Telejornal UFSC Cidade Revista destaca debate sobre CPI que investiga Funai e Incra

09/04/2016 11:56

O telejornal UFSC Cidade Revista está de volta e como destaque traz uma reportagem sobre o debate realizado pelo curso de Antropologia em que discute a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Veja também outras notícias do telejornal:
– UFSC lança campanha para diminuir o consumo de energia.
– Exposição no CIC brinca com as memórias do artista.
– Agenda de eventos na universidade.

Produzido pela equipe da TV UFSC, o telejornal UFSC Cidade Revista vai ao ar às sextas-feiras, às 21h, com notícias variadas de interesse da comunidade.

:: Acompanhe a TV UFSC:
– canal 15 da NET Florianópolis;
– canal aberto 63.1 digital.
Tags: funaiIncraReforma AgráriaTV UFSCUFSCUFSC Cidade Revista

Em parceria com o Incra, UFSC terá observatório da reforma agrária

02/03/2016 10:16

O processo de elaboração e acompanhamento de políticas públicas no âmbito da reforma agrária está prestes a entrar em uma nova fase. O Incra e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estudam a criação do Observatório da Reforma Agrária, instância na qual será avaliada a efetividade das ações empreendidas, além de propostas novas formas de atuação para apoiar e fortalecer o desenvolvimento socioeconômico dos assentamentos.

O primeiro encontro para tratar do tema ocorreu no dia 24 de fevereiro, na sede do Incra, em Brasília. A presidente da autarquia, Maria Lúcia Falcón, o diretor de Desenvolvimento de Projetos de Assentamento, César Aldrighi, o professor Carilton Ribas, do Centro de Ciências Agrárias da UFSC, além de equipes técnicas das duas instituições se reuniram para delinear a parceria.

A ideia é que o Observatório da Reforma Agrária, por meio de uma Assessoria Técnica Especializada, oriente a condução de ações direcionadas ao desenvolvimento e implantação de políticas públicas voltadas aos assentamentos. Entre as primeiras atuações indicadas está a elaboração de projetos técnicos agroindustriais, fortalecendo a gestão nas cooperativas nessas áreas.
(mais…)

Tags: IncraReforma AgráriaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC auxilia Incra na elaboração de projetos de agroindústrias para assentamentos no Brasil

23/11/2015 10:01

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) mantêm um termo de cooperação com o objetivo de estruturar e

Reitoras da UFSC recebem autoridades do Incra e agricultores para balanço das atividades. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Reitoras da UFSC recebem autoridades do Incra e agricultores para balanço das atividades desenvolvidas. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

dar suporte técnico à elaboração e implantação de projetos de indústrias em assentamentos rurais de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. O Laboratório de Educação do Campo e Estudos da Reforma Agrária (Lecera) do Departamento de Zootecnia e Desenvolvimento Rural, vinculado ao Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC, coordena as atividades com a participação de alunos e professores vinculados ao laboratório.

As reitoras Roselane Neckel e Lúcia Helena Martins Pacheco e o diretor de Desenvolvimento de Projetos de Assentamentos do Incra, César Fernando Schiavon Aldrighi, representando a presidência do órgão, se reuniram no dia 13 de novembro, em Florianópolis, para realizar um balanço das atividades desenvolvidas. “Há cerca de três anos, fomos procurados para um termo de cooperação destinado a entender a demanda das compras públicas de alimentos para os equipamentos públicos de combate à fome e desnutrição. Realizamos criterioso estudo, indicando a complexidade da cadeia desses equipamentos e suas demandas por produção de alimentos para escolas, asilos, restaurantes populares, bancos de alimentos”, explica o coordenador do Lecera, Clarilton Edzard Davoine Cardoso Ribas. A equipe é composta por cerca de 30 bolsistas, cinco professores que atuam nos projetos das agroindústrias e técnicos contratados para viabilizar os trabalhos.
(mais…)

Tags: assentamentosCCAIncraLeceraPRReforma AgráriaRSSCSPTerra ForteUFSC

UFSC sedia Seminário Estadual da Juventude

30/10/2014 12:40

Cerca de 300 jovens que vivem em assentamentos e acampamentos do Movimento Sem Terra (MST) em Santa Catarina se reuniram, na manhã da última terça-feira, 29, no

Seminário reúne cerca de 300 jovens no auditório Garapuvu da UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Seminário reúne cerca de 300 jovens no auditório Garapuvu da UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

auditório Garapuvu, no Centro de Eventos da UFSC, para participar da abertura do Seminário Estadual da Juventude do Projeto de Olho na Terra. As atividades seguem até a próxima sexta-feira, 31, com programação artístico-cultural, capacitações, palestras, assembleia com movimentos estudantis e visitas a comunidades de Florianópolis.

O Seminário integra o projeto De Olho na Terra, voltado à inclusão digital da juventude do campo e à capacitação para o trabalho com tecnologias da informação e da comunicação (TICs). De acordo com o coordenador do Laboratório de Educação do Campo e Estudos da Reforma Agrária (LECERA) da UFSC, Clarilton Ribas, o projeto é financiado por meio de edital do Ministério das Comunicações e está em sua segunda fase.
(mais…)

Tags: inclusão digitalIncrajovensLeceraMinistério das ComunicaçõesMSTSeminário Estadual da JuventudeUFSC

Mestrado em Agroecossistemas finaliza primeira etapa

20/03/2013 15:05

Alunos da 3ª edição do Mestrado Profissional em Agroecossistemas

Entre os dias 1º e 14 de março de 2013 foi realizada a 1ª etapa da 3ª edição do Mestrado Profissional em Agroecossistemas, que conta com o apoio institucional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), CNPq e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A próxima etapa está prevista para o mês de julho deste ano no Centro de Ciências Agrárias (CCA) na UFSC.
(mais…)

Tags: CCAIncraMestrado Profissional em AgroecossistemasProneraUFSC

UFSC contará com um núcleo de estudos sobre movimentos sociais

22/08/2012 11:25

Um dos objetivos da reunião foi identificar projetos ligados aos movimentos sociais

Na tarde desta segunda-feira, 20 de agosto, as reitoras Roselane Neckel e Lúcia Helena Pacheco discutiram a criação de um núcleo de estudos que desenvolva projetos com movimentos sociais. A proposta foi encaminhada na presença de membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em reunião no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH). O órgão deve ser gerenciado por professores da UFSC que coordenam e participam de projetos de extensão que trabalham com movimentos sociais. Ainda não existe uma data para inaugurar o núcleo.

As reitoras assumiram o compromisso de suprir a demanda de institucionalizar as ações da Universidade com relação aos movimentos. Um dos objetivos da reunião desta segunda-feira era identificar os professores que mantinham projetos ligados aos movimentos sociais e integrar essas propostas. O encontro foi um convite do MST para esclarecer a participação da Universidade dentro dos assentamentos.

Revero Ribeiro, membro do Setor de Comunicação do MST em Santa Catarina, diz que uma das principais parcerias entre as instituições é a oferta de educação nos assentamentos. A UFSC oferece formação técnica, especialização e Ensino Médio para os assentados por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA) do INCRA. A vice-reitora Lúcia Helena Pacheco afirma que a Universidade tem o conhecimento científico como um instrumento à disposição . “O objetivo da UFSC é estar aberta para auxiliar os movimentos em suas questões”, disse.

A resposta às demandas é um desejo antigo do MST. Membros do Movimento conversaram com a reitora em maio e alguns encontros foram realizados nesse período. Roselane reiterou durante a reunião que existia a necessidade de um projeto institucionalizado para a Universidade reconhecer as demandas dos movimentos de forma efetiva. “A ideia é que a gente organize isso”, concluiu.

Por Murici Balbinot / Estagiário de Jornalismo na Agecom / UFSC

Foto: Henrique Almeida / Agecom / UFSC

 

Tags: Incramovimentos sociaisMSTUFSC