Covid-19 em SC: boletim aponta que casos ativos atingiram menor patamar desde maio de 2020

13/12/2021 16:22

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 13 de dezembro, a 83ª edição do boletim Covid-19 em SC. Intitulado Casos ativos atingiram menor patamar desde maio de 2020, o trabalho foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (3 a 10 de dezembro), foram registrados 2.941 novos casos e 48 óbitos – uma média de 420 casos e 7 mortes por dia. Ambos os indicadores apresentam tendência de queda. Já o número de casos ativos registrados no dia 10 foi de 3.342, o valor mais baixo desde maio de 2020. A última matriz de risco divulgada pelo governo estadual, no dia 11, também mostrou que o controle da pandemia continua apresentando resultados bastante positivos, uma vez que não foi registrada situação grave ou gravíssima em nenhuma região. 

A taxa de transmissão da doença, todavia, ainda é preocupante. O Rt ficou em 0.961, variando de 0.652 (Sul) a 0.986 (Grande Florianópolis). “Esses patamares estão indicando que em muitas regiões do estado a transmissão da doença ainda se encontra em um ritmo acelerado”, aponta o artigo.

“Portanto, o comportamento do conjunto de indicadores analisados neste boletim, mesmo que bastante favorável, ainda não permite nenhum relaxamento em relação às medidas de prevenção e de controle da doença. Por isso, entendemos que ainda é necessário manter as principais medidas preventivas até que o percentual da população vacinada atinja um patamar capaz de evitar a contínua propagação do novo coronavírus”, conclui o estudo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também são encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Casos ativos de Covid-19 retornam ao patamar de junho de 2020, informa núcleo de pesquisa

08/11/2021 12:47

O novo boletim do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) indica que os casos ativos de Covid-19 no Estado retornaram ao patamar de junho de 2020, um mês antes do primeiro pico de contaminação de Santa Catarina, registrado entre julho e agosto do ano passado. Os dados se referem ao período de 30 de outubro a 5 de novembro. A íntegra do documento pode ser acessada aqui. 

O número oficial de casos saltou de 1.215.514, em 29.10.2021, para 1.219.718, em 5 de novembro, representando um crescimento percentual de 0,40% no período considerado. Em termos absolutos, significou a contaminação de mais 4.204 pessoas nos últimos sete dias. Além disso, chama atenção que, neste mesmo período, ocorreram mais 88 óbitos no estado. Esse padrão de evolução da doença mostra a continuidade do espraiamento da Covid-19 por todas as regiões catarinenses.

O boletim também analisa a última matriz de risco divulgada pelo governo estadual, no dia 6 de novembro. Os dados indicam que o controle da pandemia no estado vem apresentando resultados bastante positivos nas últimas semanas, não sendo registrada situação grave ou gravíssima em nenhuma região. “Todavia, o comportamento semanal da doença no estado ainda revela um cenário preocupante”, assinala o documento.  O nível de transmissão da doença disponibilizado pela Defesa Civil até 2 de novembro está no patamar de 0.97. “Em algumas regiões esse indicador é bastante superior, apresentando variações que vão de 0.94 (Sul) a 0.99 (Grande Florianópolis). Esses patamares estão indicando que em muitas regiões do estado a transmissão da doença ainda se encontra em um ritmo bastante acelerado”.

A análise também reforça a importância da continuidade da adoção de medidas preventivas. “O comportamento do conjunto de indicadores analisados neste boletim, mesmo que bastante favorável, ainda não permite nenhum relaxamento em relação às medidas de prevenção e de controle da doença, especialmente no quesito “flexibilização do uso de máscaras”, equipamento que é extremamente eficaz no sentido de inibir a circulação do vírus”.

Tags: boletim Covid-19 em SCNúcleo de Estudos de Economia Catarinense

Covid-19 em SC: boletim alerta que não é o momento de flexibilizar medidas de prevenção

03/11/2021 10:53

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou na última segunda-feira, 1º de novembro, a 77ª edição do boletim Covid-19 em SC. Intitulado Ainda não é o momento para se flexibilizar as medidas de prevenção contra a Covid-19, o trabalho foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (23 a 29 de outubro) foram registrados 5.802 novos casos – uma média de 829 casos diários, que revela uma tendência de aumento do indicador em relação aos últimos 14 dias. Houve também registro de mais 85 mortes no período, com média de 12 óbitos por dia.

O estudo aponta que, apesar de a última matriz de risco divulgada pelo governo estadual mostrar que o controle da pandemia apresenta resultados bastante positivos nas últimas semanas, o comportamento de alguns indicadores revelaram um cenário de expansão da média semanal móvel de novos casos, bem como uma estabilidade dos casos ativos acima do patamar de 6 mil pessoas contaminadas. Destaca-se ainda que, em muitas regiões do estado, a transmissão da doença se encontra em ritmo acelerado. O índice Rt vai de 0,94 (Grande Oeste) a 0,99 (Grande Florianópolis). 

“Em síntese, o comportamento do conjunto de indicadores analisados neste boletim, mesmo que bastante favorável, ainda não permite nenhum relaxamento em relação às medidas de prevenção e de controle da doença, especialmente no quesito ‘flexibilização do uso de máscaras’, equipamento que é extremamente eficaz no sentido de inibir a circulação do vírus. Por isso, entendemos que ainda são necessárias medidas preventivas para achatar a curva de contágio com o objetivo de se estabelecer as condições adequadas para reduzir o próprio coeficiente de mortalidade, que ainda permanece num patamar elevado no estado”, conclui o artigo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também são encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19 em SC: boletim destaca que número de casos ativos é o menor desde setembro de 2020

13/09/2021 18:00

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 13 de setembro, o 70º boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulada Casos ativos atingiram o menor patamar desde o mês de setembro de 2020, a edição foi assinada por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (4 a 10 de setembro), Santa Catarina registrou 6.289 novos casos e 133 óbitos. A média móvel ficou em 898 casos e 19 mortes por dia. Ao final do período avaliado, o número de casos ativos (pessoas que continuavam contaminadas) era de 8.050, patamar 26% inferior ao verificado nos últimos 14 dias, sinalizando uma tendência de queda. O valor também se aproxima do registrado ao final de setembro de 2020 (7 mil).

Apesar de alguns indicadores favoráveis e mesmo diante de certo alívio no funcionamento do sistema de saúde, o estudo alerta que o número de óbitos diários permanece elevado. A média semanal móvel de mortes apresentou uma queda de 8% em relação aos últimos 7 dias e de 13% em relação aos últimos 14 dias, configurando uma situação de estabilidade, “porém em um patamar ainda elevado comparativamente àquele verificado após o final do surto anterior da doença ocorrido nos meses de julho e agosto de 2020, quando eram registrados entre 8 a 10 óbitos ao dia”. O artigo também aponta que ainda não é o momento de relaxar as medidas de prevenção e controle da doença, especialmente em função da circulação da variante Delta, mais contagiosa que as anteriores.

O boletim completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontradas as edições anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudo aponta que média semanal de casos de covid-19 atingiu o menor patamar desde outubro de 2020

08/09/2021 11:51

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou na última segunda-feira, 6 de setembro, o 69º boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulada Média móvel semanal de casos atingiu o menor patamar desde outubro de 2020, a edição foi assinada por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (28 de agosto a 3 de setembro), Santa Catarina registrou 7.952 novos casos e 146 óbitos – uma média de 1.136 casos e 21 mortes por dia. O estudo destaca que a média semanal móvel de casos apresentou uma redução de 22% em relação aos últimos sete dias e de 23% em relação aos últimos 14 dias, configurando uma tendência de queda. O patamar está próximo ao observado em meados de outubro de 2020. 

Mesmo assim, o artigo salienta que a situação ainda permanece grave diante do comportamento de outros indicadores, com destaque para o número de óbitos diários e para o Rt geral do estado, que subiu para 0,97, variando entre as diferentes mesorregiões – de 0,95 (Sul) a 1,04 (Grande Oeste). Esses dados indicam que, em muitas regiões do estado, a transmissão da doença ainda se encontra em ritmo acelerado. 

“Em síntese, o comportamento do conjunto de indicadores analisados não permite nenhum relaxamento em relação às medidas de prevenção e de controle da doença, especialmente em função da circulação também em Santa Catarina da nova variante (Delta), que é de caráter muito mais contagioso que a variante atual (Gama)”, conclui o texto.

O artigo completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19 em SC: boletim aponta que casos ativos permanecem em patamar elevado

30/08/2021 16:54

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 30 de agosto, o 68º boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulada Casos ativos no estado permanecem em patamar elevado, a edição foi assinada por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (21 a 27 de agosto), Santa Catarina registrou 10.145 novos casos e 151 óbitos – uma média de 1.449 casos e 22 mortes por dia, “indicadores que revelam a continuidade da gravidade da pandemia no estado”. O número de casos ativos era de 12.934 no último dia 27, patamar 8,5% superior ao verificado no início do mês. O dado evidencia que o nível de contágio se mantém em ritmo acelerado e sinaliza a possibilidade de novas sobrecargas no sistema estadual de saúde.

“Depois de sofrer altas nos meses de maio e junho, os casos ativos tiveram quedas importantes durante o mês de julho, fazendo com que esse indicador ficasse ao redor de 12 mil pessoas com a doença na data considerada. Todavia, observou-se que nas últimas semanas esse indicador voltou a se expandir, atingindo uma parcela ainda elevada da população catarinense”, informa o estudo. 

O artigo completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Média de casos de covid-19 volta a subir em SC, indica estudo

23/08/2021 17:44

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 23 de agosto, a 67ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulado Média semanal móvel de novos casos voltou a subir, o número foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (13 a 20 de agosto), Santa Catarina registrou 10.260 novos casos e 166 óbitos – uma média de 1.466 casos e 24 mortes por dia. O estudo destaca que a média móvel de casos apresentou um aumento de 3% em relação à semana anterior e de 8% em relação aos últimos 14 dias, configurando uma tendência de estabilidade. O patamar, contudo, é considerado crítico, uma vez que o melhor desempenho desse indicador após o primeiro surto da pandemia foi verificado em setembro de 2020, quando essa média ficou ao redor de 900 casos diários.

A quantidade de casos ativos também voltou a se expandir, atingindo a marca de 12.619 pessoas contaminadas. Os indicadores, de acordo com o texto, revelam “que o nível de contágio da população catarinense ainda permanece em ritmo acelerado, configurando uma situação grave”. Salienta-se também “a possibilidade de novas sobrecargas no sistema estadual de saúde, mesmo considerando-se o fato de que na data de elaboração do boletim não existiam mais pessoas aguardando na fila de espera por um leito de UTI Covid-19”.

O artigo completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Boletim Necat: ‘Casos ativos em Chapecó aumentaram 57% em uma semana’

17/08/2021 19:26

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense  da Universidade Federal de Santa Catarina (Necat/UFSC) publicou, nesta terça-feira, 17 de agosto, o Boletim Covid-19 em SC nº 66. Na semana analisada (de 06/08 a 13/08), Santa Catarina registrou 9.987 novos casos e 162 novos óbitos. Em função disso, SC se manteve no 2º lugar no ranking nacional dentre os estados com o maior número de registros da doença por 100 mil habitantes. Em termos absolutos, SC é o 6º estado com o maior número de casos e o 10º em número de óbitos.
(mais…)

Tags: boletim Covid-19 em SCBoletim NecatChapecóCovid-19Núcleo de Estudos de Economia CatarinensepandemiaUFSC

Boletim aponta que pandemia continua grave em SC, apesar da queda de casos

09/08/2021 17:42

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 9 de agosto, a 65ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulado Tendência de queda de casos e de óbitos continuou na primeira semana de agosto/21, o trabalho foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (31 de julho a 6 de agosto), Santa Catarina registrou 8.488 novos casos e 189 óbitos – uma média de 1.355 contaminações e 27 mortes por dia. Os indicadores demonstram a continuidade da gravidade da pandemia. “Mesmo que a última matriz de risco divulgada pelo governo estadual tenha mostrado que o controle da pandemia no estado sofreu uma melhora considerável na última semana, o patamar ainda elevado desses dois indicadores (novos casos e novos óbitos), bem como o número ainda elevado de casos ativos (+ de 12 mil), revela que o nível de contágio da população catarinense ainda permanece em ritmo acelerado, configurando uma situação grave”, destaca o artigo.

Apesar de a média semanal móvel de óbitos ter diminuído 7% nos últimos 14 dias, configurando uma condição de estabilidade, ainda está em um patamar elevado em comparação àquele verificado após o final do surto ocorrido em julho e agosto de 2020, quando eram registradas menos de 10 mortes por dia. Já a média móvel de casos apresentou uma redução de 16% em relação à semana anterior e de 21% em relação aos últimos 14 dias, caracterizando uma tendência de queda. “Mesmo assim, o patamar de 1.355 novos casos diários ainda pode ser considerado crítico, uma vez que o melhor comportamento desse indicador após o primeiro surto da pandemia foi verificado no mês de setembro de 2020, quando essa média ficou ao redor de 900 casos diários”, aponta o estudo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também são encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19pesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Necat publica novo boletim sobre a evolução da pandemia de Covid-19 em SC

02/08/2021 19:05

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) publicou nesta segunda-feira, 2 de agosto, o número 64 do Boletim Covid-19 em SC, com o título de “Novos casos caíram expressivamente em julho/21 com a expansão da imunização”.

O boletim traz informações positivas, como a de que o número de pessoas que continuavam contaminadas em 31 de julho (13.523) foi 10% menor do que o verificado na semana anterior e de que a semana final de julho foi a terceira, desde o mês de março, em que não há pacientes em fila de espera em por um leito de UTI.

Mesmo com essas comparações positivas em relação ao mês anterior ou aos últimos 14 dias, o boletim evidencia que não há razões para relaxar nos cuidados com relação à pandemia. Na semana analisada pelo boletim, de 23 a 30 de julho, Santa Catarina registrou 11.373 novos casos e 234 novos óbitos. Na semana anterior (de 16 a 23 de julho), o Estado havia registrado 12.079 novos casos e 206 óbitos. Ou seja, o número de novos casos teve uma pequena redução, mas número de óbitos foi maior do que na semana anterior.

A evolução do número de casos também é distinta de acordo com as diferentes mesorregiões do Estado. Enquanto a média estadual de crescimento das contaminações ficou em 1%, as mesorregiões da Foz do Rio Itajaí e Planalto Norte e Nordeste apresentaram taxas de crescimento de 1,5%. Já a Grande Florianópolis e a Sul Catarinense (composta pelas microrregiões de Tubarão, Criciúma e Araranguá), apresentaram taxas de crescimento de 0,5%.

Esses dados são sustentados também pela taxa de reprodução efetiva (Rt), que mede a transmissão do vírus entre a população, e que estava em 0,94 na média estadual. “Esse coeficiente variava de 0.90 (Meio Oeste e Serra) até atingir seu valor máximo de 1.0 na região Foz do Rio Itajaí”, registra o boletim do Necat.

“Em síntese, o cenário atual representado pelo comportamento do conjunto dos indicadores acima mencionados revela que a pandemia ainda continua em uma situação grave no estado de Santa Catarina”, conclui o documento, que é assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat.

A íntegra do boletim está publicada neste link.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusNecatpandemiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Boletim faz síntese da pandemia de Covid-19 em Santa Catarina

05/07/2021 18:41

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 5 de julho, a 60ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulado Síntese da pandemia em Santa Catarina até o mês de junho/21, o número foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração.

Na semana em análise (25 de junho a 2 de julho), o estado registrou 16.683 novos casos de Covid-19 e 326 óbitos – uma média de 2.383 casos e 47 mortes por dia. A média semanal móvel de casos apresentou redução de 14% em relação à semana anterior e de 17% em relação aos últimos 14 dias, enquanto a média semanal móvel de óbitos apresentou uma queda de 4% em relação aos últimos 14 dias. Os indicadores, contudo, ainda estão bastante elevados, destaca o estudo.

“Em síntese, o cenário atual representado pelo comportamento do conjunto dos indicadores acima mencionados revela que a pandemia continua em uma situação ainda gravíssima no estado de Santa Catarina. A continuidade de alguns desses indicadores em situação crítica na semana considerada evidencia que ainda são necessárias medidas restritivas para se achatar a curva de contágio e, com isso, reverter parte da tragédia humana que também se abateu sobre Santa Catarina, uma vez que o estado já superou o patamar de 17 mil vidas perdidas pela COVID-19”, conclui o texto.

O artigo completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Estudo indica que registros diários de Covid-19 continuam elevados em SC

21/06/2021 16:55

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 21 de junho, a 58ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Com o título Novos registros diários da Covid-19 continuam elevados em Santa Catarina, o artigo foi assinado por Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat e professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração da UFSC.

Na semana em análise (11 a 18 de junho), o estado registrou 20.107 novos casos e 344 óbitos – uma média de 2.872 casos e 49 mortes por dia. “O patamar extremamente alto desses dois indicadores revela que o nível de contágio da população catarinense permanece em ritmo bastante acelerado, fato que configura uma situação da pandemia ainda muito grave no estado”, aponta o estudo. 

O texto também chama atenção para o fato de que, apesar de a média semanal móvel de casos ter reduzido 8% em relação à semana anterior, ela apresenta 28% de aumento em relação aos últimos 14 dias. O número de casos ativos, que superou a marca de 23 mil pessoas, também indica uma elevada contaminação da população e “a possibilidade concreta de geração de sobrecarga no sistema estadual de saúde. Tanto é assim que na data de elaboração do boletim aproximadamente 45 pessoas ainda aguardavam na fila de espera por um leito de UTI Covid-19”.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Boletim destaca a elevada taxa de transmissão da Covid-19 em SC e a necessidade de novas medidas de contenção

31/05/2021 15:42

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 31 de maio, a 55ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulado Rt acima de 1 em várias regiões do estado indica a necessidade de novas medidas de contenção da pandemia, o número foi assinado pelo professor do Departamento de Ciências Econômicas da UFSC e coordenador-geral do Necat, Lauro Mattei.

Na semana de 21 a 28 de maio, Santa Catarina registrou 19.993 novos casos e 400 óbitos – uma média de 2.856 registros e 57 mortes por dia. As médias de casos e de óbitos aumentaram, respectivamente, 4,5% e 2% em relação à semana anterior. Ambas representam uma expansão de 12% em relação aos últimos 14 dias. Além disso, na data de elaboração do boletim, 22.337 pessoas continuavam contaminadas (patamar 2% acima da semana anterior e 11% maior que o dos últimos 14 dias), e 24 pessoas se mantinham na fila de espera por um leito de UTI.

O estudo também chama atenção para o fato de que o Rt – indicador que mede a taxa de transmissão do vírus na população – permanece em 1.0 para o conjunto do estado, porém variando entre as diferentes mesorregiões: de 0.91 (Grande Florianópolis) a 1.15 (Região de Xanxerê). “Este patamar está indicando que a transmissibilidade da doença em praticamente todas as regiões continua numa situação gravíssima, ao mesmo tempo em que requer a adoção de novas medidas restritivas efetivas para achatar a curva de contágio e, com isso, estabelecer as condições para se reduzir o coeficiente de incidência da doença no estado, que também se situa num patamar bastante elevado”, informa o artigo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, no qual também podem ser conferidos os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusNecatNúcleo de Estudo de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19: boletim indica crescimento da média semanal de casos

24/05/2021 17:09

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou a 54ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Com o título Média semanal móvel de casos atual é maior que ao final do mês de abril, o texto foi assinado pelo professor do Departamento de Ciências Econômicas da UFSC e coordenador-geral do Necat, Lauro Mattei.

Na semana de 14 a 21 de maio, o estado registrou 19.104 novos casos e 391 óbitos, resultando em uma média de 2.729 casos e 56 mortes por dia. No período, Santa Catarina passou para o segundo lugar no ranking nacional dentre os estados com o maior número de registros da doença a cada 100 mil habitantes. Em termos absolutos, é o sexto com maior número de casos e o décimo com mais óbitos. Segundo o estudo, os indicadores demonstram que a pandemia continua em situação gravíssima e evidenciam a necessidade de medidas restritivas para achatar a curva de contágio.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser conferidos os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19 em SC: boletim destaca que média de novos casos se mantém em patamar elevado

10/05/2021 15:21

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou a 52ª edição do boletim Covid-19 em Santa Catarina. Com o título Média semanal móvel de novos casos está estável, porém num patamar elevado, o trabalho foi assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat.

> Acesse o boletim na íntegra

De acordo com a publicação, na semana de 30 de abril a 7 de maio, foram registrados 18.762 novos casos, com taxa semanal de crescimento de 2% no agregado estadual. Também houve 458 mortes no período considerado, indicando a continuidade da ocorrência de um número elevado de óbitos no estado, cerca de 65 por dia. 

A média semanal móvel de casos praticamente se manteve no mesmo patamar dos sete dias anteriores, indicando estabilidade. Mesmo assim, a ocorrência de 2.680 novos casos por dia continua sendo extremamente elevada, significando que a pandemia ainda permanece em uma situação gravíssima no estado, informa o estudo.

Mais informações na página do Necat.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19: boletim alerta que ainda não é hora de flexibilizar as medidas de controle

03/05/2021 17:44

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 3 de maio, a 51ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Com o título Ainda não é hora de flexibilizar as medidas de controle da pandemia, o número foi assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat.

Na semana em análise (23 a 30 de abril), Santa Catarina registrou 19.328 novos casos e 520 óbitos – uma média de 2.761 casos e 76 mortes por dia. Os indicadores, aponta o estudo, “revelam a continuidade da gravidade da pandemia no estado, especialmente em função de que a média de casos aumentou 19% em relação à semana anterior”. O texto alerta também para o alto patamar de casos ativos (19.803 no final da última semana), que continua comprometendo o funcionamento do sistema de saúde. Na data de sua elaboração, 43 pessoas continuavam na fila de espera por uma vaga na UTI e 25 aguardavam por um leito clínico.

“Mesmo com a estabilidade de alguns desses indicadores na semana considerada, ficou evidente que ainda são necessárias medidas restritivas mais efetivas para se achatar a curva de contágio e, com isso, reverter a tragédia humana que se abateu sobre Santa Catarina nos últimos dois meses quando 6.176 pessoas perderam suas vidas para a COVID-19. Lamentavelmente observamos que os gestores atuais da pandemia no estado estão fazendo uma leitura bastante distinta do comportamento desses mesmos indicadores. Provavelmente tal leitura é para justificar as medidas de flexibilização do controle da pandemia adotadas nas duas últimas semanas. Com isso, não está descartada a possibilidade da incidência de um novo surto contaminatório brevemente”, conclui o artigo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19 já provocou mais mortes de catarinenses em 2021 do que em 2020 inteiro, informa boletim

26/04/2021 16:47

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou a 50ª edição do boletim Covid-19 em Santa Catarina. Com o título Covid-19 já provocou mais mortes de catarinenses em 2021 do que em todo o ano de 2020, a edição foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat.

De acordo com a edição, março de 2021 apresentou uma grande explosão do número de óbitos, uma vez que somente nesse mês foi registrado 32% do total de mortes que ocorreram no estado em 13 meses de pandemia. Isso significou um crescimento de 48% em relação ao total existente até o mês anterior. 

Ao somar os percentuais dos meses de janeiro e fevereiro, verifica-se que 51,5% de todos os óbitos registrados no estado ocorreram nos três primeiros meses de 2021. Além disso, se for considerado o período entre dezembro de 2020 e março de 2021, observa-se que 65% do total de mortes ocorreu em apenas quatro meses.

O boletim ainda afirma que, em apenas 113 dias do ano de 2021, a Covid-19 já matou 60% de todos os catarinenses que vieram a óbito desde o início da pandemia. Já o restante dos óbitos (40%) ocorreu durante 280 dias do ano de 2020.

Mais informações na página do Necat.

Tags: boletim Covid-19 em SCboletim do NecatcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Média semanal móvel de casos de Covid-19 voltou a subir na última semana, indica boletim

19/04/2021 17:40

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou a 49ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Com o título Média semanal móvel de casos voltou a subir na última semana, o estudo foi assinado pelo professor do Departamento de Ciências Econômicas da UFSC e coordenador-geral do Necat, Lauro Mattei.

De 9 a 16 de abril, foram registrados mais 19.516 novos casos no estado, com taxa semanal de crescimento de 2,5%, e 606 mortes. Embora a média semanal móvel de casos na semana anterior tenha apresentado tendência de queda, ela voltou a subir na última semana, atingindo a marca de 2.788 novos casos diários. “Tal patamar pode ser considerado bastante elevado, considerando-se que a melhor situação dessa curva foi verificada no mês de setembro de 2020, quando a média semanal móvel ficou ao redor de 900 casos ao dia”, aponta o boletim.

Já a média móvel de óbitos, que atingiu o seu maior patamar no dia 26 de março, com 134 ocorrências, sofreu um recuo para 87 mortes diárias na última semana, representando uma queda de 24% em relação aos últimos 14 dias. “Mesmo que esse percentual indique uma tendência efetiva de desaceleração do indicador, deve-se registrar que é um patamar extremamente elevado”, alerta o estudo.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser conferidos os boletins anteriores.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19: boletim destaca que incidência em SC é 54% maior que no Brasil

12/04/2021 16:49

O Núcleo de Estudo de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou nesta segunda-feira, 12 de abril, a 48ª edição do boletim Covid-19 em SC. Com o título Coeficiente de incidência da Covid-19 em SC é 54% maior que no Brasil, o número foi assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat.

> Acesse o boletim na íntegra

Na semana analisada (2 a 9 de abril), Santa Catarina registrou 18.963 novos casos e 749 novos óbitos – uma média de 2.709 casos e 107 mortes por dia. Com isso, até aquele momento, mais de 830 mil pessoas foram contaminadas no estado, sendo que 11.874 delas perderam suas vidas. Dessa forma, Santa Catarina aparece em quarto lugar no ranking nacional dentre os estados com o maior número de registros da doença e em 12º lugar com o maior número de óbitos, além de apresentar o quarto maior coeficiente de incidência da doença a cada 100 mil habitantes.

O cenário revela que a pandemia se mantém em um patamar muito grave em todo o estado. “Mesmo com a pequena melhora de alguns desses indicadores na semana considerada, ainda são necessárias medidas restritivas efetivas para se achatar a curva de contágio e, com isso, reverter a tragédia humana que se abateu sobre Santa Catarina nos últimos meses”, conclui o estudo.

As edições anteriores do boletim podem ser conferidas no site do Necat.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Após meses de forte crescimento, casos de Covid-19 apresentam tendência de queda, indica boletim do Necat

05/04/2021 16:50

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou a 47ª edição do boletim Covid-19 em Santa Catarina. Com o título Após meses de forte crescimento, número de casos apresenta tendência de queda, a edição foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat.

> Acesse o boletim na íntegra

De acordo com a publicação, na semana de 26 de março a 2 de abril, a média de novos casos diários foi de 3.358 – uma queda de 29% em relação à semana anterior e de 28% em relação aos últimos 14 dias. “Esse comportamento indicou, pela primeira vez nos dois últimos meses, uma tendência consistente de queda dos casos oficialmente registrados.”

Apesar da queda, o boletim indica que o nível de contaminação da população catarinense continua elevado, bem como o número de óbitos. Foram registradas mais 807 mortes no período, uma média de 115 por dia. “Diante desse cenário, pode-se afirmar que, do ponto de vista geral, o estado de Santa Catarina continua em uma situação gravíssima”, informa o estudo.

Mais informações na página do Necat.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinensepesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Nova edição do boletim do Necat destaca que a Covid-19 está fora de controle em SC

01/03/2021 17:11

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 1º de março, a 42ª edição do boletim semanal Covid-19 em SC. Intitulado A Covid-19 está fora de controle em Santa Catarina”, o texto foi assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador-geral do Necat.

O estudo observa que, entre os dias 19 e 26 de fevereiro, foram registrados mais 31.831 novos casos e 350 mortes, com médias semanais móveis de novos casos e de óbitos 79% maiores que as dos últimos 14 dias. O documento menciona, ainda, que o surto atual está avançando veloz e fortemente em direção a todas as mesorregiões do estado, o que indica que o vírus não está encontrando nenhuma barreira que o impeça de circular livremente pelo território catarinense. Diante desse cenário, pode-se afirmar que o estado continua em uma situação gravíssima.

“O problema do Brasil é que a maioria das ações se voltou para a esfera curativa e não preventiva, fazendo com que a pandemia não tivesse um controle efetivo até o presente momento. Em Santa Catarina não está sendo muito diferente, uma vez que, diante do descontrole da doença no estado visto nas últimas semanas, o governo resiste em tomar medidas mais efetivas visando controlar melhor a pandemia. E tudo isso sendo feito com o apoio e beneplácito de setores empresariais mais preocupados com os lucros de seus negócios do que com a saúde do conjunto da população catarinense. E para agravar ainda mais esse cenário trágico, o Plano Nacional de Imunização (PNI), que começou em 18.01.2021, além de ser extremamente lento, prescinde do elemento essencial: a vacina em quantidades suficientes para dar maior celeridade ao processo de imunização de 70% da população brasileira” aponta o boletim.

O texto completo pode ser acessado no site do Necat, onde também podem ser encontrados os boletins anteriores

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Boletim do Necat alerta para persistência da pandemia de Covid-19

17/02/2021 11:00

A pandemia de Covid-19 já estava se agravando em Santa Catarina na semana que antecedeu o Carnaval, quando foram registradas novas aglomerações e desrespeito aos cuidados necessários para evitar o contágio. Essa informação consta no “Boletim Covid-19 em SC” número 40, publicado no dia 13 de fevereiro pelo Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Intitulado “Casos ativos cresceram 26% nas duas primeiras semanas de fevereiro”, o boletim concentrou-se na análise dos dados da pandemia no período de 5 a 12 de fevereiro de 2021. Na semana em questão, a média móvel de casos foi de 2.585 registros diários e a média semanal móvel de óbitos foi de 28 mortes ao dia, “ambos indicadores acima do patamar da semana anterior”, reporta o boletim.

No total, Santa Catarina registrou 18.095 novos casos e 196 óbitos na semana analisada. Com isso, mais de 611 mil pessoas já contraíram a doença no Estado e 6.716 morreram. Santa Catarina passou a ser o oitavo estado em taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes.

O documento ressalta que, no Brasil, a maioria das ações em relação à Covid-19 voltou-se para a esfera curativa e não preventiva. “E o Plano Nacional de Imunização (PNI), que começou em 18.01.2021, além de extremamente lento, prescinde do elemento essencial: a vacina em quantidades suficientes para dar maior celeridade ao processo de imunização de 70% da população brasileira”.

O boletim é assinado por Lauro Mattei, coordenador geral do Necat e professor titular do Departamento de Economia e Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Administração, ambos da UFSC.

 

Tags: boletim Covid-19 em SCNecatUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Covid-19: boletim da UFSC aponta que casos ativos aumentaram 25% na 1ª quinzena de janeiro

19/01/2021 13:25

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da UFSC publicou, no dia 18 de janeiro de 2021, a 36ª edição de seu boletim com o artigo “Casos ativos aumentaram 25% na primeira quinzena de janeiro”. O Núcleo é coordenado pelo professor Lauro Mattei, do Departamento de Economia e Relações Internacionais da UFSC e do Programa de Pós-Graduação em Administração da instituição. Para acessar a íntegra do boletim clique neste link.

De acordo com o documento, “O número de casos oficiais saltou de 515.209, em 8 de janeiro de 2021, para 537.036, em 15 de janeiro de 2021, representando um crescimento percentual de 4,5% no período considerado. Em termos absolutos, significou a contaminação de mais 21.827 pessoas em apenas sete dias. Mas chama atenção que neste mesmo período ocorreram mais 252 óbitos. Com isso, registra-se que apenas nos primeiros quinze dias do ano novo 583 pessoas já perderam a vida pela doença.
(mais…)

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusLauro MatteiNecatpesquisa coronavírusUFSC

Cidades mais populosas de SC têm ritmo de contágio de Covid-19 acima da média estadual

04/01/2021 09:10

De acordo com o último boletim do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense da Universidade Federal de Santa Catarina (Necat/UFSC), as treze cidades de Santa Catarina com população acima de cem mil habitantes mantiveram sua participação em 52,82% do total de casos de Covid-19 registrados no estado. Os dados fazem parte do último documento lançado pelo grupo em 2020 e abrange informações relativas ao período de 17.12 e 28.12.20.

Ainda conforme o documento, em termos absolutos, verificou-se um aumento de 8% do número de casos nesse estrato populacional, o que indica que, no momento, as cidades mais populosas têm um ritmo de contágio acima da média estadual (7,5%). O boletim registra que isso pode trazer implicações futuras sobre o nível de contaminação do conjunto da população catarinense.
(mais…)

Tags: boletim Covid-19 em SCCovid-19NecatNúcleo de Estudos de Economia Catarinense

Boletim analisa crescimento de casos de Covid-19 em SC

03/08/2020 13:52

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nesta segunda-feira, 3 de agosto, uma nova edição do Boletim Covid-19 em SC, intitulada Crianças e adolescentes têm os maiores aumentos de casos no mês de julho. Lauro Mattei, professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais e coordenador do Necat, aborda mais uma vez o agravamento da doença em Santa Catarina e o crescimento de positivados desde a última semana, traçando uma análise também sobre o avanço dentro de diferentes grupos subdivididos por idade e sexo.

O texto aponta que, entre 2 e 30 de julho, houve um crescimento de 182% dos casos de Covid-19. A faixa das crianças (0 a 9 anos) teve aumento de 206%, enquanto os jovens (10 a 19 anos) tiveram 204% de crescimento. Esses percentuais foram superados somente pelas faixas de 60-69, que cresceu 207%, e 70-79 (210%). As informações consideradas no boletim indicam que o nível de expansão da doença no estado de Santa Catarina deverá continuar no mesmo ritmo nas próximas semanas, o que significa que a curva de contaminação ainda não atingiu seu pico.

Todos os boletins do Necat sobre a Covid-19 estão disponíveis no site do Núcleo.

Tags: boletim Covid-19 em SCcoronavírusCovid-19Necatpesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2