Tese do Programa de Pós em Nutrição aborda discriminação por sobrepeso e bullying

02/03/2017 10:20

Analisar a associação entre o sobrepeso e a obesidade com o bullying em alunos do município de Florianópolis foi o objetivo da tese de doutorado da aluna Sílvia Letícia Alexius, do Programa de Pós-Graduação em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGN/UFSC) , sob a orientação da professora Arlete Catarina Tittoni Corso. O bullying foi investigado por meio da aplicação de uma escala psicométrica e os resultados que envolveram informações de 975 estudantes, com idade entre 11 e 14 anos, de escolas públicas e privadas das regiões Norte, Leste, Centro, Sul e Continental, revelaram o envolvimento como vítima em diferentes intensidades.

Embora o sexo dos alunos não tenha sido associado à prevalência de bullying, foram observados alguns comportamentos específicos entre meninos e meninas, como a associação da discriminação frequente associada à estatura baixa e a características físicas que permaneceram significativos apenas para o sexo feminino. “Por revelar associação entre ser discriminado pelo sobrepeso e vítima de bullying para ambos os sexos, confirma-se a hipótese levantada e estes achados sugerem que características pessoais relativas à aparência física são fatores de risco, principalmente em sociedades que valorizam o corpo ideal com base no peso, o que pode predispor o indivíduo a ser alvo de discriminação em diversos contextos, sobretudo no escolar”, avalia Sílvia. A tese foi defendida em dezembro de 2016.
(mais…)

Tags: BullyingEscolasestudantesFlorianópolisPPGNsobrepesoUFSC

Aumento no consumo de bebidas açucaradas pode estar associado a ‘bullying’ em meninos

12/05/2015 08:02

Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGN) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), feita com meninas e meninos entre 11 e 14 anos, buscou uma relação entre o consumo de alimentos não saudáveis com a ocorrência de bullying. A dissertação de mestrado de Carla Zanelatto, com orientação da professora Arlete Catarina Tittoni, constatou que os estudantes do sexo masculino que sofrem bullying de média a alta intensidade –agressões físicas, perseguições e difamações na internet – consomem 2,34 vezes mais bebidas açucaradas, como sucos artificiais e refrigerantes, do que os expostos a bullying de baixa intensidade – agressões verbais – ou dos que não recebem provocações. A pesquisadora utilizou dois questionários para obter seus resultados: o Questionário Alimentar do Dia Anterior (QUADA) e outro sobre as experiências com o bullying. Um total de 975 alunos das redes de ensino pública e privada de Florianópolis respondeu às perguntas.

ilustração matéria bullying

De acordo com a pesquisa, estudantes do sexo masculino que sofrem bullying de média a alta intensidade consomem 2,34 vezes mais bebidas açucaradas. Arte: Rogério Fonseca/Estagiário de Design/Agecom/DGC/UFSC

De acordo com Carla, as situações de estresse e ansiedade geram uma resposta fisiológica: o sistema endócrino libera o hormônio cortisol, que influencia o metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídeos, o que pode aumentar o apetite. Dessa forma, os alunos procurariam alimentos com alto teor de açúcar para compensar os episódios de preconceito e humilhações. A nutricionista ressalta que esse aumento no consumo só foi identificado em meninos e acredita que isso se deva à questão estética. “Nas adolescentes, há um hábito de fazer dieta, por causa do padrão de beleza que a sociedade impõe.”
(mais…)

Tags: #meninos #bebidasaçucaradasBullyingobesidade

Estudo mostra diferenças entre meninos e meninas na prática de ‘bullying’

22/10/2014 10:43

Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) analisou as diferentes percepções de bullying para meninos e meninas dos ensinos fundamental e médio. A dissertação de Michelly do Rocio Dellecave, orientada pelo professor Mauro Luis Vieira, foi defendida em março de 2013.

A pesquisadora – que investigou as diferentes percepções de bullying dentro de uma escola de médio porte em Itajaí, litoral de Santa Catarina – demonstrou diferenças entre meninos e meninas na forma de encarar o problema, e evidenciou como o fenômeno evoluiu do sexto ano do ensino fundamental para o primeiro ano do ensino médio. Os principais resultados envolvem formas distintas de encarar o perfil da vítima, as reações diante das agressões e o modo como elas são praticadas.
(mais…)

Tags: BullyingMauro Luis VieiraMichelly do Rocio DellecavepsicologiaUFSC

Palestra sobre bullying no CDS

09/11/2011 12:23

A Direção do Centro de Desportos (CDS), a Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF) e o Laboratório de Pedagogia do Esporte do CDS (LAPE) promovem nesta quinta-feira, dia 10, às 14h30min, no auditório do Centro de Desportos da UFSC, a palestra “Bullying, Educação Física e Desporto: Reflexão sobre o papel do Professor”, com Beatriz Oliveira Pereira, da  Universidade do Minho de Portugal.

Beatriz Pereira é doutora em Estudos da Criança pela Universidade do Minho, mestre em Ciências da Educação  pela Universidade Técnica de Lisboa e licenciada em Educação Física pela Universidade do Porto. Além das atividades docentes, acumula as funções de diretora dos cursos de mestrado em Ensino de Educação Física para os Ensinos Básico e Secundário e do mestrado em Estudos da Criança, área de especialização em Educação Física e Lazer. Também realiza orientações de algumas teses e traz em seu currículo inúmeros trabalhos publicados na área do bullying na escola e lazer e atividade lúdica das crianças.

Informações pelo fone (48) 3721-8551.

Tags: Bullyingprofessor