Primeira tradução de peça de Satie é lançada em leitura dramática na UFSC

30/11/2018 19:10

Companhia Elefants realizou primeira leitura dramática de peça de Satie. Foto: Diana Pedott

Após contar seu dinheiro, o barão Medusa recebe Astolfo, pretendente de sua filha, Frisette. Mas, será que o futuro genro o amará? Envolto em pilhas de dinheiro, o barão cria uma armadilha para testar a lealdade do candidato a noivo de Frisette. O desenrolar desse conflito é recheado de pequenos absurdos. Observadas por um macaco empalhado que dança e acompanhadas de um pianista, as personagens vivem a única peça teatral escrita pelo pianista francês Erik Satie, um dos mais importantes músicos do século XX.

A comédia em um ato foi originalmente redigida em 1913 e foi apresentada pelo próprio Satie, interpretando o Barão Medusa e tocando o piano. Repleta de ironias e sátiras, a peça teve sua primeira tradução brasileira realizada em 2015, como trabalho de mestrado de Marina Bento Veshagem, junto ao Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução (PGET), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O resultado desta tradução, entretanto, extrapolou os círculos acadêmicos e a peça, intitulada “A armadilha de Medusa”, é agora publicada em livro, em edição bilíngue.

O lançamento ocorreu durante a III Semana de Leitura Dramática da UFSC, realizada entre os dias 26 a 28 de novembro de 2018. Na ocasião, os presentes puderam apreciar a leitura dramática da íntegra do texto em português. A leitura ocorreu a partir das 20h30, na Caixa Preta, espaço de apresentações artísticas localizado no Bloco D do Centro de Comunicação e Expressão (CCE). Foi a última atividade da Semana e a expectativa e recepção do público não poderiam ter sido mais entusiasmadas: lotação máxima e aplausos em pé.
(mais…)

Tags: A Armadilha de MedusaCaixa PretaCentro de Comunicação e Expressão (CCE)Dirce Waltrick do AmaranteErik SatieIII Semana de Leitura Dramáticaleitura dramáticaMarina Bento VeshagemPrograma de Pós-graduação em Estudos da Tradução (PGET)teatroUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Língua e Literatura Estrangeira promove leitura dramática

11/10/2016 11:13

leituradramaticaO Núcleo de Estudos Irlandeses do Departamento de Língua e Literatura Estrangeira (DLLE) promove, na quinta-feira, dia 20, às 16h15, a leitura dramática da peça “Eclipse”, da dramaturga irlandesa Patricia Brogan (1992). A apresentação acontece na Sala 402 do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM), espaço conhecido como o “Redondo”. A entrada é gratuita.

Serviço:
Leitura dramática da peça “Eclipse”
Local: Sala 402 do CFM (“Redondo”)
Data: Quinta-feira, dia 20 de outubro
Horário: 16h15
Entrada gratuita

Sinopse:
A leitura dramática de “Eclipse” (1992/2016), de Patricia Brogan (tradução e direção de Alinne Fernandes) trata das condições a que mulheres consideradas “pervertidas” eram submetidas até os anos noventa na Irlanda. Mulheres que engravidassem fora do âmbito conjugal eram enviadas pelas próprias famílias às chamadas Magdalene Laundries (ou “Asilos de Madalena”, em português), onde eram forçadas a trabalho não-remunerado e eram separadas de seus filhos, que, por sua vez, eram conduzidos à adoção. Este projeto, além de fazer parte de um dos trabalhos do Núcleo de Estudos Irlandeses, faz parte também do projeto multidisciplinar internacional “1916: Home: 2016”, em desenvolvimento junto com a UCD (Dublin, Irlanda) e visa refletir sobre os modos como o governo irlandês tem lidado com os seus cidadãos considerados vulneráveis.

Tags: DLLEleitura dramáticaUFSC

Alunos de Artes Cênicas fazem leitura dramática de ‘Ubu rei’ nesta sexta na UFSC

04/05/2015 11:01

Os alunos da disciplina “Estética e linguagem visual”, do curso de Artes Cênicas da UFSC, farão, na sexta-feira, 8 de maio, às 18h45min, na sala Drummond (CCE, prédio B), a leitura dramática da peça Ubu rei (1896), de Alfred Jarry.Ubu rei 2 (1)

Participarão da leitura:

Pai Ubu – Giovanni Scotton

Mão Ubu – Roberta Lira

Capitão Bordadura – Arthur Dobler

Rei Venceslau – Fernando Santos

Rainha Rosamunda – Louysa Duarte

Boleslau – Alexandre Schmitz

Ladislau – Renata Souza

Bugrelau – Oswaldo Neto

General Lascy – João Rafael

Stanislau Sobieski – Alexandre Schmitz

Imperador Alexis – Gerson Gonçalves

Girão – Letícia Vieira

Pila – Renata Souza

Cotica – Vanessa Lima

Conjurado e soldados – TODOS

Povo – TODOS

Miguel Federovitch – Letícia Vieira

Nobres – TODOS

Magistrados – TODOS

Conselheiros – TODOS

Financistas – TODOS

Guarda de finanças – Aline Nazário

Camponeses – TODOS

Exército russo – TODOS

Exército polonês – TODOS

Os guardas de mãe Ubu – TODOS

Um capitão – Isabella Chimidts

Czar – Claci Maria Becker Kunzler

O comandante – Vanessa Volpatti

Rubrica – Vanessa Volpatti

Tags: artes cênicasleitura dramáticaUbu ReiUFSC