Campanha 2017: ‘A UFSC diz não à violência contra a mulher’

28/11/2017 10:00

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD), por meio da Coordenadoria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero (CDGEN), promove a campanha ‘A UFSC diz não à violência contra a mulher’. Serão nove dias de ativismo desenvolvidas entre os dias 24 de novembro e 6 de dezembro. O evento busca mobilizar e conscientizar a comunidade acadêmica dos campi da UFSC sobre a necessidade de combater todo e qualquer tipo de violência contra as mulheres na comunidade interna e externa. 
(mais…)

Tags: CDGENmulherSaadUFSCUniversidade Federal de Santa Catarinaviolência contra a mulher

‘Descolando velcro’ abordará resistência e visibilidade lésbica

28/08/2017 07:23

Com o intuito de chamar a atenção para a luta de mulheres por seus direitos, independentemente de sua orientação sexual, agosto foi eleito o mês da Visibilidade Lésbica — sendo 29 de agosto o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica. Nesse contexto, a Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) da UFSC promove o evento “Descolando Velcro”, com o objetivo de discutir os assuntos que cercam a vida das mulheres lésbicas. As atividades ocorrem nos dias 29 e 30 de agosto, com debates, oficinas, passeata e piquenique.

Confira a programação:

29 de agosto (terça-feira):

Passeata Pela Visibilidade e Contra a Lesbofobia

Horário: A partir das 11h

Ponto de Encontro: Praça da Reitoria I

Mesa de Debates Sobre Resistência e Visibilidade Lésbica

Horário: Das 19h às 22h

Local: Auditório do Centro de Ciências da Saúde – CCS/UFSC

19h – Abertura

“Sapatão: Desobedecendo à Norma” – Ministrante: Ca Butiá

“A hetero-cis-norma da/na medicina: (re)pe(n)sado os corpos, as práticas e o (auto)cuidado à saúde” –  Ministrante: Ana/Alejandro Mujica

“Sapatravestilidades: Corpos e Afetos Possíveis” – Ministrante: Raíssa Éris Grimm

“Maternidade Lésbica” – Ministrante: Ana Amorim. | Debatedora: Miriam Pillar Grossi.

Este debate também possui o propósito de elaborar e aprovar uma Carta endereçada à Associação de Ginecologia e Obstetrícia de Santa Catarina (SOGISC), com vistas a dar visibilidade lésbica no atendimento à saúde.

30 de agosto (quarta-feira):

Piquenique/ Isoporzinho Sapatão

Tragam suas comidinnhas, seu isoporzinho, seus afetos e vivências para compartilharmos.

Horário: das 10h às 13h30

Local: Praça da Reitoria I

Oficina de Reparos e Reformas para a Autonomia da Mulher

Horário: das 13h30 às 15h

Local: Praça da Reitoria I

Ministrada por Kika Santos, com a colaboração de mulheres que também queiram trocar experiências e transmitir conhecimentos em reparos domésticos como: troca de resistência de chuveiro, circuitos e instalações elétricas, marcenaria básica, parafusadeira, serras, e outros.

Oficina de Auto Defesa para Mulheres

Horário: das 16h às 18h

Local: Hall da Reitoria

Ministrada por Fernanda Tourinho, com a colaboração de mulheres que também queiram trocar experiências e transmitir conhecimento em auto-defesa (vir com roupa para exercício físico).

Mais informações na página da Saad, pelo e-mail ou pelos telefones (48) 3721-5946 | 3721-5947.

 

Tags: Descolando VelcroDia da Visibilidade LésbicaeventogêneromulherSaadsecretaria de ações afirmativas e diversidadesUFSCvisibilidade lésbica

Primavera dos Museus discute renda de bilro catarinense

16/09/2011 18:43
.

.

A Secretaria de Cultura e Arte e o Museu Universitário realizará na próxima terça-feira, 21/09, a 5ª Primavera dos Museus, trazendo palestra com a antropóloga Anamaria Beck e a jornalista Rosina Duarte, que discutirão a re-significação da tradição da renda de bilro no litoral catarinense.O evento é organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBAM) e escolheu para essa edição o tema “Mulheres, Memórias e Museus”. A Primavera dos Museus tem programação nacional com palestras e exposições nos museus de todo o Brasil. Cada instituição escolhe a atividade que irá realizar na semana segundo a temática sugerida.

Anamaria Beck é antropóloga, pós-doutora em Antropologia e foi diretora do Museu Universitário de 1977 a 1982. Publicou trabalhos que discorrem sobre a tradição da renda de bilro e as rendeiras de Santa Catarina.

Rosina Duarte é jornalista, coordenadora da ONG Alice (Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação) – jornal trimestral produzido por moradores de rua da cidade de Porto Alegre – e autora/organizadora do livro Contos sem Fadas – escrito em parceria com integrantes do Grupo Renascer da Terceira Idade, que retrata a memória da cultura popular feminina gaúcha.

A palestra ocorrerá no Auditório do Museu Universitário, no dia 21 de setembro, a partir das 16h. A entrada é gratuita e serão fornecidos certificados de participação da semana. Mais informações: 3721 8604, 3721-9325 ou

Por Ricardo Pessetti/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: mulhermuseu