Equipe do Colégio de Aplicação conquista segundo lugar na etapa regional da Olimpíada Brasileira de Satélites

23/08/2022 15:41

Estudantes viajaram a Santa Maria (RS) para a etapa regional da competição. Foto: arquivo pessoal

A equipe Sagittarius A, formada por estudantes do 9º ano do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi a segunda colocada na etapa regional Sul da Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat). Após 11 horas de viagem, de Florianópolis até Santa Maria, no Rio Grande do Sul, os alunos Isabella de Freitas, Rosa Maria Miranda, João Vitor Caetano e Marcos Bueno tiveram a oportunidade de trocar ideias e compartilhar experiências com outras equipes e com os organizadores da Obsat, presenciar o lançamento de um satélite e participar de algumas palestras. O encontro ocorreu no dia 13 de agosto, e o grupo foi acompanhado por seu mentor, o graduando em Física João Batista Vieira Sousa.

O projeto do time do Colégio de Aplicação teve como principal missão monitorar o ecossistema de manguezais no país. Após um ano de pesquisas, a equipe construiu um satélite capaz de medir o nível de gás carbônico (CO2) da estratosfera e comparar com outros locais, determinando o impacto da urbanização para aquele lugar e suas possíveis consequências. Os manguezais ocupam uma grande área do território brasileiro, mas sofrem pressão da expansão imobiliária nas grandes cidades litorâneas. A pesquisa teve os objetivos de mostrar a importância dos mangues na absorção desse gás de efeito estufa e de identificar áreas de desmatamento, contribuindo para a consciência da necessidade de preservação. Agora, a equipe planeja continuar aperfeiçoando o projeto, a fim de buscar novas oportunidades na próxima edição da Obsat.

A Olimpíada Brasileira de Satélites é uma olimpíada científica de abrangência nacional, concebida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e organizada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em conjunto com a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo (USP).

A iniciativa busca promover experiências teóricas e práticas em projetos de satélites de pequeno porte, difundindo a cultura aeroespacial para estudantes e professores de instituições de ensino de nível médio, técnico profissionalizante e universitário. A Obsat é gratuita para qualquer aluno matriculado em instituições brasileiras de ensino fundamental, médio, técnico ou superior. Como objeto de trabalho, e ao mesmo tempo ferramenta de aprendizado, utilizam-se pequenos satélites, chamados de CanSats, TubeSats, PocketSats ou CubeSats.

Tags: 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat)Colégio de AplicaçãonanossatéliteObsatsatéliteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC na mídia: reportagem destaca o ‘Constelação Catarina’, programa de desenvolvimento de sistemas espaciais

14/06/2021 14:03

Foto: divulgação/TV Brasil

O último episódio do programa Ciência é Tudo, da TV Brasil, que foi ao ar no último sábado, 12 de junho, apresentou o programa Constelação Catarina, que prevê o desenvolvimento, a fabricação e o lançamento de uma “constelação de satélites” voltados à defesa civil e a levar melhorias à agricultura de precisão. O projeto é desenvolvido pela Agência Espacial Brasileira, em parceria com instituições de Santa Catarina, e criado por meio de portaria publicada em 10 de maio de 2021.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é uma das integrantes do programa. Sua participação se dá por meio de dois laboratórios: o Spacelab, que opera na área de desenvolvimento; e o SC2C, com atuação na área gerencial da missão.

A reportagem pode ser conferida no site da TV Brasil e no Youtube.

Tags: nanossatélitePrograma Constelação CatarinasatéliteSC2C.Aerosistemas espaciaisSpaceLabUFSCUFSC na mídiaUniversidade Federal de Santa Catarina

Alunos do Colégio de Aplicação participam da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites

11/06/2021 11:54

Uma equipe formada por quatro alunos do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sob a tutoria de um graduando do curso de Física da Universidade, vai participar da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat). O time, chamado Sagittarius A, elaborou um projeto de um nanossatélite que pretende monitorar os níveis de gás carbônico (CO2) na estratosfera localizada acima das florestas de mangue do País.

A equipe é formada pelos estudantes Isabella de Freitas Gonçalves, João Vitor Caetano da Rosa, Marcos Inácio Bueno e Rosa Maria Pereira Miranda, todos da turma do 8º A do Colégio de Aplicação, e pelo graduando João Batista Vieira Sousa, do curso de Física-Licenciatura da UFSC.

A iniciativa de participar da Olimpíada partiu da estudante Rosa Maria, que já cultiva uma ligação com o “mundo astronômico” há algum tempo – ela fez aulas de Astronomia, Astronáutica e Astrofísica Geral no curso de extensão da UFSC Astrofísica para Todos. “Sempre gostei de olimpíadas, e tento participar de todas que posso. Fiquei sabendo da olimpíada de satélites em uma live do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, e fui correndo montar uma equipe e procurar um mentor”, conta a estudante.

O próximo passo foi partir em busca de apoio técnico para o projeto. Através do professor Reginaldo Manoel Teixeira, que leciona Física no Colégio de Aplicação, chegaram ao universitário João Batista Vieira de Sousa, que faz o curso de Licenciatura em Física na UFSC e é bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). Ele aceitou ser o mentor do grupo. “O nome do nosso grupo vem de um buraco negro supermassivo que está localizado no centro da Via Láctea e não da constelação de mesmo nome”, esclarece Rosa Maria.
(mais…)

Tags: 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat)Colégio de AplicaçãonanossatéliteObsatsatéliteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC integra Programa Constelação Catarina, voltado ao desenvolvimento de sistemas espaciais

14/05/2021 11:10

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) integra o Programa Constelação Catarina e o Consórcio Catarina, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O programa “compreende um conjunto de iniciativas consorciais voltadas para o desenvolvimento de sistemas espaciais baseados no uso de nanossatélites, que se complementam por meio do compartilhamento colaborativo de infraestruturas espaciais, de conhecimento, de dados, de serviços e de aplicações espaciais”.

> Acesse a íntegra da portaria de criação

De acordo com a portaria, a Constelação Catarina é um conjunto de sistemas espaciais que atenderá, prioritariamente, aos setores agropecuário e de defesa civil nacionais, de maneira a contribuir para a agenda de desenvolvimento socioeconômico sustentável do país. A UFSC terá, até este momento, duas participações por meio dos laboratórios: SPACELAB/UFSC, atuando na área de desenvolvimento; e o SC2C/UFSC, atuando na área gerencial da missão.

A UFSC tem expertise em sistemas satelitais para os nanossatélites da constelação, da mesma forma que tem atuado no FloripaSat. A participação da Universidade se dará pela assinatura de Termos de Adesão, que são os documentos de associação à Constelação Catarina. A parceria é um trabalho da Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq/UFSC), a Bancada Catarinense, a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Instituto Senai de Inovação e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

 

Mais informações:
propesq@contato.ufsc.br

Tags: nanossatélitePrograma Constelação Catarinasatélitesistemas espaciaisUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC no espaço: lançado primeiro satélite da Universidade, o FloripaSat-1

23/12/2019 12:55

O primeiro satélite da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está em órbita: o FloripaSat-1. O satélite foi lançado ao espaço na madrugada desta sexta-feira, dia 20 de dezembro, às 0h21min (horário de Brasília), a partir do Centro de Lançamento de Taiyuan (TSLC), na China, pelo foguete Longa Marcha-4, junto com o CBERS-4A (satélite sino-brasileiro de recursos terrestres). Até chegar a esta etapa decisiva, o projeto foi desenvolvido por cinco anos e coordenado pelo professor Eduardo Augusto Bezerra, do Departamento de Engenharia Elétrica e Eletrônica, que está na China para acompanhar o lançamento.

Um dos pesquisadores envolvidos, o doutorando em Engenharia Mecânica Edemar Morsch Filho, afirmou que o lançamento foi um sucesso. “Desde então, vários radioamadores ao redor do mundo já estabeleceram comunicação com o satélite. Há relatos de que houve comunicação nos EUA, Alemanha e Japão”, anunciou. Por volta das 10h30min da manhã desta sexta, o satélite passou próximo a Santa Catarina, oportunidade em que o grupo dos desenvolvedores e diversos radioamadores da região estavam prontos para estabelecer comunicação.
(mais…)

Tags: FloripaSatlançamentonanossatéliteórbitasatéliteUFSC

FloripaSat-1: primeiro satélite da UFSC tem lançamento reagendado para o dia 20, na China

17/12/2019 18:31

O FloripaSat-1, primeiro satélite da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), teve seu lançamento reagendado, devido às condições climáticas e será lançado às 11h21 do dia 20 de dezembro, na China, ou às 00h21 do dia 20, no horário de Brasília. Anteriormente agendado para a madrugada do dia 17 de dezembro, o satélite será enviado para o espaço a partir do Centro de Lançamento de Taiyuan (TSLC), na China, pelo foguete Longa Marcha-4. Junto ao satélite da UFSC, também será transportado o satélite sino-brasileiro de recursos terrestres, o CBERS-4A.

Desenvolvido por alunos de graduação, mestrado e doutorado dos cursos de Engenharia Elétrica, Automação e Mecânica, o FloripaSat-1 é um cubeSat de pesquisa tecnológica construído em parceria com o programa Uniespaço da Agência Espacial Brasileira (AEB). No último mês de outubro, membros do SpaceLab (spacelab.ufsc.br) estiveram no Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) para testes com o satélite.

Um cubeSat é um tipo de satélite miniaturizado (nanossatélite), medindo múltiplas unidades cúbicas de 10cm (formato 1U) e pesando não mais do que 1,33 kg por unidade. Idealizado pelo grupo FloripaSat, coordenado pelo professor Eduardo Augusto Bezerra, o projeto tem vida útil estimada em dois anos e apresenta como principal objetivo “envolver estudantes em uma missão espacial completa, desenvolvendo todos os módulos de um nanossatélite e sua própria estação terrestre de comunicação”.

O projeto possui, ainda, entre suas finalidades a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologia para a área espacial; a capacitação para tecnologias espaciais, por meio da integração de alunos de graduação, pós-graduação e professores no desenvolvimento de pesquisas; e o fortalecimento do estado de Santa Catarina como um polo na área espacial, visando atrair objetos inovadores e de grande complexidade e estimular investimentos públicos e privados.
(mais…)

Tags: área espacialCBERS-4ACTCFloripaSat-1nanossatélitesatéliteSpaceLabUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

FloripaSat-1: primeiro satélite da UFSC será lançado por foguete chinês em dezembro

12/11/2019 07:03

O FloripaSat-1, primeiro satélite da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), será lançado na madrugada do dia 17 de dezembro, a 0h21min (horário de Brasília), do Centro de Lançamento de Taiyuan (TSLC), na China, pelo foguete Longa Marcha-4. Junto do satélite da UFSC, também será transportado o satélite sino-brasileiro de recursos terrestres, o CBERS-4A.

Desenvolvido por alunos de graduação, mestrado e doutorado dos cursos de Engenharia Elétrica, Automação e Mecânica, o FloripaSat-1 é um cubeSat de pesquisa tecnológica construído em parceria com o programa Uniespaço da Agência Espacial Brasileira (AEB). No último mês de outubro, membros do SpaceLab (spacelab.ufsc.br) estiveram no Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) para testes com o satélite.

Um cubeSat é um tipo de satélite miniaturizado (nanossatélite), medindo múltiplas unidades cúbicas de 10cm (formato 1U) e pesando não mais do que 1,33 kg por unidade. Idealizado pelo grupo FloripaSat, coordenado pelo professor Eduardo Augusto Bezerra, o projeto tem vida útil estimada em dois anos e apresenta como principal objetivo “envolver estudantes em uma missão espacial completa, desenvolvendo todos os módulos de um nanossatélite e sua própria estação terrestre de comunicação”.

O projeto possui, ainda, entre suas finalidades a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologia para a área espacial; a capacitação para tecnologias espaciais, por meio da integração de alunos de graduação, pós-graduação e professores no desenvolvimento de pesquisas; e o fortalecimento do estado de Santa Catarina como um polo na área espacial, visando atrair objetos inovadores e de grande complexidade e estimular investimentos públicos e privados.
(mais…)

Tags: área espacialCBERS-4AFloripaSat-1nanossatélitesatéliteSpaceLabUniespaço

Conferência sobre pesquisas com nanossatélite recebe inscrições de trabalhos

01/09/2015 09:32

CubesatA conferência “II Latin American IAA CubeSat Workshop”, que será realizada entre 28 de fevereiro e 2 de março de 2016, em Florianópolis, recebe inscrições de trabalhos até 1º de outubro. Esta será a segunda edição do evento, que tem por objetivo fornecer à comunidade internacional um fórum de apresentação e discussão da pesquisa universitária sobre satélites, em particular o padrão cubesat. Esse modelo foi desenvolvido no contexto da tendência dos satélites de pequeno porte, conhecidos como nanossatélites, com o intuito de fomentar a pesquisa universitária na área de engenharia aeroespacial.

Integram o comitê organizador da conferência os professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Eduardo Augusto Bezerra, do departamento de Engenharia Elétrica; Kleber Paiva, Lucas Travassos e Anderson Spengler, do departamento de Engenharia Aeroespacial, campus Joinville. Entre os palestrantes convidados estão os co-inventores do cubesat, Bob Twiggs, da Morehead State University, e Jordi Puig-Suari, da Cal Poly College of Engineering.

As regras para envio de trabalho estão disponíveis no link.

Mais informações no site do evento ou pelo email: cubesat2016@eel.ufsc.br.

 

Tags: cubesatEngenharia AeroespacialnanossatéliteUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina