Seminário sobre reforma da previdência e seus impactos na sociedade ocorre nesta terça

05/04/2019 17:29

O Núcleo de Estudos de Economia Catarinense da Universidade Federal de Santa Catarina (NECAT/UFSC) promove o Seminário “Reforma da Previdência: o que isso tem a ver com você?”. O evento ocorre na terça-feira, 9 de abril, às 18h30, no auditório do Centro Socioeconômico (CSE). A atividade será ministrada por Milko Matijascic, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), doutor em Economia pela Unicamp e ex-assessor do Ministério da Previdência Social. O objetivo é discutir a reforma da previdência em uma perspectiva ampla, dando ênfase aos impactos da proposta sobre a sociedade brasileira e, em particular, sobre a classe a classe trabalhadora.

O Seminário é aberto a todos e fornece certificado de participação. As inscrições devem ser feitas aqui.

Mais na página do NECAT.

Tags: IPEAMilko MatijascicNecatNúcleo de Estudos de Economia CatarinenseReforma da PrevidênciaseminárioUFSC

Pós em Serviço Social promove palestra com ex-presidente do IPEA

03/11/2016 13:32

O auditório do Centro Socioeconômico da UFSC (CSE) irá receber a palestra Trabalho em cena: dilemas e contradições, com Márcio Pochmann (Unicamp e Fundação Perseu Abramo, presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea de 2007 a 2012), nesta sexta-feira, 4 de novembro, às 10 horas. Junto à palestra, ocorre o lançamento do livro Brasil sem industrialização: a herança renunciada.

O evento é uma realização do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, organizado pelo grupo Veias Abertas, Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) e Instituto de Estudos Latino-Americanos (Iela).

Mais informações pelo telefone (48) 3721-6514.

WhatsApp Image 2016-11-02 at 7.52.48 PM

 

Tags: IPEAMárcio PochmannServiço SocialUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Técnico do IPEA ministra palestra sobre gestão do conhecimento na administração pública

23/04/2012 15:49

Fábio Ferreira Batista desenvolveu em seu pós-doutorado no EGC/UFSC um modelo de Gestão do Conhecimento para instituições públicas

A gestão do conhecimento pode ajudar as instituições públicas a enfrentar seus dois principais desafios: o combate à corrupção e a melhoria na gestão. É o que defende o técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Fábio Ferreira Batista, que acaba de lançar o livro “Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira”. A obra é resultado de seu pós-doutorado no programa de Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC e foi apresentada nesta segunda-feira, 23 de abril, para pesquisadores e professores na universidade. A palestra foi organizada pelo Núcleo de Gestão para Sustentabilidade (Grupo NGS) do EGC/UFSC.

Para o autor, a Gestão do Conhecimento (GC) tem que ter foco em resultado. “Não se justifica fazer Gestão do Conhecimento como um fim em si mesma. É fundamental trazer benefícios para os cidadãos”, explica o autor. O processo de GC envolve identificar, captar, armazenar, compartilhar e aplicar o conhecimento do qual a organização precisa. É um modelo que pode ser utilizado em organizações tão diversas como, por exemplo, escolas que queiram reduzir índices de reprovação, quanto hospitais que queiram compartilhar uma determinada técnica entre seus especialistas.

Livro traz modelo para implementar a gestão do conhecimento na administração pública, com objetivo de beneficiar o cidadão-usuário

Além de apresentar o embasamento teórico sobre o tema, o livro traz um manual para que as organizações públicas brasileiras possam implementar suas práticas de Gestão do Conhecimento. “A ideia é que possa ser utilizado em entidades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, dos níveis federal, estadual e municipal”, explica o autor. Com apresentações de Marcio Pochmann, presidente do Ipea, e de Alvaro Prata, reitor da UFSC, a obra está disponível para download.

O autor destaca também o caráter holístico do modelo, que busca associar a GC com planejamento estratégico, programas de qualidade e planejamento orçamentário e financeiro. “As práticas de Gestão do Conhecimento não surgem do nada e sim da visão estratégica na instituição”, explica.

A GC na administração pública é um tema que começou a ser debatido e adotado recentemente. Em sua pesquisa na literatura sobre o tema, Fábio identificou que apenas 6,3% dos estudos tratam sobre GC no setor público. No Brasil, entre as instituições pioneiras estão a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e o Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

A vinda do técnico do IPEA à UFSC é também uma oportunidade para ampliar o convênio entre as duas instituições. A meta é desenvolver novos projetos para colocar a GC em prática nas organizações públicas.

Texto e foto: Laura Tuyama, jornalista na Agecom.

Mais informações:

Link para download do livro “Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira”:
http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/livro_modelodegestao_vol01.pdf

Tags: administração públicaEngenharia e Gestão do Conhecimentogestão do conhecimentoIPEAUFSC