Autora do best-seller “Água, pacto azul” participa de congresso em Florianópolis

31/10/2011 10:02

Entre os dias 9 e 10 de novembro, a ativista canadense Maude Barlow participa do I Congresso Internacional “O Futuro da Água no Mercosul”. O encontro será realizado em Florianópolis, no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Maude é uma influente defensora do direito humano à água. Esteve em outras ocasiões no Brasil, inclusive em Santa Catarina, quando em 2009 divulgou seu livro “Água, pacto azul”. Nesta viagem a canadense alertou os brasileiros sobre a importância de não superestimar a água doce do país, que corresponde a 13,7% da reserva mundial. “Mas não é infinita e é mal gerenciada”, alertou. “O Brasil é abençoado, mas tem uma grande responsabilidade nessa questão”, disse em entrevistas no país.

Nobel Alternativo do Meio Ambiente
Maude Barlow Victoria nasceu em 24 de maio de 1947 e é chefe do Council of Canadians, ou Conselho dos Canadenses, a maior organização canadense de militância pública. É também fundadora do Blue Planet Projetc, que trabalha internacionalmente a favor do direito humano à água. Entre 2008 e 2009 atuou como consultora-sênior em água do presidente da 63ª Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). É autora e co-autora de 16 livros, incluindo os best-sellers “Água: Pacto Azul” e “Água, o Ouro Azul”.

Maude preside o conselho de Washington baseado no Food & Water Watch, e é membro-fundadora do Fórum de São Francisco Internacional sobre Globalização, além de conselheira do Conselho Futuro Mundial, com sede em Hamburgo. A ativista já recebeu 11 títulos de honoris causa, além de gratificações como o Livelihood Award Rights 2005 (conhecido como o “Nobel Alternativo do Meio Ambiente”).

O congresso
O I Congresso Internacional “O futuro da água no Mercosul” é uma iniciativa do grupo de estudos “A geopolítica da água e os bens comuns”, ligado ao projeto Rede Guarani/Serra Geral, e tem apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, dos programas de pós-graduação em Direito e em Geografia da UFSC; do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Caxias do Sul e da Universidade Regional de Blumenau (FURB).

O evento tem ênfase na discussão do princípio da água como um direito humano, promovendo também o debate sobre a necessidade de gestão integrada das águas superficiais e subterrâneas no âmbito da Bacia do Prata, região em que se localiza uma das maiores reservas de água subterrânea do mundo: o Aquifero Guarani.

 As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site www.rgsg.org.br

Mais informações sobre o evento com o professor Luiz Fernando Scheibe pelo e-mail , fone (48) 3721-8813

Por Gabriele Duarte / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Assessoria de Comunicação:
– Diretoria de Comunicação Social da Assembleia Legislativa de Santa Catarina / (48) 3221-2752 / :
– Agência de Comunicação da UFSC: (48) 3721-9601 /

 Saiba Mais:

– Maude Barlow no 5º Fórum Mundial da Água, em 2009: http://www.youtube.com/watch?v=ShwJHknY9IU
– Trechos de entrevista com Maude Barlow concedida ao Planeta Sustentável, em 2009:

Um alerta aos brasileiros:
O Brasil e o Canadá tendem a pensar que o abastecimento de água está garantido porque temos água em abundância. Isso não é verdade! Não podemos enxergar a água como uma oportunidade econômica, mas, sim, como parte da natureza e ela está muito comprometida, contaminada, desperdiçada.

Modelo exportação: água virtual
Minha maior crítica ao Brasil é o modelo criado para exportação, no qual se usa muita água para produzir cana-de-açúcar, por exemplo, mais água para fazê-la crescer e produzir etanol. Depois, isso é exportado para outro país. Chamamos isso de “água virtual”. Austrália, Estados Unidos e Canadá fazem a mesma coisa, mas o Brasil nem parou para questionar se isso está errado. Aumentar as exportações, como quer o governo, só vai piorar o quadro. Para produzir e fazer chegar soja na China, gastamos cerca de 2/3 do consumo doméstico mundial de água de um ano inteiro. E estamos falando só de soja e só da China.

 Poluição por agrotóxicos
Além da “água virtual” e da falta de conscientização, existe a grande poluição dos agrotóxicos, cujo veneno vai para a água, contamina o lençol freático. E o país precisa estar atento quanto aos “caçadores de água” também. Grandes companhias vêem o Brasil como uma máquina de dinheiro.

O país não pode permitir que essas empresas se instalem aqui dessa forma. Hoje, boa parte do mundo já não permite isso, enquanto o Brasil se posiciona de maneira amigável. No ano passado, foram produzidas mais de 2 bilhões de unidades de água engarrafadas das quais apenas 5% eram recicláveis. Outros países, como Arábia Saudita e Japão, que têm pouca água também estão de olho em lugares abundantes em água, comprando terras.

Um planejamento necessário:
O Brasil precisa se programar em três eixos: ter legislação para manter a água pública e proteger o solo, criar o direito à água universal e produzir comida com uso sustentável de água. Eu sei que isso é difícil e faltam recursos, mas não importa. É hora de fazer uma legislação para as empresas e proteger a água, não de ser amigável. Quem quiser usar água para fins comerciais terá de pagar, de rastrear e de utilizá-la de uma forma consciente. Na Alemanha, a água tem que ser limpa a ponto de um bebê poder bebê-la direto da torneira. Lá, se você poluir, eles te pegam.

Não teremos água para sempre:
Estamos acabando com a água fresca do mundo e colocando o planeta em risco. Todos os anos, despejamos 700 trilhões de litros de água vindas das cidades no oceano. Isso foi removido dos aquíferos, dos rios e dos lagos e deveria ser devolvido à bacia hidrográfica, é uma perda. Quando alguém tira a água do chão de qualquer maneira, faz um deserto, o que piora o aquecimento global. Sim, o aquecimento global faz desertos! Mas o caminho inverso também é verdadeiro. O Brasil é abençoado, mas tem uma grande responsabilidade nessa questão.

 

 

 

 

 

Tags: águacongresso

V CODAIP com transmissão ao vivo pela internet

31/10/2011 09:11

O Grupo de Estudos em Direito Autoral e Informação da Universidade Federal de Santa Catarina (GEDAI/UFSC), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Direito da UFSC, está promovendo hoje  (31),  e amanhã (01) no Auditório da Reitoria da UFSC, o V Congresso de Direito de Autor e Interesse Público(V CODAIP), que tem como temática central o Direito Autoral e a Economia Criativa.
(mais…)

Tags: congressodireitor autoral

Florianópolis sedia congresso internacional sobre o futuro da água no Mercosul

27/10/2011 09:20

Será realizado nos dias 9 e 10 de novembro, no auditório da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o I Congresso Internacional “O futuro da água no Mercosul”. O evento tem ênfase na discussão do princípio da água como um direito humano, promovendo também o debate sobre a necessidade de gestão integrada das águas superficiais e subterrâneas no âmbito da Bacia do Prata, região em que se localiza uma das maiores reservas de água subterrânea do mundo: o Aquifero Guarani.

Com as temáticas Nova cultura da água; Água e as mudanças climáticas; Água e políticas públicas e Cooperação e conflitos da gestão da água no Mercosul, o congresso vai reunir representantes do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Conferencistas do Canadá, Espanha, Alemanha e Portugal também participarão, assim como lideranças políticas e governamentais do Brasil e exterior. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site www.rgsg.org.br

Pela justiça da água
Um dos destaques será a presença da advogada Maude Barlow, ativista ambiental que luta pelo reconhecimento do direito humano à água. Fundadora do projeto Blue Planet Project (Projeto Planeta Azul), é chefe do Council of Canadians, a maior organização canadense de militância pública. Entre 2008 e 2009 atuou como consultora-sênior em água do presidente da 63ª Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Por seu trabalho no movimento pela justiça da água recebeu o prêmio sueco Right Livelihood Award (o “Nobel Alternativo” do Meio Ambiente).

Maude Barlow é autora e co-autora de 16 livros, incluindo os best-sellers “Água: Pacto Azul” e “Água, o Ouro Azul”. Sua conferência será realizada no dia 9 de novembro, a partir de 16h, com o tema “Uma nova cultura da água”.

Promoção
O congresso é uma iniciativa do grupo de estudos “A geopolítica da água e os bens comuns”, ligado ao projeto Rede Guarani/Serra Geral, e tem apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, dos programas de pós-graduação em Direito e em Geografia da UFSC; do Programa de pós-graducação em Direito da Universidade de Caxias do Sul e da Universidade Regional de Blumenau (FURB).

Guerra da água
“O foco do encontro é chamar atenção para a discussão sobre o princípio de que a água é um bem comum, um direito essencial que deve ser garantido a todas as pessoas”, explica a professora Maria de Fátima Wolkmer, coordenadora da comissão organizadora do congresso.

Ressaltando a importância da temática, ela lembra que a abordagem reflete um problema mundial evidenciado em eventos como a “Guerra da Água”, mobilização popular que em 2000 reverteu a privatização do sistema de água potável e esgoto de Cochabamba, na região central da Bolívia.

Preocupações com o Aquífero Guarani
Coordenador técnico do projeto Rede Guarani-Serra Geral, o professor do Departamento de Geociências da UFSC e integrante da comissão organizadora do evento, Luiz Fernando Scheibe.Scheibe, informa que pesquisas recentes trouxeram informações importantes para compreensão do funcionamento do Aquífero Guarani. Esse manancial ocupa mais de 1 milhão de quilômetros quadrados e tem habitando sobre sua área de abrangência cerca de 15 milhões de pessoas.

“Sua zona de influência chega a 90 milhões de pessoas e abrange também megalópoles como São Paulo e Buenos Aires”, preocupa-se o professor. Segundo ele, desde 1967 existe o Conselho de Integração da Bacia do Rio da Prata, mas há necessidade de maior atenção e discussão sobre questões relacionadas aos recursos hídricos dessa região.

“Há muita ênfase na gestão das bacias e seus rios, mas 50% da água dessa região é subterrânea. Se os estudos sobre o Aquífero Guarani mostram que temos uma reserva maravilhosa, nos alertam também que o seu uso não pode ser desregrado”, ressalta o geólogo.

Ele explica que as observações sobre o aquífero mostram que áreas de recarga permitem a infiltração da água da chuva e a reposição do manancial. Mas há também áreas profundas, em que a água está confinada e não chega a ser reposta. “Embora tenhamos uma reserva muito grande, podemos estar falando em uma mineração da água, em que esse recurso não pode ser reposto, pelo menos em um tempo razoável”, explica.

Mais informações com o professor Luiz Fernando Scheibe pelo e-mail , fone (48) 3721-8813

Por Arley Reis (Jornalista da Agecom) e Rafaela Blacutt (Bolsista de Jornalismo na Agecom)

Assessoria de Comunicação:
– Diretoria de Comunicação Social da Assembleia Legislativa de Santa Catarina / (48) 3221-2752 /  :
– Agência de Comunicação da UFSC: (48) 3721-9601 /

Tags: águacongresso

V Congresso de Direito de Autor e Interesse Público

05/10/2011 16:58

Será realizado nos dias 31 de outubro e 1° de novembro, no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o V Congresso de Direito de Autor e Interesse Público. O evento é organizado pelo Grupo de Estudos em Direito Autoral e Informação da Universidade  Federal de Santa Catarina (GEDAI/UFSC), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Direito da UFSC.

O V Congresso de Direito de Autor e Interesse Público (V CODAIP), que tem como temática central o Direito Autoral e a Economia Criativa, busca estimular a abordagem crítica e profunda acerca dos tópicos do Direito da Propriedade Intelectual, e nesta oportunidade, em especial, abordará os interesses públicos e econômicos envoltos nas novas dimensões da Economia Criativa proporcionada pelo ambiente digital em rede.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-6746, pelo e-mail ou pelo endereço http://www.direitoautoral.ufsc.br/vcodaip/.

Tags: CODAIPcongressodireito autoraleconomia criativagedaiUFSC

UFSC recebe Congresso de Arqueologia durante toda a semana

05/09/2011 12:06

A XVI edição do Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira começou ontem, 4 de setembro, com o objetivo de discutir e divulgar o trabalho de arqueólogos pelo mundo. A programação conta com simpósios, mesas de discussão, minicursos e conferências nos períodos da manhã, tarde e noite. Mais de 50 países estão participando do evento, que acontece nas salas e auditórios da Reitoria e Centro de Eventos da UFSC, Eletrosul e CFH. O Congresso vai até sexta-feira, dia 9, e os interessados podem se inscrever a qualquer momento no auditório do Centro de Eventos.

O valor das inscrições varia de acordo com as categorias em que os participantes são divididos: estudantes (da graduação ou pós-graduação) e ouvintes pagam R$ 50,00; mestrandos e doutorandos pagam R$ 160,00; e o preço para profissionais da área e professores é de R$ 240,00. O evento é bianual e até agora conta com 1.391 inscritos. O idioma oficial do evento é o inglês e as conferências contam com a presença de tradutores para outros idiomas.

A Arqueologia é uma área que está em expansão no Brasil e no mundo. De acordo com o presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira, Eduardo Neves, o Brasil passa por uma boa fase. “O país está crescendo muito na área. Hoje contamos com muito mais investimento e incentivo do que há alguns anos”, explica. “É muito bom o evento acontecer em Santa Catarina, o Estado tem muito potencial nesse campo”, complementa Neves.

Mais informações em http://xviuispp.webnode.com/

Por Nayara Batschke – bolsista em Jornalismo na Agecom

Fotos: Brenda Thomé/bolsista em Jornalismo na Agecom

Congresso Internacional de Arqueologia

Congresso Internacional de Arquelogia na UFSC

Arqueologia: expansão e muitos projetos

Tags: arqueologiacongressoUFSC

Congresso sobre Design da Informação reunirá participantes de 12 países

25/08/2011 17:46

Entre os dias 28 e 31de agosto, será realizado o 5º Congresso Internacional de Design da Informação (CIDI) na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com a participação de 12 países. O evento ocorre em conjunto com o 4º Congresso Brasileiro de Design da Informação (INFODESIGN Brasil) e o 5º Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação (CONGIC). Ao todo, serão apresentados 99 artigos e 112 pôsteres.

Como palestrantes estão os professores Alice Theresinha Cybis Pereira (UFSC), Luciano Guimarães (USP), Karel Van der Waarde (Avans University – Holanda), Antonio Martiniano Fontoura (UTFPR), Catherine Dixon (UAL/CSM – Inglaterra) e Américo da Conceição Mateus (Portugal).

Com periodicidade bienal, os três eventos são promovidos pela Sociedade Brasileira de Design da Informação (SBDI) desde 2003. Esta edição é organizada pela UFSC por meio do Programa de Pós-Graduação em Design, do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) e do Departamento de Expressão Gráfica.

Os eventos visam proporcionar uma oportunidade de intercâmbio entre pesquisadores, profissionais e estudantes do Brasil e do exterior, discutindo o estado da arte do Design da Informação, divulgando a produção científica brasileira e internacional e contribuindo para a sua consolidação no Brasil.

O Congresso Internacional e INFODESIGN Brasil são fóruns científicos de discussão e reflexão de questões relevantes aos caminhos e usos do design da informação na comunicação em nível nacional e internacional, a partir da perspectiva de pesquisa. O CONGIC possibilita a troca de conhecimentos entre estudantes e recém-formados que tenham desenvolvido trabalhos de pesquisa na área.

Confira a programação no endereço http://www.sbdi.org.br/congresso2011/novo/pt/data.php.

Outras informações pelo site www.sbdi.org.br/congresso2011/novo/pt/index.php.

Tags: CIDICONGICcongressoDesign da InformaçãoINFODESIGNUFSC

Evento nacional debate visão científica e holística no ambiente hospitalar

17/08/2011 12:35

Já estão abertas as inscrições para o I Congresso Nacional de Visão Científica e Holística no Ambiente Hospitalar – Reprogramação, Terapias Complementares e Espiritualidade, que será realizado de 28 a 30 de setembro, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

O Congresso reunirá membros da comunidade acadêmica, de instituições públicas e privadas, ONGs, cooperativas, movimentos sociais, profissionais da área da saúde, da educação, de artes e cultura. Em um grande fórum de debates, haverá troca de experiências vivenciadas no Brasil e no exterior, além da divulgação de relatos técnicos recentes de caráter multidisciplinar.

A programação prevê palestras com convidados especiais, debates, oficinas e exposições, entre elas de plantas medicinais. A organização é da ONG Associação Senhora de Lourdes, com apoio da UFSC, Curso de Naturologia da Unisul, Grupo Hospitalar Conceição e Universidade de Cali (Colômbia).

Inscrições gratuitas e programação completa: www.visaocientificaeholistica.com.br.

Visão holística

O Congresso tem o objetivo de chamar a atenção para a necessidade de  se tratar a saúde de uma forma ao mesmo tempo ampla e integrada. Mais do que isso, quer apontar caminhos e apresentar projetos concretos.

Para cuidar bem dos pacientes, por exemplo, o trabalhador da saúde também precisa ser bem cuidado. Como profissionais, pacientes, sociedade, gestores privados e públicos podem ter e praticar uma visão holística da saúde? Como as terapias complementares podem estar cada vez mais ao lado dos demais tratamentos, para a saúde ser melhor para todos? Como os aspectos físico, psicológico, social e espiritual podem caminhar juntos para o bem do ser humano?

Estas são algumas das questões que estarão em debate no Congresso, de acordo com suas coordenadoras,  Lisandra Alves e Adriana Falavigna, da ONG Associação Senhora de Lourdes.

Ações práticas

Lisandra criou o projeto Maratona do Reiki, desenvolvido para profissionais da saúde no Grupo Hospitalar Conceição (Hospitais Nossa Senhora da Conceição e da Criança Conceição), em Porto Alegre (RS).   Além dos trabalhadores, a prática também foi levada a pacientes da oncologia e hematologia do Nossa Senhora da Conceição, atendidos pelo SUS, com apoio do Coordenador da Hematologia da instituição, Dr. Marcelo Zanella, coordenador científico do Congresso.

O trabalho teve resultados tão bons que tornou-se referência em outros estados e até fora do Brasil. Em junho, Lisandra e Adriana foram convidadas para apresentar a experiência na Universidade Santiago de Cali (Colômbia), que terá representantes presentes ao Congresso.

A ONG, que agora está com sede em Santa Catarina, também levou seu trabalho de reiki para melhorar as condições dos voluntários que atuaram no socorro às vítimas da enchente que abalou o Rio de Janeiro, no início do ano. Estas e muitas outras ações práticas farão parte da troca de experiências entre os participantes, como forma de levar à sociedade a importância da visão científica e holística caminharem juntas para a melhoria da saúde.

Serviço:

Evento:  I Congresso Nacional de Visão Científica e Holística no Ambiente Hospitalar – Reprogramação, Terapias Complementares e Espiritualidade.

Data: 28 a 30 de setembro.

Local: Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis.

Temas:

– Visão Científica e Holística.

– Saúde e Espiritualidade.

– Organizações Hospitalares dentro da Visão Holística.

– A importância do trabalho holístico para os trabalhadores da saúde.

– Razão, Emoção e Ciência.

– Visão integrada para administradores.

O desenvolvimento pessoal para gestores.

– Instituição com olhar e compromisso holístico solidário com a Comunidade.

– Síndrome de Burnout com  “Foco” nos Profissionais da Saúde.

– Terapias Complementares no Cotidiano Humano.

– Acupuntura clássica no alivio de dor.

– Cuidando e confortando pessoas com Reiki e Taquions.

– Medidas preventivas dos aspectos emocionais e situações de risco durante a gestação, promovendo melhora na saúde física e espiritual das gerações futuras.

– Nutrição ortomolecular com ênfase em física quântica.

– Integrativas Complementares, Maratona do Reiki.

Abordagem Transpessoal: Ciência e Espiritualidade.

– Atuação da fisioterapia no pré e pós operatório em mulheres com câncer de mama.

– Manutenção da Saúde através de práticas Orientais: Qi Gong.

– Depoimento – Projeto Amanhecer.

– Estrutura Sustentáveis e Fluxos Intra Hospitalares.

– Saúde e Meio Ambiente.

– Biocomunicação Instrumental – A utilização dos princípios da Física.

– Plantas medicinais nas Práticas de saúde.

– Vivências – Horto Itinerante.

– Legislação do Estatuto do Idoso.

– Aromaterapia: Um Recurso Terapêutico Versátil.

– Direito para Pacientes Oncológicos.

Fonte: Cláudio Schuster – Assessoria de Imprensa

informações: (48) 9163-4269

Tags: congressoHolísticasaúde

Eventos esportivos são destaque no último dia do Congresso de TV Digital

29/06/2011 15:29

O I Congresso de Televisão Digital do Mercosul encerrou na manhã desta quarta-feira, dia 29, a sua programação. Neste último dia de evento, três palestrantes apresentaram suas experiências em relação à nova tecnologia e também sobre as oportunidades de geração de riqueza do Brasil por sediar os dois maiores eventos esportivos do mundo: Copa (2014) e Olimpíadas (2016).

Depois de uma introdução do professor do Departamento de Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC, Tarcísio Vanzin, que retratou aspectos importantes estudados nos programas como hipermídia, foi a vez de Marco Antônio Munhoz da Silva fazer a sua apresentação onde abordou de forma detalhada o Projeto “TV Digital Social”, desenvolvido pela Dataprev – INSS, na qual é colaborador desde 1989. O projeto tem como objetivo disponibilizar serviços públicos interativos para os brasileiros através do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre, contribuindo para o processo de inclusão digital. O programa permite, por exemplo, que o cidadão marque o atendimento em uma agência do INSS pelo televisor, sem precisar sair de casa para realizar o agendamento.  O intuito é que até 2014, ano da Copa, cerca de 100 milhões de brasileiros tenham acesso à TV Digital e possam fazer uso de recursos como interatividade, multiprogramação e mobilidade.

Para falar sobre o Instituto Nacional de Convergência Digital (INCoD) o convidado foi Mathias Weber que ressaltou que convergência é um fenômeno que integra comunicação, entretenimento e computação. Ele apresentou ainda projetos desenvolvidos no INCoD e lembrou que há um conjunto de grupos que pesquisam e desenvolvem produtos e processos convergentes e são parceiros do Instituto como a UFSC, Univali, Unifesp, Fiocruz e TV UFSC.

A terceira e última palestra foi a do professor Eduardo Costa, da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) que enfatizou o importante momento do Brasil para a criação de ideias inovadoras, principalmente pelo fato do país ser sede da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016. Eventos que, segundo o professor, oferecem um campo de possibilidades enorme já que o mundo estará de olho na nação brasileira. A estimativa é que 3,3 bilhões de pessoas, ou metade da população do planeta, assistam ao menos a um jogo da Copa daqui a três anos. Com uma audiência tão significativa, a televisão é um instrumento para a geração de lucros e para a construção de uma imagem positiva do país e para isso deve contar com uma eficiente e estratégica produção de conteúdo.

O I Congresso de Televisão Digital do Mercosul foi promovido pelo projeto TVD Sambaqui – Grupo de Pesquisa em TV Digital do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC e em seus três dias de programação teve como tema: Criando, Gerindo e Disseminando Conteúdos e Serviços em TVD.  Todas as atividades foram exibidas na TV LED e estão disponíveis no endereço tvled.egc.ufsc.br/biblioteca.

Por Claudia Xavier/ Jornalista LED/UFSC

Leia mais:

Congresso discute implantação da TV Digital no Brasil

Tags: congressomercosulTV DigitalUFSC

Congresso na Ilha mostra as tendências da comunicação no setor público

28/04/2011 12:25

A segunda edição do Congrecom – Congresso Sul-Brasileiro de Comunicação e Marketing no Serviço Público, que acontece de 10 a 12 de maio, em Florianópolis, no Majestic Palace Hotel, traz novamente palestrantes renomados na área da comunicação governamental. O evento, sucesso de público no ano passado, deverá contar com mais de 300 participantes.

Na pauta, processos da comunicação e relacionamento entre governo e sociedade, a construção da imagem de uma organização pública, além de cases de instituições nacionais, aliando os temas às novas tendências e conceitos de comunicação aplicados ao setor público.

O Congrecom é uma iniciativa da Associação Criar em parceria com a Criacom Comunicação Full Service e conta com o apoio da Agência de Comunicação da Universidade Federal de Santa Catarina – Agecom e Sinapro.

Inscrições

Para a inscrição foram disponibilizadas diversas formas de pagamento: à vista, por boleto ou depósito bancário, em duas vezes no boleto, ou parcelado em até seis vezes no cartão de crédito (sistema PagSeguro). Além disso, são oferecidas possibilidades de desconto para grupos e de acordo com a data. Confira na tabela os valores:

PREÇOS PARA PROFISSIONAIS

Até  01 de maio: R$ 550,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 522,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 495,00

De 02 de maio a 10 de maio: R$ 600,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 570,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 540,00

PREÇOS PARA ASSOCIADOS DA SINAPRO

Até  01 de maio: R$ 510,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 485,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 459,00

De 02 de maio a 10 de maio: R$ 550,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 522,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 495,00

PREÇOS PARA ESTUDANTES

Até  01 de maio: R$ 275,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 262,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 248,00

De 02 de maio a 10 de maio: R$ 300,00

Grupo de 5 a 10 pessoas: R$ 285,00 | Grupos de 11 ou mais: R$ 270,00

As inscrições são realizadas on-line, no site do Congrecom www.congrecom.com.br

Informações: (47) 3028 5850 | | www.congrecom.com.br

Confira alguns dos palestrantes do evento:

Quem disse que não dá para medir? A mensuração de resultados de comunicação no serviço público requer modelos diferentes daqueles utilizados na área corporativa

Palestrante: Cristina Panella – Presidente da CDN Estudos&Pesquisa

Cristina Panella é Doutora em Sociologia com ênfase em Comunicação pela Ecole des Hautes Etudes em Sciences Sociales – E.H.E.S.S., Mestre em Formação à Pesquisa (E.H.E.S.S.) e Mestre em Antropologia Social (Université René Descartes – Paris V – Sorbonne). Com carreira e experiência nacional e internacional nas áreas de consultoria de comunicação, pesquisa de imagem, mercado e de opinião e marketing, preside a CDN Estudos & Pesquisa, empresa de inteligência em pesquisa. É palestrante em diferentes cursos e seminários na área da pesquisa e mensuração de resultados com foco em imagem e reputação e professora universitária (USP – convidada do Gestcorp e INPG).

Entre pedras, telhado e vidro: a difícil missão do intermediário entre representante e cidadão

Palestrante: Ana Lúcia Henrique Teixeira, Assessoria Técnica da Liderança do PDT  –   Câmara dos Deputados

Assessoria da Liderança do PDT, na Câmara dos Deputados, Ana Lúcia Henrique é jornalista (UFRJ) e relações públicas (IESB) com MBA em Administração Mercadológica (CEAG – FGV) e mestre em Ciências Políticas pelo convênio Iuperj/Cefor.

Matrizes de Influência – A importância de conhecer as lideranças regionais e como interagir com elas para melhorar a Comunicação de governo

Palestrante: Eduardo Pugnali, Coordenador de Imprensa da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo

Pós-graduado pela PUC-SP em Jornalismo Institucional, com formação em administração pela FAAP e jornalismo pela FIAM, atuou como repórter e editor das revistas Automóvel & Requinte e Automóvel 4×4, além de ter prestado serviços para as revistas Carro e Quatro Rodas. Em comunicação corporativa, atuou como assessor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, da Grupo Bandeirantes de Rádio e TV e Sun Software. Foi sócio-diretor da Holofote Comunicação cuidando de clientes como Deca, Hotel Unique, Banco Rendimento, Manpower, Gyotoku, e mais 30 clientes. Atualmente, é coordenador de imprensa da Secretaria da Casa Civil – Subsecretaria de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo, cuidando de projetos de relacionamento com a mídia regional e internet.

A Cadeia Produtiva da Comunicação: Como Integrar as Áreas de Atendimento ao Cidadão, Assessoria de Imprensa e Gestão de Riscos

Palestrante: Lea Maria Cavallero BarbacoviSuperintendente de Marketing e Comunicação Social da Infraero

Jornalista, Pós-Graduada em Gestão Executiva de Aviação Civil (UNB/ DF) e Administração em Marketing (ESPM/ RJ), Lea Maria tem mais de 23 anos de experiência no setor aéreo e, atualmente, ocupa o cargo de Superintendente de Marketing e Comunicação Social da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), ligada à Presidência da Empresa. A atuação da Superintendência abrange as áreas de Publicidade, Patrocínio, Imprensa, Eventos, Comunicação Interna, dentre outras. Atuou anteriormente como Gerente de Imprensa da INFRAERO, assessorando o presidente da estatal, bem como coordenado os elos de imprensa que atuam nos principais aeroportos do país. No Ministério da Defesa, entre os anos de 2005 e 2007, atuou como Assessora de Comunicação Social. Também trabalhou como chefe da Assessoria de Comunicação Social no antigo DAC (atual ANAC).  Também possui experiência em mídias como rádio, revista e TV e ministra aulas e palestras, em universidades, sobre o papel da comunicação social no meio corporativo e assessoria de imprensa.

Comunicação institucional no poder legislativo

Palestrantes: Mario Sergio Brum, diretor da Criacom Comunicação Full Service e Sabrina Aguiar, coordenadora da TV Câmara de Joinville

Mario Sergio Brum – Diretor da Criacom Comunicação Full Service, é publicitário, jornalista e historiador, pós- graduado em Marketing, Comunicação e Propaganda. Professor de Comunicação e Marketing no Serviço Público do MBA da Universidade Anhanguera, atua há mais de 35 anos em empresas públicas e privadas. Trabalhou em jornais, revistas, rádios, TVs, jornalismo empresarial, publicidade e há 22 anos é empresário de agências de comunicação. Co-autor do Manual de Assessoria de Imprensa, é consultor em Midia Training, Endomarketing e Planejamento e Gestão da Comunicação no Serviço Público. Experiência de 35 anos em projetos e ações de comunicação institucional e mercadológica no relacionamento com funcionários, clientes, fornecedores, consumidores, comunidade, formadores de opinião e imprensa para empresas como Embraco, Brasmotor, Consul, Electrolux, Sundown, Boticário, Incepa, Docol, Tigre, Tupy, Krona, Agemed, Univille, Elias Moreira, Coopercred, Athletic, Agemed, Weg, Vega do Sul, Marisol, Karsten, Hering, Haco, Shopping Mueller, Unimed, Camara de Vereadores e Prefeitura Municipal de Joinville. Participação e gerenciamento de projetos de Assessoria de Imprensa, Jornalismo Empresarial, Marketing Comunitário e Responsabilidade Social, premiados nacionalmente com o Prêmio Empresa Cidadã da ADVB para o projeto Aluno Guia, Prêmio Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial para projetos de O Boticário, Wangler e Electrolux, e Prêmio Opinião Pública – Associação Brasileira de Relações Públicas para projeto de comunicação de relacionamento comunitário da Transtusa e Gidion.

Sabrina de Aguiar – trabalha em telejornalismo há 11 anos. Iniciou no canal a cabo TV Cidade, como repórter. Depois, foi selecionada pelo programa Caras Novas do grupo RBS onde atuou 4 anos na empresa em Joinville e Florianópolis. Na RBS e TV COM foi repórter, editora de texto, editora de Esportes e editora-chefe (Joinville). A convite da Câmara de Vereadores de Joinville participou da implantação da TV Câmara em 2003. Permanece até hoje no cargo como coordenadora da produção jornalística para TV. A produção é diária, com 30 minutos de duração e mais um programa de entrevista semanal de 45 minutos de produção.

O petróleo na vitrine – Como a Petrobras planeja e realiza o trabalho de relações com a imprensa brasileira e internacional

Palestrante: Lucio Mena Pimentel, Gerente de Imprensa da Comunicação Institucional da Petrobras

Com 49 anos, é formado em Comunicação Social / Jornal ismo pela Faculdade de Comunicação Hélio Alonso, possui Pós-Graduação em Comunicação Empresarial pela Faculdade da Cidade, MBA em Marketing Estratégico pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e MBA em Gestão de Comunicação Organizacional pela FIA/USP. Como jornalista desde 1985, exerceu a função de chefe-adjunto (substituto eventual) da Assessoria de Imprensa da Petrobras S.A. de 1989 a setembro de 1999 e foi Assessor de Imprensa da diretoria da Fundação Petrobras de Seguridade Social – Petros de 1999 a 2003. Desde janeiro de 2006 exerce o cargo de Gerente de Imprensa da Petrobras e implementou no conglomerado empresarial o projeto Agência Petrobras de Notícias, processo global de assessoria de imprensa, envolvendo mais de cem colaboradores em todas as empresas ligadas à holding Petrobras no Brasil e no mundo.

Gestão de Crise e Comunicação

Palestrante: João José Forni – Gestor de Crise

João José Forni, natural do RS, é formado em Letras e Jornalismo. É Mestre em Comunicação, pela Universidade de Brasília. E tem o curso MBA em Gestão Estratégica, pela Universidade de São Paulo-USP.  Começou no jornalismo, no interior do RS, exercendo também o magistério no nível médio e superior, além de redação e edição. Desde 1977 trabalha com assessoria de imprensa, com passagens pelas áreas de publicidade e promoções. Foi Gerente de Comunicação do Banco do Brasil durante vários anos, sendo responsável pelas áreas de imprensa, relações institucionais, comunicação interna e internet. De 2005 a 2007, após seis anos fora, voltou ao Banco do Brasil como Assessor Especial do Presidente. Foi Superintendente de Comunicação e Diretor Comercial e da Infraero, professor dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda e Assistente da direção do Curso de Comunicação Social do Centro Universitário de Brasília-UniCEUB. Atualmente, além de continuar a participar de seminários de comunicação, é instrutor de Media Training para executivos e professor dos Cursos de pós-graduação em Gestão em Comunicação nas Organizações, do UniCEUB e Assessoria em Comunicação Pública do IESB-Instituto de Educação Superior de Brasília. É criador e mantenedor de dois sites especializados em gestão de crise: http://www.jforni.jor.br e http://www.comunicacaoecrise.com.

Tags: comunicaçãoCongrecomcongresso

Congresso das Associações de Parkinson do Brasil será realizado na próxima semana

28/04/2011 08:04

A Associação Parkinson Santa Catarina (Apasc)  realiza nos dias 4, 5 e 6 de maio, na Colônia de Férias do SESC, Cacupé, em Florianópolis, o VI Congresso das Associações de Parkinson do Brasil. O evento é uma iniciativa da associação e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O objetivo é congregar pessoas com parkinson, familiares, cuidadores, profissionais, estudantes e pessoas interessadas para compartilhar conhecimentos e vivências sobre a doença de Parkinson.

A inscrição deve ser feita pelo endereço www.parkinson-sc.com.br/congresso

Objetivos

  • Congregar as associações de Parkinson para debater questões a elas inerentes.
  • Refletir com os portadores e familiares seus direitos, assim como sua participação no controle social e na organização da sociedade civil.
  • Esclarecer e sensibilizar a comunidade em geral sobre a vivência das pessoas com a doença de Parkinson.
  • Discutir estratégias que contribuam para melhor qualidade de vida dos portadores da doença de Parkinson e seus familiares.
  • Comunicar e compartilhar experiências e estudos relacionados à temática no avanço do conhecimento e da atenção ao portador da doença de Parkinson e seus familiares.
  • Garantir e dar continuidade a periodicidade do Congresso das Associações de Parkinson do Brasil.

Outras informações pelo telefone (48)  3721-6651 ou pelo site www.parkinson-sc.com.br.

Tags: congressoParkinson

Congresso Sul-Brasileiro de Comunicação no Serviço Público tem inscrições abertas

05/04/2011 14:44

Estão abertas as inscrições para o 2º Congresso Sul-Brasileiro de Comunicação no Serviço Público. O evento acontece de 10 a 12 de maio, no Majestic Palace Hotel, em Florianópolis, com o apoio da Agecom/UFSC.

No evento será debatido o papel da comunicação pública no Brasil e a comunicação social como instrumento de cidadania e ferramenta que propicia a transparência das gestões públicas. Entre os palestrantes estão profissionais da Infraero, Petrobras e Exército.

Informações e inscrições através do site www.congrecom.com.br.


Programação:

Domingo, 10/05

09h – Mídia e segurança pública: Os desafios da comunicação

10h45 – A cadeia produtiva da comunicação: Como integrar as áreas de atendimento ao cidadão, assessoria de Imprensa e gestão de riscos. Palestrante: Lea Maria Cavallero Barbacovi – superintendente de Marketing e Comunicação Social – Infraero

14h – Quem disse que não dá para medir? A mensuração de resultados de comunicação, no Serviço Público, requer modelos diferentes daqueles utilizados na área. Palestrante: Cristina Panella, presidente da CDN Estudos&Pesquisa.

15h45 – O petróleo na vitrine – Como a Petrobrás planeja e realiza o trabalho com a imprensa brasileira e internacional. Palestrante: Lucio Mena Pimentel, gerente de Imprensa da Comunicação Institucional da Petrobrás.

Segunda, 11/05

09h – Planejamento de comunicação: Critérios para definir stakeholders em áreas do governo.

10h30 – Ética e transparência no serviço público: O dilema de quem é intermediário entre a autoridade e a sociedade. Palestrante: Ana Lúcia Henrique Teixeira, assessoria Técnica da Liderança do PDT – Câmara dos Deputados

14h – Desafios da ouvidoria na interação com o cidadão. Expectativas e percepções do ouvidor na interação com o cidadão. Palestrante: Bruno Konder Comparato, professor no curso de ciências sociais da Unifesp.

15h45 – De portas abertas: a política de comunicação do exército. Palestrante: Carlos Alberto Barcelos, chefe do centro de comunicação social do Exército.

Terça, 12/05

09h – Matrizes de Influência: a importância de conhecer as lideranças regionais e como interagir com elas para melhorar a comunicação com o governo. Palestrante: Eduardo Pugnali – coordenador de Imprensa da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo

10h45 – Construção de políticas de comunicação interna no serviço público. Palestrante: Mauro Lopes – diretor da Abracom – Associação Brasileira das Agências de Comunicação.

14h – Investimento em cultura como ação estratégica de comunicação do governo.

15h45 – Gestão de crise e comunicação. Palestrante: João José Forni – gestor de crise.

Tags: comunicaçãocongresso

UFSC promove congressos nas áreas de Contabilidade, Controladoria e Finanças

16/03/2011 16:47

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizará de 18 a 20 de abril, simultaneamente, o 4º Congresso UFSC de Controladoria e Finanças e o 4º Congresso UFSC de Iniciação Científica em Contabilidade, no Centro de Cultura e Eventos, em Florianópolis. A palestra de abertura será sobre o tema “Desafios na Implantação da Nova Contabilidade Pública”, a ser ministrada pelo professor Lino Martins da Silva, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Os eventos visam reunir e favorecer o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre profissionais, estudantes, professores e pesquisadores das áreas de Contabilidade, Controladoria e Finanças de todo o Brasil.

O público-alvo é composto por estudantes, pesquisadores e profissionais das áreas de contabilidade, administração, economia, engenharia de produção e direito, bem como de outras áreas afins. As inscrições com desconto podem ser feitas até o dia 21 de março.

As áreas temáticas e a programação dos eventos estão na página www.ccn.ufsc.br/congresso.

Outras informações pelos telefones (48) 3721-9383 e 3721-6620 ou pelos e-mails e .

Tags: congressocontabilidadecontroladoriafinançasIniciação CientíficaUFSC
  • Página 2 de 2
  • 1
  • 2