UFSC Sustentável divulga resultado da pesquisa de qualidade de vida com servidores

31/03/2020 10:28

O Programa UFSC Sustentável divulgou o relatório final sobre a pesquisa de qualidade de vida promovida junto com servidores da instituição. A consulta foi realizada duas vezes: uma em 2018/2019 e outra em 2019/2020, atingindo em ambas uma amostra de 365 e 389 respondentes, respectivamente. De acordo com o relatório, a amostra equivale a um nível de confiança de 95% e uma margem de erro de 5%.

> Acesse a íntegra do resultado da pesquisa

O UFSC Sustentável tem como objetivo reunir projetos ou ações desenvolvidos na UFSC que estejam relacionados à sustentabilidade e que envolvam as mais diversas temáticas, entre elas: eficiência energética, redução da utilização de recursos, gestão de resíduos, preservação da flora e fauna, licitações, contratações e construções sustentáveis, educação e sensibilização ambiental, qualidade de vida, incentivo a cursos que envolvam a temática da sustentabilidade, entre outros. Neste contexto, o Plano de Gestão e Logística Sustentável da UFSC (PLS) possui diversas ações com objetivo de aumentar a satisfação do servidor e sua percepção de qualidade de vida.
(mais…)

Tags: pesquisaqualidade de vidaservidoresUFSCUFSC Sustentável

Palestra ‘Qualidade de Vida e Estresse’, com o Monge Budista Gen Geden, nesta quinta

22/05/2019 11:07

O Centro de Ciências Biológicas (CCB/UFSC) realiza nesta quinta-feira, 23 de maio, a partir das 18h30, no Auditório João Ernesto Escosteguy Castro (Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas – CTC/UFSC) a palestra “Qualidade de Vida e Estresse”, com o Monge Budista Gen Geden.

A atividade é aberta, gratuita, e visa transmitir conselhos, que vêm da sabedoria de Buda, para que todos encontrarem mais qualidade de vida dentro dos desafios da vida moderna.

 

Tags: estressequalidade de vidaUFSC

Mexa-se! Estudo aponta relação entre falta de atividade física e mortes por câncer de mama

10/05/2019 11:15

“Acredito que ter um corpo em forma e fortalecido ajudou na minha recuperação, que foi mais rápida”

Falar sobre câncer não é fácil, ainda mais quando é com alguém que passou por procedimentos dolorosos em busca da cura. Ao localizar uma fonte para esta entrevista, de pronto tive retorno de Beatriz Bittencourt da Roza, 67 anos, que havia descoberto o câncer de mama em um exame de rotina em 2017.  Quando eu e o meu colega de Agecom, Pipo Quint, nos preparávamos para encontrar Beatriz para a entrevista e o registo fotográfico o estereótipo de uma pessoa doente vinha a minha mente: fraca, apática, com mobilidade reduzida. Tudo isso caiu por terra ao ver Beatriz vindo em nossa direção no pátio do Hospital Universitário (HU). O sorriso largo estampava o seu rosto maquiado para as fotos, o cabelo estava lindamente arrumado e o traje mostrava parte da sua identidade: forte, comunicativa, firme, vaidosa, única.

Essa mulher enfrentou o mais comum dos cânceres entre as mulheres. Em 2017 foi a principal causa de morte entre elas no mundo, além de ser o responsável por anos de vida saudável perdidos (DALYs – Disability Adjusted Life Years). Esses dados foram levantados por uma pesquisa internacional liderada pelo professor do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina (DEF/UFSC), Diego Augusto Santos Silva, e publicada na Nature em 2018.

Desenvolvida na UFSC, a pesquisa “Mortality and years of life lost due to breast cancer attributable to physical inactivity in the Brazilian female population (1990–2015)” contou com a parceria do Ministério da Saúde, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da University of Washington (E.U.A) e analisa a evolução do câncer de mama, óbitos e os anos de vida perdidos durante a doença de 1990 a 2015 no Brasil, os comparando com estudos de outras partes do mundo.

Considerado um tipo de câncer que, além de ter alta mortalidade, é causador de morbidade precoce, o estudo reflete sobre esses índices os relacionando com fatores de risco, sendo um deles a falta de atividade física entre as mulheres.
(mais…)

Tags: atividade físicacâncer de mamaDepartamento de Educação FísicaDepartamento de Enfermagemqualidade de vidasedentarismoUFSC

Palestra sobre melhoria de produtividade com aumento da qualidade de vida é cancelada

29/11/2018 15:56

O Laboratório de Produtividade e Melhoria Contínua da UFSC comunica que a palestra “Melhoria de Produtividade por meio do aumento da qualidade de vida dos colaboradores” foi cancelada. A atividade, que seria ministrada pelo professor da Universidade do Tennessee (UTK), Rupy Sawhney, nesta sexta-feira, 30 de novembro,  não irá ocorrer em razão de problemas com a companhia aérea.

Tags: canceladapalestraqualidade de vidaUFSC

Pesquisa avalia qualidade de vida de idosos de Florianópolis

17/11/2015 10:15

Os idosos representam 11,7% da população do Brasil, e, de acordo com o Programa das Nações Unidas de Desenvolvimento (PNUD), em 2030 eles serão quase um quinto dos brasileiros. Em Florianópolis, cerca de 11% dos moradores têm ou estão acima dos 60 anos. Esses dados motivaram o Epifloripa Idosos 2013/2014 – estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para avaliar a qualidade de vida e a saúde dos idosos na capital. Esta foi a segunda etapa da pesquisa – que começou em 2009, com 1.705 voluntários –, na qual foram entrevistados 1.197 idosos, participantes também em 2009, com idade médiade 70 anos, que responderam a questões sobre saúde, autonomia, autorrealização e prazer.

O estudo identificou, em relação à pesquisa anterior, 5,4% de aumento nos sintomas depressivos que atingem 19% dos entrevistados. Além disso, houve aumento no autorrelato de câncer (presente em 11,5% dos participantes), hipertensão arterial (65,1%), doença cardiovascular (32,3%) e derrame (9,8%). A ocorrência de quedas também cresceu: em 2009, 13,6% dos participantes informaram ter sofrido esse tipo de acidente, e, em 2014, o índice passou para 19%. A professora Eleonora D’Orsi, do Departamento de Saúde Pública, do Centro de Ciências da Saúde da UFSC, coordenadora do Epifloripa, explica que os dados não podem ser considerados uma tendência porque, conforme o envelhecimento dos participantes, há o aparecimento de doenças que não foram relatadas na primeira etapa do levantamento. Ainda de acordo com Eleonora, estas doenças poderiam ser evitadas por mudanças no estilo de vida (dieta saudável, atividade física, estimulação cognitiva e interação social), maior adesão aos tratamentos para controle das doenças crônicas e ambiente favorável ao idoso (maior mobilidade e segurança na cidade).
(mais…)

Tags: Ana Aparecida Tessariciências médicasEducação Física e NutriçãoEpifloripa Idosos 2013/2014idosos de florianópolispesquisaPrograma das Nações Unidas de Desenvolvimentoprogramas de pós-graduação em Saúde Coletivaqualidade de vida

Palestra “Qualidade de Vida na Maturidade”

13/11/2012 18:00

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC promoverá a palestra “Qualidade de Vida na Maturidade: desafios, possibilidades e conquistas – Um olhar psicossocial”, que será ministrada pelo psicólogo e professor Cloves Amorim, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR).

O evento ocorrerá no dia 22 de novembro, quinta-feira, às 15h, no auditório Garapuvu, Centro de Cultura e Eventos da UFSC, e integra a programação da XI Semana de Pesquisa e Extensão (SEPEX) da universidade.
(mais…)

Tags: maturidadeNETIpalestraqualidade de vidasepex