Agecom 25 anos: pluralidade de vozes ratificada no quarto quinquênio (2008 a 2012)

16/06/2017 12:38

A história recente da Agência de Comunicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) se confunde com a história da própria Universidade. Comemorando 25 anos em 2017, a Agecom faz uma retrospectiva de grandes reportagens e momentos retratados pelos profissionais que passaram pela Agência. Na matéria que segue, você encontrará informações sobre o quarto quinquênio dessa história, com foco nas últimas edições veiculados do Jornal Universitário (JU).

O quarto quinquênio da história da Agecom foi marcado por notícias boas e outras nem tanto veiculadas pelo JU, com pluralidade de vozes, como qualquer publicação que se preze e que cumpra com o papel de informar ao seu público. Entre outros acontecimentos, as páginas do periódico anunciaram a interiorização da Universidade; comemoraram os 50 anos da UFSC; celebraram os avanços das pesquisas com células-tronco; noticiaram o início das obras do Centro de Engenharias da Mobilidade, no campus Joinville; e marcaram presença nas edições da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex). A equipe da Agecom deseja uma leitura agradável e uma boa viagem pelas notícias das últimas edições.
(mais…)

Tags: 20082009201020112012AgecomAgecom 25 anosAraranguácapascélulas-troncocentro de engenharia da mobilidadecomemoraçãoCuritibanosediçõesFarmácia EscolaFITA floripaGreveHUINPETROjoinvilleJornal UniversitárioJULicenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata AtlânticalivrondinotíciasProjeto LarusreuniRUSapiens ParquesepexUFSCUFSC 50 Anos

10º FITA apresenta cinco atrações nesta quarta-feira, 18 de maio

17/05/2016 18:29

A intervenção cênica Os cabeções, do grupo de teatro “Expresso” será realizada no campus da UFSC, iniciando junto da Concha Acústica e percorrendo outros locais próximos dentro do campus. A apresentação desta quarta-feira, 18 de maio, inicia às 12h30, é gratuita, aberta à comunidade e faz parte do 10º Festival Internacional de Teatro de Animação (FITA). A programação do FITA 2016 desta quarta-feira também conta com espetáculos no TAC, CIC e SESC Prainha.
(mais…)

Tags: animaçãoFestival Internacional de Teatro de AnimaçãoFITA 2016FITA floripateatroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

FITAFloripa apresenta cinco espetáculos nesta segunda

25/06/2012 07:51

Espetáculo Acorda Zé conta história de personagem que inventa estórias cheias de vantagens para se livrar do trabalho

Nesta segunda-feira, dia 25 de junho, terceiro dia do 6º Festival Internacional de Teatro de Animação de Florianópolis – FITAFloripa, serão apresentadas cinco peças teatrais em Florianópolis. A programação começa às 10h, com as peças “Rabisco, um cachorro perfeito”, no Teatro Álvaro de Carvalho, e “Cirquinho de Pulgas”, no Teatro Sesc Prainha. Às 15h essas duas peças serão reprisadas e também será apresentada “Automákina, Universo Deslizante”, no Largo da Catedral, no centro da cidade.

À noite os espetáculos se concentram na UFSC. Às 20h serão apresentadas “Las Tribulaciones de Virginia”, na Igrejinha da UFSC (ao lado do Teatro), e “Acorda, Zé! A comadre tá de pé”, no Centro de Cultura e Eventos, onde, das 18 às 20 horas, no hall, também acontecem as apresentações de curtíssima duração “Espia só” e “Circo de toda gente”.

O FITAFloripa prossegue até 30 de junho, com apresentação de 24 grupos de teatro, 80 apresentações na Capital e em mais 11 cidades do Estado. O festival é apresentado pelo Ministério da Cultura (Minc) e Eletrosul, por meio da Lei de Incentivo a Cultura, e Caixa Econômica Federal, com patrocínio do Funcultural, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis.

O apoio cultural é da Udesc e do Hotel Majestic. A itinerância pelas cidades do interior do Estado conta com a parceria do SECS-SC e de instituições culturais ou governamentais locais. A realização é da Fazendo FITA Cia. Artística e do Governo Federal/Ministério da Cultura.

A coordenação geral é da professora do Curso de Artes Cênicas (DALi/CCE) da UFSC, Sassá Moretti, e a coordenação executiva é de Zélia Sabino, cenógrafa do Departamento Artístico Cultural (DAC) da Secretaria de Cultura da UFSC.

Sinopses das peças desta segunda

“Rabisco – Um Cachorro Perfeito”
(Maracujá Laboratório de Artes – São Paulo/SP)
Baseado no livro homônimo do escrito Michele Lacocca, o espetáculo conta a história de Rabisco, um cãozinho desenhado por um menino que, após ganhar vida e sair do papel, não é aceito por seu criador por não ser bonito como este gostaria. Abandonado, Rabisco foge e passa por inúmeras aventuras em um grande centro urbano até encontrar um morador de rua, que o acolhe. Rabisco, então, descobre um objetivo: encontrar um desenhista que possa dar ao menino o desenho de um cachorro bonito.
Direção e adaptação do texto: Sidnei Caria
Duração: 50 min
Classificação: livre
Técnica teatral: Manipulação direta, sombras e atuação

“Cirquinho de Pulgas”
(Legião de Palhaços – Rio do Sul/SC)
O circo de pulgas é uma tradição entre os palhaços no mundo. Trata-se de um pequeno picadeiro com todos os seus aparelhos do universo circense, onde pulgas adestradas realizam fantásticos e perigosos números. Sob a batuta do dono do circo, as pulgas Mélry, Hélry e Pull saltam, pulam e correm riscos sob o olhar atento do público.
Texto e Direção: Márcio Correa da Silva
Duração: 45 min
Classificação: livre
Técnica teatral: Manipulação direta

“Automákina, Universo Deslizante”
(Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar – Canoas/RS)
O espetáculo se desloca pelas ruas e praças das cidades. Por esses caminhos se apresenta o mundo do Duque Hosain’g, um mundo portátil, pessoal e impenetrável. É como se ele tivesse optado por levar o universo junto a si, construído a partir de seus múltiplos aspectos, os quais concretamente ganham vida. Seus pensamentos, as músicas que executa e seu DNA se confundem com a nave. O tempo é deslizante e incerto. Rasgando o espaço urbano, sua procura é surpreendente. O estranho o acompanha e transforma tudo que está a sua volta.
Direção: Jackson Zambelli
Duração: 50 min
Classificação: livre
Técnica teatral: Manipulação direta e atuação

“Las Tribulaciones de Virginia”
(Hnos. Oligor – Espanha)
“Las Tribulaciones de Virginia” é um espetáculo com manipulação e articulação de variados objetos: traquitanas movidas por roldanas e pedais, brinquedos mecânicos e máquinas inspiradas em experimentos de causa-efeito. O espetáculo busca recriar um ambiente soturno, com caixinhas de música e tango para contar a história de amor e desamor de Virginia e Valentin.
Texto e concepção: Hnos. Oligor
Duração: 90 min
Classificação: 12 anos
Técnica teatral: Manipulação de objetos

“Acorda Zé! A comadre tá de Pé!”
(Grupo Teatral Moitará – Rio de Janeiro/RJ)
O espetáculo conta a epopeia de Zé-di-Riba, um personagem Malazarteano, que inventa estórias cheias de vantagens para se livrar do trabalho. Maria, sua mulher, escuta no rádio a notícia de um eclipse. Assustada, corre para contar ao marido o estranho acontecimento mas encontra-o na sua preguiça de sempre. Zé aproveita para contar uma estória fabulosa, enrolando Maria em mais um de seus “causos”. O dia escurece e Zé sonha que vai procurar emprego na fazenda do “Coronel” Leitão, cujo Capataz-conselheiro é seu arquirrival. Sonho e realidade se fundem, transformando tudo num grande pesadelo. Zé, frente-a-frente com o destino, é colocado em xeque para decidir o curso dessa estória.
Texto, dramaturgia e direção artística: Venício Fonseca
Duração: 55 min.
Classificação: 10 anos
Técnica teatral: Máscaras e atuação

Serviço:

O QUÊ: peça “Rabisco – um cachorro perfeito”
QUANDO: 25/06, às 10 horas e às 15 horas
ONDE: Teatro Álvaro de Carvalho, centro
QUANTO: R$ 10 inteira e R$ 5 para estudantes, pessoas acima de 60 anos, classe artística (com apresentação de DRT), funcionários e clientes da CAIXA (mediante apresentação de cartão)

O QUÊ: peça “Cirquinho de pulgas”
QUANDO: 25/06, às 10 horas e às 15 horas
ONDE: Teatro Sesc Prainha, centro
QUANTO: Gratuito

O QUÊ: peça “Automákina, Universo deslizante”
QUANDO: 25/06, às 15 horas
ONDE: Largo da Catedral, centro
QUANTO: Gratuito

 O QUÊ: peça “Las Tribulaciones de Virginia”
QUANDO: 25/06, às 20 horas
ONDE: Igrejinha da UFSC (ao lado do Teatro), praça Santos Dumont, Trindade
QUANTO: R$ 10 inteira e meia-entrada a R$ 5 para estudantes, pessoas acima de 60 anos classe artística (com apresentação de DRT), funcionários e clientes da CAIXA (mediante apresentação de cartão)

 O QUÊ: peça “Acorda Zé! A comadre tá de pé!”
QUANDO: 25/06, às 18 horas e às 20 horas
ONDE: Centro de Cultura e Eventos da UFSC, campus Trindade
QUANTO: R$ 10 inteira e meia-entrada a R$ 5 para estudantes, pessoas acima de 60 anos, classe artística (com apresentação de DRT), funcionários e clientes da CAIXA (mediante apresentação de cartão)

Curtas
No hall do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, das 18 às 20 horas, o público poderá conferir as apresentações de curta duração, com cerca de 10 minutos, em teatro de lambe-lambe, de “Espia Só!”, da Cia. Andante (Itajaí) e “Circo de Toda Gente”, de Ângela Escudeiro Bonecos e Mamulengos (Jaraguá do Sul).

Faça uma doação à Campanha do Agasalho 2012 e pague meia-entrada para qualquer espetáculo do 6° FITA
Para a programação completa do festival e outras informações acesse o site www.fitafloripa.com.br . Mais informações e marcação de entrevistas, entrar em contato com as jornalistas Gisa Frantz (48) 9105-0191 e Manoela Pinheiro (48) 9989-5440, ou pelo e-mail:

Por Bruna Andrade – Acadêmica de Jornalismo, Estagiária no DAC: SECULT: UFSC, com informações e fotos da Assessoria de Imprensa do FITAFloripa.

 

 

Tags: animaçãobonecosFITA floripaUFSC