um ambiente de arte, de cultura e de formação de movimentos sociais. É de extrema importância que a poesia ocupe aqui o seu espaço”, afirma Fernando Guerra, estudante de Relações Internacionais da UFSC e participante das competições do Slam Estrela D’Alva. Na última sexta-feira, 1° de setembro, o Slam, movimento em que os poetas declamam suas poesias em público, realizou mais um encontro. Dessa vez, em edição especial, não foram dadas notas aos participantes por um júri, e as avaliações foram feitas por todos os presentes.

Angelo Perusso, slammaster do Estrela D’Alva Foto: divulgação/ Lucas Vieira

Uma roda de pessoas sentadas no chão, ouvindo atentamente alguém declamar sua poesia. Em frente ao varandão do Centro de Comunicação e Expressão (CCE), pelo menos uma vez por mês, tornou-se comum ver essa cena. As pessoas vão chegando, e, quando se percebe, a roda de poesia já tem mais de 50 ouvintes reunidos. Ainda que o slam tenha competição entre os participantes, o foco da atividade é a performance do poeta e o envolvimento da comunidade. Segundo Angelo Perusso, organizador do Slam Estrela D’Alva junto ao Programa de Educação Tutorial dos Cursos de Letras da Universidade Federal de Santa Catarina (PET-Letras/UFSC), o destaque que o slam tem é dar alcance a diferentes narrativas. “Mostrar que a poesia é para todos. Que é um local de questionamentos sobre qual é a linguagem da poesia, quem pode produzir poesia e quais regras definem isso. O slam parte dessa ideia de ressignificar conceitos.”


(mais…)

Tags: acessibilidadearte e culturaCentro de Comunicação e ExpressãoPET Letras UFSCpoesiaRepresentatividadeslamSlam Estrela D'AlvaUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVarandão do CCE

Dia das Mulheres: “O fato de eu estar nesse lugar tem inspirado meninas”, conta vice-reitora

08/03/2023 11:17

Em uma gestão que tem como meta a paridade de gênero, professora Joana Célia dos Passos garante: “Eu não me sinto só”

Cerimônia de posse de Joana Célia dos Passos como vice-reitora da UFSC Foto: Stefani Ceolla/Apufsc

Em 5 de julho de 2022, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) passou a ter como vice-reitora uma mulher negra, ativista, reconhecida internacionalmente por sua atuação. Joana Célia dos Passos atuou, até sua nomeação, como diretora do Centro de Ciências da Educação (CED) da universidade. Participou da criação da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) durante a gestão de Luiz Carlos Cancellier. Professora por quase 40 anos, sendo 29 no ensino superior, ela é mestra e doutora em Educação pela UFSC. As relações raciais na América Latina foram o tema de pós-doutorado de Joana na Universidad Autónoma de México (Unam). Exerceu a docência no Departamento de Estudos Especializados em Educação e nos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e Pós-Graduação Interdisciplinar de Ciências Humanas (PPGICH).

Joana tem ampla experiência na concepção e execução de políticas públicas para a educação. Coordenou, por exemplo, a formulação de políticas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) para trabalhadores e trabalhadoras rurais, e atuou como consultora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) na formulação de políticas de EJA.

É esta visão de mundo, que perpassa questões de gênero e de raça, que Joana trouxe para a gestão da UFSC. “Como vice-reitora, nesses oito meses da nossa gestão, eu tenho acompanhado, participado e contribuído com a formulação das políticas gerais da UFSC. Isso significa dizer que não estou atuando somente nas perspectivas das questões de gênero, e isso é muito importante. Porque o olhar que eu trago para a gestão, nas diferentes ações, se orienta por esse meu pertencimento de gênero e racial. Eu tenho feito essas ponderações em todos os momentos”, afirma.

(mais…)

Tags: Dia Internacional da MulherIgualdade de gêneroRepresentatividadeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina