Marcondes Namblá recebe homenagem póstuma na UFSC, nesta terça-feira, 9 de janeiro

08/01/2018 09:09

O Templo Ecumênica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) irá receber uma cerimônia em homenagem ao ex-aluno Marcondes Namblá, nesta terça-feira, 9 de janeiro, às 9h. Marcondes foi morto enquanto fazia trabalho temporário em Penha, litoral norte de Santa Catarina, vendendo picolé no período de férias turísticas. Ele foi espancado na cabeça até cair desacordado, foi resgatado pelos bombeiros, levado ao hospital, passou por três cirurgias e não resistiu.

Promovido pela Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica da UFSC, o encontro “será uma ocasião para celebrar a memória deste jovem líder Laklãnõ-Xokleng que vinha trabalhando com afinco para melhorar as condições de vida de seu povo, assim como vinha despontando como um brilhante intelectual indígena. Será uma oportunidade para unir nosso clamor contra a vulnerabilidade e a injustiça que vem ceifando tantas vidas de indígenas no Sul do Brasil”.

Confira nota de pesar do Núcleo de Estudos de Povos Indígenas (NEPI).

Mais informações na página da Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica.

Tags: Guarani Kaingang e Laklãnõ-XoklengindígenaLicenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata AtlânticaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

MArquE recebe exposição ‘Tecendo saberes pelos caminhos guarani, kaingang e laklãnõ-xokleng’

23/10/2017 16:42

O Museu de Arqueologia e Etnologia (MArquE) da UFSC recebe entre outubro de 2017 a 29 de junho de 2018 a exposição “Tecendo saberes pelos caminhos Guarani, Kaingang e Laklãnõ-xokleng”, aberta oficialmente na noite do último dia 18, quarta-feira. A mostra resultada da Ação Saberes Indígenas na Escola em Santa Catarina (UFSC, SED SC, Secadi/MEC), que possui o eixo norteador Territórios de Ocupação Tradicional em Santa Catarina: Passado e Presente.

A exposição trata de conhecimentos, de saberes, envolvendo histórias e experiências vividas e repassadas de geração a geração desde tempos imemoriais, usando a palavra falada, a oralidade. Estimula o diálogo com a pluralidade étnica. Mostra diferenças e semelhanças entre os três povos indígenas.
(mais…)

Tags: Guarani Kaingang e Laklãnõ-XoklengMArquEmuseuUFSC