Retrospectiva UFSC 2017: maio e junho

02/02/2018 12:55

Maio e junho são os últimos meses do primeiro semestre. Neste período geralmente há o encerramento das atividades acadêmicas e inicia-se o curto recesso do meio do ano, antes da retomada

Reitor Cancellier discursa nos 25 anos da Agecom. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

do segundo semestre. São meses também permeados por marcos históricos mundiais, nacionais e locais. Em 2017, no entanto, as relevantes datas desse período tiveram, cada uma, singularidade.

Todos os anos as gestões de reitoria comemoram seus aniversários de posse, costumeiramente ocorridas em maio. Neste maio, no entanto, a administração do então reitor Cancellier celebrou aquele que seria seu único aniversário de gestão. É neste período também que a Agecom celebra seu aniversário, mas em 2017 esta celebração foi especial, pois a Agência completou 25 anos.

Além das datas locais, em 2017 dias referentes a acontecimentos nacionais e mundiais também receberam abordagem especial, como o centenário da greve geral que impactou profundamente o regime czarista na antiga Rússia, abrindo as portas à revolução que daria origem à União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Nacionalmente, maio possui importância por ser o mês da abolição legal da última escravatura do mundo, a do Brasil. Em 2017, especialmente diante do atual cenário nacional e do crescimento dos movimentos sociais que abordam a temática na universidade, o dia 13 reverberou mais forte na instituição, como com o VI Reflexões sobre o 13 de maio, repleto de atividades de ensino, arte e cultura, e promovido pelo coletivo Kurima.
(mais…)

Tags: 11º FITA21º FAM25 ano da AgecomAgecomAgecom 25 anosAgência de Comunicação da UFSCCancellierColeta Seletiva SolidáriaFAMFestival Internacional de Teatro de AnimaçãoFITALuis Carlos Cancellier de OlivomemóriaMuseu PatrimonialMuseu Patrimonial da UFSCreitorRetrospectivaRetrospectiva UFSC 2017Semana de DançaUFSC ExplicaVI Reflexões sobre o 13 de Maio

11º FITA: Espetáculo ‘Blind’, da Holanda, encerra o Festival neste sábado, 27 de maio

27/05/2017 07:26

A décima primeira edição do Festival Internacional de Teatro de Animação (Fita)  chega ao seu oitavo e último dia neste sábado, 27 de maio, com apresentação do espetáculo “Blind”, dirigido por Nancy Black, do grupo holandês “Duda Paiva Company”, às 20h, no Teatro Ademir Rosa – CIC, em Florianópolis.

Existencialista e contemporânea, a peça conta a história de um homem que se torna cego e perde o senso de si. Baseado na experiência de cegueira temporária do próprio dançarino/bonequeiro quando criança, o espetáculo traça a jornada de um trauma que pode mudar a vida. No espetáculo, vê-se refletida a cegueira, o encontro com a escuridão, o medo e outras intensas emoções que esta experiência pode despertar. Ao mesmo tempo, a cegueira como metáfora transcende a experiência pessoal do artista ou qualquer temporalidade específica, para trazer à baila uma reflexão sobre a importância de encontrar no caos ou na escuridão formas de reconstruir o olhar, a visão.

O Festival Internacional de Teatro de Animação (Fita), já consagrado como um dos grandes festivais do gênero do Brasil, lotou os espaços por onde passou este ano – foram seis cidades e cerca de 36 espetáculos de 13 importantes grupos nacionais e internacionais (Brasil, Chile, Espanha, Peru e Uruguay).
(mais…)

Tags: 11º FITAFestival Internacional de Teatro de AnimaçãoFITAProgramaçãoteatroUFSC

11º FITA: confira as atrações do Festival para esta sexta-feira, 26 de maio

26/05/2017 07:00

A décima primeira edição do Festival Internacional de Teatro de Animação (Fita) chega ao seu sétimo dia de apresentações nesta sexta-feira, 26 de maio, com espetáculos em Florianópolis (Teatro Ademir Rosa – CIC, Teatro Álvaro de Carvalho – TAC, Centro de Cultura e Eventos da UFSC) e Balneário Camboriú (Teatro Bruno Nitz). Confira a programação:

Por que nem todos os dias são de sol?

Local: Teatro Ademir Rosa – CIC – Florianópolis

Horário: 10h/15h

Ingresso: Gratuito.

Sinopse: Trabalhando a partir do conceito da lembrança, o espetáculo é narrado por quatro atores que contam, cada um, uma história que aborda o ser criança e virar adulto. Utilizando a multiplicidade de linguagens, o espetáculo é uma reflexão poética sobre esta transição.

Grupo: Artesanal Cia. de Teatro (Rio de Janeiro/RJ)

Direção: Gustavo Bicalho e Henrique Gonçalves

Duração: 55 minutos

Faixa etária: A partir de 5 anos

Técnica de manipulação: Bonecos, máscaras, teatro de objetos e vídeo mapping

Vozes de abrigo

Local: Centro de Cultura e Eventos da UFSC – Florianópolis

Horário: 15h/20h

Ingresso: Gratuito. Ingresso livre, sujeito a lotação do espaço, e agendamento prévio para organizações sem fins lucrativos, ONGs e instituições de ensino.
*Após o espetáculo das 15h, conversa com os artistas
Sinopse: Espetáculo dramático musical com a linguagem do teatro de animação, que tem como tema central histórias fictícias e reais de crianças de abrigos. Uma coleção de histórias duras recolhidas e passadas pela peneira do filtro dos sonhos, que foram convertidas em metáforas para que pudessem vir a público.

Grupo: Cia. Laica (Curitiba/PR)

Direção: Fábio Nunes Medeiros

Duração: 60 minutos

Faixa etária: A partir de 10 anos

Técnica de manipulação: Manipulação direta e sombras

Uma noite com Lautrec

Local: Teatro Álvaro de Carvalho – Florianópolis

Horário: 20h

Ingresso: R$ 20 e R$ 10 (meia). Diariamente, das 13h às 19h. Após este horário, venda somente para o espetáculo realizado no dia.

Sinopse: Uma artista encontra-se trancada por acidente dentro de uma exposição do pintor francês Henri de Toulouse-Lautrec. Para passar o tempo, interage com as obras do museu e mergulha num verdadeirosdelírio poético e cômico, dando vida ao universo do pintor e a quatro personagens femininas icônicas, por meio da animação de ilustrações, fotos, objetos e uma marionete em escala humana do pintor.

Grupo: Cia. Nina Vogel (São Paulo/SP)

Direção: Nina Vogel

Duração: 50 minutos

Faixa etária: 16 anos

Técnica de manipulação: Máscaras, objetos e manipulação à vista

De trapos y cartón

Local: Teatro Bruno Nitz – Balneário Camboriú

Horário: 15h

Ingresso: Gratuito. Ingressos serão distribuídos uma hora antes da apresentação no Teatro Bruno Nitz.

Sinopse: Cero é um velho mestre da reciclagem que construiu o mundo que o rodeia com jornais, cartões velhos, trapos e outras coisas. Agora trabalha em sua mais esperada criação: um menino que trará alegria à sua vida. Mas o coração do menino desaparece. Quem o roubou? Cero conseguirá recuperá-lo e terminar sua criação?

Grupo: Concolorcorvo Teatro de Animación (Peru/Chile)

Direção:Daniel Huarocc

Duração: 40 minutos

Faixa etária: A partir de 4 anos

Técnica de manipulação: Manipulação direta, manipulação à vista e luvas

*Todos os espetáculos, inclusive aqueles que acontecerão nos teatros Ademir Rosa e Álvaro de Carvalho, são gratuitos para organizações sem fins lucrativos, ONGs e instituições de ensino, mediante reserva de vagas através de agendamento prévio

**Meia-entrada para estudantes, pessoas acima de 60 anos, classe artística (com apresentação de DRT), funcionários e clientes da CAIXA (mediante apresentação de cartão)

Sobre o Fita

O FITA tem coordenação geral Sassá Moretti (do Departamento de Artes/CCE/UFSC)coordenação executiva de Zélia Sabino (do Departamento Artístico Cultural/SeCArte/UFSC) e produção executiva de Gustavo Bieberbach. O 11º FITA foi contemplado pelo edital IBERESCENA e tem patrocínio do Funcultural, da Fundação Catarinense de Cultura, do Governo de Santa Catarina, da CAIXA Econômica Federal e do Governo Federal. Conta com o apoio institucional da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, através da SECARTE. Tem o apoio do SESC e da Prefeitura Municipal de Siderópolis.  A realização é do Fazendo Fita Cia. Artística e da Funarte.

A programação completa está disponível no site do Festival.

Mais informações pelo e-mail  ou pelos telefones (48) 3721.2383 e (48) 3721.2384.

Paulo Marcos de Assis/Estagiário de Jornalismo – DAC/SeCArte/UFSC

Tags: 11º FITAFestival Internacional de Teatro de AnimaçãoFITAProgramaçãoteatroUFSC

11º FITA: confira as atrações do festival para esta quinta-feira, 25 de maio

25/05/2017 07:00

A décima primeira edição do Festival Internacional de Teatro de Animação – FITA 2017 chega ao seu sexto dia de apresentações nesta quinta-feira, 25 de maio, com espetáculos em Florianópolis (Teatro Ademir Rosa – CIC, Centro de Cultura e Eventos – UFSC, Teatro Álvaro de Carvalho – TAC, Teatro da UFSC) e Joinville (Sesc Joinville). Confira abaixo a programação do dia.

Por que nem todos os dias são dias de sol?

Local: Teatro Ademir Rosa – CIC, Florianópolis
Horário: 15h
Quanto: Gratuito

Sinopse: Trabalhando a partir do conceito da lembrança, o espetáculo é narrado por quatro atores que contam, cada um, uma história que aborda o ser criança e virar adulto. Utilizando a multiplicidade de linguagens, o espetáculo é uma reflexão poética sobre esta transição.

Grupo: Artesanal Cia. de Teatro (Rio de Janeiro/RJ)
Direção: Gustavo Bicalho e Henrique Gonçalves
Duração: 55 minutos
Faixa etária: A partir de 5 anos
Técnica de manipulação: Bonecos, máscaras, teatro de objetos e vídeo mapping

Ananse e o baú de histórias

Local: Centro de Cultura e Eventos – UFSC – Florianópolis
Horário: 15h
Quanto: Gratuito

Sinopse: Cinco atores/atrizes-sombristas apresentam o personagem Ananse, o homem-aranha africano, mostrando uma de suas histórias mais conhecidas. Nesta história, Ananse faz uma aposta com Nyame, o senhor dos céus, devendo cumprir três tarefas difíceis e perigosas a fim de obter o baú com todas as histórias do mundo. Voltado para o público infantil, o espetáculo mistura projeção de sombras, contação de histórias, música e dança para tratar de um tema caro a todos nós: a preservação das tradições culturais afro-brasileiras.

Grupo: Coletivo Cênico Sombreiro Andante (Rio de Janeiro/RJ)
Direção: Gilson Motta
Duração: 51 minutos
Faixa etária: 0 a 12 anos
Técnica de manipulação: Bonecos e sombras

*Após o espetáculo, conversa com os artistas

Uma noite com Lautrec 

Local: Teatro Álvaro de Carvalho – Florianópolis
Horário: 20h
Quanto: R$ 20; R$ 10 (meia)

Uma artista encontra-se trancada por acidente dentro de uma exposição do pintor francês Henri de Toulouse-Lautrec. Para passar o tempo, interage com as obras do museu e mergulha num verdadeiros delírio poético e cômico, dando vida ao universo do pintor e a quatro personagens femininas icônicas, por meio da animação de ilustrações, fotos, objetos e uma marionete em escala humana do pintor.

Grupo: Cia. Nina Vogel (São Paulo/SP)
Direção: Nina Vogel
Duração: 50 minutos
Faixa etária: 16 anos
Técnica de manipulação: Máscaras, objetos e manipulação à vista

Sopa

LOCAL: Teatro da UFSC (ao lado da Igrejinha) – Florianópolis
HORÁRIO: 20h
QUANTO: Gratuito

Sinopse: Sopa é um espetáculo sobre o poder exercido por homens em diferentes circunstâncias sobre outros homens, uma reflexão sobre a estupidez humana.

Grupo: Cachiporra Artes Escénicas (Uruguai)
Direção: Ausonia Conde
Duração: 55 minutos
Faixa etária: A partir de 12 anos
Técnica de manipulação: Luvas, varas, manipulação direta e sombras

*O espetáculo possui trechos em espanhol

De trapos y cartón

Local: Sesc Joinville – Joinville
Horário: 15h
Quanto: Gratuito

Sinopse: Cero é um velho mestre da reciclagem que construiu o mundo que o rodeia com jornais, cartões velhos, trapos e outras coisas. Agora trabalha em sua mais esperada criação: um menino que trará alegria à sua vida. Mas o coração do menino desaparece. Quem o roubou? Cero conseguirá recuperá-lo e terminar sua criação?

Grupo: Concolorcorvo Teatro de Animación (Peru/Chile)
Direção: Daniel Huarocc
Duração: 40 minutos
Faixa etária: A partir de 4 anos
Técnica de manipulação: Manipulação direta, manipulação à vista e luvas

*Todos os espetáculos, inclusive aqueles que acontecerão nos teatros Ademir Rosa e Álvaro de Carvalho, são gratuitos para organizações sem fins lucrativos, ONGs e instituições de ensino, mediante reserva de vagas através de agendamento prévio
**Meia-entrada para estudantes, pessoas acima de 60 anos, classe artística (com apresentação de DRT), funcionários e clientes da CAIXA (mediante apresentação de cartão)
Sobre o FITA

O FITA tem coordenação geral Sassá Moretti (do Departamento de Artes/CCE/UFSC) coordenação executiva de Zélia Sabino (do Departamento Artístico Cultural/SeCArte/UFSC) e produção executiva de Gustavo Bieberbach. O 11º FITA foi contemplado pelo edital IBERESCENA e tem patrocínio do Funcultural, da Fundação Catarinense de Cultura, do Governo de Santa Catarina, da CAIXA Econômica Federal e do Governo Federal. Conta com o apoio institucional da UFSC através da SeCArte. Tem o apoio do SESC e da Prefeitura Municipal de Siderópolis. A realização é do Fazendo Fita Cia. Artística e da Funarte.

Contatos:

Email:  e telefone (48) 3721-2383 e  (48) 3721-2684

Confira a programação completa e atualizada do Festival em www.fitafloripa.com.br

Paulo Marcos de Assis/Estagiário de Jornalismo/DAC/SeCArte/UFSC

Tags: 11º FITAcentro de Cultura e EventosfestivalFestival Internacional de Teatro de AnimaçãoFITATeatro Ademir RosaTeatro Álvaro de CarvalhoTeatro da UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina