Palestrante reflete sobre eficácia do uso da tecnologia no combate à criminalidade

29/06/2018 14:58

O professor Lucas Melgaço foi o último palestrante do evento Seminário Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Segurança Pública. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC

A tecnologia previne crimes? O que é mais eficaz, investir em iluminação pública ou em câmeras de vigilância? O uso de câmeras corporais é inovador? Questionamentos como esses fizeram parte da reflexão trazida pelo professor Lucas de Melo Melgaço, pesquisador da Vrije Universiteit Brussel, em Bruxelas, Bélgica. Melgaço foi o último palestrante do Seminário Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Segurança Pública (Sicti), encerrado nesta sexta-feira, 29 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Com a palestra intitulada “O que há de novo no front? Uma reflexão sobre a eficiência das novas tecnologias da informação em segurança pública”, Melgaço buscou confrontar concepções já difundidas a respeito do uso de tecnologias no combate à criminalidade com inovações que têm surgido e sua eficácia. Geógrafo formado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), atua nas áreas de planejamento urbano e segurança pública, violência, vigilância informacional, conflitos em espaços públicos, movimentos sociais e novas tecnologias da informação e comunicação. Além disso, é editor-chefe da revista Criminological Encounters.
(mais…)

Tags: CTCEGCEngenharia e Gestão do ConhecimentoLucas de Melo MelgaçoSeminário Internacional de CiênciaSICTITecnologia e Inovação em Segurança PúblicaUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaVrije Universiteit Brussel

UFSC promove Seminário Internacional de Inovação em Segurança Pública

04/04/2016 14:45

BANNER-SITE-1024x386-11O Departamento de Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) e o Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) promovem, em conjunto, o IV Seminário Internacional de Ciência Tecnologia e Inovação em Segurança Pública, nos dias 30 e 31 de maio. O evento ocorrerá na Academia da Polícia Civil de Santa Catarina, em Canasvieiras.

Na quarta edição do seminário, serão abordadas questões relacionadas às ações de prevenção e experiências no atendimento aos desastres ambientais, bem como a gestão dos riscos ou acidentes a eles associados por parte das forças de segurança pública.

O Seminário contará com palestras, trabalhos, apresentação de trabalho acadêmico e mostra de tecnologias voltadas à Segurança Pública, e terá a participação de profissionais da área, do meio acadêmico e demais interessados.

Serão recebidas duas modalidades de trabalho: artigos e resumos estendidos, que devem ser enviados até o dia 23 de abril, através dos e-mails  e O edital pode ser acessado aqui.

Mais informações no site do evento.

Tags: Engenharia e Gestão do ConhecimentoIV Seminário Internacional de Ciência Tecnologia e Inovação em Segurança PúblicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Abertas inscrições para Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento

06/07/2015 18:01

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abriu inscrições para o processo seletivo do mestrado e doutorado até 31 de julho. As linhas de pesquisa concentram-se nas áreas de Engenharia, Gestão e Mídia do Conhecimento.

Mais informações no site.

Tags: Engenharia e Gestão do ConhecimentoPPGEGCPrograma de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do ConhecimentoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Prorrogada submissão de trabalhos ao 4º Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação

02/06/2014 13:59

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC informa a comunidade universitária de que foi prorrogado o prazo para submissão de trabalhos ao IV Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação (CIKI), que será realizado em Loja, Equador, nos dias 13 e 14 de novembro de 2014.

Prazo final de submissão dos artigos: 1º/7
Divulgação da aprovação dos artigos: 21/7Descrição: http://noticias.paginas.ufsc.br/wp-includes/js/tinymce/plugins/wordpress/img/trans.gif
(mais…)

Tags: EGCEngenharia e Gestão do ConhecimentoIV Congresso Internacional de Conhecimento e InovaçãoUFSC

Submissão de trabalhos ao 4º Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação

06/05/2014 09:12

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC convida a comunidade universitária para a submissão de trabalhos ao IV Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação (CIKI) que será realizado em Loja, Equador, nos dias 13 e 14 de novembro de 2014.

Prazo final de submissão dos artigos: 2/6
Divulgação da aprovação dos artigos: 21/7
(mais…)

Tags: EGCEngenharia e Gestão do ConhecimentoIV Congresso Internacional de Conhecimento e InovaçãoUFSC

Especial Jogos Educacionais: Bancando o detetive nas arábias

19/09/2012 07:28

As ciências podem ser das mais variadas – humanas, exatas, da saúde – mas os professores em sala de aula têm a mesma preocupação: atrair a atenção e facilitar o entendimento dos conteúdos ministrados. Para isso, muitos deles se desdobram lançando mão da criatividade e, não raro, buscam no lúdico a alternativa para estimular a imaginação dos estudantes e auxiliar na fixação das matérias. A UFSC tem desenvolvido pesquisas sobre jogos educacionais e o Jornal Universitário n°429 trouxe algumas das tantas iniciativas desenvolvidas por seus professores e estudantes. As cinco matérias resumidas no JU estão sendo publicadas na íntegra no site da UFSC durante esta semana.

 

Bancando o detetive nas arábias

.

Christiane relata que os jogos estimulam uma outra interação com os alunos

Ela leciona para os cursos de Ciências da Computação e Sistemas de Informação do Departamento de Informática e Estatística (INE) e, com a intenção de facilitar a aprendizagem, começou a projetar e utilizar, em suas aulas, jogos educacionais “analógicos”. Tabuleiros, fichas e dados são distribuídos entre os alunos para melhor compreender conceitos e processos de gerência de projetos de software.

Um dos jogos que a professora Christiane Gresse von Wangenheim confeccionou faz com que os alunos percebam como lidar, em um projeto, com pessoas consideradas difíceis, a partir de simulação da primeira reunião de trabalho. Dentre os personagens, figuram o Chorão, o Sabe-tudo, o Indiferente e o do Contra. “Em uma das turmas, até os mais quietos interagiram, pulando e gritando. Depois do jogo eles começaram a reconhecer essas personalidades em seus ambientes de trabalho”. A descrição e as cartas do game estão disponíveis aqui.

Pesquisadora do tema, Christiane destaca que muitos dos jogos empregados nas salas de aula são feitos pelos próprios docentes, que buscam maneiras de tornar os conteúdos atraentes. “Geralmente esses professores documentam as experiências em artigos que descrevem os jogos, mas raramente disponibilizam os games para serem utilizados por outros docentes”, completa.

Gustavo Machado Soares e Bruno Rausis tiveram Christiane como orientadora de monografia. Os estudantes de Sistemas de Informação criaram em 2011 o jogo chamado Detetive de Projeto, que tem como desafio descobrir o porquê do projeto fictício apresentado não ter sido concluído, utilizando, para isso, uma técnica especifica de monitoramento (denominada Valor Agregado). Depois de finalizado, o jogo foi aplicado em duas turmas dos cursos. “Desenvolvemos uma monografia divertida e conseguimos ver seu resultado quando a levamos para as salas de aula. Como eu trabalho na área de gerenciamento, acabei juntando o útil ao agradável”, relata Gustavo.

Depois de utilizado, o game foi avaliado pelos participantes, que trouxeram sugestões como a diminuição do tempo para a execução das atividades e melhorias nas explicações das tarefas.

Entender de que forma os conteúdos explorados nos jogos são assimilados acaba sendo parte importante do processo, mas geralmente deixada de lado pelos professores por não saberem como aferir esses dados de maneira mais precisa, ou ainda, cientificamente. Gustavo e Bruno utilizaram o modelo e método para a avaliação de jogos educacionais desenvolvido para a tese de doutorado de Rafael Savi. Integrado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, o pesquisador, que teve a orientação de Vânia Ulbrich e coorientação de Christiane, propôs um modelo para avaliar a motivação, a aprendizagem e a experiência de usuário com um método considerado rápido e fácil de ser aplicado por docentes de qualquer área. “Um jogo de qualidade é aquele que tem objetivos educacionais bem definidos, motiva os alunos para os estudos e promove a aprendizagem dos conteúdos por meio de atividades divertidas, prazerosas e desafiadoras”, defende Rafael.

O trabalho traz a estrutura teórica do modelo e um questionário para a coleta de dados com base na percepção dos alunos. “A vantagem é que os professores não precisam entender de estatística ou ter conhecimentos avançados na área de avaliação educacional para utilizá-lo”.

É comum os alunos quererem passar por todas as etapas do processo de confecção dos games. “Tenho estudantes de graduação e pós que se interessam por desenvolver jogos educacionais, mas os oriento a se debruçarem sobre o conteúdo – que exige bastante dedicação -, e deixar os modelos digitais de lado, porque o resultado gráfico fica muito aquém dos games comerciais”, atesta Chritiane. A professora destaca ainda o retorno que tem tido com a partir dos trabalhos orientados. “O jogo do Bruno e do Gustavo já foi até adotado em curso de treinamento em Bahrain (país Árabe)”. O GQS-Grupo de Qualidade de Software, coordenado pela professora, decidiu ampliar ainda mais o foco de pesquisa sobre o tema.

Mais informações e materiais de outros jogos desenvolvidos podem ser obtidos aqui: www.gqs.ufsc.br/software-engineering-education ou com a professora Christiane:

Leia mais:

Para conhecer o próprio lar

Outros olhares

Humanos contra o lixo espacial

Vencer de maneira sustentável

Por Cláudia Schaun Reis / Jornalista da Agecom
Foto: Rafael Savi

Tags: Christiane Gresse von WangenheimCTCEngenharia e Gestão do ConhecimentoGrupo de Qualidade de Softwarejogos educacionais

Seminário internacional de segurança pública começa nesta quarta

26/06/2012 18:37

A professora Lúcia Helena Martins Pacheco, reitora em exercício, participa amanhã, 27, da abertura do I Seminário Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Segurança Pública. O evento é promovido pela UFSC, Polícia Militar de Santa Catarina, Finep e pelo CNPq e acontece no auditório da FIESC entre os dias 27 e 29 de junho.

Realizado a partir de uma parceria entre o Setor de Pesquisa e Extensão da PM-SC e o Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) da UFSC, o seminário tem entre os seus objetivos “integrar o meio acadêmico científico às necessidades institucionais, buscando a interface de áreas afins em nível nacional e internacional”. A abertura oficial será às 10 horas, na sede da FIESC, no Itacorubi.

Tags: Engenharia e Gestão do ConhecimentoSegurançasegurança públicaUFSC

Lançamento: Vivências Empreendedoras

25/06/2012 10:13

O livro “Vivências Empreendedoras: a prática de empreendedorismo em organizações” (Editora Pandion) alia teoria e a prática, abordando temas como empreendedorismo, criatividade, inovação e liderança, bem como trazendo exemplos de pessoas e empresas de sucesso em Santa Catarina e no Brasil. Entre as empresas citadas estão Imaginarium, Palmsoft Tecnologia e Arvus Tecnologia.

A obra que será lançada nesta quinta-feira, 28 de junho, às 19h, no Centro Integrado de Cultura,  é resultado de pesquisas desenvolvidas pelos participantes da disciplina de Jogos e Técnicas Vivenciais para o Empreendedorismo, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC. Os trabalhos foram orientados pelas professoras e pesquisadoras Édis Mafra Lapolli, Ana Maria Becciveni Franzoni e pela doutoranda Vitória Augusta Braga de Souza.

De acordo com Rui Luiz Gonçalves, que assina o prefácio, mostrar histórias de sucesso mais próximas à realidade das pessoas pode ter um efeito muito importante para estimular ainda mais esse movimento, tornando a inovação e a atividade empreendedora palpáveis e bem mais perto do cotidiano das pessoas.

Serviço:
O que: lançamento do livro “Vivências Empreendedoras: a prática de empreendedorismo em organizações”
Quando: quinta-feira, 28 de junho, 19h
Onde: Centro Integrado de Cultura – CIC
Quanto: o evento é gratuito e aberto ao público.
Informações: facebook.com/editorapandion / Mariana Lapolli (48) 9914-2555 (Assessoria de Imprensa – Editora Pandion)

Tags: EmpreendedorismoEngenharia e Gestão do ConhecimentoUFSC

Técnico do IPEA ministra palestra sobre gestão do conhecimento na administração pública

23/04/2012 15:49

Fábio Ferreira Batista desenvolveu em seu pós-doutorado no EGC/UFSC um modelo de Gestão do Conhecimento para instituições públicas

A gestão do conhecimento pode ajudar as instituições públicas a enfrentar seus dois principais desafios: o combate à corrupção e a melhoria na gestão. É o que defende o técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Fábio Ferreira Batista, que acaba de lançar o livro “Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira”. A obra é resultado de seu pós-doutorado no programa de Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC e foi apresentada nesta segunda-feira, 23 de abril, para pesquisadores e professores na universidade. A palestra foi organizada pelo Núcleo de Gestão para Sustentabilidade (Grupo NGS) do EGC/UFSC.

Para o autor, a Gestão do Conhecimento (GC) tem que ter foco em resultado. “Não se justifica fazer Gestão do Conhecimento como um fim em si mesma. É fundamental trazer benefícios para os cidadãos”, explica o autor. O processo de GC envolve identificar, captar, armazenar, compartilhar e aplicar o conhecimento do qual a organização precisa. É um modelo que pode ser utilizado em organizações tão diversas como, por exemplo, escolas que queiram reduzir índices de reprovação, quanto hospitais que queiram compartilhar uma determinada técnica entre seus especialistas.

Livro traz modelo para implementar a gestão do conhecimento na administração pública, com objetivo de beneficiar o cidadão-usuário

Além de apresentar o embasamento teórico sobre o tema, o livro traz um manual para que as organizações públicas brasileiras possam implementar suas práticas de Gestão do Conhecimento. “A ideia é que possa ser utilizado em entidades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, dos níveis federal, estadual e municipal”, explica o autor. Com apresentações de Marcio Pochmann, presidente do Ipea, e de Alvaro Prata, reitor da UFSC, a obra está disponível para download.

O autor destaca também o caráter holístico do modelo, que busca associar a GC com planejamento estratégico, programas de qualidade e planejamento orçamentário e financeiro. “As práticas de Gestão do Conhecimento não surgem do nada e sim da visão estratégica na instituição”, explica.

A GC na administração pública é um tema que começou a ser debatido e adotado recentemente. Em sua pesquisa na literatura sobre o tema, Fábio identificou que apenas 6,3% dos estudos tratam sobre GC no setor público. No Brasil, entre as instituições pioneiras estão a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e o Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

A vinda do técnico do IPEA à UFSC é também uma oportunidade para ampliar o convênio entre as duas instituições. A meta é desenvolver novos projetos para colocar a GC em prática nas organizações públicas.

Texto e foto: Laura Tuyama, jornalista na Agecom.

Mais informações:

Link para download do livro “Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira”:
http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/livro_modelodegestao_vol01.pdf

Tags: administração públicaEngenharia e Gestão do Conhecimentogestão do conhecimentoIPEAUFSC

I Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação tem inscrições abertas

14/10/2011 17:01
.

.

Estão abertas as inscrições para o I Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação (CIKI 2011), que acontece entre os dias 16 e 18 de novembro em Florianópolis. O evento, promovido em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e com a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), tem como objetivo promover novas teorias, métodos e técnicas de Engenharia, Mídia e Gestão do Conhecimento nas pequenas e médias empresas brasileiras. Em paralelo ao CIKI 2011, acontece a 8ª edição do Workshop EGC, um fórum de debates que reúne profissionais, estudantes e pesquisadores da área.

Em sua primeira edição, o CIKI 2011 traz na programação palestrantes renomados nacional e internacionalmente, todos especialistas e referências nas áreas de inovação, sendo a gestão do conhecimento o diferencial nas organizações que buscam ser inovadoras. Entre os
convidados deste ano estão: Prof. Klaus North, da Universidade de Wiesbaden, Alemanha; Prof. Eduardo Bueno, da Universidade Autônoma de Madri, Espanha; e Jeremy Legardeur, ESTIA, França. Mesas-redondas, painéis e apresentações técnico-científicas
também fazem parte da programação.

Para este ano, destacam-se a apresentação do plano estratégico do Programa, as suas parcerias inovadoras com empresas e instituições
como o Sapiens Park e o Encontro Doutoral sobre Conhecimento e Inovação em Pequenas e Médias Empresas.

As inscrições são gratuitas, porém limitadas, e devem ser realizadas no site  www.egc.ufsc.br/ciki.

Serviço:

Congresso Internacional Conhecimento e Inovação (CIKI)
Data: 16, 17 e 18 de Novembro de 2011
Local: Hotel Canto da Ilha, na Cachoeira do Bom Jesus, Florianópolis
Realização: UDESC e EGC/UFSC
Mais informações: www.egc.ufsc.br/ciki.

Tags: Engenharia e Gestão do Conhecimento

Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação

04/10/2011 18:54

Acontece entre os dias 16 e 18 de novembro o Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação (CIKI 2011). O evento, que tem como objetivo promover novas teorias, métodos e técnicas de Gestão do Conhecimento (GC) e Gestão da Inovação (GI), é gratuito e será realizado no bairro Canasvieiras, em Florianópolis.

O CIKI 2011 foi planejado de maneira a estabelecer um debate abrangente sobre os conhecimentos, pesquisas e oportunidades sobre GC e GI para as pequenas e médias empresas, buscando contribuir para a formação de uma cultura inovadora no Brasil por meio do fomento de redes de compartilhamento e disseminação de conhecimentos científicos relacionados aos temas.

Em paralelo ao CIKI 2011 será realizado o VIII Workshop EGC 2011 do Programa. Esse evento agregará valor ao Congresso, pois é anualmente organizado para ser um Fórum de Debates de alto nível intelectual reunindo profissionais, estudantes e pesquisadores da área.

O VIII Workshop EGC 2011 tem como objetivo disseminar e compartilhar os passos trilhados e resultados alcançados pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC/UFSC) na sua atuação em ensino, pesquisa e desenvolvimento em codificação, gestão e disseminação dos conhecimentos em organizações, públicas e privadas, e na sociedade. Para este ano, destacam-se a apresentação do plano estratégico do Programa, as suas parcerias inovadoras com empresas e instituições como o Sapiens Park e o Encontro Doutoral sobre Conhecimento e Inovação em Pequenas e Médias Empresas.

Mais informações:  (48) 3721 7117  ou www.egc.ufsc.br/ciki.

Tags: Engenharia e Gestão do Conhecimentoinovação